You are on page 1of 2

CALCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL 2

Licenciatura em Engenharia Civil


ANO LECTIVO 2014/15
Teste Glogal 2a Parte
Duracao: 1 h 30 min 17 de junho de 2015

E interdito o uso de qualquer tipo de calculadora ou de telemovel. Nao utilize lapis nem corretor.
A nao observ ancia destas regras conduz `a anulacao da prova.
W2X
VERSAO

GRUPO I
DO TESTE E A UNICA
CORRETA
REGISTE NA SUA FOLHA A VERSAO OPC
AO

[1,0 ] 1. ao vetorial F~ definida por


Considere a func
 2 
z 2xz
F~ (x, y, z) = + yesin x cos x ~e1 esin x x ~e2 +

~e3
5 5

e a linha I~r [0, 2], com ~r(t) = (2 cos t, 2 sin t, 0). Usando o Teorema de Stokes, o valor do integral
de linha F~ d~r e
C
A0 B 2 2 C 2 D 2 E 4 F 4

[1,0 ] 2. Se a massa dum s


olido for dada por

1Z

1x2 Z 2x2 y2 p 2
x + y2 + z2
Z
dzdydx,
0 0 x2 +y 2

entao amassa e
2 2 22 2+ 2 22 2+ 2 2 2
A B C D E F
2 4 4 2 2 4
3. R R
Seja f : D 2 , uma func
ao tal que f C 2 (D) e cujo polinomio de Taylor de 2a ordem
em torno do ponto (0, 0) e
p (x, y) = x2 + xy + y 2

[1,0 ] 3.1. Podemos afirmar que


2f 2f 1 2f 1
A (0, 0) = 0 B (0, 0) = C (0, 0) =
xy xy 2 xy 2
2f 2f 2f
D (0, 0) = 1 E (0, 0) = 1 F (0, 0) = 2
xy xy xy

[1,0 ] 3.2. Podemos afirmar que


A (0, 0) e ponto crtico de f e ponto de sela
B (0, 0) e ponto crtico de f e ponto de mnimo local
C (0, 0) e ponto crtico de f e ponto de maximo local
D (0, 0) n ao e ponto crtico de f
E (0, 0) n ao e ponto crtico de f e e a matriz hesseana tem determinante nulo
F (0, 0) e ponto crtico de f e a matriz hesseana tem determinante nulo
Z
[1,0 ] 4. Sejam J = x3 dy + y 3 dx, com C a linha formada pelos lados do triangulo de vertices em (0, 0),
C ZZ
(0, 1) e (1, 0); e I = x2 y 2 dxdy, com D a regiao do plano limitada por C. Nestas condic
oes
D
temos:
AI=J B I = 3J C I = 3J D I = J E 3I = J F 3I = J

Continua
GRUPO II

1. Considere uma linha plana simples e aberta .

[1,5 ] 1.1. Sem calcular o integral, mostre que Z


xdy + ydx

depende somente dos extremos da linha

[1,5 ] 1.2. Aplique a generalizac


ao do teorema funfamental do calculo para calcular o integral da alnea
anterior.
[2,0 ] 2. Considere a regi
ao 
R
A = (x, y, z) 3 : x2 + z 2 4, |y| 4 .

Use o teorema de Gauss para escrever uma expressao, em integrais iterados, que lhe permita
calcular o volume de A