You are on page 1of 13

setor 1108

11080409

11080409-SP

Aula 25
PROGRESSÃO ARITMÉTICA

3. Três números em PA têm soma igual a 12 e o produto do


Exercícios primeiro pelo terceiro é igual a 7. O maior desses números é:
1. Determinar o número de múltiplos de 7 que estão compre- a) 7
endidos entre 100 e 1000. b) 9
c) 11
r=7 100 7 d) 5


PA a1 = 105 30 14 e) 13
an = 994 2 Seja a PA (x – r, x, x + r).
100 – 2 = 98 x – r + x + x + r = 12 ∴ 3x = 12 ∴ x = 4
98 + 7 = 105 (x – r) (x + r) = 7 ∴ x2 – r2 = 7
an = a1 + (n – 1) ⋅ r
Substituindo:
994 = 105 + (n – 1) ⋅ 7 16 – r 2 = 7 ∴ r 2 = 9 ∴ r = ± 3
889 = (n – 1) ⋅ 7 1000 7 r = 3 → PA (1, 4, 7)
n – 1 = 127 30 142 r = – 3 → PA (7, 4, 1)
n = 128 20
6
1000 – 6 = 994

2. Determinar o número de múltiplos de 2 e 3 que estão com-


preendidos entre 100 e 200.

m (2 e 3) = m (6)
a1 = 102


PA r=6
an = 198
an = a1 + (n – 1) ⋅ r
ORIENTAÇÃO DE ESTUDO
198 = 102 + (n – 1) ⋅ 6
6 (n – 1) = 96
 Livro 1 — Unidade III (Cap. 11)
n – 1 = 16
Caderno de Exercícios — Unidade II
n = 17

Tarefa Mínima
• Resolva os exercícios 10, 11 e 12, série 9.

Tarefa Complementar
• Resolva os exercícios 13, 14 e 15, série 9.

ALFA-4 ★ 850750409 20 ANGLO VESTIBULARES


Aula 26
SOMA DOS n PRIMEIROS TERMOS DE UMA PA

n (a1 + a n ) ⋅ n b) PA (0, 2, 4, 6, ...)


Sn = ∑ ai = , n ∈ IN* a1 = 0
i =1 2
an = a1 + (n – 1) r
an = 0 + (n – 1) ⋅ 2
Exercícios an = 2n – 2
1. Na PA (15, 12, 9, …) a soma dos 20 primeiros termos é
igual a:
(a1 + an) ⋅ n
Sn =
a) 270 d) – 420 2
b) – 270 e) 570
c) 420 (0 + 2n – 2) ⋅ n 2n2 – 2n
∴ Sn = =
a1 = 15 2 2


PA
r = –3 Sn = n2 – n

a20 = a1 + 19r
a20 = 15 + 19 (– 3)
3. Calcular o 1º- termo e a razão de uma PA cuja soma dos n
a20 = – 42 primeiros termos é n2 + 4n, ∀n, n ∈ IN*.

S20 =
(a1 + a20 ) ⋅ 20 Temos: Sn = n2 + 4n
2 S1 = a1 = (1)2 + 4 (1)
a1 = 5
S20 =
(15 + (– 42 )) ⋅ 20 = – 270 S2 = a1 + a2 = (2)2 + 4(2)
2
a1 + a2 = 12
Substituindo: 5 + a2 = 12 ∴ a2 = 7
Logo: r = a2 – a1
r=7–5
2. a) Calcule a soma dos n primeiros números pares positivos. r=2
b) Calcule a soma dos n primeiros números pares não ne-
gativos.

a) PA (2, 4, 6, 8, ...)


a1 = 2
r=2
an = a1 + (n – 1) r ORIENTAÇÃO DE ESTUDO
an = 2 + (n – 1) 2
 Livro 1 — Unidade III
an = 2n
Caderno de Exercícios — Unidade II
(a1 + an) ⋅ n
Sn =
2 Tarefa Mínima
(2 + 2n) ⋅ n • Leia o item 4, cap. 11.
∴ Sn = = • Leia os exemplos 4 e 5, cap. 11.
2 • Resolva os exercícios 16 a 19, série 9.

