You are on page 1of 48

CARIME CALZAVARA

CADERNO DIDÁTICO
DE ACUPUNTURA

- Filosofia
- Teoria
- Aplicação

VOLUME BELÉM - 2008

2
Actualización acupuntural. Puntos de acupuntura: Estructuras
anatomofisiológica y energética, y Biofrecuencias de Trabajo Electromagnético,
BfTE
1. Introducción
El costo medio anual del tratamiento de la lumbalgia en la Comunidad Autónoma Canaria, España, asciende a unos dos mil millones de
pesetas, cantidad ésta que para una pequeña región es insostenible. Como consecuencia, algunos responsables de la Sanidad del Gobierno de
Canarias se plantearon la necesidad de estudiar alguna técnica terapéutica alternativa que pudiera, a igual eficacia e incluso mayor seguridad,
disminuir taxativamente aquel costo que además, año tras año, tendía a incrementar. De todas las técnicas examinadas, la que más evidencias
empíricas presentaba era la acupuntura, por lo que para el fin propuesto pareció la más adecuada para ensayarla clínicamente. Se inició el
estudio con una intensa revisión bibliográfica de todo lo publicado en los últimos 25 años, en revistas de alto factor de impacto y en bases de datos
médicas. Sorprendentemente, el resultado de esta revisión aportó la conclusión de que no existían ensayos clínicos con una metodología
apropiada (ensayos frente a placebos mal concebidos o evaluados), pocos estudios de series de casos, y no existía investigación básica en que
fundamentar la técnica. Sin embargo, había gran cantidad de artículos referidos a los "cimientos filosóficos de la acupuntura", lo que no permitía
avalar un ensayo clínico serio. Según esta filosofía, un punto de acupuntura se definía como: "... la relación entre el Cosmos y el microcosmos ", y
otras definiciones del mismo estilo. La relación entre puntos se establecía mediante " ... unas microcorrientes que fluyen por canales o meridianos
o unos microsistemas ..." por la sola evidencia de que los puntos de acupuntura muestran una menor impedancia respecto a la zona que les
rodea. Concluimos que teníamos que empezar por el principio, intentando responder a las preguntas:
¿Qué es un punto de acupuntura desde la perspectiva anatomofisiológica y cómo se originan?
¿Qué es un meridiano?
¿Cómo se relacionan con órganos, vísceras, funciones
y sistemas orgánicos?

Mecanismos de acción biofísicos y bioquímicos.


Sin las respuestas a estas primeras preguntas no era
posible fundamentar un ensayo clínico con la metodología
adecuada, por lo que comenzamos la investigación tomando gran
número de muestras de distintos tejidos, tiñéndolas y fijándolas,
para estudiarlas mediante microscopia óptica, e intentar encontrar
la estructura anatómica y funcional de los puntos de acupuntura y
confirmar sus mecanismos de acción, es decir, tratar de buscar la
justificación científica de la técnica.
Figura 1.- Sergio A. R. Gutiérrez, coautor de este texto,
en su laboratório de Biofísica, en el Instituto de Investigación y
Tecnologías Biomédicas de Canarias, que se inaugurará
próximamente como entidad pública.
(investigacionbiomedica@hotmail.com)

2. Perspectiva anatómica
2.1. Origen de los puntos de acupuntura. Dinámica organogenética
El origen de los puntos de acupuntura se estudió desde la generación de un nuevo ser, desde su anfimixia o unión de los gametos,
anidación, blástula, gástrula, diferenciación, etc. Posteriormente en el período somítico, se investigó el ectodermo, endodermo y el
cordomesoblasto, como hojas blastodérmicas (donde se ubican los paquetes neurovasculares que estructuran los puntos de acupuntura), y cuyos
crecimientos dan lugar al comienzo del horizonte 8 de Streeter y que van a irse formando de la cabeza a la "cola". La dinámica organogenética
hace que desde el embrioblasto se vayan conformando cada uno de los segmentos o somitas en sentido céfalo-caudal, alejando el ano de su
primitivo origen, con cada nuevo somita, pero siempre interrelacionados unos con otros. Es importante no perder de vista que cada somita, no solo
forma la porción parietal, sino todos los elementos que le corresponden al segmento, en sus tres hojas blastodérmicas. Esta es una de las
dificultades que más cuesta comprender por el olvido de que:
I. Un somita forma tanto la porción superficial o del esquema corporal, como la profunda de órganos y vísceras.
II. Las distintas porciones superficiales o profundas, no permanecen estáticas, sino que sufren un desarrollo morfológico y una
emigración, en relación con las necesidades de la futura función. Por ejemplo: los testículos se originan fundamentalmente del somita Ll, y luego
emigran a las bolsas escrotales. Sin embargo, su dependencia vascular y neural está supeditada a la metámera Ll durante toda la vida, de este
modo, cualquier estímulo sobre la Ll repercutirá a nivel testicular y de todos los elementos formados a partir de ella. Esto aclara que todos los
"canales o meridianos" acupunturales, poseen ramificaciones o conexiones en profundidad, en relación con lo que acabamos de indicar. Por otra
parte, olvidar la dinámica organogenética, hace así mismo olvidar que, tanto las vísceras como los miembros o resto de las paredes corporales se
forman de unos determinados somitas, y luego por su función, cambiarán su primitiva topografía, como ocurre con la mano, que corresponde a los
somitas cervicales C7, C8 y D1, pero que, sin embargo, en la postura anatómica, la mano se localiza a nivel de la cadera; o el pie, que procede de
la L5, S1 y S2, y se localiza muy por debajo del final del tronco; o el testículo, que procede de la Ll, y, sin embargo, topográficamente se encuentra
localizado en la raíz del muslo; y así ocurre por ejemplo, con el intestino, los pulmones, el corazón, el estómago, el bazo, el páncreas, etc. A pesar
de estas modificaciones topográficas, siempre están conexionados neurovascular y funcionalmente con el somita o somitas que le dieron origen.
Si estos datos anatomo-embriológicos se tienen presentes, se comprende fácilmente el hecho de que la acupuntura, desde la perspectiva
anatómica, no es empírica y responde a la más ortodoxa y científica sistemática occidental.
2.2. Metamerización
Constituido el embrión en los diferentes órganos que permiten mantener la conservación del individuo y de la especie, nos interesa
ahora el considerar el desarrollo de los elementos que han de constituir las partes del continente y contenido somático; es decir, del soma o
cuerpo embrionario del cual deriva el cuerpo definitivo del nuevo ser. Sabemos que la notocorda influye sobre el mesodermo primitivo, no de una
manera continua, sino a espacios intermitentes, de tal manera que su acción se nota en la masa mesodermal y que constituye un desarrollo
contractivo, que les origina desde el somita o segmento primitivo. De este somita, constituido, como sabemos, por el miótomo y el dermótomo, se
va a diferenciar la pared definitiva. Tanto uno como otro va a poseer su correspondiente nervio, que se inicia en la porción medular
correspondiente al mismo nivel somático y, por lo tanto, ha sido influida por el mismo segmento notocordal. La emigración de las masas somíticas,
mío y dermoneurales, se origina siguiendo las inducciones establecidas por los llamados organizadores parietales, los cuales, terminada su
función, son invadidos por el mesénquima correspondiente al esclerótomo para constituir las partes óseas esqueléticas. En realidad, la primera
208
pared importante que se va a constituir en el embrión es la de su tronco. Sin embargo, las funciones van a ser distintas, según la localización
topográfica que vayan a tener cada uno de los segmentos. Por un lado, tendremos musculaturas que se sitúan en la porción dorsal embrionaria,
es decir, en los que corresponde a la parte retrosomática del cuerpo humano, y cuya misión fundamental es el enderezamiento en la estática. Por
el contrario, las paredes presomáticas están supeditadas en su organización al inductor presomático que constituye, al osificarse, el arco visceral
en un mayor o menor desarrollo sobre la región. Si se trata, por lo tanto, de un arco visceral encargado de proteger a la víscera, sus movimientos,
es decir, los de los elementos funcionales, tratan, en todo momento, de ser de tipo flexor. Como consecuencia de ello, podremos considerar que,
el dispositivo presomático está constituido por una serie de elementos antagónicos al retrosoma. Al tener funciones distintas, cada una de las
porciones corresponde a sistemas neuromusculares distintos, de tal manera que el retrosoma tiene su nervio retrosomático independiente del
nervio presomático. Vemos, por lo tanto, que cada «rodaja» o sección del cuerpo humano está constituida por varios elementos. Estos elementos
forman lo que se denomina el metámero, contituído:
Por la «rodaja» medular y sus raíces nerviosas que le corresponden, que forman el mielómero y el neurómero, respectivamente.
Un armazón esquelético que constituye el arco neural y el arco visceral y que se denomina esclerómero.
Una franja carnosa, que constituye el miómero, y la cinta de piel que le corresponde o dermómero.
Todo sistema neuromuscular lleva adyacentes y dependientes de él un sistema de riego, por lo tanto, lo mismo la rama presomática que
la retrosomática tienen su correspondiente satélite, que procede del mismo nivel aórtico. Constituyen el angiómero.
2.3. Interconexión metamérica
Establecida ya la importancia metamérica, para explicar la interrelación somática y visceral a nivel del ser humano, no debemos olvidar
que este ser, aunque formado por segmentos primitivos o somitas es, en sí mismo, una unidad morfológica y funcional donde «el todo es más que
la suma de las partes», aunque en una parte estuvo representado el todo en el momento de la anfimixia. Esto nos indica que tiene que existir una
conexión entre los diferentes metámeros. Esta conexión se realiza a todos los niveles, desde la piel y paredes del organismo hasta el dispositivo
visceral, por vía nerviosa fundamentalmente. Esta conexión se realiza también a través del proceso endocrino, junto con el sistema nervioso
central. Los elementos fundamentales de conexión bajo el punto de vista neural van a ser las neuronas cordonales de corta y larga conexión,
donde al punto de acupuntura, por su propia estructura, le corresponde un importante papel.
2.4. Situación anatómica general de los puntos de acupuntura
Para una mejor comprensión se presentan las figuras 3 y 3 bis, en las que se describe la situación anatómica superficial de la mayor
parte de los puntos de acupuntura. Otros se sitúan profundamente, y conectados neurovascularmente (como los comunes del sistema nervioso
periférico) con los distintos tejidos orgánicos, en general, en cercanías óseas.

Dermatomas cutáneos Sistema nervioso simpático


Figura 2.- Correspondencia entre el sistema nervioso periférico y los dermatomas cutáneos.

209
El sistema nervioso simpático es una subdivisión de la porción eferente del sistema nervioso periférico. Su función es la de llevar
impulsos de las neuronas eferentes a los efectores autónomos o viscerales, músculo cardíaco, músculo liso y tejido epitelial glandular. La mayoría
de los ganglios de la sección simpática se encuentran situados a lo largo de cada lado de la cara anterior de la columna vertebral. Las neuronas
simpáticas preganglionares tienen sus dendritas y cuerpos celulares en las astas laterales de los segmentos dorsales y lumbares de la médula
espinal. Sus axones se originan en el asta posterior de la médula hasta el ganglio simpático paravertebral. Casi todos las neuronas
posganglionares presentan sus cuerpos en los ganglios de la cadena simpática. Los axones de estas neuronas pueden integrar parte de los
nervios periféricos, o bien, arribar a sus efectores en forma independiente. Las fibras sensitivas ingresan a la médula espinal siguiendo una cierta
distribución topográfica, de manera que a cada dermatoma sensitivo le corresponde un segmento medular determinado. La evaluación de la
sensibilidad cutánea mediante la exploración de los puntos de acupuntura ubicados en los dermatomas, permiten reconocer el nivel donde se
encuentra una lesión medular o la patología en un tejido, que en algunos casos compromete las vías sensitivas ascendentes.
2.4.1. El dermotomo. Sistema dermo-neural. Piel
Consta de dos zonas derivadas de distintas hojas
blastodérmicas, y entre ellas constituyen el órgano mayor y más
plástico: la piel. a. La epidermis, que deriva del ectodermo, y, El
dermómero, que constituye una porción del cordo-mesoblasto del
somita, que da lugar a la dermis y a la hipodermis. Estos
elementos influyen mutuamente y se controlan entre sí. Si se les
separa y se colocan en un caldo de cultivo cada uno de ellos,
crece de una forma tumoral. Durante el desarrollo, cada
dermotomo queda invadido por emigraciones fibrilares neurales
de las células de la cresta ganglionar o protoneuronas. Esta
invasión queda, constituyendo una unidad anatomofuncional
inseparable, como sistema dermoneural. Los puntos de
acupuntura se sitúan fundamentalmente en la epidermis (en el
estrato basal) y en la dermis (en el estrato papilar).

2.5. Primera microfotografía de un punto de


acupuntura
Demostrado el origen embrionario de los puntos de
acupuntura, nos propusimos estudiar su estructura
anatomofisiológica mediante la microscopia. En la figura 4, se
muestra la microfotografía de la sección transversal de un área de
piel común conteniendo la estructura de un punto acupuntural;
cada punto engloba, como mínimo, colágeno, fibras de elastina,
un cúmulo dendrítico nervioso amielínico y una anastomosis
arterio-venosa, constituyendo el soporte de un paquete neuro-
vascular. Una vez conocida la estructura anatómica de un punto
acupuntural, estudiamos en un cadáver las implicaciones
vasculares y nerviosas de los 121 puntos más utilizados en la
técnica de la acupuntura, lo que dio como resultado, tal como
sospechábamos, que los meridianos o canales no se objetivan
anatomofisiológicamente. La conexión energética entre los
puntos, por tanto, no se realiza por un flujo de corriente que los
atraviesa, sino por las que hemos denominado Biofrecuencias de
Trabajo Electromagnético, BfTE, es decir, por las bandas de
frecuencias resonantes existente entre los puntos asociados a un
determinado tejido, función o sistema orgánico. Los meridianos, tal
como fueron concebidos por los antiguos, no existen. Sin embargo,
aquel conocimiento sirvió para dar un soporte virtual a los puntos
de acupuntura.

Figura 4.- Microfotografía de un punto de acupuntura


(P10), obtenida por primera vez en 1987 por Ph.D. Sergio A. R.
Gutiérrez Morales, coautor de este texto, en una muestra teñida
con hematoxilina, eosina y sales de plata diluidas.

2.6. Características generales del punto de acupuntura


2.6.1. Glómus
Además de las distintas sensibilidades que se captan
por los sentidos, existen la de los vasos sanguíneos, vísceras y
órganos, que normalmente pasan desapercibidos a nuestra
conciencia, y que sólo se hacen patentes cuando alcanzan, por
ejemplo, las zonas reflejas de Heat o de McKenzie. Sin embargo, el hecho de que no se tenga conciencia de ellas no les resta importancia en su
función de regir los procesos de acción y reacción automáticos que regulan y mantienen la homeostasis de Canon. Cualquier presión, punción,
función o acción, física o química sobre un punto o zona del organismo, le afecta a todo él, y activa los circuitos neurales, vasculares o
neuroendocrinos, variando las tasas o niveles de energía del organismo. El sistema neuroendocrino impregna todos las partes de nuestro ser,
siendo sus vías las nerviosas y/o las humorales, íntimamente supeditadas al dispositivo vascular, tanto arterial como venoso y linfático. El
dispositivo orto y parasimpático, salvando sus distribuciones topográficas, se encuentran y reúnen en el organismo a prácticamente todos los
elementos neurales. Por ejemplo, en el mismo intestino que, con una visión tarsativa, su inervación es parasimpática en lo que se refiere a la
musculatura, pero debido a que ésta necesita del riego para su nutrición, el sistema ortosimpático penetra conjuntamente con la vascularización.
Cuando en el embrión se produjeron las emigraciones de los simpaticoblastos para conformar los ganglios ortosimpáticos, emigraron con ellas de
210
la cresta ganglionar, células de tipo neuroepitelial y miopitelial, que fueron distribuyéndose por diferentes regiones del organismo y que con los
vasos sanguíneos forman las estructuras anatómicas denominadas glomus. Las zonas de la pared vascular o de las comunicaciones
arterioneurales se encuentran localizadas fundamentalmente en:
La comunicación arteriovenosa, a nivel capilar.
En los puntos en que la arteria antes de realizarse en capilares presenta un atajo por donde puede derivar la circulación. Muestran un
engrosamiento a veces de la copa media y otras veces son células contráctiles poligonales o fusiformes pobres en miofribrillas, de aspecto
epiteloide denominadas células glómicas (Cajal, Hasson) y acompañados de un grueso plexo nervioso.

Figura 5.- En este antiguo dibujo se muestra el complicado sistema de arterias, venas y nervios craneales, que por anastomosis,
algunos conforman los glomus que fundamentan los puntos de acupuntura.

2.6.2. Glómus arteriosos y su relación con los puntos de acupuntura


Los glomus arteriosos son formaciones o anastomosis arterio-venosas. Se localizan en diversas zonas de los trayectos vasculares.
Presentan siempre la característica de ser puntos de baja impedancia. La investigación anatomo- funcional demuestra siempre, que:
1. Los glomus se encuentran siempre en los puntos de acupuntura;
2. No se encuentran nunca en los puntos de alta impedancia;
En los diferentes puntos de acupuntura, utilizando cortes seriados hemos llegado a contar hasta cinco glomus, como en el caso del
punto 4IG, sobre la arteria radial, en el dorso de la mano. No existen puntos de acupuntura sin glomus.
211
2.6.3. Constitución anatomo-funcional de los puntos de acupuntura
Tras nuestras investigaciones, los puntos de acupuntura constan de:
a. Una arteria aferente;
b. Emite unas ramas preglómicas;
c. A nivel de estas divisiones se forma un conducto espiriforme que se denomina clásicamente conducto de Suquet-Hoyer;
d. Las arterias preglómicas y el canal de Suquet-Hoyer se abren a un colector general venoso.
e. Este colector general se abre en las venas eferentes.
f. Alrededor de todos estos vasos se encuentran gran cantidad de colágeno y elastina, y fibras nerviosas amielínicas junto con
terminaciones axónicas y cúmulos dendríticos;
Presentan liberación de neurotransmisores del tipo de las catecolaminas; Entre los elementos vasculares se encuentran gran cantidad
de elementos mioepiteliales derivados de la cresta ganglionar.

2.6.4. Conexión con el sistema nervioso central


El organismo (aunque está compuesto de «partes» funciona como «unidad»), tiene una conexión entre el sistema ortosimpático y
parasimpático con el sistema nervioso central por medio de las fibras ramicomunicantes, que son neuronas que proceden del surco de Monro del
epéndimo. Forman los núcleos centrales del vegetativo. Los acúmulos craneal y caudal constituyen el parasimpático, llamado cefálico el superior y
erector el caudal. Los acúmulos medulares en su localización metamérica en la médula forman el asta lateral. Constituyen los elementos
ortosimpáticos. No hay que olvidar que nervios y vasos sanguíneos periféricos se anastomosan (anastomosis arteriovenosa), para crear, por un
lado, los glomus (un glomus no es necesarioamente un punto de acupuntura, sin embargo, no existen puntos acupunturales donde no hay
glomus), y por otro, una intrincada y compleja red periférica de nervios y vasos sanguíneos, que son capaces de actuar como receptores de
señales externas y que a través de nervios más gruesos (parentales aferentes), médula espinal y tálamo, enviarlas a la corteza cerebral, donde
dichas sensaciones se hacen conscientes emitiendo las correspondientes señales eferentes al tejido cuya proyección somatotópica ha sido
estimulada.
2.6.5. Profundidad general de los puntos de acupuntura
En general, se encuentran a una profundidad que no sobrepasa los 2 milímetros. La profundidad del punto de acupuntura se
determinada por el proceso de generación del T’Chi en cada punto. Teniendo en cuenta que el grosor de la piel es muy variable, (es el órgano más
plástico de toda la economía anatómica) sus diferencias están en función:
– del espesor del estrato córneo de la epidermis;
– del espesor de la dermis;
– de la riqueza en folículos pilo-sebáceos y en glándulas sodoríparas, y,
- de la relación más o menos estrecha con los planos subyacentes.
Otros puntos se encuentran ubicados en regiones orgánicas más profundas, pero que difieren de los estudiados sólo por su situación y
sus posibilidades terapéuticas.

3. Perspectiva energética
3.1. Sistema resonador
También desde la perspectiva energética, los puntos de acupuntura al ser paquetes neurovasculares tienen las características propias
de los mismos. A nivel de las divisiones preglómicas se forman los conductos espiriformes de Suquet-Hoyer, y conjuntamente con los complejos
árboles dendríticos que asoman a los puntos de acupuntura y sus anastomosis arteriovenosas, constituyen circuitos bioelectrónicos capaces de
oscilar en unas determinadas frecuencias resonantes con la de sus tejidos asociados. Cada sistema resonador captará y emitirá señales que
dependerán de sus "constantes de tiempo" determinadas por la inductancia, la capacidad y la resistencia de sus elementos anatómicos propios. A
estas frecuencias las hemos denominado Biofrecuencias de Trabajo Electromagnético, BfTE. Efectivamente, cada punto de acupuntura es un
sistema resonador, tal como los llamó Popp, de la Univ. de Marburg. Entre cada grupo de puntos que se asocian a un determinado tejido, existen
"conexiones" neurales, vasculares y energéticas diferenciadoras. Anteriormente, ya describimos las dos primeras desde la embriología. Los puntos
acupunturales relacionados con cada órgano, víscera o función específica, no se encuentran conectados entre sí mediante unos flujos de corriente
a través de unos "canales o meridianos" en los que se suponía se ubicaban, sino mediante ondas electromagnéticas propias de cada uno de ellos,
por lo que la biocomunicación es por ondas cuyas frecuencias son resonantes entre sí y en una estrecha banda de longitudes de onda. Es decir,
cada grupo de puntos resuena a una determinada banda estrecha de frecuencias, equivalente a la del tejido o función al que se asocian. Por esto
y porque no se objetivan anatomofisiológicamente es por lo que se puede afirmar que los meridianos tal como se han concebido hasta hoy, no
existen. Desde este punto de vista, la enfermedad es una disfunción energética, que hace que el tejido o la función afectada oscile por debajo o
por encima de los límites de la banda de frecuencias de salud (Biofrecuencias de Trabajo Electromagnético) de dicho tejido o función.

3.2. Biofrecuencias de Trabajo Electromagnético, BfTE


Las terminaciones ramificadas de los axones, que finalizan en pequeñas protuberancias denominadas botones, hacen sinapsis en el
cuerpo celular de la neurona, por la liberación de los neurotransmisores que emiten las señales. Tal como ocurre en un embrión respecto a la
especialización de las células totipotentes mediante las radiaciones ultravioletas de distintas frecuencias, ocurre con las señales, igualmente
ultravioletas, que trasmiten la bioinformación a las neuronas. Las radiaciones UV son frecuencias armónicas de las BfTE, que caracterizan a los
diferentes tejidos, sistemas y funciones del organismo, que mantendrán durante toda su existencia. Para calcular la biofrecuencia de resonancia
de los diferentes tejidos, sólo basta conocer la capacidad eléctrica de cada uno de ellos. Para esto, se han medido los picofaradios, pF, de los
distintos órganos, vísceras y distintas funciones orgánicas, utilizando el pabellón auricular como proyección somatotópica en la corteza cerebral y
los puntos Ting, que tienen implicación directa con cada uno de los tejidos y funciones, de acuerdo con nuestras investigaciones en un cadáver. En
la Tabla siguiente se muestran las BfTE medias de cada tejido y función, como consecuencia de la evaluación de su capacidad, por la fórmula: Si
tenemos en cuenta la frecuencia de emisión de las agujas (64 MHz), se puede calcular que su longitud de onda es de 4,66825 metros; sin
embargo, por sus dimensiones, hay que suponer que la trasmisión de la frecuencia fundamental a los tejidos se realiza mediante ondas
armónicas, que atenúan la potencia energética emitida por la aguja, pero que siguen siendo suficientes como para permitir la resonancia recíproca
de los distintos tejidos y de otras funciones orgánicas importantes. La medición de la capacidad de cada tejido se realizó en 310 sujetos
aparentemente saludables, pues ninguno de ellos presentaba signos o síntomas especiales que determinasen una patología. Así mismo, ninguna
de estas personas había padecido enfermedades en los seis meses anteriores a la toma de la medición. Estos sujetos de la muestra se captaron
al azar entre distintos grupos, sexos, edades, categorías culturales, etc. por lo que hay que suponer que las mediciones han quedado
estadísticamente balanceadas. La Tabla que se muestra a continuación despeja importantes incógnitas, que a partir de ahora permiten un

212
conocimiento científico de la acupuntura como rama de la Bioenergética. Como es natural, los datos explicitados en dicha Tabla, nos alejan
definitivamente de la filosofía oriental como soporte de las técnicas energéticas.
TABLA.- Cálculo de Biofrecuencias de Trabajo Electromagnético, BfTE, de los diferentes tejidos y funciones del organismo.

La relación Tejido ó función/total individual, se refiere a la inmemoriales, el opio y sus derivados, tal como la morfina, se han
evaluación que partiendo desde la BfTE de cada tejido y otras utilizado en el control del dolor. Son los analgésicos «más
funciones, se halla con respecto a la frecuencia total del cuerpo. potentes» que se conocen, siendo sus efectos fisiológicos
Esto permite secuenciar (Puesto) la importancia bioenergética notablemente aumentados por su producción de euforia, razón ésta
relativa de cada uno de ellos con relación al cuerpo energético por lo que son altamente adictivos. No se ha conseguido sintetizar
desde una perspectiva global del individuo. La BfTE global del una sustancia química que produzca los mismos efectos, pero que
organismo es de 64 MHz, que es, por tanto, la frecuencia de no cree adicción.
resonancia fundamental, y que coincide, precisamente, con la de las 4.1.2. Receptores específicos de opiáceos
agujas de acupuntura (3" de longitud). No hay que olvidar que este Todas las sustancias opiáceas, están químicamente
valor se encuentra en el campo de las radiofrecuencias, lo cual relacionadas, y tienen, por tanto, equivalencias en sus estructuras
supone que la intervención en el organismo mediante técnicas tridimensionales. Por ello, se sospecha que los opiáceos actúan
bioenergéticas se puede realizar desde frecuencias armónicas. Los sobre el cerebro, uniéndose a receptores específicos de membrana.
datos de la Tabla anterior, permiten construir la que hemos El uso de derivados del opio marcados con isótopos radioactivos,
denominado aguja bioelectrónica, instrumento capaz de inyectar permite demostrar la existencia de tales receptores. (Barnes, 1978).
señales electrónicas precisas, en fase y en frecuencia resonante Estos receptores se sitúan, fundamentalmente, en la médula
con cada uno de los tejidos y funciones del cuerpo. Desde los espinal, en el tronco cerebral y en regiones cerebrales en las que se
puntos de acupuntura asociados a un tejido patológico, la aguja supone que los movimientos y las emociones, son traducidos en
bioelectrónica hace que resuene en su propia frecuencia de tejido acciones complejas, como la búsqueda de alimentos o de pareja.
sano. La aguja bioelectrónica es, sin duda, la aguja perfecta, ya que Cuando un opiáceo se une a una neurona que tiene su receptor,
permite una intervención directa con el tejido o la función afectada, actúa como neuromodulador inhibidor, provocando una disminución
no involucrando a otras estructuras del organismo. Mediante este en la producción de impulsos nerviosos neuronales. Estos
sistema se logra la mayor eficacia posible acupuntural. El VC y el receptores se encuentran no sólo en seres humanos, sino en todos
VG, sólo han mostrado funciones derivadas de su asociación con las animales vertebrados en que se han investigado. La pregunta
los metámeros. es, ¿ por qué los cerebros de los vertebrados tienen receptores
para los opiáceos ? La respuesta parece lógica: Porque esos
4. Perspectiva bioquímica cerebros PRODUCEN OPIÁCEOS. Esta sorprendente respuesta,
4.1. Grupo mórfico y catecolaminas ha dado lugar a la búsqueda de sustancias naturales que tengan
4.1.1. Endorfinas: opiáceos endógenos actividad opiácea.
La palabra «opio», etimológicamente, proviene del griego
«opion» que significa «jugo de amapola». Desde épocas 4.1.3. Endorfinas y encefalinas

