You are on page 1of 168

A evolução do caderno

g u a
lÍn guesa
po Rt u
8
ENSINO FUN
o
ano
DAMENTAL

3 a edição
são paulo – 2013

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl01_001a017.indd 1 3/25/13 2:59 PM


Coleção Caderno do Futuro
sumÁRio
Língua Portuguesa
© IBEP, 2013

Diretor superintendente Jorge Yunes


Gerente editorial Célia de Assis 1. Revisão das classes gRamaticais .........4
Editor Elizabeth Gavioli de Oliveira Silva
Cícero de Oliveira Silva
Assistente editorial Karina Danza 2. Revisão das funções das palavRas ....11
Revisão André Tadashi Odashima
Berenice Baeder
Luiz Gustavo Bazana 3. adjunto adnominal, pRedicativo e
Coordenadora de arte Karina Monteiro
Assistente de arte Marilia Vilela objetos .....................................................18
Nane Carvalho
Coordenadora de iconografia Maria do Céu Pires Passuello
Assistente de iconografia Adriana Neves
4. sentido pRópRio e figuRado ..................28
Wilson de Castilho
Produção gráfica José Antônio Ferraz 5. Revisão de sujeito e pRedicado ...........32
Assistente de produção gráfica Eliane M. M. Ferreira
Projeto gráfico Departamento de Arte Ibep
Capa Departamento de Arte Ibep 6. tipos de pRedicado ..................................40
Editoração eletrônica N-Publicações

7. complemento nominal e oRações


inteRcaladas ............................................51
CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO-NA-FONTE
SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ 8. oRdem diReta e oRdem inveRsa ............59
S578L
3. ed 9. vozes do veRbo (ativa, passiva e
Silva, Antonio de Siqueira e. e Reflexiva) ..................................................61
Língua portuguesa, 8º ano / Antonio de Siqueira e Silva, Rafael
Bertolin. - 3. ed. - São Paulo : IBEP, 2013.
il. ; 28 cm (Caderno do futuro) 10. pluRal dos substantivos compostos ...71

ISBN 978-85-342-3578-5 (aluno) - 978-85-342-3582-2 (professor)


11. modos veRbais..........................................79
1. Língua portuguesa (Ensino fundamental) - Estudo e ensino.
I. Bertolin, Rafael. II. Título. III. Série. 12. veRbos iRRegulaRes da pRimeiRa
12-8689. CDD: 372.6 conjugação ...............................................95
CDU: 373.3.016:811.134.3

27.11.12 03.12.12 041081 13. veRbos iRRegulaRes da segunda


e teRceiRa conjugações ......................102

14. pontuação ...............................................109

15. veRbos defectivos/veRbos


abundantes .............................................114

16. concoRdância nominal ........................119

17. concoRdância veRbal ...........................131


3a edição – São Paulo – 2013
Todos os direitos reservados.
18. estRutuRa das palavRas .....................144

apêndice ...................................................153
Av. Alexandre Mackenzie, 619 – Jaguaré
São Paulo – SP – 05322-000 – Brasil – Tel.: (11) 2799-7799
www.editoraibep.com.br – editoras@ibep-nacional.com.br

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl01_001a017.indd 2 3/25/13 2:59 PM


ESCOLA

NOME

PROFESSOR

HORA SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA SÁBADO

PROVAS E TRABALHOS

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl01_001a017.indd 3 3/25/13 2:59 PM


1. Revisão das classes gramaticais

Reprodução
Oi, amiga!

Amanhã é o dia marcado pelo professor para apresentar o trabalho de música. Você pode avisar o

pessoal da banda sobre o último ensaio?

Será hoje, às duas horas, na casa do João, o vocalista.

Ah! Eu preciso da letra da canção. Manda para mim por e-mail, tá?

Beijos,

Mila

Lembre que: 2. A primeira frase do e-mail é uma


As palavras usadas para chamar, saudação. Na sequência do texto
invocar pessoas, animais (ou até aparecem dois advérbios e duas
objetos) são os vocativos.
locuções adverbiais. Identifique-os
e diga que ideia transmitem.
1. Qual é o vocativo usado por Mila Os advérbios que aparecem na sequência
quando se dirige à Larissa? do texto são: amanhã (tempo) e hoje (tem-
po). As locuções adverbiais são: às duas
a) ( ) fofa horas (tempo) e na casa do João (lugar).
b) ( X ) amiga
c) ( ) querida

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl01_001a017.indd 4 3/25/13 2:59 PM


3. Qual é o assunto do e-mail? 9. Em qual item o verbo é transitivo di-
Uma comunicação entre amigas para marcar reto? Em qual é transitivo indireto?
o último ensaio da banda, que se apresen- a) Preciso da letra.
tará no dia seguinte. transitivo indireto (preciso)
4. Que pronome de tratamento apa-
rece no texto? b) Mande a letra da canção.
Você. transitivo direto (mande)

5. Que palavras estão explicando 10. Sublinhe em cada frase a palavra


quem é João? que representa a classe gramatical
O vocalista. identificada entre parênteses.

6. A expressão “o vocalista” é um: 1) Perto da janela havia um peque-


a) ( ) vocativo no jardim. (adjetivo)
b) ( ) adjetivo
c) ( X ) aposto 2) Era estudante, porém já traba-
lhava. (conjunção)
7. Que frase a seguir representa o pe-
dido de Mila à amiga? 3) Quem não gosta de flores?
a) ( ) Mande a resposta do e-mail (substantivo)
para mim.
b) ( X ) Avise o pessoal sobre o en- 4) Ele mora neste lugar? (substan-
saio. tivo)
c) ( ) Chegue cedo ao ensaio.
5) Não tenha ilusão. (substantivo)
8. As formas verbais que indicam pe-
dido, ordem, conselho, pertencem 6) Duas borboletas brancas pou-
a que modo do verbo? saram no jardim. (adjetivo)
a) ( ) indicativo
b) ( ) subjuntivo 7) Aquela flor cresce à beira dos
c) ( X ) imperativo riachos. (pronome demonstrativo)
5

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl01_001a017.indd 5 3/25/13 2:59 PM


8) Nos dias límpidos não há nu- 19) Outros dizem que é preciso
vens. (adjetivo) aprender a viver. (pronome)

9) Como empregar o tempo em 20) O senhor compreendeu a histó-


nossa breve existência? (adjetivo) ria? (pronome de tratamento)

10) Vocês vão para a escola? (subs- 21) Minha janela se abria para a pra-
tantivo) ça. (verbo)

11) O amor está acima de tudo. 22) A criança sorriu de contenta-


(verbo) mento. (verbo)

12) No céu brilhava a lua. (verbo) 23) Ela teve essa feliz ideia! (adjetivo)

13) É preciso observar para poder 24) Escrever é uma atividade mara-
entender. (preposição) vilhosa. (adjetivo)

14) É preciso aprender a olhar para 25) Minha família vivia feliz. (pronome)
poder vê-los assim. (advérbio)
26) No telhado costumava pousar
15) Ela não entenderia essa história. um pombo branco. (adjetivo)
(verbo)
27) Regamos o jardim, mas as plan-
16) E eu me sinto completamente tas continuaram feias. (con-
feliz. (advérbio) junção)

17) Finalmente as coisas melhora- 28) Tomava conta de dez crianças.


ram. (advérbio) (numeral)

18) Para ver é preciso abrir os olhos. 29) Eu moro longe. (advérbio)
(artigo)
6

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl01_001a017.indd 6 3/25/13 2:59 PM


30) Levou flores para a namorada. h) zum-zum: substantivo
(preposição) i) e: conjunção
j) um: artigo
31) Era uma época de seca. (artigo) k) ti-ti-ti: substantivo
l) de: preposição
32) Tomei umas gotas de remédio. m) conversa: substantivo
(preposição) n) que: pronome
o) nunca: advérbio
33) Nós precisamos observar mais p) para: verbo
as pequenas coisas. (pronome)
12. Complete as frases com preposições.
34) Escrevia livros numa linguagem
difícil. (adjetivo) a) Por fora bela viola, por den-
tro pão bolorento.
35) Descansava sob uma árvore co- b) A Marília tem ido à escola com
pada. (substantivo) roupas bacanas.
c) Costumamos sair de férias
11. Dê a classe gramatical das palavras uma vez por ano.
da frase seguinte. d) O camelô conseguia vender pen-
tes até para carecas.
Existe sempre um burburinho no ar, um e) Todos somos iguais perante
zum-zum e um ti-ti-ti de conversa que a lei.
nunca para.
f) Enquanto chovia, ficamos sob
a cobertura do telhado.
a) existe: verbo g) Não digas nada a ninguém.
b) sempre: advérbio Isso fica somente entre nós.
c) um: artigo h) O orador falou sobre a impor-
d) burburinho: substantivo tância da natureza.
e) no: em (preposição) + o (artigo) i) Eu vou para São Paulo visitar
f) ar: substantivo meus pais.
g) um: artigo
7

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl01_001a017.indd 7 3/25/13 2:59 PM


13. Escreva o adjetivo (particípio) e o 14. Escreva o plural dos substantivos
substantivo da mesma família dos compostos seguintes, nos quais
seguintes verbos. Veja o modelo. ambos os elementos variam.

interessar interessado – interesse a) obra-prima


a) apressar obras-primas
apressado b) má-língua
pressa más-línguas
b) assear c) segunda-feira
asseado segundas-feiras
asseio d) vitória-régia
c) assoalhar vitórias-régias
assoalhado e) água-marinha
assoalho águas-marinhas
d) assombrar f) couve-flor
assombrado couves-flores
assombro g) tenente-coronel
e) fracassar tenentes-coronéis
fracassado
fracasso 15. Dê o superlativo absoluto sintético
f) possuir dos adjetivos. Veja o modelo
possuído
posse rico riquíssimo amigo amicíssimo
g) processar a) caro caríssimo
processado b) forte fortíssimo
processo c) mau péssimo/malíssimo
h) sossegar d) original originalíssimo
sossegado e) difícil dificílimo
sossego f) pobre paupérrimo
g) terrível terribilíssimo
h) capaz capacíssimo
8

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl01_001a017.indd 8 3/25/13 2:59 PM


oRtogRafia – vamos b) A sela está bem presa ao
escReveR ceRto? cavalo.
Na cela havia muitos presos.
Homônimos são palavras que
podem ter:
c) Você traz os docinhos e eu os
• som igual e escrita igual.
manga (fruta) salgadinhos.
manga (parte do vestuário) O que ficou para trás não
rio (substantivo)
rio (verbo: eu rio) interessa mais.
• som igual e escrita diferente.
cesto (objeto) d) No último censo , o Brasil ti-
sexto (numeral ordinal – 6o)
chá (bebida) nha mais de 198 milhões de ha-
xá (rei da Pérsia, atual Irã) bitantes.
• som diferente e escrita igual. Tenha bom senso , menino.
olho (substantivo)
olho (verbo: eu olho)
sede (vontade de beber algo) e) O assento do motorista está
sede (prédio principal)
sujo.
A palavra café tem acento
• Complete as frases com os homô- agudo.
nimos do quadro. Se precisar, use
um dicionário. f) O conserto do carro ficou caro.
O maestro dirigiu o concerto
concerto / conserto sela / cela com muita vibração.
serra / cerra trás / traz
assento / acento cocho / coxo
g) Descemos a serra devagar.
senso / censo houve / ouve
A criança cerra os olhos e
dorme.
a) Infelizmente ele é surdo. Não
ouve mais. h) No cocho havia sal e ra-
Não houve a reunião por ção para o gado.
falta de quórum. Ajudei um homem coxo no
ônibus.
9

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl01_001a017.indd 9 3/25/13 2:59 PM


pRÁtica de pRodução de texto

Redação de e-mails
Com a chegada da internet, o mundo ficou pequeno e as barreiras entre
os países desapareceram. Em segundos, podemos mandar uma mensagem para
qualquer parte do globo. É o e-mail ou “correio eletrônico”. Nele geralmente usamos
uma linguagem informal.
Como será que Larissa responderia ao e-mail de Mila, no início deste capítulo?
Escreva um e-mail em resposta à amiga. Não se esqueça de preencher os espaços
destinados a quem envia, para quem envia e também ao assunto do texto.

10

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl01_001a017.indd 10 3/25/13 2:59 PM


2. Revisão das funções das 3. Na frase, a expressão copiada an-
palavras teriormente é um:

OBA!
a) ( ) objeto indireto
b) ( X ) objeto direto
c) ( ) vocativo

4. Da mesma frase, copie duas pre-


posições.
na; para.

5. Na frase “Dia estadual de proteção


aos animais em Santa Catarina”, o
adjetivo estadual é um:
A Organização Bem-Animal (OBA!) é uma entidade sem fins
lucrativos de caráter social, atuando em Florianópolis/SC. Não
possui abrigo nem recolhe animais. O foco é voltado para a
conscientização sobre o respeito que o ser humano deve ter
a) ( ) aposto
aos animais e ao meio ambiente, e para a captação de recursos
destinados ao controle populacional de cães e gatos. Quer saber
b) ( ) adjunto adverbial
mais sobre a OBA!? Então clique aqui.
c) ( X ) adjunto adnominal
Disponível em: <http://www.obafloripa.org/blog/2011/04/
dia-de-protecao-aos-animais-em-sc/>. Acesso em: 6 jan. 2013.
6. No cartaz da campanha, há tam-
bém um verbo intransitivo. Copie-o.
1. Na frase do cartaz, qual é o verbo Adote.
transitivo?
Abra. 7. Na expressão “clique aqui”, indique
o advérbio e fale sobre a ideia que
ele transmite.
2. Copie a expressão que completa o Advérbio: aqui. Transmite a ideia de lugar.
verbo transitivo.
Um espaço.

11

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl01_001a017.indd 11 3/25/13 2:59 PM


8. Qual é o sujeito da oração “A Orga- 10. Circule os verbos das orações. De-
nização Bem-Animal (OBA!) é uma pois, separe com um traço o sujeito
entidade sem fins lucrativos”? do predicado. Em seguida, escreva
A Organização Bem-Animal (OBA!). S para o sujeito e P para o predica-
do e circule os verbos.

9. Qual é o predicado da oração “O


foco é voltado para a conscientiza- S
|
a) Os cães são animais fiéis.
P
ção”?
É voltado para a conscientização. S
|
b) Os meninos corriam atrás da bola.
P

|
c) Os pássaros cantavam ao raiar
do dia.
Lembre que: S P

Função é a relação que as palavras


têm entre si na oração. 11. Toda oração possui um verbo. Crie
As palavras podem exercer a função de: uma oração com o verbo colabo-
1. sujeito 7. adjunto
rar.
2. predicado adnominal
3. objeto direto 8. adjunto Resposta pessoal.
4. objeto indireto adverbial
5. predicativo 9. aposto
6. complemento 10. vocativo Período: uma reunião de orações que
nominal formam sentido completo.
Período simples: uma oração –
um verbo apenas.
ORAÇÃO
Período composto: duas ou mais orações
Observe. – dois ou mais verbos.
Eu amo os animais.
↓ ↓
sujeito predicado
12. Escreva S para período simples e C
Essa frase é uma oração, pois contém para período composto.
um verbo. Em geral, uma oração possui
dois termos: sujeito e predicado.
a) Pensei e respondi. ( C )

12

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl01_001a017.indd 12 3/25/13 2:59 PM


b) Ainda estava escuro quando saí c) Os anúncios de algumas casas
de casa esta manhã. ( C ) comerciais contêm erros de
ortografia.
c) Muitos rios correm para o mar. d) O competente professor de Eco-
(S) nomia entrevistou os comerciantes.
e) O proprietário da casa acompa-
d) A violência gera violência. ( S ) nhou-o até a porta.
f) Os mais modernos aviões cru-
e) Cultive a alegria e o bom humor. zam atualmente os cinco conti-
(S) nentes.
g) Alguns comerciantes propagam
f) Pedro Paulo Pereira, pintor, pintava erros de português em seus
portas, portões e paredes. ( S ) anúncios.

g) Enquanto todos dormiam, eu Lembre que:


estudava para a prova. ( C ) O sujeito é aquele que pratica
alguma ação.
h) Nem tudo o que brilha é ouro,
nem tudo o que balança cai. ( C ) 14. Sublinhe o sujeito das orações.
Veja o modelo.
i) Nunca é tarde demais para re-
começar. ( C ) O noivo entrou na igreja.
a) Os rios correm para o mar.
13. Sublinhe, nas orações seguintes, o
núcleo do sujeito, isto é, a palavra b) As vacas pastam no campo.
ou expressão principal do sujeito.
c) Saiu um ônibus para o Rio.
a) Uma senhora piedosa entrou na
igreja. d) As meninas trouxeram flores.
b) O velho dono do bar resolveu to-
mar uma atitude. e) Aqui mandamos nós.
13

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl01_001a017.indd 13 3/25/13 2:59 PM


15. Transforme as orações com sujei- 16. Assinale o sujeito e circule o verbo
to agente em orações com sujeito de ligação. Veja o modelo.
paciente, isto é, passe da voz ativa
para a passiva. O lugar era calmo.
a) A igreja ficava numa colina.
a) As ondas destruíram o navio. b) Ela é bonita.
O navio foi destruído pelas ondas. c) Os ônibus estão lotados.
d) A noite estava fria.

b) O mecânico consertou o carro. 17. Acrescente a palavra entre parênte-


O carro foi consertado pelo mecânico. ses à oração e torne o sujeito com-
posto. Observe a concordância do
verbo com o sujeito. Veja o modelo.
c) O vento carregava as folhas.
As folhas eram carregadas pelo vento. A irmã chegou de viagem. (prima)
A irmã e a prima chegaram de viagem.

d) A secretária escreveu a carta. a) O caderno foi guardado no ar-


A carta foi escrita pela secretária. mário. (mochila)
O caderno e a mochila foram guardados
no armário.

• Quando o sujeito é agente, o b) O teatro fica atrás da padaria.


verbo está na voz ativa.
(cinema)
• Quando o sujeito é paciente, o
verbo está na voz passiva. O teatro e o cinema ficam atrás da
• Quando é agente e paciente, padaria.
temos a voz reflexiva.
• Quando o sujeito não pratica a
ação e é apenas o ser de quem c) O filme foi lançado ontem. (do-
declaramos algo, o verbo é de cumentário)
ligação.
O filme e o documentário foram lança-
dos ontem.
14

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl01_001a017.indd 14 3/25/13 2:59 PM


SUJEITO INDETERMINADO 19. Coloque as orações no plural. Veja
• verbo na 3a pessoa do plural o modelo.
ou
• verbo na 3a pessoa do singular + Havia um livro de artes.
se (partícula) Havia livros de artes.

18. Torne o sujeito indeterminado. Veja a) Havia um animal perdido.


o modelo. Havia animais perdidos.

ele bateu na porta. (plural ) b) Houve um tempo feliz.


bateram na porta.
Houve tempos felizes.
a) Ele fala muito de videogame. (sin-
gular + se) c) Há uma trufa na bomboniere.
Fala-se muito de videogame. Há trufas nas bombonieres.

b) Ele achou minha carteira. (plural) d) Houve um grande temporal.


Acharam minha carteira. Houve grandes temporais.

c) Ele vive bem por aqui. (singular + se) e) Há uma almofada no sofá.
Vive-se bem por aqui. Há almofadas nos sofás.

d) Ele roubou meu carro. (plural) f) Há um celular tocando.


Roubaram meu carro. Há celulares tocando.

e) Ele encontrou a criança. (plural) g) Havia um animal na pista.


Encontraram a criança. Havia animais nas pistas.

Lembre que: 20. Substitua o verbo haver pelo verbo


O verbo haver, no sentido de existir, observando a concordância
existir, fica no singular, por se do verbo com o sujeito. Veja o mo-
tratar de oração sem sujeito.
delo.
15

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl01_001a017.indd 15 3/25/13 2:59 PM


Há professores no colégio. pRÁtica de pRodução
↓ de texto
objeto direto

Existem professores no colégio.


↓ Crie um texto sobre animais, envol-
sujeito
vendo um dos seguintes itens.

a) Há flores no jardim. • meu animal predileto


Existem flores no jardim. • cães de companhia
• adoção
b) Há nuvens no céu. • zoológico
Existem nuvens no céu. • alimentação, lazer, cuidados e hi-
giene
c) Há barcos no mar. • animais de estimação
Existem barcos no mar. • tráfico de animais

21. Assinale o sujeito de cada oração. Professor, apresentamos apenas sugestões


de redações. Fica a seu critério e da classe
a) Nasceu Clarice para amar os realizar todas ou algumas no decorrer do
outros. ano. Procure orientar os alunos a relerem e
reescreverem seus textos, observando os as-
b) Eu tenho de fazer os exercí- pectos ortográficos, a pontuação, a acentua-
cios: a prova está chegando. ção, a organização das ideias. É aconselhável
que façam várias produções durante o ano,
c) No ônibus chegavam atletas e sempre sob sua orientação e acompanha-
preparadores. mento.

d) Silêncio!, gritou irritada a recep-


cionista.

e) No mesmo dia, o relógio chegou.

16

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl01_001a017.indd 16 3/25/13 2:59 PM


anotações

17

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl01_001a017.indd 17 3/25/13 2:59 PM


3. Adjunto adnominal, predicativo e objetos

1 3

Ilustrações: Gaiola Estúdio


2 4

1. Numere as frases de acordo com o 3. Os verbos que ligam o sujeito ao


que cada personagem pode estar predicativo são:
falando. ( ) transitivos diretos.
( ) intransitivos.
( 3 ) Pegue o osso e pare de alvo- ( X ) de ligação.
roço.
( 4 ) Ofereço esta canção para vo- 4. Na frase “Que barulho infernal!”,
cês. que adjetivo está exercendo a fun-
( 1 ) Este parque é muito legal! ção de adjunto adnominal?
( 2 ) Que barulho infernal! Infernal.