2n2 + 2n
= = n2 + n Tarefa Complementar
2
• Resolva os exercícios 20 a 23, série 9.

ALFA-4 ★ 850750409 21 ANGLO VESTIBULARES


Aula 27
PROGRESSÃO GEOMÉTRICA

I — TERMO GERAL 3. Numa PG tem-se que o quinto termo é 3 e a razão é 2.


an = a1 ⋅ qn – 1 , n ∈ IN* O nono termo vale:
a) 6
II — PROPRIEDADE DA MÉDIA GEOMÉTRICA b) 12
(a, b, c) é PG ⇒ b2 = a ⋅ c c) 18
d) 8
III — NOTAÇÕES ESPECIAIS e) 24

⎛x ⎞ a9 = a5 ⋅ q4
• 3 termos: ⎜ , x, xq ⎟
⎝q ⎠ ∴ a9 = 3 (公僒
2 ) 4 = 3 ⋅ 22 = 12
⎛ x x ⎞
• 4 termos: ⎜ , , xa, xa 3 ⎟ onde q = a 2
⎝a a
3 ⎠

⎛ x x ⎞
• 5 termos: ⎜ , , x, xq, xq 2 ⎟
2 q
⎝q ⎠

Exercícios 4. Determinar x de modo que 2x, 2x + 2, 22x + 1 constituam,


1. O décimo termo da PG (3, 6, 12, …) é igual a: nesta ordem, uma PG.
a) 512 d) 256
b) 1024 e) 768 (2 x, 2 x + 2, 22x + 1) é PG ⇒
c) 1536
(2 x + 2)2 = 2 x ⋅ 22x + 1
a1 = 3 22x + 4 = 23x + 1


q=2 ∴ 3x + 1 = 2x + 4
a10 = a1 ⋅ q9 ∴
∴x=3
a10 = 3 ⋅ 2 9 =
= 3 ⋅ 512 = 1536

1
2. Qual a razão da PG (a1, a2, …) em que a1 = e a 5 = 4,
4
sendo que todos os seus termos são reais?
a) 2 d) ± 2 ORIENTAÇÃO DE ESTUDO
1 1
b) e) ±  Livro 1 — Unidade III
2 2
Caderno de Exercícios — Unidade II
c) – 2

a5 = a1 ⋅ q4 ∴ Tarefa Mínima
1 • Leia o item 7, cap. 11.
4= ⋅ q4 ∴ • Leia os exemplos 9 e 10, cap. 11.
4
• Resolva os exercícios 24 a 27, série 9.
q4 = 16
q=±2 Tarefa Complementar
• Resolva os exercícios 28, 29 e 30, série 9.

ALFA-4 ★ 850750409 22 ANGLO VESTIBULARES


Aulas 28 e 29
PROGRESSÃO GEOMÉTRICA

I — SOMA DOS n PRIMEIROS TERMOS DE 1 1 1


UMA PG 2. Calcule: S = 1 + + + ... + + ..., n ∈IN *
2 4 n –1
2
a1 (q n – 1)
q ≠1⇒ S =


n q –1 a1 = 1
PG 1
(n ∈ IN*) q=
2
q = 1 ⇒ Sn = n ⋅ a1
a1
S=
1–q
II — SOMA DOS TERMOS DE UMA PG INFINITA
COM – 1 ⬍ q ⬍ 1:
1 1
+∞
S= = =2
a1 1 1
S = ∑ ai = 1–
i =1 1– q 2 2