213
Se han aislado muchos opiáceos endógenos, que actúan madre-hijo, que está asociado al segundo avance de importancia en
como neuromoduladores, y se les ha dado el nombre de el desarrollo del cerebro: la aparición del sistema límbico. A partir de
ENDORFINAS. Existen dos grupos de endorfinas: I. Uno, conocido aquí, las endorfinas pasan a ocupar un nuevo papel, que ya no es
como ENCEFALINAS, que están distribuidas por todo el sistema sólo el de la supervivencia, sino que se centra en las conductas y
nervioso central y por la médula suprarenal. Se han identificado relaciones sociales que conforman la esencia de la vida de los
dos de ellas, como pentapéptidos, (péptidos de cinco aminoácidos). mamíferos. De la bioquímica de la analgesia surge, a la vez, una
De acuerdo a las evidencias recientes, las dos encefalinas ( y  ) se bioquímica del refuerzo de las relaciones sociales.
producen en múltiples copias en una única cadena de polipéptidos.
(Curtis, 1992). II. El otro grupo, está formado por ENDORFINAS 4.1.5. Endorfinas y analgesia por acupuntura, aa
que se producen primariamente por la glándula hipófisis y por otros Desde 1975, en el Laboratorio de investigación de
tejidos. El factor hipotalámico desencadenante de la producción de Analgesia por Acupuntura de la Facultad de Ciencia Médica Básica
endorfinas hipofisarias, es el «P. O. M. C. » o Preopio-Melano- de Shanhai, China, y bajo la dirección del Prof. Zhang Anzhong, se
Cortina, que se libera cuando hay albúminas heterólogas y estudian las «interrelaciones» entre las distintas endorfinas,
desencadena el estrés. La más común de ellas, es la  (incluyendo partes de las estructuras de las mismas, conocidas
ENDORFINA, que es sintetizada por una cadena peptídica larga, como fracción «13» y fracción «29», en el estudio de estas
que también contiene ACTH, la hormona liberada por la hipófisis sustancias por cromatografía), y la analgesia por acupuntura. La
anterior y que estimula la corteza suprarrenal. Aunque existe fracción «13» incluida en una columna sephadex en el vacío de 0.
mucha superposición en la estructura primaria de las distintas 8. 1. 2 no se inactiva mediante la quimotripsina. Los valores de
endorfinas, las relaciones funcionales entre ellas, todavía no se referencia de esta fracción en cromatografía de placa fina, coincide
conocen. (Curtis, 1992). La investigación de las endorfinas es de con la leucina-encefálina. Basados en éstos resultados la «fracción
sumo interés, ya que tienen que ver con dos importantes problemas 13» puede ser una encefalina o un compuesto relacionado. La
médicos, como son, la drogadicción y el dolor, muchas veces «fraccion 29» fue separada de la columna sephadex G-10 en el
interrelacionados. Las endorfinas son analgésicos naturales muy volúmen evacuado de micción de 1. 8-2. 4. Es fácilmente inactivada
potentes. Los individuos en situación de estrés, suelen informar que mediante la quimotripsina, y sus valores de referencia en
no percibieron lo que después resultó ser, por ejemplo, una herida cromatografía de la placa fina, son diferentes a las de la leucina-
extremadamente dolorosa y por tanto, pudieron continuar viviendo encefalina. Cuando fue procesado con el «dancy-Cl» y
en una situación que podía poner en peligro su vida. El cromatografiado en la hoja de capa de poligamide, el cromatograma
descubrimiento de que los macrófagos están entre los tipos de las manchas fluorescentes, fueron distintas de las procesadas
celulares que tienen receptores de endorfinas, sugiere que estas por los métodos de «dancyl leucinaencefalina» y «dancyl metionina-
sustancias desempeñan también un papel en la estimulación de las encefalina». En conejos, después de la inyección
respuestas inmune e inflamatoria. La morfina, la heroína y otros intraventriculolateral, se mostró un efecto analgésico reversible a la
opiáceos exógenos se combinan con los receptores de endorfinas, naloxona. Se están llevando a cabo, aún, estudios analíticos
aliviando el estrés, levantando el ánimo y aplacando el dolor.Sin estructurales y purificantes de esta «fracción 29» de endorfina. En
embargo, se ha propuesto la hipótesis de que éstos opiáceos conejos conscientes, empleando la técnica de perfusión meter/sacar
externos, al actuar por «retroalimentación negativa», reducen la y el ensayo de aglutinación del receptor opiáceo, se observa la
producción normal de endorfinas, generando una «dependencia» continua liberación de endorfina en algunos núcleos cerebrales. Se
siempre creciente, dando como resultado, la adicción a las drogas. descubre, que el nivel de endorfina, en el centro gris perfundido,
aumenta considerablemente durante la AA, y el aumento de
4.1.4. Endorfinas y dolor: endorfina está bien correlacionado con el efecto analgésico de la
El primero que demostró la conexión entre endorfinas y acupuntura, (r= 0.706, p<0. 05). La liberación de endorfina también
acupuntura fue David Meyer, en 1974. Demostró que punzando el aumenta en el núcleo accumbens del área septal después de la AA.
punto 4IG se inducía un cierto grado de analgesia en los dientes Este aumento no estuvo en correlación con el umbral de dolor.
(28%), efecto que es completamente reversible por la naloxona. En Durante la AA, las endorfinas en el núcleo caudado perfundido,
el transcurso de las investigaciones realizadas por Bruce Pomeranz también tienden a incrementarse, siendo la variación de este grupo
de la Univ. de Toronto, respecto a la aplicación en ratas de relativamente amplia. No obstante, no es estadísticamente
estímulos acupunturales, se descubrieron una serie de células significativo. Durante la AA, tampoco se observan cambios
específicas en el cerebro, que responden a los estímulos normales sobresalientes de la liberación de endorfina en la amigdala. Las
del dolor. La descarga de impulsos nerviosos de estas neuronas se fracciones de endorfina que muestran cambios importantes durante
vuelven más lentas durante la sesión de acupuntura. De estos la AA, son separadas por lavado, con prioridad a la cúspide de Na
estudios se desprende que la analgesia por acupuntura, AA, (0. 6 V+) cuando las perfusiones son cromatografiadas en la
depende, entre otros, de dos mecanismos bien diferenciados, uno columna sephadex G-10, y al mismo tiempo, la leucina-encefalina
moderado por medio de las endorfinas y otro más profundo que es separada tras la cúspide de sol. (l. 3 V+), lo que determina que la
deriva de la serotonina. Hosobuchi, de Japón, antes de tratar a los fracción de endorfinas no es similar a la encefalina. Se siguen
pacientes por acupuntura, les inyecta una forma procursora de investigando las propiedades químicas de este fracción.
serotonina, el aminoácido l-triptofano. Estos pacientes desarrollan
menos signos de tolerancia. En animales, la inducción a la 5.Cuantificación de los puntos de acupuntura
anestesia por inyección de morfina, aumenta por inyección de La superficie media de la piel de una persona adulta es
serotonina. Basados en estas investigaciones se puede llegar a la de unos dos metros cuadrados. Rattenmeyer evaluó el número de
conclusión que la serotonina comparte con las endorfinas un papel sistemas resonadores o puntos de acupuntura distribuidos en la
importante en el control del dolor. Gintzler, de la Univ. de Columbia, superficie corporal en la sorprendente cifra de 1013. Esta enorme
descubrió que, en ratas, a partir del sexto día de preñadas, la cantidad hace posible que el cuerpo humano (en general, cualquier
placenta contiene la molécula precursora P. O. M. C. (preopio- tejido vivo), posea una extraordinaria sensibilidad a las ondas
melano-cortina), de la cual derivan la  endorfina, la met-encefalina y electromagnéticas, por lo que deben investigarse como factores de
la ACTH. Las ratas preñadas están en un alto estado analgésico. La riesgo las importantes emisiones externas de radiación de todo tipo,
 endorfina y la met-encefalina están presentes en el tejido y sangre en general, extremadamente potentes, a que se someten los
de la placenta en niveles más altos de lo habitual durante el delicados equilibrios celulares.
embarazo y el parto. Akil y Watson, de Nueva Carolina, tomaron
diversas muestras de sangre a mujeres embarazadas y 7. Conclusión
demostraron, igualmente, que la concentración de endorfinas es Con esta investigación, queda expedito el camino, tal
superior en ese estado que en las no gestantes. MacLean, atribuye, como dijimos al principio, de la justificación científica y mecanismos
como salto cualitativo importante en la transición evolutiva de de acción individuales de la técnica acupuntural, desde el punto de
reptiles a mamíferos, el desarrollo del aumento de la relación íntima vista del método científico. Ya no se pueden poner en duda los
214
indudables efectos que los estímulos que genera la implantación de cinzelado, que lhe conferia a condição de acadêmico. De volta à
una aguja de acupuntura ejerce en el organismo humano. França, Soulié de Morant se ocupou em reunir e traduzir uma
grande quantidade de material informativo, associando-se neste
História da Acupuntura no propósito ao Dr. Ferreyrolles, que, altamente interessado na
acupuntura, o convenceu a continuar seus trabalhos de tradução.
Ocidente Surgia então, em 1934, o "Précis de la Vraei Acupuncture Chinoise"
SÉCULO XVII: PRIMEIROS RELATOS: As primeiras (Compêndio da Verdadeira Acupuntura Chinesa), primeiro livro de
informações acerca da acupuntura foram trazidas à Europa em acupuntura do século, e que permanece atual até os dias de hoje. A
meados do século XVII, por jesuítas e viajantes procedentes do Escola Francesa - A partir dos escritos de Soulié de Morant, uma
Extremo Oriente. Na verdade, foram os missionários jesuítas que verdadeira escola de acupuntura se desenvolveu na França. Nomes
cunharam o termo "acupuntura", a partir do latim. Dentre os monges como Chamfrault, Roger de La Fuyé, Groux, Ferreyrolles e Niboyet,
católicos, merece destaque o padre Hervieu, que publicou em 1671, trouxeram grandes contribuições à disseminação e ao
em Grenoble, o primeiro tratado sobre a matéria, intitulado, "Les desenvolvimento da acupuntura no Ocidente. Outros, como Jarricot,
Secrets de la Médecine des Chinois". Ainda no século XVII, Rhine, Darras e Bossy, despertaram o interesse pelo conhecimento das
um médico holandês, escreveu extensamente sobre o tema, bases neurofuncionais e morfológicas da acupuntura, fazendo com
enquanto descrevia suas viagens ao Japão. que a escola francesa polarizasse, à época, as atenções do mundo
SÉCULO XVIII: NOVAS PUBLICAÇÕES: Durante o médico. Surgem as Sociedades de Acupuntura - Em 1930, o Dr.
século seguinte, vieram à luz muitas outras publicações sobre o Flandin cria em seu serviço do Hospital Bichat, um consultório de
assunto . As mais importantes foram as de Valsalva (1707), acupuntura que será atendido por Ferreyrolles e Soulié de Morant.
Kaempfer (1712), Du Halde ( 1735), Dujardin (1774) e Vicq d"Azyr A partir daí, numerosos médicos se agrupam para estudar e discutir
(1787). Kaempfer, médico alemão, dedicou, como fizera Rhine no a acupuntura, o que levará, mais tarde, ao surgimento das primeiras
século anterior, grande parte dos seus escritos a tratar das agulhas sociedades francesas de acupuntura, a "Société d"Acupuncture",
e das moxas, e de como os japoneses as usavam para tratar as fundada sob a inspiração de Soulié de Morant, e a "Société
dores e as doenças em geral. Entretanto, como Rhine, limitou-se a Française d"Acupuncture" criada pelo Dr. Roger de La Fuyé. Logo,
registrar observações sobre a ação local da agulhas e das moxas, acupuntura se difunde por toda a Europa. Na Alemanha, o Dr.
ignorando, de certo modo, todos os demais conhecimentos sobre a Gerhard Bachmann funda a Sociedade Alemã de Acupuntura; na
Acupuntura. Tanto Rhine como Kaempfer tinham um conhecimento Itália surge a Sociedade Italiana de Acupuntura, dirigida pelo Dr.
apenas superficial acerca da acupuntura e seus escritos logo foram Ulderico Lanza, que irá coordenar os primeiros cursos de
esquecidos. Foi somente no final do século, que Dujardin, na acupuntura promovidos pela Universidade de Turim; e na Espanha,
França, escreveu um livro especificamente sobre acupuntura, o é fundada a "Sociedad Española de Acupuntura", dirigida pela Dra.
qual, contudo, pouco acrescentou ao conhecimento já existente. Encarnación Alvarez Simó. O Crescimento da Acupuntura Médica
Ainda no século XVIII (1787), foi defendida a primeira tese sobre na Europa - Como não poderia deixar de ser, esse processo teve
Acupuntura na Europa, por Josephus Diede, com o título inicio na França, que, como já foi dito, constituia o maior pólo da
"Dissertatio Medico-chirurgica de cucurbitulis, moxa et Acupuntura". Acupuntura na Europa. Em 1946, o Dr. Roger de La Fuyé criou o
David Sussmann assinala, que, àquela altura, ninguém na Europa Sindicato Nacional dos Médicos Acupuntores, que, por sua atuação,
havia ainda utilizado uma única agulha com fins terapêuticos. conseguiu que a Acupuntura fosse reconhecida pela Seguridade
SÉCULO XIX: A PRÁTICA EMPÍRICA DA Social Francesa. As sessões de tratamento passaram então a ser
ACUPUNTURA: Primeiros Passos - Coube ao Dr. V. J. Berlioz, pai reembolsadas por um valor maior que uma consulta normal, e o
do compositor de mesmo nome, o mérito de introduzir a prática da governo garantiu a sua prática desde 1948. Até então, nas palavras
acupuntura com fins terapêuticos na Europa. Este acontecimento se de Pierre Fresnet, "a Acupuntura foi vista pelos próprios médicos
deu em 1809. Na ocasião, baseado nos escritos de Rhine e como uma prática marginal, e demorou longos anos e demandou
Kaempfer, Berlioz passa a utilizar as agulhas de modo totalmente muitos esforços para lhe assegurar o lugar que ocupa atualmente".
empírico. Seguindo sua inspiração, usa agulhas extremamente A verdade é que, continua Fresnet, "no início a situação não era
longas, com as quais não só atravessa a pele, mas busca também clara: uma linguagem em geral recebida como esotérica, o exercício
atingir os orgãos aparentemente afetados. A partir de então, muitos por não médicos e às vezes por médicos incompetentes, tudo isto
outros tentariam o uso das agulhas, porém sem conhecimento dos num contexto hospitalar e universitário hostil, ou no mínimo
fundamentos teóricos e das técnicas da verdadeira acupuntura reticente, não favoreceram um desenvolvimento rápido". Em 1950,
chinesa, o que levou ao desestímulo de grande parte dos pioneiros porém, a Academia Francesa de Medicina reconheceu a acupuntura
e ao retardamento do processo de introdução da acupuntura no como um Ato Médico, ficando seu exercício reservado aos
Ocidente. O fato é que ninguém sabia exatamente o que estava profissionais médicos. Entretanto, a inexistência de ensino
fazendo, não sendo de estranhar que, depois de algum tempo em acadêmico oficial dificultava, à época, a operacionalização do que
evidência, a acupuntura tenha caido no ostracismo. Introdução dos estabelecia a Academia, resultando que o médico acupuntor era
Fundamentos Teóricos e Técnicos da Acupuntura - Em 1863, muitas vezes confundido com charlatães. Em 1979, porém, a
aparece em Paris um livro de 580 páginas, escrito por Dabry de Acupuntura começou a ser ensinada nas universidades francesas.
Thiersant (De la Médecine chez les Chinois) no qual, finalmente, se As pioneiras foram as universidades de Bourdeaux, Lille e Marseille.
expõe "com toda clareza e simplicidade os princípios e a técnica da Logo depois (1985), vieram as universidades de Montpellier e Nice.
acupuntura, descrevendo as nove agulhas chinesas e as moxas". Hoje, em vários países da Europa, a Acupuntura alcançou um bom
Seu autor vivera vários anos na China, como diplomata. Porém, não nível de desenvolvimento. Itália, Alemanha, Inglaterra, Áustria,
sendo médico, e, portanto, sem ter jamais praticado a acupuntura, Finlândia e Russia, entre outros, contam com expressivos núcleos
logo teve seu livro relegado ao esquecimento. de médicos acupuntores acreditando-se que existam cerca de
SÉCULO XX: O OCIDENTE REDESCOBRE A 35.000 médicos acupuntores na Europa Ocidental, sendo que, em
ACUPUNTURA: Resgatando a Verdadeira Acupuntura Chinesa - muitos países o processo de oficialização se dá de forma bastante
De maneira que, somente no nosso século, setenta anos após a rápida. No Leste da Europa, o ensino da Acupuntura está presente
publicação de Thiersant, o Ocidente testemunharia o ressurgimento nos organismos oficiais desde 1959. Nesses países, a acupuntura é
da acupuntura. E este fato teria lugar na França, justamente o país considerada um ato de pequena cirurgia e seu exercício só é
onde mais se havia feito pela difusão da acupuntura até aquele permitido a médicos. O Desenvolvimento das Pesquisas em
momento. Coube, pois, a Georges Soulié de Morant, sinólogo e Acupuntura - Paralelamente, aos acontecimentos acima relatados,
consul da França na China, o mérito de resgatar para o Ocidente a praticantes e pesquisadores na Alemanha, Áustria, URSS,
verdadeira acupuntura chinesa. Soulié de Morant, que lia e falava Romênia, Japão, Itália, Hungria, Inglaterra e outros países
fluentemente o chinês, não apenas se interessou pela acupuntura, europeus, passam a adotar a pesquisa científica em acupuntura. No
como também a estudou com vários médicos chineses, chegando a Japão, pesquisas realizadas por Fujita, Manaka, Sasuragawa,
receber um reconhecimento oficial como médico: o glóbulo de coral Nakatami e Motoyama aportaram uma grande contribuição para o
215
desenvolvimento das concepções modernas da acupuntura. Na chineses e japoneses, que se estabeleceram de preferência no sul
antiga URSS, graças ao empenho de nomes como Vogralik, Kasil, e sudeste do país; e o Prof. Frederico Spaeth, que na década de 50
Podsibiakin, Ticocinskaia e Portnov, são iniciadas pesquisas sobre chegou ao Brasil procedente da Europa, e que, como conhecedor
acupuntura em diversos centros universitários, durante os anos 50- da Acupuntura, em pouco tempo fez uma grande clientela. Em
60. Na Romenia, após 1958, especialistas em eletrofisiologia decorrência dos resultados alcançados por Spaeth, não demorou
desenvolvem várias técnicas de pesquisa e investigação em para que vários médicos se sentissem atraídos pela acupuntura.
acupuntura, graças à contribuição de Gheorghiu, Dragomirescu, Assim, paulatinamente vários profissionais foram se unindo ao Prof.
Dumitrescu e Golovanov, entre outros. Na Áustria, o Instituto Ludwig Spaeth, e, em algum tempo, se formou o primeiro grupo de
Boltzmann tornou-se um modelo para a Europa, conduzindo um acupuntura organizado no país. Na mesma época, mais
programa de oficial de pesquisa. E, na França, o Centre Nationale precisamente em 1955, um dos pioneiros da acupuntura na America
de Recherches Scientifiques é uma instituição governamental que, Latina, o Dr. José A. Rebuelto, fundava, juntamente com o David J.
ao lado de instituições privadas de outros países da Europa, Sussmann (discípulo de Roger de La Fuyé), a Sociedade Argentina
desenvolve pesquisas em acupuntura. de Acupuntura. Em 1961, se formou no Brasil a Associação
SÉCULO XX: A ACUPUNTURA CHEGA AO NOVO Brasileira de Acupuntura (ABA), que se tornaria o orgão oficial da
MUNDO: Os Estados Unidos da América - A América do Norte teve acupuntura no país, congregando profissionais de variadas
seus primeiros contatos com a acupuntura, tanto através de categorias. A ABA prestou relevantes serviços à acupuntura
imigrantes orientais, que se instalavam principalmente na Costa nacional, realizando os primeiros seminários, congressos,
Oeste dos Estados Unidos, como por meio de informações oriundas simpósios e cursos, e difundindo assim a teoria e a prática da
da Europa. Contudo, até os anos sessenta, os orgãos oficiais de acupuntura no país. Estimulou também a formação das primeiras
ensino e pesquisa praticamente desconheciam o método. No início representações e/ou associações estaduais. Apesar da existência
dos anos 70, logo após a viagem do presidente Nixon à China, a da ABA como orgão representativo dos acupuntores nacionais,
acupuntura apresentou um grande impulso, passando a ter apoio de chegou um momento em que os profissionais médicos começaram
publicações de prestígio e de pesquisadores importantes. Tal fato, a se sentir incomodados no seu convívio, já que a Associação
coincidiu com o testemunho de jornalistas e membros da missão Brasileira de Acupuntura congregava também profissionais não
diplomática americana à China, que presenciaram cirurgias médicos, e esses, em muitos casos, tinham uma formação que
realizadas em hospitais de Pequim sem qualquer tipo de anestesia ficava muito a desejar. Isto não só comprometia a prática de uma
convencional e sem dor. Parece ter sido também motivado pela acupuntura de bom nível, como ainda prejudicava o processo de
descoberta dos opióides endógenos, que, logo depois, revolucionou inserção da acupuntura nos orgãos oficiais de ensino e pesquisa no
a neurofisiologia da dor e lançou novas luzes sobre os mecanismos país. Assim, em 1984, depois de algum tempo de negociações e
analgésicos da acupuntura. A partir de então, ocorreu um grande estudos, os médicos acupuntores do país formam a Sociedade
interesse pelo estudo da acupuntura nos Estados Unidos, o que tem Médica Brasileira de Acupuntura (SMBA) que passa então a ser o
feito o país assumir uma posição de destaque na pesquisa científica orgão representativo da categoria no Brasil. Situação Atual - Nos
da acupuntura. Em 1973, foi fundada pelo Dr. Frederick F. Kao a útimos vinte anos, verificou-se uma drástica mudança na aceitação
Associação Americana de Medicina Chinesa, que publica desde da acupuntura em todo o Ocidente. Com efeito, a acupuntura é hoje
então o "American Journal of Chinese Medicine". Na seqüência (em praticada em quase todos os paises ocidentais, introduzida em
1987), foi fundada a American Academy of Medical Acupuncture clínicas modernas, e estudada segundo procedimentos científicos
(AAMA). Esta última, inicialmente constituida por um grupo de rigorosos. A própria Organização Mundial da Saúde (OMS) lhe
médicos graduados pela Escola de Medicina da Universidade da concede o aval e encoraja o seu uso pelos países membros, tendo
California (UCLA), é, hoje, a única sociedade nacional americana a dedicado ao tema, em 1979, uma edição inteira da revista Saúde no
congregar apenas profissionais médicos. A AAMA foi fundada pelo Mundo. Foi-se o tempo em que os céticos se sentiam seguros para
Dr. Joseph Helms, seu primeiro presidente, e publica o jornal argumentar que as evidências da eficácia da acupuntura eram
Medical Acupuncture. Infelizmente, até pouco tempo, havia certo apenas factuais. Afirmações desse tipo, denotam hoje não apenas
descaso por parte dos orgãos previdenciários e de ensino preconceito, mas, na maioria dos casos desatualização e
americanos com relação à Acupuntura. Este quadro está, ignorância. Atualmente, estudos clínicos controlados demonstram
entretanto, sofrendo mudanças radicais. E, para isto, os que a acupuntura contribui para aliviar a dor crônica em 55-85% dos
desdobramentos da reunião de consenso do NIH ( ver informação pacientes, enquanto que o placebo beneficia apenas 30-35% dos
abaixo) têm sido de importância decisiva. Em 1997, em decorrência casos. O progresso das pesquisas realizadas desde os anos
da relativamente recente introdução da acupuntura nos EUA, a setenta conduziu a nada menos que 17 diferentes linhas de
regulamentação do seu exercício ainda se achava em um processo convergência que suportam a idéia da participação de mecanismos
de transição. Entretanto, em onze Estados, já existia endorfínicos na analgesia por acupuntura (Seção Informações).
regulamentação estabelecendo a exigência de curso com carga Centenas de artigos em várias publicações científicas Ocidentais
horária específica (ou a aprovação em um exame) para que nos revelam os mecanismos causais (reducionistas) para muitos
médicos licenciados pudessem exercer a Acupuntura ( California, dos efeitos da acupuntura, inclusive anti-inflamatórios. Na
Distrito de Columbia, Georgia, Illinois, Louisiana, Maryland, Alemanha, um estudo recente mostra que 90% dos médicos que
Montana, New York, Nevada, Pennsylvania e Virginia). Dezoito trabalham nas clínicas de dor utilizam a acupuntura; enquanto nos
Estados consideravam a Acupuntura ato médico, sendo seu Estados Unidos, dados de Stux e Pomeranz indicam que, até 1997,
exercício, portanto, limitado aos profissionais médicos (Alabama, nada menos de 27 escolas de medicina incluiam a acupuntura no
Alaska, Arkansas, Idaho, Indiana, Iowa, Kansas, Kentucky, curriculum de graduação. No Brasil, a acupuntura é atualmente uma
Michigan, Mississipi, Missouri, New Hampshire, North Caroline, especialidade médica; e no Canadá, a Acupuncture Foundation of
North Dakota, Ohio, South Dakota, West Virginia e Wyoming. E, em Canada realizara, até 1997, cursos para mais de 2.000 médicos.
quatorze Estados onde a prática por não médicos ainda subsistia, o Recentemente, ( 3-5 de novembro de 1997) o National Institutes of
praticante só tinha licença para exercer sob estrita supervisão Health (NIH), nos Estados Unidos, promoveu uma reunião de
médica ( Arizona, Colorado, Connecticut, Delaware, Louisiana, consenso, que, depois de atestar a eficácia da acupuntura em
Maine, Tennessee, Texas, Vermont, Wiscosin, Maryland, diversas afecções, concluiu sugerindo uma maior utilização da
Massachusetts, Pennsylvania e Utah ). É importante assinalar que, acupuntura pelos médicos americanos ( NIH Consensus
além da exigência da supervisão médica, o praticante não médico Development Conference on Acupuncture). Também encorajou os
era submetido a um curso de quatro anos, em horário integral, planos de saúde a oferecerem esta modalidade de tratamento aos
ministrado em estabelecimento de ensino autorizado pelo governo seus usuários. E, finalmente, enfatizou a necessidade de mais
americano ( Dados citados em Basics of Acupuncture, G. Stux and investimentos em pesquisas para ampliar os conhecimentos atuais
Bruce Pomeranz, Fourth Edition, Springer ). A Acupuntura no Brasil acerca dos mecanismos de ação e dos efeitos da acupuntura.
- O desenvolvimento da acupuntura no Brasil se deu através de Todos esses acontecimentos, são indicativos de que o futuro da
duas vertentes básicas: os imigrantes orientais, principalmente acupuntura no Ocidente apenas está começando.
216
REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA: Tratamento integrativo
Disponível em:
http://www.smba.org.br/v2/hist_ocidente.php Acesso em 21 de
de pacientes com dor
outubro de 2007. A experiência comum confirma um dado de
conhecimento adquirido nas últimas cinco décadas - os melhores
A Percepção da resultados em muitos casos de pacientes com dor podem ser
Acupuntura obtidos pela combinação de recursos terapêuticos desenhados para
modificar padrões fisiológicos ou patológicos nos diversos setores
Sem receber informação consistente sobre como
anátomo-funcionais do organismo. Cada um desses setores, pelas
funciona a Acupuntura, a maioria das pessoas têm idéias
suas características próprias, requer uma abordagem específica.
emblemáticas sobre o que seja o método de tratamento por meio da
Assim, os componentes cognitivo, afetivo-emocional e
aplicação de agulhas na periferia do corpo. Na melhor das
comportamental implicados nos quadros de dor crônica requerem
hipóteses (os mais bem informados), sabem que, mesmo sendo –
métodos desenvolvidos na esfera da Psicologia. Um dos benefícios
conforme a definição oficial da especialidade médica - “parte
desse métodos é a aquisição, por parte do paciente, da capacidade
integrante da medicina tradicional chinesa” a Acupuntura provoca
de dissociar os aspectos sensorial e afetivo da dor. Há um grande
“liberação de endorfinas”. Entendem que essa terapia exótica, que
beneficio também por proporcionar a vivência da ausência de dor –
pode ajudar a aliviar a dor, baseia-se em teorias como a da
isso ajuda a desfazer a sensação de nunca melhorar. Além disso, a
existência de canais invisíveis no corpo, por onde transitaria uma
interiorização é um aprendizado útil para a saúde em geral. Para
substância misteriosa, e que Yin e Yang, assim como os “cinco
atuar sobre os processos neurais, que são componentes cruciais
elementos” e as “energias perversas” podem ser manipulados com
das síndromes dolorosas crônicas, usam-se meios farmacológicos e
agulhas em certos locais, ou num ou noutro lado do corpo. Essa
métodos de neuromodulação induzida por intervenções aplicadas
manipulação teria o poder de remover substâncias que bloqueiam
na periferia corporal. Entre os recursos farmacológicos, dispõe-se
os canais e atacam os órgãos, como a umidade e o vento. Também
de analgésicos de ação periférica e central, e moduladores da
poderia “tonificar” os órgãos e vísceras, melhorando assim o seu
atividade neural, incluindo-se os medicamentos reguladores das
funcionamento, e até provocar mudanças comportamentais,
membranas neuronais e os que atuam sobre neurotransmissores
eliminando-se, por exemplo, o medo, através de agulhas nos
relacionados com a comunicação nociceptiva e a percepção da dor.
supostos canais chamados energéticos do rim, e a tristeza nos
Entre os recursos neuromoduladores de uso ambulatorial,
canais dos pulmões. Também é corrente a crença em que as
destacam-se os anestésicos locais, o agulhamento e a eletro-neuro-
agulhadas, porque desobstruem os pretensos canais invisíveis,
estimulação. As intervenções, que têm como objetivo a correção de
tiram a dor, que não seria mais do que estagnação da suposta
anomalias nas redes neurais implicadas no quadro clínico, atuam
substância chamada energia. Antigamente, acreditava-se que as
controlando os fatores geradores de dor, inibindo a transmissão das
agulhas expulsariam maus espíritos, mas para isso acontecer era
informações nociceptivas (relacionadas com a dor), prevenindo e
preciso agir com vigor no agulhamento, sendo a dor resultante
revertendo a sensibilização periférica e central. A necessidade de
apenas um efeito colateral menos importante. O estilo de
restauração das funções somáticas implicadas nos quadros
procedimento ainda é utilizado nos dias atuais, para eliminar
dolorosos é atendida pelos recursos da Fisioterapia. Destacam-se
“energias” invasoras. Muitos acham que as agulhas “alinham os
os métodos de reeducação postural, e a terapia manual ou
chacras”. Ou pensam que através das agulhas se transfere uma
quiropraxia.
substância chamada energia, do terapeuta ao paciente, ou vice-
Postado por Norton Moritz Carneiro
versa. Ou que as agulhas atraem energias cósmicas, e por isso
curam as doenças. Também há os que acreditam que a Acupuntura
foi trazida para a Terra por viajantes cósmicos ou seres espirituais. O uso de anestésicos
Uma dessas opções descreve a imagem que os pacientes e a
maioria dos médicos têm da Acupuntura. De fato, a invenção das
locais no tratamento da dor
agulhas como instrumento médico, e a descoberta das Algumas condições clínicas de alta prevalência na
propriedades terapêuticas da sua utilização estão entre as mais população em geral – entre as quais se destacam as cefaléias, as
importantes criações da civilização chinesa em seu período síndromes dolorosas miofasciais (como cervicalgia e lombalgia) as
clássico, que teve lugar há 20 séculos, quando se produziram os dores articulares (capsulite, bursite, tendinite, osteoartrite) e as
textos mais antigos a se referir ao método. Por conta da falta de neuropáticas, frequentemente são refratárias aos tratamentos
explicações coerentes, e de certo grau de fundamentalismo, até farmacológicos e físicos mais usuais. Coincidindo com uma
recentemente a Acupuntura parecia irremediavelmente vinculada ao demanda crescente por tratamentos mais eficazes e seguros para o
contexto étnico-cultural da medicina tradicional chinesa, mesclada controle da dor, desenvolveram-se recursos terapêuticos
com correntes esotéricas ocidentais, permanecendo assim cercada minimamente invasivos, capazes de proporcionar resultados
por uma aura de mistério aparentemente irremovível. Mas o satisfatórios em muitas condições dolorosas de manejo
acúmulo de uma massa crítica de dados biológicos e clínicos sobre relativamente difícil por outros meios. Incluem-se entre esses
os efeitos da estimulação neural periférica, que elucidaram os recursos as infiltrações de anestésicos locais. Pacientes com dor,
mecanismos de ação e, portanto, redefiniram os fundamentos e seja como queixa primária (dor músculo-esquelética crônica, pós-
reformaram a prática do método, proporcionaram a sua inclusão no operatória, cefaléias primárias) ou associada a outros diagnósticos
contexto médico-científico atual, resultando no desenvolvimento da (dor visceral aguda, oncológica, dentária, relacionada com doenças
Acupuntura Médica Contemporânea. Além dos aspectos práticos do inflamatórias, neuropática), são beneficiados pela aplicação de
método terapêutico, que reúne um conjunto de técnicas de procedimentos de eficácia e segurança plenamente reconhecidas. A
modulação neural, o termo Acupuntura Médica Contemporânea sua utilização representa um incremento significativo nas taxas de
também designa uma base de conhecimento e uma área de bons resultados no tratamento de quadros dolorosos de diversas
atuação clínica definida. As disciplinas científicas que dão suporte naturezas, agudos ou crônicos, a um custo compensador, com
ao método – a fisiologia geral, a neurofisiologia em particular e as relação aos benefícios. Tornaram-se imprescindíveis na atenção ao
neurociências em especial; a anatomia, com ênfase para a paciente com dor. A CBHPM (Classificação Brasileira de
neuroanatomia e para a anatomia funcional; a neurobiologia dos Hierarquizada de Procedimentos Médicos) contempla os seguintes
processos patológicos, e a base de dados da pesquisa clínica, procedimentos envolvendo infiltração de anestésicos locais, cuja
justificam e delimitam a sua aplicabilidade clínica. aplicação não é privativa de alguma especialidade médica:
Postado por Norton Moritz Carneiro Infiltração de ponto-gatilho (por músculo) 2.01.03.30-1;
Quinta-feira, 10 de Julho de 2008 Infiltração articular (por unidade) 3.07.13.13-7;
Infiltração extra-articular (por unidade) 3.07.13.14-5;

217
Procedimentos mesoterápicos (por região anatômica) of them involved in headache, are reached across specific sites that
2.01.03.54-9. provide access to the nerve fibers or terminals under the skin.
A Agência Nacional de Saúde Complementar classifica Postado por Norton Moritz Carneiro
os procedimentos 3.07.13.13-7 - Infiltração articular (por unidade),
3.07.13.14-5 - Infiltração extra-articular (por unidade), e 2.01.03.30- Terapia Neuromoduladora para
1 - Infiltração de ponto-gatilho (por músculo) como de cobertura
obrigatória pelos planos de saúde. Cefaléia (cervicogênica, tensional,
Postado por Norton Moritz Carneiro enxaqueca)
Domingo, 8 de Junho de 2008 Apesar dos importantes avanços verificados nos últimos
anos, a terapêutica farmacológica das cefaléias primárias ainda é
Terapia neuromoduladora para insuficiente. Um grande número de casos permanece sem solução
satisfatória. Entretanto, outras modalidades de tratamento das
dor pélvica e prostatite crônica cefaléias, que têm como alvo os mecanismos neurobiológicos
A síndrome de dor pélvica e prostatite crônica (DPPC) é causadores e mantenedores da condição clínica estão disponíveis,
um problema bastante comum na prática urológica, e representa um e representam uma possibilidade real de resolução desse problema
impacto significativo na qualidade de vida. Os autores do artigo médico muito comum. Avalia-se que as síndromes de cefaléia
Acupuncture for chronic prostatitis/ chronic pelvic pain syndrome afetam 15% da população em geral. Entre as pessoas com distúrbio
revelam que os tratamentos padronizados em geral não conseguem de ansiedade, a incidência sobe para quase 70%. Ainda
uma melhora sustentada dos sintomas. Demonstram que um subutilizadas, as técnicas de modulação da atividade do sistema
tratamento neuromodulador na forma de eletroacupuntura, nervoso por meio de estimulação neural periférica são altamente
minimamente invasivo, é eficaz para a DPPC que não responde aos eficazes no tratamento das dores em geral, e no caso das cefaléias
outros tratamentos. Afirmam que o sucesso da terapia costumam produzir resultados surpreendentes. Baseada nas
neuromoduladora fornece sustentação à hipótese de que, no seu propriedades fisiológicas do sistema nervoso periférico, de
estágio avançado, a DPPC seja uma síndrome de dor neuropática. responder de maneira previsível a estímulos específicos, gerando
Richard C. T. Chen1 and J. Curtis Nickel mudanças adaptativas localmente e no nível do sistema nervoso
Acupuncture for chronic prostatitis/ chronic pelvic pain central, a terapêutica por modulação neural periférica produz
syndrome Current Prostate Reports Vol. 2, N. 3 / September, 2004 diversos efeitos que são cruciais para a reversão do quadro clínico,
Postado por Norton Moritz Carneiro incluindo:
Neuromodulatory Therapy - Redução da sensibilização dos nociceptores
(receptores de estímulos dolorosos);
for Headache - Normalização de reflexos alterados, que mantêm a
Regardless of the significant advances seen in the last sensibilização neuronal central e subsidiam a dor e a desregulação
decade, the pharmacologic therapy of primary headaches still is dos mecanismos de manutenção do tônus muscular;
unsatisfactory. A large number of cases remain without suitable - Normalização de processos neurais centrais (límbicos,
solution. Nevertheless, other modalities of headache therapy are hipotalâmicos, endócrinos e autonômicos).
available. Medical interventions which are directed to the - Ativação da antinocicepção descendente (mecanismos
neurobiological mechanisms underlying the medical condition fisiológicos que promovem analgesia).
represent a real possibility of resolution of this highly prevalent No caso das cefaléias, a ativação anômala dos sistemas
health problem. Still underestimated, the techniques designed to trigemino-vascular, autonômico e neuromuscular (envolvendo
promote changes in the activity of the nervous system by means of músculos cervicais e dorsais) é um componente crucial no
peripheral neuromodulatory interventions - because targets of these desenvolvimento da síndrome dolorosa, pode ser revertida muito
techniques are the causal and perpetuating components of the rapidamente com o uso de técnicas da Acupuntura Médica
headache syndromes, beside the secondary ones, use to be highly Contemporânea, que incluem: injeções intradérmicas e/ou mais
effective for the treatment of pain in general, and to produce profundas de anestésico local, punção com agulhas de acupuntura,
amazing results for headache. Based on the physiological properties e eletro-neuro-estimulação trans ou percutânea. As mudanças
of the peripheral nervous system, that allows it to react in induzidas pelas técnicas neuromoduladoras na função das fibras e
predictable ways to specific stimulus, generating adaptive changes terminais nervosos é imediata, e ressoa no sistema nervoso central,
locally and at the central nervous system level, the neuromodulatory levando à recuperação da normalidade funcional. Ramos dos
therapy produces different results, which are decisive for the nervos trigêmeo, occipitais, acessório e vago, todos envolvidos de
reversion of the condition, like: algum modo com a cefaléia, são alcançados através de locais
- Decrease of the sensitization of nociceptors (painful específicos que fornecem acesso às fibras e terminais situados por
stimulus receptors); baixo da pele.
- Normalization of altered reflexes that sustain the central Postado por Norton Moritz Carneiro
neurons sensitization and the dysregulation of pain processing and Quinta-feira, 5 de Junho de 2008
mechanisms that control muscle tonus;
- Repair pain related central nervous processes, involving Acupuntura é eficaz para reduzir a
limbic, hypothalamic, endocrine and autonomic systems.
- Activate descendent inhibitory pathways that modulate dor e a disfunção conseqüente a
the pain signals. dissecção cervical | Acupuncture in
In the case of headache, the anomalous activation of the Pain and Dysfunction after Neck
trigeminal-vascular, autonomic and neuromuscular systems, which
are crucial for the development of the pain syndrome, can be – often Dissection
promptly – repaired by the use of an association of techniques that Um estudo apresentado no 44º congresso anual da
includes intradermal and/or deeper injections of local anesthetics, Sociedade Norte-americana de Oncologia Clínica, que comparou
puncture with acupuncture needles and electrical neural stimulation Acupuntura com os tratamentos usuais depois de cirurgia com
(either transcutaneous or percutaneous). The changes induced by dissecção cervical e da cabeça, mostrou que a Acupuntura é mais
the neuromodulatory techniques of Contemporary Medical eficaz para reduzir a dor músculo-esquelética crônica, a xerostomia
Acupuncture on the function of the nerve terminals and fibers are (boca seca) e a disfunção. Segundo o responsável pelo estudo, Dr.
immediate, and resonate over the central nervous system, leading to David Pfister, chefe do Serviço Médico de Oncologia de Cabeça e
recovery of normal functioning. Branches of the 5th cranial Pescoço do Memorial Sloan-Kettering Cancer Center, em New York,
(Trigeminal), the occipital, the accessory and the Vagus nerves, all “Dor e disfunção do ombro são ocorrências comuns depois de
dissecção abrangente de pescoço ... Embora fisioterapia, exercícios

218
e drogas antiinflamatórias sejam amplamente prescritas depois da O estudo mostra que independentemente dos reflexos
cirurgia, os benefícios desses tratamentos é geralmente limitado ... segmentares, mudanças no estado funcional dos fusos neuro-
Há espaço para progressos.” A co-autora do estudo, Dra. Barrie musculares são causadas por estimulação dolorosa. Confirma a
Cassileth (chefe do Serviço de Medicina Integrativa da mesma importância das intervenções peri e intramusculares da Acupuntura
instituição), declarou que “Como qualquer outro tratamento, Contemporânea no tratamento da dor e/ou disfunção relacionada
Acupuntura não funciona igual para todos, mas pode ser com alterações do tônus muscular, que podem ser conseqüência de
extraordinariamente útil para muitos ... Acupuntura não trata [nesse trauma direto, ou de trauma articular, contração excêntrica,
caso] a doença em si, mas pode controlar muitos sintomas excessiva ou continuada, ou de reflexos víscero-somáticos. Alguns
desgastantes, como dispnéia (respiração ofegante), ansiedade, dos dispositivos de integração sensório-motora - aferências e
depressão, fadiga crônica, dor, neuropatia e osteoartrite.” Os eferências no músculo.
resultados do estudo foram muito bem recebidos pela comunidade Postado por Norton Moritz Carneiro
médica, como relata o Dr. Nicholas Petrelli, diretor médico do Helen Sábado, 31 de Maio de 2008
F. Graham Cancer Center: “Enquanto têm sido feitos grandes
progressos na pesquisa do câncer, tanto a doença quanto o
Princípios do Controle da
tratamento podem ser penosos para o paciente, e portanto é crucial Dor
que continuemos a buscar por novos meios de diminuir o Os conhecimentos atuais dos mecanismos biológicos, e
desconforto e melhorar a qualidade de vida.” especialmente dos processos neurais envolvidos com o fenômeno
Postado por Norton Moritz Carneiro da dor aguda, e com o desenvolvimento dos estados de dor crônica,
Quarta-feira, 4 de Junho de 2008 assim como os resultados de uma vasta produção de estudos
clínicos que testam a eficácia dos diferentes métodos de tratamento
Acupuntura é eficaz no alívio disponíveis, levaram ao estabelecimento de melhores padrões na
atenção ao paciente com dor. As recomendações a seguir,
da dor e da fadiga em pessoas com baseadas em evidências científicas, podem servir como roteiro para
câncer, diz especialista em uma abordagem que visa maior eficácia e segurança no tratamento
oncologia do paciente com dor:
Publicada em O Globo Online 03/06/2008  Estabelecer o diagnóstico nosológico, esclarecendo se a causa
Maria Vianna da dor existente é uma doença, ou se a dor é a doença.
CHICAGO - Sessões regulares de acupuntura durante o  Deve-se dar atenção aos sintomas, e não só aos sinais.
tratamento contra o câncer ajudam a aliviar sintomas como a dor, a  Avaliar a condição geral do paciente.
fadiga e a boca seca, ou xerostomia, comuns em pacientes que se  Distinguir a natureza fisiopatológica predominante da dor em
submetem a quimioterapia e radioterapia. É o que afirma o questão, que pode ser neuropática, miofascial ou neuromuscular
oncologista David Pfister, um dos coordenadores do Memorial disfuncional, inflamatória ou nociceptiva oncológica, por exemplo.
Sloan-Kettering Cancer Center, em Nova York, no congresso anual  Considerar os medicamentos e tratamentos em uso prévio,
da Sociedade Americana de Oncologia Clinica, em Chicago. evitando eventuais efeitos adversos de interações medicamentosas.
Estudos anteriores já apontavam que a técnica oriental ajudava a  A analgesia deve estar integrada num plano de avaliação integral
controlar reações adversas como náusea e vômitos. O médico, que e de manejo da condição do paciente.
acompanhou um grupo de pacientes que havia feito cirurgia para a  Utilizar meios de quantificação da dor é fundamental para avaliar
retirada de tumores e que se submeteu a quimioterapia durante três os desfechos do tratamento. No caso de dor crônica, recomenda-se
meses, chegou à conclusão de que a aplicação das agulhas em adotar registros em forma de diário da dor, a serem efetuados pelo
pontos específicos do corpo como os dedos indicadores, a testa e paciente.
as pernas, é mais eficaz do que antiiflamatórios, analgésicos e  Os aspectos emocional e cognitivo da dor devem ser
fisioterapia na hora de aliviar a dor dos pacientes. reconhecidos e tratados.
-- A qualidade de vida e o bem-estar do paciente são  É recomendável prevenir ao invés de reagir à dor.
duas coisas difíceis de julgar, já que elas são individuais e  A dor é em geral sub-tratada, e não super-tratada.
subjetivas, mas nós, como médicos, devemos indicar todo tipo de
 Combinar terapias aumenta significativamente a eficácia dos
tratamento adjuvante que possa aliviar a dor do paciente com
tratamentos.
câncer. Embora os remédios sejam indiscutivelmente úteis, eles
 É indispensável incorporar aos planos de tratamento, os avanços
ainda não são totalmente eficazes na hora de aliviar o desconforto
atuais no tratamento da dor, que incluem os métodos de modulação
do paciente durante a quimioterapia e a radioterapia, principalmente
neural da Acupuntura Médica Contemporânea.
no caso da boca seca - explica Pfister.
O grupo submetido a sessões de acupuntura teve uma  O controle da dor deve ser individualizado.
melhora nos sintomas de dor e boca seca 39% maior do que o  O controle da dor crônica demanda uma abordagem
grupo que fez o tratamento convencional com medicamentos e multidisciplinar, em equipe.
sessões de fisioterapia. Postado por Norton Moritz Carneiro
-- E, embora a acupuntura seja indicada para o alívio da Quarta-feira, 28 de Maio de 2008
dor em qualquer caso, ela se mostra especialmente eficaz para
pacientes com câncer de cabeça ou pescoço, que costumam ficar
com os movimentos mais limitados depois de uma intervenção A importância da boa
cirúrgica - avalia o oncologista. postura corporal
Postado por Norton Moritz Carneiro Muitos fatores podem causar dor nas costas. Entre as
Terça-feira, 3 de Junho de 2008 causas mais comuns, incluem-se os movimentos bruscos, esforços
para levantar pesos, acidentes de carro, quedas, e muitas vezes os
Mecanismos locais da resultados podem ser severos. Algo que poucas pessoas
consideram quando se trata de superar a dor lombar é a adoção de
contratura e dor muscular uma postura correta, embora estejam muito claras as vantagens de
Ingvars Birznieks, Alexander R. Burton, Vaughan G. se ter uma boa postura. E o contrário é bem sabido - quando não
Macefield. The effects of experimental muscle and skin pain on the se mantém boa postura, ocorre uma sobrecarga adicional na
static stretch sensitivity of human muscle spindles in relaxed leg musculatura dorsal. Um stress é adicionado à coluna vertebral, e se
muscles. The Journal of Physiology. Volume 586 Issue 11 Page a má postura continua por um longo período de tempo, a anatomia
2713-2723, June 2008 http://www.blackwell- da coluna pode realmente ser alterada por causa disso. Vasos
synergy.com/doi/abs/10.1113/jphysiol.2008.151746 sanguíneos e nervos que estão localizados dentro dos músculos

