You are on page 1of 82

GENÉTICA E EVOLUÇÃO

CROMOSSOMOS HUMANOS E
CICLO CELULAR.
GENÉTICA DO EQUIPAMENTO
DENTÁRIO

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 1


CROMOSSOMOS

CHROMOS =COR; SOMA =CORPO


Ø Estrutura filamentosa > interior do
núcleo das células
Ø Formado por DNA e proteínas
Contém os genes
Ø Transmissores das características
hereditárias.

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 2


CROMOSSOMO
CENTRÔMERO: Constrição
primária responsável pela
movimentação do cromossomo
na divisão celular.
BRAÇOS : Partes dos
cromossomos divididos pelo
centrômero :
Curto : p (petit)
Longo : q ( queue)
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 3
CROMOSSOMO
TELÔMERO: Ponta ou extremidade de
cada cromossomo.
MORFOLOGIA : Metacêntrico ,
acrocêntrico e submetacêntrico. De
acordo com a posição do centrômero.
SATÉLITES : Apêndice da extremidade
curta do cromossomo acrocêntrico.
Responsável pela formação dos
nucléolos.

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 4


CROMOSSOMO

CLASSIFICAÇÃO:
Comprimento ou tamanho;
Posição do centrômero;
Presença ou ausências de
satélites.

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 5


FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 6
Satélit
e

www.virtual.epm.br/.../htm/figuras/tipos.
gif

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 7


http://www.ufv.br/dbg/gbolhtm/

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 8


FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 9
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 10
CICLO CELULAR

DIVISÃO CELULAR (MITOSE)



Regulam o número de
organismos vivos

APOPTOSE

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 11


CICLO CELULAR

MITOSE: ocorre nas células somáticas


aumentando o número celular.
APOPTOSE: Forma de morte celular
que remove determinadas células
diminuindo o número celular.

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 12


CICLO CELULAR

MITOSE E APOPTOSE:
Protegem o corpo após o nascimento.
O equilíbrio depende destes processos.
Câncer: resultado do rompimento deste
equilíbrio.

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 13


APOPTOSE

http://www.miniweb.com.br/Ciencias/Artigos/Imagens/apoptos
e.

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 14


CICLO CELULAR

Variável de acordo com os tecido:


Altas taxas no embrião.
Digestivo: divide-se ao longo da vida.
Cérebro: pode não dividir-se mais

após o nascimento.
Processo contínuo: Interfase e Mitose

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 15


FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 16
INTERFASE

Funções bioquímicas básicas da vida.


Replicação do DNA
Síntese de proteínas, lipídios e
glicídios.
Elaboração de estruturas celulares.

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 17


INTERFASE
G1, S e G2
GAP  I nt e rv a lo na
r e pl ica ção do
D N II
S  II nt he s i s I sínt e s e
do DNA 18
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO

INTERFASE G1
Síntese de proteínas, glicídios e lipídios  a
serem ut i l i I ad os na
f orm a ção da s m e m b r a n a s I
D ur a ção v a r i áv e l I vár i os
a nos ( f í gad o II II a II
h or a s ( m ed ul a óss ea I e
i n e x i st e nt e ( c élul a s
e m b r i onár ia s A

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 19


INTERFASE S

Duplicação do DNA
Síntese de proteínas (
inclusive as do fuso)

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 20


INTERFASE G2

Replicação tardia de DNA e protéinas.


Iembranas
I romossomos d upl icd os 
un id os p e lo
ce ntromêro I
Ind

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 21


INTERFASE G0

Fase não-cíclica quando


as células param de se
dividir.....

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 22


CONTROLE DO CICLO
CELULAR

Ciclo celular regulado por


sinais externos e internos.
Pontos de controle.
Proteínas endógenas.

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 23


CONTROLE DO CICLO
CELULAR

Célula não se divide antes da


duplicação do DNA
Erros na replicação são reparados
Célula não replica mais de uma vez o
DNA.

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 24


CICLO CELULAR
TEORIA UNIFICADORA

1988 : COMPOSIÇÃO DO MPF


® proteína-quinase cdc2 (Cdk)
® CICLINA B
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 25
TELÔMERO

Regiões cromossômicas
terminais que controlam o
número de divisões que uma
célula deve sofrer.

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 26


TELÔMERO
Centenas a milhares de
repetições específicas de
uma seqüência de DNA
(TTAGG).

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 27


TELÔMERO
A cada divisão 50 a 200
nucleotídeos são perdidos
encurtando gradualmente os
cromossomos.