Exercícios
1. Obter a soma dos 6 primeiros termos da PG

⎛ 1 1 ⎞
⎜⎝ 1, 2 , 4 ,... ⎟⎠
3. Obter x que verifique:

x2 x3 xn
a1 = 1 a (q6 – 1) + + ... + + ... = 4, n ∈IN *


x+
PG S6 = 1 2 4 2n – 1
1 q–1
q=
2


a1 = x
⎡ ⎛ 1 ⎞6 ⎤ 1 63 x
⎢⎜ ⎟ – 1⎥ –1 – PG q=
1⋅ ⎣⎝2⎠ ⎦ 64 64 2
S6 = = = = 63
1 1 1 32 S=4
–1 – –
2 2 2 a1
S=
1–q

x
= 4 ∴ x = 4 – 2x
x
1–
2
4
∴ 3x = 4 ∴ x =
3

ALFA-4 ★ 850750409 23 ANGLO VESTIBULARES


4. O valor de A soma das áreas é:
1 1 1 1 1 1 1 1 a2 a2
S= – + – + – + ... + – + ..., S = a2 + + +…
2 3 4 9 8 27 n 2 4
2 3n
em que n ∈ IN*, é: a2
S= = 2a2
1
1
a) 2 d)
1–
2
3
1 2
b) e)
2 3

c) 3
2

⎛ 1 1 1 ⎞ ⎛1 1 1 ⎞
S= ⎜ + + + …⎟ – ⎜ + + + …⎟
⎝ 2 4 8 ⎠ ⎝ 3 9 27 ⎠

1 1
2 3
S= 1 – 1
1– 1–
2 3
1 1
2 3 1 1
S= – =1– =
1 2 2 2
2 3

5. (PUCCamp-SP) Dado um quadrado de lado a e uma suces-


são de quadrados cujas diagonais são iguais ao lado do
quadrado precedente, podemos afirmar que a soma das
áreas desses quadrados vale:
a) a2 d) 2a2 ORIENTAÇÃO DE ESTUDO

2 a2 ⋅ 2
b) a e)  Livro 1 — Unidade III
2 2 −1 Caderno de Exercícios — Unidade II
2
a
c)
2 Tarefa Mínima
AULA 28
• Leia os itens 8 e 9, cap. 11.
• Leia os exemplos 11 e 12, cap. 11.
a • Resolva os exercícios 33, 34 e 35, série 9.
a a
公僒
2
AULA 29

, , • Resolva os exercícios 38 e 39, série 9.


a a a
公僒
2 2
Tarefa Complementar
PG dos lados ⎛⎜a, , , … ⎞⎟
a a AULA 28
⎝ 公僒 2 2 ⎠ • Resolva os exercícios 36 e 37, série 9.

PG das áreas ⎛⎜a2, a2 , a2 , … ⎞⎟ AULA 29


⎝ 2 4 ⎠
• Resolva o exercício 40, série 9.