219
podem ser comprimidos, ocasionando falta de nutrientes, de não incluem coração, pulmões, estômago, intestinos, fígado, rins e
oxigênio e de remoção de resíduos do trabalho muscular, o que outras estruturas intratorácicas ou abdominais.
provoca alteração dos nervos e dos músculos, podendo incluir Organização topográfica do córtex motor
modificações nas articulações. Todas estas condições podem Organização topográfica do córtex sensorial
resultar em dor nas costas, e outros problemas como dor de
cabeça, deficiência da respiração e fadiga. A boa postura é Áreas de Penfield
importante porque mantém um equilíbrio entre as partes do corpo. "Homúnculo" de Penfield - as proporções da anatomia na
Identifica-se a boa postura ao determinar o alinhamento entre as representação do corpo no córtex cerebral.
partes do corpo. A postura perfeita, estando de pé, pode ser A dor de origem visceral é difusa e fracamente
determinada traçando-se uma linha que passa pelo tornozelo e o localizada, devido à organização das vias sensoriais viscerais no
lóbulo da orelha - numa boa postura a linha é reta. A linha deve ser sistema nervoso central, que ascendem conjuntamente com as de
o mais próximo da reta entre as orelhas, os ombros, os quadris, os origem somática. É referida em outros locais, por meio de
joelhos, e o tornozelo. Se você quer melhorar sua postura, uma das convergência das fibras nervosas viscerais e somáticas, ao se
primeiras coisas que você deve fazer é analisar a sua postura atual. conectarem no corno dorsal da medula espinhal. Acompanha-se de
Observe-se durante todo o dia, tomando nota das regiões do corpo reflexos autonômicos e motores, que frequentemente são os sinais
em que há tensões musculares, a sua simetria ou assimetria, ou a que apontam para um quadro de origem visceral, distinguindo-o dos
sua percepção de problemas posturais. Desta forma, identificando de origem músculo-esquelética, permitindo que se deduza que uma
onde reside o problema, você pode fazer algumas coisas para dor lombar acompanhada de vômitos e sudorese seja causada por
melhorar. Anteriorização do ombro - um problema comum. Muitas alteração interna, e não muscular. A participação autonômica (dos
pessoas têm problemas posturais quando estão sentadas em sistemas simpático e parassimpático) também cumpre outras
cadeiras. Talvez você se identifique com algum dos hábitos mais funções, além de sinalizar a origem visceral do quadro clínico, como
freqüentes. Um, é deixar o corpo inclinar-se para frente, outro, não sistema mantenedor e facilitador da transmissão dolorosa.
apoiar a região lombar no encosto da cadeira, ou então deixar-se Reflexos somático-visceral e víscero-somático
escorregar, em vez de permanecer sentado sobre os ísquios, ossos Os distúrbios viscerais dolorosos se manifestam à
que fazem parte da bacia, na sua porção mais inferior. Essas consciência sob a forma de dor somática, através de reflexos
atitudes corporais causam pressão adicional sobre a região lombar. víscero-somáticos, que ativam pontos-gatilho miofasciais. A dor
Cadeiras ergonômicas podem ajudar a para corrigir problemas resultante não pode ser discernida de uma dor miofascial,
posturais, mas mesmo assim, se você permanece sentado por apresentando, entretanto, características especiais. São diferentes
muitas horas, é recomendável fazer pausas, para permitir que os da dor somática aguda, que é bem localizada, aguda e definida. A
músculos possam voltar às suas posições de relaxamento, e dor somática de origem visceral é difusa, surda, difícil de descrever,
alongar-se. A posição do corpo para dormir também merece e pode se associar com sintomas gerados pelo sistema nervoso
atenção Existem várias técnicas eficazes e de efeitos rápidos, para autônomo, como náusea, vômitos, sudorese.
tratar as conseqüências da má postura, e para promover a Convergência de informações visceral e somática
correção, visando prevenir os desconfortos e manter a saúde. Além resulta na percepçao da dor visceral.
disso, muitas vezes a atitude corporal reflete o que se passa no Os músculos esqueléticos também podem contribuir para
interior da pessoa, e ao mesmo tempo influencia sobre o estado de a dor e disfunção visceral, por indução de arcos reflexos espinais.
espírito. Assim, além de transmitir uma boa imagem, uma boa Aferências simpáticas viscerais convergem sobre os mesmos
postura contribui para a saúde física e emocional. neurônios do corno dorsal que as aferências nociceptivas
Postado por Norton Moritz Carneiro somáticas. Atividade reflexa de eferências simpáticas, assim como
Sábado, 24 de Maio de 2008 de nociceptores cutâneos podem produzir espasmo de esfíncteres
viscerais. O músculo reto do abdome é especialmente sujeito ao
Dor abdominal e pélvica desenvolvimento de pontos-gatilho em associação à dor visceral.
Pontos-gatilho no quadrante direito superior podem ser observados
A dor de origem visceral é uma das razões mais em distúrbio da vesícula biliar; do quadrante superior esquerdo em
freqüentes de consulta nos serviços de clínica geral e doença do esôfago e úlcera do estômago; do quadrante inferior
gastroenterologia, com uma taxa de incidência anual de 15 para direito em dismenorréia, e do quadrante inferior esquerdo em
1000 pessoas. As dores viscerais podem ser causadas por distúrbios intestinais. O espasmo do esôfago geralmente se associa
processos inflamatórios de origem infecciosa ou química (como a pontos-gatilho no tórax posterior esquerdo, nos níveis de T3 a T6.
gastrenterites, colites, pancreatite entre outras), isquemia e Tratamento por modulação neural periférica.
alterações estruturais, como neoplasias em órgãos internos, mas O tratamento de pontos-gatilho dos músculos da parede
nem sempre. Os distúrbios funcionais de vísceras torácicas, abdominal pode promover alívio significativo de dores somáticas e
abdominais ou pélvicas, são as causas mais freqüentes das viscerais. Essa terapia deve ser considerada sempre que manobras
síndromes dolorosas de origem visceral, que nem sempre está como palpação e extensão dos músculos provocam desconforto
associada a alguma lesão. Por exemplo, um estímulo de baixa visceral. Pontos-gatilho abdominais dolorosos são acompanhados
intensidade pode provocar ativação de aferentes sensoriais da de pontos-gatilho ativos na musculatura paravertebral. Essas 'zonas
víscera, como a pressão gasosa no interior do tubo digestivo. Por reflexas' são importantes para o tratamento da dor de origem
outro lado, alterações estruturais importantes de um órgão interno visceral, assim como outros sítios localizados em viscerótomos, na
podem não causar sensação de dor, enquanto a distensão na parede abdominal. A sensibilidade dolorosa à palpação é um
parede muscular das vísceras ocas e na cápsula das vísceras elemento crucial na escolha desses sítios para a eletro-neuro-
sólidas são causas comuns de dor visceral. Alguns setores das estimulação. A estimulação dos nervos sacrais ou dos plexos
vísceras não dispõem de receptores sensoriais e, portanto, não lombo-sacros é benéfica para condições dolorosas resultantes de
geram dor, ou são dotadas de terminais sensitivos relacionados síndromes abdominais, pélvicas, genitais e anais. Condições
com a captação de sinais provenientes de lesões, mas que não específicas que têm sido tratadas incluem cistite intersticial,
evocam percepção consciente, embora provoquem reações coccigodinia, pielonefrite, pancreatite e vulvodinia. Essas síndromes
autonômicas. Não há no córtex cerebral, região cuja ativação que muitas vezes causam perplexidade podem ser difíceis de tratar,
proporciona (entre muitas outras coisas) percepções sensoriais em grande parte por causa do desconhecimento dos fatores
corporais precisas, uma representaçao para as vísceras, ou órgãos perpetuantes da situação. O tratamento inclui a aplicação de
internos. Nos córtices sensorial e motor (nas duas margens da infiltração de anestésicos locais, agulhamento e eletro-neuro-
fissura de Rolando) que sediam, respectivamente, percepções estimulação transcutânea e percutânea. Além de reduzir o
somáticas discriminativas e os processo de comandos motores que desconforto e a dor, contribui para a normalização funcional
dão início ao movimento corporal, os mapas são completos, mas visceral, por meio da estabilização das funções autonômicas e
centrais do sistema nervoso.
220
Postado por Norton Moritz Carneiro estimulação dos nervos occipitais é eficaz para o tratamento de
Sábado, 10 de Maio de 2008 dores de cabeça na região da nuca e do pescoço, e nos casos de
cefaléia cervicogênica, e nesse estudo os pesquisadores aplicaram
Tratamento dos distúrbios os mesmos princípios para tratar cefaléias localizadas em outras
regiões da cabeça. Nesses casos, os nervos selecionados para a
do sono relacionados à estimulação são os que apresentam distribuição paralela à área em
que os pacientes referem as dores, e os locais onde se aplicam as
resposta ao stress intervenções variam, dependendo da região dolorosa.
Os distúrbios do sono muitas vezes fazem parte do Nervos da superfície cervical e do crânio
amplo conjunto de manifestações da resposta ao stress, e uma No estudo da Universidade Noroeste dos EUA, os 32
maneira razoável de abordar o problema é considerar os seus pacientes receberam preliminarmente estimulação temporária, a fim
mecanismos neurobiológicos. Entre os medicamentos indicados de verificar a sua responsividade ao tratamento, de três a quatro
para tratar os distúrbios do sono decorrentes da resposta crônica ao dias. Os que apresentaram mais de 50% de alívio da dor durante
stress, há diversas opções além dos hipnóticos, cujos efeitos esse experimento receberam implantes de até 4 eletrodos
adversos e resultados insatisfatórios impedem o seu uso em muitos conectados a um gerador de pulsos. Somente três dos 32 pacientes
casos. Entre elas encontram-se os antidepressivos com efeito sobre (9%) não relataram alívio suficiente para serem incluídos na
a ansiedade (como sertralina) os estabilizadores do humor (como segunda etapa. Para avaliar a eficácia da estimulação prolongada
os anticonvulsivantes gabapentina e carbamazepina), e também o num prazo longo, os pacientes foram acompanhados por período de
beta-bloqueador propanolol, que tem sido usado para reduzir o no mínimo dois anos. Os dados dos desfechos para 22 pacientes
impacto de experiências traumáticas. Os métodos de estimulação estão disponíveis: Dezessete desses 22 (77%) obtiveram alívio da
neural periférica se constituem num dos recursos mais importantes dor qualificado como bom ou excelente. Três pacientes (14%)
para trata conseqüências da resposta sustentada ao stress. Entre deixaram de obter alivio duradouro da dor, e por causa disso foram
outros fatores que decorrem da resposta sustentada ao stress removidos os eletrodos implantados. Foi necessário efetuar ajustes
(como a hiperatividade adrenocortical e adrenomedular), a alteração no sistema de eletroestimulação em nove dos 22 pacientes (41%),
do sistema de alerta (amídala temporal) que desemboca nas vias devido a problemas como mau funcionamento do aparelho ou
simpáticas, mantém essas saídas adrenérgicas em ação movimentação de eletrodos. Entretanto, a taxa de defeitos foi
permanente. E uma das virtudes da estimulação neural periférica é reduzida com a adoção de novas técnicas cirúrgicas, e novos
reduzir o tônus simpático, produzindo um incremento na atividade componentes para os aparelhos. Outros tipos de complicação que
parassimpática. Isso por si representa uma mudança importante em apareceram foram dois casos de erosão dos eletrodos (9%), e um
direção ao retorno à normalidade dos ritmos do organismo. Além de infecção relacionada com a erosão. Segundo declarou o dr.
disso, comprovou-se que a estimulação de ramos dos nervos Robert M. Levy, responsável pela pesquisa, “os resultados gerais do
mediano, fibular e tibial posterior (onde se encontram os principais estudo de dois anos indicaram que a eletro-neuro-estimulação
pontos tradicionais de Acupuntura, de ação genérica), promove periférica craniana é promissora para o tratamento de cefaléias
inibição da atividade das amídalas temporais e do córtex insular, intratáveis em pacientes selecionados, que já tentaram sem
reduzindo assim a influência desorganizadora causada pelo sucesso outros métodos conservadores para o alívio da dor”. O
excesso de impulsos provenientes desses centros. Outros nervos trabalho foi apresentado no 76º Encontro Anual da Associação
têm sido utilizados como alvo da eletro-neuro-estimulação, com Americana de Neurocirurgiões em Chicago, EUA, 2008.
resultados promissores, como alguns dos 12 pares cranianos. Postado por Norton Moritz Carneiro
Ramos e terminações do nervo trigêmeo, tanto da parte motora Terça-feira, 22 de Abril de 2008
quanto sensorial. A estimulação do sistema trigeminal tem um
grande potencial como restauradora da normalidade funcional do
sistema nervoso central, o que certamente é uma contribuição Mecanismos de Ação da
importante para melhorar o sono do paciente. A psicoterapia é Acupuntura
igualmente importante. Alguns importantes sítios de acesso a ramos A expressão Acupuntura Médica Contemporânea
de nervos no crânio. designa o conjunto de métodos de modulação do sistema nervoso,
Postado por Norton Moritz Carneiro induzida por meio de intervenções efetuadas sobre elementos da
Quinta-feira, 8 de Maio de 2008 rede neural situados na periferia corporal. Diferentes métodos de
neuromodulação, como agulhamento, eletroestimulação, injeções
Tratamento de dor de cabeça de anestésicos locais, produzem efeitos locais (fibras nervosas
"intratável" por eletro-neuro- sensoriais ou motoras), segmentares (na medula espinal) e supra-
segmentares (cérebro), e promovem:
estimulação periférica craniana. 1. Supressão focal de informações sensoriais;
Praticamente todo mundo tem, ocasionalmente, alguma 2. Reorganização de circuitos neuronais segmentares,
dor de cabeça, e uma parcela significativa da população sofre de afetando a transmissão dos sinais sensoriais, o sistema simpático e
cefaléia crônica, recorrente ou diária. A OMS (Organização Mundial as respostas motoras;
da Saúde) estima que em todo o mundo, um em cada 20 indivíduos 3. Geração e modulação de respostas supra-
sofre desse problema. Um dos distúrbios mais comuns do sistema segmentares, com efeitos sistêmicos.
nervoso, a cefaléia crônica se manifesta de modo simétrico em todo 4. Respostas sistêmicas à estimulação neural periférica
o mundo, e em muitos casos acompanha a pessoa durante toda a Efeitos sobre o sistema nervoso central
vida. Quando os pacientes não encontram alívio com os A estimulação de receptores, efetores e fibras nervosas
tratamentos farmacológicos, os seus casos de cefaléia têm sido não-nociceptivas – que em condições normais não conduzem
classificados como “intratáveis”. As cefaléias crônicas costumam informação dolorosa - exerce um efeito benéfico sobre o organismo,
afetar negativamente a vida pessoal, familiar e profissional das incrementando os processos homeostáticos. Os neurônios
pessoas, implicando em custos consideráveis com tratamentos, e periféricos mielinizados de maior diâmetro transportam sinais
com as perdas de produtividade no trabalho. Pesquisadores da captados por receptores não-nociceptivos (do sistema epicrítico) o
Northwestern University, dos EUA, analisaram os efeitos da qual segue por vias distintas dos neurônios da sensibilidade
estimulação craniana em 32 pacientes com cefaléia “intratável”, e protopática (dor, temperatura). Ativam conexões centrais com
os resultados desse estudo, “Estimulação neural periférica craniana repercussões cerebrais, autonômicas, endócrinas e imunitárias de
para cefaléia intratável: resultados prospectivos de dois anos de caráter homeostático positivo, isto é, que incrementam a
seguimento” (Cranial Peripheral Nerve Stimulation for Intractable capacidade do indivíduo em manter a estabilidade do seu estado
Headache: Prospective Two Year Follow-Up Results) foram funcional, mesmo diante de condições adversas. Essa ativação
apresentados recentemente. Relatos anteriores revelaram que a gera respostas adaptativas restauradoras da normalidade
221
fisiológica, que promovem o estabelecimento de um “set point” e em fatos anatômicos. A compreensão dos processos biológicos
(ponto de referência) das diversas variáveis biológicas em níveis envolvidos com os resultados clínicos da eletro-neuro-estimulação
organizacionais adequados à continuidade da vida saudável. modifica radicalmente a teoria e a prática da Acupuntura como
Trabalhos fundamentais especialidade médica. A inconsistente pressuposição da existência
Central nervous pathway for acupuncture de canais não-anatômicos por onde flui algo como ar ou vapor, ou
stimulation: localization of processing with functional MR energia - uma aproximação simplista, embora criativa, e
imaging of the brain - preliminary experience. Wu M.T. matematicamente estruturada - do sistema nervoso, se torna
Radiology 212(1): 133-41, Jul 1999 irrelevante. O estudo do sistema nervoso, desde o advento das
Estimulação de ramos do nervo mediano ativa estruturas tecnologias de investigação biológica, revelou uma realidade
das vias antinociceptivas descendentes e desativa múltiplas áreas impensável pelo mais genial dos pensadores da Antiguidade. As
límbicas servidoras das conexões da dor (efeitos analgésicos investigações e descobertas no campo da estimulação e modulação
endógenos). Foi verificada ativação do hipotálamo e do núcleo neural forneceram as bases para o rápido desenvolvimento de
acúmbens, e desativação do córtex cingulado anterior rostral, métodos que são aplicados com êxito em campos variados, como o
amígdala e complexo hipocampal. Neuronal specificity of tratamento de dores e disfunções orgânicas, ansiedade e
acupuncture response: a fMRI study with electroacupuncture. Wu depressão, distúrbios do sono. Estudos recentes mostram que
MT. Neuroimage16(4):1028-37 Aug 2002 muitos pacientes com problemas incluídos nessas categorias –
Nesse estudo, 15 voluntários receberam entre os quais se encontra seguramente um grande contingente da
Eletroacupuntura (EA) em VB34 (nervo fibular) “real”, EA mínima população – consideram que os tratamentos em uso corrente não
(estimulação superficial e leve) na mesma região, e Acupuntura oferecem resultados satisfatórios. As demandas desses pacientes
“falsa” (em ponto “não de meridianos” – isto é, em locais em que um pela resolução dos problemas que os afligem permanecem assim
ramo nervoso importante não estaria subjacente). EA “real” e “falsa” parcial ou precariamente atendidas. Entretanto, alguns recursos
geraram respostas semelhantes na neuromatriz da dor. EA disponíveis permanecem subutilizados. É o caso das técnicas que
verdadeira produziu ativação maior do hipotálamo e do córtex atuam diretamente sobre o sistema nervoso, território que é ao
somato-sensório-motor primário e desativação no segmento rostral mesmo tempo sujeito e agente dos processos de regulação do
do córtex cingulado anterior. EA mínima gerou ativação maior no organismo, e também objeto de intervenções médicas. Base da
córtex occipital médio. Os córtices temporal superior (incluindo o moderna especialidade médica Acupuntura, o uso de meios
auditivo), e occipital médio (incluindo o visual) responderam a todos capazes de promover mudanças no estado funcional da rede neural
os tipos de estimulação. Conclusão: O sistema hipotalâmico-límbico representa um avanço de grandes proporções, ainda subestimado,
é significativamente modulado por EA verdadeira, enquanto a no manejo das síndromes dolorosas e/ou disfuncionais. As
ativação dos lobos visual e auditivo não apresenta especificidade. diferentes modalidades de técnicas neuromoduladoras, como a
Effects of electroacupuncture versus manual estimulação mecânica (agulhamento), a eletro-neuro-estimulação,
acupuncture on the human brain as measured by fMRI. as infiltrações de anestésicos locais, utilizadas pelos especialistas
Napadow V, Makris N, Liu J, Kettner NW, Kwong KK, Hui KK. em Acupuntura se tornam indispensáveis no tratamento da dor e
Human Brain Mapping, 24:3(157-205). March 2005 dos distúrbios funcionais, na medida em que se reconhece a sua
O objetivo do estudo foi comparar efeitos centrais de eficácia. Em muitos casos, como o das síndromes dolorosas
eletroacupuntura em diferentes freqüências (2 Hz e 100 Hz) com miofasciais, são indicações clínicas de primeira linha. Tendo se
acupuntura manual chinesa tradicional aplicadas no ponto E36. reestruturado sob a denominação “Acupuntura Médica” a partir do
Foram aplicados no ponto E36: acupuntura manual, EA de 2 Hz e reconhecimento dos mecanismos fisiológicos e dos processos
100 Hz, e estimulação táctil controle. Eletroacupuntura biológicos implicados nos resultados terapêuticos, e tendo
(especialmente de baixa freqüência) produziu aumento mais estabelecido as bases anatômicas dos procedimentos, a
amplamente disseminado do que a acupuntura manual, e todas as especialidade encontra o seu lugar no contexto médico-científico,
estimulações com acupuntura produziram essas respostas mais do apresentando-se como a área da Medicina que se dedica à
que a estimulação táctil-controle (tipo placebo). Verificou-se que a terapêutica de dor e dos distúrbios funcionais.
eletroacupuntura (principalmente de 2 Hz) produziu mais mudanças
de sinal na ressonância magnética funcional do que a acupuntura Postado por Norton Moritz Carneiro
manual. A acupuntura produziu aumento de sinal hemodinâmico na Sábado, 19 de Abril de 2008
ínsula anterior, e reduziu em estruturas límbicas e paralímbicas,
incluindo amígdalas, hipocampo anterior, e os córtices cingulados Infiltração de Anestésicos
subgenual e retrosplenial, córtex pré-frontal ventro-medial, frontal e
pólos temporais - resultados não vistos nos controles estimulação Locais em Pontos-Gatilho Miofasciais
táctil-controle. Somente a EA produziu aumento significativo em Critérios para a utilização do procedimento CBHPM
sinais no córtex cingulado médio anterior, enquanto a 2.01.03.30
eletroacupuntura de 2 Hz produziu aumento de sinal na área da rafe Infiltração de Anestésicos Locais em Pontos-Gatilho
pontina. Estes achados confirmam que o sistema límbico é crucial Miofasciais
para os efeitos da acupuntura, independente da modalidade Norton Moritz Carneiro
específica de acupuntura, embora existam diferenças nos A síndrome dolorosa miofascial é caracterizada por dor
mecanismos neurobiológicos subjacentes às diferentes originada em estruturas músculo-esqueléticas, movimentos
modalidades. associados, e reprodução da dor pela palpação de pontos-gatilho
Postado por Norton Moritz Carneiro bem localizados nos músculos afetados. Pontos-gatilho são
Domingo, 20 de Abril de 2008 definidos como bandas tensas distintas ou nódulos nos músculos
afetados, que causam dor localmente e em local distante do sítio de
palpação. A síndrome dolorosa miofascial pode ser um distúrbio
A eletro-neuro-estimulação e a primário, ou pode ser secundária a outros distúrbios dolorosos,
fundação da Acupuntura Médica como espondilopatia facetária ou radiculopatia, ou a afecções
A introdução da eletro-neuro-estimulação como um dos músculo-esqueléticas de naturezas diversas, como artríticas,
procedimentos básicos da Acupuntura Médica é um divisor de neuropáticas ou visceropáticas. A síndrome dolorosa miofascial
águas. Diferente da eletro-acupuntura, que simula a estimulação (SDM) é uma das causas mais comuns de dor músculo-esquelética.
manual das agulhas segundo um padrão típico da MTC (medicina Acomete músculos, tecido conectivo e fáscias, principalmente a
tradicional chinesa), e cujos alvos não se definem por suas região cervical, cintura escapular e lombar, assim como os
características anatômicas e propriedades fisiológicas, a eletro- membros. A dor e a incapacidade geradas pelas SDMs podem ser
neuro-estimulação, assim como outros métodos de modulação bastante significativas. Várias denominações têm sido utilizadas
neural periférica, se fundamenta em dados e princípios fisiológicos, para essas condições: mialgia, miosite, miofasceíte, miofibrosite,

222
miogelose, fibrosite, reumatismo muscular ou de partes moles e Baseadas numa noção de organização, esboçam idéias
tensão muscular. Apesar de a SDM ser uma das causas mais recentemente reestruturadas, sob a forma de sistemas auto-
comuns de dor e incapacidade em doentes que apresentam algias regulados. Entretanto, embora representem uma racionalização
de origem músculo-esquelética, muitos profissionais da área de proto-científica, a extrapolação das teorias cosmológicas para a
saúde e doentes não a reconhecem, pois o diagnóstico depende anatomia e para a fisiologia dos organismos vivos não é
exclusivamente da história clínica e dos achado do exame físico. necessariamente válida, assim como não se pode deduzir a
Muitos destes doentes são tratados como bursite, artrites, tendinites patologia e os mecanismos das doenças a partir de uma lógica
ou doenças viscerais, sem haver melhora significativa do quadro idealizada, platônica na sua essência. E assim é o modelo teórico e
clínico. Infiltração de anestésicos locais ou agulhamento seco de prático da Acupuntura baseada na medicina tradicional chinesa, que
pontos-gatilho miofasciais são procedimentos utilizados no toma como verdadeiras as aplicações da doutrina (mais do que
tratamento de síndromes dolorosas regionais [2]. filosofia, já que não inclui a possibilidade da dúvida) cosmológica à
Condições nas quais as síndromes dolorosas miofasciais Biologia e à Medicina. Ao contrário, as deduções da anatomia e da
podem estar associadas ou ser a causa de dor [3]. fisiologia a partir das premissas doutrinárias levam a resultados
Cefaléia tensional ou cefaléia cervicogênica falsos. Por exemplo, a doença foi explicada como desequilíbrio de
Radiculopatias (distribuição miomérica dos PGs) humores, ou como sendo causada pela invasão de fatores
Ciatalgia (síndrome do m. piriforme, m. glúteo mínimo, m. patogênicos miasmáticos (vento, frio, umidade), tanto na medicina
glúteo médio) greco-romana quanto na chinesa; inventaram-se órgãos invisíveis
Doença degenerativa discal para adaptar o organismo às necessidades numéricas da Teoria dos
Síndrome do desfiladeiro torácico Cinco Movimentos; e para explicar a comunicação entre as diversas
Dor torácica não visceral partes do corpo, uma espécie de vapor (Qi da China) ou ar (pneuma
Distúrbios ósteo-musculares relacionados ao trabalho da Grécia) transitando em canais fictícios para os primeiros, e nos
(DORT): epicondilites, tendinites e tenossinovites nervos para os segundos. A hipótese da substância misteriosa não
Distrofia simpático-reflexa (síndrome complexa de dor ficou limitada ao mundo antigo: até pouco mais de 150 anos, a
regional) existência de “espíritos animais” (como em Galeno e Descartes), de
Osteoartroses uma substância etérea e vibracional (hipótese Newtoniana), ou
Síndromes do impacto do ombro, bursite subacromial e energética (apropriação pseudocientífica dos princípios da
subdeltoídea (PGs e pontos dolorosos no músculo deltóide) Termodinâmica) era usada para explicar as transmissões neurais
Bursite trocantérica: PGs e pontos dolorosos nos m. sensorial e motora, que não eram diferenciadas na China antiga. A
glúteos dor se explicava como interrupção no fluxo dessa substância, para
Dor abdominal e pelviperineal não visceral a MTC e como a chegada desse fluido ao cérebro (ventrículos
Dor pós-operatória cerebrais) nas interpretações dos pesquisadores do sistema
Recomendações com base em critérios técnicos [4] nervoso até recentemente. A superação desses modelos
- Em cada sessão, são injetados 2 a 4 pontos-gatilho explicativos está bem consolidada, mas por carência de informação
miofasciais, em músculos diferentes. histórica, são ressuscitados e tomados como verdade, propondo um
- O procedimento não deve ser repetido antes de 3 dias retrocesso, ainda mais grave porque são artificialmente colocados
depois da primeira injeção. acima das críticas e das refutações.
- Não é recomendado aplicar a infiltração no mesmo Postado por Norton Moritz Carneiro
ponto-gatilho mais do que 3 vezes, num período de seis meses. Sábado, 22 de Março de 2008
1] CRM-SC 1621. Clínica Sistema – Rua Prof. Belarmino
Correa 139, Trindade – Florianópolis. Fone 3233 2533; e-mail
nortonmc@acupunturatual.com.br
Stress, imunidade e
[2] Kim P.S. Role of injection therapy: review of infecção.
indications for trigger point injections, regional blocks, facet joint Há mais de 2000 anos, os médicos gregos e romanos,
injections, and intra-articular injections. Current Opinion in assim como os indianos e chineses, já reconheciam o efeito dos
Rheumatology: Volume 14(1) January 2002 pp 52-57. http://www.co- distúrbios emocionais sobre a saúde. Galeno notou que humores
rheumatology.com/pt/re/corheum/fulltext.html (substâncias) patológicos e tumores mamários tinham incidência
3] Lin Tchia Yeng, Helena Hideko Seguchi Kaziyama, mais elevada entre as mulheres melancólicas. A investigação
Manoel Jacobsen Teixeira. Síndrome Dolorosa Miofascial. Rev. científica atual trouxe maior clareza sobre como os estados
Med. (São Paulo), 80 (ed. esp. pt.1):94-110, 2001. emocionais geram adoecimento orgânico. A psiconeuroimunologia
http://www.revistademedicina.com.br/Artigos/80s_05.pdf é a disciplina em que mais se desenvolveram as pesquisas das
[4] Alvarez D.J., Rockwell P.G. Trigger Points: Diagnosis conexões entre o stress percebido pelo sistema nervoso a
and Management. American Family Physicians, Feb 2002. alterações da fisiologia corporal. Neuro-hormônios como a
http://www.aafp.org/afp/20020215/contents.html noradrenalina, liberados em decorrência da resposta do sistema
Postado por Norton Moritz Carneiro nervoso ao stress, a ativação da glândula supra-renal, com
Domingo, 30 de Março de 2008 conseqüente liberação de cortisol e adrenalina, que primariamente
História é imprescindível favorecem a reação positiva diante dos desafios, quando
O conhecimento da história do entendimento dos fatos é excessivos ou continuados, alteram de modo patológico diversas
fundamental, não somente para prevenir a repetição dos erros já funções do organismo. Estudos experimentais e epidemiológicos
cometidos, mas também para evitar que idéias e hipóteses realizados nas últimas décadas mostraram que o stress é um fator
previamente invalidadas se apresentem como originais e de risco para uma ampla variedade de doenças, que vão desde a
inovadoras. É o caso das teorias antigas sobre a estrutura e acne até o câncer, atuando diretamente sobre os mecanismos de
funcionamento do organismo, sobre doença, tratamento e cura. No regulação do funcionamento dos órgãos e sistemas como o
caso da medicina tradicional chinesa, têm sido apresentadas como circulatório, o sistema endócrino e de modo crucial o sistema
se fossem novidades, mas na verdade são idênticas às que imunitário. O stress emocional causa alterações hormonais e efeitos
subsidiaram as medicinas tradicionais das outras civilizações e na imunidade, de modo semelhante ao de situações que ameaçam
culturas da mesma época, ou das que, em outras épocas, se a sobrevivência. Condições de stress crônico relacionado com o
encontravam no mesmo estágio de interpretação da realidade que estilo de vida, e eventos como empobrecimento, divórcio e luto se
dominava a Antiguidade. Teorias da Natureza ou cosmológicas, relacionam com redução na atividade imunitária. As pessoas que
esboçadas na Grécia pré-socrática (o Logos e a transformação não se sentem no controle do seu próprio destino também tendem a
permanente de Heráclito, o Cosmos e a harmonia das esferas de ter mais infecções. Mas os hormônios do stress parecem não afetar
Pitágoras) também foram desenvolvidas na China pré-confuciana. somente a competência do sistema imunitário. Descobriu-se que
também atuam diretamente sobre as bactérias, aumentando sua
223
capacidade de crescimento e de causar infecção. A presença dos compreensão humoral quanto a fisiológica se opõem à “solidista”,
hormônios do stress sinaliza às bactérias que elas se encontram anatômica. A doença como alteridade (ontológica) é substituída pela
num ambiente favorável ao seu desenvolvimento, já que as defesas doença como alteração (disfunção). A morbidez não é mais
do hospedeiro estão enfraquecidas. O sangue, que normalmente é considerada como um ser independente do organismo, que é
um ambiente hostil às bactérias, na presença de adrenalina e preciso isolar e destruir, mas como um processo de reação - e
noradrenalina se torna convidativo aos invasores, levando à sua mesmo como um sintoma que devemos nos esforçar por
replicação em grandes proporções. Da mesma forma, algumas compreender em sua totalidade, posição que se desenvolve desde
drogas adrenérgicas, utilizadas no tratamento de pacientes em os anos trinta do século XX. O modelo ontológico vigente, com suas
unidades de terapia intensiva, porque atuam beneficamente sobre o implicações essencialistas, solidistas e das especificidades, é
coração e os rins, aumentam a suscetibilidade desses pacientes às coerente com a visão moderna do mundo, em que mesmo a
infecções. No sentido contrário, drogas que reduzem a pressão “energia” é vista como substância, em que o organismo é “uma
arterial, antagonistas da adrenalina, podem ser usadas para máquina” como um relógio, e em que a doença é um estado, mais
combater o desenvolvimento de bactérias que são estimuladas do que um processo. O modelo tem as suas vantagens, mas traz
pelos hormônios do stress. grandes dificuldades para o médico, que todos os dias se defronta
Microbial endocrinology: how stress influences com situações clínicas não explicáveis pelos excelentes meios de
susceptibility to infection. Trends Microbiol. 2008 16(2): 55-64 diagnóstico da forma, incluindo-se as radiografias, endoscopias,
Postado por Norton Moritz Carneiro ultrassonografias, tomografias computadorizadas e ressonâncias
Segunda-feira, 17 de Março de 2008 magnéticas, e mesmo as provas bioquímicas. Em proporção a ser
A Evolução da quantificada, as queixas dos pacientes, não encontrando substrato
lesional, anatômico, e são então atribuídas a desordens
Fisiopatologia emocionais, tipo histéricas. A carência de explicações dos
No século XVI, a tendência dominante da medicina é mecanismos dos distúrbios funcionais, coincidia com um
anatômica e, a partir do XVII se torna, na expressão de Harvey, desconhecimento de recursos que pudessem corrigir essas
“anatomia animata”, ou seja, fisiologia. O organismo é apreendido alterações e promover uma normalização funcional do organismo.
de maneira dinâmica e funcional: considerando a função do olhar Agora melhor compreendidos, dentro do quadro conceitual dos
mais do que o olho; não o músculo, mas a contração; não a distúrbios neurossomáticos, abordados em outro capítulo, essas
morfologia do coração, mas a circulação do sangue. Mas Harvey condições devem vir a ser atendidas de modo mais eficiente.
era um anatomista, e só no fim do século XVIII, começo do XIX a Postado por Norton Moritz Carneiro
medicina oficial passou a considerar a importância de se buscar a Terça-feira, 11 de Março de 2008
causa da doença menos num agente patogênico do que no esforço
do organismo para responder a ele, e a centrar sua atenção menos Interações Clínicas - Dor e
sobre os órgãos propriamente ditos que sobre as desordens das
funções, que serão consideradas como responsáveis pelas lesões e
Sono 1
Mais da metade dos pacientes com dor sofre de
não o inverso. A orientação progressiva foi na direção da idéia de
distúrbios do sono. Além disso, afirmam pesquisadores, a principal
que a doença é a própria função fisiológica desviada. Em 1877,
causa de perturbação secundária do sono é a ocorrência de dor.
Claude Bernard, em seu trabalho sobre o diabetes, demonstrou que
Por outro lado, a restrição do sono na maior parte das pessoas
a doença resulta de disfunção, estabelecendo uma homogeneidade
provoca o aparecimento de dores, com destaque para a cefaléia, e
entre saúde e doença, vistas não como duas qualidades diferentes
os distúrbios do sono reduzem a tolerância à dor. Frequentemente
em luta, mas “simples modificações fisiológicas” - graduações de
fica difícil definir o sentido da causalidade entre dor e distúrbios do
uma com relação à outra. Atribui-se a Magendie, mestre de Claude
sono.
Bernard, a fundação do modelo funcional. Para ele, a patologia é
aquilo que se afasta do normal, porque só a alteração de um estado
As principais fases do sono
A resposta ao stress, com suas conseqüências sobre os
para outro pode ser medida. Claude Bernard preconizou a noção do
mais diferentes sistemas funcionais do organismo, como o sistema
que depois Cannon chamou de Homeostase. Tanto para Bichat
nervoso autônomo, o sistema endócrino, o sistema muscular, é uma
quanto para Magendie a doença é alteração, seja por aumento ou
causa de distúrbios do sono, ansiedade e eventual depressão, que
diminuição, mas alteração da própria vida. Bichat, com base nisso
podem se tornar causas auto-sustentadas de dor crônica. Portanto,
re-atualiza uma variação: o que se chama de “vitalismo médico”. Se
para um tratamento mais eficiente das síndromes dolorosas, é
tanto para Bichat como Magendie e Claude Bernard a doença não é
importante identificar e tratar os distúrbios do sono. Os distúrbios
mais considerada como uma realidade em si, é só com Broussais
do sono mais comuns são a insônia inicial, as interrupções
que se dá uma ruptura com o tema das essências mórbidas, a
freqüentes do sono, redução da duração do período de sono, fadiga
ontologia médica. Para ele, a doença não pode ser percebida como
diurna e sono não-restaurador. Em geral, esses problemas têm
“ser” que pré-existiria ao processo fisiopatológico. Ela é apenas a
causas múltiplas. Alguns fatores relevantes são depressão e
reação e a função alterada do organismo. No século XX, a evolução
ansiedade, e efeitos de medicamentos; incluem-se as causas
do modelo funcional se vincula às pesquisas que aprofundam o
comportamentais, como a alteração do ciclo sono-vigília, aumento
estudo dos processos mórbidos em que nenhuma lesão de órgão
do tempo de permanência na cama, incluindo atividades como ler e
pode ser percebida, ou em que a lesão deve ser considerada como
assistir TV e falta de atividades físicas. É comum encontrar-se em
secundária com relação à perturbação do equilíbrio (nervoso,
pessoas com síndrome de fibromialgia, artrite reumatóide,
hormonal). Doenças em que não se percebe agente patogênico ou
lombalgia, cefaléia, o aparecimento de registros
não têm localização precisa, como as síndromes de fibromilgia e da
eletroencefalográficos de ondas alfa intrusas. A anomalia da fase
fadiga crônica, as possíveis lesões são tomadas como decorrentes,
profunda do sono está correlacionada com as interrupções do sono
e não terão status etiológico. Essa atenção ao que se chama hoje
e com o sono não-restaurador. A redução da duração e a má
de distúrbios funcionais primários, reavivada nos últimos anos,
qualidade da fase profunda do sono trazem diversas repercussões
coincide com a noção de que as disfunções são capazes de
nocivas para o organismo. Neuro-hormônios, como os relacionados
provocar verdadeiras afecções orgânicas. Mas o modelo funcional
com a reparação de desgastes somáticos, especialmente dos
atual é bastante diferente do hipocrático. A primazia do modelo
músculos, (somatotrofina), por exemplo, são liberados nessa fase
tomado das ciências experimentais, que visa fazer da medicina uma
do sono, e baixos níveis dessas substâncias se correlacionam com
ciência exata; a ruptura com as noções de humor, de
a fadiga e a dor músculo-esquelética associada às perturbações do
temperamento, de tipo, consideradas pré-científicas; a consideração
sono. Voluntários saudáveis submetidos a interrupção do sono não-
mínima ao exame clinico e à individualidade da pessoa do doente; a
REM (REM = movimento rápido dos olhos – nome da fase do sono
convicção de que em patologia o esforço do organismo por se
em que se sonha), depois de poucas noites, ou em muitos casos
defender é geralmente um esforço inadequado, se opõem ao
depois da primeira noite, apresentaram dolorimento corporal, que se
princípio da “natura medicatrix” de Hipócrates. Tanto a
224
resolveu depois de duas noites de sono continuado. Deduz-se o
efeito salutar que a normalização do sono pode ter para os
Síndrome de Fibromialgia
pacientes com dor. & Acupuntura
Postado por Norton Moritz Carneiro Tratamento da dor na fibromialgia com acupuntura
Quinta-feira, 6 de Março de 2008 Dra. Rosa Alves Targino de Araujo - Faculdade de
Medicina da Universidade de São Paulo
As síndromes dolorosas Postado por Norton Moritz Carneiro
Terça-feira, 26 de Fevereiro de 2008
miofasciais
Na década de 1970, Charles Gunn descreveu o processo
pelo qual a sensibilização das raízes nervosas espinais gera
As síndromes dolorosas
mudanças sensoriais, motoras e autonômicas em todo o território miofasciais
do nervo. Uma hiperatividade nos efetores musculares é explicada O tratamento de dor associada a pontos-gatilho tem
pela redução nos sinais transmitidos pelo nervo, segundo a Lei de algumas características muito especiais. Por exemplo, como os
Cannon-Rosenbluth, ou da ‘desnervação’. A supressão dos resultados podem, pelo menos em parte, ser verificados
impulsos nervosos gera aumento da sensibilidade dos efetores, no imediatamente, não resta dúvida sobre a eficácia ou não das
caso os terminais de placa motora (junção neuro-muscular). Essa intervenções. Outro aspecto importante é que o tratamento usual
privação de sinais pré-sinápticos leva a um incremento na (ou, em geral, a falta de tratamento) das síndromes dolorosas em
expressão de receptores de membrana, deixando a membrana pós- geral, e miofasciais em particular, revela uma falha importante no
sináptica sensibilizada. O aumento de sensibilidade para fatores no modelo atual de atenção à saúde. Os princípios do tratamento de
ambiente molecular da membrana, inclui as aminas excitatórias, dor relacionada com pontos-gatilho ou neuropática ainda são
acetilcolina, e também noradrenalina e adrenalina circulante, pH, incrivelmente pouco conhecidos.
hipóxia, e pró-inflamatórios em geral. Quando existe patologia Dor de cabeça relacionada com atividade neuro-
neural, a taxa de caos no sistema aumenta, porque o agente e o muscular cervical
sujeito do processo são o mesmo – a rede neural. A redundância Na verdade, o sistema nervoso periférico como campo
parece gerar eventos não-lineares, não previsíveis com base na da manifestação de sintomas, e ao mesmo tempo um painel apto
função normal da rede. Isso pode justificar um dos enigmas da para responder prontamente aos estímulos externos, ainda não
síndrome dolorosa miofascial – o fato de as bandas tensas chegou às faculdades, nem ao raciocínio médico comum. Talvez
musculares não serem homogeneamente distribuídas no músculo. porque seja tão nova a descoberta dos diversos papeis
Encontram-se nas regiões onde há maior concentração de terminais desempenhados pela rede neural somática, ainda não foi
de placa motora, e essa concentração permite que os estímulos incorporada ao pensamento majoritário.
atinjam um ponto critico, mobilizando miofibrilas em alguns Relações neurais entre a zona de dor referida e a
sarcômeros (células musculares), de modo auto-sustentado. musculatura cervical.
Microfotografia eletrônica de terminais de placas motoras A Esses quadros dolorosos auto-perpetuantes, que
cronificação da contratura leva a fibrose (substituição das fibras poderiam ter sido manejados de modo a prevenir a cronificação,
musculares normais por cicatriciais) e encurtamento do músculo, a podem ser tratados com altas taxas de eficiência (às vezes com
entesopatia (alteração na estrutura de tendões) e a modificações uma única intervenção, como Melzack observou e há décadas
articulares (inflamação, alteração da forma). Então, na ocorrência relatou no Textbook of Pain). Uma vez identificadas as alterações
de sensibilização radicular (das raízes nervosas) – que na maioria que se manifestam nos músculos, estreitamente vinculadas aos
dos casos é causada ou mantida por distúrbio miofascial para- componentes neurais, diversos tipos de intervenção produzem no
vertebral (em todos os planos de profundidade), o tratamento na mínimo alguma melhora. Com a aplicação dos métodos mais
região paravertebral é necessário e eficaz. Mas muitos casos de eficazes, que são os que se baseiam nas propriedades fisiológicas
síndrome dolorosa músculo-esquelética de origem periférica, não do sistema nervoso periférico, os resultados costumam ser muito
dependem da existência de bandas tensas em pontos-gatilho para melhores e mais consistentes. As abordagens terapêuticas mais
existir, na fase aguda. Ocorre, por exemplo, logo após trauma eficazes são as que contemplam os diversos aspectos
articular, quando os músculos da região têm o seu tônus fisiopatológicos, com base nos conhecimentos da neurobiologia da
reflexamente aumentado, como numa intenção de ‘proteger’ a dor somática crônica. Isso inclui a aplicação de intervenções que
articulação. O reflexo nocifensivo pode ser útil, mas pode se tornar visam não somente provocar reflexos medulares auto-reguladores,
nocivo, frequentemente agravando as conseqüências do trauma, e restaurar a normalidade dos que se encontram alterados, mas
criando um padrão de contratura que não se restringe a uma banda também acionar a antinocicepção descendente, e modular a
estreita, mas abrangendo todo o músculo. Processo idêntico atividade global do sistema nervoso central e as respostas
acontece na dor miofascial que ocorre como resposta reflexa a uma autonômicas, contribuindo assim para reduzir a sensibilização
anomalia visceral - o músculo somático conectado ao órgão interno neuronal periférica e central. Assim como o raciocínio
via reflexo medular se torna hiperalgésico. Da escolha do local neurobiológico, é imprescindível que se contemple a anatomia
apropriado de acesso intramuscular para fazer a estimulação funcional e a anatomia dos nervos periféricos, que fornecem um
dependerá o resultado da terapêutica. Os alvos do tratamento mapa mental essencial para o exame e para a aplicação dos
podem ser primariamente as conexões sensório-motoras, procedimentos.
promovendo relaxamento do músculo e desativação do circuito que Elementos do sistema nervoso periférico.
mantém a perturbação. Na dor lombar baixa, os alvos mais A aplicação desse raciocínio, e as práticas decorrentes, é
importantes costumam se localizar acima do local da dor referida. A a base da Acupuntura Médica Contemporânea, cuja principal
dor que se origina em L5-S1, por exemplo, costuma responder bem vocação é o tratamento de condições clínicas dolorosas como a
ao se tratar os músculos eretores da coluna, localizados na altura síndrome dolorosa miofascial e outras modalidades de dor
da transição tóraco-lombar. Além disso, os componentes centrais, (neuropática, inflamatória, visceral, especialmente na ocorrência de
incluindo a sensibilização dos diversos componentes da rede neural hiperalgesia) e de distúrbios funcionais em geral.
relacionada com a transmissão e percepção da dor, e os aspectos Infiltrações de anestésico local para desativação
emocionais e cognitivos da dor estão sempre atuando, e a atenção de pontos-gatilho.
a estes fatores pode ser crucial para a obtenção dos melhores Os métodos da Acupuntura Médica Contemporânea
resultados do tratamento. levam seguramente a resultados superiores aos dos estudos
Postado por Norton Moritz Carneiro clínicos que utilizaram os pontos da acupuntura chinesa tradicional
Domingo, 2 de Março de 2008 em tratamento de cefaléia. Esses estudos (de alta confiabilidade, de
acordo com os melhores critérios metodológicos) mostraram cerca
de 50% de melhora da dor de cabeça crônica, e que agulhamento
225
mínimo em locais sem nenhuma correlação (segundo o arcabouço As pessoas com dor crônica, dor disseminada ou
teórico que sustentou os critérios para escolha dos pontos) com o síndrome de fibromialgia apresentam muitos outros sintomas além
quadro tratado também promoveu melhora de cerca de 50%. da dor músculo-esquelética, como
Postado por Norton Moritz Carneiro - fadiga, distúrbios do sono, sensação de aumento de
Domingo, 24 de Fevereiro de 2008 volume dos tecidos corporais e de falta de forca muscular,
parestesia (formigamento, dormência);
Síndrome de Fibromialgia - disfunção cognitiva (atenção, memória), vertigens
(tontura, “cabeça leve”), e
2. - sintomas de disfunções concomitantes, como síndrome
Síndrome é o nome que se dá a um conjunto de do colo irritável, enxaqueca, cefaléia tensional e síndrome das
sintomas, conectados entre si, que quando aparecem isoladamente pernas inquietas.
podem ser causados por uma doença específica. A síndrome de Manifestações de resposta ao stress, ansiedade e
fibromialgia é uma condição clínica que afeta primariamente o depressão estão presentes em 30 a 45% dos pacientes, e fatores
sistema nervoso, e as manifestações clínicas são decorrentes de como distúrbios hormonais, trauma físico e perturbação do sono
alterações nos complexos processos de auto-regulação do contribuem para piorar a situação. A avaliação do paciente com dor
organismo. Dor disseminada, perturbações de ordem emocional crônica disseminada inclui história clínica e exame físico, para
(depressão, ansiedade), fadiga crônica e distúrbios do sono são diagnosticar a síndrome de fibromialgia e as condições associadas
aspectos fundamentais para caracterizar a síndrome de ou concomitantes. A ocorrência concomitante de síndrome dolorosa
fibromialgia: miofascial ou doença reumática e síndrome de fibromialgia é um
Dor achado freqüente. Avalia-se que 20 a 30% dos pacientes com artrite
Dor músculo-esquelética (muscular, articular) e reumatóide e lupus eritematoso têm síndrome de fibromialgia
relacionada com os nervos periféricos. associada, o que requer uma abordagem terapêutica diferente.
Dolorimento comparável ao dos estados gripais. Locais mais comuns de máxima sensibilidade dolorosa. Entre as
Hipersensibilidade à dor (hiperalgesia) e a outros medidas terapêuticas indicadas para tratar os pacientes com
estímulos ambientais, como ruídos e mudanças climáticas. síndrome de fibromialgia, destacam-se os métodos de estimulaçao
Fadiga neural periférica, capazes de modificar o estado funcional dos
Sensação de falta de força muscular, e de cansaço diversos componentes neurais da captação, transmissão,
generalizado, desproporcional com relação às atividades, percepção e respostas à dor.
manifestando-se mesmo ao despertar de noite de sono, e podendo Postado por Norton Moritz Carneiro
se intensificar periodicamente ao longo do dia. Quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2008
Perturbações do sono
Sono não-reparador. Fase profunda do sono de pequena Transcranial electrical stimulation |
duração. Interrupções do sono, e também insônia.
Perturbações emocionais
Estimulação elétrica transcraniana
Video - Link - Clicar aqui
Depressão, ansiedade.
Postado por Norton Moritz Carneiro
Dificuldades cognitivas
The Medical Acupuncture Web Page
Dispersão da atenção; queixas de falta de memória,
AA Pesquisas em Acupuntura
“mente enevoada”; variações do humor. Dificuldades ocasionais
Institute for the Study and Treatment of Pain
com a expressão verbal.
Postado por Norton Moritz Carneiro
Distúrbios digestivos
Síndrome do colo irritável. Distensão abdominal, refluxo Atualização em eletro-
gastro-esofágico, alterações do esvaziamento intestinal.
Intolerâncias alimentares. neuro-estimulação
Distúrbios urinários Informações provenientes de diferentes fontes permitem
Bexiga hiperativa ou irritável, cistite intersticial. desenhar um uso atualizado dos recursos da estimulação elétrica
Cefaléia do sistema nervoso periférico. Os resultados dos experimentos e as
Enxaqueca (migrânia), cefaléia tensional, cefaléia conclusões da investigação biológica da eletro-neuro-estimulação,
crônica diária. junto com dados da fisiologia dos neurônios (membrana neuronal,
Disfunções autonômicas e hormonais transmissão de sinais ao longo dos axônios sensoriais, processos
Perturbação da regulação térmica – dificuldades de adaptativos inerentes a cada fibra nervosa), e mais os resultados
adaptação às mudanças de temperatura ambiental; Febre dos estudos clínicos levam à adoção de estratégias especiais para
persistente e discreta ou temperatura corporal sistematicamente cada tipo de situação. Aplicação da eletro-neuro-estimulação num
baixa. quadro doloroso específico. Uma das condições dolorosas mais
Prolapso da válvula mitral. prevalentes nos últimos anos é a dor no punho e na mão
Alterações no ciclo menstrual. Hipotiroidismo. Disfunção relacionada com longos períodos de trabalho usando teclado e
das supra-renais. mouse. A contração sustentada dos músculos extensores e
Alergias e imunidade pronadores no antebraço, e em menor grau também dos flexores,
Aumento da sensibilidade a substâncias presentes no leva às conhecidas mudanças circulatórias e da função neural
ambiente. intramuscular que, com as alterações concomitantes dos tecidos
Suscetibilidade a infecções virais, recuperação lenta de conjuntivos (músculos, fáscias, tendões, cápsulas articulares) levam
doenças ou traumas. à instalação da síndrome dolorosa miofascial. Nesse tipo de
Gânglios aumentados, faringite e rinite. condição clínica, o tratamento deve ser dirigido para obter melhora
DIstúrbios neuro-musculares da dor, da capacidade funcional (frequentemente ocorre restrição da
Contraturas, câimbras e tremores, mioclonia. amplitude de movimento da articulação do punho), e também a
Distúrbios sensoriais modificação do padrão reflexo (inclui hiperatividade simpática)
Dormências, formigamentos (parestesias). Zumbido. intermediado por sensibilização periférica e central que contribui
Postado por Norton Moritz Carneiro para a perpetuação da condição. Os objetivos terapêuticos incluem:
- redução da hiperalgesia na região da dor referida,
Síndrome de Fibromialgia - abrandamento das bandas tensas musculares,
- restauração do tônus dos músculos envolvidos,
1. - ativação da antinocicepção descendente.

