You are on page 1of 15

Terapia da Fala

A Nossa Voz

A voz é algo comum aos nossos dias, todos

a temos, todos fazemos uso dela sem nos

apercebermos o quão ela é importante para a nossa

vivência diária. É a forma de comunicação mais

imediata e eficaz do ser humano e modificamo-la

segundo os contextos em que estamos.

A produção de voz depende essencialmente da actividade dos músculos da

respiração e da fonação, assim como do bem-estar de todos os tecidos laríngeos. Se

este equilíbrio for mantido, qualquer pessoa poderá apresentar uma voz de boa

qualidade, sem qualquer esforço intenso ou desconforto.

Como cuidar, então, deste instrumento tão valioso que possuímos? A

resposta é simples: seguir um bom plano de higiene e saúde vocal, ou seja, seguir um

conjunto de comportamentos e acções que ajudam a promover a qualidade vocal e a

prevenir eventuais lesões orgânicas no mecanismo da fonação.

Dada a importância deste precioso instrumento, que é a voz, há que cuidá-lo

e seguir um bom programa de higiene e saúde vocal. Este consiste num conjunto de

acções e comportamentos que ajudam a preservar uma voz de qualidade e prevenir o

desenvolvimento de lesões orgânicas e outras alterações anatómicas/fisiológicas no

mecanismo da fonação.

Exercícios Voz 1
Terapia da Fala

Comportamentos a Evitar

Não pigarreie e evite tossir com muita frequência (estes tipos de comportamentos

podem ferir as cordas vocais).

Não mantenha conversas longas se os interlocutores estão a uma relativa

distância um(s) do(s) outro(s).

Evite falar em situações ruidosas (exemplos: locais nos quais a música está com o

volume muito alto, equipamento de trabalho ruidoso, salas de aula barulhentas,

aeroportos, etc.).

Enquanto pratica exercício físico deve evitar falar intensivamente.

Se se dirigir a uma grande audiência não o faça sem algum meio de amplificação

vocal.

Evite abusos de voz devido a tiques nervosos durante um discurso perante uma

audiência como: falar rápido, “segurar” a respiração, falar com um suporte

respiratório insuficiente, falar num tom grave e monótono,

Não cante ou produza qualquer tipo de sons que ultrapassem o seu “limite vocal”,

ou seja, que lhe causem desconforto.

Não permita que a sua energia vocal atinja um nível tão baixo que o som emitido

se torna “áspero” (rouquidão).

Evite cochichar (quando o fazemos submetemos as cordas vocais a um grande

esforço e desgaste).

Não fume, para que as suas cordas vocais não sejam agredidas e para que a

qualidade da sua voz não se altere de uma forma persistente.

Evite a ingestão de bebidas que desidratam as cordas vocais como bebidas com

cafeína (chá preto, café), bebidas gaseificadas e álcool.

Evite ambientes com ar condicionado.

Não grite sem suporte respiratório.

Exercícios Voz 2
Terapia da Fala

Evite o uso de roupas demasiado apertadas nas regiões do abdómen, cintura,

peito e pescoço, uma vez que estas dificultam a respiração e, consequentemente,

a produção de som.

Não utilize um som grave demais ou agudo demais.

Evite falar excessivamente durante quadros gripais ou crises alérgicas.

Evite falar ou cantar em demasia durante o período pré – menstrual.

Evite a alimentação com excesso de condimentos (dão origem a azia, má digestão

e refluxo de secreções gástricas que podem atingir as cordas vocais).

Exercícios Voz 3
Terapia da Fala

Comportamentos Benéficos

Faça exercícios de vibração da língua.

Boceje para relaxar a sua garganta.

Mantenha a sua garganta relaxada enquanto fala.

Beba, engolindo devagar, 7 a 8 copos de água por dia ou sumo cítrico natural não

açucarado, de forma a hidratar as suas cordas vocais.

Controle a vontade de pigarrear.

Aproxime-se da pessoa com quem está a falar, para que possa ser ouvida sem ter

que gritar e fazer esforço.

Aprenda boas técnicas vocais para projectar a voz.

Quando tiver intenções de falar, tente, sempre que possível reduzir o barulho de

fundo.

Olhe para as pessoas para quem está a falar, articule os sons com precisão e

agudize, levemente, a voz.