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 28


CONTROLE DO CICLO

Sinais externos 
h ormôn i os e
fa tor e s do
c r e s ci m e nto A
A i n ai s i nt e rnos 
cic l i n a s e
qu i n a s e s .
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 29
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 30
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 31
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 32
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 33
CICLO CELULAR
PROTEÍNAS INIBITÓRIAS

KIP : p21, p27, p57


INK4: p15, p16, p18 e p21
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 34
REGULAÇÃO DO CICLO CELULAR
CONCLUSÃO

Expressão coordenada de ciclina e


Cdks regula a progressão do ciclo
celular

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 35


PRÓFASE
Condensação da cromatina.
PLOIDIA = 2nd
Duplicação do centríolo  m ig r a ção
para os pólos opostos 
f orm a ção do f uso 
de s a p a r eci m e nto da
m e m b r a n a e d os nu c léolos A

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 36


FUSO
Microtúbulos  fib r a s de
tu b ul i n a  qu e l iga m os
ce ntríolos a o ci n e tó c oro
( e strutur a s i tu ada I unto
ao ce ntrôm e ro AA
I i n e tó c oro i nt e r age c om
a s fib r a s d o f uso d ur a nt e o
mov i m e nto d os c romossomos A

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 37


METÁFASE

Condensação máxima dos


cromossomos .
Cromátides irmãs unidas pelo
centrômero.
Início da separação das cromátides
Ploidia = 2nd

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 38


ANÁFASE

Divisão longitudinal dos cromossomos.


Separação das cromátides  ag or a
c romossomos fi l h os I
Aig r a ção d os c romossomos
p a r a os pólos A

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 39


TELÓFASE

Cromossomos nos pólos 


plo idia = A n A
De s c on de ns a ção
c romossôm icaA
De s i nt eg r a ção d o f uso A
F orm a ção de nov a s
membranasA
Ai to ci n e s e A
Di v i são e di str ib u i ção
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 40
MITOSE

PROFASE PROMETAFASE ANAFASE


TELOFASE E CITOCINESE

REPRESENTAÇÃO DAS FASES DA MITOSE


COM DURAÇÃO EM MINUTOS
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 41
PRÓFA
SE

METÁF
ASE
TELÓF
ASE ANÁFAS
E

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 42


FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 43
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 44
SABATINA
1.Como o centrômero divide os braços
do cromossomos e porque as letras
são p e q?
2.O que é o centrômero e qual sua
função?
3.Descreva morfologicamente a
classificação dos cromossomos
humanos.
4.O que são satélites e para que
servem?
5.Qual a diferença entre morte celular e
apoptose?
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 45
SABATINA
6.Quais são os sinais internos e
externos de controle do ciclo
celular.?
7.Que são telômeros e qual a sua
função?
8.Descreva os eventos da prófase
e da metáfase.
9.Descreva a anáfase?
10.Descreva a telófase?
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 46
MEIOSE

Processo de divisão celular para a


formação dos gametas.
Uma duplicação cromossômica
para duas divisões.

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 47


MEIOSE I

Meiose I ou divisão
reducional.
Meiose II ou divisão
equacional.

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 48


MEIOSE I

Prófase I, Metáfase
I, Anáfase I e
Telófase I.
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 49
PRÓFASE I

Fase mais longa da meiose.


De grande importância biológica.
Dividida em 5 sub-fases ou
estágios: Leptóteno, Zigóteno,
Paquíteno, Diplóteno e Diacinese.

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 50


LEPTÓTENO

Leptós = fino tainia= fita


nema=filamentos.
Início da descondensação 
fi l a m e ntos fi nos e
de l gad os A
A romôm e ro  r egi õ e s
m ai s e sp e ss a s ao lon g o
d os fi l a m e ntos A
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 51
ZIGÓTENO

Zygon = parelha
Aproximação e pareamento dos
homólogos (sinapse).
Aompl e xo s i n a ptonêm ic o
 c ompl e xo f orm ad o de
D N II RN I e prot e ín a s I
I mport a nt e para
c ross i n g I ov e r I
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 52
PAQUÍTENO
pachys = grosso
Cromossomos mais curtos.
H omólo g os = e v ide n cia a
d upl ica ção A
I i v a l e nt e s = f orm ad o por I
c romossomos h omólo g os A
I o de o c orr e r a p e rmut a
( c ross i n g I ov e r ou
so b r ec ru A a m e nto A
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 53
DIPLÓTENO
diploos = duplo
Homólogos começam a se afastar.
H omólo g os = e v ide n cia a
d upl ica ção A
A i v a l e nt e s = f orm ad o por A
c romossomos h omólo g os A
A o de o c orr e r a p e rmut a
( c ross i n g A ov e r ou
so b r ec ru A a m e nto A
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 54
DIACINESE
Kynesis= movimento dia= através
Quiasmas completam terminalização
A ompl e xo s i n a ptonêm ic o
de s a p a r ece
A i v a l e nt e s c om e ç a m a se
or ga n i A a r na A on a
e qu a tor ia l
Fi m da pró fa s e

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 55


FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 56
DICTIÓTENO

Fase da linhagem germinativa


feminina em que os ovócitos
primários ficam em PRÓFASE I,
do quinto mês de vida pré-natal
até a puberdade.