226
- normalização da atividade autonômica local, regional e Bucomaxilo Facial – Universidade Federal de Santa Catarina -
sistemicamente, principalmente nos casos crônicos. gil@ccs.ufsc.br
Para alcançar esses objetivos utilizando eletro-neuro- *** Medico especialista em Acupuntura – Diretor do Centro
estimulação, escolhidos os alvos das intervenções, é preciso Avançado em Acupuntura Medica –
escolher o modo de estimulação. Modo de estimulação de acordo http://acupunturacontemporanea.blogspot.com/
com os objetivos do tratamento. Na região do carpo, considerando **** Professora do Programa de Pós-Graduação em Ciências do
um caso hipotético em que a dor nessa região é um aspecto Movimento Humano – d2scd@udesc.br
preponderante, não é necessário utilizar agulhas. Nesse local, uma
boa opção é a eletro-neuro-estimulação transcutânea, com Introducción
freqüências altas (p. ex. 300 Hz) e duração baixa de pulsos (p. ex. Preservar la vida es un fuerte instinto y el dolor tiene
100 microseg), intensidade no nível de percepção não-dolorosa. Um función primordial en este proceso. De etiología multifactorial, la
bom recurso é a iontoforese, que pode ser feita com algodão disfunción temporomandibular puede estar relacionada al bruxismo
embebido em anestésico local (com pH ácido) sob o eletrodo (há no del sueño. Ambos generalmente presentan contracturas de grupos
mercado eletrodos com reservatório para o anestésico). Para musculares. La mandíbula ocupa un lugar especial respecto a las
normalizar o tônus muscular, uma boa técnica é a eletro-neuro- necesidades básicas del organismo y la aplicación de acupuntura
estimulação percutânea (ou transcutânea, no caso de alodinia na en odontología representa un medio importante para el manejo de
região do músculo) nos pontos motores dos músculos envolvidos. los disturbios relacionados con la articulación temporomandibular.
Nesse caso, a freqüência de eletro-neuro-estimulação não pode Objetivos
ultrapassar 10 Hz, sendo 5 Hz a mais usada. A seqüência de Evaluar la eficacia de la acupuntura, demostrando los
contração e relaxamento re-informa a integração sensório-motora, beneficios de su uso en pacientes con dolor y disfunción de la
corrigindo a configuração dos sensores cujos sinais são essenciais articulación temporomandibular.
para a regulação do tônus muscular, destacando-se os fusos neuro- Metodologia
musculares. Nas bandas tensas, em que, mais do que contratura El estudio se desarrolló en la Universidad Federal de
pode-se definir a rigidez tecidual como espástica, as freqüências Santa Catalina en el año 2006. Se seleccionaron 20 individuos entre
indicadas são mais altas, acima de 300 Hz, duração de pulso baixa 20 y 60 años; sexo femenino; sin alteración morfológica articular y
(ativam-se preferencialmente as fibras mais calibrosas, de limiar de con sintomatología dolorosa en los músculos de la masticación en
excitabilidade mais baixo, sem excitar nociceptores). Como un período superior a 90 días. Se controlaron once de las pacientes
contribuição para a redução segmentar do tônus simpático, é útil durante 30 días después de la primera consulta para una valoración
estimulação para-vertebral, entre C5 e T1, a freqüência mais usada del dolor en una escala numérica del 0 al 10. Divididos en ocho para
é 10 Hz, duração de pulso pode ser 200 microseg ou mais. el grupo experimental y tres para el grupo de observación; los
Estimulação com baixa freqüência (5 Hz) de ramos nervosos nas individuos respondieron un cuestionario, en un total de cinco
extremidades (p. ex. nervo mediano, ramo do tibial posterior), consultas. Se establecieron puntos de “estimulación neural
contribui de modo sistêmico e inespecífico para a analgesia periférica”, las agujas (0,20 x 30,0) mm permanecieron en los
(antinocicepção descendente), controle das inflamações (inibição puntos seleccionados durante 20 minutos con electroestimulación
simpática / ativação para-simpática), melhora do padrão de percutánea. El aparato (SIKURO® DS 100) emitió disparos de entre
resposta ao stress (inibição de centros ativadores como as 5 y 20 Hz de frecuencia, con duración de cuatro segundos activos e
amídalas temporais), incluindo diminuição da ansiedade, e melhora cuatro segundos inactivos cada uno. Para las comparaciones entre
das funções rítmicas como o sono. Estimulação de locais dolor inicial y final en los grupos se emplearon el teste t para datos
específicos no couro cabeludo contribui para essa finalidade dependientes y el teste de Wilcoxon. En las comparaciones entre
terapêutica. grupo experimental y grupo de observación, se utilizó el teste de
Postado por Norton Moritz Carneiro Mann-Whitney. Para todos los testes estadísticos, se empleó un
Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008 nivel de significancia de 5 %.
Eletroanalgesia: estimulação elétrica trans-craniana | Resultados
Electroanalgesia - Transcranial electrical stimulation Independientemente de la reducción de la intensidad
Cutting Chronic Pain Without Pills | Cortando a Dor inicial del dolor y del consumo voluntario de analgésicos; todas las
Crônica sem Drogas participantes del grupo experimental relataron mejoras inmediatas
New Technique Uses Ancient Technique To Tackle Brain's después de la aplicación de la acupuntura refiriendo una relajación
Response To Pain significativa y somnolencia. Del total de los veinte individuos, en
Nova Técnica usa Método Antigo Para Modificar a relación al bruxismo del sueño, quince presentaron facetas de
Resposta Cerebral À Dor desgaste en esmalte y solo tres habían usado placas mio-relajantes
CBS News medical correspondent Dr. Jon LaPook y hecho algún tipo de fisioterapia manual. Los testes estadísticos
examines a way to cut pain without using medication - instead, it mostraron que ocurrió una disminución significativa en el dolor en el
employs an ancient technique: applying electricity. grupo que utilizó acupuntura. No se encontraron diferencias
(Feb. 19, 2008). significativas en el dolor, para el grupo de observación. En las
Nota: A técnica faz parte dos recursos próprios da comparaciones del dolor final (después de las cinco aplicaciones de
Acupuntura Médica Contemporânea. la acupuntura) entre el grupo experimental y el grupo del
observación se encontró una disminución significativa del dolor en
Acupuntura en el Tratamiento del Dolor Relacionado con el grupo experimental.
Trastorno de la ATM Conclusión
Estudio controlado de la utilización de Acupuntura El dolor y la disfunción temporomandibular, como
(estimulación neural periférica) en el tratamiento del dolor desorden clínica de elevada prevalencia, es una patología en que
relacionado con trastorno de la articulación temporomandibular. debe considerarse la indicación para la práctica de acupuntura
Universidade federal de Santa Catarina contemporánea; que fundamentada en los conocimientos actuales
Centro de Ciências da Saúde de neurofisiología, se evidencia como un importante recurso
Departamento de Cirurgia e Traumatologia Buco-maxilo- terapéutico en Odontología.
facial Anexo 1
*PEREIRA, KS ; **GIL,JN; ***CARNEIRO, NM; Sitios de estimulación neural periférica – localización
****DOMENECH,SC topográfica.
* Dentista Especialista em Acupuntura Mestranda em DTM 1. En la depresión que se forma posteriormente el
Ciências do Movimento Humano – Universidade do Estado de cóndilo de la mandíbula, entre este y el trago de la oreja, con la
Santa Catarina – pereirakarime@hotmail.com boca abierta. Dirección oblicua inferior y posterior, en dirección al
** Professor Titular da Disciplina de Cirurgia e Traumatologia nervio facial (VB2).
227
DTM 2. En la depresión que aparece bajo el arco sensibilizados nas fáscias são elementos cruciais na dor
zigomático cuando la boca está abierta en posición de reposo, y relacionada com pontos-gatilho miofasciais [Kawakita K. 1993; Itoh
que es delimitada por debajo por el borde de la escotadura K. 2002]. O agulhamento em pontos-gatilho miofasciais produz
sigmoidea. Dirección perpendicular u oblicua dirigida para atrás grande ativação de receptores polimodais sensibilizados, resultando
(E7). em alívio da dor, por hiperpolarização, além de acionar mecanismos
DTM 3. Sobre el ramo ascendente de la mandíbula, antinociceptivos endógenos, como o portão medular de controle da
arriba del ángulo mandibular, en una concavidad. Hay en la región dor, bem como antinocicepção supra-segmentar descendente [Itoh
ramos del nervio grande auricular, facial y trigémino. Dirección K. 2004].
perpendicular u oblicua en dirección al ángulo mandibular (E6). ACUPUNTURA: OS FATOS
DTM 4. En una concavidad sobre el músculo temporal, de Dr. Stephen Basser
detrás de la sutura coronal y debajo de la línea temporal inferior. Introdução
Sobre el ramo del nervio trigémino. Dirección oblicua paralela a la A prática da acupuntura é bastante difundida na Austrália
piel, para atrás (VB5). e ela é usada tanto por pessoas com e sem treinamento médico. A
DTM 5. En la mano, en una depresión situada en la técnica é baseada na crença de que o corpo humano adoece
borda radial del segundo metacarpiano, la mitad de la distancia por quando existem desequilíbrios nos níveis de forças vitais invisíveis.
entre las epífisis del hueso. En la región se encuentran fibras O equilíbrio pode ser restabelecido usando agulhas finas ou outros
nerviosas del nervio mediano, radial y ulnar. Dirección perpendicular meios para estimular diversos pontos do corpo. As agulhas
al plano de la piel. (IG4) geralmente são inseridas e giradas e podem ser deixadas por
DTM 6. En una concavidad situada en la cara ventral del períodos curtos. Os pontos escolhidos para estímulo dependem dos
puño, en el límite proximal de la aponeurosis del carpo, por entre los sintomas dos pacientes, da estação do ano, do tempo e do
tendones flexores, en la línea mediana. Sobre el nervio mediano. resultado da tomada de pulso do paciente. A acupuntura é uma
(Pc6). terapia baseada na filosofia chinesa antiga e foi descrita pela
Anexo 2 primeira vez em 90AC em um texto de Shih-chi. Nenhuma fonte
Valores de dolor encontrado para el grupo experimental chinesa anterior a essa data se refere à técnica da acupuntura.1
(1) y para el grupo de observación (2); antes y después del Autores modernos (e.g., Needham2) propuseram visões da
tratamiento con acupuntura. acupuntura que não são consistentes com as descrições dos textos
(http://nortonmoritzcarneiro.googlepages.com/Acupuntura_dor_ATM chineses antigos. Isso é claramente inadequado. Qualquer
_2007anexo2.doc) avaliação da acupuntura envolve tomar aqueles textos como os
documentos históricos que são e não somente reinterpretá-los para
Referencias Bibliográficas servir algum outro fim. Quando se faz isso é claro que
ATTANÁSIO, R. Nocturnal bruxism and its clinical frequentemente existirá uma pequena conexão entre a forma
management. Dental clinics of North America, 1991. v.35(1) p.245- ocidental moderna e o entendimento da acupuntura no passado.
252. Somente através de referências precisas a materiais-fonte é que os
BEAR, M.F. et al. Neurociências – Desvendando o interessados na acupuntura podem determinar se seus conceitos
Sistema Nervoso. Porto Alegre: Artmed, 2002. p.855. são aplicáveis de uma maneira que faça sentido nos tempos
CARNEIRO, N.M. Fundamentos da Acupuntura Médica. modernos. A objetividade é um princípio científico importante que dá
Florianópolis: Sistemas, 2001. proteção contra a influência de crenças ou idéias pré-existentes.3
DAMÁSIO, A.R. Em busca de Espinosa: prazer e dor na História da Acupuntura
ciência dos sentimentos. São Paulo: Companhia das Letras, 2004. Os primeiros textos médicos chineses são os
p.360. descobertos nos túmulos Ma-wang-tui em 1973, datados como
LENT, R. et al. Cem bilhões de neurônios: Conceitos sendo de 168 A.C.4-6 Eles fornecem um panorama da medicina
fundamentais de neurociência. São Paulo : Atheneu, 2004. p.698 chinesa do terceiro ao segundo século A.C. A acupuntura não é
OKESON, J.P. Dor Orofacial: Guia De Avaliação mencionada nesses textos, que registram todas as formas de
Diagnóstico e Tratamento. São Paulo: Quintessence, 1998. tratamento em uso na época.1 Os textos Ma-wang-tui descrevem
SIQUEIRA, J.T.T.; TEIXEIRA, M.J. Dor Orofacial, onze mo ou vasos, que se acreditava conterem, além de sangue,
diagnóstico, Terapêutica e Qualidade de Vida. Curitiba: Maio, 2001. uma força vital conhecida como chi ou pneuma.6 Não se fazia
Postado por Norton Moritz Carneiro distinção entre os vasos baseada em seus conteúdos e não se
Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2008 fornecia nenhuma informação sobre como o sangue e o chi
circulavam nos vasos, que não compunham um sistema
Pontos-gatilho como alvos conectado.1 No fim do primeiro século A.C. se acreditava que havia
doze vasos e que eles eram conectados em uma rede. Além disso,
dos métodos da Acupuntura se desenvolveu uma imagem do chi fluindo através de vasos
separadamente do sangue.1,4,6 O texto mais importante desas
Contemporânea - o papel dos época - o Huang-ti nei-ching - menciona doze vasos conectados
receptores polimodais com diferentes caminhos aos onze antes mencionados.7 Eles eram
Tem sido demonstrado que acupuntura ou agulhamento chamados de "condutores" (ching) ou "vasos condutores" (ching-
seco de um ponto-gatilho miofascial resulta em alívio imediato da mo). Ele também registra um grande número de buracos
dor relacionada com pontos-gatilho miofasciais, e que o localizados ao longo do corpo nesses vasos. A maior parte dos
agulhamento profundo (a inserção profunda afeta diferentes autores modernos se refere a esses vasos como meridianos.8,9
estruturas teciduais) tem efeitos significativamente superiores do Chi
que o agulhamento superficial e do que nos chamados "pontos de As doenças eram intimamente ligadas ao sistema
Acupuntura" da medicina tradicional chinesa. [Ceccherelli F. 2002; vascular e inicialmente eram tratadas causando sangramento de um
Ishimaru K. 1995]. Um dos grupos de componentes neurais vaso com pedras afiadas ou agulhas.6 Mais tarde se desenvolveu o
presentes nos pontos-gatilho, e que se encontram sensibilizados na conceito de agente causador de doenças - o hsieh. Acreditava-se
condição definida como síndrome dolorosa miofascial, são os que ele poderia se armazenar nos vasos e interferir em seu fluxo. O
receptores polimodais.O fato de receptores multimodais estarem conceito de chi veio do termo hsieh-chi, ou más influências, que por
distribuídos tanto nas fáscias e músculos quanto na pele, não exclui suas vez provieram de uma época anterior da história chinesa onde
a possibilidade de que o agulhamento superficial ative esse tipo de se pensava que os agentes causadores de doenças eram demônios
terminações sensoriais, produzindo efeitos analgésicos. Os (hsieh-kuei).1 O vento era inicialmente visto como um demônio e
receptores polimodais, que respondem a estimulação química, portanto causador de doenças. Mais tarde, tornou-se somente um
elétrica e mecânica, e cuja estimulação gera efeitos analgésicos, fenômeno natural, embora fosse considerado um aviso de eventos
são alvos dos métodos de modulação neural periférica. Receptores futuros. Sendo um espírito ou demônio, acreditava-se que o vento
228
morava em cavernas ou túneis. O termo para 'cavernas' é usado na rejeitavam o conceito de yin/yang).7 Num mesmo livro, virtualmente
literatura da acupuntura para designar buracos na pela pelos quais lado a lado, poderia haver diretrizes baseadas em padrões de
o chi pode fluir livremente para dentro ou para fora do corpo - conhecimento mutuamente exclusivos. Com o tempo, houve certa
hsueh. Acreditava-se que através da inserção de diferentes tipos de conciliação mas nenhuma padronização formal dessas visões
agulhas nesses buracos o fluxo de chi opderia ser aumentado ou conflitantes foi tentada. Por exemplo, os termos hsin (coração), kan
diminuído para se atingir um estado de saúde mais normal. O chi (fígado) e p'i (baço) se referem a estruturas anatômicas ou sistemas
flutuaria no ar e fluiria com o sangue. O caractere chinês usado funcionais abstratos? Na literatura médica chinesa existe referência
para representar o chi é lido literalmente como vapores saindo da a ambos e portanto nenhum é 'correto'. Esses problemas surgiram
comida.1 Os proponentes da acupuntura gostam de usar a palavra porque originalmente havia uma dependência nas percepções
'energia' em associação com a palavra chi, mas é claro que: "o subjetivas e nenhum sistema para adquirir e registrar informações
conceito fundamental de chi não tem nenhuma semelhança com o objetivamente.
conceito ocidental de energia (seja ele emprestado das ciências O Poder das Histórias
físicas ou do significado coloquial)."4(p5) O primeiro entendimento de saúde e doença na China
Influência Celestial provinha quase inteiramente de conclusões analógicas e não de
Ao longo do tempo, a conexão entre dar agulhadas e o evidências anatômicas.1,4,6 Só no século dezoito que se começou
chi, que formava a base da acupuntura, foi descrita no contexto de a reconhecer que a idéia de função é inútil sem compreensão da
uma emergente visão cosmológica do mundo, que não era evidente estrutura de fato. As cirurgias foram proibidas por muito tempo na
nas primeiras descrições das sangrias médicas. A medicina China, pois era inaceitável abrir o corpo dessa maneira.1 É
orgânica foi incluída nesse sistema emergente de correspondências importante perceber que a acupuntura surgiu em uma época em
cosmológicas.1,6 Por exemplo, as agulhas foram agrupadas em que não havia conhecimento de fisiologia, bioquímica ou
nove tipos devido ao significado cosmológico desse número. mecanismos de cura modernos. Se uma pessoa estava doente, era
Quando o sistema de aberturas ou buracos ao longo dos vasos foi tratada com acupuntura e melhorava, assumia-se que era o
inicialmente descrito, havia 365 deles, não porque esse número tratamento que causava a melhora. Não havia estudo formal das
havia sido identificado anatomicamente, mas porque isso doenças e sua história natural e nem se efetuou alguma tentativa de
correspondia ao número de dias em um ano. Os primeiros textos determinar se a pessoa teria melhorado sem o tratamento. Sem
não fazem nenhuma referência às aberturas - eles são descritos uma base científica para determinar o sucesso ou fracasso, os dois
sem aviso, e existem 365 deles. A ausência de qualquer base eventos - o tratamento e a melhora - eram associados causalmente
objetiva para as aberturas é mostrada no fato de que muitos textos e esses tratamentos específicos permaneceram não testados até
descrevem números diferentes de aberturas.10 hoje.
Elementos Contraditórios O Início do Século XX
Os vasos, e não as aberturas, eram a característica No começo do século vinte, a Medicina Tradicional
central da acupuntura 'antiga', enquanto na prática moderna os Chinesa (MTC) era vista como uma cuiriosidade histórica e seu uso
pontos é que parecem ser de primeira importância. Com o tempo, estava restrito a áreas rurais.12-14 Em seus primeiros tempos, o
os vasos perderam sua associação com o sistema vascular6 e no partido comunista chinês tinha considerável antipatia contra a MTC
ocidente são vistos primariamente como vias funcionais ligando as e a ridicularizava por sua visão supersticiosa, irracional e retrógada,
aberturas. O uso do termo 'meridiano', ao invés de 'vaso', serve alegando que ela estava em conflito com a dedicação do partido à
somente para deixar a questão menos clara. Outro problema mais ciência como um caminho do progresso.13 A acupuntura foi incluída
profundo é uma contradição aparente no fato de que a prática nessa crítica. A pessoa que se tornaria o primeiro secretário-geral
moderna de acupuntura parece estar baseada nos conceitos de pré do partido comunista afirmou, em 1919: "Nossos homens de
e pós-circulação. Ou seja, os vasos são espetados como se conhecimento não entendem a ciência; assim, fazem uso dos sinais
constituíssem unidades separadas, enquanto ao mesmo tempo a de yin e yang e das crenças dos cinco elementos para confundir o
maior parte dos praticantes da medicina tradicional chinesa também mundo... Nossos médicos não entendem a ciência: eles ignoram
usam a palpação do pulso, o que só faz sentido se o fluxo pelos não somente completamente a anatomia humana, mas também a
vasos é contínuo. Se o fluxo não era contínuo (i.e., os vasos não análise dos medicamentos; pois envenenamento por bactérias e
são conectados), então cada vaso precisaria ser palpado para se infecções é novidade para eles... Nunca entenderemos o chi
sentir sua pulsação. De fato, é isso que foi originalmente descrito, e mesmo que procuremos em todo o universo. Todas essas coloridas
parece que esse contradição básica surgiu da uma aceitação noções e crenças irracionais podem ser corrigidas na raiz pela
parcial e uma rejeição parcial da história.4 Não é claro por que isso ciência."15(p135)
ocorreu e como se decidiu o que manter e o que descartar. Mao Tse-Tung e a Revolução Cultural
Yin, Yang e os Cinco Elementos Ficou a cargo de Mao Tse-Tung salvar a MTC, incluindo
A maior parte das pessoas já ouviu falar de yin e yang, a acupuntura, ao lançá-la na arena política.12,14,16,17 A era de
que descrevem conceitos que formam uma parte importante da Mao viu uma ressurgência do interesse na MTC como resultado:
história da medicina chinesa e da acupuntura. Considerava-se que (1) Do envolvimento pessoal de Mao;
uma pessoa doente estava em desequilíbrio com a natureza e (2) Da necessidade de utilizar todos os recursos
essas duas forças opostas. Originalmente, os termos se referiam disponíveis para prestar serviços de saúde em áreas rurais. Quando
aos lados sombreado (yin) e ensolarado (yang) de uma montanha.1 a República Popular da China foi criada, em 1949, a China era um
A crença nessas forças era baseada na visão de que a maior parte lugar pouco saudável e as áreas rurais tinham serviços de saúde
do mundo consistia de eventos cíclicos, que eram portanto especialmente pobres. Um dos objetivos principais de Mao era
causados pela ascensão e queda de forças opostas mas mudar essa situação;
complementares. Também havia um elemento da crença antiga em (3) Do desejo do partido por poder e controle. Em 1968 o
uma forma específica de mágica - que semelhante corresponde a ministro de saúde pública havia se tornado essencialmente
semelhante. Em outras palavras, acreditava-se que danificar a irrelevante e a maior parte dos líderes da revolução cultural tinha
imagem de uma pessoa resultaria em dano real à pessoa, ou que sido removida e substituída por militares. O poder decisório estava
ingerir alimentos parecidos com um certo órgão seria benéfico a ele. quase que inteiramente nas mãos dos líderes dos partido.
Outra importante filosofia natural na história da medicina chinesa foi A acupuntura e outras terapias tradicionais como a
a doutrina das cinco fases ou elementos (wu-hsing), que envolvia a medicina de ervas eram poderosas ferramentas políticas, utilizadas
categorização dos fenômenos naturais em água, fogo, metal, para apoiar a revolução cultural.1,14 Em um dado ponto, o chefe do
madeira e solo, cinco linhas separadas de correspondência.11 Um comitê de saúde pública do noroeste foi denunciado por expressar
sexto componente, grãos, também é descrito. A aplicação inicial oposição à MTC e o primeiro vice-ministro que havia sido o mentor
dessas filosofias à medicina era caracterizada por várias escolas dos serviços de saúde desde os anos 30 'confessou' no Diário
diferentes com diferentes teorias, muitas delas mutuamente Popular também ter se oposto. A razão para sua oposição era se
exclusivas (e.g., os proponentes da doutrina das cinco fases "divórcio da liderança do partido".14(p47) Médicos e pacientes
229
também sofreram considerável pressão para usar as técnicas Avaliando a Acupuntura: As Questões Cruciais
tradicionais, e os críticos foram tratados duramente. Em outubro de Muitos dos aparentes benefícios da acupuntura provêm
1966, o Jornal Chinês de Medicina foi substituído por uma de relatos não sistematizados e ao avaliar essa técnica é importante
publicação claramente política - Medicina Chinesa - cujo banner quantificar o valor objetivo conferido. Ou seja, é importante excluir a
incluía as palavras 'órgão oficial da Associação Médica Chinesa'.17 história natural e o efeito placebo para que se possa associar com
O editorial da primeira edição proclamava: "Teremos em conta confiança qualquer benefício à terapia.25 É preciso que haja claras
ainda mais alta a grande bandeira vermelha do pensamento de Mao evidências de uma distinção entre técnicas contra-irritantes
Tse-Tung, estudaremos criativamente e aplicaremos os trabalhos do sensoriais que se sabe terem efeito analgésico - como Estimulação
chefe Mao e continuamente desenvolveremos a revolucionização Nervosa Trans-Elétrica (ENTE) - e a acupuntura. O efeito
de nossa ideologia e trabalho para que melhor possamos servir o analgésico ou a estimulação contra-irritante são vistos como
povo chinês e os povos revolucionários do mundo."17(p112) Depois fenômenos fisiológicos nos quais a transmissão de sinais de dor de
que o Jornal Chinês de Medicina foi reiniciado em 1973, essa uma área é inibida pela aplicação de outro estímulo em área
política de publicar material de natureza política continuou.18,19 separada, que pode estar distante do primeiro local.26-30 Além
Somente depois da queda do 'Grupo dos Quatro' em 1976 que essa disso deve haver evidência de que a inserção de agulhas em
ênfase foi abandonada e apareceram pela primeira vez revelações pontos aleatórios no corpo não produz o mesmo efeito que agulhas
sobre o impacto do clima político na China sobre as práticas introduzidas em pontos específicos. Essa questão é crucial. Os
médicas. Em 1987, em um trabalho sobre a história do JCM, esse proponentes da MTC alegam que é preciso muitos anos de
período foi descrito assim: "É triste lembrar os dias sombrios da treinamento especializado para identificar os pontos específicos de
'Revolução Cultural', que durou 10 anos a partir de 1966. O que acupuntura. Se existe efeito equivalente quando uma agulha é
aconteceu ao jornal? o LCM foi substituído pelo Medicina Chinesa, inserida da mesma maneira em qualquer lugar longe do local
que durou de 1966 a 1968, repleto de documentos políticos e com específico requerido pela teoria, então isso refuta a teoria. Aqueles
poucos trabalhos médicos... embora nosso jornal tenha recomeçado que continuam a afirmar que a acupuntura tradicional chinesa é
em 1975, muitos autores ainda começavam seus artigos científicos uma modalidade específica precisam enfrentar os estudos
com slogans políticos supérfluos... Trabalhos de baixa qualidade científicos existentes que refutam essa crença e não somente citar
também eram aceitos. Felizmente, a normalidade foi gradualmente estudos ou histórias favoráveis.
restituída no jornal depois de 1979".20(p438-39) Acupuntura e Perda de Audição: Uma Lição
A Era Moderna Aprendida
Na China de hoje, a medicina adotou um enfoque mais A importância de testes objetivos é muito bem ilustrada
científico e enquanto alguns elementos da MTC são mantidos, no review do uso de acupuntura em perdas auditivas
existe uma demanda crescente por avaliações científicas de sensorineurais.31 Essa publicação descreve bem quão facilmente
alegações passadas.12,21 A medicina ocidental e a ciência um remédio não testado pode ser promovido sem questionamentos
biomédica dominam, e geralmente se admite que se a MTC e como a avaliação científica geralmente acontece somente depois.
mantiver algum papel, será somente através da pesquisa científica.. Ele descreve o seuginte processo:
Isso é consistente com os ensinamentos de Mao, pois ele (a) Uma visita à China de um conhecido e respeitado
conclamava à modernização da MTC12 e chamava os chineses a otorrinolaringologista.
"descobrir a casa de tesouros e elevar seus padrões".1(p252) Dos (b) Demonstrações para essa pessoa de curas aparentes
aproximadamente 46 grandes publicações médicas da Associação efetuadas pela acupuntura. Nenhuma busca se faz para descobrir
Médica Chinesa, nenhuma é dedicada à acupuntura ou suas se os pacientes foram 'curados' passaram por testes audiométricos
variações. Em outras partes da Ásia, como o Japão, a acupuntura antes e depois do tratamento.
foi completamente rejeitada.22 No Japão, a medicina ocidental foi (c) Retorno aos Estados Unidos, depois do qual relatos
apresentada como alternativa à MTC pela primeira vez no século de curas começam a chegar ao público pela mídia, em especial
dezoito23 e no fim do século seguinte assumiu a posição através jornais e revistas populares.
dominante.24 Proclamações de 1875 e 1883 restringiam a prática (d) Como resultado dos relatos na mídia e das
da medicina do estilo Chinês e os médicos eram chamados a aparentemente altas taxas de sucesso alcançadas por praticantes
descartar a MTC e mudar para a medicina ocidental.24 locais, vem o pedido da sociedade para que o tratamento seja
Fatos e Ficção disponibilizado.
Temos hoje um conhecimento mais detalhado do corpo (e) A ausência de evidências científicas objetivas é
humano do que quando a acupuntura foi originalmente descrita, e assinalada com preocupação, e pesquisas são feitas.
desde aquela época muitas crenças foram examinadas com (f) Estudos formais mostram que a acupuntura não tem
cuidado. Podemos agora afirmar com confiança que: efeito nos níveis de audição de indivíduos com perda auditiva
(a) O conceito de chi não se baseia na fisiologia humana. sensorineural.
(b) A existência dos vasos, ou meridianos, ao longo dos O especialista que viajou à China e escreveu sobre as
quais os pontos para as agulhas são localizados, não foi notávies demonstrações que lá viu escreveu o seguinte três anos
demonstrada e não se relaciona ao conhecimento humano de depois: "...é um erro trágico levar uma criança - ou um adulto, que
anatomia. seja - ao tratamento por acupuntura de surdez neurosensosial a um
(c) Também não se mostrou que existam pontos dos chamados centros de acupuntura. Não houve um único caso de
específicos de acupuntura. Como afirmado acima, diferentes mapas melhora demonstrada audiometricamente, quando um paciente foi
de acupuntura dão números e localizações diferentes de pontos. testado audiometricamente antes e depois do tratamento por um
As evidências favoráveis à acupuntura precisam apoiar a otologista de respeito. Houve somente testemunhos pouco
visão de que ela é uma entidade distinta e separada. Ou seja, confiáveis e talvez plantados.31(p433)
devem apoiar a alegação de que a acupuntura tem efeito como Do Leste ao Oeste
resultado da introdução de agulhas em pontos específicos do corpo No começo dos anos 70 houve um período durante o
que correspondem aos vasos descritos historicamente. No entanto, qual as visitas à China eram populares e geralmente incluíam
antes que essa alegação seja testada precisamos saber qual demonstrações da eficácia quase miraculosa da acupuntura. Essas
descrição histórica está sendo usada como a 'verdadeira'. Qual visitas eram então descritas em publicações médicas mais como
descrição dos vasos está sendo usada - onze ou doze, conectados textos jornalísticos do que como reviews científicos críticos.32-34 O
ou não conectados - e quantos pontos existem? Por que esse rápido ganho de popularidade da acupuntura no Oeste se seguiu
modelo em particular está sendo usado em detrimento das aos relatos dessas visitas e capturou a imaginação do público bem
alternativas? A avaliação científica da acupuntura só pode antes dos estudos científicos começarem a questionar a validade
prosseguir quando essas informações forem fornecidas e suas dos relatos.
fontes identificadas. Nenhum trabalho em acupuntura deveria ser Pesquisas em Acupuntura
publicado sem essas informações vitais.
230
Estudos científicos cuidadosamente planejados e Conclusões
conduzidos mostraram que a acupuntura tradicional chinesa é tão O Conselho Australiano de Ciência e Saúde (ACSH, na
eficaz no alívio da dor quanto placebo ou estímulos contra-irritantes sigla inglesa) [e a Sociedade da Terra Redonda] afirma[m] que:
como ENTE.35-58 Muitos desses estudos compararam a (1) Deve-se divulgar ao público o corrente status
acupuntura 'real' (agulhas inseridas de acordo com a teoria científico da acupuntura. Existe uma diferença patente entre as
tradicional) com a acupuntura 'falsa' [sham] (agulhas inseridas em alegações dos acupunturistas e os resultados das pesquisas com
outros lugares, que, em alguns casos, eram aqueles que a teoria ensaios clínicos.
tradicional indicava como os menos prováveis a reduzir a dor) - e (2) O ônus da prova pertence àqueles que afirmam que a
não se encontraram diferenças na eficácia.36,39,40-42,44 Uma vez acupuntura tradicional é eficaz, e pertence a uma entidade à parte,
que muitos estudos foram conduzidos com a cooperação e o ônus de estabelecer essa afirmação por meio de ensaios bem
participação de profissionais treinados na acupuntura tradicional, controlados e submetidos à avaliação de seus pares.
não é suficiente desacreditar esses estudos como parte de alguma (3) Existe a necessidade de estudos cientificamente
conspiração anti-alternativa imaginária. Aceita-se que existem rigorosos sobre a eficácia da acupuntura em uma variedade de
teorias modernas que cobrem parte da explicação da ação condições.
analgésica das técnicas contra-irritantes como ENTE27-29,59-65, (4) Até que tal evidências básicas estejam disponíveis a
embora deva se notar que nem todos os estudos confirmam que acupuntura não deve ser oferecida sem o total consentimento
eles tenham um efeito acima do placebo.66-68 Presentemente não informado - os pacientes devem ser avisados do status de não-
existem evidências para apoiar a visão de que a acupuntura tem comprovação da acupuntura e de seus possíveis efeitos adversos.
uma ação ou efeito além dessas técnicas. Alguns proponentes (5) Não se deve fazer com que o público pague por essa
modernos, em face dessas evidências, abandonaram as teorias terapia não comprovada através de descontos do sistema de saúde
antigas, incluindo vasos/meridianos e mesmo pontos de (Medicare).
acupuntura. O acupunturista inglês Felix Mann já acusou A necessidade de mais pesquisas e de padrões mais
ironicamente que, a se acreditar nos textos modernos, "não há altos foi enfatizada por autores de reviews de acupuntura
nenhum ponto da pele que não seja ponto de acupuntura".69 A dor anteriores.54-58,80-82
é um sintoma subjetivo e sua percepção é afetada por outros
fatores, incluindo estado psicológico.70 Há evidências de Referências