2. Na oração “Este parque é muito le- 5. Na oração “Ofereço esta canção


gal!” que palavra está ligando uma para vocês”, qual é o objeto direto
qualidade ao sujeito? e qual é o indireto?
É. Objeto direto: esta canção
Objeto indireto: (para) vocês
18

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl02_018a031.indd 18 3/25/13 2:59 PM


6. Reescreva a oração do exercício c) O ônibus está lotado.
anterior, substituindo o pronome predicativo
vocês por lhes.
Ofereço-lhes esta canção. d) Nossa turma é legal.
predicativo
O adjetivo exerce duas funções na oração:
• adjunto adnominal
e) Os jovens usam roupas incre-
• predicativo
mentadas.
I – adjunto adnominal
adjunto adnominal

= perto do nome
ad- = “perto” + nominal = relativo ao nome f) Alguns professores são duríssi-

Como o próprio nome indica, adjunto


mos.
adnominal é a palavra que vem perto do predicativo
nome (substantivo): antes ou depois dele.

Lindo pássaro amarelo. g) Por fora, bela viola.


II – predicativo adjunto adnominal
Como predicativo, o adjetivo qualifica
o sujeito da oração e prende-se a ele
por um verbo de ligação. h) Por dentro, pão bolorento.
adjunto adnominal
Eu estou contente.

i) As broncas são frequentes.


7. Identifique se os adjetivos destaca- predicativo
dos exercem a função de adjunto
adnominal ou de predicativo. OBJETO DIRETO E INDIRETO
Para achar o objeto direto,
perguntamos ao verbo:
a) Minha classe é grande. o quê? quem? → A resposta será o
predicativo objeto direto.
Para achar o objeto indireto,
perguntamos ao verbo:
b) A gente conversa num grupo de quê? de quem? a quê? para quê?
grande. para quem? etc. → A resposta será o
objeto indireto.
adjunto adnominal
19

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl02_018a031.indd 19 3/25/13 2:59 PM


8. Observe a palavra ou expressão h) Ela não assistirá às aulas.
destacada e escreva se a função objeto indireto
que ela exerce na oração é objeto
direto ou objeto indireto. i) Conto com vocês.
objeto indireto

Lembre que:
9. Complete as frases com adjuntos
O objeto indireto vem
acompanhado de preposição. adnominais à sua escolha (use ar-
tigos e adjetivos).
Respostas pessoais.
a) A escola ensina coisas interes- a) programas de TV têm
santes. audiência .
objeto direto
b) O amigo nos
b) Vamos aproveitar bem a vida. auxilia nas horas .
objeto direto
c) João teve um sonho
c) Eu acredito em mim. .
objeto indireto
d) Existem pessoas e pes-
d) Quem inventou a gramática? soas .
objeto direto

Atenção:
e) Não o vejo há muito tempo.
objeto direto Identificando-se o sujeito da
oração, aquilo que resta é
predicado.
f) Entreguei as chaves ao dono.
objeto indireto

g) Ele não lhe disse a verdade.


objeto direto
20

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl02_018a031.indd 20 3/25/13 2:59 PM


10. Sublinhe o predicado nas seguintes d) fica aberto
orações. 24 horas.

a) A praia estava incrível. e) (Sugestão: A Terra) gira em torno


b) A festa não depende de nós. do Sol.
c) Caminhava pelo bairro, todos os
dias, no fim da tarde. f) (Sugestão: O café) é um importante
d) Ouvi um barulho. produto agrícola nacional.
e) Posso entrar?
g) (Sugestão: As plantas)
11. Complete o sujeito com um predi- purificam o ar.
cado à sua escolha.
13. Sublinhe com um traço o vocativo
a) O jogo e com dois o aposto.
Respostas pessoais.
b) As reportagens a) Senhor, tire o chapéu!

c) Elas b) Atenção, turma! Vou cantar.

d) Nós c) A gasolina, derivado do petró-


leo, está se tornando rara.

12. Atribua sujeitos aos predicados. d) Desculpe, moço. Não foi de


Respostas pessoais. propósito.
a) (Sugestão: O verão) é a estação
mais quente do ano. e) A vida, bem precioso, tem um
valor inestimável.
b) (Sugestão: O rio Amazonas) desemboca
no oceano Atlântico. f) Atenção, telespectadores! Va-
mos dar início ao programa.
c) transmite paz.
21

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl02_018a031.indd 21 3/25/13 2:59 PM


14. Observe o modelo e crie um comple- b) Vendeu os peixes no mercado.
mento (objeto indireto) para os verbos Vendeu-os no mercado.
transitivos indiretos. Veja o modelo.
c) Visitaste meus parentes nas fé-
O homem reclamava contra... rias.
O homem reclamava contra o barulho.
Visitaste-os nas férias.
a) Só tenho que agradecer a
Respostas pessoais. d) Avisaram seu colega a tempo.
Avisaram-no a tempo.
b) A notícia agradou a
16. Substitua o substantivo (objeto in-
direto) pelos pronomes lhe ou lhes
c) Eu gosto de (objeto indireto). Veja o modelo.

Perdoou aos comerciantes a dívida.


Perdoou-lhes a dívida.
d) Não abuse de
a) Obedeça ao treinador sempre.
Obedeça-lhe sempre.
e) Preciso de
b) Lembrei aos alunos o combinado.
Lembrei-lhes o combinado.
15. Substitua o substantivo (objeto di-
reto) pelo pronome (objeto direto). c) Resistiu ao inimigo até o fim.
Veja o modelo. Resistiu-lhe até o fim.

Encontrei a chave na gaveta. d) O poema agradou ao crítico.


Encontrei-a na gaveta. O poema agradou-lhe.
Procuraram as chaves em toda parte.
Procuraram-nas em toda parte.
e) Oferecemos a Luís uma oportu-
a) Examinou as provas com cuidado. nidade.
Examinou-as com cuidado. Oferecemo-lhe uma oportunidade.
22

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl02_018a031.indd 22 3/25/13 2:59 PM


f) Vou dar aos amigos o convite e) Expliquei
para a festa.
Vou dar-lhes o convite para a festa.
f) Mandamos
g) Diga ao juiz a verdade.
Diga-lhe a verdade.
g) Prometi
17. Complete o sentido dos verbos
transitivos diretos e indiretos por
meio de dois complementos: um
objeto direto e outro indireto. Veja ORTOGRAFIA – VAMOS
o modelo. ESCREVER CERTO?
1. Nas palavras abaixo há encontro
Pedi... (o quê?) ... (a quem?). consonantal. Reescreva-as sepa-
Pedi desculpas ao vizinho. rando as sílabas e prestando aten-
↓ ↓ ção na grafia.
objeto direto objeto indireto

a) admissão ad-mis-são
a) Oferecemos
Respostas pessoais. b) advertir ad-ver-tir

b) Demos c) advogado ad-vo-ga-do

d) adjetivo ad-je-ti-vo
c) Devolvi
e) adjunto ad-jun-to

d) Ensinei f) adjacente ad-ja-cen-te

g) adversário ad-ver-sá-rio

23

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl02_018a031.indd 23 3/25/13 2:59 PM


h) administrar ad-mi-nis-trar a) mar (Sugestões: marinho, marítimo, mare-
jar, marinha, maremoto, marear, marinheiro.)
i) observação ob-ser-va-ção b) ferro (Sugestões: ferreiro, ferroso, ferra-
gem, ferradura, ferrugem, ferraria, ferrovia.)
j) obstáculo obs-tá-cu-lo c) terra (Sugestões: terreiro, terráqueo, ter-
reno, terrestre, enterrar, terrário, terremoto.)
k) obséquio ob-sé-quio
3. Coloque o acento indicador da cra-
l) absoluto ab-so-lu-to se onde for necessário.

m) decepção de-cep-ção a) Viajou até o Japão para assistir a


um jogo de futebol?
n) opção op-ção
b) Deu marcha à ré e seguiu em di-
o) técnico téc-ni-co reção à cidade.

p) psicólogo psi-có-lo-go c) O guia nos levou a Niterói.

q) significado sig-ni-fi-ca-do d) Dirija-se à diretoria para tirar es-


sa dúvida.
r) confecção con-fec-ção
e) Para evitar o pior, entregou os

FAMÍLIAS DE PALAVRAS
documentos à polícia.
trás: atrás, traseiro, atrasar, atraso
f) Ele conseguiu completar a pro-
va a duras penas.
2. Agora, dê palavras derivadas de
mar, ferro e terra. Você poderá en- g) Não há nada a esconder.
contrar verbos, adjetivos, substan-
tivos, advérbios. h) Sentou-se à mesa para jantar.
Respostas pessoais.
24

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl02_018a031.indd 24 3/25/13 2:59 PM


4. Coloque o acento indicador da cra- h) perspicaz perspicácia
se nos demonstrativos aquele e
aquela quando for necessário. i) lúcido lucidez

a) Quanto custa aquele televisor? j) viúvo viuvez

b) Por que você não vai àquela festa? k) macio maciez

c) Pergunte àquele rapaz. Ele sabe l) sensato sensatez


onde fica essa rua.
m) formoso formosura
d) Vi aquele jogador no meu bairro.
n) grosso grossura
5. Forme substantivos a partir dos ad-
jetivos abaixo. o) belo beleza

veloz velocidade p) ligeiro ligeireza


a) vivaz vivacidade

b) atroz atrocidade 6. Encontre palavras derivadas de:

c) capaz capacidade a) hesitar hesitante, hesitação

d) feroz ferocidade
b) frequentar frequente, frequência, fre-
e) fugaz fugacidade quentemente

f) voraz voracidade c) civilizar civilizado, incivilizado, civilização,


civilidade
g) feliz felicidade

25

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl02_018a031.indd 25 3/25/13 2:59 PM


Cathy Yeulet
d) pesquisar pesquisado, pesquisa, pesqui-
sador

e) crescer crescido, crescimento, crescente,


decrescente, acrescido

Getty Images
f) adolescer adolescente, adolescência

g) descender descendente, descendência

h) florescer florescente, florescência, flores-


cimento, reflorescer

PRÁTICA DE PRODUÇÃO Cathy Yeulet

DE TEXTO
1. Observe as imagens a seguir e res-
ponda às questões.
Ritu Manoj Jethani/Shutterstock

Cathy Yeulet

26

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl02_018a031.indd 26 3/25/13 2:59 PM


a) Que atividades estão represen-
tadas nas fotos?
Respostas pessoais.

b) Você aprecia alguma dessas ati-


vidades?

c) Cite outras formas de lazer ou


entretenimento.

2. Agora é a sua vez de falar sobre os


seus passatempos favoritos. Es-
creva um texto sobre lazer, diver-
são, entretenimento.
Crie um título para o seu texto. De-
pois de terminá-lo, leia-o para veri-
ficar a acentuação, a pontuação e
a ortografia das palavras. Observe
se as ideias estão organizadas. Em
seguida, peça a um(a) colega que
leia seu texto e opine sobre ele.
Professor, converse com os alunos sobre
as possibilidades de texto que eles podem
escrever: uma narrativa de um fato, um epi-
sódio que tenham presenciado, uma disser-
tação (com opiniões próprias, argumentos)
ou mesmo um poema (com ou sem rima).
27

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl02_018a031.indd 27 3/25/13 2:59 PM


4. Sentido próprio e figurado c) O que significa no poema “a ter-
ra acorda”?
RECEITA DE OLHAR Desperta para um novo dia, movimenta-
-se e se dispõe para mais uma jornada

Ablestock
da vida.

d) Como é que o olhar pode pare-


cer “imensa caravela”?
Olhar para a frente, sem fronteiras, olhar
longe, querer conquistar, ver o que é
Nas primeiras horas da manhã belo.
Desamarre o olhar
Deixe que se derrame
Sobre todas as coisas belas
O mundo é sempre novo
SENTIDO PRÓPRIO E SENTIDO FIGURADO
E a terra dança e acorda
As palavras podem ser usadas no
Em acordes de sol sentido próprio ou figurado. Veja:
Faça do seu olhar imensa caravela
• Você gosta de pão de trigo ou de
Roseana Murray. Receitas de olhar. São Paulo: FTD, 1997.
centeio? (sentido próprio)
Pão = alimento geralmente
1. Releia o poema com atenção e res- produzido em padarias.
• Luto todos os dias para ganhar o
ponda às perguntas. pão da família. (sentido figurado)
Pão = dinheiro, todos os bens de
a) Você já ouviu ou leu a expressão que a família precisa: sustento,
comida, transporte, roupas,
“de cara amarrada”? O que sig- remédios, livros, educação.
nifica “estar de cara amarrada”?
De cara fechada, de mau humor, aborre-
cido, intratável. 2. Escreva P para sentido próprio ou
F para sentido figurado.
b) O que pode significar no poema
“desamarrar o olhar”? a) Os galhos da árvore secaram
Descontrair-se, ser alegre, despreocupar- rapidamente. ( P )
-se, ter sentimentos positivos.
28

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl02_018a031.indd 28 3/25/13 2:59 PM


b) Ele resolvia tudo: era um verda- m) Uma nuvem de tristeza emba-
deiro quebra-galhos. ( F ) çava os olhos do menino. ( F )

c) Aquela menina tem um coração n) Vejo uma nuvem escura no céu.


de ouro. ( F ) (P)

d) A operação de coração é bas- o) A roseira possui espinhos. ( P )


tante comum hoje em dia. ( P )
p) Toda profissão tem seus espi-
e) Aquela atitude gerou um mar de nhos. ( F )
problemas. ( F )

f) O mar estava belíssimo naquela 3. Invente frases empregando as pa-


tarde. ( P ) lavras seguintes em sentido figurado.
Veja as dicas entre parênteses.
g) Minha mãe faz doces irresistí-
veis. ( P ) a) inferno (lugar ou coisa horrível)
Respostas pessoais.
h) Tenho doces recordações do
tempo que passei com vocês. b) estrela (pessoa ilustre, famosa,
(F) celebridade)

i) O poema é composto de ver-


sos. ( P ) c) asas (liberdade, possibilidade de
agir livremente)
j) Faça de sua vida um poema. ( F )

k) Lavou o quintal logo pela ma- d) luz (ideia)


nhã. ( P )

l ) Ela desabafou, lavou a alma. ( F )


29

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl02_018a031.indd 29 3/25/13 2:59 PM


4. Escreva o sentido próprio e o senti-
do figurado das seguintes palavras.

a) gato (sentido próprio):


animal mamífero
gato (sentido figurado): 6. Existem palavras parecidas na es-
bonito, charmoso crita e na pronúncia. Cuidado com
elas, pois têm significados diferentes.
b) touro (sentido próprio): Escolha a forma apropriada entre
animal mamífero parênteses e complete as frases.
touro (sentido figurado):
pessoa muito forte a) (sela – cela) O monge vivia reclu-
so em sua cela .

Algumas palavras têm muitos b) (a – há) Estamos a um mês


significados. Isso depende do contexto
em que são escritas ou faladas. das eleições.
A isso chamamos polissemia
(muitos sentidos).
c) (tacha – taxa) Você já pagou a
taxa de luz?
5. Consulte o dicionário e relacione
alguns sentidos do verbete ponto, d) (serrei – cerrei) Mal deitei, cer-
exemplificando com frases criati- rei os olhos e dormi.
vas. Veja o modelo.
e) (acentos – assentos) Passa-
lugar fixo → Você sabe onde fica o geiros, verifiquem o número de
ponto de táxi?
seus assentos .
Respostas pessoais.
f) (concerto – conserto) Logo de-
pois do choque, levei o carro
para o conserto .

30

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl02_018a031.indd 30 3/25/13 2:59 PM


g) (iminência – eminência) Estou na que seu poema com o de um(a) colega
iminência de perder tudo. e conversem a respeito.

h) (ratificou – retificou) A professora


retificou algumas afirmações
imprecisas da minha prova.

i) (infligir – infringir) Ninguém, no


meu governo, vai infringir im-
punemente as leis.

j) (diferiu – deferiu) Finalmente o


juiz deferiu o meu pedido.

k) (há – a) Raquel não comparece


à escola há vários dias.

PRÁTICA DE PRODUÇÃO
DE TEXTO

Primeira sugestão
Reescreva em prosa o poema “Re-
ceita de olhar”. Aproveite as ideias do
poema e acrescente outras ideias suas.

Segunda sugestão
Que tal fazer um pequeno poema
com o título “Pense bonito, pense po-
sitivo”? Experimente. Não precisa rimar
os seus versos, como fez Roseana Mur-
ray em “Receita de olhar”. Depois, tro-
31

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl02_018a031.indd 31 3/25/13 2:59 PM


5. Revisão de sujeito e 2. Substitua o predicado duas vezes.
predicado Veja o exemplo.

1. Substitua o sujeito duas vezes. Veja A televisão divulgou os últimos


o exemplo. acontecimentos.
A televisão diverte e instrui as pessoas.
Os alunos organizaram a festa. A televisão faz propaganda de muitos
Os pais organizaram a festa. produtos.
As famílias organizaram a festa.

a) Os atletas treinam duramente.


a) O professor partiu. Respostas pessoais.
Os atletas
Respostas pessoais. partiu.

partiu.
Os atletas

b) O preço caiu.

caiu.
b) O carro foi financiado.
caiu.
O carro

c) As empresas gostam de com-


petir.
O carro
gostam de competir.

gostam de competir.

32

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl03_032a039.indd 32 3/25/13 2:59 PM


3. Acrescente ao sujeito simples mais Atenção:
um elemento para torná-lo com-
O sujeito pode vir antes ou
posto. Veja o exemplo. depois do verbo.

O professor recolheu os comunicados.


O professor e o assistente recolheram 4. Identifique o sujeito das orações.
os comunicados.

a) Sobre toda a região caía uma


a) Ana estava muito satisfeita com chuva pesada.
o resultado.
Respostas pessoais. b) Corriam atrás da bola, meninos
e meninas da escola.

c) Já amanheceu o dia.
b) As crianças chegaram mais
cedo. d) Zoológico é uma espécie de pri-
são para bichos.

e) Finalmente eu consegui marcar


um gol.
c) O tênis foi lavado e já está seco.
5. Reescreva as orações, mudando a
posição do sujeito.

a) Na última década, a violência


d) A gaveta está cheia. nas cidades brasileiras aumen-
tou muito.
A violência nas cidades brasileiras au-
mentou muito na última década.

33

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl03_032a039.indd 33 3/25/13 2:59 PM


b) Acabaram os ingressos para o 6. Assinale as orações sem sujeito.
show.
Os ingressos para o show acabaram. ( X ) Ventou muito antes da tem-
pestade.

( ) Com força de vontade apren-


c) Já fumegavam sobre a mesa dem-se muitas coisas.
pratos saborosos.
Pratos saborosos já fumegavam sobre a ( X ) Havia três quadros na parede.
mesa.
( X ) Faz duas semanas.

d) Veio quebrar o silêncio da noite ( X ) Era no mês de maio.


o estampido de uma bomba.
O estampido de uma bomba veio quebrar o ( ) O dia amanheceu lindo.
silêncio da noite.
( X ) São três horas da tarde.

e) Começou o festival de inverno. ( X ) Faz muito calor no Amazonas.


O festival de inverno começou.
7. Escreva uma oração com:

a) sujeito simples
f) Serpenteia por vales e monta- Respostas pessoais.
nhas o espumante rio Paraíba.
O espumante rio Paraíba serpenteia por b) sujeito composto
vales e montanhas.

c) sujeito oculto

34

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl03_032a039.indd 34 3/25/13 2:59 PM


8. Amplie o predicado com verbos intransitivos, acrescentando circunstâncias
adverbiais de lugar, tempo, modo, intensidade etc. Veja o modelo.

sujeito predicado
A moça chorou.
chorou muito.
chorou muito de alegria ontem na festa.

a) sujeito predicado

As crianças dormiram.
Respostas pessoais.

b) sujeito predicado

O vento soprava.

c) sujeito predicado

A torcida gritava.

d) sujeito predicado

O professor chegou.

35

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl03_032a039.indd 35 3/25/13 2:59 PM


9. Os predicados deste exercício são constituídos de verbos transitivos diretos +
objetos diretos. Modifique o objeto direto três vezes para cada item. Veja o modelo.

sujeito predicado
verbo trans. direto objeto direto
A polícia descobriu (o quê?) o esquema.
(quem?) o esconderijo.
o cativeiro.
os criminosos.

a) sujeito predicado

verbo trans. direto objeto direto


Meu amigo comprou três jogos.
Respostas pessoais.

b) sujeito predicado

verbo trans. direto objeto direto


O cliente pediu um refrigerante.

c) sujeito predicado

verbo trans. direto objeto direto


Nós marcamos o dia.

36

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl03_032a039.indd 36 3/25/13 2:59 PM


d) sujeito predicado

verbo trans. direto objeto direto


A mãe encontrou o filho.

10. Os predicados abaixo são constituídos de verbos transitivos indiretos + objetos


indiretos. Substitua os objetos indiretos por outros. Veja o modelo.

sujeito predicado
verbo trans. indireto objeto indireto
Os pais preocupam-se com a educação dos filhos.
com a saúde dos filhos.
com as amizades dos filhos.
com a formação dos filhos.

a) sujeito predicado

verbo trans. indireto objeto indireto


Ela confia em você.
Respostas pessoais.

b) sujeito predicado

verbo trans. indireto objeto indireto


Nós estamos precisando de ajuda.

37

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl03_032a039.indd 37 3/25/13 2:59 PM


c) sujeito predicado

verbo trans. indireto objeto indireto


O espetáculo agradou a todos.

d) sujeito predicado

verbo trans. indireto objeto indireto


Ela está cuidando dos pais.

11. Os predicados abaixo são constituídos de verbos transitivos diretos e indiretos


+ objetos diretos e indiretos. Substitua os objetos diretos e indiretos por outros.
Veja o modelo.

sujeito predicado
verbo trans. direto
objeto direto e indireto
e indireto
Os pais deram presentes aos filhos.
comida ao bebê.
uma lembrança à professora.
orientações ao porteiro.

a) sujeito predicado

verbo trans. direto


e indireto objeto direto e indireto
A garçonete ofereceu bebida aos convidados.
Respostas pessoais.
38

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl03_032a039.indd 38 3/25/13 2:59 PM


b) sujeito predicado

verbo trans. direto


e indireto objeto direto e indireto
Nós entregamos a encomenda ao funcionário.

c) sujeito predicado

verbo trans. direto


e indireto objeto direto e indireto
Eles enviaram um e-mail ao professor.