Respeite os seus limites vocais.

Monitorize e tente reduzir os maus hábitos vocais.

Depois de qualquer exercício físico espere até que a sua respiração volte ao

“estado normal” para que possa produzir som de forma relaxada e não prejudicial.

Mantenha a sua voz com força utilizando, sempre, a energia da respiração.

Fale devagar para que o seu corpo possa voltar a “encher-se de ar” naturalmente e

sem esforço.

Quando precisar de gritar, grite com técnica, para isso mantenha o corpo erecto,

inspire profundamente, sentindo o abdómen e as costelas expandirem, fale com

forte intensidade, ou seja, fale alto.

Cantar é um bom exercício laríngeo, mas não se esqueça que é essencial a

aprendizagem de técnicas vocais.

Exercícios Voz 4
Terapia da Fala

A maçã possui propriedades que ajudam na limpeza da boca e da faringe o que

favorece uma voz com melhor ressonância.

Procure dormir, no mínimo, oito horas, mas não durma com o estômago cheio,

visto que pode ocorrer refluxo gastroesofágico que é altamente prejudicial para as

cordas vocais.

O uso intenso da voz requer energia, por isso é essencial que antes de qualquer

actividade vocal ingira alimentos de fácil digestão.

Exercícios Voz 5
Terapia da Fala

Exercícios

Exercícios de relaxamento – posição de pé

De pé, com os pés bem apoiados no chão, com roupas confortáveis e de forma

descontraída, relaxe, antes de começar os exercícios de voz propriamente ditos.

1. Rotação do tronco acompanhado dos membros superiores que devem estar

descontraídos e livres;

2. Inspirar pelo nariz e levantar, ao mesmo tempo, o braço direito até altura dos

ombros; parar um segundo e descer o braço ao mesmo tempo que expira pela

boca. (repetir 3 vezes);

3. Repetir o exercício n.º 2 com o braço esquerdo;

4. Repetir o exercício n.º 2 elevando os dois braços em simultâneo;

5. Com os dois braços ao longo do corpo, puxar para cima o ombro direito até à

orelha do mesmo lado (enquanto inspira), sem inclinar a cabeça. Soltar o ombro

para baixo e expirar pela boca (repetir três vezes);

6. Repetir o exercício n.º 5 com o ombro esquerdo;

7. Repetir o exercício n.º 5 com os dois ombros em simultâneo;

8. Rotação anterior do ombro direito (repetir três vezes);

9. Rotação anterior do ombro esquerdo (repetir três vezes);

10. Rotação anterior dos dois ombros em simultâneo (repetir três vezes);

11. Rotação posterior do ombro direito (repetir três vezes);

12. Rotação posterior do ombro esquerdo (repetir três vezes);

13. Rotação posterior dos dois ombros em simultâneo (repetir três vezes);

Exercícios Voz 6
Terapia da Fala

Relaxamento dos músculos da cavidade oral:

Estes exercícios devem ser realizados não só antes dos exercícios de voz

propriamente ditos, mas também ao longo da sua realização, no intuito de ir relaxando

a cavidade oral.

1. Vibração dos lábios (bbrrr...);

2. Vibração da língua ( ttrrr...);

3. Mastigar o ar (mnhaam, mnhaam...).

4. Inspirar e provocar um bocejo, sonorizando-o com uma vogal aberta.

Exercícios de respiração e voz

Agora que já se sente mais relaxado, deite-se e trate da sua voz.

Não se esqueça de ter a seu lado uma garrafa de água natural, no caso de

precisar durante os exercícios.

1. Inspirar pelo nariz, reter o ar 1 ou 2 segundos e expirar pela boca. (repetir 3 vezes)

2. Inspirar pelo nariz lentamente, reter o ar 1 ou 2 segundos e expirar rapidamente

pela boca. (repetir 3 vezes)

3. Inspirar rápido pelo nariz, reter o ar 1 ou 2 segundos e expirar lentamente pela

boca. (repetir 3 vezes)

4. Inspirar pelo nariz, reter o ar 1 ou 2 segundos e expirar pela boca deixando o ar

sair em dois períodos de tempo:

Exercícios Voz 7
Terapia da Fala

(inspirar - pausa – expirar – pausa - expirar)

5. Repetir o exercício n.º 4 mas desta vez dividindo a expiração em 3, depois em 4,

em 5 e por último em 6 períodos de tempo.