considerável efeito placebo em testes de muitas condições 1. Unschuld PU. Medicine in China. A history of ideas. University of
dolorosas71 e qualquer avaliação científica da acupuntura deve California Press. Berkeley. 1985
incluir uma tentativa de descobrir se ela pode aliviar a dor ou outros 2. Lu DG, Needham J. Celestial lancets. A history and rationale of
sintomas melhor do que o placebo. Como afirmado no relatório de acupuncture and moxibustion. Cambridge University Press.
1989 do Conselho de Pesquisa Médica e Saúde Nacional (NHMRC, Cambridge. 1980
na sigla inglesa): "...pode muito bem ser que a eficácia clínica da 3. West R. Assessment of evidence versus consensus or prejudice.
acupuntura na redução da dor seja devida mais a fatores Journal of Epidemiology and Community Health. 1992; 46: 321-2
psicológicos do que físicos".65(p46) Certamente não existem 4. Unschuld PU. Nan-ching - the Classic of Difficult Issues.
evidências apoiando a visão de que a acupuntura deve ser usada University of California Press. Berkeley. 1986
em diversas patologias sistêmicas (e.g. asma49,58 e 5. MacDonald A. Acupuncture: From ancient art to modern medicine.
artrite38,40,55) e é praticamente fraudulento sugerir isso. Allen and Unwin. London. 1982
Efeitos Colaterais 6. Epler Jr DC. Bloodletting in early Chinese Medicine and its
A acupuntura tem seus riscos72-76 e se técnicas relation to the origin of acupuncture. Bull Hist Med. 1980; 54: 357-67
disponíveis igualmente efetivas não envolvem a perfuração da pele 7. Keiji Y. The formation of the Huang-ti Nei-ching. Asia Asiatica.
então é difícil justificar esse procedimento invasivo. "Vista dessa 1979; 36: 67-89
maneira, a acupuntura é um meio elaborado mas 8. Worsley JR. Traditional Chinese Acupuncture.Vol.1. Meridians
desnecessariamente complicado de alcançar analgesia quando um and Points. Element Books. Salisbury. 1982
método clinicamente mais seguro e mais simples está 9. Weisner D. Alternative medicine. A guide for parents and health
disponível."65(p15) professionals in Australia. Kangaroo Press. New South Wales. 1989
Acupuntura Animal 10. Lun L. Acupuncture develops in the struggle between the
Proponentes da acupuntura às vezes apontam estudos Confucian thinking and the legalist thinking. Scientia Sinica. 1975;
em animais afirmando que eles claramente demonstram efeito 18(5): 581-90
analgésico e que como animais não são sugestionáveis, o efeito 11. Porkert M. The theoretical formulations of Chinese medicine:
placebo fica excluído. Animais precisam ser imobilizados para systems of correspondence. MIT Press. Cambridge. 1978
receber acupuntura e está bem descrito que nessas condições eles 12. Rosenthal MM. Health care in the People’s Republic of China.
podem desenvolver anestesia devido ao medo e catalepsia, -- a Moving toward Modernisation. Westview Press. Colorado. 1987
chamada 'reação parada'.5,77 Além disso, os estudos não 13. Crozier RC. Traditional medicine in modern China. Harvard
comparam a acupuntura 'real' e a 'falsa' e não fornecem detalhes University Press. Cambridge. 1968
sobre a fonte dos pontos de acupuntura utilizados. Onde está a 14. Lampton D. The politics of medicine in China.Westview
descrição da acupuntura em animais na literatura chinesa histórica? Press.Colorado. 1977
Um Desejo de Diálogo? 15. Kwok DW. Scientism in Chinese thought. New Haven. 1965
Deve-se expressar preocupação a respeito das visões de 16. Huard P, Wong M. Chinese Medicine. Weidenfeld and Nicolson.
alguns proponentes da acupuntura sobre a necessidade de London. 1968
cooperação mais próxima com a medicina científica. Por exemplo, 17. Sidel VW. Health services in the People’s Republic of China. In:
conselhos dados a acupunturistas por um proeminente autor Bowers JZ, Purcell EF, eds. Medicine and society in China. Josia
incluíam uma recomendação de minar a fé pública na medicina e Macey Jr Foundation. New York. 1974
ciência modernas e de educar a sociedade quanto à necessidade 18. Editorial. Advance along the widening road pointed out by
de medicina alternativa.78 Tentativas de obter comentários de Chairman Mao. A report on the barefoot doctors of Chiangchen
diversas organizações de acupuntura sobre os originais deste Commune, Ch’uansha County, Shanghai. Chinese Medical Journal.
trabalho da ACSH receberam silêncio ou sarcasmo. Nenhuma das 1975; 1(3): 159-166
organizações procuradas forneceu sequer um único comentário 19. Huang Sungyu People’s Commune Party Committee.
específico a qualquer parte deste trabalho. Isso é particularmente Consolidate the dictatorship of the proletariat and run cooperative
curioso dado que o relatório de 1989 do NHMRC foi condenado por medical service well. Chinese Medical Journal. 1975; 1(4): 233-36
acupunturistas por: "...não convidar acupunturistas tradicionais a 20. Bao-xing C. A centennial review of the history of the Chinese
um debate aberto em que tivessem oportunidade de escutar e Medical Journal. Chinese Medical Journal. 1987; 100(6): 434-42
desafiar os argumentos postados contra eles."79(p51)
231
21. Petty R. Images of China. Journal of The Royal College of acupuncture-like trans cutaneous electrical nerve stimulation.
Physicians of London. 1991; 25(4): 344-46 Clinical Journal of Pain. 1987; 2: 143-49
22. Skrabanek P. Acupuncture and the age of unreason. The Lancet. 49. Tandon MK, Soh PFT, Wood AT. Acupuncture for bronchial
1984; 1: 1169-71 asthma? A double-blind crossover study. Medical Journal of
23. Akihito. Early cultivators of science in Japan. Science. 1992; Australia. 1991; 154: 409-12
258: 578-80 50. Day RL, et al. Evaluation of acupuncture anaesthesia: A
24. Long SO. Health Care Providers:Technology, Policy and psychophysical study. Anaesthesiology.1975; 43: 507-17
Professional Dominance. In: Norbeck E, Lock M, eds, Health, Illness 51. Ekblom A, et al. Increased postoperative pain and consumption
and Medical Care in Japan. Cultural and Social Dimensions. of analgesics following acupuncture. Pain. 1991; 44: 241-47
University of Hawaii Press. Honolulu. 1987 52. Haker E, Lundeberg T. Acupuncture treatment in
25. Charlton BG. Philosophy of medicine: alternative or scientific. epicondylagia :a comparative study of two acupuncture techniques.
Journal of the Royal Society of Medicine. 1992; 85: 436-38 The Clinical Journal of Pain. 1990; 6(3): 221-26
26. Gammon GD, Starr I. Studies on the relief of pain by 53. Gemmell HA, Jacobsen BH. Time-series study of
counterirritation. Journal of Clinical Investigation. 1941; 20: 13-20 auriculotherapy in the treatment of shoulder pain. Journal of the
27. Bing Z, Villanueva L, LeBars D. Acupuncture and Diffuse Australian Chiropractors’ Association. 1990; 20(3): 82-84
Noxious Inhibitory Controls: Naloxone reversible depression of 54. Richardson PH, Vincent CA. Acupuncture for the treatment of
activities of trigeminal convergent neurons. Neuroscience. 1990; pain: a review of evaluative research. Pain. 1986; 24(1): 15-40
37(3): 809-18 55. Bhatt-Sanders D. Acupuncture and rheumatoid arthritis: an
28. Bing Z, et al. Acupuncture-like stimulation induces a analysis of the literature. Seminars in Arthritis and Rheumatism.
heterosegmental release of Met-enkephalin-like material in the rat 1985; 14(4): 225-31
spinal cord. Pain. 1991; 47: 71-77 56. Ter Riet G, Kleijnen J, Knipschild P. Acupuncture and chronic
29. LeBars D, Dickenson AH, Besson J. Diffuse Noxious Inhibitory pain:A criteria based meta-analysis. Journal of Clinical
Controls (DNIC) 1. Effects on dorsal horn convergent neurons in the Epidemiology. 1990; 43(11): 1191-996
rat. Pain. 1979; 6: 283-304 57. Patel M, et al. A meta-analysis of acupuncture for chronic pain.
30. Levine JD, Gormley J, Fields HL. Observations on the analgesic International Journal of Epidemiology. 1989; 18(4): 900-06
effects of needle puncture (acupuncture). Pain. 1976; 2(2): 149-59 58. Aldridge D, Pietroni PC. Clinical assessment of acupuncture in
31. Taub HA. Acupuncture and sensorineural hearing loss: a review. asthma therapy: discussion paper. Journal of The Royal Society of
Journal of Speech and Hearing Disorders. 1975; 40: 427-33 Medicine. 1987; 80(4): 222-24
32. Modell JH. Observations of "acupuncture anaesthesia" in the 59. Hsiang-Tung C. Neurophysiological basis of acupuncture
People’s Republic of China. Archives of Surgery. 1974; 109: 731-33 analgesia. Scientia Sinica. 1978; 21(6): 829-43
33. Dimond EG. Acupuncture anaesthesia: Western medicine and 60. Eadie MJ. Acupuncture and the relief of pain. Medical Journal of
Chinese Traditional Medicine. Journal of the American Medical Australia. 1990; 153: 180-81
Association. 1971; 218: 1558-63 61. Gracely RH, et al. Placebo and naloxone can alter post surgical
34. Bonica JJ. Therapeutic acupuncture in the People’s Republic of pain by separate mechanisms. Nature. 1983; 306: 264-5
China. Implications for American medicine. Journal of the American 62. Mendelson G. Acupuncture analgesia II. Review of current
Medical Association. 1974; 228(12): 1544-51 theories. Australian and New Zealand Journal of Medicine. 1978;
35. Thomas M, Eriksson SV, Lundeberg T. A comparative study of 8(1): 100-05
diazepam and acupuncture in patients with osteoarthritis pain: a 63. Basbaum AI, Levine JD. Opiate analgesia: how central is a
placebo controlled study. American Journal of Chinese Medicine. peripheral target? New England Medical Journal. 1991; 325(16):
1991; 19(2): 95-100 1168-69
36. Godfrey CM, Morgan P. A controlled trial of the theory of 64. Stux G, Pomeranz B. Acupuncture textbook and atlas. Springer-
acupuncture in musculoskeletal pain. The Journal of Rheumatology. Verlag. Berlin. 1987
1978; 5(2): 121-24 65. National Health and Medical Research Council. Report of
37. Fox EJ, Melzack R. Transcutaneous electrical stimulation and Working Party on acupuncture. Canberra. 1989
acupuncture: comparison of treatment for low back pain. Pain. 1976; 66. Deyo RA, et al. A controlled trial of trans cutaneous electrical
2(2): 141-48 nerve stimulation (TENS) and exercise for chronic low back pain.
38. Helms JM. Acupuncture for the management of primary New England Journal of Medicine. 1990; 322(23): 1627-34
dysmenorrhea. Obstetrics and Gynaecology. 1987; 69: 51-6 67. Langley GB, et al. The analgesic effects of trans cutaneous
39. Ghia JN, et al. Acupuncture and chronic pain mechanisms. Pain. electrical nerve stimulation and placebo in chronic pain patients.
1976; 2(3): 285-99 Rheumatol. Int. 1984; 2: 1-5
40. Gaw AC, Chang LW, Shaw LC. Efficacy of acupuncture on 68. Thornsteinsson G, et al. The placebo effect of transcutaneous
osteoarthritic pain. New England Journal of Medicine. 1975; 293: electrical stimulation. Pain. 1978; 5: 31-41
375-78 69. Botek ST. One doctor’s acupuncture odyssey. Medical Tribune.
41. Edelist G, Gross AE, Langer F. Treatment of low back pain with May 2 1984.
acupuncture. Canadian Anaesthetic Society Journal. 1976; 23(3): 70. Wilson PR. Pain research - The science and the art. (Editorial)
303-6 The Clinical Journal of Pain. 1990; 6(3): 171-72
42. Lee PK, et al. Treatment of chronic pain with acupuncture. 71. Evans FJ. The placebo response in pain reduction. Advances in
Journal of the American Medical Association. 1975; 232: 1133-35 Neurology. 1974; 4: 289-96
43. Lewith GT, Field J, Machin D. Acupuncture compared with 72. Carron H, Epstein BS, Grand B. Complications of acupuncture.
placebo in post-herpetic pain. Pain. 1983; 17: 361-68 Journal of the American Medical Association. 1974; 228(12): 1552-
44. Tavola T, et al. Traditional Chinese acupuncture in tension type 54
headache: a controlled study. Pain. 1992; 48(3): 325-29 73. Blanchard BM (letter). Deep vein thrombophlebitis after
45. Moore ME, Berk SN. Acupuncture for chronic shoulder pain: an acupuncture. Annals of Internal Medicine. 1991; 115(9): 748
experimental study with attention to the role of placebo and hypnotic 74. Goldberg I. Pneumothorax associated with acupuncture. Medical
suggestibility. Annals of Internal Medicine. 1976; 84(4): 381-84 Journal of Australia. 1973; 1: 941-42
46. Laitinen J. Treatment of cervical syndrome by acupuncture. 75. Ritter HG, Tarala R. Pneumothorax after acupuncture. British
Scandinavian Journal of Rehabilitation Medicine. 1975; 7(3): 114-17 Medical Journal. 1978; 2(6137): 602-03
47. Mendelson G, et al. Acupuncture treatment of chronic back pain: 76. Scheel O, et al (letter). Endocarditis after acupuncture and
a double-blind placebo-controlled trial. American Journal of injection treatment by a natural healer. Journal of the American
Medicine. 1983; 74(1): 49-55 Medical Association. 1992; 267(1): 56
48. Cheng RSS, Pomeranz B. Electrotherapy of chronic 77. Simonov PV, Paikin D. The role of emotional stress in the
musculoskeletal pain: comparison of electroacupuncture and hypnotisation of animals and man. In: Chertok L, ed.
232
Psychophysiological mechanisms of hypnosis. Springer-Verlag. New antigos sobrevivem em grupos sociais que continuam a seguir uma
York. 1969 ideologia sociopolítica coerente; um grupo que esteja em busca de
78. Dale RA. The origins and future of acupuncture. American influência política ou de domínio criará ou apoiará um conjunto
Journal of Acupuncture. 1982; 10: 101-20 específico de conceitos terapêuticos consistentes com suas normas
79. O’Neill A. Sharpening the front end: investigating acupuncture. sociais. Com estas noções em mente podemos então passar para a
Australian Journal of Acupuncture. 1990; 14: 38-54 história propriamente dita.
80. Baumann R.(Chairman), on behalf of the Council of Medicine of Medicina na Era Shang
the Academy of Sciences of the GDR. Statement regarding A era Shang foi a primeira a deixar sinais de atividades
acupuncture by the Medical Council of the Academy of Sciences of terapêuticas, segundo achados arqueológicos datados dos séc. 18-
the German Democratic Republic. 1981 81. Mendelson G. 16 AC, no curso médio do Rio Amarelo.
Acupuncture analgesia 1. Review of clinical studies. Australian and Já havia uma forma precursora da escrita ideográfica,
New Zealand Journal of Medicine. 1977; 7(6): 642-48 que era encontrada em carapaças de tartarugas e ossos de animais
82. Prance SE, et al. Research on traditional Chinese acupuncture - usados como oráculo. Estas carapaças e ossos eram perfurados e
science or myth: A review. Journal of The Royal Society of Medicine. submetidos ao calor; as rachaduras resultantes eram interpretadas
1988; 81(10): 588-9 pelo rei ou por um adivinho.
As bases econômicas eram a agricultura e o gado. Existiam
ACUPUNTURA.ORG pequenas cidades onde vivia a nobreza, enquanto a maior parte da
população habitava o campo.
Marcus Vinicius Ferreira A comunidade era formada pelos vivos e pelos mortos,
http://www.acupuntura.org/amvf/marcus00.htm os ancestrais, que dependiam dos vivos e seus rituais, enquanto os
HISTÓRIA DA MEDICINA CHINESA vivos eram dependentes dos favores ou maldições dos seus
O Ocidente teve sua atenção voltada para a ancestrais.
acupuntura por causa do artigo do jornalista James Reston, Ti era o ancestral supremo, que provia assistência nas
publicado em 1971, que descrevia o efeito da acupuntura nas suas colheitas e nas guerras, e que era influenciado pelos ancestrais do
dores pós-operatórias depois de submetido a uma apendicectomia rei.
de emergência, quando acompanhava a equipe norte-americana de Os Shang já reconheciam algumas (poucas) doenças,
tênis de mesa. Desde então a acupuntura foi sendo adotada pela a mais importante delas sendo "maldição de um ancestral", cujos
medicina ocidental, em princípio cercada de preconceitos, mas sintomas poderiam abranger desde dor de dentes até derrota na
ultimamente como uma especialidade médica, caso do Brasil, guerra.
sendo reconhecida pelas seguradoras da área da saúde, inclusive Os procedimentos preventivos e terapêuticos
as HMO americanas. envolviam presentes e oferendas aos ancestrais.
Podemos reconhecer três maneiras de estudar a Há referências a outras causas de doenças, como
história da medicina chinesa: Assumir que os conceitos chineses "vento maligno" ou "neve", que seriam combatidos através dos
de doença e tratamento são superiores aos ocidentais: Manfred shamans.
Porkert Uma visão histórica que enfatiza os aspectos que seriam Medicina na Era Chou
precursores do pensamento médico ocidental atual, tomando este Os Shang concentravam sua autoridade na capital,
como verdade científica: Joseph Needham Estudar a medicina enquanto as regiões externas eram frágeis frente à agressão
como um aspecto da cultura chinesa: Paul Unschuld estrangeira. Por causa desta fragilidade, os Chou tomaram o poder
Uma das características da civilização chinesa é sua em 1100 AC, fundando a era que toma seu nome.
capacidade sincrética. Contrariamente ao ocidente, na China os A era Chou foi um período de equilíbrio sociopolítico,
novos conceitos não anulavam os anteriores e sim, conviviam ao num sistema similar ao feudalismo europeu. Foi um tempo de paz
mesmo tempo. Não havia um processo dialético de síntese e nem a que se interrompeu em 771 AC, com a perda gradual do poder
substituição do paradigma antigo por um novo. Isto fez com que imperial após uma série de lutas sucessórias, até 481 AC, quando
conceitos contraditórios fossem usados ao mesmo tempo para se iniciou o período chamado "Estados em Guerra", em que houve
explicar um fenômeno. Desta forma, podemos encontrar os um acentuado declínio moral, as velhas ordens e regras perdendo o
seguintes aspectos no que chamamos medicina chinesa: sentido, não havendo mais o conceito de "honra" que incluia até a
terapia oracular ética da guerra, cujo objetivo passara a ser não mais a derrota do
medicina sobrenatural ou dos demônios inimigo e sim sua total aniquilação.
cura religiosa Estes pequenos estados em guerra criaram um mundo
terapia farmacológica pragmática caótico, e o período estável do início da era Chou passou a ser
medicina budista considerado e lembrado como um tempo idílico. Confúcio nasceu
medicina de correspondência sistemática neste período conturbado, e sua filosofia buscaria o tempo idílico,
Com relação ao elo causal necessário à explicação da de harmonia e paz, do início da era Chou.
doença, podemos encontrar duas formas de pensamento na Em 221 AC o estado Ch'in conseguiu a supremacia
medicina chinesa: Relações de causa-efeito entre fenômenos sobre os outros e unificou a China. O novo rei, Shih Huang Ti,
correspondentes Relações de causa-efeito entre fenômenos não rejeitou os valores feudais que ainda restavam, e fundou um estado
correspondentes baseado no crescimento de riqueza material e poder militar,
Fenômenos seriam manifestações de um número adotando o pensamento dos Legalistas, que preconizava um
variável de princípios; fenômenos que são manifestações de um sistema rígido de leis, padronizando pesos, medidas, até a largura
mesmo princípio são correspondentes: mudança em um afeta o das estradas. Shih Huang Ti ordenou a queima de toda a literatura
outro. Na correspondência sistemática há um número limitado de que não fosse científica ou religiosa, mas morre 11 anos depois de
princípios. Todos os fenômenos podem ser classificados como um tomar o poder, começando então a era Han.
dos dois ("yin yang") ou um dos cinco ("Cinco Fases" wu xing) Durante a era Chou, a causa dos infortúnios, antes
princípios. Outra possibilidade seria a dos fenômenos coexistirem baseada nos ancestrais e suas influências sobre os vivos, passa a
independentemente e, sob determinadas condições, exercerem tomar em conta a percepção de que "demônios" teriam importância
influências mútuas benéficas ou prejudiciais. O vento, a umidade, a na vida cotidiana. A harmonia nos relacionamentos não seria mais
comida poderiam, em certas condições, afetar o homem. mantida pelos ancestrais, e foram criados mitos reconhecendo
Segundo Unschuld, a pluralidade de conceitos "demônios" que exerceriam influências maléficas sobre o homem.
envolvendo causalidade da doença é inevitável numa sociedade Cresce de importância a presença dos shamans Wu. Estes
onde grupos diferentes coexistem em realidades socioeconômicas shamans utilizavam seu acesso aos espíritos mais graduados para
diferentes; mudança nestes conceitos é inevitável numa sociedade controlar os demônios, através de exorcismos, geralmente usando
onde ocorre mudança sociopolítica básica; conceitos de saúde espadas e lanças. Há a atribuição de horas ou dias determinados
233
como os mais apropriados para os rituais shamânicos. São A patologia na Medicina de Correspondência Sistemática
utilizados talismãs, que são queimados e administrados sob a forma constituia em:
de poções, assim como drogas medicinais que serviriam para 1) "repleção" ou "depleção" nos órgãos Zang Fu
expulsar os demônios do corpo, especialmente venenos, usados 2) obstrução nos canais ou meridianos Ching.
como amuletos ou incensos, plantas com a aparência de armas ou Podemos entender o surgimento destas idéias se
cujo nome pudesse ser associado a uma arma. associarmos que, nesta mesma época, o império se unia e se
Contrariamente à medicina na era Shang, o respeito integrava, surgindo grandes metrópoles, desenvolvendo-se o
às regras, ritos e convenções sociais não era proteção contra a comércio e as trocas, com a necessidade da melhora dos meios de
doença. transportes, assim como da construção de grandes depósitos que
Há o surgimento de uma forma rudimentar de assegurassem o fornecimento de grãos à população. Nasce um
acupuntura, onde agulhas sob a forma das espadas dos exorcistas sistema complexo cujo funcionamento dependia de que as relações
eram inseridas ou pressionadas sobre treze pontos determinados entre as partes deste sistema estivessem harmonizadas. O bem
da superfície da pele, para tratar as doenças causadas pelos estar geral dependia da troca de recursos entre as partes do
demônios. Esta forma de acupuntura não teria como objetivo tratar sistema. A terminologia médica usou os termos e os conceitos
as doenças em si, e sim, expulsar e combater os demônios. Não há empregados no sistema como um todo: Zang, depósitos ou órgãos
indícios de acupuntura terapêutica no sentido real antes de 90 AC. onde o Qi se armazenava; Fu, palácios por onde o Qi passava;
A Medicina de Correspondência Sistemática Ching-Lo, canais que uniam todo o sistema, como os rios e canais
Como vimos anteriormente, correspondência da China integravam o império. Refletindo o que ocorre na irrigação
sistemática, no caso da medicina Chinesa, significa o dos campos e na navegação dos rios, era necessário que este fluxo
reconhecimento de um sistema no qual os fenômenos se qualificam fosse contínuo, sem obstruções ou transbordamentos, que levariam
segundo princípios, e fenômenos de igual qualificação teriam poder a falhas na distribuição dos bens, causando deficiência nos centros
de influência mútua. Se A e B são classificados como yang, por de consumo e excesso nos centros de produção. A Medicina de
exemplo, agir sobre A causaria um efeito similar em B, pois Correspondência Sistemática tem como objetivo então identificar e
pertencem à mesma classificação sistemática. Na Medicina localizar estas obstruções, deficiências e repleções, tratando
Chinesa os princípios básicos são "yin yang" e "Cinco Fases" (wu através da normalização do fluxo do Qi nos canais (ou meridianos),
xing), que veremos em capítulos a seguir. não se valorizando a anatomia, e sim as funções envolvidas.
O caos existente na era "Estados em Guerra" motivou A Acupuntura
o surgimento da forma de pensar que caracteriza a medicina de A primeira descrição histórica da acupuntura como
correspondência , que tem como pontos principais: a crença mágica terapêutica é feita por Ssu Ma Ch'ien no "Shih Chi", 90AC. Foram
na unidade da natureza; o uso dos princípios "yin yang" e "cinco descobertos recentemente nas tumbas encontradas em Ma Wang
fases"; englobar alguns conceitos oriundos da medicina dos Tui livros que descrevem onze canais separados, cada um
demônios; o conceito de "Qi" como a base da vida, que seriam associado a uma gama de sintomas específicos, sem referência a
"influências materiais sutis", segundo Unschuld, sendo que esta pontos de acupuntura. Não se explicita nestes livros que tipo de
forma de pensar apresentaria certas características da estrutura do circulação haveria, ou se haveria tal circulação, e somente quatro
império chinês por fim unificado, como veremos adiante. destes canais são associados aos órgãos. O tratamento seria
O princípio "yin yang" surge por volta do quarto século efetuado através da queima de lã de Artemísia, ou "moxa", ou pela
AC, sendo sua primeira citação encontrada no "Shih Chi". No livro punção de abcessos feita com pedras ponteagudas.
"Huang Ti Nei Ching" encontramos a sua primeira aplicação em O "Nei Ching" traz a primeira sistematização de todos
medicina. Existiram várias escolas baseadas no "yin yang", algumas os conceitos de saúde existentes no final da era dos "Estados em
usando quatro subdivisões, outras seis subdivisões, e o "Nei Ching" Guerra" e início da era Han. Surgem os pontos como locais de
é uma tentativa de integrar estas várias correntes com as "Cinco estímulo, os doze canais e a associação entre canais e órgãos. É
Fases". Uma grande dificuldade que encontramos no estudo de um livro algumas vezes contraditório, possivelmente escrito por
alguns destes conceitos é que às vezes o mesmo termo pode vários autores de épocas diversas, e que engloba conceitos
significar conceitos diferentes, em função do contexto onde se antagônicos, bem ao modo sincrético da cultura chinesa.
insere. Posteriormente o "Nan Ching" refina a Medicina de
Apesar de encontrarmos em várias citações o Taoísmo Correspondência Sistemática, definindo as regras e procedimentos
como sendo a base da medicina chinesa, Unschuld demonstra ser o que seriam utilizados pela acupuntura até os nossos dias. Somente
Confucionismo o maior contribuinte em relação ao modo de pensar na era Song surge outra obra importante, o "Da Cheng", que reúne
da Medicina de Correspondência Sistemática. O "Nei Ching", a experiência prática de acupuntura existente nesta época. O "Nan
tratado fundador desta medicina, cita quase textualmente um trecho Ching" foi um pouco esquecido como referência básica nos séculos
de Hsun Tzu, seguidor de Confúcio, que diz que o indivíduo e a seguintes, a visão sincrética e controversa do "Nei Ching" se
sociedade podem ser ameaçados por processos naturais, mas que estabelecendo como a principal, inclusive tendo sido a que primeiro
a prevenção seria adotar as medidas apropriadas. O próprio se conheceu no Ocidente.
Confucionismo adotou o "yin yang" e as "Cinco Fases" para explicar A Acupuntura no Ocidente
mudanças sociais e políticas. Notícias sobre uma forma exótica de medicina
A Medicina de Correspondência Sistemática usa praticada pelos chineses já chegavam ao Ocidente desde 1255,
termos bélicos, influência da sua fase formativa nos "Estados em com a "Viagem à Terra dos Mongóis", de William de Rubruk. Padres
Guerra". Os males não seriam causados por demônios, e sim por jesuítas portugueses, ao viverem longos períodos no Japão à partir
influências e emanações abstratas ou concretas. Surge o conceito do século 16, puderam conhecer mais detalhes da forma japonesa
de "Qi" , possivelmente originário da idéia do "vento" como uma de praticar a medicina chinesa. No século 17 começaram os relatos
entidade causadora de doenças, idéia por si que nasce no conceito médicos propriamente ditos, feitos por médicos ocidentais que
de demônios. Em princípio, "Qi" seria somente a influência viveram na Ásia, como Jakob de Bondt, Buschof, Willem ten Rhijne,
malévola, mas com o tempo evoluiu para o conceito atual, Engelbert Kaempfer. Houve então um período de enorme
aproximadamente "influências materiais sutis", como vimos acima. interesse pela acupuntura, que já havia passado quando Dabry de
(Para uma discussão mais aprofundada sobre a tradução de "Qi", Thiersant publicou em 1863 "A Medicina dos Chineses", citando
veja em "Qi e Energia:Tradução, Tradição, Traição"). Surgem os inclusive trechos do "Da Cheng". Talvez por causa da presença
conceitos de "repleção" e "depleção": "repleção" seria a supremacia francesa na Indochina, somente na França ainda encontraríamos
de influências malévolas, enquanto "depleção" seria a perda das algum interesse esporádico em acupuntura, até que Soulié de
influências apropriadas do organismo. Morant publicou "A Acupuntura Chinesa". Soulié de Morant tentou
A saúde e a harmonia seriam consequência de não despertar o interesse médico pela acupuntura, porém o fato de não
haverem extravagâncias ou excessos, sejam alimentares, sexuais, ser médico contribuiu para uma reação negativa por parte da
climáticos ou morais. comunidade científica da época.
234
Alguns dos termos empregados por ele, como melhor qualidade de vida e retorno às atividades diárias. É
"energia", "meridianos", permanecem em uso até hoje em algumas importante ressaltar atividade física leve e regular como parte
escolas ocidentais de acupuntura. fundamental no tratamento, (estimula a produção de serotonina).
Depois, surgem os trabalhos de Chamfrault, e Niboyet, médicos Fisiopatogenia
franceses pioneiros, além de Nguyen van Nghi, médico vietnamita Diferentes fatores, isolados ou combinados, podem
que vive na França. desencadear a Fibromialgia. Alguns tipos de estresses como
O interesse da comunidade médica foi finalmente aceso quando doenças, traumas emocionais ou físicos, mudanças hormonais, etc.,
houve a notícia de que o jornalista americano James Reston foi podem gerar dores ou fadiga generalizadas que não melhoram com
tratado com acupuntura, e de que na China a acupuntura era usada o descanso e que caracterizam a Fibromialgia (Cantarelli, 2001). O
como analgesia em cirurgias. Várias clínicas de dor crônica mecanismo que regula a sensação da dor é uma substancia
passaram a usá-la como terapia, e com o despertar do movimento chamada serotonina. A serotonina é um importante
alternativo, mais e mais médicos passaram a se interessar pela neurotransmissor que entre outras coisas, regula e afeta o sono, o
acupuntura. humor e percepção sensorial. A serotonina é produzida no nível
delta do sono, que é constantemente interrompido na Fibromialgia
Acupuntura, uma terapêutica (Haun, 1998). Alguns pacientes são capazes de identificar alguns
fatores que precipitam ou agravam seu quadro doloroso entre eles,
alternativa no tratamento da os quadros virais, traumas físicos (acidentes automobilístico),
Fibromialgia traumas psíquicos (problemas com filhos, divórcios e outros),
Autor: Thaisa Hirakui - Artigo Concl. Grad. UNIBAN – SP mudanças climáticas (especialmente o frio e a umidade),
I - Introdução sedentarismo e a ansiedade são os mais relatados. Porém, o único
A Fibromialgia caracteriza-se por ser uma síndrome achado relevante ao exame físico é a presença dos pontos
dolorosa crônica, apresentando dores em diferentes pontos e dolorosos ou "tender points" (Goldenberg, 2001).
distúrbios do sono entre vários outros sintomas. Ocorre em cerca de Quadro clínico
nove mulheres para cada homem em idades variadas. É uma Além da dor, a Fibromialgia pode ocasionar rigidez
síndrome dolorosa, crônica, não inflamatória, caracterizada por uma generalizada no corpo, pela manhã e edema nas mãos e nos pés
dor difusa, referida no sistema músculo-esquelético, acompanhada onde também são notadas paresias, principalmente nas mãos.
por fadiga, distúrbios do sono e pontos dolorosos pré-determinados. Outra alteração é o cansaço extremo que se mantém durante quase
É considerada uma síndrome porque é identificada mais pelo todo o dia, semelhante à fadiga crônica (Haun, 1998). Acredita-se
número de sintomas do que por uma má função específica. Porém que devido a este sintoma, os pacientes com Fibromialgia não
não necessariamente deverá apresentar todos os sintomas, mas tenham tolerância ao esforço físico, sentindo-se como se tivessem
outros de origem disfuncionais podem estar presentes, como: esgotado toda a energia; tendo como resultado a diminuição do
parestesias, síndrome do cólon irritável, fenômeno de Raynaud, esforço e o nível de tolerância ao exercício reduza ainda mais
disminorréia, disuria, cefaléia e artralgias, rigidez matinal, inchaço (Souza, 2001). Ocorre também cefaléias de caráter tensional ou do
subjetivo e distúrbio psicológico como: ansiedade e depressão tipo enxaqueca, sensibilidade ao frio referindo que suas dores
(Wolfe, 1997). Esta síndrome está sendo vista como uma das pioram no inverno, vertigem, dificuldade de concentração, boca e
queixas reumáticas mais comuns, afetando 2% da população onde olho secos, batedeira no peito, tensão pré-menstrual e irritabilidade;
o predomínio é pelo sexo feminino cuja idade varia de 25 a 50 anos os distúrbios de humor são comumente encontrados nestes
(Pereira, 1998). As opções de tratamento tem aumentado o índice pacientes, particularmente a ansiedade e a depressão (Goldenberg,
de controle dessa patologia. A Acupuntura é uma técnica milenar na 2001). Uma característica marcante da Fibromialgia é o distúrbio
qual vem ganhando mais espaço na Medicina Ocidental como do sono, caracterizados por um sono não reparador, ou seja, os
tratamento alternativo em diversas patologias; dentre elas está a pacientes reclamam que dormem , acordam cansados e com dores
Fibromialgia. A terapia da Acupuntura dedica-se ao tratamento de pelo corpo todo, ou que não encontra uma posição confortável para
doenças e distúrbios no que refere-se à sua etiologia, diferenciação dormir. Essas manifestações variam de acordo com o horário do
da patologia, princípio e método de tratamento e prescrição dos dia, intensidade dos esforços físicos realizados, condições
pontos. Seus efeitos sobre a atividade cerebral têm sido climáticas, aspectos emocionais e ligados ao padrão do sono.
demonstrados através de eletroencefalografia, de potenciais Diagnóstico
evocados, de ressonância magnética, e sua eficácia no tratamento O critério para o diagnóstico é puramente clínico,
da dor de diversas etiologias estão bem demonstrados; em especial observando a sintomatologia. Embora o exame físico do paciente
para a síndrome de dor, em que o conceito de pontos-gatilho pareça normal, o exame minucioso revela áreas bastante sensíveis
apresenta correlações importantes com o de pontos de Acupuntura, e dolorosas em determinados locais. De acordo com o critério de
e para a qual é imprescindível uma ação terapêutica direta sobre os 1990 do Colégio Americano de Reumatologia (American College of
