You are on page 1of 45

Reprodução:

Olá, já que os meus hamster acasalaram, eu fiquei entusiasmada para postar


um blogue sobre reprodução!

Se tem alguma dúvida, ela irá desaparecer, pois eu tenho aqui um guia super
pratico que irá ajudar-vos e muito!

Hamsters não são animais que costumam viver em grupos. São animais
normalmente solitários e geralmente procuram companhia apenas para o
acasalamento. O cuidado com os filhotes é tarefa exclusiva da fêmea. Logo, o
macho só irá atrapalhar a fêmea a criar os filhos.
Esse pequeno guia irá explicar aos criadores qual é a melhor idade para
acasalar, como distinguir o sexo dos hamsters, o que fazer com os filhotes e
muitas outras coisas. Qualquer dúvida que tiver me envie um e-mail, terei
prazer em responder!

COMO SABER O SEXO DO MEU HAMSTER?

Hamsters não são animais que costumam viver em grupos. São animais
normalmente solitários e geralmente procuram companhia apenas para o
acasalamento. O cuidado com os filhotes é tarefa exclusiva da fêmea. Logo, o
macho só irá atrapalhar a fêmea a criar os filhos.
Esse pequeno guia irá explicar aos criadores qual é a melhor idade para
acasalar, como distinguir o sexo dos hamsters, o que fazer com os filhotes e
muitas outras coisas. Qualquer dúvida que tiver me envie um e-mail, terei
prazer em responder! ------------->omundodoshamsters@hotmail.com
1.1 - A hora certa
É a primeira questão. Qual é a idade certa para uma hamster ter seus primeiros
filhotes? As hamsters estão biologicamente aptas a procriar logo entre a
terceira e a sexta semana. Mas, assim como uma menina de 12 anos não deve
engravidar, ainda que seu organismo já produza óvulos, a hamster também
não está forte o suficiente para ficar grávida. Gravidez prematura interrompe o
crescimento da mãe e resulta em crias débeis. É melhor esperar.
A fim de preservar a saúde do bichinho, pode-se chegar à seguinte convenção:
4-6 meses para a primeira gravidez. A segunda e a terceira no intervalo entre
6-14 meses. É necessário atentar ao fato de que a primeira gravidez não pode
acontecer depois dos 6 meses, devido a possíveis complicações no parto. Mais
informações sobre esse assunto, no capítulo 6.

1.2 - A gaiola
A hamster não pode ser alojada em um lugar qualquer para dar à luz. Muitas
gaiolas oferecem perigos mortais para os filhotes. Portanto, é indispensável
prestar bastante atenção nesses detalhes, que muitas vezes passam
despercebidos aos criadores.
Um aquário é bastante propício para o nascimento. Não apresenta aberturas
laterais para os filhotes caírem (o que é muito trágico) e está protegido de
correntes de ar danosas. Se, especialmente por razões econômicas, não for
possível providenciar um aquário, uma gaiola de arames, desde que tomadas
certas precauções, também pode ser um ótimo berçário.
A primeira coisa a se observar na gaiola convencional de arame é se ela possui
proteção lateral que impede os filhotes de escaparem inadvertidamente. Isso é
importante. Se o filhote cair e você tentar colocá-lo de volta, a fêmea poderá
notar uma alteração no cheiro do filhote e passar a ignorá-lo: e o pequenino é,
assim, condenado à morte. Visto isso, e igualmente importante, é ter a certeza
de que não é possível que os filhotes fiquem presos entre as grades da base
da gaiola. Mesmo que a hamster tenha um ninho, ela pode dar à luz os filhotes
em qualquer parte da gaiola. Se você achar que os filhotinhos poderão ficar
presos entre as grades (e lembre-se de que eles são bem pequenos), forre a
base da gaiola com papelão, e coloque um pouco de serragem sobre essa
proteção.
Lembre-se, em qualquer caso, de retirar a roda de exercícios. Dê bastante
papel higiênico para a hamster fazer seu ninho e deixe o resto por conta dela.

1.3 - Como proceder


Vamos relatar agora, em algumas linhas, sobre como proceder quanto à cópula
(que palavra bonita). A hamster tem seu período fértil aproximadamente de 4
em 4 dias. Então são boas as possibilidades de você juntar os hamsters num
dia propício. Além disso, a hamster exala um cheiro forte (especialmente forte
no verão) quando está no cio. Durante o inverno, contudo, o animal pode vir a
interromper este ciclo. Criadores em larga escala usam lâmpadas ligadas 12
horas por dia para simular o verão, de dias mais longos.
O criador pode escolher entre dois caminhos, por mim conhecidos:
A) passar a hamster fêmea para a gaiola do hamster macho, e nunca vice-
versa (se não ela o ataca, uma baixaria). Deixe-os lá por algum tempo, uns 20
minutos. Caso eles não briguem, naturalmente. Se calhar de eles não se
interessarem, tente outra vez, outro dia. Depois de novo. Quem sabe de novo.
Se mesmo assim nunca der certo, não me peça ajuda, porque meus
conhecimentos ficam aquém do preciso para entender a complexa psicologia
destes animais. Raramente, o macho pode mostrar um desinteresse pela
fêmea, ou esta pode ficar impaciente (especialmente se o macho for
inexperiente e não souber o que e como fazer). Rapidinha: não esqueça, em
casos extremos, de verificar se são de sexos opostos.
B) pode-se deixá-los à vontade na grama, numa caixa ou num outro território
neutro. Fique de olho neles o tempo todo. Em caso de briga, proceda como já
elucidado no item A.
Para o caso de brigar, é prudente luvas ou algum outro objeto para separar os
dois.
Normalmente, o macho começa a cheirar a fêmea. Ela, se estiver a fim, vai
"congelar". Se o macho for virgem, ele talvez terá dificuldades em saber como
proceder. Caso a fêmea tenha um pouco de paciência, ele logo vai descobrir
como agir. Depois disso, vocês devem saber o que acontece...

1.4 - Deu certo?


Você seguiu essas dicas, fez tudo exatamente como explicado. Certamente,
dentro de 16 dias sua hamster terá filhotes. Certo? Seria bom se a Biologia
fosse assim, tão lógica.
Já li casos de hamster inférteis. Mas asseguro que não é algo exatamente
comum.
Na minha opinião, o melhor é esperar. Dentro de uns 10 dias, a hamster vai
ficar gOrda e suas mamas ficarão proeminentes. Confere? Rumo ao capítulo 2:
A GRAVIDEZ.

2.1 - Dieta
O número de filhotes está relacionado a fatores como idade e saúde da
hamster. E para que eles não sejam apenas muitos, mas também saudáveis, a
futura mãe precisa receber uma dieta reforçada.
A dieta em questão pode ser ministrada logo a partir do dia seguinte ao da
cópula. Confere ao animal uma série de nutrientes sumamente importantes.
Não se trata de uma dieta substituta. E sim complementar. Você continuará
dando o que sempre deu, e mais: a) ovo cozido: nem muito mole, nem muito
duro. Metade dele está bom, mesmo assim ela não vai agüentar comer tudo, b)
pão molhado ao leite: de preferência só o miolo, com leite morno, c) ração de
gato, bastante nutritiva (sabor peixe). Misture à ração própria do hamster, à
proporção 1:1.

2.2 - Cuidados especiais


A) Deixe-a em paz. Não a leve para passear, não brinque com ela, não a
incomode (especialmente na última semana)
B) Não deixe faltar comida. Mas também não dê demais.

2.3 - Às vésperas
A gestação do hamster sírio dura 16 dias, mas pode acontecer de a hamster
dar à luz no 17º ou mesmo 18º dia de gestação. Se depois de dezoito dias os
filhotes não tiverem nascido, embora a hamster apresente os sinais de gravidez
(abdômen e tetas proeminentes), pode ser uma indicação de gravidez
"psicológica" ("phantom pregnancy") ou problemas durante o parto. De modo
geral, os filhotes são reabsorvidos (!) sem danos à mãe.
Alguns cuidados devem ser tomados: dois dias antes do esperado para o parto,
faça um super limpeza na gaiola. Lave todos os potes de comida, água e
acessórios. E retire a rodinha.
Tomados esses pequenos cuidados e feita a limpeza geral na gaiola, dê
bastante material para a hamster fazer o ninho. Papel higiênico (sem perfume)
é ótimo para isso.

Tudo a postos, a natureza toma conta do resto e dá início a um grande e


emocionante espetáculo: O NASCIMENTO.

Você foi um criador dedicado. Esforçou-se muito para que a hamster ficasse
grávida. Seguiu as dicas desse manual, deu a dieta reforçada, fez a limpeza
geral, lhe deu papel higiênico para ela construir o ninho.

Agora finalmente os filhotes estão chegando! E você espera ansioso pela sua
vinda. Fica vigiando a hamster durante seu iminente parto. Tenta acompanhar
cada minuto, não quer perder nenhum detalhe. Os filhotes estão chegando, lá
vêm...

Calma, deixe a pequenina em paz. O nascimento dos filhotes é um momento


mais que emocionante e memorável para o criador, mas não vale a pena ficar
incomodando. Seria só mais um fator para a hamster se estressar. Façamos
uma analogia: se uma mulher sofre para dar à luz o filho, mesmo que seja só
um, mesmo que com o auxílio de um tocólogo, imagine a hamster, sozinha,
tendo 4, 5, 6, 7, 8 (ou até 17, já houve casos) filhos para vir ao mundo!