ALFA-4 ★ 850750409 24 ANGLO VESTIBULARES


Aula 30
MATRIZ: CONCEITO — OPERAÇÕES

DEFINIÇÃO MATRIZ OPOSTA


Chama-se matriz do tipo m × n (lê-se m por n) a toda ta- Chama-se a matriz oposta de A a matriz que se obtem
bela constituída por m ⋅ n elementos dispostos em m linhas e n trocando os sinais dos elementos de A e indicamos por –A.
colunas. Exemplo:
⎛ 1 −3 ⎞ ⎛ –1 3 ⎞
CLASSIFICAÇÃO A=⎜ ⎟ ⇒ – A = ⎜⎜ ⎟
⎟⎠
Matriz quadrada: m = n ⎝ 2 0 ⎠ ⎝ –2 0
Matriz retangular: m ≠ n
Matriz linha: m = 1 MATRIZ IDENTIDADE OU UNIDADE
Matriz coluna: n = 1 Chama-se matriz identidade (ou unidade) de ordem n, que
se indica por In, a toda matriz quadrada de ordem n tal que seus
NOTAÇÃO elementos da diagonal principal são iguais a um e os demais
As matrizes são representadas em forma de tabela de dois elementos iguais a zero.
modos diferentes e usuais. Exemplos:
Temos abaixo a matriz A do tipo 2 × 3 representada dos
três modos. ⎡ 1 0 0 ⎤
⎡ 1 0 ⎤ ⎢ ⎥
I2 = ⎢ ⎥ I3 = ⎢ 0 1 0 ⎥
⎛ 2 3 4 ⎞ ⎡ 2 3 4 ⎤ ⎢⎣ 0 1 ⎥⎦
A=⎜ ⎢⎣ 0 0 1 ⎥⎦
⎟, A = ⎢ ⎥
⎝ 1 0 2 ⎠ ⎢⎣ 1 0 2 ⎥⎦
MATRIZ TRANSPOSTA
REPRESENTAÇÃO GENÉRICA
Dada a matriz A do tipo m × n, chama-se transposta de A,
Por exemplo, uma matriz A do tipo 2 × 3 é representada
e indica-se por At, à matriz do tipo n × m que tem as colunas
por
(linhas) ordenadamente iguais às linhas (colunas) de A.
⎛ a a a13 ⎞ Assim:
⎜ 11 12 ⎟
⎜⎝ a 21 a 22 a 23 ⎟⎠ ⎛ 2 3 ⎞
⎛ 2 0 1 ⎞
A=⎜ ⎟ A =⎜ 0 1 ⎟
t
⎝ 3 1 5 ⎠ ⎜ ⎟
Uma matriz A do tipo m × n é denotada por A = (aij)m × n ⎜⎝ 1 5 ⎟⎠
onde i e j indicam a posição da linha e coluna do elemento aij.
Assim, o elemento aij da matriz A é igual ao elemento bji
MATRIZ QUADRADA da matriz B = At.
Uma matriz quadrada do tipo n × n é dita de ordem n e:
PROPRIEDADES DA ADIÇÃO DE MATRIZES
1) os elementos tais que i = j definem nela a diagonal prin- Sendo A, B e C matrizes do mesmo tipo e 0 a matriz nula
cipal; do mesmo tipo das anteriores, temos:
2) os elementos tais que i + j = n + 1 definem nela a diagonal
secundária. 1) A + B = B + A (comutativa)
Assim, por exemplo: 2) A + (B + C) = (A + B) + C (associativa)
3) A+0=A
⎡ a a a13 ⎤ 4) A + (– A) = 0
⎢ 11 12 ⎥
⎢ a 21 a 22 a 23 ⎥ 5) (A + B)t = At + Bt
⎢ ⎥
⎢ a 31 a 32 a 33 ⎥
⎣ ⎦ PROPRIEDADES DA MULTIPLICAÇÃO DE
UM NÚMERO REAL POR UMA MATRIZ
diag. sec. diag. princ. Sendo A e B matrizes do mesmo tipo e r e s números
reais, temos:
MATRIZ NULA
Tem todos os elementos iguais a zero. 1) r(sA) = (rs)A 3) (r + s)A = rA + sA
2) r(A + B) = rA + rB 4) (r ⋅ A)t = r ⋅ At

ALFA-4 ★ 850750409 25 ANGLO VESTIBULARES


⎛1 1 ⎞
Exercícios a) A + B = ⎜ ⎟
⎝5 4 ⎠
1. Escreva em forma de tabela a matriz A = (aij)2 × 3 com
aij = 2i – j.
⎛4 0 ⎞ ⎛ –1 1 ⎞ ⎛ 5 –1 ⎞
⎡ a11 a12 a13 ⎤ b) 2A – B = ⎜ ⎟– ⎜ ⎟= ⎜ ⎟
A= ⎢ ⎥ ⎝2 6 ⎠ ⎝ 4 1 ⎠ ⎝ –2 5 ⎠
⎣ a21 a22 a23 ⎦
c) I2 – A + B =
Logo,
⎛ 1 0 ⎞ ⎛ 2 0 ⎞ ⎛ –1 1 ⎞
⎡1 0 –1 ⎤ = ⎜ ⎟– ⎜ ⎟ + ⎜ ⎟=
A= ⎢ ⎥ ⎝0 1 ⎠ ⎝1 3 ⎠ ⎝ 4 1 ⎠
⎣3 2 1⎦
⎛ –2 1 ⎞
= ⎜ ⎟
⎝ 3 –1 ⎠