músculos cronicamente lesados. ( Bossy, 2001) A base de Rheumatology - ACR) podemos dizer que um paciente tem
tratamento da Acupuntura é o reequilíbrio energético através de Fibromialgia se forem satisfeitos os critérios descritos. Os pacientes
canais que se encontram distribuídos no organismo humano por devem ter os dois critérios abaixo, com a duração da dor de pelo
onde passa a energia vital ou Qi. O tratamento é feito através de menos 3 meses. Se o paciente já tem uma outra doença clínica,
inserção de agulhas introduzidas nos pontos os quais estão não impede de ter um diagnóstico de fibromialgia associado. (Nery,
localizados nos canais energéticos também chamados meridianos. 1999 ; Knoplich, 2001) Critérios para classificação de Fibromialgia -
Segundo a teoria da Acupuntura, todas as estruturas do organismo ACR, 1990
se encontram em equilíbrio pela atuação das energias Yin e Yang. 1) História de dor disseminada (> 3 meses)
Desse modo, se as energias Yin e Yang estiverem em perfeita A dor é considerada disseminada quando apresentar:
harmonia, o organismo estará com saúde; por outro lado, um - dor no hemicorpo esquerdo;
desequilíbrio gerará doença (Yamamura, 1995). A ação da - dor no hemicorpo direito;
Acupuntura nos quadros de dores crônicas podem promover a - dor acima dor punho;
redução dos sintomas álgicos e dolorosos alcançando em - dor abaixo do punho.
restabelecimento mais precoce e assim o breve retorno às E se, em adição, apresentar dor no esqueleto axial:
atividades; a noção de ação integrada do SNC, ampliada com o - coluna cervical;
conhecimento da interação das diversas vias aferentes explica a - parede anterior do tórax;
ação hipoalgésica da Acupuntura. De acordo com estudos e - coluna torácica;
pesquisas para comprovar a eficácia, a arte da Acupuntura visa - coluna lombar.
através da sua técnica, estimular os pontos reflexos que tenham a Dor no ombro e nádegas é considerada como dor para
propriedade de restabelecer o equilíbrio alcançando assim, cada segmento envolvido. Lombalgia é considerada como dor no
resultados terapêuticos e diminuindo o quadro álgico para uma segmento da coluna lombar.
235
2) Dor em 11 dos 18 pontos dolorosos à palpação digital deficiência do shen-rins a agressão pelo frio (dores que pioram com
("tender points") o frio e a umidade, acompanhadas por sensação de inchaço nas
- região occiptal: bilateralmente, nas inserções dos extremidades e intolerância ao frio). O sono não reparador é
músculos; provocado, segundo a Medicina Tradicional Chinesa, pelo excesso
- coluna cervical (inferior): bilateralmente, nos espaços de Yang que atinge o canal curioso Yang Qiao Mai (Yamamura,
intertransversos de C5 a C7; 1996). O aparecimento de pontos dolorosos miofasciais é
- músculo trapézio: bilateralmente, no ponto médio da explicado, segundo a teoria dos Jing Lou (canais e colaterais), pela
borda superior; presença de Qi perverso calor ou umidade-calor, nos canais de
- músculo supra-espinhoso: bilateralmente, nas origens e energia.
acima da espinha escapular e da borda medial da escápula; Tratamento
- segunda costela: bilateralmente, no 2º espaço Russel, 1989, mostrou a existência de aspectos neuro-
intercostal e articulação condrocostal; humorais da Fibromialgia, relacionando-a com a serotonia,
- epicôndilo lateral: bilateralmente, 2 cm abaixo dos substância P, endorfinas e hormônios do eixo hipotálamo-hipófise,
epicôndilos; entre outros. Estes aspectos neuro-humorais são os mesmos
- região glútea: bilateralmente, nos quadrantes considerados no mecanismo de ação de Acupuntura. Por isso, a
superolaterais e abaixo do músculo piriforme; maioria dos pontos utilizados no tratamento da Fibromialgia está
- trocanter maior: bilateralmente, posterior à relacionada com os nervos plurissegmentares, tanto do membro
proeminência trocantérica; superior, como do inferior, que tem efeitos predominantemente
- joelho: bilateralmente nas interlinhas mediais e no local sobre o sistema nervoso central ( Yamamura et al., 1996; Cantarelli,
de inserção dos músculos da pata de ganso. 2001). Foi escolhido este tratamento com os Canais de Energia
· A palpação digital deve ser feita com a força de Curisos (Du Mai/ Yang Qiao Mai e Ren Mai/ Yin Qiao Mai), devido
aproximadamente 4 kg. seus sintomas de disfunção ser semelhante com os sintomas da
· Considera-se positivo um "tender point" quando o Fibromialgia ( Yamamura et al., 1996). Na Fibromialgia há 2
paciente reclama de dor à palpação. sistemas de Qiao comprometidos, o Yang Qiao ou Yin Qiao, de
· "Tender" não pode ser considerado doloroso. acordo com a natureza, se Yang ou Yin. Se Yang, tratar Yang Qiao
Fonte: Nery, 1999 Mai / Du Mai, com pontos de abertura, respectivamente B62 e ID3;
Fibromialgia sob o ponto de vista da medicina se Yin, tratar Yin Qiao Mai / Ren Mai com pontos de abertura,
tradicional chinesa respectivamente R6 e P7 (Inada, 2000). Cantarelli (2001) descreve
"Toda Fibromialgia é doença do Qiao Mai, mas nem toda que sempre cuidar, tonificar o órgão deficiente, no caso Shen dos
doença do Qiao Mai é Fibromialgia." (Cantarelli, 2001) É proposto 2 Rins, esquema de acordo com Yamamura:
tipos de tratamento pelo canal de energia curioso e outra pela teoria Céu: Canais de Energia Distintos
dos 5 elementos. - CS/TA = CS1, TA16, VG20
Canais de Energia Curiosos - F/VB = F5, VB30, VB1
Na concepção da Medicina Tradicional Chinesa, as dores Homem: R2, R3, R7, BP6, E36, IG4, TA2, VB34, VB43
tendino musculares, articulares e periarticulares são consideradas Terra: Canal de Energia Curioso Yang Qiao Mai -
de característica Yang, pelo fato de se situarem na parte exterior do B62/ID3
corpo. A Fibromialgia, caracterizada pela presença de pontos Canal de Energia Curioso Yin Qiao Mai - R6/P7
dolorosos (tender points), espalhados pelo corpo, sugere tratar-se Ambos canais de energia possui uma ação específica
de uma condição energética relacionada com alterações globais de sobre a patologia - Fibromialgia.
toda a energia Yang do corpo, que ascende, podendo, então, O tratamento da Fibromialgia de característica Yang é
provocar distúrbios do sono; além do mais, o quadro da realizado punctuando o ponto Bexiga 62, do canal de energia
Fibromialgia é crônico (Yamamura et al., 1996). Como parte da principal da bexiga, constitui o ponto de abertura do canal Yang
síndrome do Qiao mai, a Fibromialgia se caracteriza por apresentar Qiao Mai que situa 1 tsun distalmente à ponta do maléolo lateral,
dores músculo-esqueléticas difusas, articulares, periarticulares, numa profundidade de 1 tsun. Este ponto possui uma ação
tendinosas e musculares, manifestando-se de maneira crônica, específica sobre a patologia dos membros e demartoses. A seguir
acompanhadas por diversos sintomas subjetivos e disfunções os pontos sintomáticos, tais como: VG2, B43, B40 e, por fim ID3,
orgânicas. A maioria dos pacientes portadores de Fibromialgia para constituir o sistema "anfitrião-hóspede" (Cantarelli, 2001).
apresenta sintoma típico de sono não reparador, contraturas Para a abertura do canal de energia Yin Qiao Mai, deve-se punctuar
musculares matinais, fadiga persistente no decorrer do dia, dores em primeiro o ponto R6, do canal de energia principal dos rins, que
que pioram com os esforços físicos e quadros depressivos e se situa numa reentrância óssea localizada a 1 tsun distal à
ansiosos, além de sintomas relacionados ao cólon irritável, margem inferior do maléolo medial, numa profundidade de 8 a 12
parestesias, sensação de inchaço nas extremidades, cefaléia mm. Este ponto possui ação específica sobre sonolência excessiva.
tensional, tensão pré-menstrual, dismenorréia, síndrome uretral A seguir deve-se punctuar os pontos E36, R3, R4, IG2 e por fim, o
feminina, fenômeno de Raynaud, dor facial e Síndrome do Túnel do ponto P7 seu associado (Cantarelli, 2001).
carpo, estando em relação com o canal Du-Mai que recebe energia Os Cinco Elementos
de todos os canais Yang, denominado "Yang do corpo" que une a O tratamento também pode ser realizado com a
parte alta com a baixa do corpo (Yamamura, 1996). O sinal utilização da teoria dos cinco. Através dos sintomas e síndromes no
essencial do ataque do Yang Qiao Mai é a insônia, na qual estão diagnóstico. A aplicação da teoria dos cinco elementos está na
englobados os distúrbios de sono, insônia, sono agitado, sono classificação em diferentes categorias como emoção humanas e
entrecortado e sono não reparador, sendo que se relaciona com a fenômenos naturais externos do corpo como as condições
síndrome fibromialgica (Inada, 2000). A Fibromialgia pode ser de climáticas. No caso da Fibromialgia destacamos uma
característica Yang quando os distúrbios se referem ao Canal de desarmonizarão principal no excesso de fígado (Zang - muscular e
Energia Curioso Yang Qiao Mai, ou de característica Yin, quando os tendão) e deficiência de rins (Fu - ossos). Através do tratamento
distúrbios se referem ao Canal de Energia Curioso Yin Qiao Mai, ou feito pela teoria do cinco elementos observamos também com o
sejam decorrentes de vazio de Yin e falso calor (Cantarelli, 2001). ciclo de dominação que o fígado, coração, rim, pulmão, necessitam
Devido os sintomas da Fibromialgia se assemelhar com os de tratamento simultaneamente. Um dano no fígado pode
sintomas da disfunção desses canais, a fadiga persistente e a influenciar também o coração e acontece que a dominação da mãe
origem dos pontos dolorosos (tender points) são explicados, pela atinge o filho pode influenciar o pulmão, pode influenciar os rins, o
Medicina Tradicional Chinesa, como sendo manifestação do falso que resulta em a dominação do filho atinge a mãe. Portanto a lei
calor oriundo da deficiência do shen-rins, (fadiga persistente), e Produção-D - Agresso- V"são métodos de tratamento exatos.
sintomas de caráter Yang (dores difusas pelo sistema músculo- Reforçar a Terra para produzir Metal, Umedecer a Água para
esquelético, sono não reparador, ansiedade). Associa-se a essa manter a Madeira irrigada, sustentar a Terra para conter a Madeira
236
e fortificar a Água para conter o Fogo". Água em deficiência, IV - Discussão
tonificar a mãe Rim que é o pulmão + rim + baço. Fígado em As características clínicas (sintomas e sinais) da
excesso, sedar o filho que é coração + Fígado. Fígado em excesso, Fibromialgia podem ser correlacionadas com as manifestações
o rim não consegue guardar energia essencial. clínicas da patologia de canais de energia curiosos, da Medicina
II - Materiais e métodos Tradicional Chinesa. Na concepção desta Medicina, as
Foram estudados 2 pacientes durante 3 meses, do sexo características da Fibromialgia podem ser classificadas em dois
feminino, com 33 e 49 anos, e diagnóstico de Fibromialgia que tipos: o primeiro, com características eminentemente Yang,
realizam terapia no Ambulatório de Acupuntura da UNIFESP, 1 vez relaciona-se com o canal Yang Qiao Mai e deve ser tratado pelo
por semana, às 5º feiras. O diagnóstico de ambas foi realizado por sistema Yang Qiao Mai/Du Mai; o segundo, com manifestações de
reumatologistas, segundo sua avaliação clínica usual, utilizando os deficiência de Yin e de Falso-Calor, relacionar-se com o canal Yin
critérios clínicos do American College of Rheumatology. E durante a Qiao Mai e deve ser tratado pelo sistema Yin Qiao Mai/Ren Mai
avaliação do médico acupunturista utilizou-se o método aplicado (Yamamura et al., 1996). O tratamento local - pontos Ashi consiste
pela UNIFESP. Ambas as pacientes, no momento da avaliação e na desativação dos pontos gatilhos (tender points), e relaxamento
entrevista, apresentavam dor. das bandas musculares e contraturas musculares dolorosas à
1) Paciente P.W., 49 anos -Paciente relata estar de palpação. Vários procedimentos de medicina física podem ser
licença médica há 5 anos com diagnóstico de LER por um médico empregados na desativação destes pontos (Yamamura, 1993).
ortopedista, trabalhava em período integral numa empresa como Pode ser utilizado a teoria dos cincos elementos, como tratamento e
secretária executiva há 29 anos. O que mais a incomodava era a no diagnóstico, através da classificação dos sintomas e síndromes,
licença médica e em 2000 o médico lhe avisou que não voltaria afim de buscar o reequilíbrio energético. Todo o processo
mais à trabalhar. Estava em plena ascensão no trabalho quase para fisiopatológico das algias periféricas e viscerais é decorrente do
assumir a gerência, de repente estava impossibilitada, isso a abalou desequilíbrio entre o Yang e o Yin. Por isso, antes de se iniciar o
muito, disse que chorou muito, entrou em depressão. Sentia que as tratamento das algias periféricas e viscerais, deve-se procurar
dores estavam aumentando, outros sintomas começaram a harmonizar o Yang e o Yin. Um dos recursos é a utilização dos
aparecer como: ATM - usa aparelho para dormir pois range os pontos de Acupuntura que promovem a ligação Yang/Yin,
dentes, comentou que às vezes a coluna "trava" na altura da Alto/Baixo, Exterior/interior; estas ligações são obtidas à custa das
escápula deixando dolorido pescoço, ombro e MMSS, mãos funções energéticas de quatro pontos de Acupuntura: o IG4 (Hegu),
inchadas ao acordar, formigamento em MMSS, dores no corpo todo IG11 (Quchi), F3 (Taichong) e o E36 (Zusanli), distribuídos
principalmente em MMSS, mas que dorme bem. O tratamento desta bilateralmente (Yamamura, 1993). Os pontos empregados são
paciente de acordo com a Medicina Chinesa é direcionado para o detectados à palpação e baseando-se também no critério de
quadro de deficiência de Rim, Baço-Pancreas e Fígado - é o diagnóstico de 1990 do American College of Rheumatology e áreas
reequilíbrio energético de Rim, Baço-Pancreas e Fígado baseado de dor referida, já que o diagnóstico da Fibromialgia é puramente
nos cinco elemento para diagnóstico e tratamento, com abertura clínico. As agulhas de Acupuntura devem ser introduzidas nestes
dos canais de energia Yang Qiao Mai/Du Mai, completando com os pontos com profundidade que varia de acordo com a anatomia local
pontos Ashi e queixas direcionadas. Como tratamento auxiliar foi e complementada pelo método escolhido de tratamento. Observou-
utilizado a moxa. se que para a Medicina Tradicional Chinesa, a Fibromialgia ocorre
2) Paciente H.M.C., 33 anos - desde 28/03/2002 devido à desarmonização com excesso de Fígado e uma deficiência
totalizando 13 sessões até 22/08/2002: Paciente relata que sofre de de Rins e uma manifestação de Falso-Calor oriunda da deficiência
dores pelo corpo desde os 12 anos. Começou com dores nas do Shen (Rins), apresentando sintomas característicos ao da
costas, procurou um ortopedista que diagnosticou escoliose mas Síndrome da Fibromialgia.
que não justificava a dor pela característica da escoliose. E V - Referências
somente há 1 ano atrás foi diagnosticado Síndrome da Fibromialgia AUTEROCHE, B.; NAVAILH, P..O Diagnóstico na Medicina Chinesa.
pela reumatologista. A fisiotapogenia desse caso é de fundo 1º ed. São Paulo: Andrei, 1992.
emocional pois tudo começou após ter sido assediada sexualmente. CROSS, J. R.. Acupressão - Aplicações Clínicas em Doenças
Seus principais sintomas são: sono não reparador, dores Músculoesqueléticas. 1º ed. São Paulo: Manole, 2002.
generalizadas, disminorréia, olhos e boca secas, fadiga, FILHO, C. A.. Clínica Reumatológica. 1º ed. Rio de Janeiro:
instabilidade de humor, vertigens, dor de cabeça, formigamento de Guanabara Koogan, 1980.
mãos e pés pela manhã, problema no ovário, cansaço matinal. Faz INADA, T.. Vasos Maravilhosos e Cronoacupuntura. 1º ed. São
análise há 9 anos, faz aulas de alongamento (leve) no qual refere Paulo: Roca, 2000.
melhora e a dor exacerba quando faz qualquer esforço (limpar casa, JOJIMA, T.. Introdução à Acupuntura. 2º ed. São Paulo: Ícone,
varrer). Não faz condicionamento físico, fez fisioterapia, fez aulas de 1994.
yoga, natação. O tratamento desta paciente de acordo com a LIANZA, S.. Medicina de Reabilitação - Academia Brasileira de
Medicina Chinesa é direcionado para o quadro de deficiência de Medicina de Reabilitação - Sociedade de Medicina Física e
Rim - é realizado a tonificação do Rim e a harmonização de Fígado, Reabilitação. 3º ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001.
com abertura dos canais de energia Yin Qiao Mai/Ren Mai, MAIKE, S. R.. Fundamentos Essenciais da Acupuntura Chinesa. 2º.
completando com os pontos Ashi e queixas direcionadas. Foi São Paulo: Ícone, 1995.
receitado pelo Dr. um fitoterápico que ajudou na diminuição dos MOKONE et al. Acupuntura e Técnicas relacionadas à Fisioterapia.
sintomas. 1º ed. São Paulo: Manole, 2001.
III - Resultados NERY, S. A. C..Medicina Física e Reabilitação - parte 2. São Paulo:
Paciente P.W., 49 anos - Paciente refere melhora do ver editora, 1999.
quadro clínico do hemicorpo esquerdo e MMII direito, persistindo o POLLAK, D. F.. Atualização Terapêutica - Manual Prático de
quadro algico no trajeto do pescoço, ombros e MMSS direito não Diagnóstico e tratamento. 19º ed. São Paulo: Artes Médicas, 1999.
com a mesma intensidade tanto que não administra medicamentos ROSS, J.. Sistemas de Órgãos e Vísceras da Medicina Tradicional
periódicos, o formigamento melhorou, a ansiedade também e que Chinesa. 2º ed. São Paulo: Roca, 1994.
controla melhor a instabilidade de humor e o nervosismo. SKARE, T. L.. Reumatologia - Princípios e Prática. ___ ed. Rio de
Evidenciou que dependendo do esforço físico do dia a dor tende a Janeiro: Guanabara Koogan, 1999.
exacerbar não alterando os outros sintomas. Paciente H.M.C., 33 WEN, T. Acupuntura Clássica Chinesa. 2º ed. São Paulo: Cultrix,
anos -Paciente refere melhora do sono, cansaço, dor na sola do pé, 1995.
da disminorréia, do formigamento, mas deixa claro que sempre tem YAMAMURA, I.. Acupuntura - Um texto compreensível. 2º ed. São
recaídas. No dia 21/08/2002 - 4º feira, procurou o serviço de Pronto Paulo: Roca, 1996. 1º ed. São Paulo: Roca, 1993.
Atendimento com crises de dores generalizadas. Deixou de YAMAMURA, I.. A Arte de Inserir - Acupuntura Tradicional. 1º ed.
administrar medicamentos periódicos, apenas de extrema São Paulo: Roca, 1993.
necessidade.
237
YAMAMURA, I.. Manual de Medicina Chinesa - Acupuntura. 1º ed. Althoff, um médico do PFL propõe um projeto de lei conhecido como
São Paulo, 1994. o ato Médico o PLS nº 25/ 02, com o objetivo de regulamentar os
YAMAMURA, I.. Tratado de Medicina Chinesa. 1º ed. São Paulo: atos médicos - proposta que hoje segue desrespeitando todas as
Roca, 1993. demais profissões da área da saúde no Brasil - psicólogos,
CANTARELLI, S. C.. Correlação dos Pontos Dolorosos (Tender nutricionistas, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais,
Points) da Fibromialgia com Pontos de Acupuntura. São Paulo, farmacêuticos, biólogos, biomédicos, educadores físicos,
2001. Dissertação (Especialização) - EMP. enfermeiros, odontólogos, técnicos em Radiologia, fonoaudiólogos e
PAULA, A. P.. Análise do Comportamento do Eixo Hipotálamo - assistentes sociais, mais de 5 milhões de profissionais e estudantes
Hipófise - gonadal em Mulheres com Fibromialgia Durante o Sono. brasileiros - e em defesa dos profissionais de saúde seus conselhos
São Paulo, 1999. Dissertação (Doutor)- Universidade Federal de se posicionam contra o ato médico. Um dos exemplos é o recurso
São Paulo. complementar do trabalho do psicólogo elaborado em 2002
POLLAK, D. F.. Vírus de Epstein - Barr e Síndrome da Fibromialgia. defendendo seu direito em trabalhar com a acupuntura. Outras
São Paulo, 1990. Dissertação (Doutor)- Universidade Federal de profissões também elaboraram artigos e/ou resoluções da mesma
São Paulo. espécie que o conselho federal de psicologia tentando garantir aos
Valine, V. Estudos dos efeitos dos condicionamento aeróbico e do seus profissionais o direito de trabalhar com a acupuntura. O que
alongamento na fibromialgia. São Paulo, 2001. Dissertação (Doutor) resultará do ato médico ainda não se sabe.
- Universidade Federal de São Paulo.
LYONS, A. S. e PETRUCELLI II, R.J.. Ancient China. In: Medicine,
An Ilustred History. New York, Harry N. Abrams, 1987.
Estudo dos Pontos
WEIGENT, D. A. et al.. Current Conceps in the Pathophysiology of O meridiano do coração possui nove pontos dos quais
Abnormal Pain Perception in Fibromyalgia. Am. J. Med. Sci, 1998. somente o nono ponto será analisado nesse pequeno estudo. O
Yamamura et al.. Canais de Energia Curiosos e Fibromialgia. intuito desse ensaio é semear o interesse para estudos desse estilo,
Revista Brasileira de Acupuntura, 2 (2): 102-107, julho - dez. 1996. já que a evolução do acupunturista também ocorre quando este
FISCHER, A. A.. II Simpósio Multidisciplinar de Lesões por Esforços consegue desvendar os enigmas herméticos encontrados nos
Repetitivos (DORT). São Paulo, 14 e 15 de agosto de 1998. pontos e em toda ciência chinesa antiga. A metodologia de estudo
do ponto utilizada compreende as seguintes etapas: Primeiramente
será explicitada a localização do acuponto e em seguida dar-se-á o
Acupuntura e Psicologia - estudo do nome do ponto, posteriormente será realizado um estudo
História da Acupuntura da natureza do meridiano correspondente, em seguida a função
energética do ponto, suas indicações e ações fisiológicas,
localização e relação energética. Far-se-á também um estudo nos
Pressupõe-se que a acupuntura seja antecedente a era textos clássicos através dos estudos realizados por Soulié de
de Cristo, mas seu início ninguém sabe ao certo, possivelmente foi Morant e Elisabeth Rocha de la Vallée. Será realizado um estudo
criada por povos do Extremo Oriente e estes eram habitantes do nos textos secundários, discutir-se-á os sintomas clássicos
antigo Império do Meio. Na década de 80 a OMS fez um relacionados a cada ponto e as técnicas que podem ser utilizadas,
levantamento grande a respeito da medicina chinesa, onde seus acrescentando a experiência clínica e quando houver será realizado
colaboradores estudaram por quase uma década. No ano de 1991 a um estudo dos pontos alinhados (forma geométrica) realizando
Medicina Tradicional Chinesa, bem como a acupuntura passou a suas correlações. Possivelmente o TAO mostrou sua eficácia por
ser altamente recomendada pela OMS. A acupuntura é uma ciência caminhos inteligíveis, pois a conclusão que cheguei ao fazer esse
temporal, pois atravessa o horizonte da antiguidade á trabalho, óbvia, foi entender, mais uma vez, que se sabemos o que
posterioridade e sua história coincide com a história da medicina vai verdadeiramente em nossos corações podemos ser o Imperador
chinesa e, portanto, com o mito de Panku. O mito de Panku conta que existe dentro de nós.
que a criação do mundo não terminou até que P'an Ku morreu. XIN, o Coração
Somente sua morte pôde aperfeiçoar o Universo: de seu crânio O coração é o tronco do enraizamento da vida diz Soulié
surgiu à abóbada do firmamento, e de sua pele a terra que cobre os de Morant. Se XIN (Coração) é o mestre, o Imperador do organismo
campos; de seus ossos vieram às pedras, de seu sangue, os rios e (Dulcetti,2001) não é coincidência ele possuir nove (9) pontos. Uma
os oceanos; de seu cabelo veio toda a vegetação. Sua respiração das relações possíveis, com base na tradição Chinesa é
se transformou em vento, sua voz em trovão; seu olho direito se correlacionar a quantidade de pontos que há no coração com seu
transformou na lua, seu olho esquerdo, no Sol. De sua saliva e suor mandado celeste, pois o número nove corresponde ao fechamento
veia a chuva. E dos vermes que cobriam seu corpo surgiu à de um ciclo, a um número perfeito, e, portanto o meridiano do
humanidade (mito chinês - século III). Entretanto há muitas outras coração não poderia possuir nem mais nem menos pontos do que
lendas além do mito de Panku que tentam explicar como foi possui, pois representa um número perfeito. A inteligência do
descoberta a acupuntura, uma dessas lendas versa sobre um coração está associada com o Shen (psique) e, portanto tudo o que
guerreiro que teria sido flechado no calcanhar exatamente no ponto ocorre conosco em nível físico é compreendido pelo coração, assim
B60 relacionado a dor, outra lenda diz que sensitivos teriam é possível elevar o Shen a um nível extraordinário*, pois é o Shen
recebido mensagens e a partir daí eles descrevem essas que designa os fenômenos gerais da vida. O coração é tido como a
mensagens como os pontos conhecidos da acupuntura. O fato é principal via de expressão do nosso organismo estando relacionado
que ninguém sabe ao certo com nasceu à acupuntura. O nome tanto com a circulação sanguínea como com a alimentação no
acupuntura - Acus-agulha e punctura-picada -surgem com os cérebro (Soulié, 1990). O coração é um órgão que possui uma
Jesuítas no século XVII. Os Jesuítas ao chegar no país do meio da função muito especial para tradição chinesa, sua função é de
China se impressionaram com o poder de cura das agulhas contra a qualidade yin. O coração é o mestre das cinco funções yin (coração,
cólera. Em 1901 o cônsul francês, George Soulié de Morant, baço-pâncreas, pulmão, rim e fígado) e das seis funções yang
chegou na China para saber a história da acupuntura e acabou (intestino delgado, triplo reaquecedor, estômago, intestino grosso,
trazendo-a para o ocidente e em 1939 resolveu escrever um bexiga e vesícula biliar). O coração é análogo ao verão bem como
resumo da verdadeira arte de curar. Em 1962 Niboyet estudou ao fogo, ao sabor amargo, ao sul, ao vermelho e ao meio dia. O
histologicamente os pontos de acupuntura e descreveu a analgesia, verão marca a energia yang em seu potencial máximo. O fogo,
tentando trazer explicações de como funciona a acupuntura a luz do representante do coração, possui sete níveis energéticos no modelo
entendimento ocidental. Em 1950 Frederic Spaeth traz a acupuntura humano, o plano psíquico (Shen); o plano intelectual (inteligência e
para o Brasil e em 1961 foi fundada a Associação Brasileira de controle); o plano emocional (alegria); o plano energético (Sistemas
Acupuntura (ABA). Em 1972 o ministério do trabalho reconhece a do meridiano); plano fisiológico yin (Coração e Circulação
acupuntura como profissão, e em 1977 o Código Brasileiro de Sexualidade); plano fisiológico yang (intestino delgado e triplo
Ocupações – CBO descreve como um dos profissionais da reaquecedor) e finalizando o plano somático (C, CS, ID e TR). XIN
acupuntura o psicólogo acupunturista. Em 2002 o senador Geraldo
238
corresponde ao fogo e este designa de fato dupla função (Lavier) o O meridiano correspondente ao C9 é de natureza Yin e
ideograma do fogo (HUO/huó) realmente compõe-se com dois recebe o nome de Shao yin da mão. O Meridiano do coração
traços da chama do fogo, o sinal da madeira, indicando a dupla (SHOU CHAO YIN XIN JING) – O Yin menor da mão. O traçado do
origem do fogo. O fogo é representado pelo vermelho que é meridiano do coração é pouco preciso se baseado por Ta Tchreng
associado ao fogo Imperial e o azul pelo fogo Ministerial. O fogo (VIII, p.19r), mas foi estabelecido com bases anatômicas e, portanto
ministerial é associado ao CS que possui função yin e o imperial ao mais precisas nos dias de hoje (Morant, 2001). Iniciando-se
TR que possui função yang. Do sul vem o extremo calor, calor que centralmente na fossa axilar segue para a face interna e lateral do
produz fogo e o fogo produz o sabor amargo e por sua vez o sabor braço, passando pelo epicôndilo medial e extremidade interna da
amargo nutre o coração, o coração nutre o sangue e o sangue dá prega de flexão do cotovelo; prossegue pelo punho até a artéria
vida ao estômago; O coração reina sobre a língua (Morant, 1990; ulnar, encaminhando-se pela eminência hipotênar e face palmar da
Dulcetti, 2001; Hirsch). O efeito do verão sobre nós é o de mão no IV espaço interósseo, passando em seqüência pelo bordo
desabrochar e se os chineses estiverem certo o coração e a mente lateral do V até o ângulo ungueal interno terminando no Chao-
são as mesmas coisas. As pessoas não devem se cansar durante o tchrong - C9. O meridiano do coração possui vários ramos, o ramo
dia nem consentir que seu espírito se irrite. Devem permitir que se do intestino delgado, que atravessa o diafragma, o ramo do
desenvolvam as melhores partes de seu corpo e de seu espírito; estômago que sobre pelo paralelo da faringe, cruzando o ângulo da
devem permitir que seu hálito se comunique com o mundo exterior mandíbula e leva ramos internos até o ápice lingual dirigindo-se até
e devem proceder como se amassem tudo o que existe o olho na região caruncular (Morant, 1990; Dulcetti, 2001).
exteriormente. Essas são dicas que o Imperador Amarelo oferece 3. Função energética do ponto
para bem viver a temporada do verão, pois tudo o que está em O ponto Chao-tchrong é um ponto TING e de tonificação
ressonância com o verão possui uma hiperatividade nessa época. (Cordeiro &Cordeiro, 2001). Os pontos TING são caracterizados por
As emoções fazem estreitos laços com o coração, pois quem as poço /nascente por serem pontos por onde a energia surge, situa-se
afeta é o fogo. Para se relacionar bem com as emoções há de se na extremidade dos dedos ou dos artelhos correspondendo aos
ter o fogo em equilíbrio no organismo. Quando o coração apresenta últimos ou primeiros pontos no trajeto do meridiano. As funções yin
excesso, ou seja, um acúmulo de energia yang pode-se detectar correspondem ao elemento madeira (primavera) e para as funções
riso fácil, soluços, rosto avermelhado, agitação do espírito, yang correspondem ao metal (outono). O Chao-tchrong, por
superexcitação e dores no braço e coração. Na insuficiência representar uma função yin é representado pela madeira e, por
(energia yin) observa-se presença de mágoa, não ri, rosto pálido, conseguinte a primavera.
depressão, medo, angústia, falta de ar aos esforços (Cordeiro & 4. Indicações e ações fisiológicas
Cordeiro, 2001). No meridiano do coração encontramos os Há indicações para debilidade física, psíquica e cardíaca,
seguintes pontos SU (pontos antigos): C3 (ponto HO), C4 (ponto momentos de debilidade e desalento, olhos sem brilhos, voz sem
KING), C7 (ponto IU), C8 (ponto IONG) e C9 (ponto TING). timbre, rosto cansado, obnubilação, sensação de debilidade em
(Dulcetti,2001;Cordeiro &Cordeiro, 2001). A finalidade dos pontos alguns momentos com desvanecimento, debilidades depois da
SU é o equilíbrio de energia, a partir desses pontos é possível febre, tristeza, pena, pessoas sem entusiasmo, temor, preensão,
transferência da energia de um órgão-víscera para outro (a). Esses angustia, emotividade com temores, em crianças com alta
pontos são encontrados entre o cotovelo e as pontas dos dedos e emocionalidade e agitação, para estados de espírito debilitado,
entre os joelhos e as pontas dos artelhos. O coração interage, em palpitações nervosas, bradicardia, palpitações nervosas por
níveis distintos, com o Fígado, Baço-pâncreas, pulmões e Rins, e a debilidades, garganta seca, laringe inchada e dolorosa, abundancia
forma como se dá essa interação irá surgir às leis de interação de flemas, pulmões em débito, pleurisma, resfriado, odor fétido nos
esposo-esposa, mãe-filho, avó neto onde em síntese um elemento órgãos genitais, febre, nevralgia intercostal, dor na contratura de
na posição de antecessor inibe um elemento na posição de ombros anterior e membro superior anterior interno e cotovelo
sucessor. Promovendo, portanto o equilíbrio entre as fases. O pulso doloroso (Morant, 1990). Cordeiro & Cordeiro (2001) indicam o
esquerdo revela a qualidade do meridiano do coração em nível Chao-tchrong para enfermidades como fraqueza física, psíquica e
médio no ponto P9. Isso se deve ao fato do ponto P9 ser um ponto cardíaca, hipotensão, depressão, angústia, medo, palpitações
de reunião dos meridianos do coração e do Intestino delgado (em nervosas por fraqueza, odor fétido nos órgãos genitais, cotovelo
nível superficial). doloroso e escleróticas amarelas.
C9 – Shaochong/Chao-tchrong /Pequeno assalto 5. Relação energética
Localização A relação energética entre F3 e C9 instala-se no
Soulié (1990) descreve a localização deste ponto como mandato enquanto que a relação entre R1 e C9 se instala-se em
estando na mão, no dedo minguinho, no ângulo ungueal, em frente suas características semelhantes onde os dois pontos são postas
ao anular (lateral, externo). A metade extensa do dedo. Ângulo do de entrada de energia.
rebordo inferior do ângulo saliente da proeminência óssea da 6. Sintomas nos textos secundários
falange, e de rebordo dorsal do tendão. Entre o corpo e o flexor. Os efeitos diretos correlacionados com esse ponto são
Rebordo posterior de uma massa ligamentosa. A 0.1 tsun proximal relacionados à debilidade psíquica, física e cardíaca. Momento de
ao ângulo ungueal lateral (radial) do dedo mínimo (Cordeiro & debilidade e desalento, apresentando olhos sem brilho, voz sem
Cordeiro, 2001; Cricenti, 2001). timbre, rosto cansado, obnubilação, sensação de debilidade por
1. Estudo do nome do ponto momentos, com temor do desvanecimento, debilidade depois da
Chao-tchrong C9 (Pequeno assalto) e Traé-tchrong F3 febre. Tristeza, pesar, sem entusiasmo, temor, apreensão, angustia,
(Assalto supremo) possuem uma grande correspondência, essa emotividade com temores. Filhos com emotividade e agitação.
associação é proveniente do nome TCHRONG, ou seja, ASSALTO. Espírito debilitado. Sonhos relacionados com fogo, chamas, fumo
Para os chineses, o nome tem relação com o mandado celeste, e (Morant, 1990). Os sintomas associados aos desequilíbrios do
assim podemos entender que o mandato celeste destes dois pontos Shenn relacionados ao C9 são neuralgia (nevralgia) intercostal
se correlaciona (SIC Prof. Orley Dulcetti Jr). São vários sinônimos ombro anterior e membro superior anterior doloridos quando
para a palavra Assalto e um desses se correlaciona com Assalto contraídos os cotovelos sente-os dolorosos. Fraquezas física,
Geográfico, declive (Wieger, 1963), que por sua vez nos remete a psíquica e cardíaca, hipotensão, depressão, angústia, medo,
idéia de buraco. O buraco pode nos remeter a idéia de Caverna e aí palpitações nervosas por fraqueza, odor fétido dos órgãos genitais,
a associação de Caverna, para a idéia de Caverna do Tao que cotovelo doloroso, escleróticas amarelas (Cordeiro &Cordeiro,
remete a idéia de ambos os pontos serem portas de entrada para 2001).
energias que lhe são destinadas. O ideograma SHAO para Wieger 7. Técnicas
(1963) é descrito como pouco, pequeno e o ideograma TCHRONG Para tonificar o coração (ventrículos). Frontal, utiliza-se
como lugar de passagem. todos os meridianos yin. Vaso governador; olho e ouvido dos lados
2. Natureza do meridiano correspondente opostos; garganta e língua do mesmo lado; extremidades. Para