Cada filhote nascerá com um intervalo de 10 minutos. Junto de cada um,


normalmente vem uma placenta, que a hamster come, por ser absolutamente
nutritiva (hum...). É por causa disso, da placenta, que talvez o papel higiênico
fique manchado de sangue. É normal. E talvez a mãe resolva fazer um tour
pela gaiola, e tenha um filhote em cada canto. Não se intrometa! A mãe levará
todos para o ninho.

Depois de ter botado tudo pra fora, a hamster passa por um processo curioso:
leva para o ninho tudo o que tem cara e cheiro de comida. Se você encher os
potes 8 vezes durante o dia, ela vai levar tudo. Formam-se montanhas de
comida, que vão começar a apodrecer. O correto, então, seria só voltar a
colocar comida quando o "reservatório" estiver quase se esgotando.

Próxima parte, não menos extraordinária: A AMAMENTAÇÃO.

4.1 Dieta especial


É necessário dar continuidade à mesma dieta ministrada durante a gestação,
para prover à mãe os nutrientes necessários. Aumente também a quantidade
de vegetais, para ajudar a produção de leite.

4.2 Desenvolvimento
Caso o leitor não tenha se dado conta, esse manual toma como base o
hamster sírio. Isso não significa absolutamente que não se possa usar esse
conteúdo como base para reproduzir outras espécies, mas para não fazer
besteira nesses casos, recomenda-se recorrer a outras fontes (veja FONTES
CONSULTADAS).
Abaixo segue uma tabela mostrando as etapas do desenvolvimento dos
filhotes:

Tempo (aprox.)
Desenvolvimento

1 dia
Os filhotes nascem cegos, surdos, com a pele transparente e sem pêlos mas
com dentes. Pesam 3 gramas

3 dias
Antes transparente, a pele começa a pigmentar

6 dias
A pele já está toda coberta por pêlos bastante ralos

7 dias
Já começam a comer pequenas quantidades (uma lindeza de se ver)

12 dias
Os pequeninos começam a passear pela gaiola*

16 dias
Eles já estão com os olhos abertos e passeiam livremente pela gaiola

21 dias
Eles são independentes e mamam com menor intensidade (embora possam já
viver sem o leite materno)

21-28 dias
Já podem ser vendidos (que frieza)

(*) Aos 12 dias, os hamsters começam a fazer suas excursões. Mas ainda têm
os olhos fechados. Contudo, a mamãe orgulhosa, ciumenta e possessiva não o
permite! Faz questão de levar todos os bebês andarilhos de volta ao ninho.
Muitas cenas cômicas surgem. Às vezes, os filhotes resolvem se rebelar e vão
um para cada lado. A mãe, desesperada, tenta trazê-los de volta. É hilário.
Leva um, busca outro, e esse um foge. E aí vai. Até que todos se acalmem e a
paz retorne ao lar.
Qualquer discrepância com os dados desta tabela não é motivo para alarme. A
não ser grandes variações, como, por exemplos, os filhotes chegarem ao 30º
dia sem ter nascido os pêlos. Nesse caso, verifique se eles não estão mortos
(desculpem a piada macabra, mas não me contive. Na verdade, ela não faz
sentido porque a hamster não deixaria os filhotes apodrecendo. Se eles
morrerem, ela os comerá).
4.3 Cuidados
Eu até poderia citar aqui alguns cuidados necessário com a criação. Mas só
digo que não se pode trocar a serragem (ou "maravalha") até quando os
filhotes abram os olhos (uns 15 dias após o nascimento). É bastante óbvio que,
a essa altura, os odores exalados não sejam dos mais agradáveis.
Quanto ao resto, o espírito intuitivo do criador já deve estar apurado o
suficiente para saber o que fazer. :)

A última etapa: A DESPEDIDA

6.1 Dê-me um tempo


Já foi dito que a primeira gestação deve acontecer entre 4 e 6 meses de idade.
Para uma segunda gestação, é necessário esperar um período de 4 meses,
contados a partir do dia em que a hamster deu à luz.
Hipoteticamente, digamos que a hamster teve filhotes aos 5 meses. Aos nove,
ela poderá ficar grávida novamente. E, depois, aos treze. O detalhe: as
hamsters ficam inférteis entre 12 e 14 meses, isto é, talvez uma terceira
gravidez seja impossível de se suceder.

6.2 Saiba a hora de parar


Você, indo de encontro às minhas sugestões, resolve que sua hamster deve
ficar grávida pela quarta vez. Deduz-se que o prazo de 3-4 meses entre uma e
outra gravidez não foi respeitado. Prepare-se para isso, então.
Nos meus tempos de ignorância sobre a natureza dos hamsters, minha
hamster teve sim uma quarta gestação (bip). Não havia respeitado o tempo de
descanso (bip). Era porque eu mantinha o macho e a fêmea na mesma gaiola
(bip). Nas três primeiras vezes, não fui aquilo que se possa chamar diligente
(bip). Somente na quarta vez tomei ciência dos cuidados necessários para com
a hamster grávida...
Quando os filhotes já estavam na segunda semana, reparei em uma noite que
a hamster sangrava. Alarme! Sangrava e sangrava, copiosamente. Não vou
descrever em detalhes o que se sucedeu, mas não houve muito o que se fazer.
Ela morreu. Os filhotes, eis a boa notícia, sobreviveram.

E esse é o motivo pelo qual só escrevo sobre os hamsters sírios: foram os


únicos com os quais tive contato. Seria fácil ler sobre coisas de outras espécies
e escrever, com pompa de experiente, mas tento sempre colocar uma dose de
personalidade naquilo que escrevo. Tudo ao longo deste manual não são
apenas incursões. São experiências próprias, inclusive os erros cometidos (e
que espero ninguém os repita).
Agradeço muito pela atenção dos leitores que chegaram até aqui. Desejo muita
sorte na criação.

E pronto, é só isto que deve saber.

Estou mortinha por saber se minha hamster ficou prenha ou não…

Nem imaginam!
Sites de hamsters e roedores:

http://sarah-omundodoshamsters.blogspot.com/

http://guiadeajudaaohamster.blogspot.com/

http://blogdosroedores.blogspot.com/

http://www.amigohamster.kit.net/dicas/index_adestramento.htm

http://portaldohamster.vilabol.uol.com.br/

http://www.blogdoseuroedor.blogspot.com/

http://hamster-ball.blogspot.com/search/label/Dicas

http://www.saudeanimal.com.br/hamster_reproducao.htm

Alimentação diferenciada

Podem comer- Maçã, morango, pêra, uva, caqui, banana, caju, pêssego, frutas
secas não-cítricas,repolho, couve, couve-flor, brócolis, pepino, espinafre,
vagem, acelga, chicória e almeirão, cenoura, nabo, abóbora, pepino, semente
de girassol, alpiste, farelo de aveia, ovo cozido (há controvérsias sobre o uso
de ovo, por conter hormônios), ervilha, milho cozido, flocos de milho sem
açúcar, noz, amendoim, castanhas e passas.

Não podem comer- Alface, frutas cítricas (laranja, abacaxi, limão, acerola, etc),
tomate, carne crua, abacate, figo, ameixa, flores, cebola, cebolinha, alho, ração
de coelho (contém hormônios), salgadinho e frituras em geral. Mantendo uma
alimentação saudável, é bem possível que seu hamster viva mais e melhor!

Hamster prenha?

Pois é, li muitas perguntas falando sobre sua hamster estar prenha. Bem irei
comentar aqui sobre como podemos saber se ela está prenha.

Quando sua hamster está prenha, ela muda de atitude mesmo, ou seja, sua
barriga cresce e fica dura, não fica muito ativa no dia e nem na madrugada, ela
fica na casinha descansando, fica irritada e muitos outros sintomas. Por isso
darei-te um alerta quando ela estiver assim. Deixe-a só num canto, não a
incomode, pois ela está prenha, e quando está prenha, deve se sentir à
vontade, sem incomodações.

Hamster no cío
O hamster fica no cío sim, e várias pessoas têm dúvidas sobre isso, então eu
vou explicar mais sobre isso. Agora irei explicar como saber se sua hamster
está no cio.

1° Se tiver um macho na sua gaiola, tire e veja se a fêmea começa a ficar


agitada.

2° Segure-a na palma de uma mão e com a outra mão coçar firmemente suas
costas em direção ao rabo. Caso a fêmea estiver no cio irá ficar parada,
levantar o rabo, manter o peito encostado no chão e a cabeça virada para a
frente. Caso tenha mais dúvidas, veja esse site. Ele é recomendado, caso sua
hamster esteja no cio ou esteja prenha.