2. Calcule x, y e z de modo que se tenha 4. Dadas as matrizes


A = (aij)3 × 4 com aij = i
⎡ x 2 x – y ⎤ ⎡ 4 1⎤
⎢ ⎥=⎢ ⎥ B = (bij)4 × 3 com bij = j2
⎢⎣ x y + z ⎥⎦ ⎣2 8⎦
obtenha o elemento c23 da matriz C = A + Bt.
x2 = 4


x = ±2
c23 = a23 + bt23
x=2
= a23 + b32
x=2
= 2 + 22
x=2
x–y=1 y=1 =6
y=1
y+z=8 z=7

ORIENTAÇÃO DE ESTUDO

 Livro 1 — Unidade IV
Caderno de Exercícios — Unidade III
⎛ 2 0⎞ ⎛ – 1 1⎞
3. Sendo A = ⎜ ⎟, B = ⎜ ⎟ e I2 a matriz identidade
⎝ 1 3⎠ ⎝ 4 1⎠ Tarefa Mínima
de ordem 2, calcule: • Leia os itens 1 a 10, cap. 1.
• Leia os exemplos 1 a 8, cap. 1.
a) A + B • Resolva os exercícios 1 a 5, série 1.
b) 2A – B
c) I2 – A + B Tarefa Complementar
• Resolva os exercícios 6 a 11, série 1.

ALFA-4 ★ 850750409 26 ANGLO VESTIBULARES


Aula 31
MULTIPLICAÇÃO DE MATRIZES

∃AB ⎛1 1 0 ⎞ ⎛3 4⎞
=
⎜ ⎟ ⎜ ⎟
Am × n ⋅ Bn × p = Cm × p ⎝2 1 2 ⎠ ⎝5 7 ⎠
⎛2 1 ⎞
m×p ⎜ ⎟
⎜1 3⎟
⎜ ⎟
Cada elemento cij da matriz C é obtido multiplicando-se ⎝0 1 ⎠
ordenadamente os elementos da linha i de A pelos elementos
1⋅2+1⋅1+0⋅0=3
da coluna j de B, e somando-se os produtos, assim, obtidos:
1⋅1+1⋅3+0⋅1=4
cij = ai1 b1j + ai2 + b2j + ... + ain bnj 2⋅2+1⋅1+2⋅0=5
2⋅1+1⋅3+2⋅1=7
Observamos que:
Somente existe o produto de uma matriz A por outra ma- ⎡2 – 1⎤ ⎡ 1 1⎤
triz B se o número de colunas de A é igual ao número de li- b) ⎢ ⎥ ⋅ ⎢ ⎥
nhas de B. ⎣3 2 ⎦ ⎣ – 1 0 ⎦
Se existir o produto de A por B, o tipo da matriz produto
é dado pelo número de linhas de A e pelo número de colunas ⎛3 2 ⎞
de B. = ⎜ ⎟
Pode existir o produto de A por B, mas não existir o
⎝1 3 ⎠
produto de B por A.
2. Qualificar como (V) verdadeiro ou (F) falso.
PROPRIEDADES DA MULTIPLICAÇÃO
a) ( F ) Se existe o produto da matriz A pela matriz B, en-
DE MATRIZES
tão existe o produto de B por A.
Sendo A, B e C matrizes e ⬀ um número real e supondo b) ( F ) Se existe o produto da matriz A pela matriz B e
as operações abaixo possíveis temos que: existe o produto de B por A, então AB = BA.
1) A(BC) = (AB)C (associativa) c) ( V ) Existe o produto da matriz A pela transposta de A.
d) ( F ) Se o produto da matriz A pela matriz B é uma
2) A(B + C) = AB + AC (dist. pela esquerda)
matriz nula, então A ou B é nula.
3) (A + B) C = AC + BC (dist. pela direita)
4) Am × n ⋅ In = Am × n a) Falso
Ex: A3 × 4 ⋅ B4 × 5 = C3 × 5
5) Im ⋅ Am × n = Am × n
B4 × 5 ⋅ A3 × 4 = ∃
6) (⬀A)B = A(⬀B) = ⬀(AB)
7) (AB)t = Bt ⋅ At
b) Falso
⎛0 1 ⎞ ⎛1 2 ⎞ ⎛3 4 ⎞
Ex: ⎜ ⎟⋅⎜ ⎟= ⎜ ⎟
⎝2 3 ⎠ ⎝3 4 ⎠ ⎝ 11 16 ⎠
Exercícios
1. Obter o produto das matrizes em cada caso abaixo: ⎛1 2 ⎞ ⎛0 1 ⎞ ⎛4 7 ⎞
⎜ ⎟⋅⎜ ⎟= ⎜ ⎟
⎡ 2 1⎤ ⎝3 4 ⎠ ⎝2 3 ⎠ ⎝8 15 ⎠
⎡1 1 0⎤ ⎢ ⎥
a) ⎢ ⎥ ⋅ ⎢1 3⎥ c) Verdadeiro
⎣ 2 1 2 ⎦ ⎢ 0 1⎥
⎣ ⎦ Am × n ⋅ Atn × m