DITADO

A critério do professor.

39

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl03_032a039.indd 39 3/25/13 2:59 PM


6. Tipos de predicado 3. O mesmo verbo está ligando o sujei-
to aos adjetivos ricos e jovens e ao
substantivo atletas. Essas palavras

Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária)


também fazem parte do predicativo?
a) ( X ) sim
b) ( ) não

4. Os verbos que ligam o predicativo


CDF_LP8_F02 ao sujeito são:
a) ( ) verbos intransitivos
b) ( X ) verbos de ligação
c) ( ) verbos transitivos diretos

PREDICADO
É tudo aquilo que se afirma sobre o
sujeito.
AO SUCESSO
Os torcedores estavam exaltados.
Nos comerciais de cigarros

todos são bonitos predicado
ricos
Há três tipos de predicado: nominal,
jovens verbal e verbo-nominal.
atletas
e já descobriram a cura do câncer. 1. Predicado nominal
Ulisses Tavares. Viva a poesia viva. São Paulo: Saraiva, 1997.
No predicado nominal o núcleo
significativo, isto é, a palavra mais
importante, pode ser:
a) um adjetivo
1. Qual é o sujeito do predicado são
Maria é bonita. → predicativo
bonitos? ↓
Todos. sujeito predicado
nominal

b) um nome ou substantivo
2. Que verbo está ligando o predicati-
A Terra é um planeta. → predicativo
vo bonitos ao sujeito?

São. sujeito predicado
nominal

40

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl04_040a050.indd 40 3/25/13 2:59 PM


c) um pronome 7. Complete as lacunas com verbos
A pátria somos nós. → predicativo de ligação.
↓ Respostas pessoais.
sujeito predicado
nominal a) A honestidade a
No predicado nominal os verbos de grande mola do progresso.
ligação ligam o predicativo ao sujeito.
Os principais verbos de ligação são:
ser, estar, permanecer, ficar. b) A classe silen-
ciosa durante a explicação.

5. Sublinhe o predicado nominal das c) O mar calmo.


orações.
d) O celular desligado.
a) O Brasil é um grande país.
e) Nós apreensivos
b) O professor parecia preocupado. com a notícia.

c) A praia estava deserta. 8. Sublinhe o núcleo do predicado


nominal das orações.
d) A temperatura permanece alta. a) O jogo era muito difícil.

e) Meus pais ficaram felizes. b) Todos andam preocupados com


a violência.
6. Complete as frases.
c) O mar estava bem agitado.
a) Os verbos de ligação funcionam
como elo entre o predicado e o d) A quadra parecia distante.
sujeito .
e) Elas devem ser as irmãs mais
b) Os principais verbos de ligação velhas.
são: ser, estar, parecer, ficar, permanecer,
continuar, andar etc. . f) Os premiados foram eles.
41

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl04_040a050.indd 41 3/25/13 2:59 PM


9. Sublinhe o predicado nominal e cir-
2. Predicado verbal
cule o predicativo do sujeito. No predicado verbal, o núcleo do
predicado (o elemento principal) é um
verbo geralmente de ação.
a) Os condomínios estão muito caros.
No predicado verbal o verbo pode ser:

b) A guerra é desumana e cruel. a) intransitivo


A árvore caiu.
V.I

c) Os ônibus continuam parados. sujeito predicado
verbal

d) A roupa já está enxuta. b) transitivo direto


João comprou um apartamento.
V.T.D. O.D.
e) O tempo continua frio e chuvoso. ↓
sujeito predicado
verbal
10. Crie orações com as palavras a se-
guir na função de predicativo. c) transitivo indireto
Os jovens gostam de aventura.
V.T.I. O.I.

a) alegres
sujeito predicado
Respostas pessoais. verbal

d) transitivo direto e indireto


O guia explicava a história do local aos turistas.
b) encabulado V.T.D.I. O.D. O.I.

sujeito predicado verbal

c) tranquilo 11. Invente um ou mais predicados


verbais para cada tipo de verbo.
a) verbo intransitivo
• Os pássaros
d) preocupada Respostas pessoais.
• As plantas

42

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl04_040a050.indd 42 3/25/13 2:59 PM


b) verbo transitivo direto c) O prédio apresentava muitos
• O farmacêutico problemas.

d) Os moradores exigiam explicações.


• Os caminhões
e) Nós pagamos uma fortuna por
mês.

c) verbo transitivo indireto f) O síndico saiu pela tangente.


• Nós
g) Trataremos do caso com diplo-
macia.
• O povo
13. Escreva se o predicado das frases
é nominal ou verbal.

d) verbo transitivo direto e indireto a) Os condôminos foram unâni-


• A empresa mes.
predicado nominal

• Nós b) Seu Guilhermino continuava


doente.
predicado nominal
12. Sublinhe o predicado verbal e cir-
cule o seu núcleo. c) Entregou a nota fiscal do con-
serto.
a) Seu Guilhermino apareceu. predicado verbal

b) Ninguém deu importância à sua d) Uma brisa suave soprava do


presença. lado da praia.
predicado verbal
43

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl04_040a050.indd 43 3/25/13 2:59 PM


e) Passavam homens e mulheres 3. Predicado verbo-nominal
em direção ao mercado. O predicado verbo-nominal tem dois
núcleos significativos:
predicado verbal
• o verbo de ação expresso =
predicado verbal
f) Os atletas estão confiantes. • o nome (representado por um
substantivo ou adjetivo) =
predicado nominal predicado nominal

No predicado verbo-nominal há sempre


g) Os animais obedecem a seus um verbo de ação explícito e um verbo
instintos. de ligação oculto ou subentendido.
Observe.
predicado verbal
As crianças corriam (e estavam) felizes.
↓ ↓ ↓
14. Transforme o predicado nominal sujeito (verbo (verbo de


de ação) ligação) ↓
em verbal. Veja o modelo.
predicado predicado
verbal nominal
Os condôminos estavam exaltados.
↓ predicado verbo-nominal
predicado nominal
Os condôminos se exaltaram.
↓ 15. Observe o predicado e responda
predicado verbal
às perguntas. Veja o modelo.

a) Os jogadores são brilhantes. Juliana voltou feliz.


Os jogadores brilham.
↓ ↓
sujeito predicado

b) Meu pai ficou doente.


Meu pai adoeceu. a) Qual é a ação que Juliana faz?
A ação de voltar.
c) Alguns rios nordestinos ficam
secos em certas épocas. b) Quando o verbo expressa ação,
Alguns rios nordestinos secam em cer- que tipo de predicado temos?
tas épocas. Predicado verbal.

44

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl04_040a050.indd 44 3/25/13 2:59 PM


c) Em que estado estava Juliana CONCLUINDO
quando voltou? Na oração “Juliana voltou feliz”,
Ela estava feliz. declaramos dois fatos:
1o fato: Juliana voltou: verbo de ação
= predicado verbal
d) Quando há verbo de ligação
2o fato: Juliana (estava) feliz: verbo
(mesmo oculto), que tipo de pre-
de ligação = predicado nominal
dicado temos?
predicado verbal + predicado nominal
Predicado nominal. = predicado verbo-nominal

16. Acrescente nas orações um predicativo do sujeito e transforme os predicados


verbais em predicados verbo-nominais. Siga o modelo.

As crianças correm.
sujeito predicado verbal

As crianças correm felizes.


sujeito (correr = verbo de ação + felizes = predicativo do sujeito)
predicado verbo-nominal

Respostas pessoais.
a) A torcida saiu do estádio.
sujeito predicado verbal

A torcida saiu do estádio


sujeito predicado verbo-nominal.

b) Maria assistia às aulas.


sujeito predicado verbal

Maria assistia às aulas


sujeito predicado verbo-nominal

45

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl04_040a050.indd 45 3/25/13 2:59 PM


c) Jorge comprou a casa.
sujeito predicado verbal

Jorge comprou a casa


sujeito predicado verbo-nominal

d) Papai voltou de viagem.


sujeito predicado verbal

Papai voltou de viagem


sujeito predicado verbo-nominal

17. Crie duas orações com: c) predicado verbo-nominal.

a) predicado nominal. Use verbos que expressam


ação + adjetivo!
Use verbos de ligação!
Respostas pessoais.

18. Dentre as alternativas, assinale a


b) predicado verbal. que corresponde ao predicado in-
dicado entre parênteses.
Use verbos que expressam ação!
a) O poeta... (nominal)
( ) cumprimentou o jornalista.
( X ) parece feliz.
( ) dormia tranquilo.

46

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl04_040a050.indd 46 3/25/13 2:59 PM


b) O camponês... (verbo-nominal) d) Os pássaros fugiram.
( ) chamou o amigo.
( ) estava aflito.
( X ) levantou assustado. e) O turista passeava.

c) O jornalista... (verbal)
( ) estava interessado na notícia. f) A galera dormia.
( X ) preparou a reportagem.
( ) saiu satisfeito.
20. Assinale qual das três frases con-
d) A natureza... (nominal) tém o predicado indicado.
( ) oferece lazer. a) predicado verbo-nominal
( X ) é fonte de vida e poesia. ( ) O síndico deu início à reunião.
( ) O síndico estava nervoso.
19. Acrescente uma qualidade ao verbo ( X ) O síndico retirou-se nervoso
intransitivo, tornando o predicado da reunião.
verbal em predicado verbo-nominal. b) predicado verbal
( ) Os alunos estavam apreen-
Papai chegou. sivos.
↓ ( X ) O encanador trocou a torneira.
predicado verbal
Papai chegou contente. ( ) O encanador saiu apressado.

predicado verbo-nominal
21. Junte as duas orações numa só,
a) O público sorria. transformando os predicados em
Respostas pessoais. predicados verbo-nominais. Veja o
modelo.
b) O ator caminhava.
O jogador saiu. Ele estava nervoso.
(predicado verbal) + (predicado nominal)

c) O guitarrista da banda cantava. O jogador saiu nervoso.


(predicado verbo-nominal)

47

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl04_040a050.indd 47 3/25/13 2:59 PM


a) O motorista chegou. 2. Acentue as palavras que exigem
Ele estava apressado. acento gráfico.
O motorista chegou apressado.
a) As árvores perdiam as folhas.
b) As crianças brincam.
Elas estão felizes. b) Das nuvens saíam luminosos,
As crianças brincam felizes. longos e finos raios.

c) Os alunos voltam do passeio. c) A avó tentou fazê-lo dormir.


Eles estão cansados.
Os alunos voltam do passeio cansados. 3. Faça como nos modelos.

apreender apreensão
ORTOGRAFIA – VAMOS
ESCREVER CERTO? a) compreender compreensão
1. Ponha os sinais de pontuação no
texto a seguir. b) repreender repreensão

O cidadão honorário exprimir expressão

Numa sala ao lado da recepção, Ber- c) imprimir impressão


nard dava sua entrevista para a impren-
sa mundial. Procurando vender uma d) reprimir repressão
boa imagem, mostrou-se profunda-
mente modesto, afirmando que não fi- valor valorizar
zera nada de excepcional, porque uma
cirurgia de coração não era assim tão e) economia economizar
complicada. “O coração”, afirmou, “é
apenas uma espécie de motor”. f) símbolo simbolizar
Texto criado pelos autores.

g) autor autorizar
48

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl04_040a050.indd 48 3/25/13 2:59 PM


h) moderno modernizar g) Os domadores se dirigem às
feras.
análise analisar
h) Ele parecia insensível às cotove-
i) pesquisa pesquisar ladas.

j) precisão precisar
PRÁTICA DE PRODUÇÃO
k) aviso avisar DE TEXTO

l) piso pisar Primeira sugestão


Releia o poema:
4. Use o acento grave (sinal que indi-
ca crase) quando necessário. Ao sucesso

a) Deram um prêmio a cada piloto. Nos comerciais de cigarros


todos são bonitos
b) Os pneus aderem à pista. ricos
jovens
c) Os pilotos adaptaram-se às difi- atletas
culdades da pista. e já descobriram a cura do câncer.
Ulisses Tavares. Viva a poesia viva. São Paulo: Saraiva, 1997.

d) Os espectadores assistem a
pegas ferozes. Agora, crie um anúncio publicitário
como se fosse para um jornal ou revista,
e) Assisti à última corrida do cam- alertando para os malefícios do fumo.
peonato mundial. Ilustre seu anúncio com desenhos
ou recortes.
f) Assisti a uma corrida de motoci-
clismo.

49

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl04_040a050.indd 49 3/25/13 2:59 PM


Professor, os alunos podem trazer vários recortes de anúncios para observar como são
elaborados: os recursos visuais, o tipo de letra, a disposição de letras e palavras, o
uso da adjetivação para realçar o produto ou a mensagem, as cores, ou seja, tudo o
que é usado para chamar a atenção do leitor/cliente.

Segunda sugestão
Crie um anúncio antidrogas.

50

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl04_040a050.indd 50 3/25/13 2:59 PM


7. Complemento nominal e orações intercaladas

1. Relacione as colunas de modo que as palavras da segunda coluna completem


o sentido das palavras da primeira.
Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

Campanha ao infarto

Mulheres são mais sujeitas do agasalho


contra os
Ela é parecida corruptos

Um processo com a mãe

Importante: 2. Derive substantivos abstratos dos


verbos seguintes. Veja o modelo.
Na primeira coluna temos as palavras
campanha, sujeitas, parecida
e processo. Essas palavras têm respeitar respeito
um sentido geral. As palavras da
direita completam o sentido delas
e, por isso, são chamadas de a) amar amor
complemento nominal, isto é, são
palavras que completam o sentido de
b) aludir alusão
substantivos, adjetivos ou advérbios.

c) assistir assistência
COMPLEMENTO NOMINAL
O complemento nominal completa o
sentido de um nome (substantivos, adjetivos d) lutar luta
e advérbios) por meio de preposição.
Tenho amor ao trabalho. e) impressionar impressão
↓ ↓
nome complemento nominal

Estrutura do complemento nominal: f) confiar confiança


substantivo abstrato


adjetivo + preposição + CN g) obedecer obediência


advérbio

51

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 51 3/25/13 2:59 PM


h) referir referência g) amável com

i) gostar gosto
h) obediência a (ao)
3. Construa frases com os substanti-
vos ou adjetivos relacionados e su-
blinhe os complementos nominais, i) referência a (ao)
como no modelo.

respeito por (pelo, pela) / respeito para com


Temos muito respeito pelo nosso 4. Escreva OI para objeto indireto (que
professor.
completa o verbo) e CN para com-
plemento nominal (que completa o
a) amor a (ao) nome).
Respostas pessoais.
a) Cuide de seus interesses que
b) confiança em eu cuido dos meus. ( OI )

b) Temos confiança em nossos jo-


c) saudade de gadores. ( CN )

c) Já organizamos a escala do
d) medo de plantão de notícias. ( CN )

d) A assistência às aulas tem sido


e) necessidade de normal. ( CN )

e) Naquela situação difícil recorre-


f) atencioso com mos ao diretor. ( OI )

52

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 52 3/25/13 2:59 PM


f) Gostamos de pessoas since- d) Devemos obediência às leis.
ras. ( OI ) Devemos obedecer às leis.

g) Lembre-se, pelo menos, dos


LOCUÇÃO ADJETIVA
amigos. ( OI ) Nem toda a expressão que acompanha
o nome e é introduzida por preposição
é complemento nominal. Ela pode ser
h) Fez grandes investimentos em uma locução adjetiva. Veja:
terras. ( CN ) Os trabalhadores do campo fizeram greve.

Os trabalhadores rurais fizeram greve.
i) A notícia agradou a todos. ( OI )
Nesse caso, a locução adjetiva (do
campo) pode ser transformada em
j) O orador fez alusão ao fato. ( CN ) adjetivo (rurais).
Há casos, porém, em que a locução
adjetiva não pode ser convertida em
k) O gosto pela música vem des- adjetivo. Veja:
de criança. ( CN ) A casa de Pedro é aquela.
O cavalo de pau está quebrado.
5. Veja o modelo e transforme o com-
plemento nominal em complemen-
to verbal (objeto direto ou indireto). 6. Escreva se a expressão destacada
em cada frase é complemento no-
Tenho necessidade de conselhos. minal ou adjunto adnominal (adjeti-
Necessito de conselhos. vo ou locução adjetiva).

a) Tenho amor a meus pais. a) Continua a lista contra a poluição.


Amo meus pais. complemento nominal

b) Tenha confiança em si mesmo! b) Existe um órgão de proteção


Confie em si mesmo! aos índios.
complemento nominal
c) Temos respeito pela natureza.
Respeitamos a natureza.
53

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 53 3/25/13 2:59 PM


c) Os queijos de Minas são muito b) A vida – disse um poeta –é
apreciados. nuvem que passa.
adjunto adnominal (locução adjetiva)
c) Infelizmente, meus colegas –
d) Ainda existem muitos engenhos digo-o com tristeza – desviaram-
de cana. -se do bom caminho.
adjunto adnominal (locução adjetiva)
d) Nenhum dos dois – que eu saiba
e) Acabei de comprar um sapato – conseguiu aprovação.
de couro.
adjunto adnominal (locução adjetiva) e) Desta vez – disse a professora
– estão perdoados.
f) A saudade dos amigos é grande.
complemento nominal USO DA VÍRGULA
Use a vírgula para separar expressões
explicativas, como:
ORAÇÃO INTERCALADA
, isto é,
As orações intercaladas geralmente vêm
, a saber,
separadas do resto do período por meio
de travessões ou vírgulas. , aliás,
, quer dizer,
, por exemplo,
7. De acordo com o contexto, inter- Observe os exemplos.
cale adequadamente, nos períodos Não sei o que fazer, quer dizer, até sei
mas tenho medo.
abaixo, as orações do quadro.
Você, por exemplo, já conhece esta lição.

– digo-o com tristeza –


– disse um poeta – 8. Invente frases empregando a vírgu-
– seriam duas horas –
la para separar expressões explica-
– que eu saiba –
– disse a professora – tivas.

a) Noite avançada – seriam duas horas a) Respostas pessoais.


– ouvi um grito.
54

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 54 3/25/13 2:59 PM


b) d)

c) e)

ORTOGRAFIA – VAMOS ESCREVER


CERTO?
• Leia a tira do personagem Hagar.

King Features Syndicate/Spress


Dik Browne. O Melhor de Hagar, o Horrível. Porto Alegre: L&PM, 2011.

1. Ao declarar “Terra à vista!”, Hagar 3. Utilize s ou z. Veja os modelos.


ordena que se dê o aviso.
Diante disso, podemos declarar que: paraliSia paralisar – paralisado
a) Hagar diz para o outro persona-
gem avisar . a) pesquiSa pesquisar – pesquisado

b) A intenção dele é que cada tri- b) análiSe analisar – analisado


pulante do barco seja avisado .
c) liSo alisar – alisado
2. Complete:
O barco, ao seguir para a terra, vai d) improviSo improvisar – improvisado
aterrizar e ficará aterrizado .
55

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 55 3/25/13 2:59 PM


e) preciSão precisar – precisado 4. Agora, forme verbos com os sufi-
xos -ar ou -izar.
f) friSo frisar – frisado
a) canal canalizar
g) viSão visar – visado
b) preciso precisar
fiscal fiscaliZar – fiscaliZado
c) desprezo desprezar
h) símbolo simbolizar – simbolizado
d) aviso avisar
i) economia economizar – economizado
e) parafuso parafusar
j) cicatriz cicatrizar – cicatrizado
f) juízo ajuizar
k) suave suavizar – suavizado
g) agonia agonizar
l) moderno modernizar – modernizado
h) raiz enraizar
m) hospital hospitalizar – hospitalizado
i) real realizar
n) órgão organizar – organizado
j) friso frisar

Sufixos formadores de verbos: -ar e -izar. k) ideal idealizar


análise + ar = analisar → O s faz parte da
palavra e não do sufixo. l) vapor vaporizar
cruz + ar = cruzar → O z faz parte da
palavra e não do sufixo.
final + izar = finalizar → O sufixo m) pesquisa pesquisar
-izar (com z) é usado porque a palavra
finalizar não tem s no radical.
n) mecânico mecanizar

56

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 56 3/25/13 2:59 PM


o) dinâmico dinamizar 6. Observe e prossiga, acentuando a
palavra que quando for tônica.
p) cicatriz cicatrizar
a) Para que serve isso?
5. Use os prefixos indicados. Veja o
modelo. b) Isto serve para qu^
e?

re + soar = ressoar c) Por que você fez isso?

a) re + secar = ressecar d) Por que motivo você fez isso?

b) re + sentir = ressentir e) Você fez isso por qu^


e?

c) re + surgir = ressurgir 7. Coloque corretamente os traves-


sões, os dois-pontos, os pontos e
d) pre + sentimento = as vírgulas no seguinte texto.
pressentimento
O leão fugido
e) pre + sentir = pressentir
O leão fugido do circo vinha corren-
f) pre + supor = pressupor do pela rua, quando viu um senhor à sua
frente. Aí caminhou pé ante pé, bateu
g) pro + seguir = prosseguir delicadamente nas costas do senhor e
disse, disfarçando a voz leonina o máxi-
mo possível:
QUE VERSUS QUÊ – Cavalheiro, tenha cuidado e muita
• Comprar o quê?
calma: acabei de ouvir dizer que um ma-
Quê (monossílabo tônico) é
acentuado. caco fugiu do circo agora mesmo.
• Comprar que objetos? O cavalheiro, ouvindo o aviso, voltou-se,
Que (monossílabo átono) não é viu o leão e morreu de um ataque cardía-
acentuado.
co. O leão, então, murmurou tristemente:
57

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 57 3/25/13 2:59 PM


– Não adianta nada. É tal a nossa fama
de ferocidade que matamos mesmo
quando queremos agir em favor do pró-
ximo.
Moral: A quem nasce feroz não im-
porta o tom de voz.