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 57


METÁFASE I

Máximo de espiralizaçaõ e
condensação.
Desintegração da membrana
Formação do Fuso
Ploidia = 2 n d

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 58


ANÁFASE I

Cromossomos homólogos
separam-se
Migração para os pólos
Ploidia = n d

Não há divisão do centrômero

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 59


TELÓFASE I

Cromossomos nos pólos da célula


sem se descontraírem totalmente
Reconstrução da membrana
nuclear
Ploida = n d

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 60


MEIOSE I

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 61


PRÓFASE II

Praticamente inexistente
Os cromossomos não perderam a
condensação
Formação do fuso e
desaparecimento da carioteca

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 62


METÁFASE II

Cromátides irmãs :
  un ida s p e lo
ce ntrôm e ro
  pl a no
e qu a tor ia l da
c élul a I
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 63

Ploidia = n d
ANÁFASE II

Divisão dos centrômeros


Migração das cromátide
Ploidia:
n  para cada
pólo ce lul a r
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 64
TELÓFASE II

Localização dos cromossomos nos


pólos da célula.
Descondensação dos cromossomos.
Formação da membrana nuclear
Final  I c élul a s
ha pló ide s I

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 65


MEIOSE II

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 66


FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 67
GAMETOGÊNESE

ESPERMATOGÊNESE
OVULOGÊNESEI

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 68


ESPERMATOGÊNESE

Amadurecimento dos túbulos


seminíferos na adolescência 
mult i pl ica ção da s
c élul a s s e xu ai s 
e sp e rm a to g ôn ia s 
m i tos e s su ce ss i v a s 
nov a s e sp e rm a to g ôn ia s A

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 69


ESPERMATOGÊNESE

Espermatogônias  a um e nto de
tamanho 
e sp e rm a tó ci to pr i már i o
 m ei os e I 
e sp e rm a tó ci to
s ec un d ár i o  m ei os e AA
 e sp e rmát ide s 
e sp e rm i o g ên e s e 
e sp e rm a to I ó ide s I
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 70
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 71
OVULOGÊNESE

Não é contínua
Aos três meses de vida intra-uterina
ovo g ôn ia s  ovó ci tos
pr i már i os  ce ss a n d o
su a s m i tos e s no qu i nto
mês i ntr a I ut e r i no I

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 72


OVULOGÊNESE
Aos sete meses de vida pré-natal os ovócitos
primário rodeiam-se de muitas células
formando o folículo primárioI
Ovócito primário  I ei os e I 
di v i são susp e ns a a té a
pu be r dade  I stá gi o
DII T I ÓT I N I

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 73


OVULOGÊNESE

Puberdade  ovó ci to
pr i már i o  r ei n icia a
m ei os e  ovó ci to
s ec un d ár i o + pr i m ei ro
c orpús c ulo pol a r A
Ovócito secundário  tu ba  I ª
di v i são m ei ót ica  só
c ompl e t ada s e h ouv e r a
fe rt i l i I a ção I
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 74
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 75
PAPEL DOS GENES
NO DESENVOLVIMENTO DENTÁRIO

Dentição caracterizada pelo


número, localização e forma
dos dentes  a pr e s e nt a
v a r ia ção de ntro
da e spé cieA

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 76


DESENVOLVIMENTO DENTÁRIO

Início nos primeiros


estágios do
desenvolvimento
embrionárioI
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 77
DESENVOLVIMENTO DENTÁRIO

CONTROLE
GENÉTICO
MUITO FORTE

MAIS FRACOS E
INFLUÊNCIAS
AMBIENTAIS

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 78


DESENVOLVIMENTO DENTÁRIO
Número de odontoblastos e
ameloblastos funcionais 
 de t e rm i n a m o
tamanho da c oro a
de ntár ia
Di str ib u i ção
e sp acia l d os
o d onto b l a stos e d os
a m e lo b l a stos
defi n e m a f orm a da
c oro a de ntár iaI
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 79
DESENVOLVIMENTO DENTÁRIO
GENÉTICA
Forma : genes autossômicos e X e
Y
TamanhoI He r a nç a
a utossôm ica
pol ig ên ica
i n f lu e n ciada por
ge n e s lo ca l i I ad os
nos c romossomos
s e xu ai s A
I sp e ssur a d o e sm a lt e
e de nt i n a A X e Y
FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 80

( de nt i n a +
DESENVOLVIMENTO DENTÁRIO
GENÉTICA
Desequilíbrio autossômico 
DII N( III XX ou XY +
I I I  ca us a g r a n de
r ed ução no t a m a n h o
d os de nt e s de on de s e
ded u A qu e ge n e s
a utossôm ic os e stão
e nvolv id os no
t a m a n h o d os de nt e s A

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 81


SLIDES EXTRAÍDOS DE:
ROBINSON,W.M.;BORGES-OSÓRIO,M.R.
Genética
para odontologia. Porto Alegre: Artmed, 2006.
CARVALHO, H. F. ; RECCO-PIMENTEL,S. M. A
célula
2001. Barueri(SP): Manole, 2001
COOPER, G. M. A célula: uma abordagem
molecular. São Paulo: Artmed, 2002

FACULDADE ASCES - GENÉTICA - RENATO 82