d) Falso
⎛1 1 ⎞ ⎛ 1 –1 ⎞ ⎛ 0 0 ⎞
Ex: ⎜ ⎟⋅⎜ ⎟= ⎜ ⎟
⎝1 1 ⎠ ⎝ –1 1 ⎠ ⎝ 0 0 ⎠

ALFA-4 ★ 850750409 27 ANGLO VESTIBULARES


3. Dadas as matrizes
⎡1 0⎤ ⎡1⎤
A= ⎢ ⎥ e B=⎢ ⎥,
⎣ 2 1⎦ ⎣4⎦
obtenha a matriz X tal que AX = B.

A2 × 2 ⋅ X2 × 1 = B2 × 1
=
⎛x ⎞
seja então: X = ⎜ ⎟
⎝y ⎠
⎛1 0⎞ ⎛x⎞ ⎛1 ⎞
⎜ ⎟⋅⎜ ⎟= ⎜ ⎟
⎝2 1 ⎠ ⎝ y ⎠ ⎝4 ⎠
⎛ x ⎞ ⎛1⎞
⎜ ⎟= ⎜ ⎟
⎝ 2x + y ⎠ ⎝ 4 ⎠
⎧x=1

⎩ 2x + y = 4
Substituindo:
2+y=4
y=2
Assim:
⎛1⎞
x= ⎜ ⎟
⎝2⎠

ORIENTAÇÃO DE ESTUDO

 Livro 1 — Unidade IV
Caderno de Exercícios — Unidade II

Tarefa Mínima
• Leia os itens 11 e 13, cap. 1.
• Leia os exemplos 9 a 12, cap. 1.
• Resolva os exercícios 12 a 15, série 1.

Tarefa Complementar
• Resolva os exercícios 16 a 20, série 1.

ALFA-4 ★ 850750409 28 ANGLO VESTIBULARES


Aula 32
MATRIZES

Exercícios
1. O valor de x sabendo que as matrizes
⎡2 – 3 ⎤ ⎡4 x ⎤
A=⎢ ⎥ e B=⎢ ⎥
⎣1 4 ⎦ ⎣0 4⎦
comutam é:
a) 0 d) 2
b) 1 e) – 2
c) – 1