Adaptado de Millôr Fernandes. Fábulas

fabulosas. Rio de Janeiro: Nórdica, 1997.

ANOTAÇÕES

58

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 58 3/25/13 2:59 PM


8. Ordem direta e ordem inversa Está na ordem inversa, porque o predicado
vem antes do sujeito.
1. Leia o poema a seguir:

Que rumor é esse na mata? Todos saíram.


↓ ↓
Por que se alarma a natureza? sujeito predicado
Ai... É a motosserra que mata,
Cortante, oxigênio e beleza. Nessa oração, o sujeito vem antes do
Carlos Drummond de Andrade. Mata Atlântica.
predicado, por isso a frase está na
Rio de Janeiro: AC&M, 1993.
ordem direta.
A mesma oração pode ser escrita de
outro modo.
• Qual é o sujeito de “se alarma”?
Saíram todos.
Sujeito: natureza. ↓ ↓
predicado sujeito

2. O verso está na ordem direta (su- Quando o sujeito vem depois do


predicado ou parte da oração está
jeito-predicado) ou na ordem inver- invertida, temos a ordem inversa.
sa? Por quê?

3. Leia com atenção as duas manchetes de jornal. Numa delas, o sujeito vem depois
do predicado, isto é, está na ordem inversa. Qual é? Transcreva-a nas linhas abaixo.

Recomeça a disputa do
Campeonato Metropolitano

Pequisadores desenvolvem
trens mais resistentes

Recomeça a disputa do Campeonato Metropolitano


59

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 59 3/25/13 2:59 PM


4. Observe o exemplo e escreva as 5. Observe o exemplo e escreva as
orações na ordem direta. orações na ordem inversa.

Amar eu posso até a hora de morrer. O nascimento deles não foi casual.
Eu posso amar até a hora de morrer. Não foi casual o nascimento deles.

a) Deles eu me orgulho. a) Cada livro meu é uma estreia pe-


Eu me orgulho deles. nosa e feliz.
É uma estreia penosa e feliz cada livro
b) Para escrever eu nasci. meu.
Eu nasci para escrever.
b) Rolos de fumaça preta despren-
c) Foi programado o nascimento diam-se das chaminés das fá-
dos meus filhos. bricas.
O nascimento dos meus filhos foi pro- Das chaminés das fábricas desprendiam-
gramado. -se rolos de fumaça preta.

d) Foram para o banho os dois c) A palavra é o meu domínio sobre


cães e a cadela. o mundo.
Os dois cães e a cadela foram para o Sobre o mundo o meu domínio é a
banho. palavra.

e) Estão aqui, ao meu lado, os dois


meninos. d) A farmácia fica em que rua?
Os dois meninos estão aqui ao meu Em que rua fica a farmácia?
lado.

f) Norteiam a minha vida o amor aos e) Animais soltos nas ruas causam
outros e a dedicação à família. frequentes acidentes.
O amor aos outros e a dedicação à famí- Causam frequentes acidentes animais
lia norteiam a minha vida. soltos nas ruas.
60

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 60 3/25/13 2:59 PM


9. Vozes do verbo (ativa, 5. O sujeito da frase b pratica ou rece-
passiva e reflexiva) be a ação expressa pelo verbo?
Recebe a ação.
VOZ ATIVA E VOZ PASSIVA
Quando o sujeito recebe a ação expressa
pelo verbo, dizemos que é sujeito
Leia as frases e responda às questões.
paciente e o verbo está na voz passiva.

a) Eu quebrei o prato.
b) O prato foi quebrado por mim.
6. Sublinhe os sujeitos e classifique-
-os em sujeitos agentes ou pa-
1. Há alguma diferença de significado cientes.
entre a frase a e a frase b?
Não, não há. a) Eles aceitaram o convite.
sujeito agente
2. Qual é o sujeito da frase a?
Eu. b) O convite foi aceito por eles.
sujeito paciente
3. O sujeito da frase a pratica ou rece-
be a ação expressa pelo verbo? c) A mercadoria deverá ser retirada
Pratica a ação. à tarde.
sujeito paciente

Quando o sujeito pratica a ação


expressa pelo verbo, dizemos que o d) Foram estabelecidas regras de
sujeito é agente e o verbo está na voz
ativa. conduta.
sujeito paciente

4. Qual é o sujeito da frase b? e) A diretoria estabeleceu regras


O prato. de conduta.
sujeito agente

61

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 61 3/25/13 2:59 PM


f) Com certeza, o ágil goleiro de- CONCLUINDO
fenderá o pênalti. Somente os verbos transitivos diretos
podem passar da voz ativa para a voz
sujeito agente
passiva.

g) Muitos deputados foram acusa-


dos de corrupção. 8. Observe estas frases e complete.
sujeito paciente
Caio comprou o carro.
O carro foi comprado por Caio.
Os verbos podem passar da voz ativa
para a voz passiva. Observe.

a) Flávia leu o artigo do jornal. a) O que é objeto direto na voz ati-


↓ ↓ va passa a ser sujeito na
sujeito objeto direto
(ler = transitivo direto, voz ativa) voz passiva.

b) O artigo do jornal foi lido por Flávia.


b) O que é sujeito na voz ativa pas-
↓ ↓
sujeito agente da sa a ser agente da passiva na
passiva
voz passiva.
(ler = transitivo direto, voz passiva)

c) A árvore caiu. 9. Passe as orações da voz ativa para


↓ ↓ a voz passiva e sublinhe o agente
sujeito verbo
intransitivo da passiva.

d) Os professores são compreensivos.


↓ ↓ ↓ a) A menina quebrou o vaso.
sujeito verbo de predicativo O vaso foi quebrado pela menina.
ligação

7. Quais verbos não puderam ser pas- b) O jornal Estadão fará o anúncio
sados para a voz passiva nos exem- amanhã.
plos acima? O anúncio será feito pelo jornal Estadão
Caiu (verbo intransitivo) e são (verbo de amanhã.
ligação).
62

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 62 3/25/13 2:59 PM


c) A professora já corrigiu as provas. j) Os navios cruzam os oceanos.
As provas já foram corrigidas pela pro- Os oceanos são cruzados pelos navios.
fessora.

d) A secretária marcou várias con- k) As alunas visitarão os sites.


sultas. Os sites serão visitados pelas alunas.
Várias consultas foram marcadas pela
secretária.

e) A tempestade destruiu as plan- 10. Escreva as funções das palavras


tações. em destaque. Siga o exemplo.
As plantações foram destruídas pela
tempestade. Eduardo fez o trabalho.
↓ ↓
sujeito objeto direto
f) O mestre explicará a lição. O trabalho foi feito por Eduardo.
A lição será explicada pelo mestre. ↓ ↓
sujeito agente da passiva

g) Nós encontraríamos a resposta. a) Nós derrotamos o adversário.


A resposta seria encontrada por nós. sujeito objeto direto

b) O adversário foi derrotado por nós.


h) Eu vi seu irmão. sujeito agente da passiva
Seu irmão foi visto por mim.
c) O mecânico consertou o carro.
sujeito objeto direto
i) Manuel pagaria os danos.
Os danos seriam pagos por Manuel. d) O carro foi consertado pelo me-
cânico.
sujeito agente da passiva

63

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 63 3/25/13 2:59 PM


e) As fábricas poluem o ar. 12. Passe os verbos da voz ativa para
sujeito objeto direto a passiva, substituindo o pronome
objeto pelo pronome sujeito. Siga o
f) O ar é poluído pelas fábricas. exemplo.
sujeito agente da passiva
O caminheiro avisou-nos.
Nós fomos avisados pelo caminheiro.
11. Passe os verbos da voz passiva
para a ativa, substituindo o pro-
nome sujeito pelo pronome objeto. a) Minha amiga convidou-me para
Siga o exemplo. jantar.
Eu fui convidado(a) por minha amiga
Ele foi elogiado pelo diretor. para jantar.
O diretor elogiou-o.

b) A polícia o procurará.
a) Elas foram atendidas pelo presi- Ele será procurado pela polícia.
dente.
O presidente atendeu-as.
c) O povo aclamou-o.
b) Eles foram expulsos pelo juiz. Ele foi aclamado pelo povo.
O juiz expulsou-os.

c) Ela foi condecorada pelo prefeito. d) Nós o encontramos na rua.


O prefeito condecorou-a. Ele foi encontrado por nós na rua.

d) Nós fomos curados pelo médico.


O médico curou-nos. 13. Empregue o verbo auxiliar da voz
passiva (verbo ser) de acordo com
e) Eles foram aplaudidos pelo público. o tempo do verbo da voz ativa. Siga
O público aplaudiu-os. o exemplo.

64

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 64 3/25/13 2:59 PM


O padeiro faz pães. b) A estrada será construída por
Os pães são feitos pelo padeiro.
nossa firma.
Nossa firma construirá a estrada.
a) Se os pássaros comessem es-
ses insetos...
Se esses insetos fossem comidos pelos c) Muitos carros seriam exporta-
pássaros... dos pelo Brasil.
O Brasil exportaria muitos carros.
b) Ela lavaria a louça.
A louça seria lavada por ela.
VOZ PASSIVA PRONOMINAL
c) O vento carregou a poeira.
A poeira foi carregada pelo vento. Observe os exemplos.
Já se lançaram as redes. = As redes já
foram lançadas.
d) O professor corrigirá as provas.
Já se têm feito muitas experiências. =
As provas serão corrigidas pelo profes- Muitas experiências já foram feitas.
sor. Abrir-se-ão novas lojas. = Novas lojas
serão abertas.
Na voz passiva pronominal aparece o
14. Passe as frases da voz passiva pronome se associado a um verbo na
3a pessoa.
para a voz ativa. Siga o exemplo.
Na voz passiva pronominal o agente da
passiva fica indeterminado.
O Brasil foi “descoberto” por Pedro O pronome se usado na voz passiva
Álvares Cabral. chama-se pronome apassivador ou
Pedro Álvares Cabral “descobriu” o Brasil. partícula apassivadora.

a) A carta foi despachada pela 15. Passe as orações da voz passiva


secretária. pronominal para a voz passiva ana-
A secretária despachou a carta. lítica. Siga o exemplo.

Colhem-se as uvas em fevereiro.


As uvas são colhidas em fevereiro.

65

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 65 3/25/13 2:59 PM


a) Organizaram-se as filas. b) olhar-se
As filas foram organizadas.

b) Entregaram-se os prêmios aos c) pentear-se


vencedores.
Os prêmios foram entregues aos vence-
dores. d) enfeitar-se

c) Vendem-se apartamentos a pre-


ço de custo. e) machucar-se
Apartamentos são vendidos a preço de
custo.
17. Transforme em voz passiva usando
d) Consertam-se sapatos. a partícula apassivadora se. Siga o
Sapatos são consertados. exemplo.

Quando construímos a voz passiva


VOZ REFLEXIVA
usando a partícula apassivadora se,
temos a voz passiva sintética.

Observe a frase.
O operário machucou-se. Casas são vendidas.
Quem praticou a ação? O operário. Vendem-se casas.
Quem recebeu a ação? O operário.
Na voz reflexiva o sujeito pratica e a) O jogo era realizado.
recebe a ação.
Realizava-se o jogo.

16. Crie frases na voz reflexiva com os b) A casa foi construída.


verbos indicados. Construiu-se a casa.

a) ferir-se c) As pontes foram destruídas.


Respostas pessoais. Destruíram-se as pontes.

66

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 66 3/25/13 2:59 PM


d) O salão foi enfeitado para o ca- 19. Complete a cruzadinha com o que
samento. se pede.
Enfeitou-se o salão para o casamento. 1. Os navios cruzam os oceanos. (núcleo
do objeto direto)
e) As mercadorias eram enviadas. 2. Os limões foram colhidos por mim. (nú-
Enviavam-se as mercadorias. cleo do sujeito passivo)
3. Resolve-se isso muito facilmente. (su-
jeito passivo)
A voz reflexiva pode indicar 4. Ouviu-se um forte assobio. (núcleo do
reciprocidade de ação.
sujeito passivo)
Eles se agrediram uns aos outros.
5. Destruíram-se as pontes velhas. (nú-
As moças entreolharam-se
desconfiadas. cleo do sujeito passivo)
6. O menino se machucou. (voz ativa, pas-
18. Escreva reciprocidade ou voz reflexiva. siva ou reflexiva?)
7. Rasgaram-se estas páginas. (núcleo
a) O garoto feriu-se levemente. do sujeito passivo)
voz reflexiva 8. Alguém nos avisou a tempo. (objeto direto)
9. Foram expulsos pelo juiz. (agente da
b) Eles se olharam por um instante. passiva)
reciprocidade
8
5 6 7 N
c) Infelizmente ele se enganou.
P R P O
voz reflexiva
1 O C E A/Á N O S
N F G
d) Ela se admirava horas e horas T 2 L I M Õ E S
diante do espelho. E E N
voz reflexiva S X A 9
3 I S S O J

e) Após a vitória, os jogadores se V U


4 A S S O B I O
abraçaram efusivamente.
Z
reciprocidade
67

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 67 3/25/13 2:59 PM


ORTOGRAFIA – VAMOS e) Para se chegar ao curral, é preci-
ESCREVER CERTO? so passar por aquela porteira.
f) Vamos pôr os pingos nos is.
a) Não há crase diante de palavras
masculinas. 3. Derive substantivos abstratos a par-
b) Não há crase diante de verbos. tir dos adjetivos. Siga o exemplo.
c) Coloca-se o sinal da crase em a e as das
locuções adverbiais que indicam hora.
veraz veracidade

1. Relacione os exemplos às regras a) capaz capacidade


do quadro acima.
b) veloz velocidade
( a ) Resolvi submeter minha ideia a
eles. c) atroz atrocidade
( c ) A novela começou às oito ho-
ras da noite. d) feliz felicidade
( b ) Estava disposto a comprar o
DVD. e) sagaz sagacidade

2. Complete as frases adequadamen- f) incapaz incapacidade


te servindo-se das palavras pôr (ver-
bo), por (preposição), para (verbo), g) cômico comicidade
para (preposição).
h) feroz ferocidade
a) Vou pôr os livros na estante.
b) Passem por esta porta. 4. Reescreva as seguintes palavras
c) Ele ficava por dentro de tudo observando a grafia.
para só então decidir o que de-
veria pôr no blog. a) gorjeta gorjeta
d) O jornalista não vai pôr esta
história na revista. b) cafajeste cafajeste
68

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 68 3/25/13 2:59 PM


c) berinjela berinjela 5. Preencha as lacunas com ouve ou
houve.
d) majestade majestade
a) O que houve com ele que não
e) tigela tigela apareceu mais por aqui?
b) Menino, ouve com atenção
f) açougue açougue os conselhos dos teus pais.
c) Não houve tempo para com-
g) caçula caçula prar o presente.
d) Quem ouve a voz da cons-
h) almaço almaço ciência vive feliz.
e) Não houve ninguém que
i) empecilho empecilho protestasse.
f) Por ocasião do aniversário da ci-
j) ileso ileso dade, houve vários festejos.
g) Fale mais alto. Ele não ouve
k) humano humano muito bem.

l) desumano desumano 6. Preencha as lacunas com ai ou aí.

m) honra honra a) Pegue os livros. Estão aí na


gaveta.
n) desonra desonra
b) Ai , que dor de dente!
o) disciplina disciplina
c) A farmácia fica aí na esquina.
p) piscina piscina
d) Foi aí que ele interveio e acal-
q) ansioso ansioso mou os ânimos.

r) privilégio privilégio
69

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 69 3/25/13 2:59 PM


7. Forme substantivos com palavras m) isentar isenção
da mesma família dos verbos. Siga
os exemplos. n) demolir demolição

discutir discussão o) instruir instrução


a) imprimir impressão
p) expedir expedição
b) permitir permissão
q) medir medição
c) emitir emissão
r) inscrever inscrição
d) progredir progressão
s) perseguir perseguição
e) regredir regressão
8. Reescreva as frases colocando o
f) transgredir transgressão sujeito e os verbos no plural.
a) Ele trouxe os documentos.
contundir contusão Eles trouxeram os documentos.
g) incluir inclusão
b) Ela soube do acidente pelos
h) concluir conclusão jornais.
Elas souberam do acidente pelos jornais.
i) confundir confusão
c) A caixa coube no armário.
j) ver visão As caixas couberam no armário.

abolir abolição d) Ela disse a verdade.


k) eleger eleição Elas disseram a verdade.

l) extinguir extinção e) O vendaval fez estrago.


Os vendavais fizeram estrago.
70

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 70 3/25/13 2:59 PM


f) O diretor do clube reteve a car- 10. Plural dos substantivos
teirinha. compostos
Os diretores do clube retiveram a cartei-
rinha. Frase dita em todas as segundas-feiras
g) A família vem à praia todo fim de preguiçosas:
semana. – Ainda bem que depois de amanhã será
a antevéspera de sexta-feira, preparação
As famílias vêm à praia todo fim de
para o fim de semana! Tempo de dar as
semana. boas-vindas aos amigos!
h) Ele tem chegado tarde todos os
dias.
Eles têm chegado tarde todos os dias. 1. De acordo com o plural segundas-
-feiras, como seria o plural de sex-
i) O funcionário do condomínio ta-feira?
pôs o lixo no local combinado. Sextas-feiras.
Os funcionários do condomínio puseram
o lixo no local combinado.
2. Escreva o plural dos outros dias da
j) Ela sempre põe a boca no trom- semana que são formados por pa-
bone. lavras compostas.
Elas sempre põem a boca no trombone. Terças-feiras, quartas-feiras, quintas-feiras.

k) Eu caibo no primeiro assento.


Você cabe no terceiro.
Nós cabemos no primeiro assento. Vocês 3. E como será o plural de antevés-
cabem no terceiro. pera?
Antevésperas.
l) Ele vê tudo que se passa.
Eles veem tudo que se passa.

m) Ele lê o livro com atenção.


Eles leem o livro com atenção.
71

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 71 3/25/13 2:59 PM


4. Observe a regra e escreva os plu- 6. Observe a regra e escreva os plu-
rais corretamente. rais corretamente.

Os dois elementos vão para o plural Só o último elemento vai para o plural
quando são palavras variáveis: quando o primeiro elemento for verbo
substantivos e adjetivos. ou palavra invariável (advérbio ou
preposição).

a) batata-doce batatas-doces
substantivo
verbo +
b) surdo-mudo surdos-mudos ou adjetivo


c) guarda-civil guardas-civis a) guarda-chuva guarda-chuvas

d) cartão-postal cartões-postais b) guarda-roupa guarda-roupas

5. Observe a regra e escreva os plu- c) quebra-cabeça quebra-cabeças


rais corretamente.
d) beija-flor beija-flores
Só o primeiro elemento vai para
o plural quando os elementos estão e) arranha-céu arranha-céus
unidos por preposição.

palavra + substantivo
a) flor-de-maio invariável ou adjetivo
flores-de-maio ↓

b) estrela-do-mar f) recém-nascido recém-nascidos


estrelas-do-mar
g) super-homem super-homens
c) pé-de-meia
pés-de-meia h) abaixo-assinado
abaixo-assinados
72

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 72 3/25/13 2:59 PM


i) sempre-viva sempre-vivas c) girassol girassóis

j) contra-ataque contra-ataques d) vaivém vaivéns

k) contra-argumento ORTOGRAFIA – VAMOS


contra-argumentos ESCREVER CERTO?

7. Observe a regra e escreva os plu- Uso de bem e mal em palavras


rais corretamente. compostas
Bem-
De modo geral, quando a palavra bem
No caso de palavras repetidas, só o aparece no início do vocábulo, usa-
último elemento vai para o plural. -se hífen se o segundo elemento da
palavra composta começar com vogal
a) quero-quero quero-queros ou h.
bem-aceito, bem-educado, bem-
-humorado
b) tico-tico tico-ticos

Mal-
c) reco-reco reco-recos Também com a palavra mal, quando
aparece no início do vocábulo, de
modo geral, usa-se hífen se o segundo
d) corre-corre corre-corres elemento da palavra composta começar
com vogal ou h.
mal-agradecido, mal-educado, mal-
8. Observe a regra e escreva os plu- -humorado
rais corretamente.
Professor, além da regra apresentada, mais geral, há outras mais
complexas. Por essa razão, convém orientar os alunos a consultar sempre
o dicionário, como propõe o exercício 2.
No caso de elementos unidos sem
hífen (por justaposição), só o último
1. Dê o antônimo das palavras com-
elemento vai para o plural.
postas, substituindo bem por mal.

a) bombom bombons a) bem-humorado


mal-humorado
b) pontapé pontapés

73

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 73 3/25/13 2:59 PM


b) bem-apessoado d) mal + posto malposto
mal-apessoado
e) bem + intencionado bem-inten-
c) bem-avisado cionado
mal-avisado
f) bem + feito benfeito
d) bem-educado
mal-educado g) bem + ordenado bem-ordenado

e) bem-acabado h) mal + dizer maldizer


mal-acabado
i) bem + nascido bem-nascido
f) bem-afamado
mal-afamado j) bem + aventurado bem-aventu-
rado
g) bem-amado
mal-amado Atenção:
É aconselhável consultar sempre
h) bem-aventurado um dicionário para verificar que
mal-aventurado palavras levam hífen.