Nomes para Hamsters

-Bolota

-Guru

-Aladim

-Bueno

-Pablo

-Chica

-Jasmine

-Fiesta

-Happy

-Lucky

-Yuri

-Yin

-Yang

-Yo

-Ping

-Pong

-Trakinas

-Wanda
-Cosmo

-Paxá

-Bóris

-Mingau

-Tico

-Teco

-Renatinho

-Pink

-Cérebro

-Mel

-Banzai

- Açúcar

- Bolacha

- Bolhinha

- Bolinha

- Bonnie

- Cacá

- Chocolate

- Crystal

- Docinho

- Fofo

- Fumaça

- Gigi

- Gizmo

- Mel
-Bolha
- Neve

- Oreo

- Oscar

- Pepe

- Pepino

- Picachu

- Pimenta

- Samanta

- Sombra

- Teddy

- Urso

- Zorro

-Davi

-Faísca

-Tocha
-Bieber
-

HAMSTER BRANCO OU BEGE


Algodão
Cotton
Lua
Iglu
Leite
Milk
Neblina
Neve
Nuvem
Pipoca
Pop Corn
Snow
Açúcar
Cosmo
Cristal
Milk
Leite
Polar
Estrela
Star
Inverno
Arroz
Manteiga
Lua
Batata
Mussarela
HAMSTER MARROM ESCURO OU DOURADO
Bear
Urso
Bolinho
Brigadeiro
Cookie
Chocolate
Madeira
Wood
Suflê
Brownie
Mel
Bolacha
Teddy
Amendoim
Castanha
Bijoux
Âmbar
BomBom
HAMSTER CINZA ESCURO OU PRETO
Sujeira
Carvão
Black
Sirius
Dust
Wolf
Lobo
Corvo
Sombra
Piolho
Perebas
Rock
Feijão
Morcego
Rock
Silver
HAMSTER COM PÊLOS COMPRIDOS
Fofinho
Hobbit
Ursinho
Pelinhos
Barbudo
Barbada
Bolota
Chubby
HAMSTERS MUITO AGITADOS
Speed
Sound
Light
Ferrari
Porsche
Racer
Corredor
Ranger
Bumerangue
Sônico
Super
Faísca
Spark
Páprica
Pimenta
Vitamina
Tornado
Ciclone
Vulcão
Zoom
Energia
Jatinho
Cometa
HAMSTERS DORMINHOCOS
Foca
Mimi
Soneca
Soninho
Sussu
Hiberna
Madruguinha
MAIS NOMES
Alface
Areia
Bag
Bola
Bolacha
Cenourinha
Cheek
Cheirinho
Cheiroso
Coisinha
Ducha
Elvis
Espiga
Flor
Fofura
Folhinha
Girrasol
Hammy
Íris
Ísis
Jujuba
Julieta
Macio
Malhado
Mané
Marquesa
Milkshake
Pão
Redondo
Roliço
Round
Sabão
Sapeca
Albert
Amendoim
Arnold
Ártemis
Barnabé
Bebel
Bernardo
Bibi
Biju
Maria
Fifi
Bela
Pink
Mandy
Leo
Fred
Bart
Lisa
Toy
Mary
Max
Dugu
Mike
Pepino
Pimenta
Topo
Gígio
Yui
Loui
Jingles
Jerry
Jack

Hamster branco ou com cores claras


Algodão Fluffy Paper Nuvem
Branquinho Iglu Milk Pipoca
Cotton Leite Neblina Popcorn
Fariseu Liquid Neve Snow

Hamster marrom
Board Chocolate Moorish
Rust
Bolinho Ferrugem Moreno
Suflê
Brigadeiro Madeira Mouro
Wood
Burned Marronzinho Queimado

Hamster preto ou cinza


Sujeira Pretinho Poeira
Dirt
Pintado Black Dust
Dirty
Carvão Nublado Garbage

Hamster sírio angorá


Acorn Bolota Hobbit
Peludo
Armpit Casaco Lord
Peruca
Bolinha Coat Pelinhos

Outros hamsters
Alface Coisinha Godofredo
Areia Cookie Gorducho
Mixado
Bag Dondoca Hamsted
Molhado
Bochecha Ducha Íris
Pão
Bochechudo Elvis Jujuba
Redondo
Bola Espiga Julieta
Robervaldo
Bolacha Faísca Macio
Roliço
Cenourinha Flor Malhado
Round
Cheek Fofura Mane
Sabão
Cheio Folhinha Manezinho
Sapeca
Cheirinho Full Marquesa
Cheiroso Girrasol Milkshake
Dicas de Internautas (os últimos nomes sugeridos estão na cor
branca)
Albert (indicado por Amanda Ludovic Riche (indicado por
Cristina) Bebeth)
Amendoim (indicado por Simone Malhado (indicado por Tiago)
Bissoli) Maisy (indicado por Joana)
Arnolde (indicado por Thamires) Manoela (indicado por Amanda
Ártemis (indicado por Mariana) Cristina)
Aurélio (indicado por Felipe Margot (indicado por Amanda
Coelho) Cristina)
Barnaby (indicado por Gabriela Mel (indicado por Desiree)
Falcão) Melany (indicado por
Bebel (indicado por Danielle Vanessinha)
Cristina Valente) Mickey (indicado por Mariana
Bernardo (indicado por Leonardo Santos)
Miglioranca) Minnie (indicado por Viviane)
Beyonce (indicado por Ana Mitzy (indicado por Felipe)
Carolina) Mimi (indicado por Desiree)
Bibi (indicado por Robson) Missy (indicado por Amanda
Bígous (indicado por Anderson) Guedes)
Biju (indicado por Gabriela Mumu Hamtaro (indicado por Bil
Falcão) e Carol)
Bleique (indicado por Natty) Mundico (indicado por Thamires)
Bóris (indicado por "EPGHIGGI") Mya (indicado por Conceição)
Breik (indicado por Natty) Myasinha (indicado por
Bubbles (indicado por Mahyra Conceição)
Jackson) Myngg (indicado por Marcella)
Chamusco (indicado por Mateus Naru (indicado por Laura e João)
Melo)
Charllot (indicado por Thatiana Nenem (indicado por Robson)
Cardoso) Neve (indicado por Tiago)
Chipkation (indicado por Nick (indicado por André)
"EPGHIGGI") Niki (indicado por Tamara
Cinzinha (indicado por Nícolas Bemetti)
Manssur) Panda (indicado por Lu e Ol)
Cochilo (indicado por Conceição) Pandora (indicado por Diego)
Pashimina (indicado por Louise
Cuêio (indicado por Felipe Ulrich)
Coelho) Pelota (indicado por Thais)
Dafny (indicado por Gabriela Penélope (indicado por Lu e Ol)
Falcão) Pepper (indicado por Jair)
Dalila (indicado por Lúcia) Perebas (indicado por Pedro)
Darth Vader (indicado por Laura Petito (indicado por Vania)
e João) Phiphi (indicado por Paula)
Dedde (indicado por "Myung Picurrucha (indicado por Chris)
Hee") Pink (indicado por Diego)
Dentinho (indicado por Leticia Piolho (indicado por Dalva)
Bravo) Piquitita (indicado por Chris)
Dona Florinda (indicado por Pingo (indicado por Jair)
Thiago) Pití (indicado por Jéssica)
Doradinho (indicado por Gabriela Quila (indicado por Fernanda)
Falcão) Radyja (indicado por Rian
Dot (indicado por Laura e João) Oliveira)
Dudá (indicado por Robson) Rannya (indicado por Rian
Dudi (indicado por Jéssica) Oliveira)
Esquisito (indicado por Washu Rantaro (indicado por Murielly)
Akizuki) Robinho (indicado por Diego)
Estrelinha (indicado por Ana Romeu (indicado por Lúcia)
Carolina) Ross (indicado por Natty)
Batatinha (indicado por Roy (indicado por Mariana)
"amandau") Rux (indicado por Eduardo)
Fadinha (indicado por Robson) Sábio Ham (indicado por Lu e Ol)
Felicia (indicado por Gabriela
Falcão) Sakura (indicado por Laura e
Felix (indicado por Gabriela João)
Falcão) Sala (indicado por Silvio)
Fifi (indicado por Danielle Sansão (indicado por Lúcia)
Cristina Valente) Scooby (indicado por Gabriela
Flash (indicado por Stéphanie e Falcão)
Michel) Sevanep (indicado por Joana)
Flog (indicado por Natty) Serena (indicado por Pedro)
Floquinho (indicado por Tiago) Seu Madruga (indicado por
Floppy (indicado por Rodrigo de Thiago)
Nóbrega Costa) Simão (indicado por Eliane)
Fofito (indicado por "consul") Simba (indicado por Paula)
Fofucho (indicado por Isabela) Sindi (indicado por Gabriela
Fofuxo (indicado por Nícolas Falcão)
Manssur) Sininho (indicado por Jair)
Fred (indicado por Pedro Soneca (indicado por Danillo
Henrique) Borges)
Freddy (indicado por Eve Sonic (indicado por Cláudio)
Frozino) Soninho (indicado por Lu e Ol)
Freud (indicado por Amanda Soninho (indicado por Danillo
Cristina) Borges)
Frida (indicado por Amanda Stick (indicado por Cláudio)
Cristina) Stuart (indicado por Mariana
Fuinha (indicado por Higor Santos)
Henrique) Stuart Little (indicado por
Furão (indicado por Márcia e "EPGHIGGI")
Matheus) Takito (indicado por Natty)
Furduncio (indicado por Rafael Teco (indicado por Jair)
Mello) Takashi (indicado por Alex A. M.
Gary (indicado por Natty) A.)
Gota (indicado por Fe) Takeru Takashi (indicado por
Hamtaro (indicado por Renato) Mateus Melo)
HaniHani (indicado por Tchutchuco (indicado por Márcia
Conceição) e Matheus)
Harry (indicado por Nanda) Thithico (indicado por Lilian
Harry Potter (indicado por Marazo)
Mateus Melo) Tico (indicado por Jair)
Holy (indicado por "arruda-
celso2")
Jack (indicado por Leticia Bravo)
Jerry (indicado por "EPGHIGGI")
Jingle (indicado por Lu e Ol)
Joey (indicado por Nathalie)
Jojô (indicado por Lu e Ol)
Julieta (indicado por Lúcia) Tininha (indicado por Patrícia)
July (indicado por Leonardo Topodídio (indicado por Vania)
Miglioranca) Toty (indicado por Rodrigo de
Kiky (indicado por Samira) Nóbrega Costa)
Kinho (indicado por Nathalie) Tureco (indicado por Lu e Ol)
Kuki (indicado por Gabriela Tutuca (indicado por Leticia
Falcão) Bravo)
Laisa (indicado por Silvio) Tuty (indicado por Leticia Bravo)
Lester (indicado por Carol e Lola) Wilber (indicado por Alessandra)
Lica (indicado por Fernanda) Xena (indicado por Sandra Lima)
Lilica (indicado por Eliane) Xirú (indicado por Márcio)
Lindinha (indicado por Flávia) Yui (lua em chinês - indicado por
Listra (indicado por Nícolas "retnuah")
Manssur)
Lisa (indicado por Gabriela
Falcão)
Logan (indicado por Laura e
João)
Lory (indicado por Lu e Ol)
Louis (indicado por Mateus Melo)