6. Inspirar pelo nariz, reter um pouco o ar e de seguida expirar pela boca produzindo

de forma contínua o fonema /s/ e mantendo a intensidade:

(inspirar – pausa - /sss.../)

7. Inspirar pelo nariz, reter um pouco o ar e de seguida expirar pela boca, em dois

períodos de tempo, produzindo o fonema /s/ de forma contínua. A intensidade

deve ser mantida:

(inspirar – pausa - /sss.../ - pausa - /sss.../)

8. Repetir o exercício n.º 7 mas desta vez dividindo a saída do som /s/ em 3, depois

em 4, em 5 e por último em 6 períodos de tempo.

9. Repetir os exercícios n.º 6, 7 e 8 para os fonemas /z/, /f/, /v/, / / e / /.

10. Inspirar pelo nariz, reter um pouco o ar e de seguida expirar pela boca produzindo

de forma contínua o fonema /a/ e mantendo a intensidade:

(inspirar – pausa - /aaa.../)

11. Repetir o exercício n.º 10 para os fonemas /e/, /i/, /o/ e /u/.

12. Inspirar pelo nariz, reter um pouco o ar e de seguida, numa só expiração dizer

todas as vogais de forma contínua. Repetir 2 vezes:

(inspirar – pausa – /aaeeiioouu/) …

13. Inspirar pelo nariz, reter um pouco o ar e de seguida, numa só expiração dizer

todas as vogais de forma espaçada. Repetir 2 vezes:

(inspirar – pausa – /a e i o u/) …

14. Inspirar pelo nariz, reter um pouco o ar e de seguida, numa só expiração dizer /sa

se si so su/:

(inspirar – pausa – /sa se si so su/).

15. Repetir o exercício n.º 14 para o /z/, /f/, /v/, /ch/ e /j /.

Exercícios Voz 8
Terapia da Fala

16. Inspirar pelo nariz, de seguida expirar pela boca dizendo /se-gun-da/ dividida em

sílabas, voltar a inspirar e de seguida expirar dizendo /ter-ça/ dividida em sílabas.

Continuar o exercício com os restantes cinco dias da semana:

(inspirar - /se-gun-da/ - inspirar - /ter-ça/ - inspirar - /quar-ta/ ...)

17. Inspirar pelo nariz, de seguida dizer /segunda/ numa só expiração, voltar a inspirar

e de seguida dizer /terça/ numa só expiração. Continuar o exercício com os

restantes dias da semana:

(inspirar - /segunda/ - inspirar - /terça/ - inspirar - /quarta/ ...)

18. Inspirar pelo nariz, de seguida dizer /segunda terça quarta quinta/ numa só

expiração, voltar a inspirar e de seguida dizer /sexta sábado domingo/ também

numa só expiração:

(inspirar - /segunda terça quarta quinta/ - inspirar - /sexta sábado domingo/)

19. Inspirar e de seguida dizer os sete dias da semana numa só expiração:

(inspirar /segunda terça quarta quinta sexta sábado domingo/)

20. Repetir os exercícios n.º 16, 17, 18 e 19 mas com os meses do ano. No exercício

18 inspirar de três em três meses.

21. Inspirar pelo nariz, reter um pouco o ar e seguida expirar, produzindo alto e de

forma contínua a vogal /a/:

(inspirar – pausa - /aaa .../)


22. Inspirar pelo nariz, reter um pouco o ar e seguida expirar, produzindo baixo e de

forma contínua a vogal /a/:

(inspirar – pausa - /aaa .../)


23. Inspirar pelo nariz, reter um pouco o ar e seguida expirar e produzir a vogal /a/,

aumentando de intensidade de forma contínua:

(inspirar – pausa - /aaaaaaaaaaaa.../)

Exercícios Voz 9
Terapia da Fala

24. Inspirar pelo nariz, reter um pouco o ar e seguida expirar e produzir a vogal /a/,

diminuindo de intensidade:

(inspirar – pausa - /aaaaaaaaaaaa.../)

25. Inspirar pelo nariz, reter um pouco o ar e de seguida expirar e produzir a vogal /a/

aumentando e diminuindo a intensidade de forma contínua:

(inspirar – pausa - / aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.../)

26. Repetir os exercícios n.º 21, 22, 23, 24 e 25 com o /e/, /i/, /o/ e /u/ e com o /s/, /z/,

/f/ e /v/, /ch/ e /j /.