2. Una as palavras para formar subs- 3. Preencha as lacunas com mau ou


tantivos compostos. Consulte o di- mal.
cionário para saber se elas levam
ou não hífen. Lembre que:
Mau é adjetivo.
a) bem + querer benquerer
Mal é advérbio e substantivo.

b) mal + arrumado mal-arrumado


a) Ele não era um mau aluno.
c) mal + feito malfeito
74

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 74 3/25/13 2:59 PM


b) Os negócios vão mal . POR QUE – PORQUE – PORQUÊ –
POR QUÊ
c) Você fez mal em ter vindo. • Por que
1. Usamos por que em perguntas.
d) Menino mau , vivia batendo Por que existem guerras?
nos outros. 2. Usamos por que quando for possível
substituí-lo pelas expressões pelo qual,
pela qual, pelos quais, pelas quais.
e) Dormir tarde é um mau
A causa por que lutamos é gratificante.
costume. =
A causa pela qual lutamos é gratificante.
f) Deixou-se levar pelo mau 3. Usamos por que quando for possível
substituí-lo pela expressão por qual
colega.
motivo.
Estou sempre perguntando para minha
g) Mal chegou, já criou confusão. mãe por que (por qual motivo) a
escola não ensina coisas que a gente
possa aproveitar na vida.
h) Não leve a mal estas palavras.
• Porque
Usamos porque em respostas ou em
i) A situação vai de mal a pior.
justificativas.
Não fui à festa porque estava doente.
j) Procure retribuir o mal com o
• Porquê
bem.
Usamos porquê quando for palavra
substantivada, isto é, se estiver
k) Que mal eu lhe fiz? acompanhada de artigo, pronome,
adjetivo ou numeral.
Quero saber o porquê de sua revolta.
l) Mau tempo, mau passeio.
• Por quê
Escreve-se por quê quando vier
m) Não há mal que sempre dure
isolado, geralmente no final da frase.
nem bem que nunca acabe. Ela não passou de ano por quê?
O ônibus parou, não se sabe por quê.
n) Ela nunca se dá mal .

75

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 75 3/25/13 2:59 PM


4. Empregue devidamente por que, 5. Complete as frases com a, à ou há.
porque, porquê, por quê.
a) Por que você não paga a a) O fato aconteceu há muitos
conta? anos.

b) Não pago porque estou sem b) Voltei a estudar à noite.


dinheiro.
c) Somente daqui a dez dias
c) Nós já sabemos o porquê da retornarei à escola.
revolta.
d) Assisti à cerimônia de for-
d) A infância é a fase dos porquês . matura.

e) Por que estamos neste mundo? e) Hoje fui à academia a pé.

f) Foste lá por quê ? f) Não há nada que eu possa


fazer a você.
g) O ideal por que lutamos é
elevado. PRÁTICA DE PRODUÇÃO
DE TEXTO
h) Por que ela ri tanto?
A página reproduzida a seguir foi reti-
i) Você sabe por que os homens rada do Guia do torcedor, material criado
foram à Lua? pelo Ministério das Relações Exteriores,
destinado a torcedores que viajaram para
j) Ainda não descobri por que assistir aos jogos do Mundial de Clubes
existe tanta incompreensão en- da Fifa no Japão. Leia o texto e responda
tre os homens. às questões.

k) Você poderia me explicar o


porquê disso tudo?
76

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 76 3/25/13 2:59 PM


Ministério das Relações Exteriores
1. A página apresenta divisão em 3. Considere a seguinte advertência
duas partes. Que títulos dividem as contida no guia: Não levar buzina
instruções em duas partes? ou apito.
“Não levar” e “Não fazer”. Esse tipo de advertência corres-
ponde à realidade que costuma-
2. A maior parte das frases do texto mos ver nos estádios brasileiros?
corresponde a advertências. Es- Não. É comum nos estádios brasileiros o
creva duas delas, considerando o uso de buzinas e apitos.
primeiro item copiado na resposta
anterior. 4. Ao ler as advertências, você deve
Resposta pessoal. Possibilidades: Não levar ter notado que essas restrições
latas e garrafas; Não levar fogos de artifício. foram dadas em um determinado
contexto: para torcedores que fo-
77

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 77 3/25/13 2:59 PM


ram assistir aos jogos no Japão.
Porém, elas também podem servir
de referência para o comportamen-
to dos torcedores em geral. Com
base na realidade das torcidas nos
estádios brasileiros, e também no
modo como alguns torcedores se
comportam nas ruas antes e de-
pois dos jogos, escreva um texto
dando sua opinião a respeito des-
se assunto. Em seu texto, leve em
conta as “advertências” apresenta-
das no Guia do torcedor.

78

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl05_051a078.indd 78 3/25/13 2:59 PM


11. Modos verbais

• Observe esta tira do Ziraldo.

Turma do Menino Maluquinho


As melhores tiradas do Menino Maluquinho. São Paulo: Melhoramentos, 2000.

1. Compare as formas verbais usa- CONCLUINDO


das nos quadrinhos e responda às • Emprega-se o modo indicativo
questões. para transmitir um fato certo,
concreto: “... Eu gostaria de
dividir este prêmio...”.
a) No primeiro e segundo quadri-
• Emprega-se o modo subjuntivo para
nhos o personagem afirma algo. mencionar algo incerto, que pode
Complete a frase que indica o acontecer ou não: “... desde que você
que ele afirma. divida também sua pipoca comigo!”.
Ou seja, a pessoa da plateia poderá
Eu gostaria de dividir este prê-
ou não dividir a pipoca.
mio com você que está aí na
plateia.
2. Em qual das alternativas o verbo
b) Em qual quadrinho ele transmite em destaque dá ideia de algo in-
a ideia de algo incerto, de possi- certo, duvidoso?
bilidade?
No 3o quadrinho, pois o personagem im- a) ( ) O meu time joga hoje.
põe uma condição e não tem certeza se
a pessoa que está na plateia vai dividir b) ( X ) Espero que ele vença.
a pipoca com ele.
79

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl06_079a094.indd 79 3/25/13 2:59 PM


3. Complete as frases a seguir conju- • Em que modo estão conjugados os
gando os verbos entre parênteses. verbos usados para completar as fra-
ses do exercício 3?
a) Se eu percebesse uma crian- Estão conjugados no modo subjuntivo.
ça perdida, eu a encaminharia a
uma autoridade. (perceber) 5. Assinale as frases que relatam fa-
tos hipotéticos.
b) Como você agiria se alguém o a) ( X ) Ela não teria morrido se tives-
agredisse durante um jogo? se sido socorrida a tempo.
(agredir) b) ( ) A fábrica dispensou vários
funcionários.
c) O que você faria se ganhas- c) ( X ) “Se essa rua fosse minha,
se na loteria. (ganhar) eu mandava ladrilhar.”
d) ( ) Eu vou encontrar alguém
d) Que todas as crianças e jovens que goste de mim.
tenham o direito de estudar. e) ( X ) Talvez eu possa ir à festa.
(ter)
Lembre que:
e) Quando eu vir novamen-
Os modos verbais exprimem a
te o meu país, nada mais será relação entre aquele que fala e o
como antes. (ver) fato expresso.
São três os modos verbais.
f) Quando eu vier para cá de 1. Modo indicativo
novo, prometo trazer minha irmã O modo indicativo expressa um fato
real, certo: Saiu com os amigos.
comigo. (vir)
2. Modo subjuntivo
O modo subjuntivo expressa um fato
4. Os verbos das orações sublinha- duvidoso, hipotético: Se ele saísse,
das no exercício anterior indicam passaria frio.
fatos certos ou hipotéticos? 3. Modo imperativo
Indicam fatos hipotéticos, isto é, podem O modo imperativo expressa ordem,
conselho, pedido: Saia daqui!
acontecer ou não.
80

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl06_079a094.indd 80 3/25/13 2:59 PM


6. Complete os períodos com verbos d) Não saias tão cedo,
ou locuções verbais no modo sub- completai antes as questões da-
juntivo. das. (sair)
Respostas pessoais.
a) Se nós , e) Peguemos o material e va-
teríamos ganhado o jogo. mos à luta. (pegar)

b) Se ele , f) Não desanimes , pois tu és


teria passado de ano. capaz de vencer. (desanimar)

c) Se nós , g) Ponde em ordem vossos


compraríamos a casa. exercícios, pois avaliarei os ca-
dernos. ((pôr
pôr)
(pôr)
pôr)
d) Se ele ,
não iria ao médico. Lembre que:
O modo imperativo pode expressar
e) Quando ela , ordem, conselho ou pedido.
avise-me.

7. Preencha as lacunas com o impe- 8. Escreva (O) para ordem, (C) para
rativo dos verbos entre parênteses. conselho e (P) para pedido, de acor-
a) Estudai mais, para que vos- do com as ideias dos verbos em
sas oportunidades sejam me- cada frase.
lhores. (estudar)
a) Estás expulso de campo! Retira-
b) Não choremos as chances -te! ( O )
perdidas, mas lutemos sempre.
(chorar) b) Seja prudente, meu filho. ( C / P )

c) Faça o melhor que você c) Por favor, entregue este livro ao


puder. (fazer) Alberto. ( P )
81

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl06_079a094.indd 81 3/25/13 2:59 PM


d) Feche a porta, por gentileza. ( P ) f) Se chover, ficaremos em casa.
subj.
e) Suma daqui! ( O )
10. Identifique o modo do verbo e o
f) Esteja sempre atento às expli- que ele expressa. Siga o exemplo.
cações do mestre. ( C )
Levantou-se vagarosamente da cadeira.
9. Observe o verbo destacado e iden-
Modo indicativo – expressa um fato real,
tifique os modos verbais.
certo.

• ind. para o modo indicativo


• imp. para o modo imperativo a) Garoto, venha aqui, por favor.
• subj. para o modo subjuntivo
Modo imperativo – expressa um pedido.

a) Quando for à sua cidade, pre-


tendo visitá-lo. b) Se você vier mais cedo, poderá
subj. encontrar o professor.
Modo subjuntivo – expressa um fato
b) Se eu fosse rico, ajudá-lo-ia. hipotético.
subj.

c) Hoje bebemos água da fonte. c) Faça benfeito tudo aquilo que


ind. lhe pedem.
Modo imperativo – expressa um conselho.
d) Corra! Depressa, senão você
perde o ônibus!
imp.
d) Ao levantar, ela abriu as janelas
e) Soldados! Atenção! Marchem! da casa.
imp. Modo indicativo – expressa um fato real.

82

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl06_079a094.indd 82 3/25/13 2:59 PM


11. Transcreva a oração fazendo variar b) Ele cumpriu o seu dever e fez o que pôde.
o verbo e os pronomes oblíquos de
acordo com os sujeitos.
c) Nós cumprimos o nosso dever e fizemos o
Eu não me arrependo de nada. que pudemos.

a) Tu não te arrependes de nada.


d) Vós cumpristes o vosso dever e fizestes o
que pudestes.
b) Ele não se arrepende de nada.

e) Eles cumpriram o seu dever e fizeram o


c) Nós não nos arrependemos de nada. que puderam.

13. Varie os verbos de acordo com os


d) Vós não vos arrependeis de nada. sujeitos.

(eu) Quando eu fizer o que imagino,


vencerei.
e) Eles não se arrependem de nada.

a) (tu) Quando tu fizeres o que imaginas, ven-


12. Transcreva a oração fazendo variar cerás.
os pronomes possessivos de acor-
do com os sujeitos. b) (ele) Quando ele fizer o que imagina, ven-
cerá.
Eu cumpri o meu dever e fiz o que pude.
c) (nós) Quando nós fizermos o que imagina-
a) Tu cumpriste o teu dever e fizeste o que mos, venceremos.
pudeste.
d) (vós) Quando vós fizerdes o que imaginais,
vencereis.
83

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl06_079a094.indd 83 3/25/13 2:59 PM


e) (eles) Quando eles fizerem o que imagi- 15. Faça variar os verbos de acordo
nam, vencerão. com os sujeitos.

Talvez eu faça o que prometi.


14. Complete as orações empregando
os verbos no imperativo afirmativo a) Talvez tu faças o que prometeste.
e negativo.

Se quiser ser feliz, faça o bem e não b) Talvez ele faça o que prometeu.
seja egoísta.

a) Se quiseres ser feliz, faz(e) o bem e c) Talvez nós façamos o que prometemos.
não sejas egoísta.

d) Talvez vós façais o que prometestes.

b) Se quisermos ser felizes, façamos o


bem e não sejamos egoístas. e) Talvez eles façam o que prometeram.

c) Se quiserdes ser felizes, fazei o VERBOS IRREGULARES


bem e não sejais egoístas. São aqueles que apresentam formas
irregulares em algumas pessoas, alguns
tempos ou modos.

d) Se quiserem ser felizes, façam o 16. Varie os verbos ir e vir de acordo


bem e não sejam egoístas. com o sujeito.

Eu vou e venho logo.

84

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl06_079a094.indd 84 3/25/13 2:59 PM


a) Tu vais e vens logo. Saber
a) Eu soube do acidente pelos
b) Ele vai e vem logo. jornais. (pret. perf. ind.)

c) Nós vamos e vimos logo. b) É bom que você saiba que


eu sou seu amigo. (pres. do
d) Vós ides e vindes logo. subj.)

e) Eles vão e vêm logo. c) Se soubéssemos do perigo, não


teríamos ido lá. (pret. imperf.
17. Complete as lacunas com as for- subj.)
mas verbais adequadas.
d) Quando eu souber de al-
Trazer guma coisa, telefonarei. (fut. do
a) Tu não trouxeste caderno por subj.)
quê? (pret. perf. ind.)
e) Ao saberem da notícia,
b) Eu não o trouxe porque es- eles ficarão alegres. (inf. pess.)
queci. (pret. perf. ind.)
Querer
c) Se trouxerem a bola, jogare- a) Quer queira , quer não
mos após as aulas. (fut. do subj.) queira , nosso candidato
será eleito. (pres. subj.)
d) Quem havia trazido a bola
ontem? (particípio) b) Ela não quis aceitar o convite.
(pret. perf. ind.)
e) Quero que vocês tragam a
redação pronta amanhã. (pres. do c) Se eles quisessem , chegariam
subj.) a tempo. (pret. imperf. subj.)

85

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl06_079a094.indd 85 3/25/13 2:59 PM


d) Quando quiser voltar, avi- c) A mala não coube no carro.
se-me. (fut. subj.) (pret. perf. ind.)

Poder d) Se esse armário coubesse no


a) Infelizmente não pude quarto, eu o compraria. (imperf.
chegar antes. (pret. perf. ind.) subj.)

b) Ontem ninguém pôde sair Perder


porque choveu. (pret. perf. ind.) a) Pare de falar, antes que eu
perca a paciência. (pres. subj.)
c) Torço para que vocês pos-
sam vencer todas as dificulda- b) Tinha perdido muito tempo
des. (pres. subj.) com ninharias. (particípio)

d) Se eu pudesse , ajudaria. c) Eu não perco meu dinheiro


(pret. imperf. subj.) com futilidades. (pres. ind.)

e) Quando pudermos , iremos Dizer


visitá-lo. (fut. subj.) a) Tu não sabes o que dizes .
(pres. ind.)
f) Faze o que puderes .
(fut. subj.) b) Eu gostaria que você dissesse
a verdade. (pret. imperf. subj.)
Caber
a) Faça com que caiba tudo c) Se disserem a verdade,
em sua bolsa. (pres. subj.) serão perdoados. (fut. do subj.)

b) Eu não caibo nessa calça. É d) Mantenho o que havia dito.


pequena demais. (pres. ind.) (particípio)

86

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl06_079a094.indd 86 3/25/13 2:59 PM


Ter Pôr
a) Hoje eles têm um bom a) Pergunte onde eles põem o
emprego. (pres. ind.) dinheiro. (pres. ind.)

b) É necessário que tenhamos b) Onde vocês puseram o di-


coragem de vencer. (pres. subj.) nheiro? (pret. perf. ind.)

c) Se tivéssemos dinheiro, c) O gerente quer que nós ponha-


compraríamos o carro. (pret. im- mos o dinheiro no banco dele.
perf. subj.) (pres. subj.)

d) Quando tiver chegado, d) Eu não pus acento na pala-


telefone-me. (fut. subj.) vra. (pret. perf. ind.)

Deter e) Ele não pôs o nome na


a) Os policiais detiveram o la- prova. (pret. perf. ind.)
drão. (pret. perf. ind.)
f) Quanto renderia se eu puses-
b) Será ótimo para o país se o go- se dinheiro a juros? (pret. imperf.
verno detiver a inflação. subj.)
(fut. subj.)
g) Se pusermos acento na palavra
c) Se eu detivesse o poder, pó, ficará certo? (fut. subj.)
cuidaria melhor da pobreza.
(pret. imperf. subj.) Haver
a) Haja o que houver , estarei
d) Não há nada que detenha sempre ao seu lado. (fut. subj.)
a fúria da tempestade. (pres.
subj.) b) Se me houvessem escutado,
não estariam se lamentando.
(pret. imperf. subj.)
87

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl06_079a094.indd 87 3/25/13 2:59 PM


c) Não sei o que houve com d) requerer (pres. ind. 3a pess. sing.)
ela. (pret. perf. ind.) requer

d) Espero que não haja impre- e) caber (pret. perf. do ind. 3a pess.
vistos. (pres. subj.) sing.) coube

Ser f) reaver (fut. do pret. do ind. 3a


a) Nós éramos felizes e não pess. sing.) reaveria
sabíamos. (pret. imperf. ind.)
g) fazer (pret. imperf. do subj. 1a
b) É importante que essas dúvidas pess. sing.) fizesse
sejam esclarecidas. (pres. subj.)
h) moer (pres. ind. 3a pess. pl.)
c) Se forem cuidadosos, nada moem
de ruim acontecerá. (fut. subj.)
i) crer (pret. perf. do ind. 1a pess.
d) Se fôssemos avisados, terí- sing.) cri
amos saído antes. (pret. imperf.
subj.) j) pular (pres. ind. 1a pess. sing.)
pulo
18. Conjugue os verbos irregulares
como se pede entre parênteses. k) perder (pres. ind. 1a pess. sing.)
perco
a) valer (pres. ind. 1a pess. sing.)
valho l) dizer (pret. imperf. do subj. 1a
pess. sing.) dissesse
b) falir (pres. ind. 1a pess. pl.)
falimos m) construir (pres. ind. 3a pess.
sing.) constrói
c) ver (fut. do subj. 2a pess. sing.)
vires
88

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl06_079a094.indd 88 3/25/13 2:59 PM


n) ir (pret. perf. do ind. 3a pess. a) Crê na tua capacidade.
sing.) foi Crede na vossa capacidade.

o) vir (fut. do subj. 3a pess. sing.) b) Se pudesse, iria visitá-lo.


vier Se pudéssemos, iríamos visitá-lo. / Se
pudessem, iriam visitá-lo.
p) poder (pret. perf. do ind. 3a pess.
sing.) pôde c) Tu puseste os livros onde os
encontraste?
q) ferir (pres. ind. 2a pess. sing.) Vós pusestes os livros onde os encon-
feres trastes?

r) trazer (pret. imperf. do subj. 1a d) Foge daqueles que te bajulam.


pess. sing.) trouxesse Fugi daqueles que vos bajulam.

s) pedir (pres. ind. 1a pess. sing.) e) Quando fores embora, avisa-me.


peço Quando fordes embora, avisai-me.

t) agredir (pres. ind. 2a pess. sing.) f) Se eu vir você em dificuldades,


agrides vou ajudá-lo.
Se nós virmos você em dificuldades,
u) ouvir (pres. ind. 1a pess. sing.) vamos ajudá-lo.
ouço
g) Se souberes algo do meu ami-
v) cobrir (pres. subj. 1a pess. sing.) go, telefona-me.
cubra Se souberdes algo do meu amigo,
telefonai-me.
19. Passe os verbos para o plural, fa-
zendo as alterações necessárias. h) Ele reouve alguns de seus bens.
Eles reouveram alguns de seus bens.

89

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl06_079a094.indd 89 3/25/13 2:59 PM


i) Peça ao jardineiro que águe as e) construir: presente do indicativo
plantas. Nossa firma constrói pontes.
Peçam ao jardineiro que águe as plan-
tas. f) aguar: presente do subjuntivo
É necessário que os jardinei-
j) Eu trouxe as encomendas. ros águem as plantas todos
Nós trouxemos as encomendas. os dias.

20. Complete as frases com os verbos g) poder: futuro do subjuntivo


destacados nos tempos e modos Se pudermos , daremos
indicados. nosso apoio.

a) provir: presente do indicativo h) reaver: pretérito perfeito do


O queijo e a manteiga provêm indicativo
do leite. Ele reouve tudo o que perdeu.

b) trazer: pretérito perfeito do i) fugir: 2 a pessoa do plural do


indicativo imperativo afirmativo
Seu ato impensado trouxe Fugi enquanto é tempo.
graves consequências.
j) passear: presente do subjuntivo
c) poder: presente do subjuntivo É necessário que passeemos
Lutemos com afinco para que para nos distrair.
possamos conseguir nosso
objetivo. k) haver: pretérito imperfeito do
subjuntivo
d) dar: pretérito mais-que-perfeito Talvez houvesse alguma coisa
do indicativo que o distraísse.
Quem me dera estar ao seu
lado!

