You are on page 1of 7

Ministério de Administração Estatal e Função Pública

Instituto de Formação em Administração Pública e Autárquica de Maputo


(IFAPA-Maputo)

Curso Regular
Curso Médio em Administração Pública e Autárquica

Pág. Ficha de Resumo Obs.

Tema: Resumo sobre Guião das Orientações para Elaboração do Relatório


Final de Estágio
Elaborada por: Fátima Mavulele
Ddn,mhjhhjjj
Coordenador: Dr. Alicio N’gomba

Machava, 12 de Fevereiro de 2018

1
INTRODUÇÃO

O presente trabalho realiza-se no âmbito do ensaio para o estágio e visa dotar o


formando de conhecimentos sólidos para elaboração do trabalho do fim do
curso, e apresenta o seguinte escopo: “Resumo sobre Guião das Orientações
para Elaboração do Relatório Final de Estágio”. O texto citado, tem intuito de
guiar o formando na elaboração do seu trabalho do fim do curso referente ao
curso de técnico médio em administração pública e autárquica, oferecendo-lhe
os aspectos essenciais da introdução até as referências bibliográficas.

DESENVOLVIMENTO DO RESUMO

Antes de mais, é relevante realçar que o estágio é uma oportunidade para a


aplicação da teoria adquirida ao longo das aulas técnicas profissionais, com o
fim de permitir a busca de qualidades e capacidades na profissionalização dos

Pág. 1 funcionários e agentes do Estado, para prestação de serviço e um bem servir ao


cidadão.
O guião em resumo encontra-se em enumerado em 8 páginas, dentre as quais,
apresenta aspectos muito relevantes para a elaboração do relatório final de
estágio, que demonstraremos já a seguir.

I-Parte: Introdução/Objectivos

A primeira parte retrata sobre introdução, realçando que todo trabalho científico
ou do fim do curso deve possuir introdução, na introdução é a onde

2
descrevemos o objecto do trabalho, o propósito do trabalho, a estrutura do
trabalho, que apresentaremos já na página a seguir.
É na introdução onde o formando deve citar os departamentos que escalou e
foram desenvolvidas as actividades no local do Estágio. Por exemplo:
Departamento de Recursos Humanos ou Departamento do Património.
Por fim, na elaboração do relatório final de estágio, deve se obedecer os
critérios plasmados no Diploma Ministerial nº137/ 2001, de 26 de Setembro, o
estágio surge numa perspectiva de potenciar os estudantes em Administração
Pública e Autárquica do IFAPA.

Ainda na primeira página, encontramos os objectivos do estágio que visam


demonstrar o que pretende-se alcançar com o relatório do estágio, e dentre os
objectivos, encontramos objectivo geral e específicos. No objectivo geral
generalizamos o que pretende-se atingir de uma forma global com o trabalho; e
especificamente, demonstramos de uma forma directa e especifica o que o
trabalho pretende alcançar, exemplificando: Descrever a organização e
funcionamento do Ministério de Administração Estatal e Função Pública.
Finalizando, é importante o formando após o estágio saber analisar uma
situação vivida no local do estágio e propor as respectivas conclusões, aplicar
os conhecimentos teóricos adquiridos durante a formação; relacionar a teoria e
a prática; e etc.
Pág. 2
II-Parte: Estrutura do Relatório do Estágio

A estrutura do trabalho deve fazer menção dos capítulos que compõem o


relatório final do estágio. E cada capítulo deve expor o conteúdo que irá
caracterizar no desenvolvimento do trabalho. Exemplo da estrutura: o presente
relatório do estágio encontra-se estruturado da seguinte maneira: No 1°
Capítulo destacam-se a parte introdutória onde consistiu nos objectivos (geral e
específicos) e a metodologia usada para a efectivação do trabalho; O 2°
Capítulo ocupa-se pela descrição do local do estágio “Ministério de
Administração Estatal e Função Pública”, através de um breve historial,

3
localização, atribuições ou objectivos institucionais e organograma. No 3°
capítulo descreve actividades realizadas no Departamento de Recursos
Humanos. E por fim, o 4° capítulo, que apresenta a conclusão e as
recomendações e referências bibliográficas.
Segundo os critérios plasmados no diploma referido na página anterior, o
relatório de estágio deve conter no mínimo 10 páginas e no máximo 15 páginas
digitadas ou dactilografadas em papel A4, respeitando também o intervalo de
1,5 cm. As páginas devem ser enumeradas no canto superior direito. O relatório
deve conter os elementos pré-textuais, o próprio texto e elementos pós-textuais.