BRANCO OU BEGE

Algodão Pipoca Polar

Cotton PopCorn Estrela

Iglu Snow Star

Leite Açúcar Inverno

Milk Cosmo Arroz

Neblina Cristal Manteiga

Neve Milk Lua

Nuvem Leite

Batata Mussarela

---------------------------------------------------
MARROM ESCURO OU DOURADO

Bear Wood Castanha

Urso Suflê Bijoux

Bolinho Brownie Âmbar

Brigadeiro Mel BomBom

Cookie Bolacha

Chocolate Teddy

Madeira Amendoim

---------------------------------------------------

CINZA ESCURO OU PRETO

Sujeira Corvo Rock

Carvão Sombra Silver

Black Piolho

Sirius Perebas

Dust Rock

Wolf Feijão

Lobo Morcego

---------------------------------------------------

COM PÊLOS COMPRIDOS

Fofinho Pelinhos Bolota

Hobbit Barbudo Chubby

Ursinho Barbada

---------------------------------------------------

MUITO AGITADOS

Speed Sônico Vulcão


Sound Super Zoom

Light Faísca Energia

Ferrari Spark Jatinho

Porsche Páprica Cometa

Racer Pimenta

Corredor Vitamina

Ranger Tornado

Bumerangue Ciclone

---------------------------------------------------

DORMINHOCOS

Foca Soninho Madruguinha

Mimi Sussu

Soneca Hiberna

---------------------------------------------------

MAIS NOMES

< ![endif]-->< ![endif]-->

Albert Girrasol Robô

Alface Gugu Roliço

Amendoim Hammy Rosa

Areia Hippie Round

Arnold Íris Sabão

Ártemis Ísis Safira

Aurora Izzy Sapeca

Avatar Jack Saturno


Bag Jade Sorvete

Barnabé Jerry Tango

Bart Jingles Tiki

Bastet Jóia Titã

Bebel Jujuba TopoGígio

Bela Julieta Toy

Bernardo Kiko Tróia

Bibi Kiwi Uga

Biju Leo Urano

Bola Limão Victoria

Bolacha Lisa Willow

Bubbles Lola Willy

Cenourinha Loui Yui

Cheek Macio

Cheirinho Magia

Cheiroso Malhado

Cleo Manchas

Cocada Mandy

Coisinha Mané

Colorido Manga

Daisy Maria

Dálmata Marquesa

Dentuço Mary

Dingo Max
Doce Merlin

Donut Mike

Ducha Milkshake

Dugu MultiColor

Eko Nacho

Elfa Nat

Elke Nick

Elvis Nika

Espiga Nyla

Eva Olivia

Fada Onça

Faraó Osíris

Fauna PaintBall

Fifi Panda

Flocos Pão

Flor Pepino

Flora Pimenta

Fofura Pink

Folhinha Pintado

Fred Plutão

Freud Ramón

Frida Redondo

Geléia
Hamster branco ou com cores claras:

Algodão
Branquinho
Cotton
Fariseu
Fluffy
Iglu
Leite
Liquid
Paper
Milk, Neblina, Neve, Nuvem, Pipoca, Popcorn, Snow.

Hamster marrom

Board
Bolinho
Brigadeiro
Burned
Chocolate
Ferrugem
Madeira
Marronzinho
Moorish
Moreno, Mouro, Queimado, Rust, Suflê, Wood.

Hamster preto ou cinza


Sujeira
Pintado
Carvão
Pretinho
Black
Nublado
Poeira
Dust
Garbage
Dirt, Dirty.

Hamster sírio angorá

Acorn
Armpit
Bolinha
Bolota
Casaco
Coat
Hobbit
Lord, Pelinhos, Peludo, Peruca.

Outros hamsters
Alface
Areia
Bag
Bochecha
Bochechudo
Bola
Bolacha
Cenourinha
Cheek
Cheio, Cheirinho, Cheiroso, Coisinha, Cookie, Dondoca, Ducha, Elvis, Espiga,
Faísca, Flor, Fofura, Folhinha, Full, Girrasol, Godofredo, Gorducho, Hamsted,
Íris, Jujuba, Julieta, Macio, Malhado, Mane, Manezinho, Marquesa, Milkshake,
Mixado, Molhado, Pão, Redondo, Robervaldo, Roliço, Round, Sabão, Sapeca.

Outros nomes legais

Albert
Amendoim
Arnold
Ártemis
Aurélio
Barnaby
Bebel, Bernardo, Beyonce, Bibi, Bígous, Biju, Bleique, Bóris, Breik, Bubbles,
Chamusco, Charllot, Chipkation, Cinzinha, Cochilo, Cuêio, Dafny, Dalila, Darth
Vader, Dedde, Dentinho, Dona Florinda, Doradinho, Dot, Dudá, Dudi, Esquisito,
Estrelinha, Batatinha, Fadinha, Felicia, Felix, Fifi, Flash, Flog, Floquinho,
Floppy, Fofito, Fofucho, Fred, Freddy, Freud, Frida, Fuinha, Furão, Furduncio,
Gary, Gota, Hamtaro, HaniHani, Harry, Holy, Jack, Jerry, Jingle, Joey, Jojô,
Julieta, July, Kiky, Kinho, Kuki, Laisa, Lester, Lica, Lilica, Lindinha, Listra, Lisa,
Logan, Lory, Louis, Ludovic Riche, Malhado, Maisy, Manoela, Margot, Mel,
Mickey, Minnie, Mitzy, Mimi, Missy,
Mundico, Mya, Myasinha, Myngg, Naru, Nenem, Neve, Nick, Panda, Pandora,
Pashimina, Pelota, Penélope, Pepper, Perebas, Petito, Phiphi, Picurrucha,
Pink, Piolho, Piquitita, Pingo, Pití, Quila, Radyja, Rannya, Rantaro, Robinho,
Romeu, Ross, Roy, Rux, Sábio Ham, Sakura, Sala, Sansão, Scooby, Sevanep,
Serena, Seu Madruga, Simão, Simba, Sindi, Sininho, Soneca, Sonic, Soninho,
Stick, Stuart, Stuart Little, Takito, Teco, Takashi, Tchutchuco, Thithico, Tico,
Tininha, Topodídio, Toty, Tureco, Tutuca, Tuty, Wilber, Xena, Xirú, Yui.

Bom galera são esses os nomes que eu pesquisei por ai, se alguem souber um
nome legal deixa um comentario.

Adestramento de hamsters

Quem tem/teve um hamster já


sabe que eles são dóceis, mansos e brincalhões (isso claro, depois de se
acostumarem com os donos).
Então porque eles não poderiam ser adestrados? Podem sim, hamsters são
animais de estimação e podem sim obedecer aos comandos do dono.
Quer saber como? Então leia as dicas abaixo:
Primeiro você deve fazer com que ele se acostume com sua presença. Se
aproxime de seu hamster muito calmamente e com a voz suave, depois
coloque a mão
dentro da gaiola e deixe-a imóvel, isso fará com que seu bichinho chegue perto
da mão cheire e depois se afaste, sem medo. Se você repetir essas operações,
aos poucos seu hamster vai permitir que você o segure na mão.
Após ter feito essa sequência algumas vezes você passa para a próxima etapa
que é colocar algum alimento (como uma bolachinha) na mão... nas primeiras
vezes
pode ser que ele só pegue a comida e se afaste para comer, porém mais tarde
ele irá comer na sua mão mesmo, sem problemas!
E para sua surpresa, após esses passos simples o seu hamster irá se sentir
seguro com você, e mesmo sem alimentos ele irá subir na sua mão e receber
seus
carinhos.
Agora uma "aulinha" mais avançada é a de seu hamster atender pelo nome.
Chegue perto da gaiola com um alimento (novamente o exemplo da
bolachinha) e chame-o
pelo nome com a voz bem suave, mas que chame a atenção dele, depois de
um tempo estima-se que ele entenda que este é seu nome.
Para ensinar um Hamster a dançar, coloque uma música (sempre a mesma!) e
siga os exercícios:
* pegue a bolachinha e levante-a um pouco de forma que o pet tenha que ficar
de pé para pegá-la, quando ele estiver de pé, movimente o biscoito de um lado
para outro (no rítmo da música) ele seguirá sua mão. Algum tempo depois
desses exercícios feitos, a bolachinha não será mais necessária, ele irá dançar
automaticamente só em ouvir a música (por isso é importante que sempre seja
a mesma) e seguirá seus movimentos com a mão. Mas é importante que você
recompense-o sempre a cada fim dos exercícios.
Procure fazer os exercícios ao menos uma vez por dia.

Essa postagem foi pedido de uma leitora, envie seu pedido também!
Espero que tenham gostado!

Amansando um Hamster

Olá leitores, como sabem, eu tenho um yahoo respostas, e muitas das


perguntas na categoria de hamsters são:

“Porque meu hamsters me mordeu?

“Como amansar um hamster?”

Então aqui têm as respostas!

Tudo o que necessitam de saber sobre hamsters!