Exercícios Voz 10
Terapia da Fala

Exercícios de respiração e tonificação glótica - posição deitado

Deve deitar-se numa cama dura, com as pernas dobradas, uma pequena

almofada na nuca e, se for possível, um livro sobre a barriga. Deve usar a respiração

aprendida na Terapia da Fala.

1. Inspirar o ar pelo nariz e retê-lo de 3 a 5 segundos. Na expiração, deixar o ar sair

de forma contínua e lenta. Depois deixar o ar sair por intervalos de tempo. No

momento da expiração dizer /k/.

2. Na mesma posição descrita anteriormente, inspirar o ar pelo nariz e retê-lo uns

segundos. Ao mesmo tempo, fazer um esforço como se fosse puxar alguma coisa.

3. Pernas esticadas sobre a cama. Inspirar e reter o ar durante uns segundos. Em

cada pausa inspiratória levantar as pernas, alternadamente, 30 cm da cama;

baixá-las quando expirar.

4. Pernas esticadas sobre a cama. Alguém deve colocar a mão debaixo da sua

cabeça e pedir-lhe para inspirar e de seguida reter o ar. Durante essa pausa, essa

Exercícios Voz 11
Terapia da Fala

pessoa deve levantar a cabeça e empurrá-la com a mão para ver se oferece

resistência, durante 3 ou 4 segundos. De seguida deve descansar a cabeça e

expirar.

Exercícios de respiração e tonificação glótica - posição sentado

1. Braços relaxados colocados em cima das pernas. Inspirar e de seguida reter o ar.

Durante essa pausa, fazer três movimentos de levantar e baixar as pernas.

Descansar e expirar ao mesmo tempo que se diz “ic”. No início, a expiração é feita

num só sopro, depois este deve ser dividida “ic, ic, ic”.

2. Braços entrecruzados atrás da cabeça. Inspirar e reter o ar. No momento da

pausa, apertar a cabeça com as mãos e fazer movimentos alternados de levantar

e baixar com as pernas. Expirar e dizer ao mesmo tempo “cuuuc”.

Exercícios Voz 12
Terapia da Fala

3. Braços relaxados sobre as pernas. Alguém deve estar atrás de si com a mão na

zona do pescoço. Inspire, faça força contra a mão da pessoa e ao expirar vá

dizendo “cric, cric, cric,” “quiq, quiq, quiq” “cucu,cuc,cuc”.

4. Alguém deve colocar-se à sua frente, com a mão na sua testa. A sua cabeça deve

estar ligeiramente inclinada, fazendo resistência contra a mão da pessoa. Ao

mesmo tempo que faz resistência, deve emitir séries de sílabas tonificantes do tipo

“guic, guic, guic”.

5. Mãos entrelaçadas na altura dos ombros, com os braços na posição horizontal.

Inspirar e expirar estirando com força os dedos das mãos entre si e dizendo com

força “quic, quic, quic”.

Exercícios Voz 13
Terapia da Fala

6. Mãos com os punhos fechados a nível do peito. Inspirar e ao expirar levar

bruscamente os braços para trás como se quisesse que os cotovelos tocassem

entre si. Ao mesmo tempo dizer “piquiti” ou “pocata” ou ”gupete”.

7. Elevar pesos de 2,3 Kg até à altura do peito, com o braço do lado afectado, e dizer

ao mesmo tempo “cric”, “cric”.

Exercícios de respiração e tonificação glótica em pé

1. Inspirar e empurrar um objecto pesado (ex.: mesa) com as mãos. Acabar de

empurrar e expirar ao mesmo tempo que diz “ka...a...k”, “ku...u...k”, entre outros.

2. Empurrar a parede com o braço do lado da corda vocal afectada e dizer ao mesmo

tempo combinações silábicas tonificantes como por exemplo “tic tuc”.

Exercícios Voz 14
Terapia da Fala

Diana Martins

(estagiária de Terapia da Fala)

Exercícios Voz 15