90

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl06_079a094.indd 90 3/25/13 2:59 PM


21. Passe para o singular. 22. Indique a pessoa, o tempo e o
a) As roupas couberam na mala. modo das formas verbais.
A roupa coube na mala.
a) pudemos
b) Nós trouxemos a bola. 1a pess. pl. pret. perf. ind.
Eu trouxe a bola.
b) deem
c) Elas não puderam comparecer. 3a pess. pl. pres. subj.
Ela não pôde comparecer.
c) nomeias
d) Ainda não obtivemos permissão. 2a pess. sing. pres. ind.
Ainda não obtive permissão.
d) couberas
e) Já pusemos as cartas no correio. 2a pess. sing. pret. mais-que-perf. ind.
Já pus as cartas no correio.
e) fizéssemos
f) Quiseram subornar-me. 1a pess. pl. pret. imp. subj.
Quis subornar-me.
f) crê
g) Convidai vossos amigos para a 3a pess. sing. pres. ind. ou 2ª pess.
festa. sing. imp. (crê tu)
Convida teus amigos para a festa.
g) disserem
h) Crede em você mesmo. 3a pess. pl. fut. subj.
Crê em você mesmo.
h) leem
i) Cearemos com nossos amigos. 3a pess. pl. pres. ind.
Cearei com meus amigos.
i) percas
j) As plantas dão frutos. 2a pess. sing. pres. subj.
A planta dá frutos.
91

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl06_079a094.indd 91 3/25/13 2:59 PM


j) pôde a) admoestar admoestação
3a pess. sing. pret. perf. ind.
b) adaptar adaptação
k) púnhamos
1a pess. pl. pret. imp. ind. c) obter obtenção

l) fazemos d) obstruir obstrução


1a pess. pl. pres. ind.
e) infeccionar infecção
m) quiséssemos
1a pess. pl. pret. imp. subj. f) confeccionar confecção

n) reaveria g) recepcionar recepção


1a/3a pess. sing. fut. pret. ind.
h) optar opção
o) trouxeres
2a pess. sing. fut. subj. i) corromper corrupção

p) vieres 2. Complete adequadamente as fra-


2a pess. sing. fut. subj. ses com a fim de ou afim (afins).

q) viesses a) Almas afins jamais se


2a pess. sing. pret. imperf. subj. separam.

ORTOGRAFIA – VAMOS b) Não estava a fim de ir ao


ESCREVER CERTO? cinema com o pessoal.

1. Encontre substantivos correspon- c) Nós temos objetivos afins .


dentes aos verbos. Veja o modelo.
d) Saiu a fim de visitar os
adquirir aquisição amigos.
92

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl06_079a094.indd 92 3/25/13 2:59 PM


3. Observe atentamente a grafia das 4. Preencha as lacunas com as pala-
palavras que têm encontros conso- vras parônimas.
nantais. Depois copie-as, separan-
do as sílabas. a) deferiu – diferiu
Seu ponto de vista diferiu do
magnífico confecção meu.
ignorar ficção
digno dicção
O Secretário da Educação
maligno opção
pneu obturar deferiu o nosso pedido.
pneumonia obstruir
hipnose obter b) cumprimento – comprimento
hipnotismo admirar
psicologia admitir É importante o cumprimento
psíquico admissão de todas as leis de trânsito.
pseudônimo objeto
infecção objeção
Qual é o comprimento da
infeccionar advogado
lateral desse terreno?

mag-ní-fi-co con-fec-ção c) eminente – iminente


ig-no-rar fic-ção Estamos em perigo iminente
dig-no dic-ção de sermos despejados.
ma-lig-no op-ção
pneu ob-tu-rar Um eminente político da-
pneu-mo-ni-a obs-tru-ir quele país estava envolvido no
hip-no-se ob-ter caso.
hip-no-tis-mo ad-mi-rar
psi-co-lo-gi-a ad-mi-tir d) despensa – dispensa
psí-qui-co ad-mis-são Os cereais encontram-se na
pseu-dô-ni-mo ob-je-to despensa .
in-fec-ção ob-je-ção
in-fec-cio-nar ad-vo-ga-do Meu colega obteve dispensa
das aulas de Educação Física.
93

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl06_079a094.indd 93 3/25/13 2:59 PM


e) emergir – imergir c) autorizar autorizar
O submarino vai emergir
do fundo do mar, para, em se- d) autodefesa autodefesa
guida, imergir .
e) autocrítica autocrítica
f) emigraram – imigraram
Os italianos imigraram para o f) autêntico autêntico
Brasil em busca de uma vida
melhor. g) autenticar autenticar

Ela e a mãe emigraram h) autógrafo autógrafo


para a França em 2010.
i) autônomo autônomo
5. Escreva o antônimo usando o prefi-
xo des-. j) auditivo auditivo

a) humano desumano k) auditório auditório

b) honesto desonesto l) audiência audiência

c) habitado desabitado m) audaz audaz

d) honra desonra n) açougue açougue

6. Copie estas palavras, observando o) afrouxar afrouxar


a grafia.
p) agouro agouro
a) calabouço calabouço
q) poupar poupar
b) autoridade autoridade
r) poupança poupança
94

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl06_079a094.indd 94 3/25/13 2:59 PM


ANOTAÇÕES 12. Verbos irregulares da
primeira conjugação

1. O que são verbos irregulares?


Verbos irregulares são aqueles que não
seguem o paradigma ou modelo em alguma
pessoa, tempo ou modo.

2. Conjugue o verbo enxaguar no


presente do indicativo.
Eu enxáguo
Tu enxáguas
Ele(a) enxágua
Nós enxaguamos
Vós enxaguais
Eles(as) enxáguam

3. Conjugue o verbo dar no presente


e no pretérito imperfeito do subjun-
tivo. Veja os modelos.

presente do subjuntivo

Que eu dê apoio.
Que tu dês apoio.
Que ele(a) dê apoio
Que nós demos apoio.
Que vós deis apoio.
Que eles(as) deem apoio.
95

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl07_095a113.indd 95 3/25/13 2:59 PM


imperfeito do subjuntivo e) Elas aguaram as plantinhas.
Elas águam as plantinhas.
Se eu desse apoio.
Se tu desses apoio.
Se ele (ela) desse apoio. f) Nós enxaguamos as louças to-
Se nós déssemos apoio. dos os dias.
Se vós désseis apoio. Eu enxáguo as louças todos os dias.
Se eles (elas) dessem apoio.

4. Reescreva as frases, colocando os g) Ela perdoou minhas palavras.


verbos no presente do indicativo. Ela perdoa minhas palavras.

a) Eu hasteei a bandeira da vitória.


Eu hasteio a bandeira da vitória. h) Dona Filó coou o mel.
Dona Filó coa o mel.

b) Tu penteaste os cabelos?
Tu penteias os cabelos? i) Tu coastes a garapa?
Tu coas a garapa?

c) Elas semearam as sementes da


fraternidade. j) Eu abotoei o casaco.
Elas semeiam as sementes da fraterni- Eu abotoo o casaco.
dade.

d) Você arreou o cavalo? 5. Crie frases com os verbos seguin-


Você arreia o cavalo? tes. Escolha modo, tempo e pes-
soa diversos.
a) optar
Respostas pessoais.

96

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl07_095a113.indd 96 3/25/13 2:59 PM


b) intoxicar h) A polícia capturou o ladrão.
cap-tu-rou

c) infeccionar i) Teu nome consta da lista.


cons-ta

6. Separe as sílabas das formas 7. Escreva as frases no plural, obser-


verbais em destaque. vando as formas verbais.

a) Eu peneiro o café. a) Ela água as plantas logo cedo.


pe-nei-ro Elas águam as plantas logo cedo.

b) Tu afrouxas o nó da corda.
a-frou-xas b) Tu águas a horta à tardinha.
Vós aguais a horta à tardinha.
c) A bomba estoura facilmente.
es-tou-ra
c) Se eu tiver tempo, talvez eu águe
d) O aparelho capta o som. estas plantas.
cap-ta Se nós tivermos tempo, talvez nós ague-
mos estas plantas.
e) Designaram-me para este cargo.
de-sig-na-ram d) Se ela puder, talvez ela águe o
jardim.
f) A turma recepcionou-o muito bem. Se elas puderem, talvez elas águem o
re-cep-cio-nou jardim.

g) O dentista obturou-me dois e) Ela enxágua as roupas.


dentes. Elas enxáguam as roupas.
ob-tu-rou

97

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl07_095a113.indd 97 3/25/13 2:59 PM


f) Quero que ele dê uma olhada ORTOGRAFIA – VAMOS
nestes papéis. ESCREVER CERTO?
Queremos que eles deem uma olhada
nestes papéis. 1. Dê o plural das palavras terminadas
em -ão.
g) Você manuseia bem a ferra-
menta? a) singular: -ão, plural: -ões
Vocês manuseiam bem a ferramenta?
A maioria das palavras terminadas
em -ão faz o plural em -ões.

8. Escreva no singular, observando as gavião gaviões


formas verbais.
contemplação contemplações
a) Ontem eles averiguaram o fato.
Ontem ele averiguou o fato. corrupião corrupiões

aflição aflições
b) É necessário que vocês averi-
guem a verdade. coração corações
É necessário que você averigue a ver-
dade. b) singular: -ão, plural: -ãos

c) Nós adoramos a companhia de grão grãos


vocês.
Eu adorei a sua companhia. mão mãos

corrimão corrimãos (ou corrimões)


d) Elas perdoam os amigos.
Ela perdoa os amigos. irmão irmãos

98

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl07_095a113.indd 98 3/25/13 2:59 PM


cidadão cidadãos 3. Observe que todas as palavras
proparoxítonas levam acento.
bênção bênçãos
magnífico – satélite – sarcófago
órfão órfãos súbita – rápido – quilômetro
catástrofe – tráfego – tráfico
esplêndido – mísero
sótão sótãos

c) singular: -ão, plural: -ães Agora, copie essas palavras pres-


tando atenção na grafia.
pão pães magnífico, satélite, sarcófago, súbita, rápi-
do, quilômetro, catástrofe, tráfego, tráfico,
cão cães esplêndido, mísero

alemão alemães
4. Escreva formas verbais proparoxí-
capitão capitães tonas correspondentes aos seguin-
tes verbos. Veja o modelo.
guardião guardiães
poderíamos, pudéssemos, pudéramos

tabelião tabeliães
poder – saber – caber
descer – nascer – crescer
escrivão escrivães

2. Agora, crie uma frase empregan- saberíamos, soubéssemos, soubéramos


do qualquer e outra empregando caberíamos, coubéssemos, coubéramos
quaisquer. desceríamos, descêssemos, descêramos
Respostas pessoais. nasceríamos, nascêssemos, nascêramos
cresceríamos, crescêssemos, crescêramos

99

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl07_095a113.indd 99 3/25/13 2:59 PM


PRÁTICA DE PRODUÇÃO
DE TEXTO

Na página 79, você leu uma tirinha


em que o personagem recebe um prê-
mio. Em muitas situações, e por dife-
rentes razões, há pessoas que são pre-
miadas ou que recebem algum tipo de
reconhecimento público. Lembre-se
de um evento em que você, alguém que
conheça ou uma personalidade pública
tenha recebido um prêmio. Escreva um
texto contando esse fato. Você também
poderá pesquisar sobre esse assunto,
escolher um fato noticiado e contá-lo
em seu texto.

100

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl07_095a113.indd 100 3/25/13 2:59 PM


DITADO

(A critério do professor.)

101

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl07_095a113.indd 101 3/25/13 2:59 PM


13. Verbos irregulares da 4. Conjugue o verbo ler observando a
segunda e terceira acentuação.
conjugações
Presente do indicativo
1. Conjugue o verbo caber no pretéri-
to perfeito do indicativo. Eu leio bons livros.
Eu coube Tu lês bons livros.
Tu coubeste Ele/Ela lê bons livros.
Ele/Ela coube Nós lemos bons livros.
Nós coubemos Vós ledes bons livros.
Vós coubestes Eles/Elas leem bons livros.
Eles/Elas couberam
5. Conjugue o verbo fazer no futuro
2. Conjugue o verbo caber no pre- do subjuntivo.
sente do subjuntivo.
Que eu caiba Quando eu fizer a lição.
Que tu caibas Quando tu fizeres a lição.
Que ele(a) caiba Quando ele(a) fizer a lição.
Que nós caibamos Quando nós fizermos a lição.
Que vós caibais Quando vós fizerdes a lição.
Que eles(as) caibam Quando eles(as) fizerem a lição.

3. Conjugue o verbo saber no pretéri- 6. Dê a diferença entre as formas ver-


to perfeito do indicativo. bais pode e pôde. Em seguida, fa-
Eu soube de tudo. ça uma frase com cada uma delas.
Tu soubeste de tudo. • pode: 3a pessoa do singular do presente
Ele(a) soube de tudo. do indicativo.
Nós soubemos de tudo. • pôde: 3a pessoa do singular do pretérito
Vós soubestes de tudo. perfeito do indicativo.
Eles(as) souberam de tudo. Respostas pessoais.

102

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl07_095a113.indd 102 3/25/13 2:59 PM


7. Passe os verbos para o pretérito 8. Reescreva as frases, introduzindo
perfeito do indicativo. o advérbio talvez e colocando os
a) Eu descubro o segredo. verbos no presente do subjuntivo.
Eu descobri o segredo. Siga o modelo.

b) Nós vimos do cinema. Eu vendo meu carro.


Talvez eu venda meu carro.
Nós viemos do cinema.
a) Os pacotes cabem no baga-
c) Nós vemos a bela paisagem. geiro.
Nós vimos a bela paisagem. Talvez os pacotes caibam no bagageiro.

d) Eles trazem boas notícias. b) Ela crê em tudo o que dizem.


Eles trouxeram boas notícias. Talvez ela creia em tudo o que dizem.

e) Ela quer revistas sobre moda. c) Eles dizem mentiras.


Ela quis revistas sobre moda. Talvez eles digam mentiras.

f) Elas sabem a lição. d) Tu fazes esforços exagerados.


Elas souberam a lição. Talvez tu faças esforços exagerados.

g) Eu perco muito tempo. e) Elas perdem o trem.


Eu perdi muito tempo. Talvez elas percam o trem.

h) Vós fazeis o que deveis? f) Vocês querem dinheiro.


Vós fizestes o que devestes? Talvez vocês queiram dinheiro.

i) Vós dizeis o que sabeis? g) O carro vale pouco.


Vós dissestes o que soubestes? Talvez o carro valha pouco.

j) Ele crê no que diz? h) Eles vão a pé.


Ele creu no que disse? Talvez eles vão a pé.
103

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl07_095a113.indd 103 3/25/13 2:59 PM


i) Elas riem de nós. d) Elas / saber / a música / elas /
Talvez elas riam de nós. nos ensinar.
Se elas soubessem a música, elas nos
j) Nós pedimos auxílio. ensinariam.
Talvez nós peçamos auxílio.
e) Eu / dizer / como foi / você / rir.
k) Eu previno a turma. Se eu dissesse como foi, você riria.
Talvez eu previna a turma.
10. Reescreva as frases, colocando o
9. Observe o modelo e reescreva as verbo no presente do subjuntivo.
frases, empregando o pretérito im-
perfeito do subjuntivo. Siga o mo- a) Talvez eu / necessitar / tua orien-
delo. tação.
Talvez eu necessite da tua orientação.
Os livros / caber / na sacola / eu / o levar.
Se os livros coubessem na sacola,
eu os levaria.
b) Quero que ela / rechear / o bolo
a) A máquina / fazer / muito baru- com amêndoas.
lho / eu / a desligar. Quero que ela recheie o bolo com
Se a máquina fizesse muito barulho, eu amêndoas.
a desligaria.
c) Tomara que você / bloquear / o
b) Meu amigo / trazer / os CDs / mal em tempo.
nós / os ouvir. Tomara que você bloqueie o mal em
Se meu amigo trouxesse os CDs, nós os tempo.
ouviríamos.
d) Querem que eu / aguar / as alfa-
c) Vocês / me pedir / informações / ces.
eu / as dar. Querem que eu águe as alfaces.
Se vocês me pedissem informações, eu
as daria.
104

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl07_095a113.indd 104 3/25/13 2:59 PM


e) Pretendem que vocês / dar / c) Se eu soubesse atirar, acertaria
uma solução ao caso. o alvo.
Pretendem que vocês deem uma solu- Se nós soubéssemos atirar, acertaríamos
ção ao caso. os alvos.

f) Talvez você / dar / um jeito nisso. 12. Passe as frases para o plural, con-
Talvez você dê um jeito nisso. forme o modelo.

Posso viver com pouco dinheiro.


Podemos viver com pouco dinheiro.
g) Tomara que elas não / magoar /
as colegas. a) Obtive um privilégio especial.
Tomara que elas não magoem as cole- Obtivemos privilégios especiais.
gas.

h) Talvez este rio / desaguar / num b) Fui recepcionado por um co-


lago. nhecido advogado.
Talvez este rio deságue num lago. Fomos recepcionados por conhecidos
advogados.

i) Preciso que vocês / coar / o c) Não há obstáculo difícil.


café. Não há obstáculos difíceis.
Preciso que vocês coem o café.

d) Atingi meu objetivo.


11. Passe as frases para o plural. Atingimos nossos objetivos.

a) O gavião pôde capturar a presa.


Os gaviões puderam capturar as presas. e) Adaptei-me à circunstância.
Adaptamo-nos às circunstâncias.
b) Ela trouxe uma notícia sensacional.
Elas trouxeram notícias sensacionais.
105

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl07_095a113.indd 105 3/25/13 2:59 PM


f) Foi designado um administrador e) Não faças aos outros o que não
apto para a seção. queres que façam a ti.
Foram designados administradores aptos Não façais aos outros o que não quereis
para as seções. que façam a vós.

g) Estou convicto de que haverá f) Cumpre o teu dever.


nova opção. Cumpri os vossos deveres.
Estamos convictos de que haverá novas
opções. g) Volte cedo.
Voltem cedo.
13. Passe as frases para o plural ob-
servando o emprego do imperativo h) Proteja suas crianças.
(afirmativo e negativo). Veja o mo- Protejam suas crianças.
delo.
i) Trabalha, trabalha sempre.
Reza por mim. Trabalhai, trabalhai sempre.
Rezai por nós.

a) Cuida do teu filho. ORTOGRAFIA – VAMOS


Cuidai dos vossos filhos. ESCREVER CERTO?

b) Não chores mais. 1. Escreva a 1a pessoa do singular do


Não choreis mais. presente do indicativo dos verbos a
seguir. Veja o modelo.
c) Abençoa teu filho.
Abençoai vossos filhos.
abençoar abençoo

a) enjoar enjoo
d) Não digas tolice.
Não digais tolices. b) perdoar perdoo

c) magoar magoo
106

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl07_095a113.indd 106 3/25/13 2:59 PM


d) abotoar abotoo 3. Complete as frases com os verbos
do quadro.
e) voar voo
contêm provém retém provê
f) coar coo retêm convém contém proveem
convêm provêm

g) moer moo
a) Aqueles turistas provêm
h) doar doo de um país muito distante.
b) Cuidado! Essa caixa contém
i) roer roo um artigo muito frágil.
c) Elas tudo proveem para as
2. Veja o modelo e, em seguida, es- famílias carentes.
creva os verbos no plural. d) Os policiais retêm
todos os objetos que não são
ele mantém – eles mantêm permitidos no show.
que ele dê – que eles deem
e) Muitos não se contêm ao
a) ele contém eles contêm receber insultos e partem para a
briga.
b) ela vê elas veem f) O pai provê o que falta na
despensa e a mãe o que falta na
c) ele retém eles retêm caixa de remédios.
g) Convém que você volte para
d) ela crê elas creem casa.
h) O aluno provém de ou-
e) ele convém eles convêm tro estado.
i) Nem todos os tipos de alimen-
f) ele lê eles leem tos me convêm .
j) A barragem retém as águas
g) ela provém elas provêm do riacho.

107

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl07_095a113.indd 107 3/25/13 2:59 PM


PRÁTICA DE PRODUÇÃO
DE TEXTO

Escreva um poema usando os ver-


bos do quadro.

reter – conter – crer – ver – vir


reler – caber – magoar – enjoar

• Não importa a quantidade de ver-


sos nem de estrofes.
• Não é necessário usar todos os
verbos da lista.
• Os verbos não precisam estar no
infinitivo. Conjugue-os conforme o
que desejar expressar no poema.

108

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl07_095a113.indd 108 3/25/13 2:59 PM


14. Pontuação

Usamos a pontuação para:


• Assinalar pausas na leitura.
• Separar palavras, expressões ou orações que devem ser destacadas umas das
outras.
• Deixar claro o sentido da frase.

1. Por que a vírgula foi usada nas frases abaixo? Relacione as frases com o motivo.

Pai, mãe, filho e filha saíram cedo. ■ Para separar o vocativo.

Os curiosos chegam, olham o


Para separar o aposto.
incidente, perguntam o que houve
e seguem em frente. ■
Para separar orações intercaladas.
Sérgio, dirija devagar! ■

Flávia, sua amiga, Para separar palavras.


é alegre e divertida. ■
Para separar orações coordenadas
O livro, diz ele,
assindéticas (sem conjunções).
é fantástico! ■

O avião taxiava, isto é, preparava-se Para separar orações adverbiais.


para decolar, quando ele chegou. ■

Enquanto ela dormia, Para separar expressões explicativas.


saí de mansinho. ■
Para separar adjuntos adverbiais.
Pessoas esclarecidas, contudo, não vo-
tam em candidato corrupto. ■
Para separar certas conjunções:
Eis que, aos poucos, lá pelas bandas mas, porém, contudo, entretanto etc.
do oriente, clareias um cantinho
do céu. (Visconde de Taunay) ■
Para separar ideias contrastantes de
Quem muito quer, nada tem. ■ um provérbio.

109

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl07_095a113.indd 109 3/25/13 2:59 PM


EMPREGAMOS OS DOIS-PONTOS: c)
• Para anunciar a fala dos personagens
de uma história ou diálogo.
E a raposa falou para o galo:
– Desce daí amigo galo, que eu
quero te abraçar...
d)
• Antes de uma citação.
Eis o que diz o poema: “Tudo vale
a pena se a alma não é pequena”.
• Antes de enumerações.
Tudo ameaçava a população
ribeirinha: enchentes, e)
desmoronamentos, poluição, ratos,
doenças...
• Antes de orações apositivas.
Só exijo uma condição: voltem
antes da meia-noite.
• Para indicar o resultado ou resumo USA-SE O TRAVESSÃO:
do que se disse. • Nos diálogos, para indicar
Estudou o ano todo. Resultado: mudança de interlocutor ou,
foi aprovado. simplesmente, o início da fala de
um personagem.
– Psssiu, psssiu!
– Eu? – virou-se Juvenal,
2. Crie frases, empregando os dois- apontando para o próprio peito.
-pontos, de acordo com as orien- • Para separar expressões ou frases
intercaladas.
tações e os exemplos citados an-
Apresentou-me a professora –
teriormente. uma jovem simpática –, a qual
me atendeu com presteza e muita
atenção.
a) Respostas pessoais. • Para destacar palavras ou orações.
Para muitos, a vida gira só em
torno de coisas materiais, como
mansões, joias, festas, carros,
comidas finas – dinheiro.
b) • O travessão pode substituir as
vírgulas, os parênteses e os dois-
-pontos.
O que o atacante pretendia era
isto – passar a bola para o ponta-
-esquerda.