Com paciência e dedicação, todos os hamsters podem ser amansados. Quanto


mais jovens, melhor. Atenção: só manuseie hamsters já desmamados!
Converse com seu hamster toda vez que alimentá-lo, para que ele se
acostume
com sua voz.Os hamsters mordem apenas quando estão assustados. Se você
for mordido enquanto tentando amansá-lo, não se assuste, a mordida é muito
mais frustrante do que dolorosa em si. Coloque o hamster de volta na gaiola e
deixe-o sozinho por algumas horas, para que ele se acalme. Lave o local da
mordida com sabão neutro.
Não recomendo o uso de luvas. Os hamsters são muito ligados ao olfato, e se
acostumarão o cheiro da luva. ao tirá-la, eles poderão morder a "mão
estranha".
Você será capaz de amansar o hamster em cerca de 3 semanas se seguir o
método abaixo:

1. Primeiro observe seu hamster por alguns dias, para descobrir a partir de que
horas ele está acordado e ativo - o melhor horário para começar a amansá-lo,
se quiser também pode mudar o horário do seu hamster como exemplo: ele
acorda todo dia as 18:00(os hamsters são animais noturnos) mas ás 18:00 não
é o horário que você quer basta começar acordar ele mais cedo até ele
acostumar. Descubra também seus petiscos favoritos, pois você poderá usá-
los para ajudá-lo a superar o medo. Depois, coloque um pouco de comida na
mão e despeje-a no comedouro já dentro da gaiola, para que o hamster se
acostume com a sua mão e aprenda que é ela que leva a comida. Depois de
alguns dias, deixe sua mão próxima ao comedouro enquanto o hamster come.
2. Quando o hamster estiver confiante o suficiente para comer ao lado de sua
mão, coloque um pouco de comida na palma e espere. Pode demorar alguns
dias para que o hamster tome coragem de comer na sua mão. Quando o fizer,
você pode acariciá-lo suavemente suas costas com um dos dedos. Tome
cuidado apenas para não encostar em sua cabeça, senão ele ficará
incrivelmente assustado.

3. Depois, acostume seu hamster a ser segurado. Quando ele estiver comendo
em sua mão, cubra-o com a outra mão e levante-o do chão um pouco. Eleve
pouco suas mãos, de forma que se o hamster pular ele não se machuque. Da
primeira vez, deixe-o pouco tempo levantado, e vá aumentando o tempo. Após
alguns dias, o hamster não mais se incomodará em ser levantado, e você
poderá então, com cuidado, tirá-lo da gaiola.

4. Mantenha-o sempre a uma distância segura do chão, para que ele não se
machuque se cair. Deixe-o passar de uma mão para outra, e logo ele estará
confiante o suficiente para correr pelo seu braço.

Saúde

Se você ver seu hamster meio triste, e sem correr muito, pode ser estresse.
Então, observe ele por uns dias sem incomodá-lo muito. Se não
melhorar, procure um veterinário. Você deve estar sempre atento para
qualquer mudança em seus hábitos, porque isso pode ser um indício
para alguma doença. Veja se a orelha não está tremendo e nem muito
suja ou enrugada. Se as unhas e dentes estão aparadas e bonitas.
Olhos vivos e ofuscantes. Se não espirra ou tem escorriações no nariz e
boca. Pés, se está andando normalmente. Rabo, se não está úmido.
Qualquer indício de doença, procure um veterinário. Você deve
conhecer seu amiguinho mais do que ninguém. Quando os hamsters
começam a ficar velhos, ficam sonolentos, não comem muito, começa a
cair pêlo, sua visão fica pior ainda e parecem estar fracos. Isso é
perfeitamente normal e não precisa se preocupar. Apenas redobre sua
atenção para com ele. Não deixe faltar nada e facilite mais sua vida,
picando os alimentos em pedacinhos menores, etc.Veja abaixo algumas
doenças:

DIARRÉIA - Talvez ocorra por causa de certos alimentos ingeridos pelo


hamster. É por isso que é bom evitar dar alface e mais alguns tipos de
verduras. (veja a lista na parte de alimentação). Tente descobrir o que é que
fez mal e suspenda as verduras, até ele melhorar. Se não sarar logo, procure
um veterinário. É que essa doença é uma das mais perigosas, podendo ser
fatal dependendo da gravidade.

WET TAIL OU RABO MOLHADO - Esta doença é muitas vezes confundido


com a diarréia, e é aí que mora o perigo, pois a forma de tratamento é
diferente. Os sintomas são bem parecidos c/ a diarréia e o cocozinho é
esbranquiçado. É necessário tratar com antibióticos para combater as bactérias
do intestino, causadora da doença. Dê pedaços pequenos de comprimidos
Infectrim ou Dientrim para ele roer e veja se seu hamster melhora. Caso não
melhore, consulte um veterinário rapidamente, pois essa doença pode levar o
hamster à morte em apenas 2 dias.

CONJUNTIVITE - Se o seu hamster aparecer com um ou os dois olhos


fechados e lacrimejando ou com secreções, pode ser uma alergia causada por
algum material que esteja usando na gaiola, pó, cisco, fumaça ou algum
material químico. Faça o tratamento usando água boricada ou soro fisiológico.
É só pegar um chumaço de algodão, molhar com um pouco de água boricada
ou soro morno e ir passando levemente até retirar as secreções. Repita isso de
4 em 4 horas. Depois de limpar as secreções, utilize um colírio bem fraquinho
como o "Lerin". Se o seu hamster não melhorar, daí pode não ser infecção e
sim alergia causada por algum material que esteja utilizando na gaiola. Nesse
caso, não adianta fazer só o tratamento. É necessário descobrir o que é que
está fazendo mal e retirá-lo.

DENTES - Às vezes pode ocorrer problemas dentários que causam inchaço e


infecção na raiz do dente. Essa raiz pode estar localizada bem abaixo do olho e
devido ao inchaço, pode acabar dando a impressão de que o problema seja no
olho. Para esse caso, consulte um especialista.

RESFRIADOS - Causado pela mudança repentina do clima. O nariz começa a


escorrer e pode até espirrar. Os olhos também mudam de tonalidade parecem
estar chorando. Coloque-o em um lugar mais quentinho (não super quente) e
espere um pouco para ver se melhora, porque ele pode ter problemas com a
respiração. Se nao houver sinais de melhora, procure um profissional, antes
que ele pegue uma pneumonia.

PNEUMONIA - É um estágio mais avançado do resfriado. Procure um


veterinário e este lhe indicará o melhor antibiótico e mucolítico para dissolver
as secreções pulmonar.
SARNAS - Se você perceber que seu hamster fica muito tempo se coçando e
começa a perder pêlo na parte do bumbum e barriga, então podem ser os
primeiros sinais de sarna. O tratamento não é difícil. Você pode ajudar no
combate, colocando tabletes de levedura despedaçados na comida do
hamster. Mas esses tabletes são apenas para ajudar no combate. O ideal é
levá-lo a um veterinário especializado em animais de pequeno porte e adquirir
um remédio para passar nos lugares atacados pela sarna. Nos hamsters mais
idosos, isso ocorre com mais frequência e porisso, a qualquer sinal de sarna,
procure os conselhos de um profissional. SANGUE NA URINA - Existem muitas
causas que podem fazer com que o xixi do hamster saia misturado com
sangue. O problema pode ser nos órgãos urinários...nesse caso, pode se tratar
de cálculo renal ou na bexiga, infecção ou até mesmo um tumor. Nas fêmeas,
fora isso, pode ser também algum problema nos órgãos reprodutivos, tais como
feto retido ou tumores. Sangue na urina, eu aconselho a levar o seu hamster o
mais rápido possível em um especialista. PARALISIA - Pessoal, as rodas para
os hamsters ficarem correndo não é um brinquedo. É um acessório essencial,
pois se o seu hamster ficar sem se exercitar, alguns membros podem começar
a ficar paralisados. "HAMSTERS GERAÇÃO SAÚDE":o)

Estou perdido - HELP

Às vezes os hamsters gostam de dar uma fugidinha para passear. É só você


dar uma desprevenida e...cadê ele?

Para que isso não ocorra, comece a mudar alguns de seus hábitos e vá se
adaptando a novas regras:

O primeiro: se você manter a porta da gaiolinha sempre aberta como eu faço,


então tome o cuidado de nunca deixar a porta do quarto aberto. Certifique-se
de que o guarda-roupa esteja sempre fechado. Veja se não tem buracos por
onde ele possa entrar. Se algum dia ele sumir, pode ficar tranquilo que em
algum lugar do quarto ele está e não precisa ficar desesperado. Agora se você
esqueceu a porta do quarto aberto, então comece procurando embaixo e atrás
da geladeira. É um lugar escurinho e quentinho....um lugar ideal para dormir e
descansar....eles adoram. Se não achar, olhe debaixo dos móveis, máquina de
costurar, de lavar, etc... (Sempre tomando o cuidado por onde pisa, porque de
uma hora para hora ele pode aparecer bem debaixo do seu nariz....ou melhor,
pés). Se não encontrar, deixe a porta da gaiola sempre aberta e com água e
comida dentro. Mantenha também todas as portas de todos os cômodos
abertas, é lógico. Pode ir trabalhar ou fazer outras tarefas tranquilo, pois eles
são espertos e sabem onde achar comida. Quando sentirem fome, com certeza
voltarão para buscar alimento. Comem o quanto pode e leva consigo mais um
pouco em sua bochecha para o novo esconderijo.