⎛2 –3 ⎞ ⎛ 4 x ⎞ ⎛4 x ⎞ ⎛2 –3 ⎞
⎜ ⎟ ⋅⎜ ⎟ = ⎜ ⎟ ⋅⎜ ⎟
⎝ 1 4 ⎠ ⎝0 4 ⎠ ⎝0 4 ⎠ ⎝ 1 4 ⎠

⎛8 2x – 12 ⎞ ⎛ 8 + x – 12 + 4x ⎞
⎜ ⎟ = ⎜ ⎟
⎝4 x + 16 ⎠ ⎝ 4 16 ⎠
∴ x=0

2. (UEL-PR) Considere a matriz


⎛a 0⎞ 2 ⎛8 0⎞
M=⎜ ⎟ . Sabendo-se que M = ⎜ ⎟ , conclui-se
⎝b − a⎠ ⎝0 8⎠
que o número real a pode ser:

a) 2 3 d) – 2

b) 2 2 e) – 3
c) 2
ORIENTAÇÃO DE ESTUDO
⎛a 0 ⎞ ⎛a 0 ⎞ ⎛8 0⎞
⎜ ⎟⋅⎜ ⎟=⎜ ⎟  Livro 1 — Unidade IV
⎝b –a ⎠ ⎝ b –a ⎠ ⎝ 0 8⎠ Caderno de Exercícios — Unidade III

⎛ a2 0 ⎞ ⎛ 8 0 ⎞
⎜ ⎟=⎜ ⎟ Tarefa Mínima
⎝ 0 a2 ⎠ ⎝ 0 8 ⎠ • Leia o item 12, cap. 1.

Logo, a2 = 8 ∴ a = ± 2公僒
• Leia os exemplos 13, 14 e 15, cap. 1.
2
• Resolva os exercícios 21 a 24, série 1.

Tarefa Complementar
• Resolva os exercícios 25, 26, 27, 29 e 30, série 1.

ALFA-4 ★ 850750409 29 ANGLO VESTIBULARES


Aula 33
DETERMINANTES. REGRAS PRÁTICAS

Dada a matriz quadrada A = (aij) de ordem n


Exercícios
⎡a11 a12 … a1n ⎤
⎢ ⎥ 1. Calcule os determinantes:
⎢a 21 a 22 … a 2 n ⎥
A = ⎢…………………… ⎥
5 3
= 10 – 3 = 7
⎢ ⎥ a)
1 2
⎢…………………… ⎥
⎢a a … a nn ⎥⎥
⎣⎢ n1 n2 ⎦
podemos associar a ela um único número, denominado deter- 3 −1
b) 2 = 0 – (– 2) = 2
minante de A, que denotamos por det A, e que será represen- 0
tado colocando-se os elementos da matriz entre duas barras
verticais:
a11 a12 … a1n sen 15° − cos 15°
c) = sen2 15º + cos2 15º = 1
a 21 a 22 … a 2 n cos 15° sen 15°
det A = ……………………
……………………
a n1 a n2 … a nn sen 15° − cos 15°
d) =
sen 15° cos 15°
1) Se n = 1, o determinante da matriz A é igual ao seu único
elemento. = sen 15° ⋅ cos 15 ° + sen 15 ° ⋅ cos 15 °
A = [a11] ⇒ det A = |a11| ⇒ det A = a11
= sen (15 ° + 15 °)
2) Se n = 2, temos a seguinte regra prática: = sen 30 °
O determinante de uma matriz de ordem 2 é igual à dife- = 1/2
rença entre o produto dos elementos da diagonal principal
e o produto dos elementos da diagonal secundária.
Exemplo:
2 3 −1
4 3
= 20 – 6 = 14 e) 1 2 2 = 8 + 6 + 2 – 6 = 10
2 5
1 0 2
6 20

3) Se n = 3, temos a regra prática de Sarrus.