110

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl07_095a113.indd 110 3/25/13 2:59 PM


3. Crie frases, empregando traves- 8. Pessoa que sofre ou sacrifica a própria
sões, de acordo com as orienta- vida por uma causa ou crença.
ções e os exemplos citados ante- 9. Cumprimento usado, por exemplo, no
riormente. aniversário das pessoas.
10. Sinal usado para unir elementos em algu-
a) Respostas pessoais. mas palavras compostas.
11. Regra de acentuação: acentuam-se to-
b) das as palavras...
12. Adjetivo: quem é dotado de habilidade
c) é...

ORTOGRAFIA – VAMOS 11
ESCREVER CERTO? P
R 3 8 1
4 T R O U X É S S E M O S
1. Preencha a cruzadinha com o que P A Á O
se pede. 2 C A F É Í R F
R D T Á
1. Geralmente, fica na sala de estar. Serve
O A I
para sentar.
X R
2. Bebida muito apreciada no Brasil e que 10 H Í F E N
costuma ser oferecida quando as visitas T
chegam. O 6
N F
3. O antônimo de entrada.
9 P A R A B É N S
4. Se eu trouxesse; se tu trouxesses; se ele S R 7
trouxesse; se nós... Ó L
5. Grande serpente, com até 4 metros de 5 J I B O I A/Â
S M
comprimento, que se alimenta de mamí-
P
feros, aves e répteis. 12 H A/Á B I L
6. O plural de farol. D
7. Serve para iluminar. Thomas Edison é co- A

nhecido por tê-la inventado na sua ver-


são elétrica incandescente.
111

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl07_095a113.indd 111 3/25/13 2:59 PM


ONDE – AONDE f) Ele e ela vão aonde?
Onde você mora? → Em que lugar
você mora?
g) Onde estamos?
Aonde você vai? → A (para) que lugar
↓ você vai?
a + onde Vai a (para) algum h) Este é o hospital onde você
lugar?
nasceu.
Concluindo
Emprega-se aonde com verbos ACENTUAÇÃO GRÁFICA
de movimento, que exigem a
infinitivo + pronome oblíquo
preposição a/para:
• ir (quem vai, vai a/para algum lugar) Vou chamar minha amiga.
• dirigir-se (quem se dirige, dirige- Vou chamá-la.
-se a/para algum lugar)
• encaminhar-se (quem se
encaminha, encaminha-se a/para 3. Por que o verbo recebeu acento na
algum lugar).
segunda frase?
Usa-se onde com quaisquer outros Porque é uma palavra oxítona terminada em
verbos.
-a.

2. Complete as frases com onde ou Lembre que:


aonde.
As oxítonas terminadas em a, e, o,
a) Aonde seus pais foram? em são acentuadas.

b) A casa onde moro foi de meu


tio. 4. Substitua as palavras destacadas
pelos pronomes oblíquos adequa-
c) O lugar onde paramos era dos e acentue as formas verbais
deserto. quando for necessário.

d) Poderia me dizer aonde a) Vamos cumprimentar os ami-


iam aqueles três patetas? gos.
Vamos cumprimentá-los.
e) Onde está o agasalho?
112

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl07_095a113.indd 112 3/25/13 2:59 PM


b) Precisamos devolver as chaves.
Precisamos devolvê-las.

c) Não quero aborrecer os vizinhos.


Não quero aborrecê-los.

d) Contei a piada para divertir o


amigo.
Contei a piada para diverti-lo.

e) Vou repartir o lucro com você.


Vou reparti-lo com você.

f) Preciso explicar o problema


melhor.
Preciso explicá-lo melhor.

PRÁTICA DE PRODUÇÃO
DE TEXTO

Estamos sempre aprendendo, mas


não é só na escola, não. Todos os dias,
nas mais variadas situações, algo acon-
tece e, de repente, mais uma coisa
aprendida.
Pois, então, lembre-se de um fato,
de uma situação marcante ou de um
acontecimento engraçado que tenha fei-
to você aprender uma lição e relate-o a
seguir.
Depois, leia para os seus colegas.
113

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl07_095a113.indd 113 3/25/13 2:59 PM


15. Verbos defectivos/verbos d) A polícia tem (prender) muitos
abundantes ladrões.
A polícia tem prendido muitos ladrões.
Verbos defectivos são aqueles que
não têm a conjugação completa:
chover, adequar, precaver, colorir,
abolir, falir etc. e) O convite foi (aceitar) por todos.
Verbos abundantes são aqueles O convite foi aceito por todos.
que têm duas ou mais formas
equivalentes, geralmente o particípio:
pagado / pago
aceito / aceitado f) O diretor havia (suspender) vá-
imprimido / impresso
rios alunos.
ter ou haver + particípio regular (longo)
= tenho juntado / havia juntado O diretor havia suspendido vários alunos.
ser ou estar + particípio irregular
(curto) = foi junto / estava junto

g) A imprudência no trânsito tem


1. Complete adequadamente com o (matar) muita gente.
particípio regular ou irregular. A imprudência no trânsito tem matado
a) Tenho (expressar) minhas ideias muita gente.
pela imprensa.
Tenho expressado minhas ideias pela h) Muita gente tem sido (matar) no
imprensa. trânsito por imprudência.
Muita gente tem sido morta no trânsito
b) O salário deste mês já está (pa- por imprudência.
gar).
O salário deste mês já está pago. i) Os jogos do fim de semana fo-
ram (suspender).
Os jogos do fim de semana foram sus-
c) Alguns estão (isentar) do Impos- pensos.
to de Renda.
Alguns estão isentos do Imposto de
Renda.
114

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl08_114a130.indd 114 3/25/13 2:59 PM


j) Toda observação boa será (acei- 4. Invente frases com os verbos que
tar). indicam sons que os animais emi-
Toda observação boa será aceita. tem: mugir, grunhir, zurrar.
Resposta pessoal.

2. Crie uma frase com cada um dos


particípios.

a) suspenso ORTOGRAFIA – VAMOS


Respostas pessoais. ESCREVER CERTO?

Crase é a fusão da preposição a com o


b) dito artigo feminino a.
André ainda não ia a + a escola.
↓ ↓
preposição artigo

André ainda não ia para + a escola.


c) colhido ↓ ↓
preposição artigo

André ainda não ia à escola.



preposição + artigo
d) aceito

1. Agora, continue usando o sinal da


crase quando necessário.
3. Crie uma frase com a forma verbal
choveram em sentido figurado. a) Viajavam a pé.
Resposta pessoal.
b) Dirigiram-se à feira.

c) Eu me referi à lição da página


seguinte.
115

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl08_114a130.indd 115 3/25/13 2:59 PM


d) Compareceram às aulas. 3. Escreva na cruzadinha o que se
pede de cada frase.
e) Ele não compra a prazo; só paga 1. Adjetivo: As paisagens eram mesmo fas-
à vista. cinantes!
2. Adjetivo: Não faça pergunta ingênua.
2. Use a crase nas locuções adver- 3. Adjunto adnominal: Motorista inexpe-
biais das frases. riente pode bater.
4. Se eu existisse, se tu existisses, se ele...

Geralmente são craseadas as locuções 5. Objeto direto: Este desenho não tem ex-
adverbiais ou expressões adverbiais pressão.
formadas de palavras femininas: às
escondidas, à noite, às claras etc. 6. Diminutivo: Falei com André.
7. Núcleo do sujeito: A surpresa foi grande.
8. Núcleo do predicado: Meu irmão nasceu
a) As máquinas da gráfica funcio- em Pernambuco.
nam a toda. 9. Núcleo do predicado: A falta de fantasia
resseca a alma.
b) Um mundo às vezes assustador. 10. Núcleo do objeto direto: A garota enrola-
va a mecha do cabelo.
c) Saíram às pressas.
6
1 F A S C I N A N T E S
d) Vivia às gargalhadas, rindo de 2 I N G Ê N U A
tudo e de todos. D 10
R M
3 I N E X P E R I E N T E
e) Às ocultas, foram chegando de Z 7 C
4 E X I S T I S S E H
mansinho.
N U 9 A
H R 8 R
f) A vida corria às mil maravilhas. O P N E
R A S
5 E X P R E S S Ã O
g) As crianças comeram doces à S C E
A E C
vontade.
U A

116

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl08_114a130.indd 116 3/25/13 2:59 PM


• Leia a tirinha.

2006 King Features/Ipress


Jerry Dumas

USO DO QUÊ c) Você saberia dizer por que


O quê acentuado pode ser empregado: se desrespeita o trânsito?
• Como substantivo e, nesse caso,
vem acompanhado de artigo.
Ela tem um quê de misterioso. d) Existe um porquê para não
↓ se respeitarem as leis?
= algo, alguma coisa
• Como interjeição de admiração,
espanto, desaprovação. e) As crianças procuram os
Quê! Não me diga uma coisa dessa! porquês do que não entendem.
• Em final de frase, recebendo acento.
Ela falou não sei o quê.
f) Venderam os móveis, não sei
por quê .
4. Preencha os espaços com porque,
por que, quê, porquê, porquês. g) Querem comprar uma casa sem
ter com quê .
a) Por que não chegou a tempo?
Atenção:
Ah, já sei! Foi porque você
perdeu o ônibus. Uma das maneiras de se formar
o diminutivo é usando os sufixos
-inho e -zinho.
b) Quê ! Você por aqui a estas
Quando a palavra já tem s,
horas? Por que não vai para acrescenta-se -inho.
casa?
117

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl08_114a130.indd 117 3/25/13 2:59 PM


5. Passe para o diminutivo, como no ponto de exclamação (!), ponto de inter-
modelo. rogação (?), reticências (...).

mesa mesinha PRÓCLISE E ÊNCLISE


a) Luís Luisinho Márcio estava contando como fora
sua viagem pela Transamazônica. No
b) Teresa Teresinha meio da narração ele falou:
c) francesa francesinha – Aí, meu carro atolou-se.
Como estava em dúvida se o
d) princesa princesinha certo era “atolou-se” ou “se atolou”,
e) adeus adeusinho perguntou ao Eduardo qual era o certo.
f) chinês chinesinho Eduardo respondeu:
– Se os pneus que se atolaram foram
os da frente, o certo é “atolou-se”.
André Andrezinho Se foram os de trás, você deve dizer
“se atolou”. Quais foram os pneus
g) café cafezinho que se atolaram?
h) só sozinho – Foram os quatro...
– Nesse caso – ensinou Eduardo –,
i) chá chazinho o certo é você dizer “o meu carro se
j) mão mãozinha atolou-se”.
k) pastel pastelzinho
l) flor florzinha Professor, é aconselhável comentar o em-
prego absurdo de “se atolou-se”.

VOCÊ OBSERVOU?
No diminutivo, a palavra que era
acentuada perde o acento:
Luisinho, chinesinho, Andrezinho,
sozinho, cafezinho.

PRÁTICA DE PRODUÇÃO
DE TEXTO

Leia o texto e crie outros diálogos.


Use a pontuação própria dos diálogos,
ou seja: dois-pontos (:), travessão (–),
118

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl08_114a130.indd 118 3/25/13 2:59 PM


16. Concordância nominal 1. Complete os espaços com o, a,
os, as.
Os adjetivos, os numerais, os artigos
e os pronomes flexionam-se de
acordo com o gênero e o número a) O Amazonas recebe muitos
dos substantivos a que se referem. A afluentes.
isso damos o nome de concordância
nominal.
A concordância nominal deve ocorrer b) As amazonas eram mulheres
nas seguintes situações. guerreiras, segundo uma lenda
I. artigo + substantivo: indígena.
o menino os meninos
a menina as meninas
c) A grama do jardim cresceu
II. pronome + substantivo: muito com as últimas chuvas.
Interroguei as alunas. Interroguei-as.
Interroguei o aluno. Interroguei-o.
d) Quero duzentos gramas de quei-
III. adjetivo + substantivo:
jo e trezentos de presunto.
o amigo aplicado
as amigas bonitas
e) Já encontraram o cabeça da
IV. predicativo + sujeito:
revolta.
O mar está calmo.
As praias parecem desertas.
f) A cabeça é a sede do pensa-
V. numeral + substantivo:
Comprei uma caneta. mento.
Comprei duas maçãs.
g) A Rádio Bola na Rede anunciou
I. Concordância do artigo com que o jogo foi cancelado.
o substantivo
h) O rádio está quebrado. Vou
A escola é foco de onde a luz irradia, a consertá-lo.
luz que aclara os tempos e as nações.
Concluindo i) O que dizia o telegrama?
O artigo concorda com o substantivo
em gênero e número.
j) Quanto é o grama do ouro?
119

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl08_114a130.indd 119 3/25/13 3:00 PM


II. Concordância do pronome com o seu – quanto – muito – algum – este
substantivo
a) Muitas pessoas assistiram à
Abriu as portas e fechou-as de cena.
imediato.
Colheu pêssegos e ameixas e comeu-
-os em seguida, por estar com fome. b) Este aluno é excelente.
Concluindo
O pronome concorda em gênero e c) Suas malas já estão prontas.
número com o substantivo a que se
refere.
Quando houver mais de um d) Algum aluno faltou hoje às aulas?
substantivo de gêneros diferentes, o
pronome vai para o masculino plural.
e) Quantas pessoas recebem
esse tipo de cuidado?
2. Empregue devidamente os prono-
mes o, a, os, as. III. Concordância do adjetivo com o
substantivo
a) Decorou a primeira e a segunda
parte da lição, porém esqueceu- REGRA A
O mar é belo e as praias, convidativas.
-as na hora da chamada.
Concluindo
O adjetivo concorda em gênero e número
b) Tinha um carro e uma bicicleta. com o substantivo a que se refere.
Vendeu-os ao ser transferido.

c) Quando acabar de ler os livros 4. Flexione o adjetivo de acordo com


e as revistas, devolva-os ao o substantivo a que se refere.
professor.
a) As verdes palmeiras e a densa
3. Complete as frases com os prono- vegetação cobrem a faixa litorâ-
mes a seguir, flexionando-os corre- nea .
tamente.

120

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl08_114a130.indd 120 3/25/13 3:00 PM


b) Enquanto caem as árvores ou faça-os concordar com o último
verdes e vibrantes , os arbus- substantivo.
tos espinhentos e acinzentados
avançam. a) Os cantores e as cantoras
c) A fauna sofreu grandes impactos. premiados(as) se apresentam
d) A tarde é da muda noite a amá- hoje na televisão.
vel precursora. As cantoras e os cantores pre-
e) Uma vontade enérgica é uma miados se apresentam hoje na
esperança quase realizada . televisão.
f) Os cardápios preparados pela
nutricionista continham receitas b) Acendemos o fogo com folhas e
novas e saudáveis . galhos secos .
g) Seu filho tem a cabeça cheia de Acendemos o fogo com galhos
preocupações. e folhas secas(os) .
h) As funcionárias contratadas on-
tem trouxeram ideias criativas, c) Nuvens e ventos ameaçadores
práticas e inovadoras . afugentaram a torcida.
Ventos e nuvens ameaçadoras(es)
afugentaram a torcida.
REGRA B
As laranjas e os mamões maduros já d) Fomos recebidos com cuidados
foram colhidos.
Os mamões e as laranjas maduras já e atenção especial(is) .
foram colhidas. Fomos recebidos com atenção
Concluindo e cuidados especiais .
O adjetivo posposto a dois ou mais
substantivos de gênero e número
diferentes ou vai para o masculino e) Tivemos, neste ano, professoras
plural ou concorda com o substantivo e professores atenciosos .
mais próximo.
Tivemos, neste ano, professores
e professoras atenciosas(os) .
5. De acordo com a regra B, comple-
te os adjetivos no masculino plural
121

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl08_114a130.indd 121 3/25/13 3:00 PM


f) Ficamos com as mãos e os pés d) Determinada a data e o local, o
atados . resto será fácil.
Ficamos com os pés e as mãos
atadas(os) . e) Ótimos planos e ideias teve meu
avô.
g) Há plantas e animais desconhe-
cidos . f) Perdida a coragem e o ânimo,
Há animais e plantas desconhe- nada de útil poderemos realizar.
cidas(os) .
g) Feitos os treinos e a preparação
psicológica, não nos será difícil
REGRA C enfrentar o adversário.
Anotada a regra e as observações, os
alunos podem retirar-se.
h) Li um livro sobre as misteriosas
Concluindo
Anteposto a dois ou mais substantivos, matas e mares de minha terra.
o adjetivo normalmente concorda com
o mais próximo.
i) Bonita bolsa e sapatos ela usa!

6. Flexione corretamente o adjetivo.


REGRA D
Admiro as torcidas palmeirense e
a) Despachadas as cartas e o tele-
corintiana.
grama, volte ao escritório. Admiro a torcida palmeirense e a
corintiana.
Concluindo
b) Derrubada a macieira e o pesse-
Quando dois adjetivos se referem ao
gueiro, podem queimar-lhes os mesmo substantivo precedido de artigo,
galhos. podemos escolher qualquer uma das
formas acima.

c) Arrumado o armário e a cama,


dirigi-me ao serviço.

122

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl08_114a130.indd 122 3/25/13 3:00 PM


7. Observe o modelo e faça o mesmo. 8. Passe as frases para o plural, ob-
servando a concordância entre o
Estudo / língua portuguesa / inglesa. sujeito e o predicativo. Siga o mo-
Estudo as línguas portuguesa e inglesa. delo.
Estudo a língua portuguesa e a inglesa.

O vale era verde.


Os vales eram verdes.
a) Falo / língua portuguesa / espa-
nhola.
Falo as línguas portuguesa e espanhola. a) A fábrica está fechada.
Falo a língua portuguesa e a espanhola. As fábricas estão fechadas.

b) Completei / curso médio / supe- b) A rosa é bonita.


rior. As rosas são bonitas.
Completei os cursos médio e superior.
Completei o curso médio e o superior. c) A árvore fica florida.
As árvores ficam floridas.
c) Aprecio / literatura inglesa / alemã.
Aprecio as literaturas inglesa e alemã. d) O professor parece preocupado.
Aprecio a literatura inglesa e a alemã. Os professores parecem preocupados.

e) A rua está deserta.


IV. Concordância do predicativo com As ruas estão desertas.
o sujeito
f) A fazenda é bonita.
REGRA A As fazendas são bonitas.
O mar está furioso.
Os mares estão furiosos. g) O carro está lotado.
Concluindo
Os carros estão lotados.
O predicativo concorda em gênero e
número com o sujeito.

123

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl08_114a130.indd 123 3/25/13 3:00 PM


h) O livro é necessário. c) aluno / aluna / continuar atento
Os livros são necessários. O aluno e a aluna continuam atentos.

i) O trem é veloz.
Os trens são velozes. d) filha / filho / ser amoroso
A filha e o filho são amorosos.

REGRA B
A cobra e o jacaré são perigosos. e) pai / mãe / ser severo
Concluindo
O pai e a mãe são severos.
Quando o sujeito é composto de
substantivos de gêneros diferentes,
o predicativo vai para o masculino
plural.
f) irmão / irmã / ser educado
O irmão e a irmã são educados.
9. Passe as frases para o plural, ob-
servando a concordância. Veja o
modelo.

REGRA C
rio / lagoa / estar limpo Vossa Excelência está convidado.
O rio e a lagoa estão limpos. Vossa Excelência está convidada.
Concluindo
a) tempestade / vento / ser des- O predicativo concorda com o sexo da
pessoa a quem nos dirigimos, quando o
truidor sujeito for um pronome de tratamento.
A tempestade e o vento são destruido-
res.
10. Siga o modelo e faça o que se
b) vale / serra / estar coberto de pede.
névoa
O vale e a serra estão cobertos de Vossa Majestade / ser generoso
névoa. (homem) Vossa Majestade é generoso.
(mulher) Vossa Majestade é generosa.

124

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl08_114a130.indd 124 3/25/13 3:00 PM


a) Vossa Excelência / ser honesto d) É bo a a hora para o governo
(homem) Vossa Excelência é honesto. realizar o projeto.
(mulher) Vossa Excelência é honesta.
e) São necessários muitos pontos
b) Sua Alteza / estar acamado. para vencer.
(homem) Sua Alteza está acamado.
(mulher) Sua Alteza está acamada. f) É proibido jogar bola neste local.

REGRA D V. Concordância do numeral com


É necessário prudência. o substantivo
É necessária a prudência.
É proibido entrada de pessoas estranhas.
REGRA A
É proibida a entrada de pessoas
1) A família foi convidada para
estranhas.
a primeira e segunda reunião.
Concluindo ↓ ↓
As expressões é necessário, é artigo substantivo no singular
bom, é proibido permanecem
A família foi convidada para
invariáveis quando não houver artigo
a primeira e segunda reuniões.
determinando o sujeito.
↓ ↓
artigo substantivo no plural

2) A família foi convidada para


11. Complete as expressões das fra- a primeira e a segunda reunião.
ses. ↓ ↓ ↓
artigo artigo substantivo no
singular
a) É necessário muita força de von- No exemplo 1, o artigo foi colocado
antes do numeral “primeira” e não foi
tade para vencer.
colocado antes do numeral “segunda”.
Nesse caso, o substantivo pode ficar no
b) É proibida a venda de ingressos singular ou no plural.
No exemplo 2, o artigo foi colocado
na fila. antes do numeral “primeira” e também
foi colocado antes do numeral
“segunda”. Nesse caso, o substantivo
c) É necessária a sua simpatia para deve ficar no singular.
lidar com o público.