Ele pode ficar um ou dois dias sem voltar para a gaiolinha. Não adianta ficar
desesperado. Quando começar a escurecer, fique de olhos e ouvidos atentos
para ver se não vê ou ouve algum indício de onde ele esteja. Com certeza ele
está em algum lugar escurinho e confortável. Se mesmo dessa maneira, você
não achá-lo, então apele para este recurso, mas não recomendável (apenas
em último caso). Feche todas (mas todas mesmo) as portas dos cômodos.
Coloque um pouco de folha de verdura e semente de girassol em um
"cantinho" (que é o lugar por onde eles gostam de passar correndo) de todos
os cômodos da casa. No cômodo que começar a sumir comida, naturalmente
ele estará lá. Agora é só colocar a gaiola nesse cômodo e esperar que ele
volte. Com certeza ele voltará para a gaiola, pois eles procuram lugares onde
sentem seu próprio cheiro. É uma garantia de que seja um lugar seguro.

Qdo você descobrir onde ele se esconde, ficará mais fácil saber onde estará da
próxima vez que desaparecer. Não é porque ele desapareceu uma vez, que
você vai proibi-lo de dar umas voltinhas pelo quarto. Lembre-se de que a culpa
foi sua ao ser descuidado e deixar a porta do quarto aberto.

Gestos

O que o hamster faz? O que significa?

Andar rapidamente pelo lugar, mantendo o corpo sempre junto ao chão:


Insegurança, lugar não familiar

Estufar as bochechas: Intimidação

Limpar-se meticulosamente: Sentido de conforto, de estar em paz

Bocejar: Contentamento, relaxamento

Levantar as duas patas dianteiras: Defesa de uma fêmea quando


atacada por um macho

Saltar no ar: Bom humor, excitação

Sentar na parte posterior do corpo: Atenção ou agressão


Orelhas apontando para trás: Cansaço ou insegurança; medo, mau
humor, agressividade, atenção

Deitar sob as costas imóvel: Postura de defesa; medo

Andar com a parte anterior do corpo abaixada e o rabo levantado: Medo,


postura de inferioridade, na presença de outros hamsters mais fortes ou
mais velhos

Coçar: Conforto, relaxamento

Limpar-se repentina e prolongadamente: Estado de alarme, susto

Orelhas dobradas: Atenção

Hesitar repentinamente: Estado de alarme ou medo

Hamsters não são ratos qualquer!!!

Um Hamster não é um rato qualquer


Brinca, é dorminhoco e… desportista
Existe algum preconceito em relação ao Hamster, pois há ainda quem pense
que se trata de um rato comum. Mas não. Geralmente meigo e dócil, o Hamster
é um animal de estimação que não transmite doenças.

…durante o dia, estão muitas vezes a dormir…

Para ter um em sua casa, há que ter em conta alguns aspectos. Aqui ficam
algumas dicas. Primeiro, tem de equacionar se quer um Hamster apenas como
animal de estimação ou se pretende fazer criação e levá- -lo a exposições.
Depois, aprece-se …durante o dia, estão muitas vezes a dormir… a comprar
uma gaiola espaçosa, especificamente para roedores, com comedouro e
bebedouro, sem esquecer a casinha para dormir e a imprescindível e já
clássica roda de exercícios. O Hamster deverá ser adquirido entre as seis e as
dez semanas, quando já está domesticado e apto para brincadeiras. Para
perceber se o animal é jovem ou não, atente nalguns aspectos. Uma cria tem
pêlos finos e brancos dentro das orelhas; a sua pelagem não deve ter falhas;
os dentes terão de apresentar-se muito brancos e o focinho achatado e sem
descoloração. As patas não deverão ter indícios de feridas. Além disto, o
animal deve ser robusto, bastante enérgico e atento, muito embora No início
são assim: nascem sem pêlo, privados de audição e com os olhos fechados.
Um cenário pouco apetecível, que durará ainda cerca de sete a 11 dias. É
então que tudo muda. Abrem os olhos e o seu corpo começa a cobrir-se com
os primeiros pêlos — que podem ter várias colorações — e que acabarão em
duas densas camadas, sendo a exterior extremamente macia. Ao fim de um
mês, aptos a comer comida sólida, começam a perceber-se os traços que
distinguem esta raça de coelhos das demais. O seu corpo, curto, torna-se
entroncado e robusto e as características orelhas, muito compridas, descem
junto à cabeça, logo atrás dos olhos. É importante que induza o exercício físico
na infância para que fortaleçam músculos, coração e pulmões. Nesta raça
específica há que dar particular atenção aos dentes, uma vez que podem
crescer desmesuradamente. Porém, não terá dificuldade em encontrar no
mercado materiais que os Hamsters sejam animais nocturnos e, por isso,
durante o dia, estão muitas vezes a dormir. Para terminar, não acalente a vã
esperança de que o seu Hamster viva muitos anos, pois o tempo de vida médio
destes roedores é de dois, três anos, dependendo da espécie.Espero que vc
saiba destinguir essas fotos
Postado por BlogDoRoedor às 17:42 0 comentários
Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Google Buzz

Como escolher seu hamster!!!

Como Escolher um Hamster

Em primeiro lugar convém decidir qual a espécie de Hamster que pretende,


pois a escolha da gaiola irá depender desta decisão (o espaço entre as grades
de cada gaiola pode ser excessivo para o tamanho do Hamster pretendido).
Antes de comprar mais do que um Hamster, devemos nos certificarmos das
suas raças. Algumas raças são sociáveis, podendo vários indivíduos conviver
bem numa mesma gaiola, enquanto outras são mais territoriais e poderão
originar lutas até a morte. Sempre que tiver dúvidas tente informar-se junto das
boas lojas, ou então compre apenas um hamster.

Caso sinta segurança para identificá-los, o Anão Russo, o Chinês e o


Roborovski são sociáveis e gregários (embora haja exceções), e vários
Hamsters dessas raças podem ser mantidos na mesma gaiola. No entanto,
será melhor se forem da mesma ninhada, estiverem juntos desde o nascimento
e forem do mesmo sexo. Todos os outros tipos de Hamster, especialmente o
sírio, precisam ser mantidos separados, para evitar lutas. Só se devem manter
na mesma gaiola dois Hamsters que conviveram juntos desde pequenos, pois
um Hamster ao ficar numa gaiola sozinho demarca o seu território e poderá
entrar em atrito com um novo “morador”.
Dada a sua curta expectativa de vida (2 a 3 anos), deve adquirir-se um animal
jovem (o ideal é perto das 5 semanas), e sempre que possível com as
seguintes características, que são indicadoras de um animal saudável:

- Focinho seco;
- Olhos vivos e brilhantes;
- Orelhas em pé;
- Pêlo sem falhas, brilhante e macio;
- Corpo cilíndrico;
- Apetite (muito...).

Os Hamsters são ativos e brincalhões por natureza, mas como são animais
noturnos, o ideal seria visitar a loja e adquiri-lo ao final da tarde ou ao princípio
da noite, pois assim será mais fácil avaliar o seu comportamento.

Um Hamster saudável e que não contate com outros roedores selvagens (ratos
domésticos, ratazanas, etc.) não necessita de vacinação ou desparasitação. No
entanto são animais muito sensíveis e quando adoecem, rapidamente a
situação pode evoluir de forma fatal, pelo que não se deve adiar a procura de
um veterinário, sempre que se suspeite de doença.

Sexo

Quando são muito novos, pode ser difícil distinguir os sexos. Olhando para os
genitais, você verá dois orifícios - o pênis ou vagina e o ânus. No macho, o
espaço entre os dois é em geral 1-2 cm e, na fêmea, este espaço é tão
pequeno que é difícil diferenciar os dois orifícios.
A forma do corpo difere também um pouco da fêmea para o macho...

Normalmente as fêmeas são mais ativas, mas também mais ariscas. Podem
inclusivamente ter mais tendência a morder o dono, quando não são
manuseadas com algum cuidado. Pelo contrário os machos tendem a ser mais
calmos, mais tolerantes, mas também mais preguiçosos e dorminhocos.

Alojamento

O Hamster é um animal muito sensível às variações de temperatura, pelo que o


ideal será colocar a sua gaiola numa zona da casa onde a temperatura oscile
entre os 20º a 24º C, e longe de correntes de ar. A exposição solar direta ou a
uma luz muito intensa deve ser evitada. De preferência a sua gaiola deve ser
colocada num local calmo durante o dia (sendo animais noturnos, tendem a
dormir a maior parte do dia).

Existem diversos modelos de gaiolas, desde o mais simples ao mais elaborado.


Pode ser de grades ou toda em acrílico com pequenos respiradores (as últimas
são particularmente indicadas para as espécies de hamsters menores ou
quando se pretende fazer criação). Por norma nem sempre a gaiola mais
bonita tem a manutenção mais fácil (numa gaiola com muitos tubos a limpeza
torna-se mais difícil).

As gaiolas podem ter um só nível ou vários patamares. Se optar pelo segundo


tipo, deve ter-se o cuidado para que a altura entre os patamares não ultrapasse
os 20 a 25 cm de altura, pois os Hamsters (apesar de grandes atletas) são
muito sensíveis a quedas de alturas mais elevadas que isto.

Outro fator a ponderar na escolha da gaiola e restante acessórios: os Hamsters


adoram roer tudo à sua volta, por isso devem escolher-se materiais não
tóxicos, e se possível resistente.

Devem-se evitar gaiolas super povoadas, pois se existirem muitos animais num
espaço pequeno, vão surgir lutas devido ao stress, e muitas vezes ferimentos
provocados por essas lutas podem originar a morte de animais. Convém ainda
separar os sexos, por forma a evitar ninhadas indesejadas.

Machos agrupados numa mesma gaiola, apenas se forem irmãos e tiverem


crescido juntos, de outra forma podem ocorrer lutas fatais, uma vez que
possuem instinto de defesa territorial, disputando assim a posse da gaiola.