239
dispensar utiliza-se todos os meridianos yang, sobre a vesícula longitude: nível dos transversos de dedo por dentro do rebordo,
biliar, estômago. Dispersar atua no sentido contrário (Morant, 1990). anterior da proeminência lateral do pé (tubérculo do 5º metatarso).
8. Pontos alinhados – forma geométrica e Ângulo do rebordo medial do músculo lateral (aductor do 5º dedo do
correlações pé) e do rebordo anterior de uma massa transversa. Em um
O ponto que o precede é o Chao-fou - C8 este simétrico côncavo, um pouco por fora do flexor curto do 4º dedo. Cordeiro &
ao Chao–tsre - ID 1. A energia que passa para o ID (Chao-tsre) Cordeiro descreve como localização para esse ponto que ele se
corta o ramo dorsal. F3 e R1 são pontos dos quais são encontra na planta do pé, porção anterior, numa depressão que se
correlacionados com o C9. O F3 é correlacionado com o C9 em forma - na junção entre o terço anterior e os 2/3 posteriores da
função de seu mandato e o R1 por possuir localização homóloga e planta do pé, entre o 2º e 3º metatarsos. Cricente (2001) descreve
servir como porta de entrada de energia. O F3 para Soulié de para localização do ponto como este estando na junção entre o
Morant (1990) recebe o nome de Traé-Tchrong e é traduzido por terço anterior e os 2/3 posterior da planta do pé, entre o 2º e 3º
Assalto Supremo e está no dorso do pé. Entre o 1º e 2º metatarso metatarsos.
(dedo gordo e segundo dedo) um pouco adiante do ângulo profundo Referências
da cabeça posterior e do corpo do 1º metatarso. Reborda lateral do - Wieger, S. J L. (1963). Caractéris chinois: Etymologie
extensor do próprio dedo gordo, e entre a haste e o rebordo lateral Graphies Lexiques. 7º ed., Taichung, Taiwan, Kuanghi Press.
da artéria pedia com o nervo tibial anterior e a veia. Em um - Cordeiro & Cordeiro (2001). Acupuntura: Elementos
côncavo. Ângulo do osso e do rebordo anterior do ligamento básicos. 3º ed., São Paulo, Editora Polis.
transverso. Para Cordeiro & Cordeiro o F3 está na depressão - Cricenti, S. V. (2001). Acupuntura e Moxabustão:
formada pelo 1º e 2º metatarso sobre a artéria pediosa. Cricenti localização anatômica dos pontos. 1º ed. São Paulo. Ed. Maole.
(2001) descreve como localização que F3 se encontra no dorso do - De Morant, G.S (1990). Acupuntura. Buenos Aires. Ed.
pé, no sulco entre o 1º e 2º metatarsos, a 1.5 tsun posterior ao F2 Médica Pan.
(xingjian), anterior às articulações metatasofalângicas. O R1 - De la Vallée, E.R. (1997) Pulmão: pontos de
(Yongquan – Fonte ardente) possui várias descrições de sua acupuntura. Ed. IBRAHO publicações.
localização e todas são coincidentes. George Soulié de Morant - Dicionário Ricci
descreve sua localização como estando na planta dos pés, - Dulcetti, O. Jr ( 2001). Pequeno tratado de acupuntura
aproximadamente no terço lateral (externo), ao redor da metade da tradicional chinesa. 1ºedição. São Paulo. Ed. Andrei.
Estrategia de búsqueda
Neuroestimulación eléctrica transcutánea y acupuntura para la Las búsquedas electrónicas en el Registro de ensayos
dismenorrea primaria controlados del Grupo Cochrane de Trastornos Menstruales y
Proctor ML, Smith CA, Farquhar CM, Stones RW Subfertilidad (Cochrane Menstrual Disorders and Subfertility Group),
Fecha de la modificación más reciente: 28 de febrero de 2001 CCTR (la Cochrane Library, Número 3, 2001), MEDLINE, EMBASE,
Fecha de la modificación significativa más reciente: 22 de CINAHL, Bio extracts, PsycLIT y SPORTDiscus se realizaron en agosto
noviembre de 2001 de 2001 para identificar ensayos controlados aleatorios (ECA)
Esta revisión debería citarse como: Proctor ML, Smith CA, pertinentes. También se realizaron búsquedas en el Registro de ensayos
Farquhar CM, Stones RW. Neuroestimulación eléctrica transcutánea y controlados del Cochrane Complementary Medicine Field (CISCOM).
acupuntura para la dismenorrea primaria (Revisión Cochrane traducida). También se intentó identificar los ensayos del National Research Register
En: La Biblioteca Cochrane Plus, 2005 Número 4. Oxford: Update del Reino Unido, el Clinical Trial Register y las listas de referencias de
Software Ltd. Disponible en: http://www.update-software.com. (Traducida artículos de revisión y ensayos incluidos. En la mayoría de los casos, se
de The Cochrane Library, 2005 Issue 4. Chichester, UK: John Wiley & estableció contacto con el primer autor o el autor correspondiente de
Sons, Ltd.). cada ensayo incluido para obtener más información.
Criterios de selección
RESUMEN Los criterios de inclusión fueron ensayos controlados
Antecedentes aleatorios de la neuroestimulación eléctrica transcutánea y la acupuntura
La dismenorrea se refiere a la aparición de dolores que compararon estos tratamientos consigo mismos, el placebo, ningún
menstruales tipo cólico. El tratamiento médico para la dismenorrea consta tratamiento o el tratamiento médico para la dismenorrea primaria. Los
habitualmente de fármacos antiinflamatorios sin esteroideos o píldoras criterios de exclusión fueron: dismenorrea leve, poco frecuente o
anticonceptivas orales que actúan mediante la reducción de la actividad secundaria y dismenorrea asociada a un DIU.
miométrica (músculo uterino). Sin embargo, estos tratamientos van Recopilación y análisis de datos
acompañados de varios efectos secundarios, lo cual da un valor potencial Se identificaron nueve ECA que cumplieron con los criterios de
para tratar la dismenorrea a los métodos efectivos no farmacológicos. La inclusión para esta revisión: siete incluían una TENS; uno, una
neuroestimulación eléctrica transcutánea (TENS) es un tratamiento que acupuntura y otro, los dos tratamientos. Dos revisores realizaron de
ha demostrado ser efectivo para el alivio del dolor en una variedad de forma independiente la evaluación de la calidad y la obtención de datos.
enfermedades. Los electrodos se colocan en la piel, la corriente eléctrica Se realizó un metanálisis mediante odds-ratios para los resultados
se aplica a diferentes frecuencias del pulso (frecuencias) y las dicotómicos y diferencias de medias ponderadas para los resultados
intensidades se usan para estimular estas áreas de modo que continuos. Los datos no apropiados para el metanálisis se obtuvieron
proporcionen alivio del dolor. En la dismenorrea. Se cree que la TENS como datos descriptivos y también se incluyeron para la discusión. Las
(neuroestimulación eléctrica transcutánea) funciona mediante la medidas de resultado fueron alivio del dolor (escalas analógicas
alteración de la capacidad del cuerpo para recibir o percibir las señales dicotómicas y visuales, descriptivas), efectos adversos, uso de
del dolor, en lugar de tener un efecto directo sobre las contracciones analgésicos adicionales al tratamiento y absentismo laboral o escolar.
uterinas. La acupuntura también se puede indicar como un método útil no Resultados principales
farmacológico para tratar la dismenorrea. Se considera que la acupuntura Se mostró que la TENS global de alta frecuencia era más
excita los receptores o las fibras nerviosas que, mediante una interacción efectiva para el alivio del dolor que la TENS de placebo. Se halló que la
complicada con mediadores como la serotonina y las endorfinas, TENS de baja frecuencia no era más efectiva para aliviar el dolor que la
bloquean los impulsos de dolor. La acupuntura incluye habitualmente la TENS de placebo. Hubo resultados contradictorios respecto a si la TENS
penetración de la piel mediante agujas metálicas finas y sólidas, que se de alta frecuencia era más efectiva que la TENS de baja frecuencia. Un
manipulan manualmente o a través de la estimulación eléctrica. ensayo pequeño mostró que la acupuntura era significativamente más
efectiva para el alivio del dolor que la acupuntura de placebo y dos
Objetivos grupos de control sin tratamiento.
Determinar la efectividad de la neuroestimulación eléctrica Conclusiones de los autores
transcutánea de frecuencias altas o bajas y la acupuntura en Se halló que la TENS de alta frecuencia era efectiva para el
comparación consigo mismas, el placebo, ningún tratamiento o el tratamiento de la dismenorrea en varios ensayos pequeños. Los efectos
tratamiento médico para la dismenorrea primaria. adversos menores presentados en un ensayo hacen necesaria una
240
investigación adicional. No hay pruebas suficientes para determinar la administrados entre 50 a 120 Hz, a una baja intensidad (Kaplan 1997;
efectividad de la TENS de baja frecuencia en la reducción de la Mannheimer 1985). En la dismenorrea, la TENS parece actuar mediante
dismenorrea. Tampoco hay pruebas suficientes para determinar la la alteración de la capacidad del cuerpo para recibir o percibir las señales
efectividad de la acupuntura en la reducción de la dismenorrea; sin de dolor en lugar de tener un efecto directo sobre las contracciones
embargo, un único ensayo pequeño pero metodológicamente sólido de la uterinas (Smith 1991). Es posible colocar los electrodos en los sitios de
acupuntura sugiere el beneficio de esta modalidad. acupuntura tradicionales o en el sitio del dolor. Se considera que esta
Esta revisión debería citarse como: modalidad es efectiva para el alivio del dolor en una variedad de
Proctor ML, Smith CA, Farquhar CM, Stones RW enfermedades (Gersh 1985) pero revisiones sistemáticas más recientes
Neuroestimulación eléctrica transcutánea y acupuntura para la han establecido que la TENS no es efectiva para el dolor postoperatorio
dismenorrea primaria (Revisión Cochrane traducida). En: La Biblioteca (Carroll 1996) y el dolor durante el trabajo de parto (Carroll 1997). Las
Cochrane Plus, 2005 Número 4. Oxford: Update Software Ltd. Disponible pruebas para la eficacia de la TENS en enfermedades de dolor crónico
en: http://www.update-software.com. (Traducida de The Cochrane Library, son limitadas (McQuay 1998), aunque una revisión sistemática indica el
2005 Issue 4. Chichester, UK: John Wiley & Sons, Ltd.). beneficio para el dolor asociado a la osteoartritis de rodilla (Osiri 2001).
La acupuntura también se indica como método no
RESUMEN EN TÉRMINOS SENCILLOS farmacológico útil para tratar la dismenorrea. Tiene antecedentes
La neuroestimulación de alta frecuencia puede ayudar a aliviar funcionales muy similares a los de la TENS. La acupuntura excita los
los dolores menstruales receptores o las fibras nerviosas que, mediante una interacción
La dismenorrea es una queja muy frecuente respecto a complicada con serotonina y endorfinas, bloquean los impulsos de dolor
dolores menstruales tipo cólico. La neuroestimulación eléctrica (Andersson 1995). La acupuntura como intervención terapéutica tiene
transcutánea (TENS) incluye el envío de corriente eléctrica mediante la una historia que supera los 2500 años de edad en China y Japón. El
colocación de electrodos en la piel para estimular los nervios y aliviar el diagnóstico y tratamiento recomendado por la medicina tradicional china
dolor. Se cree que altera la capacidad del cuerpo de recibir y comprender (MTC) reciben la influencia de los sistemas de medicina y filosofía de la
las señales del dolor en lugar de tener un efecto directo sobre las antigua China. Según la medicina china tradicional, un desajuste en las
contracciones uterinas. También se usa la acupuntura. La revisión de los fuerzas corporales del Yin y Yang se presenta como dolor o enfermedad.
ensayos halló que la TENS de alta frecuencia puede ayudar, pero no hay La acupuntura trata la enfermedad mediante la recreación del equilibrio
suficientes pruebas para evaluar el efecto de la acupuntura o la TENS de entre estas fuerzas dentro del cuerpo con la promoción del flujo de Qi
baja frecuencia. Se necesita investigación adicional. (energía de fuerza de vida), que permite el equilibrio del sistema del
cuerpo humano (NIH 1998). La acupuntura implica la inserción de finas
ANTECEDENTES agujas en la piel y tejidos subyacentes en puntos precisos del cuerpo. La
La dismenorrea se refiere a la aparición de dolores aguja puede colocarse y no tocarse o ser estimulada mediante giros en
menstruales tipo cólico. Es una queja ginecológica frecuente que puede varias direcciones o mediante electricidad. La electroacupuntura requiere
afectar hasta al 50% de las mujeres, y un 10% de estas mujeres sufre de el uso de la electricidad para estimular el punto de acupuntura. Para
tal manera que pueden permanecer incapacitadas durante de uno a tres hacer esto, se inserta una aguja y se conecta un terminal al manipulador,
días en cada ciclo menstrual (Dawood 1990b). Esto tiene un impacto mientras que el otro terminal se conecta a una segunda aguja o electrodo
significativo en la salud personal y también en la economía global. En los neutral. A través del tiempo, los acupunturistas han practicado diferentes
EE.UU. solamente se calcula que las pérdidas anuales son de 600 estilos de acupuntura.
millones de horas de trabajo y dos mil millones de dólares (Dawood Los acupunturistas modernos no utilizan solamente los puntos
1984). tradicionales de acupuntura, de acuerdo con la filosofía china, sino
La dismenorrea se define comúnmente dentro de dos también otros puntos fijos o puntos en el sitio del dolor. La ciencia
subcategorías. Cuando el dolor pelviano se asocia a una enfermedad convencional utiliza hipótesis neurológicas, neurohumorales (que
patológica identificable, como la endometriosis, se la considera una incluyen hormonas o neurotransmisores liberados por el sistema
dismenorrea secundaria. Por contraste, el dolor menstrual sin patología nervioso) y psicológicas para explicar cómo funciona el tratamiento
orgánica se denomina dismenorrea primaria (Lichten 1987). La aparición (Lewith 1984). Desde hace pocos años, el uso de la medicina
inicial de una dismenorrea primaria generalmente se da poco después de complementaria y alternativa se ha tornado popular en muchos países
(de seis a 12 meses) la menarca (el comienzo de los períodos occidentales (MacLennan 1996). En Europa, entre un 12% y un 19% de
menstruales) cuando se establecen los ciclos ovulatorios. La duración del la población dice utilizar la acupuntura, según las encuestas al
dolor es habitualmente de entre 48 a 72 horas y se asocia al flujo consumidor (Fisher 1994). En la medicina china tradicional, por mucho
menstrual. Por el contrario, es más probable que la dismenorrea tiempo se indicó la acupuntura para problemas ginecológicos como la
secundaria ocurra algunos años después del comienzo de la menarca, y amenorrea y la dismenorrea. La acupuntura ahora también recibe el
el dolor se presenta antes o durante la menstruación. Sin embargo, esta apoyo de los principales médicos: en una encuesta reciente, el 51% de
distinción no es necesariamente sólida debido a que la dismenorrea médicos indicó creer en la eficacia de la acupuntura (Astin 1998). El
primaria grave en mujeres jóvenes puede indicar una endometriosis National Institutes of Health la ha recomendado recientemente como
(Punnonen 1980). herramienta efectiva para ciertos problemas de salud, entre ellos, el dolor
La dismenorrea se trata habitualmente con antiinflamatorios menstrual (Ceniceros 1998). Los ensayos clínicos no aleatorios han
sin esteroideos (AINE) o píldoras anticonceptivas orales (PAO) que demostrado la efectividad de la acupuntura en el tratamiento de la
actúan mediante la reducción de la actividad miometrial (músculo dismenorrea primaria y la secundaria, con un alivio del dolor satisfactorio
uterino). Sin embargo, estos tratamientos van acompañados de varios en la mayoría de las pacientes, aunque el tratamiento es más exitoso en
efectos adversos, lo que da un gran valor potencial a los métodos mujeres sin una patología pelviana (Tsenov 1996; Maric 1984;
efectivos no farmacológicos para tratar la dismenorrea. La Steinberger 1981).
neuroestimulación eléctrica transcutánea (TENS) incluye la estimulación Los consumidores creen por lo general que la medicina
de la piel mediante la corriente a diversas frecuencias del pulso complementaria es más natural que la medicina convencional y se
(frecuencias) e intensidades para proporcionar alivio del dolor. Desde preocupan menos por los efectos secundarios. En la literatura existen
finales del siglo XIX, se ha utilizado la TENS para tratar muchas informes de reacciones adversas poco frecuentes de la acupuntura, por
enfermedades como el acné, los abscesos, los callos, las contracciones, ejemplo neumotórax, infección o lesión cardíaca (Yamashita 1999).
la gota y la impotencia (Sheon 1984), también se la utiliza actualmente
para tratar el dolor de las contracciones durante el trabajo de parto OBJETIVOS
(Carroll 1997). La TENS actual se puede dividir en dos subcategorías, Determinar la efectividad de la neuroestimulación eléctrica
frecuencia alta y baja. La TENS de baja frecuencia (también denominada transcutánea de frecuencias altas o bajas y la acupuntura en
TENS similar a la acupuntura) consta generalmente de pulsos comparación consigo mismas, el placebo, ningún tratamiento o el
administrados entre 1 a 4 Hz, a alta intensidad y a una amplitud de pulso tratamiento médico para la dismenorrea primaria.
larga, de modo que evocan contracciones musculares visibles. La TENS
de alta frecuencia (TENS convencional) consta generalmente de pulsos
241
CRITERIOS PARA LA VALORACIÓN DE LOS ESTUDIOS DE 1) Se realizaron búsquedas en el Registro especializado de
ESTA REVISIÓN ensayos controlados del Grupo de Trastornos Menstruales y Subfertilidad
Tipos de estudios de cualquier ensayo con "dismenorrea" en las secciones del título, el
Todos los ensayos controlados aleatorios prospectivos que resumen o la palabra clave. Ver el Grupo de revisión para obtener más
comparan la TENS o la acupuntura consigo mismas, el placebo, ningún detalles sobre la realización del Registro especializado. La búsqueda
tratamiento o un tratamiento médico para el tratamiento de la produjo 344 referencias, 14 incluían la TENS o la acupuntura. 10 ensayos
dismenorrea primaria. podrían incluirse en la revisión, una referencia fue un duplicado en idioma
Tipos de participantes inglés de los datos de un ensayo ya incluido.
Los participantes en los ensayos tuvieron que satisfacer los 2) Se realizaron búsquedas en las siguientes bases de datos
siguientes criterios de inclusión para estar incluidos en la revisión. electrónicas en agosto de 2001 mediante el programa informático Ovid:
Criterios de inclusión: MEDLINE - 1966 hasta agosto 2001
- mujeres en edad reproductiva EMBASE - 1980 hasta agosto 2001
- mujeres con dismenorrea primaria moderada a grave (dolor CINAHL - 1982 hasta julio 2001
grave/que imposibilita durante al menos un día de menstruación) Bio extracts - 1980 hasta junio 2001
- mujeres afectadas por dismenorrea en > del 50% de sus PsycLIT - 1887 hasta julio 2001
ciclos menstruales SPORTDiscus - 1949 hasta agosto 2001
Criterios de exclusión: Se hicieron búsquedas en estas bases de datos mediante los siguientes
Si los participantes del ensayo satisfacían cualquiera de los términos de búsqueda y palabras clave:
siguientes criterios de exclusión, el ensayo no se incluyó en la revisión. 1 exp Menstruation disorders/, exp Menstruation disorders/
- mujeres con dismenorrea secundaria (es decir, asociada a 2 Pelvic pain/
una patología pelviana identificable) 3 (pelvic adj5 pain).tw.
- mujeres con dismenorrea debido a la presencia de un 4 Dysmenorrhea/
dispositivo intrauterino 5 dysmenorrh$.tw.
- mujeres con dismenorrea leve o poco frecuente 6 (painful adj5 menstrua$).tw.
Tipos de intervención 7 (painful adj5 period$).tw.
Intervenciones específicas que se deben considerar: 8 menstrual disorder.tw.
1. TENS de alta frecuencia versus placebo o ningún 9 or/1-8
tratamiento para la dismenorrea primaria. 10 Transcutaneous electric nerve stimulation/
2. TENS de baja frecuencia versus placebo o ningún 11 transcutaneous electrical nerve stimulation.tw.
tratamiento para la dismenorrea primaria. 12 transcutaneous nerve stimulation.tw.
3. Acupuntura versus placebo o ningún tratamiento para la 13 nerve stimulation.tw.
dismenorrea primaria 14 TENS.tw.
4. TENS de alta frecuencia versus TENS de baja frecuencia 15 Acupuncture/
para la dismenorrea primaria. 16 Acupuncture therapy/
5. TENS de alta frecuencia versus acupuntura para la 17 acupuncture$.tw.
dismenorrea primaria. 18 or/10-17
6. TENS de baja frecuencia versus acupuntura para la 19 9 and 18
dismenorrea primaria.
7. TENS o acupuntura versus otro tratamiento médico para la Resultados de la búsqueda:
dismenorrea primaria. MEDLINE: 72 referencias, seis ECA (uno era una publicación
nueva de otro conjunto de datos); EMBASE: 81 referencias, ocho ECA;
La TENS de baja frecuencia (TENS similar a la acupuntura) se Bio Abstracts: 18 referencias, cinco ECA; CINAHL: 11 referencias, un
define como pulsos administrados entre 1 a 4 Hz a alta intensidad. ECA; PSYCLIT: una referencia, ECA
La TENS de alta frecuencia (TENS convencional) se define SPORTDiscus: una referencia, cero ECA
como pulsos administrados entre 50 a 120 Hz a baja intensidad. 3) Se realizaron búsquedas en el Registro Cochrane de
La TENS de placebo se da cuando no se utiliza una actividad Ensayos Controlados (CCTR) en la Cochrane Library, Número 3, 2001 en
eléctrica, de modo que los ámbitos y la amplitud no producen todos los ámbitos mediante las siguientes palabras:
estimulación alguna. dysmenorrh*
(pelvic and pain)
Tipos de medidas de resultado TENS
Resultado primario: (nerve and stimulation)
1. Alivio del dolor (medido con la escala visual analógica [AVA], acupuncture
otras escalas o escalas dicotómicas). La búsqueda produjo 20 referencias en CCTR, 10 ensayos
Resultados secundarios: podrían incluirse en la revisión, una referencia era un duplicado en idioma
1. Efectos adversos del tratamiento (incidencia y tipo de inglés de los datos de un ensayo ya incluido y otra referencia era un
efectos secundarios) duplicado.
2. Necesidad de medicaciones adicionales (medida según un 4) Se realizaron búsquedas en el National Research Register
ratio de mujeres que necesitan analgésicos adicionales al tratamiento (NRR), un registro de los proyectos de investigación en curso o
asignado). recientemente terminados financiados por o de interés para el National
3. Limitaciones en las actividades diarias (medidas como un Health Service del Reino Unido, así como las entradas del Registro de
ratio de mujeres que informan de limitaciones en las actividades). ensayos clínicos del Medical Research Council y los detalles sobre las
4. Absentismo laboral o escolar (medido como ratio de las revisiones en curso obtenidas por el NHS Centre for Reviews and
mujeres que informan de ausentismo laboral o escolar) Dissemination para hallar cualquier ensayo con "dismenorrea" como
palabra clave. También se buscaron las mismas palabras clave en el
ESTRATEGIA DE BÚSQUEDA PARA LA IDENTIFICACIÓN DE registro de Ensayos clínicos, un registro de los ensayos clínicos de
LOS ESTUDIOS EE.UU. financiados de forma federal o privada.
Ver: Cochrane Menstrual Disorders and Subfertility Group 5) En el registro del Cochrane Complementary Medicine Field
estrategia de búsqueda de los ensayos controlados (CISCOM) también se buscó cualquier
Se obtuvieron todos los informes que describen (o podrían ensayo con "dismenorrea" en los ámbitos del título, el resumen o la
describir) ensayos controlados aleatorios de la TENS o la acupuntura en palabra clave. No se encontraron ensayos adicionales.
el tratamiento de la dismenorrea mediante la siguiente estrategia de 6) Se redactó una carta al Centro Cochrane chino (Chinese
búsqueda. Cochrane Centre) para solicitar información sobre cualquier base de
242
datos china útil, sin embargo, no pudieron ayudar debido a que son un estudios que se combinaron en el metanálisis. Cuatro de los estudios
centro recientemente formado y actualmente todavía no cuentan con incluidos tenían un diseño cruzado (crossover) (Dawood 1990a;
recursos. Se planea volver a contactar con ellos para actualizaciones Lundeberg 1985; Milsom 1994; Thomas 1995). Los datos de la fase uno
futuras de esta revisión. (datos anteriores al cruzamiento [crossover]) no estaban disponibles para
7) También se buscó en las listas de referencias de cualquiera de estos ensayos. Los ensayos cruzados (crossover) se han
publicaciones pertinentes, artículos de revisión, resúmenes de reuniones criticado por llevar a cálculos no válidos del efecto cuando la medida de
científicas y estudios incluidos. resultado usada afecta al ingreso a la fase posterior del ensayo (p.ej.,
8) Se enviaron las cartas a los investigadores principales de la cuando el embarazo es el resultado de interés, las mujeres que queden
TENS o las técnicas de acupuntura y a los autores de los estudios embarazadas en la fase uno del ensayo no se pueden cruzar [crossover]
incluidos para buscar información sobre ensayos adicionales publicados al tratamiento alternativo). En el caso de esta revisión, este problema es
o no publicados. una preocupación menor, ya que la principal medida de resultado es el
alivio del dolor. Por consiguiente, la única preocupación real es la
MÉTODOS DE LA REVISIÓN posibilidad de efectos de arrastre de la TENS o el tratamiento con
Dos revisores (MW y CS) realizaron la selección de ensayos acupuntura de un ciclo menstrual a otro, que probablemente sean
para la inclusión en la revisión después de emplear la estrategia de mínimos debido a que los cuatro ensayos cruzados (crossover) realizaron
búsqueda descrita anteriormente. Los ensayos incluidos se analizaron el tratamiento solamente durante la menstruación. Por lo tanto, debido a
mediante los siguientes criterios de calidad y detalles metodológicos: la pequeña probabilidad de sesgo, el número pequeño de ensayos y la
Características del ensayo combinación mínima de los datos en el metanálisis, los resultados de los
1. Método de asignación al azar ensayos cruzados (crossover) se incluyeron en esta revisión. El único
2. Presencia o ausencia de cegamiento para la asignación del caso en que los datos de un ensayo paralelo y cruzado (crossover) se
tratamiento combinaron es para el resultado de la experiencia global de alivio del
3. Calidad del ocultamiento de la asignación dolor para la TENS de baja frecuencia versus TENS de placebo. Los
4. Número de pacientes asignados al azar, excluidos o ensayos como el metanálisis presentaron un resultado no significativo
perdidos durante el seguimiento para este resultado y la inclusión o la exclusión de los datos cruzados
5. Si se llevó a cabo un análisis del tipo intención de tratar (crossover) no tuvieron un impacto en esta conclusión (Lundeberg 1985;
(intention-to-treat analysis) Santiesteban 1985). Para algunos de los estudios incluidos, no se
6. Si se realizó un cálculo del poder estadístico pudieron obtener los datos que podrían usarse en el metanálisis. Estos
7. Duración, momento adecuado y lugar del estudio datos se incluyeron como datos descriptivos en las tablas Otros datos y
también se pueden ver en la Tabla de comparaciones. Para un estudio se
Características de las participantes del estudio obtuvieron los errores estándar y éstos se convirtieron en desviaciones
1. Edad y cualquier otra característica registrada de las estándar (error estándar x raíz cuadrada de n [en que n = tamaño de la
mujeres del estudio muestra del grupo]) para el resultado del uso de analgésicos adicionales,
2. Otros criterios de inclusión de modo que se pudo calcular una DMP (Helms 1987). En un ensayo, la
3. Criterios de exclusión figura promedio para el alivio del dolor informada en el ensayo (26,1) no
tuvo correlación con las puntuaciones informadas que también se
Intervenciones utilizadas presentaron para cada participante (46, 57, 60, 0, 0, 0, 41, 40, 1)
1. Tipo y sitio de la TENS o acupuntura usadas (Mannheimer 1985). Los autores del ensayo no respondieron a la
correspondencia; por consiguiente, la media usada en el metanálisis no
Resultados fue la obtenida en el ensayo, pero se volvió a calcular de las
1. Métodos utilizados para medir el alivio del dolor logrado por puntuaciones individuales que también se obtuvieron en el ensayo (una
el tratamiento media de 27,22). Un análisis de sensibilidad que utilizó las dos medias
2. Métodos utilizados para la medición de los efectos adversos demostró que había una diferencia muy pequeña en los odds-ratios que
produjeron. La intención de los revisores es realizar una nueva estrategia
Dos revisores (MW y CS) realizaron de forma independiente anual para los ECA y, por lo tanto, actualizar la revisión.
todas las evaluaciones de la calidad de los ensayos y la obtención de
datos mediante formularios diseñados de acuerdo con las guías DESCRIPCIÓN DE LOS ESTUDIOS
Cochrane. Se planificó a priori que un tercer revisor (CF) resolviera Se identificaron diez ensayos controlados aleatorios (o
cualquier desacuerdo, sin embargo, esto no fue necesario. Se buscó ensayos clínicos controlados) que incluían la TENS o la acupuntura para
información adicional sobre la metodología del ensayo o los datos del el tratamiento de la dismenorrea. Nueve de estos ensayos se incluyeron
ensayo original a través de los autores de la mayoría de los ensayos. en la revisión, uno se excluyó.
Esta información adicional se buscó mediante el envío de cartas, correos
electrónicos o ambos a los autores de todos los ensayos excepto ENSAYOS EXCLUIDOS DE LA REVISIÓN
Santiesteban 1985, ya que no se hallaron detalles de contacto actuales Un ensayo se excluyó de la revisión. (Janke 1984). El ensayo
de los autores. Se recibieron respuestas del Prof. MY Dawood del estudio comparó la TENS de baja frecuencia con un control que era una
Dawood 1990a y de D Lewers del estudio Lewers 1989, quienes combinación de TENS de alta frecuencia y TENS de placebo. Esta
proporcionaron información adicional respecto de la metodología del combinación no se ajustó claramente a cualquiera de las comparaciones
ensayo. Se realizó un análisis estadístico de acuerdo con las guías para proyectadas; por lo tanto, se excluyó el ensayo. Para obtener más
los análisis estadísticos desarrollados por el Grupo de Trastornos información, ver la Tabla de las características de los estudios excluidos.
Menstruales y Subfertilidad. Cuando fue posible, se combinaron los
resultados estadísticamente. Para los datos dicotómicos (p.ej., proporción ENSAYOS INCLUIDOS EN LA REVISIÓN
de participantes con un efecto secundario adverso específico), los Siete ensayos investigaron la TENS; uno, la acupuntura
resultados de cada estudio se expresaron como un odds-ratio con investigada y otro, la TENS y la acupuntura. Cinco de los ensayos tenían
intervalos de confianza del 95% y se combinaron para el metanálisis con un diseño paralelo (Helms 1987; Lewers 1989; Mannheimer 1985;
el programa informático RevMan, que utiliza el método de Mantel- Neighbors 1987; Santiesteban 1985), y cuatro utilizaron un diseño
Haenszel modificado por Peto. Las diferencias continuas entre los grupos cruzado (crossover). (Dawood 1990a; Lundeberg 1985; Milsom 1994;
en el metanálisis se mostraron como una diferencia de medias ponderada Thomas 1995 ). Seis de los ensayos se realizaron en los EE.UU., y tres
(DMP) y un intervalo de confianza del 95%. Se utilizó un modelo de en Suecia. Siete de los ensayos especificaron la inclusión de mujeres con
efectos fijos y se examinó la heterogeneidad entre los resultados de los dismenorrea primaria solamente. Cuatro de estos ensayos realizaron
diferentes estudios mediante la inspección de la dispersión en los puntos cierto tipo de revisiones físicas o ginecológicas para confirmar el
de datos y la superposición de los intervalos de confianza y, más diagnóstico de "ninguna patología". Otros criterios frecuentes de
formalmente, mediante la verificación de los resultados de las pruebas de exclusión fueron el uso de anticonceptivos orales o un DIU. El rango de
ji cuadrado. No se halló heterogeneidad significativa alguna entre los edades de los participantes incluidos en todos los ensayos fue de 15 a 38
243
años. El promedio de la edad media obtenida de los participantes en contracciones musculares. Para la TENS de placebo, el aparato no
todos los ensayos fue 25,3. Los regímenes de tratamiento físico son contaba con una salida eléctrica, pero se les dijo a las mujeres que se
particularmente difíciles de administrar sistemáticamente y hay problemas trataba de TENS de frecuencia ultraalta y que era posible que no
adicionales asociados al uso del placebo o las técnicas de simulacro. A sintieran una sensación cutánea.
continuación aparecen resumidos los detalles sobre la forma en que los Mannheimer 1985 - TENS de alta frecuencia, TENS de baja
ensayos incluidos trataron la constancia del tratamiento y el uso del frecuencia, TENS de placebo
placebo o los tratamientos de simulacro. Para obtener información El mismo experimentador instruyó por separado a todas las
adicional sobre las características del ensayo, ver la Tabla de las mujeres en el uso de la TENS y la sensación de estimulación esperada
características de los estudios incluidos. Para obtener un resumen de las para cada grupo. Luego las mujeres se asignaron al azar a 1) una TENS
modalidades de la TENS usadas, como las frecuencias y la amplitud del convencional, 2) una TENS similar a la acupuntura o 3) una TENS de
pulso, ver las Tablas 01 y 02: modalidades de la TENS (Tabla 01; Tabla placebo. Las instrucciones que las mujeres recibieron difirieron en base al
02). grupo en el método de ajuste de los parámetros de estimulación, la
Dawood 1990a - TENS de alta frecuencia, TENS de placebo, colocación de electrodos y la descripción de sensaciones eléctricas.
ibuprofeno Todos los participantes utilizaron el mismo tipo de unidad de TENS
En las mujeres que recibieron un tratamiento con TENS portátil y la única variable no fija fue la intensidad de estimulación. Las
durante dos ciclos, TENS de placebo durante un ciclo e ibuprofeno mujeres del grupo de TENS convencional recibieron instrucciones de
durante un ciclo, la secuencia de tratamiento se asignó al azar. Se usaron usar una intensidad que producía una parestesia perceptible cómoda sin
unidades de TENS portátil y, en el caso de la TENS de alta frecuencia, contracción muscular. El grupo de TENS similar a la acupuntura iba a
las mujeres podían ajustar la amplitud para producir una sensación de utilizar una intensidad que producía contracciones musculares rítmicas
hormigueo cómodo o lograr un alivio satisfactorio del dolor. La TENS de visibles. Se dijo al grupo de TENS de placebo que la fijara al máximo y
placebo se estableció exactamente de la misma manera, excepto para que podían o no experimentar una leve sensación de hormigueo.
los ámbitos y la amplitud; no produjo estimulación alguna. Los También se dijo al grupo de placebo que, si aparecía un indicador
participantes e investigadores estaban cegados, tanto si se utilizara la luminoso, la unidad no funcionaba; sin embargo, esto no era posible ya
TENS real como la de placebo; sin embargo, para el ciclo de ibuprofeno que se utilizaron baterías descargadas. Todos los participantes recibieron
no fue posible realizar el cegamiento. No hay información alguna sobre tarjetas de instrucción que ilustraban la colocación de los electrodos. La
cómo se aseguraron los investigadores de que las mujeres utilizaran las colocación fue la misma para los grupos uno y tres. Las personas del
unidades de TENS correctamente; sin embargo, se mantuvieron registros grupo dos colocaron los electrodos en los puntos de acupuntura y
diarios de la frecuencia diaria de uso de la TENS. recibieron instrucción de cómo hallar el área de mayor sensibilidad. El
Helms 1987 - Acupuntura real, acupuntura de placebo, control tratamiento para todos los grupos tuvo una duración de 30 minutos, que
estándar, control de visita después se hizo discontinua hasta que el dolor volvió y se mantuvo un
Se asignó al azar a las mujeres a uno de los cuatro grupos registro de uso. Se calificó el dolor inmediatamente antes y después del
mediante una tabla aleatoria de números; acupuntura real con agujas uso de la TENS.
insertadas en la piel a lo largo de los puntos del meridiano; acupuntura de Milsom 1994 - TENS de frecuencia alta / intensidad alta,
placebo con agujas insertadas de la misma manera en puntos cercanos a Naproxeno
los puntos de la acupuntura "real", pero se comprobó que las áreas no Las mujeres fueron asignadas al azar a una TENS de alta
tenían actividad eléctrica alguna; el control estándar incluyó una reunión intensidad o a una dosis única de naproxeno (500 mg). La asignación al
inicial, pero después los participantes continuaron con el método que azar ocurrió después de que se hubiese registrado la presión intrauterina
habían utilizado antes del estudio; el control de visita fue igual al control durante 30 minutos a través de un catéter. El tratamiento se realizó en
estándar con el agregado de visitas adicionales al médico durante el una clínica de pacientes ambulatorios durante las primeras 24 horas del
estudio. Se informó a las mujeres si estaban en un grupo de acupuntura o ciclo de las mujeres. Para el siguiente ciclo, los participantes recibieron la
de control, pero estuvieron cegadas a la asignación a un subgrupo. No forma de tratamiento que no recibieron en el primer ciclo. Para el
hay información alguna respecto de la consistencia del tratamiento con tratamiento con TENS, los electrodos se colocaron en la parte inferior del
acupuntura; sin embargo, los puntos de acupuntura siempre se abdomen y la espalda. No queda claro si la colocación de electrodos fue
verificaron mediante la medición de la resistencia eléctrica. la misma para todos los participantes. La intensidad de la estimulación
Lewers 1989 - TENS de baja frecuencia, píldora de placebo eléctrica aumentó de manera gradual y se informó a las mujeres de que
Las mujeres se asignaron al azar al grupo experimental o al de era posible que sintieran algún dolor. Después de diez segundos, si el
control. Después, los dos grupos participaron en otro estudio en el que se participante no se había adaptado a la intensidad, se la redujo a un nivel
midió la conductancia eléctrica de cuatro puntos de acupuntura auricular; más aceptable. A los 60 segundos del tratamiento se apagó el
esto incluyó la acupresión en estos cuatro puntos; este tratamiento estimulante; si el dolor no había desaparecido en este tiempo, los
adicional podría afectar a los resultados. Después de este estudio, se les participantes recibieron de 60 a 120 segundos de estimulación adicional.
administró a las mujeres del grupo de control una píldora de placebo y se Una vez que la analgesia se logró en el área estimulada, algunas mujeres
les pidió que se colocaran en posición prona durante 30 minutos. Se sintieron dolor en regiones cercanas. En estos casos, se repitió la
integró el grupo experimental en la unidad de TENS y también se les estimulación hasta obtener un alivio del dolor. No se proporciona
pidió que se colocaran en la misma posición. La intensidad del información alguna de la cantidad aproximada de mujeres que recibieron
tratamiento con TENS se ajustó al nivel más alto que el sujeto pudiera una estimulación de intensidad reducida o una estimulación adicional.
tolerar. Todas las mediciones duraron al menos cuatro horas para los dos grupos
Lundeberg 1985- TENS de alta frecuencia, TENS de baja de tratamiento, el alivio del dolor se midió cada 15 minutos y se realizó
frecuencia, TENS de placebo con las mujeres en la posición supina.
Las mujeres recibieron un tratamiento con tres intervenciones Neighbors 1987 - TENS baja de frecuencia, píldora de placebo
durante ciclos separados; se asignaron al azar al tratamiento que Se programó el tratamiento cuando el participante llamó para
recibieron primeramente. Los electrodos usados, su colocación y el informar del dolor. Los participantes se asignaron al azar a una TENS de
procedimiento fueron los mismos para cada tratamiento. Para la TENS de baja frecuencia o a una píldora de placebo. Se pidió a todos los
alta frecuencia, la intensidad de estímulo estuvo por debajo del umbral participantes que se colocaran en una posición prona en una mesa de
del dolor. Los electrodos se colocaron en el área dolorida (todos los tratamiento durante 30 minutos. Se dijo al grupo de placebo que estaban
participantes se quejaron de un dolor lumbar) y se aplicó la TENS durante tomando un "fármaco utilizado en el pasado para aliviar el dolor". El
20 minutos. Si esto tenía como resultado un alivio del dolor, entonces el grupo de TENS tenía ocho electrodos adheridos a cuatro puntos de
tratamiento se continuaba en el mismo punto durante 25 minutos más. Si acupuntura de manera bilateral y se inició la unidad de TENS. La
no se percibía cierto alivio del dolor, se movían los electrodos a un punto intensidad se aumentó lentamente a un nivel más intenso, según la
desencadenante o al punto de acupuntura cercano al área de dolor. Si no tolerancia. Después de cinco minutos, la intensidad se aumentó si era
se lograba una reducción del dolor en cualquiera de estos puntos, los tolerable. El tiempo total de tratamiento fue de 30 minutos. La evaluación
electrodos se aplicaban durante 25 minutos dentro del área dolorida. del dolor se realizó antes del tratamiento e inmediatamente después del
Para la TENS de baja frecuencia, la intensidad del estímulo produjo
244
mismo, y se envió a los participantes al domicilio con escalas adicionales compararon fueron demasiado diferentes para que las mujeres no se
para completar, a los 30, 90 y 150 minutos del tratamiento. dieran cuenta de las diferencias en las intervenciones, de modo que el
Santiesteban 1985 - TENS de baja frecuencia, TENS de doble ciego habría sido imposible.
placebo
Se dividió a los pacientes en dos grupos, de control y ANÁLISIS DEL TIPO INTENCIÓN DE TRATAR Y
experimental. La única diferencia en la descripción entre los dos grupos SEGUIMIENTO
fue que se les dijo a los controles que no sentirían la estimulación Ninguno de los ensayos publicados declaró realizar un análisis
eléctrica. Los electrodos se colocaron en los puntos de acupuntura y se le del tipo intención de tratar (intention-to-treat analysis); sin embargo, a
dijo a cada uno de los participantes que se colocara en posición supina. través de la correspondencia Dawood 1990a mencionó que esto se había
La intensidad de estimulación y la duración del pulso se ajustaron a la realizado. Lewers 1989 realizó un análisis similar del tipo intención de
tolerancia de los participantes. Para el grupo de control, se encendió el tratar (intention to treat) mediante la sustitución de dos puntuaciones que
estimulante pero no la intensidad; todos los otros procedimientos fueron faltaban del dolor de dos sujetos con puntuaciones que no representaban
iguales a los del grupo experimental. El tiempo de tratamiento fue de 30 un cambio, y analizó los datos con o sin estos dos sujetos. Solamente
minutos. El alivio del dolor se evaluó antes del tratamiento e otros dos estudios tuvieron retiros o abandonos; uno tuvo dos mujeres
inmediatamente después del tratamiento, a las cuatro horas, 24 horas y (6% de los participantes totales) que no pudieron completar el tratamiento
30 días. o mantener los registros del alivio del dolor (Thomas 1995); el otro perdió
Thomas 1995 - Acupunctura; estimulación manual, cinco mujeres durante el seguimiento (10% del grupo total): dos por
estimulación eléctrica de baja frecuencia, estimulación eléctrica de alta embarazo, dos por reubicación de trabajo y una por falta de interés,
frecuencia, estimulación perióstica. aunque este estudio fue con diferencia el más largo de los incluidos,
TENS; frecuencia baja, alta frecuencia y TENS de placebo cinco a seis meses. Los otros estudios analizaron los datos de resultado
Uno de dos profesionales entrenados realizó el tratamiento del mismo número de mujeres que se asignaron al azar.
con acupuntura y un fisioterapeuta entrenado administró el tratamiento
con TENS. No queda clara la forma en que se ubicaron los participantes SIMILITUD DE LAS CARACTERÍSTICAS INICIALES DE LOS
en el grupo de TENS o de acupuntura. El grupo de acupuntura se asignó GRUPOS DE COMPARACIÓN
al azar a cuatro modalidades diferentes de tratamiento, una por ciclo. El Cuatro ensayos no presentaron información sobre la similitud
ingreso en el tratamiento inicial fue aleatorio, seguido de los otros inicial de sus grupos asignados al azar (Dawood 1990a; Lewers 1989;
tratamientos en un orden predeterminado; el tratamiento del quinto ciclo Mannheimer 1985; Thomas 1995). Helms 1987 presentó los datos sobre
fue una modalidad de elección de los participantes. El grupo de TENS se las puntuaciones del dolor de pretratamiento, el uso de analgésicos, la
asignó a tres modalidades diferentes de tratamiento, una por ciclo. El edad, la edad de la menarca, el inicio de la menstruación regular, el inicio
ingreso en el tratamiento inicial fue aleatorio, seguido de los otros de la dismenorrea y la paridad. No hubo diferencias significativas entre
tratamientos en un orden predeterminado; el tratamiento del cuarto ciclo los cuatro grupos de tratamiento acerca de cualquiera de estos factores.
fue una modalidad de elección de los participantes. Para el grupo de Lundeberg 1985, Milsom 1994 y Neighbors 1987 no informaron de
TENS de placebo no hubo una salida eléctrica para los electrodos y se diferencias significativas en las puntuaciones del dolor entre los grupos
dijo a los participantes que era una modalidad de frecuencia ultraalta que de tratamiento antes del tratamiento. Santiesteban 1985 tampoco informó
podía o no ser perceptible. Todos los tratamientos (excepto la de diferencias entre el grupo experimental y el de control para el dolor
estimulación perióstica) duraron 20 minutos, todas las evaluaciones de abdominal de pretratamiento; sin embargo, hubo cierta diferencia para el
resultado se realizaron de la misma manera. Dos tratamientos se dolor lumbar de pretratamiento, pues el grupo de control tenía una
realizaron en cada ciclo aproximadamente siete y tres días antes del puntuación promedio mayor del dolor.
inicio de la menstruación.
DISEÑO DE LOS ENSAYOS
CALIDAD METODOLÓGICA Cuatro de los ensayos incluidos utilizaron un diseño cruzado
ASIGNACIÓN AL AZAR Y OCULTAMIENTO DE LA (crossover) (Dawood 1990a; Lundeberg 1985; Milsom 1994; Thomas
ASIGNACIÓN 1995). Ninguno de estos ensayos publicó los datos de la fase uno, antes
Un estudio incluido recibió una A como puntuación de del cruzamiento (crossover); sin embargo, dos ensayos compararon los
asignación, ya que la correspondencia con el autor reveló que la resultados de los ciclos de tratamiento antes y después del cruzamiento
asignación aleatoria se realizó mediante un proceso de asignación al azar (crossover) y no hallaron un efecto de la secuencia en cualquiera de las
centralizado (Dawood 1990a). Otros estudios incluidos recibieron una B medidas de resultado (Dawood 1990a; Thomas 1995).
como puntuación de asignación, debido al ocultamiento incierto de la
asignación, excepto Lewers 1989, que recibió una puntuación de RESULTADOS
asignación de C para la asignación alternativa. Dos ensayos no En total se identificaron e incluyeron nueve estudios que
proporcionaron información alguna sobre la asignación al azar o la involucraban la neuroestimulación eléctrica transcutánea o la acupuntura
asignación, y son probablemente ensayos clínicos controlados para el tratamiento de la dismenorrea primaria. Los estudios tuvieron un
(Santiesteban 1985; Thomas 1995). Los ensayos restantes mencionaron total de 213 participantes.
que la asignación fue aleatoria, pero no lograron dar detalles adecuados
con respecto al método de asignación u ocultamiento. 1) TENS DE ALTA FRECUENCIA VERSUS PLACEBO
Hubo cuatro estudios que compararon el uso de la TENS de
CEGAMIENTO alta frecuencia con la TENS de placebo para el tratamiento de la
En un ensayo, los participantes y los investigadores estaban dismenorrea. Los resultados globales mostraron que la TENS de alta
cegados al estado de asignación (Dawood 1990a); en otro, los frecuencia es más efectiva para el alivio del dolor que la TENS de
participantes y el estadístico estaban cegados al estado de asignación placebo. Para el alivio del dolor obtenido como una variable dicotómica,
(Helms 1987). En tres ensayos, solamente se cegó a los participantes el OR fue 7,2 (IC del 95%: 3,1; 16,5) a favor de la TENS de alta
(Lundeberg 1985; Mannheimer 1985; Santiesteban 1985). Dos ensayos frecuencia (dos ensayos). Cuando el alivio del dolor se midió con una
estaban abiertos debido a los diferentes tipos de intervenciones usadas escala analógica visual, la DMP fue 45,0 (IC del 95% 22,5; 67,5) a favor
(es decir, TENS versus píldora de placebo o naproxeno) (Lewers 1989; de la TENS de alta frecuencia (un ensayo). No fue posible incluir un
Milsom 1994). Los dos ensayos restantes no proporcionaron información ensayo en el metanálisis, debido a que se presentaron los resultados del
alguna respecto del cegamiento del estado de asignación (Neighbors formulario pero incluidos como datos descriptivos. No halló diferencias en
1987; Thomas 1995), uno de estos ensayos estaba probablemente el alivio del dolor entre la TENS de alta frecuencia y la TENS de placebo.
abierto, debido a que comparaba la TENS con una píldora de placebo, Solamente uno de los ensayos informó de efectos adversos
dos tipos muy diferentes de intervenciones (Neighbors 1987). El otro asociados al tratamiento. 4/32 mujeres que utilizaron la TENS de alta
ensayo incluyó dos brazos de tratamiento, la acupuntura y la TENS frecuencia experimentaron vibraciones musculares, tensión, cefaleas
(Thomas 1995). Si bien el cegamiento podría haber sido posible en el después del uso y un rubor leve o ardor en la piel (OR: 8,2; IC del 95%:
brazo de la TENS, los cuatro tipos diferentes de acupuntura que se 1,1; 60,9). No hubo efectos adversos informados de la TENS de placebo.
245
Dos ensayos obtuvieron los datos sobre el uso de analgésicos frecuencia (un ensayo). Cuando el alivio del dolor se midió con una
adicionales al tratamiento con TENS. No hubo diferencias significativas escala analógica visual, la DMP fue 20,9 (IC del 95%: -4,4; 46,1) y no
en el número de las mujeres que necesitaban analgésicos adicionales mostraba diferencias significativas entre los dos tipos de TENS, sino una
entre la TENS de alta frecuencia y la de placebo (un ensayo: OR: 0,3; IC tendencia hacia la TENS de alta frecuencia para lograr más alivio del
del 95%: 0,1; 1,1). No hubo tampoco diferencias significativas en el dolor (un ensayo). Un ensayo no se pudo incluir en el metanálisis debido
número de comprimidos analgésicos tomados entre los dos grupos (un a que se obtuvieron los resultados del formulario y se incluyeron como
ensayo: DMP 0,1; IC del 95%: -2,1; 2,4). datos descriptivos. Halló que era más probable que la TENS de baja
Un ensayo informó del absentismo laboral o escolar como el frecuencia redujera el dolor en comparación con la TENS de alta
número de horas perdidas por ciclo menstrual. No hubo diferencias frecuencia.
significativas entre la TENS de alta frecuencia y la de placebo para este Hubo una diferencia significativa a favor de la TENS de baja
resultado (DMP 0,04; IC del 95%: -0,4; 0,5) frecuencia para el número de comprimidos analgésicos tomado como
complemento al tratamiento con TENS (DMP 3,2; IC del 95%: 0,5; 5,9).
2) TENS DE BAJA FRECUENCIA VERSUS PLACEBO No hubo diferencias significativas entre los dos grupos para el resultado
Hubo cuatro estudios que compararon el uso de la TENS de del absentismo laboral o escolar (DMP 0,2; IC del 95%: -0,2; 0,6)
baja frecuencia con la de placebo, y dos estudios que compararon la
TENS de baja frecuencia con una píldora de placebo para el tratamiento 6) TENS DE ALTA FRECUENCIA VERSUS ACUPUNTURA
de la dismenorrea. Los resultados globales no indican diferencias No se hallaron ensayos que realizaran esta comparación de
significativas entre la TENS de baja frecuencia y la de placebo o una tratamientos.
píldora de placebo para el alivio del dolor. Para el alivio del dolor
presentado como variable dicotómica, el OR fue 1,3 (IC del 95%: 0,4; 4,1) 7) TENS DE BAJA FRECUENCIA VERSUS ACUPUNTURA
cuando se compararon la TENS de baja frecuencia y la de placebo (dos No se hallaron ensayos que realizaran esta comparación de
ensayos); y el OR fue 2,9 (IC del 95%: 0,4; 24,4) cuando se compararon tratamientos.
la TENS de baja frecuencia y la píldora de placebo (un ensayo). Cuando
se midió el alivio del dolor mediante una escala analógica visual, la DMP 8) TENS VERSUS TRATAMIENTO MÉDICO
fue 24,1 (IC del 95%: -2,9; 51,1; un ensayo). No se pudieron incluir dos Hubo dos ensayos que compararon un tratamiento médico con
ensayos en el metanálisis, debido a que se obtuvieron los resultados del la TENS. Un ensayo comparó el ibuprofeno (un antiinflamatorio sin
formulario, pero se incluyeron como datos descriptivos. Un ensayo que esteroideos) con la TENS de alta frecuencia. Para el resultado del alivio
comparaba la TENS de baja frecuencia y la de placebo informó de una del dolor presentado como variable dicotómica, el ibuprofeno resultó ser
diferencia significativa entre la TENS de baja frecuencia y la de placebo significativamente mejor para la reducción del dolor (OR: 0,3; IC del 95%:
en el alivio del dolor (p < 0,05), el otro ensayo mostró que la TENS de 0,1; 0,8). Este ensayo tampoco informó de diferencias significativas entre
baja frecuencia es más efectiva para reducir el dolor que una píldora de los dos tratamientos para el uso adicional de analgésicos (OR: 0,4; IC del
placebo (p < 0,05). 95%: 0,1; 1,4).
Solamente un ensayo proporcionó información sobre los Otro ensayo comparó la TENS de alta frecuencia / alta
efectos adversos, y no halló ninguno en el grupo de TENS o el de la intensidad con el naproxeno (un antiinflamatorio sin esteroideos). Para el
píldora de placebo. resultado del alivio del dolor no hubo diferencias significativas en las
Un ensayo informó del número de comprimidos de analgésicos puntuaciones del dolor de cada grupo; este ensayo se presenta como
adicionales utilizado, el grupo de TENS de BF utilizó una cantidad datos descriptivos debido a que no se podía utilizar en el metanálisis.
significativamente menor que el grupo de TENS de placebo (DMP -3,1; IC Hubo una diferencia significativa entre la TENS de alta
del 95%: -5,5; -0,7). Otro ensayo no informó de diferencias significativas frecuencia y el ibuprofeno en el número de efectos adversos que los
entre los dos grupos para el absentismo laboral o escolar (DMP -0,2; IC participantes experimentaron (OR: 26,7; IC del 95%: 5,5; 130,9). 10/12
del 95%: -0,6; 0,2). mujeres en el grupo de TENS experimentaron dolor en el tratamiento,
mientras que las que tomaron ibuprofeno no informaron efectos adversos.
3) ACUPUNTURA VS PLACEBO Las mujeres que informaron de un dolor debido a la TENS mencionaron
Hubo solamente un estudio que comparó la acupuntura y la que estaban preparadas para aceptar el dolor a corto plazo del
acupuntura de placebo. El alivio del dolor fue significativamente mayor en tratamiento a cambio de recibir el alivio de la dismenorrea.
el grupo de acupuntura (OR: 9,5; IC del 95%: 1,7; 51,8).
El otro resultado único informado fue la concentración diaria 9) ACUPUNTURA VERSUS TRATAMIENTO MÉDICO
promedio de analgésicos adicionales que los participantes utilizaron No se hallaron ensayos que realizaran esta comparación de
además del tratamiento con acupuntura, no hubo diferencias entre los tratamientos.
grupos (DMP -0,4; IC del 95%: -1,1; 0,4).
DISCUSIÓN
4) ACUPUNCTURA VS CONTROL El objetivo de esta revisión fue evaluar la efectividad de
Hubo un ensayo que comparó la acupuntura con un grupo de neuroestimulación transcutánea y la acupuntura para el tratamiento de la
control. El ensayo tuvo dos tipos diferentes de controles, un grupo de dismenorrea primaria. A pesar de la creciente popularidad de los
control estándar en lista de espera y un grupo de control que tenía visitas tratamientos complementarios, en general, hay pocas investigaciones
adicionales con investigadores médicos. Los dos grupos de control bien diseñadas que evalúen la efectividad de estos tratamientos para
presentaron un alivio del dolor significativamente menor que el grupo de tratar enfermedades específicas.
acupuntura (OR del control estándar: 16,4; IC del 95%: 3,2; 84,8; OR del Los datos actualmente disponibles indican que la TENS de alta
control de visita: 22,0; 95%: 4,12; 117,1). frecuencia es efectiva para reducir la dismenorrea primaria. Los ensayos
El único otro resultado obtenido fue la concentración diaria con respecto a la acupuntura son alentadores, sin embargo, no hay
promedio de analgésicos adicionales que los participantes utilizaron pruebas suficientes para determinar la efectividad de la TENS de baja
además del tratamiento con acupuntura. Para este resultado no hubo frecuencia y la acupuntura.
diferencias entre los grupos de control y el grupo de acupuntura (DMP del Se mostró que la TENS global de alta frecuencia era más
control estándar -0,5; IC del 95%: -1,4; 0,4; control de visita -0,7; IC del efectiva para el alivio del dolor que la TENS de placebo. No se hallaron
95%: -1,6; 0,2). diferencias para la TENS de baja frecuencia en la reducción del dolor en
comparación con la TENS de placebo, aunque hay una tendencia hacia
5) TENS DE ALTA FRECUENCIA VERSUS TENS DE BAJA obtener la eficacia. Hubo resultados contradictorios respecto de si la
FRECUENCIA TENS de alta frecuencia era más efectiva que la TENS de baja
Hubo tres estudios que compararon la TENS de alta frecuencia. El pequeño número de participantes en la mayoría de los
frecuencia con la TENS de baja frecuencia para el tratamiento de la ensayos incluidos se refleja mediante los grandes intervalos de confianza
dismenorrea. Para el alivio del dolor informado como variable dicotómica, y la falta de precisión en muchas de las comparaciones, lo que significa
el OR fue 3,9 (IC del 95%: 1,1; 13,0) a favor de la TENS de alta que no se pueden realizar recomendaciones claras para la práctica.
246
Se demostró que la acupuntura era más efectiva que la debido a que el proveedor del tratamiento necesita administrar
acupuntura de placebo y dos grupos de control (un grupo de control físicamente el tratamiento o el placebo. El cegamiento simple (del
estándar en lista de espera y un grupo de control con visitas extras con participante) también se considera difícil especialmente si el control es un
investigadores médicos) para el resultado del alivio del dolor. No hubo tipo diferente de tratamiento, p.ej., TENS versus píldora de placebo. La
ninguna diferencia entre los dos grupos de control, el grupo de acupuntura incluye el uso de agujas de acupuntura insertadas en los
acupuntura de placebo y el grupo de acupuntura en el uso de la puntos de acupuntura seleccionados para lograr un efecto terapéutico en
medicación adicional. una enfermedad en particular y, por consiguiente, un médico capacitado
La TENS y la acupuntura pueden ser una opción alternativa de debe ser el que la realice. Como resultado, probablemente es imposible
tratamiento para las mujeres con dismenorrea que quieran dejar de usar realizar un ensayo de doble ciego de acupuntura real, aunque es posible
los AINE, los anticonceptivos orales o los analgésicos, debido a que la realizar el cegamiento simple de los ensayos de acupuntura y debe
medicación existente es ineficaz o tiene efectos adversos inaceptables, o utilizarse. La desventaja de ensayos de cegamiento simple de acupuntura
debido a una elección personal. Un método de tratamiento efectivo no es que el médico puede sesgar el resultado si comparte sus expectativas
farmacológico para tratar la dismenorrea tendría un gran valor potencial con el participante del estudio. Por lo tanto, hay una posibilidad de que
en el tratamiento de la misma, sin embargo, hay algunos de problemas cualquier ventaja como resultado del tratamiento se deba a un efecto
con los ensayos incluidos en esta revisión y la investigación sobre las psicológico del tratamiento en lugar de a la acupuntura (Shapiro 1978;
fisioterapias en general. Petrie 1985).