Repetimos, à direita da matriz, as duas primeiras colunas.
Acompanhando os traços em diagonal, multiplicamos os a b a b
2. Simplificando : , obtemos:
elementos entre si, associando o sinal indicado. b a 1 1
Exemplo:
a) a–b
4 3 2 4 3 b) a+b
c) a
d) b
5 0 4 5 0 = e) 1

2 1 3 2 1 a2 – b2 (a + b) (a – b)
= =
– – – + + +
a–b a–b
= 0 – 16 – 45 + 0 + 24 + 10 = – 27 =a+b

ALFA-4 ★ 850750409 30 ANGLO VESTIBULARES


x 0 2 ORIENTAÇÃO DE ESTUDO
3. O conjunto solução da equação 1 −1 1 = 0 , é:
2 1 1  Livro 1 — Unidade IV
Caderno de Exercícios — Unidade III
a) {0}
b) {2}
c) {– 2} Tarefa Mínima
d) {3} • Leia o item 1, cap. 2.
e) {– 3} • Leia os exemplos 1 a 5, cap. 2.
• Resolva os exercícios 1 a 5, série 2.
–x + 2 + 4 – x = 0
– 2x = – 6
Tarefa Complementar
x=3
• Resolva os exercícios 6 a 10, série 2.

Aula 34
PROPRIEDADES DOS DETERMINANTES

Sendo A uma matriz de ordem n, as principais propriedades


dos determinantes são as seguintes: Exercícios
P–1) O determinante da matriz A é igual ao determinante da
a d g
sua transposta
1. Sabendo que b e h =2
det A = det At
c f i
P–2) Se todos os elementos situados acima ou abaixo da diagonal
principal de A forem iguais a zero, o determinante de A se- 2a 3d – g
rá igual ao produto dos elementos da diagonal principal. Calcule: 2b 3e – h
P–3) Se B é a matriz obtida de A quando uma fila de A é multi- 2c 3 f – i
plicada por uma constante k, então:
det B = k ⋅ det A 2a 3d – g a d g
P–4) B é a matriz que se obtém quando trocadas entre si as po- 2b 3e – h = 2 ⋅ 3(– 1) ⋅ b e h = (– 6) ⋅ 2 = – 12
sições de duas filas paralelas, então: 2c 3f – i c f i
det B = – det A
Conseqüência:
a d 2a + d
Se A tem duas filas paralelas iguais, então det A = 0.
2. O determinante b e 2b + e vale:
P–5) (Teorema de Binet) Se A e B são matrizes quadradas de c f 2c + f
mesma ordem, então o determinante do produto de A por
B é igual ao produto das determinantes de A e B, isto é: a) 0 d) a + b + c
det (A ⋅ B) = det A ⋅ det B b) 1 e) n.r.a.
c) a + b
P–6) Se A, B e C são matrizes quadradas de mesma ordem, tais
que os elementos correspondentes de A, B e C são iguais a d 2a a d d
entre si, exceto os de uma fila, em que os elementos dessa = b e 2b + b e e =0+0=0
fila de C são iguais às somas dos seus elementos correspon-
dentes de A e B, então c f 2c c f f

det C = det A + det B.

ALFA-4 ★ 850750409 31 ANGLO VESTIBULARES


3. Sendo A uma matriz de ordem 3 e det A = 4, calcule:
a) det (A2)
b) det (2A)

a) det (A2) = det (A ⋅ A)


= det A ⋅ det A
= (det A)2
= 42 = 16
b) det(2A)

ordem 3
2A: as 3 linhas de A ficam multiplicadas por 2.
det (2A): de cada uma das 3 linhas sai um 2 em
evidência.
Assim: det (2A) = 23 ⋅ det A
det (2A) = 8 ⋅ 4
det (2A) = 32

ORIENTAÇÃO DE ESTUDO

 Livro 1 — Unidade IV
Caderno de Exercícios — Unidade III

Tarefa Mínima
• Leia o item 4, cap. 2.
• Resolva os exercícios 20 a 23, série 2.

Tarefa Complementar
• Resolva os exercícios 25, 27, 29, 30 e 31, série 2.

ALFA-4 ★ 850750409 32 ANGLO VESTIBULARES