Animais que cresçam juntos não devem ser separados e depois reagrupados,
pois alteram seus odores característicos, podendo haver lutas no
reagrupamento. (Esta é uma das razões porque normalmente as lojas não
aceitam a devolução de Hamsters).

Portanto a gaiola deve ser espaçosa por forma a permitir a organização de


várias áreas:

Casa de banho - Existem à venda alguns WC praticamente fechados que são


de fácil limpeza.

Abrigo/Espaço para dormir - Existem casinhas de diversos modelos e cores.

Zona para alimentação/Água - O comedouro deve ser pesado e feito de um


material facilmente lavável (a cerâmica é o ideal), Se possível deve ser largo,
pois os Hamsters adoram comer sentados sobre o comer. O bebedouro deve
ser do tipo pipeta.

Zona de exercício – Sendo grandes atletas, uma rodinha é essencial e podem


ainda colocar-se algumas escadas ou tubos, que eles costumam adorar.

O fundo da gaiola deverá ser revestido por uma camada de material


absorvente. É preferível usar lascas de madeira como cobertura de chão ao
invés de serragem que pode causar irritações nos olhos e problemas
respiratórios. As lascas de madeiras devem ser de preferência de madeira que
tenha menos oleosidade possível. Um hamster requer material para construir
um ' ninho'. Papel macio rasgado em tiras é mais utilizado porque não causa ao
hamster nenhum dano se comido e rasga facilmente. Feno também pode ser
usado mas não deve estar mofo ou empoeirado.

Lã de algodão ou material fofo para o ninho podem causar danos para um


hamster se comidos e não rasgarão se o hamster se enrolar neles, portanto é
melhor evitar. Não devem ser usadas lascas de Cedro porque é perigoso para
os hamsters.
Há vários tipos de lã de algodão vendidos como material fofo para ninhos em
lojas para hamsters e marcados como "seguros".

Infelizmente este tipo de material pode causar bloqueios do estômago se


comido pelo hamster o que resulta em morte e pode se enrolar ao redor de um
membro e apertando-o pode resultar na perda daquele membro.

Como uma regra geral qualquer material para ninhos usada para hamsters
deveria se dissolver se colocada em água ou numa solução de ácido muito
fraca e deveria rasgar facilmente. Isto assegurará que se comido pelo hamster
o material para o ninho se dissolverá no estômago e se enrolou ao redor de um
membro será facilmente rasgado. Qualquer material para ninho que não siga
este criterio não deveria ser usado.

Para advertir outros que podem estar usando material para ninho inadequado
para o hamsters ou outros animais, e tentar persuadir os fabricantes para fazer
material mais seguro, se você teve qualquer tipo de dano ou a morte de seu
hamster causada por material para ninho você deve passar essa experiência
para o maior numero de pessoas possíveis e notificar o fabricante.

Higiene

Os Hamsters são animais muito asseados… Aliás, 80% do tempo que passam
acordados é dedicado à sua higiene pessoal, e é um espetáculo encantador
observar uma sessão de limpeza, pois realizam-na com tal minúcia e pormenor
que nenhuma região do seu corpo escapa, inclusive atrás das orelhas.

Assim sendo, apenas temos de cuidar da higiene do seu espaço. A gaiola deve
ser limpa pelo menos de 2 em 2 semanas. Recomenda-se a lavagem de todos
os acessórios, tendo o cuidado de usar detergentes ou sabão neutro e
enxaguar muito bem, para que não fiquem resíduos.
Os Hamsters não apreciam que o seu ninho/armazém seja mexido, no entanto
deve verificar-se o estado das provisões aí guardadas, por forma a evitar a
formação de bolores e fungos, que podem causar graves doenças (como a
diarréia, por exemplo).

A água deve ser mudada com freqüência, bem como o litter do WC, por forma
a evitar cheiros desagradáveis.

Cuidados com os Dentes

Os dentes de um hamster crescem continuamente e para manter os dentes no


comprimento correto o hamster rói. Lojas de animais de estimação, PetShop,
vendem uma variedade de produtos específicos para os hamsters roer.
Também madeira de árvores frutíferas fornecerão algo para o hamster roer..
Biscoitos de cachorro duros também ajudarão a manter os dentes de um
hamster no comprimento correto.

Alimentação

Os Hamsters adoram acumular reservas de alimento, que transportam para os


seus esconderijos numas bolsas que possuem na boca e que quando cheias
lhes dão um ar muito patusco. Alimentam-se basicamente de grãos, frutas,
raízes, queijos, e no seu habitat natural, de larvas e pequenos insetos.

Existem no mercado inúmeras rações equilibradas, por forma a fornecer todos


os elementos necessários a uma alimentação correta. Pessoalmente gosto de
variar de marca, pois só assim se descobre qual a marca preferida pelo nosso
Hamster. Pode ainda adquirir-se em lojas de animais rações avulsas.
Pode ainda oferecer-se pequenas quantidades de fruta, ou vegetais, que eles
muito apreciam (Maçã, Pêra, Banana, Uvas, Cenoura, Amendoins, Passas,
Nozes (miolo), etc.) e também Queijo ou Ovo cozido. No entanto, estes
“mimos” não devem ser oferecidos por sistema, mas sim ocasionalmente e
como forma de recompensa ou guloseima, por forma a evitar que o Hamster
engorde demais.

Para evitar doenças, devem evitar-se alguns alimentos: Alface, Tomate,


Pêssego, Ramas de Verduras, Alimentos congelados ou em conserva.
Diariamente, um Hamster consome cerca de 7 a 12 gr. de alimentos e cerca de
8 a 12 ml. de água.

Deve ainda fornecer-se aos Hamsters alimentos duros (biscoitos ou blocos de


minerais) de forma a permitir um desgaste saudável dos seus dentes, que
durante toda a sua vida nunca param de crescer. Nas lojas da especialidade
encontram-se várias marcas.

A Saúde do Hamster
Hamsters são, em geral, animais robustos, mas algumas das enfermidades
mais comuns são listados abaixo:

Diarréia - Ela pode ser causada por superalimentação de legumes ou comida


úmida. Um hamster que sofre de diarréia não deve ser alimentado com
qualquer legume ou comida úmida até se recuperar. Nos casos de diarréia
prolongada deve ser procurado o conselho do veterinário.

Resfriados - hamsters podem sofrer resfriados e devem ser mantidos mornos


(mas não quentes). Se o hamster tem dificuldade para respirar ou não se
recupera depois de alguns dias deve ser procurado o conselho do veterinário.

Hibernação - Hamsters Sírios podem hibernar quando há uma mudança súbita


na temperatura ambiente deles. Um hamster hibernando pode parecer duro e
frio com pequena evidência de respiração, porém os bigodes podem ser vistos
crispados em um hamster hibernando. Porque hamsters não fazem ' planos'
para hibernar eles devem ser despertados para evitar desidratação e fome. Um
hamster hibernando deve ser esquentado com suavidade até ficar ativo.
Bastante comida e água devem estar disponíveis.

Sarna ( Perda de pelo) - Isto pode acontecer em hamsters mais velhos e


normalmente acontece na barriga ou área do quadril. Isto pode ser evitado
esmagando tabletes de levedura na comida do hamster. Perda de pelo também
pode ser associada com irritação de pele e nesse caso deve ser procurado
conselho veterinário.

Mancha no Quadril - Esta não é uma doença mas é conhecida por causar aos
donos de hamster um pouco de preocupação quando notam isso. O hamster
Sírio tem uma mancha em cada quadril, estas são glândulas de odor e são
perfeitamente normais. Eles podem parecer pegajosos de vez em quando.

Qualquer hamster que sofre de enfermidade séria ou prolongada deve ser


levado a um veterinário.

O seu hamster hibernou?

Não deixa ele hibernar pois ele nunca mais acordará!


Olhe em caso de hibernação leia a minha historia e faça o seguinte:
Para quem não sabe, hamsters podem hibernar nas epócas muito frias, porém
raramente ele consegue sobreviver depois de uma hibernação.

Minha hamster sírio Mel, esta semana entrou em hibernação. Fui colocar
comida pra ela e vi que ela estava quieta demais num canto da gaiola. Peguei
ela, ela nem se mexeu, parecia morta, mas com muita atenção observei que
respirava devagar, muito devagar. Ela estava muito gelada e dura como uma
pedra…

Imagem ilustrativa. O hamster está apenas dormindo.


http://www.flickr.com/photos/saph1re76En… rapidamente levei o leite comum
ao fogo… e fui desenrolando a hamsters com minha mão com cuidado. O leite
estando morno pra mim, coloquei num pires e fui pingando gotinha na boca
dela aos poucos e acredito que por estar mais quentinho pra ela, ela foi aos
poucos melhorando… (leite só pode ser dado em caso de hibernação). Peguei
uma roupinha de porquinhos que tenho e aqueci no fogo levemente ( o pano
um pouco longe do fogo, sem que queime), colocando o corpinho da Mel sobre
o pano quente, enquanto eu esfregava os outros lados com minha mão
levemente, como se aquecendo… com o pano fiz várias vezes… percebi que
ela tinha fome, mas tinha dificuldade pra comer, então fiz papinha de farinha
láctea com leite morno e ela comeu uma colher rasa, bem rasa mesmo… A Mel
então voltou da hibernação… graças a Deus, senti que consegui ressuscitar
ela.

Com isto, em vez de colocar ela na gaiola novamente, enchi o fundo de um


balde grande com jornal ( jornal é bem mais quente que forração de serragem
e areia), coloquei o pano que aqueci e coloquei ela lá com suplemento de
chinchila pra passar a noite. Antes de por ela, pinguei três gota de Glicopan
num bebedouro de 200 ml e dei pra ela beber algumas gotinhas. Coloquei ela
no balde e cobri com um pano, deixando levemente uma abertura pra entrar
um pouco de ar, mas estaria mais aquecido que na gaiola.