USO DE UN GRUPO DE CONTROL O DE PLACEBO ESTANDARIZACIÓN DEL TRATAMIENTO


Una cuestión difícil en todos los ensayos controlados Los proveedores de tratamiento realizan los tratamientos
aleatorios de los tratamientos físicos y complementarios es la elección de físicos con variaciones. A menudo, el tratamiento se adapta
un tratamiento de control o de placebo. Un tratamiento de placebo individualmente al conjunto de síntomas de cada participante. Aunque
comparable en lugar de un control en lista de espera o un control sin éste no es el caso, los diferentes terapeutas varían la duración del
tratamiento es preferible para controlar adecuadamente todos los factores tratamiento, la colocación exacta de los electrodos o agujas, la frecuencia
que pueden contribuir al tratamiento. La TENS de placebo consta de la estimulación eléctrica, la frecuencia de los tratamientos, los
habitualmente de unidades de TENS y electrodos establecidos casi de momentos de los tratamientos en el ciclo, el número de tratamientos
igual manera que la TENS real, pero sin una salida de electricidad para realizados y la individualidad del tratamiento; p.ej., a menudo la
los electrodos. Esto significa que la única diferencia potencial en el intensidad de estimulación y la duración del pulso se adaptan según la
tratamiento es la ausencia de estimulación física de la piel, lo que lo hace tolerancia de los participantes. La acupuntura incluye un rango diverso de
un buen control fácil de ocultar. La TENS de placebo también puede diagnósticos, métodos de estimulación de acupuntura y esquemas de
adoptar la forma de electrodos activos adheridos a puntos del meridiano tratamiento. Esto crea cierta dificultad con la comparación de resultados
incorrectos, aunque esto no es necesariamente un control efectivo, de un estudio a otro, la replicación posterior y puede impedir la
debido a que hay una oportunidad teórica de crear efectos adversos o generalización.
posiblemente un efecto terapéutico mediante la estimulación de cualquier
punto del meridiano o de acupuntura. No hay ninguna garantía de que el ENFOQUE MÉDICO TRADICIONAL VERSUS OCCIDENTAL
uso de una TENS ficticia en una parte del punto meridiano u otro punto El enfoque de medicina tradicional para la acupuntura se basa
no tenga efecto alguno. El placebo o la acupuntura simulada son mucho en una filosofía diferente al pensamiento médico convencional. La
más complejos. Hay dos enfoques para el diseño de control de los acupuntura tradicional (y la TENS) utiliza puntos del meridiano para la
ensayos de acupuntura. El enfoque más frecuente es la aplicación de colocación de agujas o electrodos. Mientras tanto, el enfoque occidental,
agujas en sitios lejanos al punto de acupuntura. La profundidad de la a menudo, recomienda la colocación en áreas que son dolorosas (p.ej., el
inserción y la forma de la estimulación de agujas son las mismas, abdomen y la región lumbar de la espalda). Estos enfoques diferentes
solamente difiere la ubicación. En general, esto se denomina acupuntura para la dismenorrea pueden afectar la manera de realización de los
simulada. Al principio, se supuso que la acupuntura simulada era inerte. tratamientos, la persona que reciba el tratamiento y los resultados finales
Sin embargo, este tipo de control se ha criticado, ya que solamente para los resultados medidos. El impacto de estos factores en el resultado
demuestra la colocación más efectiva de las agujas en lugar de la del tratamiento es incierto debido a que estos tipos de variaciones entre
eficacia de la acupuntura; hay también un efecto placebo alto del 40% al los médicos de la TENS y la acupuntura también pueden hallarse en la
50% en comparación con una tasa de tratamiento del 60% al 75% en el medicina convencional.
dolor crónico (Lewith 1983). Algunos trabajos experimentales indican que
la estimulación en muchos sitios diferentes, ya sea en sitios de OTROS PROBLEMAS METODOLÓGICOS
acupuntura clásica o no, puede producir analgesia (Chapman 1976; En los ensayos incluidos en esta revisión hay muchas
Melzack 1984; Reichmanis 1977; Stewart 1977). Los ensayos diferencias en los esquemas de tratamiento. Muchos tratamientos se
controlados han mostrado beneficios terapéuticos significativos de las programan durante la menstruación, habitualmente los tratamientos con
ubicaciones del punto de acupuntura clásicas o no clásicas (Richardson TENS; sin embargo, otros ensayos, especialmente los de acupuntura,
1986; Melzack 1984). La acupuntura mínima se utiliza para controlar los usan el tratamiento preventivo que se puede realizar en cualquier
efectos fisiológicos específicos pequeños o no existentes. Esta técnica momento del ciclo menstrual. Estos enfoques diferentes pueden afectar
incluye la inserción de agujas a una profundidad de 1 mm, lejos de un la medición de los resultados. Con la TENS, algunos de los ensayos
punto clásico o desencadenante y apenas estimulado. Los ensayos incluidos usaron un tratamiento autoadministrado, mientras que otros
incluidos en esta revisión usaron una variedad de técnicas de simulación recibieron la administración de un médico. Los tratamientos
o de placebo. Cinco ensayos usaron una TENS de placebo sin salida de autoadministrados también tienden a colocar los electrodos en las áreas
electricidad para los electrodos, lo que lo hace un diseño adecuado de dolorosas, mientras que es más probable que los tratamientos
control. Dos de los ensayos de TENS usaron píldoras de placebo como administrados por médicos sean proporcionados en los puntos del
comparaciones; este tipo de control no verifica completamente los otros meridiano. Otro aspecto que podría afectar la evaluación de los
efectos que el programa de atención asociado a la TENS puede producir. tratamientos son las diferencias en los efectos fisiológicos de los dos
Finalmente, el ensayo de acupuntura incluyó la acupuntura de placebo tipos diferentes de TENS. Con la TENS de alta frecuencia, se puede
con agujas colocadas en puntos lejos de los sitios de acupuntura reales. utilizar una unidad portátil pequeña; por consiguiente, los usuarios
Otro aspecto importante para el diseño del brazo de control de estos pueden continuar con sus actividades diarias. Sin embargo, con la TENS
ensayos es asegurar que los participantes permanezcan cegados a la de baja frecuencia, la tasa baja provoca contracciones musculares
asignación de grupos. Una manera de lograr esto es reclutar rítmicas, lo que dificulta a las mujeres realizar sus actividades diarias.
participantes que no hayan recibido el tratamiento evaluado.
CONCLUSIONES DE LOS AUTORES
CEGAMIENTO Implicaciones para la práctica
En general, el doble ciego (tanto el participante como el Los datos disponibles sobre la TENS de alta frecuencia indican
proveedor del tratamiento) en las fisioterapias se considera imposible que es efectiva para el tratamiento de la dismenorrea. La importancia
247
clínica de los efectos adversos menores que se presentaron en un Study Helms 1987
estudio es incierta. La TENS representa una opción apropiada para las Methods Random numbers table
mujeres que prefieren no utilizar la medicación, o desean disminuir el Single blinding - patient knew whether they were in control or
consumo de AINE. Hay algunos datos que sugieren que las mujeres que acupuncture group but blind to subgroup ie. real or placebo acupuncture,
utilizan la TENS tienen una menor probabilidad de necesitar una and statistician who evaluated results was blind.
analgesia adicional, una observación que apoya al asesoramiento clínico Parallel design
para considerar la TENS, aunque el grado de alivio obtenible de la TENS 48 participants randomised, 43 analysed
sola es menor que el de los fármacos analgésicos. La presente revisión 5 dropouts (10%): 2 pregnancies, 2 job relocation, 1 lack of
no ha demostrado la eficacia de la TENS de baja frecuencia. Esto puede interest (2 from the visitation group, and 1 each from the other 3 groups
darse porque el único estudio no tuvo un poder estadístico suficiente y no Participants Inclusion: primary dysmenorrhoea,
se pueden hacer recomendaciones claras para la práctica. Tampoco hay absence pelvic pathology
pruebas suficientes para determinar la efectividad de la acupuntura en la Age: mean 28
reducción de la dismenorrea; sin embargo, un único ensayo pequeño Location: USA
pero metodológicamente sólido de la acupuntura sugiere el beneficio de Interventions 1. Real acupuncture - location of points:
esta modalidad. SP4, K3, ST36, ST30, CV2, CV4, CV6.
Implicaciones para la investigación 2. Placebo acupuncture - needles used near meridian points
Es probable que las mujeres que experimentan dismenorrea 3. Standard control - initial visit only
sigan buscando el asesoramiento y el tratamiento en la acupuntura o la 4. Visitation control - visited physician once a month for 3
TENS; por consiguiente, se deben realizar más investigaciones para cycles
establecer la manera óptima en que se deben utilizar estas modalidades. Duration: needles in place for 30-40 min, once a week for 3
La enfermedad es muy frecuente y el impacto en el modo de vida y la weeks a month, for 3 months
carga económica justifica una búsqueda de tratamientos efectivos y Outcomes Pain duration
aceptables. La inclusión de comparaciones y resultados de costos en los Pain intensity
ensayos clínicos permitirá una mejor evaluación del verdadero valor de Pain scores - pre, during, post
las intervenciones de tratamiento. Es necesario mejorar la calidad de los Menstrual questionnaire
ensayos controlados aleatorios futuros. Los métodos de los ensayos se Notes No significant difference in the groups baseline
deben describir plenamente para ayudar al lector en cuanto a la validez y scores for pain, use of analgesics, age, age of menarche, onset of
la relevancia de los estudios presentados. En particular, el cegamiento de dysmenorrhoea or parity.
la asignación debe ser meticuloso dentro de las limitaciones prácticas Allocation concealment B
tratadas con anterioridad. Se necesitan realizar ensayos clínicos Study Lewers 1989
metodológicamente sólidos y con un poder estadístico adecuado que Methods Random - unstated in published trial.
evalúen la función de la acupuntura y la TENS de baja frecuencia para la Correspondence with authors showed randomisation was done by flipping
dismenorrea primaria. Se necesita más información sobre los efectos a coin for the first person and alternate assignment for other participants.
adversos potenciales de la TENS de alta frecuencia y se debe examinar No blinding
la aceptabilidad de la TENS y los tratamientos con acupuntura para las Parallel design
mujeres mediante un cuestionario y métodos cualitativos. 21 participants randomised and analysed (pain data estimated
for two participants for last two recordings, 180min and next morning)
POTENCIAL CONFLICTO DE INTERÉS Participants Inclusion: primary dysmenorrhoea, pelvic
Ninguno conocido exam in previous two years that shows no pathology
TABLAS Age: 20-38, mean 25.9
Characteristics of included studies Location: USA
Study Dawood 1990a Interventions 1. Low frequency TENS - low rate 1
Methods Random - method unstated in published trial. pulse/sec, highest intensity tolerable, pulse duration low 40 msec
Communication from author stated it was a centralised randomisation 2. Placebo pill
process. Location: 4 points, bladder 21 and 29 (back), spleen 6 and
Double blind - for type of TENS intervention stomach 36 (legs).
Crossover design Duration: 30 min, 1 cycle
32 women randomised and analysed. Outcomes Pain scales - VAS and the pain rating index from
Communication from author states that intention to treat McGill measured pre, post, 30, 60, 120, 180 min, next morning upon
analysis and a power calculation were used however no detail were awakening
provided. Notes No information on the baseline similarities of the
Participants Inclusion: severe primary dysmenorrhoea randomised groups
(diagnosed accordong to "predefined clinical criteria", regular cycles Immediately after collection of baseline measurments all
Exclusion: OCP use women received auricular acupressure, as part of another study, prior to
Age: mean 28.5 (5.2) the intervention.
Location: USA Allocation concealment C
Interventions 1. Ibuprofen 400mg every 6hrs for 3 days Study Lundeberg 1985
2. High freq TENS (conventional) - 100 pulses/sec, Methods Random - method unstated
100microsec pulse width, amplitude comfortable tingling Single blind, participant was blind but other unclear
3. Placebo TENS Crossover design
Location: abdomen (portable unit) 21 women randomised and analysed
Duration: first 8hrs of cycle, then when needed for pain relief Participants Inclusion: primary dysmenorrhoea,
5 cycles - TENS 2 cycles, Placebo TENS 1 cycle, Ibuprofen 1 gynecological exam to rule out pathology
cycle (sequence random) Age: average 22, 15-29
Outcomes Pain relief - scale 1-5 Location: Sweden
Menstrual symptom questionnaire Interventions 1. High frequency TENS - duration
Use of pain medication 0.2ms, freq 100Hz
Notes Author supplied some unpublished methodological 2. Low frequency TENS - duration 0.2ms, freq 2 Hz
information. 3. Placebo TENS
No information or baseline comparison on the groups pain Location: source of pain, lower back or abdomen
characteristics Duration: 45 min treatment once every month
Allocation concealment A
248
On fourth month patient given treatment of choice and asked to Methods Not stated as random
compare with 500mg naproxen, fifth month asked to compare with 120mg Participants blinded
verapamil (calcium-channel blocker). Parallel design
Outcomes Pain intensity VAS 0-10 8 women randomised and analysed
McGill Pain Quetionnaire Participants Inclusion: dysmenorrhoea
Notes No difference in baseline scores Exclusion: any medication
Allocation concealment B Age: average 22
Study Mannheimer 1985 Location: USA
Methods Random - unstated Interventions 1. Low frequency TENS - 5Hz pulse rate,
Parallel design 250microsec, pulse duration/intensity to patients tolerance
27 women randomised 2. Sham (mock) TENS - no intensity administered
Participants Inclusion: dysmenorrhoea, abdominal Duration: 30min
pain, women who were not previous users of TENS Location: Spleen 6, Gallbladder 34 (on legs)
Exclusion: OCP use, any precautions or contraindications to Outcomes Pain scale 1-5 - measured pre, post, 4hrs, 24hrs,
treatment, only lower back pain 30days
Age: 19-27, mean 22.1 Abdominal pain
Location: USA Back pain
Interventions 1. Conventional high freq TENS - 50-100 Notes No difference between the experimental and control
Hz, narrow pulse 40-75 microsec, intensity produces no muscle group for pretreatment abdominal pain, however there was some
contractions difference for pretreatment back pain with the contol group having a
2. Acupuncture-like low freq TENS - 1-4 Hz, pulse 100-250 higher average pain rating.
microsec, intensity to tolerance Allocation concealment B
3. Control - Placebo TENS Study Thomas 1995
Location: conventional and control used electrodes on Methods Not stated if random
abdomen, acupuncture-like TENS used points spleen 6 and 10 (legs) Blinding unclear
Duration: 30 min - until pain returned Crossover design
Outcomes Pain ratings - pre and post treatment 31 women randomised, 29 analysed
Duration of pain relief Participants Inclusion: primary dysmenorrhoea,
Notes No information on the baseline similarities of the previous ineffective treatment with NSAIDS, contraindications to NSAIDS,
randomised groups gynaecological exam to rule out pathology, women with o previous use of
Allocation concealment B TENS
Study Milsom 1994 Age: mean 30.2 (7.3)
Methods Random - unstated Location: Sweden
No blinding Interventions 7 treatments - participants split into two
Crossover design groups TENS or acupuncture
12 women randomised and analysed Duration: 20 min treatment, 7 days and 3 days prior to onset of
Participants Inclusion: severe primary menstruation every month
dysmenorrhoea, abdomen and back pain Acupuncture treatments:
Exclusion: OCP, IUD, pelvic pathology on gynecological exam Different mode each month for 4 months then preferred
Age: mean 23.8 (0.8) treatment for 5th month
Location: sweden Location: 5 points, bladder 32 (back, bilateral), abdomen CV4,
Interventions 1. High frequency and intensity TENS - spleen 9 and 6 (legs)
70-100Hz, 0.2ms current/pulse duration, intensity 40-50mA 1. manual stimulation at insertion, every 5 min
2. Naproxen - single dose 500mg 2. low frequency electrical stimulation at 2 Hz to evoke
Location: electrodes placed on lower abdomen and back muscule contractions
Duration: until pain free (2 cycles, one treatment per cycle) 3. high frequency 100 Hz, intensity adjusted to comfort level
4. periosteal stimulation (for 30 seconds) 3 or 4 times for each
Outcomes Pain score - 1-5 scale every 15 min for 240 min point
Uterine activity TENS treatments:
Side effects 3 different modes for 3 months, patients preferred treatment for
Notes No difference in baseline scores 4th month, pulse duration 0.2ms
Allocation concealment B Location: Thoracic 10 to Lumbar 1
Study Neighbors 1987 1. Low frequency TENS, 2 Hz
Methods Random - unstated 2. High frequency TENS, 100 Hz
No blinding 3. Placebo TENS
Parallel design20 women randomised and analysed Outcomes Pain scale - VAS
Participants Inclusion: dysmenorrhoea, pelvic exam in Blood loss
last two years that had shown no pelvic pathology, over age 18 Nausea
Age: 19-38 Hours of work lost
Location: USA Analgesics taken (no mention of type or dose)
Interventions 1. Low frequency TENS - pulse width 40 Subjective assessment
msec, rate 1 pulse/sec, intensity 0mA then increased to tolerance Notes No information on the baseline similarities of the
2. Placebo pill randomised groups
Location: bladder 21 and 29 (back), spleen 6 and stomach 36 Allocation concealment B
(legs).
Duration: 30min Characteristics of excluded studies
Outcomes Pain scales - VAS and abbreviated McGill Study Reason for exclusion
Measured pre, post, 30min, 1hr, 2hr Janke 1984 The trial compared low frequency TENS
Notes Check this is low freq with a control that was a mixture of high frequency TENS and placebo
No difference in baseline scores TENS. This combination did not clearly fit any of the intended
Allocation concealment B comparisons of the review so the trial was excluded.
Study Santiesteban 1985
249
Methods: Low frequency TENS, High frequency TENS/Placebo Helms JM. Acupuncture for the management of primary
TENS dysmenorrhea. Obstetrics & Gynecology 1987;69(1):51-56.
Participants were divided into two treatment groups. The Lewers D, Clelland JA, Jacksin JR, Varner RE, Bergman J.
experimental group received low frequency TENS to four acupuncture Transcutaneous electrical nerve stimulation in the relief of primary
points bilaterally. Intensity of stimulation was adjusted to a level as intense dysmenorrhoea. Physical Therapy 1989;69(1):3-9.
as tolerable for 30 min (varied from 35-70 amps). If the participant Lundeberg T, Bondesson L, Lundstrom V. Relief of primary
reached the maximum intensity and could take a stronger stimulation the dysmenorrhea by transcutaneous electrical nerve stimulation. Acta
pulse width was adjusted to a tolerable level for 30 min (varied from 40- Obstetricia et Gynecologica Scandinavica 1985;64(6):491-97.
100 msecs). The control group received high frequency TENS to four non- Mannheimer JS, Whalen EC. The efficacy of transcutaneous
acupuncture points close to the acupuncture points used in the electrical nerve stimulation in dysmenorrhea. Clinical Journal of Pain
experimental group, the intensity was adjusted to a just noticible level. 1985;1(2):75-83.
Electrodes were also placed on the same back points as those used for Hedner N, Milsom I, Eliasson T, Mannheimer C. TENS is
the experimental group but current was not delivered. Outcome effective in painful menstruation [Tens bra vid smatsam mens].
assessment was the same for both treatment groups. Lakartidningen 1996;93(13):1219-1222.
Milsom I, Hedner N, Mannheimer C. A comparative study of the
Interventions: effect of high intensity transcutaneous nerve stimulation and oral
1. Experimental group acupuncture-like (low rate) TENS over naproxen on intrauterine pressure and menstrual pain in patients with
four acupuncture points bilaterally, intensity 0 milliamps initially (adjusted primary dysmenorrhea. American Journal of Obstetrics & Gynecology
to a level as intense as tolerable btwn 35-70 milliamps), pulse width 40 1994;170(1):123-129.
msec initially (adjusted to within 40-100msec as tolerable, rate 1pulse/sec Neighbors LE, Clelland J, Jacksin JR, Bergman J, Orr J.
2. Control group of conventional TENs to 4 no-acupuncture Transcutaneous electrical nerve stimulation for pain relief in primary
points, rate 40 pulses/sec width 100msec. Electrodes were also placed on dysmenorrhea. Clinical Journal of Pain 1987;3:17-22.
4 acupuncture points but no current delivered. Santiesteban AJ, Burnham TL, George KL, Kita PJ, Mehring
Location: Acupuncture points Spleen 6, Stomach 36, Bladder EA. Primary spasmodic dysmenorrhea: the use of TENS on acupuncture
21, Bladder 29 were used for the experimental group. For the control points. American Journal of Acupuncture 1985;13(1):35-42.
electrodes were placed on B21 and B29 bilaterally but not stimulated. Two Thomas M, Lundeberg T, Bjork G, Lundstrom-Lindstedt V. Pain
non-acupuncture points on the leg near ST36 and SP6 were stimulated and discomfort in primary dysmenorrhea is reduced by preemptive
Duration: 30 min treatment while subject was experiencing acupuncture or low frequency TENS. European Journal of Physical
dysmenorrhoea, for one cycle. Medicine and Rehabilitation 1995;5(3):71-76.
Outcomes:
Pain scores - Visual Analoge Scale (0-10cm) and McGill Pain REFERENCIAS DE LOS ESTUDIOS EXCLUIDOS DE
Rating Index (scores 1-78) taken at baseline, 30, 60, 90, 150, 210 ESTA REVISIÓN
minutes after start of treatment. Janke CL. Transcutaneous electrial nerve stimulation for pain
Raw data reported for each participant relief in dysmenorrhoea [Master's thesis]. Birmingham, Alabama:
University of Alabama in Birmingham, 1984.
Table 01 TENS MODALITIES - high frequency
Study Hz; freq; pulse rate Pulse width Intensity REFERENCIAS ADICIONALES
Other Andersson S, Lundeberg T. Acupuncture - from empiricism to
Dawood 1990 100 100 microsec science: function background to acupuncture effects in pain and disease.
comfortable tingling Tenzcare portable unit used Medical Hypotheses 1995;45(3):271-81.
Lundeberg 1985 100 200 microsec low Astin JA, Marie A, Pelletier KR, Hansen E, Haskell WL. A
intensity - below pain threshold square wave pulses review of the incorporation of complementary and alternative medicine by
Mannheimer 50-100 40-75 microsec mainstream physicians. Archives of Internal Medicine 1998;158(21):2303-
comfortable 10.
Milsom 70-100 200 microsec high - 40-50 mA Carroll D, Tramer M, McQuay H, Nye B, Moore A.
Randomization is important in studies with pain outcomes: Systematic
Thomas 1995 100 200 microsec no info review of transcutaneous electrical nerve stimulation in acute
given monopolar pulses postoperative pain. British Journal of Anaesthesia 1996;77:798-803.
Carroll D, Moore RA, Tramr MR, McQuay HJ. Transcutaneous
Table 02 TENS MODALITIES - low frequency electrical nerve stimulation does not relieve labour pain: updated
Study Hz; freq; pulse rate Pulse width Intensity systematic review. Contemporary Reviews in Obstetrics and Gynecology
Other 1997;Sept:195-205.
Lewers 1989 1 40 microsec highest Ceniceros S, Brown GR. Acupuncture: a review of its history,
tolerable Note this trial uses milisec - also called hyperstimulation theories, and indications. Southern Medical Journal 1998;91(12):1121-5.
Lundeberg 1985 2 200 microsec high, Chapman CR, Wilson ME, Gehrig JD. Comparative effects of
muscle contractions produces pulse trains of 80 msec, 2 per sec acupuncture and transcutaneous stimulation on the perception of painful
Mannheimer 1985 1-4 100-250 microsec to dental stimuli. Pain 1976 1976;2:265-83.
tolerance level, with visible rythmic muscle contractions Dawood MY. Ibuprofen and dysmenorrhea. Am J Med
Neighbors 1987 1 40 microsec 1984;77(1A):87-94.
increased to tolerance Dawood MY. Dysmenorrhea. Clinical Obstetrics and
Santiesteban 1985 5 250 microsecs to Gynecology 1990;33(1):168-178.
tolerance level with minimum of palpable contractions Fisher P, Ward A.. Complementary medicine in europe.. BMJ
Thomas 1995 2 200 microsec no info 1994 1994;309:107-111.
Trains of monopolar square wave pulses with a duration of Gersh MR, Wolf SL. Applications of transcutaneous electrical
0.2ms nerve stimulation in the management of patients with pain. State-of-the-art
update. Physical Therapy 1985;65(3):314-36.
REFERENCIAS DE LOS ESTUDIOS INCLUIDOS EN Kaplan B, Rabinerson D, Pardo J, Krieser RU, Neri A.
ESTA REVISIÓN Transcutaneous electrical nerve stimulation (TENS) as a pain-relief
Dawood MY, Ramos J. Transcutaneous electrical nerve device in obstetrics and gynecology. Clin Exp Obst & Gyn
stimulation (TENS) for the treatment of primary dysmenorrhea: a 1997;24(3):123-6.
randomized crossover comparison with placebo TENS and ibuprofen. Lewith GT, Machin D. On the evaluation of clinical effects of
Obstetrics & Gynecology 1990;75(4):656-660. acupuncture. Pain 1983;16:111-27.
250
Lewith GT, Kenyon JN. Physiological and psychological Petrie J, Hazleman B. Credibility of placebo transcutaneous
explanations for the mechanism of acupuncture as a treatment for chronic nerve stimulation and acupuncture. Clin Exp Rheumatol 1985;3:151-53.
pain. Soc Sci Med 1984;19(12):1367-78. Punnonen RH, Nikkanen VP. Endometriosis in young women.
Lichten EM, Bombard J. Surgical treatment of primary Infertility 1980;3:1-10.
dysmenorrhea with laparoscopic uterine nerve ablation. J Reprod Med Reichmanis M, Becker RO. Relief of experimentally induced
1987;32:37-41. pain by stimulation at acupuncture loci: a review. Comparative Medicine
MacLennan AH, Wilson DH, Taylor AW. Prevalence and cost of East and West 1977;5:281-88.
alternative medicine in Australia. Lancet 1996;347:569-73. Richardson PH, Vincent CA. Acupuncture for the treatment of
Mannheimer JS, Whalen EC. The efficacy of transcutaneous pain: a review of evaluative research. Pain 1986;24:15-40.
electrical nerve stimulation in dysmenorrhea. Clin J Pain 1985;1:75-83. Shapiro Morris LA. The placebo effects in medical and
Maric R. Use of acupuncture in the treatment of primary psychological therapies. In: Garfield SL, Bergin AE, editor(s). Handbook of
dysmenorrhea.. Jugoslavenska Ginekologija i Opstetricija 1984;24(5- Psychotherapy and Behaviour Change. New York: Wiley, 1978:369-410.
6):104-6. Sheon RP. Transcutaneous electrical nerve stimulation: From
McQuay HJ, Moore RA. Transcutaneous electrical nerve electric eels to electrodes. Postgraduate Medicine 1984;75(5):71-74.
stimulation (TENS) in chronic pain. An evidence-based resource for pain Smith RP, Heltzel J. Interrelation of analgesia and uterine
relief. Oxford: Oxford University Press, 1998:Chapter 25. activity in women with primary dysmenorrhea: A preliminary report. J
Melzack R. Acupuncture and related forms of folk medicine. In: Reprod Med 1991;36(4):260-264.
Melzack R, Wall PD, editor(s). Textbook of pain.. New York: Churchill Steinberger A. The treatment of dysmenorrhea by acupuncture.
Livingstone, 1984. American Journal of Chinese Medicine 1981;9(1):57-60.
NIH Consensus Development Panel. Acupuncture: NIH Stewart D, Thompson J, Oswald I. Acupuncture analgesia: an
consensus development panel on acupuncture. JAMA 1998;280:1518- experimental investigation. BMJ 1977;1(6053):67-70.
1524. Tsenov D. The effect of acupuncture in dysmenorrhea.
Osiri M, Welch V, Brosseau L, Shea B, McGowan J, Tugwell P, Akusherstvo i Ginekologiia 1996;35(3):24-5.
Wells G. Transcutaneous electrical nerve stimulation for knee Yamashita H, Tsukayama H, Tanno Y, Nishijo K. Adverse
osteoarthritis (Cochrane Review). In: Cochrane Library, 1, 2001. Oxford: events in acupuncture and moxibustion treatment: a six year survey at a
Update Software. CD002823. national clinic in Japan. J Altern Complement Med 1999;5(3):223-24.
TRATAMENTO DAS DORES ORO-FACIAIS COM ACUPUNTURA
Anais do 15° Conclave Odontológico Internacional de Campinas
ISSN 1678-1899- n.104 - Mar/Abr - 2003
DARWIN CALDEIRA RIBEIRO
Professor da Escola de Aperfeiçoamento Profissional da Associação dos Cirurgiões Dentistas de Campinas.

251
252
As dores deste tipo sempre foram causa de preocupações da aparelhos elétricos, sem nenhum resultado. Procurou-nos e foi curada
nossa profissão. Além do tratamento direto do caso, usamos sempre de totalmente em 02 meses. O meridiano da Vesícula Biliar está diretamente
artifícios variados, como infra vermelho, bochechos, aplicações ligado pelo seu ponto numero 41 a todo tipo de periodontite. O meridiano
locais de medicamentos, bem como infiltrações de produtos do Estômago que tem muitos pontos localizados na face, cuida
alopaticos como corticóides, além de usarmos medicamentos por via oral principalmente da energia (ponto 36), do Trismo, Paralisias Faciais.
ou injetáveis. Isto muitas vezes não trazia bons resultados, porque o O Vaso Governador pelo seu ponto numero 26 trata de
paciente não era sensível a esses tratamentos, podendo ainda muitas desordens Oro-Faciais, e é principalmente útil nas Analgesias
apresentar quadros alérgicos, porque sua energia estava desequilibrada, da Boca. O Vaso Concepção por seu ponto numero 24 que fica na região
o que podemos comprovar com a Acupuntura que é uma ciência oriental do mento cuida de Lipotimias Físicas e Psíquicas.
em que ACUS – agulha, por intermedio da PUNTURA – picada consegue Fazendo parte ainda dessa matéria, temos a considerar a
equilibrar a energia e tratar o paciente. A mesma equilibra um sistema Auriculoterapia , que tem pontos com resultados muito rápidos no
de forças ou energias chamadas Inn e Yang; no seu desequilíbrio tratamento da Dores Oro-Faciais. Assim o ponto chamado Shen-men
trazem a doença. Temos os chamados pontos de Acupuntura, que (porta da felicidade) trata desde dores de dentes, gengivites,
são pontos com energia própria e características diversas como sejam: desequilíbrios energéticos, neurastenia, dores nas mãos dos Dentistas
Tonificação, em que o ponto “aumenta” a energia desequilibrada de (Ler, Dort), praticamente todas as patologias da região da Face e
um órgão com falta de energia. Sedação, onde o ponto confere Boca, como também ajuda a promover a analgesia para cirurgias
uma “diminuição” do excesso de energia de um órgão, equilibrando-o. dentarias. Outros pontos tem funções parecidas, como o SNV (Sistema
Há também pontos chamados de “alarme” da patologia do órgão. Unindo Neuro-Vegetativo) que trata também de desequilíbrios mastigatórios e
os pontos de Acupuntura vamos obter Linhas Energéticas ou “tiques nervosos”. Existem pontos como o Zero que serve para
Meridianos de Acupuntura que carregam a energia para tratamento Relaxamento e para Trismo. Temos outros como os relacionados à
das Dores Oro-Faciais. Assim, temos que alguns meridianos são mais coluna Cervical, Dorsal e Lombar que influem diretamente na
usados na nossa profissão. São: Intestino Grosso, Intestino Delgado, mecânica da Articulação
Estômago, Vesícula Biliar, Vaso Governador e Vaso Concepção. Nos Temporo Mandibular.
casos de Nevralgias de Trigêmio, usamos principalmente os pontos do O ponto do Rim vem tratar as patologias ligadas à mobilidade
meridiano do Intestino Grosso que vai do dedo indicador até a face, dentaria, porque cuida dos ossos em geral; serve para tratamento de
colocando agulhas ou raio laser nos pontos 1, 2, 3, 4, desse meridiano, osteoporose com reflexos nas estruturas ósseas dos maxilares
podendo usar-los também para gengivites, dores dentárias simples, incluindo a parte funcional da articulação temporo mandibular onde
pulpites e Analgesia por Acupuntura. vai aumentar a sua memória relativa a um anterior estado de equilíbrio. O
Fig1. Meridiano do Intestino Grosso – GI, Estômago – E ponto do Fígado trata os problemas musculares em geral, tanto da
(Fonte: l´anesthésie par l´acupuncture – j.e.h. niboyet) própria articulação, seus músculos interessados, bem como dos
Fig2. Meridiano do Int. Delgado – IG, Intestino Grosso - GI músculos e tendões do braço do Dentista com tendinites. Sua ação na
(Fonte: l´anesthésie par l´acupuncture – j.e.h. niboyet) metabolização de proteínas faz com que aumente a imunidade da
Quando fazemos uso deste procedimento não usamos gengiva às infecções. Juntamente com o ponto do Pâncreas vai atuar
medicamentos, mas tão somente a técnica dos meridianos, evitando no tratamento de diabetes tipo I e II tanto no seu aspecto patológico
assim possibilidades de alergias ou choques Anafiláticos, porque alguns próprio como nas suas derivações patológicas quando provoca uma
pacientes ás vezes nem sabem se são ou não alérgicos. O meridiano do diminuição na micro circulação periférica do dente conferindo-lhe um
Intestino Delgado cuida muito das dores das mãos dos Dentistas (Ler, progressivo aumento de mobilidade. Não podemos nos esquecer de
Dort) e das Periodontopatias, pontos 1, 2, 3. Citamos aqui o caso da pontos como o da subcortex que serve para um equilíbrio hormonal
paciente G. R., 20 anos, que tratava já há 18 meses uma paralisia bem como o de glândulas de secreção interna que atuam isolada ou
facial com vitamina B injetável, corticóides, fisioterapia manual e com conjuntamente no tratamento de periodontopatias com sua origem
253
ligada a esses elementos de energia. Temos a considerar na aurícula 9- Tanto no consultório como na cirurgia hospitalar, o dentista
ainda, pontos para tratamento para qualquer dor facial, cefaléias, vai atuar melhor (pré operatório e pós operatório).
enxaquecas representados por: Córtex occipital, occipital, frontal, seios 10- Que resultados se pode esperar? Os melhores e
maxilares e shen-men. Quando vamos tratar de mau hálito, mais modernos, por que com a acupuntura vamos tratar de
pesquisamos a origem: se ela se encontra nos dentes, gengiva, intolerâncias a medicamentos, alimentos e tratamentos tradicionais.
secura da saliva, sinusite, amigdalite, vias digestivas, vamos ter 11- O tao- o su wen diz que é o universo, o princípio, o todo e
fórmulas prontas para cada tipo de causa. Assim lembrando dos pontos se pode chegar a ele por uma respiração dirigida.
dos meridianos e associando com os pontos da aurícula, vamos ter
excelentes resultados. Como exemplo, citamos: REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS DO CAPÍTULO:
Hiperestesia dentinaria tratamos com os pontos 1, 2, 3, 4, do 1 - COUDET, G. J. – Acupuntura Practica En Odonto-
Intestino Grosso e shen-men; se o paciente é agressivo, acrescentamos Estomatologia – Editora Panamericana – Buenos Aires – 1978 –239
o ponto 8 do meridiano do Fígado, se é nervoso, o 36 do Estômago, se Páginas.
é ansioso, o Vaso Concepção 12 e se apresentar uma salivação 2 - MORANT, G. S. – Précis de la vrai acuponcture
exagerada o 41 do Estômago Como citação, resta-nos lembrar dos chinoise. Paris: Mercure de France, 1934 – 900 Páginas.
pontos das cicatrizes tóxicas situados na aurícula , que 3 - NIBOYET, J. E. H. – L’anesthésie Par L’acupuncture -
representam uma perturbação da Articulação Temporo Mandibular, Editora Maisonneuve – France – 1973 – 433 Páginas.
bem como uma dor ocular e cefaléias, provocados por raízes de 4 - NOGIER, R. – Introdução pratica à auriculomedicina:
dentes abandonadas sem tratamento há pelo menos 03 anos, quando a fotopercepção cutânea. Editora Andrei – São Paulo - 1995 – 150
então conseguimos um bom resultado eliminando essas infecções com Páginas.
pontos de acupuntura como o 36 do Estômago e das referidas 5 - NOGIER, R. – Prática fácil de auriculoterapia e
cicatrizes. auriculomedicina. Editora Ícone – São Paulo - 1997 – 124 Páginas.
Material usado para a técnica da Acupuntura; 6 - RIBEIRO, D.C. Acupuntura Odontológica Uma Técnica
Usamos agulhas normalmente na medida 0,25X30mm, de Contra a Dor. Editora Ícone – São Paulo, 2002 – 101 Páginas.
aço, para tratamentos sistêmicos e pequenas agulhas de 1,8mm, para 7 - SUSSMAN, D. J. – Acupuntura – teoria y practica.
tratamentos auriculares. Para tratamento e analgesia podemos usar a Editorial Médica Panamericana, 1978 – 407 Páginas. Fonte das
técnica manual ou eletrônica, inclusive com laser. Vantagens da Ilustrações:
Analgesia por Acupuntura em Odontologia: NIBOYET, J. E. H. – L’anesthésie Par L’acupuncture -
- Pode ser usada em casos de pacientes com alergias ou que Editora Maisonneuve – France – 1973 – 433 Páginas.
já tiveram choque anafilático. Fig3. Meridiano do Estômago (Fonte: l´anesthésie par l
- Não traz problemas para os cardiopatas. ´acupuncture – j.e.h. niboyet)
- Não necessita entubação e conseguimos a diminuição das Fig4. Meridiano da Vesícula Biliar - VB (Fonte: l´anesthésie par
secreções brônquicas, l´acupuncture – j.e.h. niboyet)
- Controla tanto a falta de saliva quanto o excesso da mesma. Fig5. Vaso Concepção – VC (1), Vaso Governador – VG (2)
- Ao mesmo tempo que produz anestesia, faz já o tratamento (Fonte: l´anesthésie par l´acupuncture – j.e.h. niboyet)
das patologias quais sejam ronco, apnéia, dispnéia, baixa imunidade,
com as consequentes gengivites, amigdalites, herpes simples ou zoster,
micoses labiais, do angulo da boca.
- Não tem ação nocivas sobre as funções musculares.
- Não causa qualquer modificação importante sobre a
pressão arterial estável, mas controla-a quando desequilibrada, o
que se pode conseguir imediatamente em casos de urgência aplicando
uma agulha auricular atrás da orelha do paciente.
- A hemostasia é melhor quando se usa este método.
- Quando se faz o pré operatório com a técnica citada,
conseguimos uma cicatrização muito mais eficiente.
- O paciente se mantém consciente durante a intervenção, o
que não acontece quando se usa anestesia geral.
- A analgesia permanece durante mais tempo após a
intervenção, sendo que podemos controlar a dor por mais de 24 horas
colocando agulhas auriculares nos pontos prescritos.
- Quando se usa Acupuntura pode se associar a esse
tratamento a Homeopatia e os Florais.
Como complementação temos a considerar alguns fatores:
1- A acupuntura não pretende substituir a odontologia e a
medicina tradicional. Ela vem complementar.
2- Vem a mesma aproveitar o reflexo víscero cutâneo, ou
seja, a relação entre os órgãos internos e a pele, pelos seus
pontos de acupuntura.
3- Muitos profissionais, dentistas e médicos, queriam ignorar a
acupuntura, mas agora não é mais possível.
4- Tínhamos sempre que recorrer a bibliografias chinesas,
francesas, japonesas e isto vinha sendo uma barreira para o ocidente,
mas agora não, porque já temos algumas obras em português.
5- Porque acupuntura em Odontologia? Por que é a hora da
dentista assumir o seu papel na história da cultura oriental.
6- Quem faz acupuntura? Todos nós, dentistas médicos,
veterinários. As escolas de bom nível vem formando ótimos profissionais.
7- O profissional que tem uma visão holística é o novo
dentista, que tem o que contar para seus clientes, e tratá-los com a
mais “nova” e eficiente técnica.
8- O enfermo na odontologia e medicina vem de uma
desanimada procura de novas soluções.
254