You are on page 1of 2

Práticas e Modelos de Avaliação em Bibliotecas Escolares

Reflexão Final

A inscrição nesta acção de formação teve como principal objectivo compreender todo
o processo inerente às práticas avaliadoras da biblioteca escolar. As expectativas eram,
à partida, elevadas, mas, chegada ao fim deste percurso, sinto que se cumpriu
plenamente o objectivo e as expectativas da partida foram largamente ultrapassadas.
O Modelo de Auto-avaliação foi completamente desmontado, o que permitiu a
clarificação de conceitos, apreensão de estratégias e partilha dúvidas e experiências,
tornando mais rica e produtiva esta formação. Todos pudemos aprender com o
contributo de todos. Foi uma acção pertinente, com sentido teórico e prático e será,
seguramente, muito útil nas sucessivas etapas da aplicação deste Modelo.
No que diz respeito aos conteúdos abordados, bibliografia e textos de apoio
disponibilizados na plataforma, assim como as estratégias de trabalho apresentadas,
considero que esta acção de formação prima pela qualidade e pela inovação. Tenho
consciência que para além do conhecimento que me proporcionou sobre o Modelo de
auto-avaliação e dos conceitos que o suportam, trouxe-me outras mais-valias para o
meu desempenho como professora bibliotecária na era digital.
As metodologias seguidas foram muito claras, apresentando os objectivos de cada
sessão e as tarefas a realizar sempre de forma contextualizada. As sínteses elaboradas
pelas Formadoras foram elucidativas do trabalho elaborado pelos formandos,
baseando-se nos contributos dos mesmos, sendo acrescentado nas mesmas, o que
futuramente se deveria corrigir ou manter em termos de procedimentos a efectuar em
cada etapa.
No que diz respeito ao meu desempenho ao longo desta acção de formação, procurei
cumprir as tarefas propostas indo ao encontro do que se era pedido, respeitando
sempre os prazos estipulados. Procurei, ao longo das sessões, ir corrigindo
procedimentos, estando atenta a todas as orientações dadas pelas formadoras.
Foi a minha primeira experiência de formação online e estou hoje convencida das suas
imensas vantagens. Para além da grande vantagem de podermos realizar os trabalhos
pedidos sem deslocações e nos horários mais convenientes para nós, a formação
LC 1
assíncrona permite uma preparação prévia e uma reflexão mais profunda sobre os
conteúdos a abordar. Apesar de não se ter verificado uma grande interacção (acredito
pelo tempo curto para a realização das tarefas) este tipo de formação valoriza a
partilha de experiências e de práticas. Outro aspecto importante que pude constatar
nesta formação assíncrona foi o facto de a realização das tarefas obrigar a mais
leituras, actividades de estudo e de reflexão sobre os conteúdos a trabalhar.
Para concluir, considero que se o timing estipulado não foi o ideal, adiar esta formação
seria imprudente e, apesar de alguns constrangimentos que facilmente foram
ultrapassados, o grupo conseguiu transformar o que parecia uma adversidade numa
excelente oportunidade: aprender mais para melhorar práticas nas nossas bibliotecas
escolares.

Lúcia Caldeira
Dezembro 2009

LC 2

Related Interests