Na manhã seguinte, ela estava serelepe acordada e andando pelo balde, já


havia comido o suplemento de chinchila que deixei um pouco e um pedacinho
de couve…

Agora ela está novamente na gaiola dela, porém com muito jornal forrado que
troco a noite e com o pano dela de soft que ela dorme dentro como se você
cama de vestir.

Espero que isto nunca aconteça a ninguém, porém se seu hamsters parecer
morto, primeiro tente verificar se ele não está hibernando.

A questão do leite morno e da farinha láctea, somente em casos extremos


como este, para aquecer a parte interna do organismo do bichinho.Mas tem de
estar morno pra nós.

E para quem tem bolsa de água quente, só esquentar água em temperatura de


28ºC e colocar na bolsa e colocar o bichinho em cima com um pano,
derrepente pode ser muito quente. Quanto ao pano, só fazer se você já tem
costume ou pra quem é criança, peça aos pais.

E vamos tomar cuidado para que hamsters não hibernem.


Mas eu aconselho a levar ao veterinário depois de fazer todas as minhas
recomendações.

Espero ter ajudado.


Acesse meu blogue:
http://sarah-omundodoshamsters.blogspot.…
E adicione oo meu msn caso tneha mais duvidas:
omundodoshamsters@hotmail.com

*Aquecer um bocadinho de água até que a temperatura dela seja morninha para nós,
isto será quente o suficiente para os hamsters, e pingar gotinhas na boca do hamster
para que o vá aquecendo por dentro aos pouquinhos
*Enrolar num pano aquecido (pode ter sido deixado perto de um aquecedor, ou
aquecido por exemplo com o ferro de engomar, mas o pano não pode estar muito
quente).
*Levar o hamster a um ambiente aquecido, longe de correntes de ar e vento
*O hamster voltará a ficar activo, porém estará fraquinho, e com muita fome.. Pingar
gotas com suplemento alimentar diluído em água é fundamental para fornecer
bastantes vitaminas para eles, e deixar essa água disponível para que ele beba quando
quiser (ter muita atenção a que suplemento se dá)
* A maior dificuldade será para comer.. Neste ponto sugiro que seja feita uma papinha
de ração, eu compraria uma ração de cão e amoleceria em agua morna, até ficar uma
papa, esmagaria e daria de colherada ao hamster.. Porquê ração de cão? Pode ser de
gato também, mas a ração de hamster como vocês sabem não amolece! A ração de cão
ou de gato além de amolecer na agua, também é rica em proteinas e vitaminas.
*Se o hamster negar a ração, pode-se tentar dar uma papinha de farinha láctea com
leite morno, ATENÇÃO: Em últimos casos!!! Porque Leite não é indicado para
hamsters!!!
*Após o hamster melhorar um pouquinho, não coloque de volta na gaiola.. Serragem e
areia são muito frios, e nesse primeiro momento o mais adequando é deixá-lo num
local fechado e com bastante papel picado(lembrem-se: jornal larga tinta, e tinta é
tóxica!).. pode ser um aquário ou um recipiente plástico(lembrem-se que eles roem
cartão, antes de deixá-lo numa caixa de sapatos!)
*Certifique-se de colocar neste local fechado, bastante comida e água.. Sugiro que num
primeiro momento sejam dadas frutas, porque são mais fáceis de comer que grãos, e
possuem bastantes nutrientes.

Veterinários e pet shop em Jabaquara

http://www.vitrinedobairro.com.br/categoria/distrito.asp?categoria=pet-
shop&cod_distrito=jabaquara&pag=1

Anônima

Segue algumas informações sobre o Hamster sírio. Espero que sejam úteis:
Início da reprodução no macho: 10 a 14 semanas
Início da reprodução na fêmea: 6 a 10 semanas (pode estar madura entre 32 e
45 dias)
Duração do ciclo: 4 dias
Gestação: 15 a 18 dias
Estro pós-parto: infértil
Estro fértil ocorre 2 a 18 dias após o desmame dos filhotes.
Peso dos filhotes ao nascer: 2 g
Tamanho da cria: 5 a 9
Desmame: 20 a 25 dias
Reprodução: de 10 a 12 meses
À medida que o estro se aproxima, é possível ver um muco na vulva.
Na manhã após o estro sai um muco opaco. Ao final da tarde é possível aproximá-la do macho,
podendo estar receptiva a ele. A fêmea é colocada com o macho na gaiola 1 hora antes de
escurecer o dia, observá-los e retirá-la se brigarem ou após cópula.
Um sistema rotacional de fêmeas para um macho é sugerido na criação
comercial, mudando as fêmeas a cada semana para o macho. Porém, esse sistema não é
recomendado para animais de estimação.

Animais domésticos facilitam a comunicação


Uma pesquisa feita em Paris, na França, revelou que 76% dos entrevistados acreditam
que a presença de uma animal doméstico favorece a comunicação entre os membros de
uma família. Um grupo de 60 crianças foi observado e conclui-se que 63% delas
possuíam animais de companhia como: cão, gato, pássaro, peixe ou tartaruga. Os
resultados da pesquisa confirmam a importância desses animais no desenvolvimento da
afectividade de crianças e adolescentes. O facto do animal estar permanentemente
disponível para o convívio com os seus jovens donos aparece na pesquisa como uma
factor-chave para o relacionamento entre os familiares e também torna os animais
domésticos, uma presença de grande importância nos lares.
As crianças e os animais
A relação entre o homem e os animais domésticos existe há milhares de anos e tem sido
objecto de estudo em várias áreas do conhecimento como a Antropologia, a
Paleontologia, a Sociologia, a História das Mentalidades e a Psicologia. O estudo dos
papéis desempenhados pelo animal de estimação na relação com os homens, bem como
os desejos projectados por estes sobre os animais podem trazer importantes
conhecimentos sobre o psiquismo humano. Quando a criança começa a crescer e a
sensibilizar as suas relações de afecto, os objectos passam a ser substituídos por seres
vivos. De todos os animaizinhos de estimação o mais comum e que mais interage com o
ser humano é o cão. Com ele a criança pode brincar, correr, explorar o ambiente e viver
novas experiências. Há um benefício significativo aqui: a criança não interage com total
poder sobre o objecto de afeição e as suas acções provocam reacções. O cão pode correr
para apanhar o objecto lançado, pode rosnar e até morder. Ele reage ao carinho, abana o
rabo, salta...e agride, se for maltratado. E não é só o cão que interage com a criança,
apesar de ser o mais comum, outros animais também têm um papel importante. O gato
encosta-se e deixa fazerem-lhe festas e os peixinhos alvoroçam-se no aquário quando a
criança lhes dá a comida. Além da relação de afecto que se desenvolve, do estímulo ao
período sensório (motor, do tocar, do sentir, do explorar o corpo do animal e observar as
suas reacções), muitos conhecimentos são adquiridos, tanto psicológicos como
científicos. Ter um animal também requer cuidados e estes cuidados, orientados por um
adulto, estimulam a autonomia e a responsabilidade. Cuidar da limpeza do animal e do
seu habitat, cuidar da sua alimentação, dividir o seu pão e oferecer-se um pedaço da sua
bolacha, medicá-lo quando necessário, também favorece o desenvolvimento do vínculo
afectivo e a lidar com os mais diversos sentimentos, da frustração à alegria e até à
morte. É neste aspecto da vida e da morte que o animal de estimação tem um papel
muito importante, pois a criança aprende a lidar com a perda e com a dor. Um risco que
todos corremos e queremos evitar e poupar, mas o ciclo da vida é assim. Nesta
convivência tão saudável e necessária, a criança aprende e desenvolve as suas relações
afectivas para o futuro, influenciando assim a sua forma de se relacionar com as outras
pessoas e respectivos parceiros, com segurança, compreensão, aceitação e respeito. Se
no mundo das artes encontramos lugar para o desenvolvimento da criatividade e do
auto-conhecimento, é no mundo da natureza que a criança desenvolve a sensibilidade, a
observação, a compreensão e os sentimentos de solidariedade, generosidade, afecto e
carinho. Resumindo:
A criança que convive com animais, é mais afectiva, repartindo as suas coisas, é
generosa e solidária, demonstra maior compreensão dos acontecimentos, é crítica e
observadora, sensibiliza-se mais com as pessoas e as situações.
Apresenta autonomia, responsabilidade, preocupação com a natureza, com os problemas
sociais e desenvolve uma boa auto-estima.
Relaciona-se facilmente com os amigos, tornando-se mais sociável, cordial e justa. Sabe
o valor do respeito.
Desenvolve a sua personalidade de maneira equilibrada e saudável, tendo mais
facilidade para lidar com a frustração e liberta-se do egocentrismo.
Curiosidades:
· Pacientes com autismo foram “acordados” do seu estado de constante recolhimento na
presença e convívio com animais;
· Nos Lares de Idosos a presença de animais aumenta as expectativas de vida;
· A hipoterapia (terapia complementar com cavalos) é utilizada no desenvolvimento
psicomotor de portadores da síndroma de Down e outras deficiências
neuropsicomotoras congénitas ou adquiridas;
· Os animais são indicados para pessoas com deficiências sensoriais (cegos e surdos),
dificuldades de coordenação motora (ataxia), atrofias musculares, paralisia cerebral,
distúrbios comportamentais e outros problemas.
· O cão é capaz de pressentir antecipadamente as “convulsões” características da
epilepsia, quer seja no ser humano quer noutro animal.

Fonte(s):

http://www.bianca.pt/index.php?option=co…