Elementos Pré-Textuais:
Pág.2e 3  Capa: Medidas-2.5 Cm no topo e no fundo da página, 3 Cm na margem
esquerda e 2 Cm na margem direita. A capa deve conter instituição onde
o trabalho foi executado na margem superior; título do trabalho
(centralizado), nome do formando e cidade e ano de conclusão do
trabalho na margem inferior.
Pág. 4  Folha de rosto: segue as mesmas medidas com as de capa, e deve
conter as mesmas informações contidas na capa, local do estágio,
relatório do estágio, colocando o nível que pretende-se obter e o nome
do coordenador.
Pág. 5  Dedicatória: Normalmente dedica-se o trabalho especialmente a uma
pessoa que tanto contribuiu para a efectivação do mesmo, moral ou
financeiramente em forma de homenagem. E não fica vedado a
dedicação a um ante querido que já não se encontra em vida (falecido).
 Agradecimento: Faz-se uma descrição das pessoas que tanto ajudaram
o autor do trabalho, direita ou indirectamente para que o trabalho se
materializasse.
 Lista de Abreviaturas: Apresenta o significado das palavras extraídas
do trabalho e devem ser apresentadas em ordem alfabética.
 Índice: No índice, deve se apresentar as principais divisões, secções e
outras partes do trabalho com vista a facilitação da localização dos

4
items ao coordenador ou ao leitor do trabalho.

V-Parte: Desenvolvimento do Trabalho


Constitui a parte onde o trabalho é apresentado e desenvolvido, o texto deve
Pág. 6 expor o raciocínio próprio do autor, o mesmo deve usar uma linguagem
simples, clara e objectiva. O corpo do trabalho deve conter os seguintes
elementos textuais:
 Introdução: Faz-se uma literatura sobre o tema do trabalho, objectivos
(geral e específicos), breve descrição do local do estágio, metodologia a
usar para colheita de dados. Importa realçar que na abordagem da
metodologia deve se usar a linguagem na 3ª pessoa.
 Desenvolvimento do texto: É nesta parte que o formando deve
descrever as actividades desenvolvidas no local do estágio em
conformidade com as exigências dos coordenadores, e de salientar que
este relatório é de estrema importância para a estagiária, principalmente
na sua vida profissional.
Nesta parte, o autor do trabalho discute detalhadamente como o estágio
foi realizado, descrevendo as actividades por si realizadas no seu dia-dia
e em cada departamento por si escalado no locado estágio. O formando
deve apresentar as funções ou atribuições de cada departamento e as
actividades que realizou durante o estágio. Como referimos, antes de
avançar com as actividades desenvolvidas pelo estagiário julga se
importante apontar as funções desta área.
É de salientar que o formando deve explicar como foi feita a referida
actividade, conciliando com instrumentos usados. Por exemplo: o
formando organizou os processos individuais dos funcionários e agentes
do Estado, nesta actividade, o deve explicar de uma forma clara e
objectiva como organiza-se os tais processos individuais e o que diz a
legislação acerca dos processos individuais para sua organização.
Nesta parte, o formando deve relacionar a teoria apreendida durante a
Pág. 7 formação e pratica vivida nos sectores por onde realizou o seu estágio.

5
 Conclusões: Decorrida a última fase do curso de formação em
Administrado Pública e Autárquica a qual corresponde as pratica prés
profissionais (estágio), o formando deve avaliar os resultados obtidos
durante o estágio e propor as devidas soluções dos problemas
encontrados em cada departamento que realizou o estágio.
É importante realçar que a fase do estágio complementa a parte teórica
do curso por que permite que o estudante colher ricas experiências,
assiduidade, pontualidade, responsabilidade.
 Sugestões/recomendações: Em virtude das observações durante o
estágio, o estagiário deve propor suas ideias que achar úteis para o
melhoramento dos serviços prestados pelos funcionários e Agentes do
Estado afectos no local do estágio.
Perante os factos relatados durante a elaboração do relatório, o
formando deve propor recomendações que podem contribuir de alguma
forma a melhorar o funcionamento normal da instituição e na
prossecução do interesse público, e deve estar ciente que as possíveis
recomendações devem ser submetidas á instituição por onde realizou-se
o estágio para a sua avaliação e posteriormente a sua aplicação.

Pág. 8
Elementos Pós-Textuais
São elementos pós-textuais os seguintes:
 Referências Bibliográficas: Constitui a bibliografia a descrição de
todas as fontes e citações que foram usadas e que serviram de suporte
para a materialização do relatório.
Não é recomendável que conste obras que não foram referenciadas no
trabalho.
Na apresentação das referências bibliográficas deve se descrever em
ordem alfabética e deve-se inverter sempre o nome, ficando primeiro o
apelido do autor em primeiro lugar.
 Anexos: Constitui anexos todo material de sustentação do trabalho,
funciona como um texto de prolongamento da obra e compreende

6
geralmente os instrumentos de pesquisa utilizados, bem como fichas e
formulários, questionários, entrevista, observação ou inquérito.