125

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl08_114a130.indd 125 3/25/13 3:00 PM


Concluindo e) Os alunos do oitavo e nono ano/
Quando o artigo aparece antes do anos (ano/anos) fizeram o
primeiro elemento que antecede o
trabalho com dedicação.
substantivo (veja numerais destacados
nas frases), o substantivo pode ficar no
singular ou pode ir para o plural.
REGRA B
Quando o artigo aparece antes do
1) Os parágrafos primeiro e segundo
primeiro e também do segundo
não estão claros.
elemento que antecedem o substantivo
(veja numerais destacados nas frases), 2) Os parágrafos primeiro, segundo e
o substantivo não vai para o plural. terceiro não estão claros.
Concluindo
O substantivo deve ficar no plural
quando dois ou mais numerais
12. Observe o uso do artigo e coloque aparecerem depois dele, determinando-o.
o substantivo entre parênteses no
singular ou no plural.
a) As crianças foram chamadas 13. Complete as frases, colocando o
para a terceira e a quarta eta- substantivo entre parênteses no
pa (etapa/etapas) da prova. singular ou no plural.
a) Não concordo com a primeira
b) Os candidatos foram convoca- e a terceira observação (ob-
dos para a primeira e segunda servação/observações) da ata.
chamada/chamadas (chama-
da/chamadas) do concurso. b) As cláusulas (A cláusula/As
cláusulas) sétima e oitava do
c) Reserve a primeira e segunda fi- contrato não me favorecem.
leira/fileiras (fileira/fileiras) para
os atletas chineses. c) As cláusulas (A cláusula/As
cláusulas) sétima, oitava e nona
d) O jornal deu mais destaque para do contrato não me favorecem.
o terceiro e o quarto lugar (lu-
gar/lugares) da competição do d) Prefiro ler primeiro o quinto e
que para o primeiro e segundo sexto volume/volumes
lugar/lugares (lugar/lugares). (volume/volumes).
126

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl08_114a130.indd 126 3/25/13 3:00 PM


e) Os itens (O item/Os itens) se- adjetivo: questionável/questionador
gundo e terceiro do documento substantivo: questionamento
estão claros, mas não posso di- f) verbo: marcar
zer o mesmo do primeiro e do adjetivo: marcado
quarto item (item/itens). substantivo: marcação

ORTOGRAFIA – VAMOS
ESCREVER CERTO? LEMBRE-SE!
Por quê deve ser escrito
separadamente e com acento
1. Preencha as lacunas escrevendo o circunflexo quando aparecer isolado
ou no final de uma frase.
verbo, o adjetivo ou o substantivo Estou feliz sem saber por quê.
correspondente às palavras dadas. Ela não veio por quê?
Não sei por quê, me deu vontade
Veja o modelo.
de chorar.

A vírgula é considerada como


verbo: oprimir final de frase
adjetivo: oprimido Essa regra de acentuação também
substantivo: opressão vale para o quê.
Jorge queixa-se não sei de quê.
Trabalha sem saber para quê.
a) verbo: decidir Acentuam-se ainda o quê e o porquê
adjetivo: decidido quando forem palavras substantivadas.
Ela tem um quê de misterioso no
substantivo: decisão olhar.
b) verbo: perder Você sabe o porquê de tanta alegria?
adjetivo: perdido
substantivo: perdição
c) verbo: angustiar 2. Acentue o que e o por que quando
adjetivo: angustiado necessário.
substantivo: angústia
d) verbo: imprimir a) Você estava falando de quê?
adjetivo: impresso
substantivo: impressão b) Por que você me chamou?
e) verbo: questionar
127

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl08_114a130.indd 127 3/25/13 3:00 PM


c) Você me chamou por quê? c) Atribuímos o fracasso à falta de
empenho.
d) Para que serve esse instrumento?
d) Demos início à contagem dos vo-
e) Esse instrumento serve para quê? tos.

f) Existe sempre um quê de ironia e) O ônibus chegou à estação às


em suas palavras. seis horas.

g) Tinha um quê de meigo em seu f) Voltavam de uma excursão à ci-


sorriso. dade de Caxias.

h) Estou aqui sem saber por quê. g) Escrevam a lápis.

i) Nem sei por que ele agiu de tal h) Hoje ele pinta quadros a óleo.
forma.
i) Fomos a pé e voltamos a ca-
j) Eu não sei o porquê de tanta valo.
confusão.
j) Não costumo ir a bailes nem a
k) Ninguém sabia o porquê de sua cinemas.
renúncia.
k) Compro à vista e vendo a prazo.
l) Por que você não foi à escola?
l) Usava calçados à Luís XV.
3. Use o acento grave para indicar
crase quando necessário. m) Não dê ouvidos a pessoas es-
tranhas.
a) Não digas nada a ninguém.
n) Tenho uma blusa igual à sua.
b) Todos compareceram à reunião.
128

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl08_114a130.indd 128 3/25/13 3:00 PM


o) Pedi informações a várias pes- ( X ) tóxico tóxico
soas. ( ) exercício exercício
( ) exagerado exagerado
p) Nos próximos dias irei a Curitiba. ( ) êxodo êxodo
( X ) excesso excesso
q) Vou à Bahia de avião. ( ) exército exército
( ) exaltar exaltar
r) Fiz um passeio à antiga casa de ( ) exame exame
meus avós.
PRÁTICA DE PRODUÇÃO
s) Precisamos ir à Casa Vermelha DE TEXTO
para comprar sementes.
Baseie-se no fragmento a seguir e
t) Ficaram frente a frente discutin- crie um texto que apresente um mundo
do o assunto. oposto ao descrito pelo autor.

u) Não se referiu a mim e sim a (...) a gente vive num mundo anormal,
sádico, doente, sanguinário, onde a
Vossa Excelência. regra é a falta de regras (...)
Acrescente a tudo isso a poluição
v) Peço às senhoras que me atmosférica, a poluição sonora, a poluição
moral, a degradação dos costumes, a
acompanhem. falência dos serviços públicos, o colapso
do trânsito, a morte da urbanidade, da
cordialidade, da solidariedade humanas.
w) A casa pode ruir a qualquer mo- (...)
mento. Luís Martins. Ciranda dos ventos.
São Paulo: Moderna, s.d.

4. Reescreva as palavras e assinale


aquelas em que o x não tem o som Como seria um mundo ideal? Des-
de z. creva-o. Quem viveria nele? Como se-
( ) exibir exibir riam as pessoas?
( ) exigente exigente
( ) exilar exilar
129

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl08_114a130.indd 129 3/25/13 3:00 PM


130

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl08_114a130.indd 130 3/25/13 3:00 PM


17. Concordância verbal

Caulos

Caulos. Jornal do Brasil. Rio de Janeiro, 1978.

131

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl09_131a143.indd 131 3/25/13 2:59 PM


1. Por que a forma verbal tem não está 5. Faça o verbo concordar com o su-
acentuada no primeiro e no quarto jeito em número e pessoa no pre-
quadrinhos, mas está no segundo? térito perfeito do indicativo. Siga o
Porque no primeiro e no quarto quadrinhos modelo.
tem está no singular (sujeitos: nosso céu,
minha terra). No segundo, está acentua-
Eu pesquisei as profundezas do mar.

da porque está no plural (sujeito: nossas


várzeas). a) Tu pesquisaste as profundezas
do mar.
2. Que forma verbal está subentendi-
da no terceiro quadrinho? b) Ele pesquisou as profundezas
tem – singular (sujeito: nossa vida tem) do mar.

3. No quinto quadrinho, com que pa- c) Nós pesquisamos as profunde-


lavra está concordando a forma zas do mar.
verbal sou?
Com o pronome eu. d) Vós pesquisastes as profunde-
zas do mar.
4. Se fossem dois ou três sabiás “falan-
do”, como ficaria a frase no plural? e) Eles pesquisaram as profunde-
Os sabiás somos nós. zas do mar.

REGRA A verbo no plural


REGRA B
Eu via o pôr do sol.
O frio e o cansaço me deixaram
↓ ↓
singular
sonolento.

sujeito composto
Nós víamos o pôr do sol. (antes do verbo)
↓ ↓
plural
O verbo vai para a 3a pessoa do
O verbo concorda com o sujeito plural quando o sujeito é composto
simples em número e pessoa. (3a pessoa + 3a pessoa) e anteposto
ao verbo.

132

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl09_131a143.indd 132 3/25/13 3:00 PM


6. Faça como no modelo. f) preguiça – necessidade – andar
de mãos dadas (pres. ind.)
sabiá – canário – cantar – pela manhã A preguiça e a necessidade andam de
(pres. ind.)
mãos dadas.
O sabiá e o canário cantam pela manhã.

a) rato – barata – transmitir – doen-


ças (pret. perf. ind.) REGRA C
O rato e a barata transmitiram doenças. Então falaram o aluno e a aluna.
↓ ↓
verbo no plural sujeito composto
b) leão – tigre – ser – animais ferozes (depois do verbo)

(pres. ind.) ou

O leão e o tigre são animais ferozes. Então falou o aluno e a aluna.


↓ ↓
verbo no singular sujeito composto
c) vento – chuvas fortes – destruir (depois do verbo)
– casas (pret. perf. ind.)
Se o sujeito composto é posposto
O vento e as chuvas fortes destruíram ao verbo, este irá para o plural ou
casas. concordará com o substantivo mais
próximo.

d) pinheiro – peroba – resistir –


tempestades (fut. pres. ind.) 7. Faça como no modelo.
O pinheiro e a peroba resistirão às
tempestades. parar – táxi – ônibus
Pararam o táxi e o ônibus.
Parou o táxi e o ônibus.

e) água – eletricidade – movimen-


tar – moinhos (fut. pret. ind.) a) sair – mãe – filha
A água e a eletricidade movimentariam Saíram a mãe e a filha.
moinhos. Saiu a mãe e a filha.

133

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl09_131a143.indd 133 3/25/13 3:00 PM


b) apresentar-se – cantor – cantora eu – ele – saber – lições
Eu e ele sabemos as lições.
Apresentaram-se o cantor e a cantora.
Apresentou-se o cantor e a cantora.
a) eu – ela – conversar – muito
Eu e ela conversamos muito.
c) aqui – reinar – paz – felicidade
Aqui reinaram a paz e a felicidade. b) eu – tu – achar – este livro –
Aqui reinou a paz e a felicidade. barato
Eu e tu achamos este livro barato.

d) morrer – piloto – um tripulante c) tu – ela – plantar – flores


Morreram o piloto e um tripulante. Tu e ela plantais flores.
Morreu o piloto e um tripulante.
d) eu – tu – ele – sair – cedo
Eu, tu e ele saímos cedo.

REGRA D
Eu e tu sairemos de manhã. e) ela – ele – nunca – brigar
Eu, tu e ele sairemos de manhã. Ela e ele nunca brigam.
Tu e ele saireis de manhã.
Você e ele sairão de manhã.
Quando o sujeito for composto e de f) você – eu – ser – amigos
pessoas diferentes, o verbo vai para Você e eu somos amigos.
o plural de acordo com a pessoa
mais importante:
• a 1a pessoa é mais importante g) ela – tu – trabalhar – arduamente
que a 2a e a 3a; Ela e tu trabalhais arduamente.
• a 2a pessoa é mais importante que
a 3a.
h) tu – eles – ser – da mesma ori-
gem
8. Faça como no modelo, empregan- Tu e eles sois da mesma origem.
do os verbos no presente do indi-
cativo, de acordo com as pessoas
verbais.
134

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl09_131a143.indd 134 3/25/13 3:00 PM


REGRA E c) ele trabalhar na empresa – haver
Há meses que não o vejo. cinco anos
Havia anos que este fenômeno não
Ele trabalha na empresa há cinco anos.
ocorria.
Faz horas que o trem partiu. Ele trabalhava na empresa havia cinco
Residia na fazenda fazia anos. anos.

O verbo haver, no sentido de


existir, ou referindo-se a tempo, é d) só haver um meio – ele desistir
impessoal, não admite sujeito. O
mesmo sucede com o verbo fazer, da ideia.
referindo-se a tempo. Nesses casos, Só há um meio de ele desistir da ideia.
os verbos haver e fazer ficam na 3a
Só havia um meio de ele desistir da
pessoa do singular.
ideia.

9. Faça como no modelo: empregue e) haver flores – no vaso


os verbos no presente e no pretéri- Há flores no vaso.
to imperfeito do indicativo. Havia flores no vaso.

haver – milhares de peixes na rede


Há milhares de peixes na rede.
Havia milhares de peixes na rede.
REGRA F
Rui ou Mário será o vencedor.
O ontem ou o hoje nos trarão
a) fazer anos – ele não aparecer
saudades.
Faz anos que ele não aparece.
Se o ou indicar exclusão, o verbo
Fazia anos que ele não aparecia. concorda com o núcleo do sujeito
mais próximo. Se o verbo se referir a
todos os núcleos do sujeito, irá para
o plural.
b) haver duas horas – eu estar es-
perando
Há duas horas que eu estou esperando. 10. De acordo com a regra F, empre-
Havia duas horas que eu estava espe- gue os verbos no futuro do presen-
rando. te, na forma singular ou plural. Siga
o modelo.
135

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl09_131a143.indd 135 3/25/13 3:00 PM


Brasil ou Japão – ser campeão mundial 11. Faça como no modelo: empregue
O Brasil ou o Japão será campeão os verbos no pretérito perfeito do
mundial.
indicativo.

a) este remédio ou aquele – fazer assembleia – aprovar – projeto


A assembleia aprovou o projeto.
efeito
Este remédio ou aquele farão efeito.
a) quadrilha – assaltar – banco
A quadrilha assaltou o banco.
b) Viviane ou Patrícia – ser eleita
secretária b) caravana – seguir – em frente
Viviane ou Patrícia será eleita secretária. A caravana seguiu em frente.

c) banca – aprovar – candidato


c) a Williams ou a MacLaren – ven- A banca aprovou o candidato.
cer a corrida
A Williams ou a MacLaren vencerá a REGRA H
corrida. Um bando de papagaios sobrevoou a
floresta.
(Sobrevoou concorda com bando.)
d) Um grito ou uma gargalhada for-
Um bando de papagaios sobrevoaram a
te – acordar o bebê floresta.
Um grito ou uma gargalhada forte acor- (Sobrevoaram concorda com papagaios.)
darão o bebê. Se o sujeito coletivo for seguido
de substantivo no plural, o verbo
poderá ficar no singular ou ir para o
plural.
REGRA G
A classe levantou-se quando o diretor
apareceu.
12. Empregue os verbos no pretérito
O sujeito coletivo (singular) pede o imperfeito do indicativo, escolhen-
verbo no singular.
do a forma singular ou plural.

136

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl09_131a143.indd 136 3/25/13 3:00 PM


a) rebanho de ovelhas – pastar na REGRA I
imensa campina Médicos, remédios, mudança de clima,
nada pôde curá-lo.
Um rebanho de ovelhas pastava (ou
pastavam) na imensa campina.
Quando a palavra nada vier no fim
de uma enumeração, resumindo-a,
o verbo fica no singular. O mesmo
acontece com as palavras tudo,
ninguém etc.
b) bando de patos – voar em dire-
ção ao sul
Um bando de patos voava (ou voavam) 13. Empregue os verbos no pretérito
em direção ao sul. perfeito do indicativo.

a) Pai, mãe, parentes, amigos,


c) nuvem de gafanhotos – atacar a ninguém conseguiu fazê-lo voltar.
plantação (conseguir)
Uma nuvem de gafanhotos atacava (ou
atacavam) a plantação. b) A iluminação, os enfeites, a mú-
sica, tudo contribuiu para o
brilho da festa. (contribuir)
d) elenco de artistas conhecidos –
apresentar-se naquela noite. c) A brisa, o perfume das flores, a
Um elenco de artistas conhecidos apre- paisagem, os pássaros, o sol,
sentava-se (ou apresentavam-se) naque- tudo ajudou para que tivéssemos
la noite. um excelente passeio. (ajudar)

d) Lucros, fortuna, festas, alegrias


e) ramalhete de flores – enfeitar a ruidosas, promessas fabulosas,
mesa nada lhe interessou naquele
Um ramalhete de flores enfeitava (ou momento. (interessar)
enfeitavam) a mesa.
e) Admoestações, avisos, conse-
lhos, tudo foi em vão. (ser)
137

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl09_131a143.indd 137 3/25/13 3:00 PM


REGRA J 15. Faça as duas concordâncias no
Já deram onze horas? pretérito perfeito do indicativo. Siga
Soaram sete horas.
o modelo.
Soou apenas uma badalada.
Bateu uma hora.
esta música – eu – compor
Os verbos bater, soar e dar
concordam com o sujeito, que Esta música, fui eu que a compus.
pode ser hora(s) (claro ou oculto/ Esta música, fui eu quem a compôs.
desinencial), badaladas, relógio.

a) este vaso – tu – quebrar


14. Empregue corretamente os verbos Este vaso, foste tu que o quebraste.
dar, bater, soar no pretérito perfei- Este vaso, foste tu quem o quebrou.
to do indicativo.
b) esta ideia – nós – ter
a) Já deram três horas. (dar) Esta ideia, fomos nós que a tivemos.
Esta ideia, fomos nós quem a teve.
b) O relógio bateu duas horas da
manhã. (bater) c) este livro – vós – escrever
Este livro, fostes vós que o escrevestes.
c) Soaram cinco ou seis horas? (soar) Este livro, fostes vós quem o escreveu.

d) Soaram duas horas ou soou


uma hora e quinze? (soar) REGRA L
Na infância tudo são alegrias.
REGRA K Quando o sujeito for tudo, isto, isso
ou aquilo, o verbo ser concorda com
Fui eu que fechei a porta.
o predicativo.
Fui eu quem fechou a porta.
Com o pronome que, o verbo concorda
com o sujeito da oração principal:
eu que fechei (...). 16. Complete as frases, empregando o
Com o pronome quem, o verbo vai verbo ser no tempo verbal indicado
para a 3a pessoa: eu quem fechou
entre parênteses.
(...).

138

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl09_131a143.indd 138 3/25/13 3:00 PM


a) Isso são os ossos do ofício. d) O futuro são as profissões
(presente do ind.) ligadas à tecnologia.

b) Na vida, tudo são ilusões. e) A escola são os ensinamen-


(presente do ind.) tos e sobretudo a educação que
nela recebemos.
c) Isto é intriga da oposição.
(presente do ind.) 18. Justifique a concordância verbal.

d) Aquilo foi suficiente para a) Havia pessoas brincando na praia.


incomodá-lo. O verbo haver, no sentido de existir, é
(pret. perf. do ind.) impessoal e fica na 3a pessoa do sin-
gular.

REGRA M
A comida eram uns pedaços de pão velho. b) Várias pessoas haviam visto o
Quando o sujeito for um nome papagaio.
singular e o predicativo estiver no O verbo haver, nesse caso, equivale a
plural, o verbo ser vai para o plural,
concordando com o predicativo. ter e é pessoal, concordando com o
sujeito (várias pessoas).

17. Empregue devidamente o verbo c) Faz dias que não sonho.


ser no presente do indicativo. O verbo fazer, com referência a tempo,
é impessoal e fica na 3a pessoa do
a) A felicidade são os momentos singular.
alegres da vida.
d) Os índios fazem belíssimos arte-
b) Nós somos distraídos. sanatos.
Nesse caso, o verbo fazer é pessoal e
c) O Brasil são vocês todos. concorda com o sujeito (os índios).

139

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl09_131a143.indd 139 3/25/13 3:00 PM


e) Um bando de andorinhas cruza- ORTOGRAFIA – VAMOS
ram o céu. ESCREVER CERTO?
Nesse caso, como o coletivo é acom-
panhado de substantivo no plural, o 1. Escreva na cruzadinha o que se
verbo pode ficar no singular ou ir para pede.
o plural.
f) Passou o golfinho e o peixe de 1. Ela trouxe um feixe de lenha. (núcleo do
asas em grande velocidade. objeto direto)
Nesse caso, como o sujeito é composto 2. A experiência conta muito na profissão.
e vem após o verbo, este pode ir para (núcleo do sujeito)
o plural ou concordar com o núcleo do 3. As gravuras estavam fixas na parede.
sujeito mais próximo. (predicativo do sujeito)
4. O chefe tem suas exigências. (núcleo do
19. Encaixe a expressão é que nas fra- objeto direto)
ses abaixo. Veja o modelo. 5. Os jovens têm necessidade de exemplos.
(complemento nominal)
Eu fui escolhido. 6. O mexeriqueiro exagera nas fofocas. (nú-
Eu é que fui escolhido!
cleo do predicado)
7. Tivemos êxito nos exames. (objeto direto)
a) Eu mando aqui. 8. Chegou na hora exata. (adjunto adnominal)
Eu é que mando aqui!
8
1 F E I X E
b) Nós dissemos a verdade. 5 6 X
Nós é que dissemos a verdade! 2 E X P E R I Ê N C I A
X X T
E A 3 F I X A S
c) Eles são inteligentes.
M G 7
Eles é que são inteligentes! P 4 E X I G Ê N C I A S
L R X
d) Nós ganhamos o jogo. O A I
S T
Nós é que ganhamos o jogo!
O

140

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl09_131a143.indd 140 3/25/13 3:00 PM


Observe a pronúncia do x nas palavras h) exercer exercer
destacadas.
Eu pedi auxílio à secretária. i) exigir exigir
A corrida não exigiu muito esforço.
O salário é baixo. j) exibição exibição
Fixei os olhos no quadro e emocionei-
-me.
x = ch
Você pode perceber que o x pode ser
pronunciado de quatro maneiras.
k) embaixo embaixo

2. Leia as palavras a seguir em voz l) faxina faxina


alta e copie-as.
m) vexame vexame
x=s
n) bexiga bexiga
a) próximo próximo
o) mexerica mexerica
b) máximo máximo
x = cs
c) trouxe trouxe
p) complexo complexo
d) aproximação aproximação
q) reflexão reflexão
e) auxiliar auxiliar
r) tóxico tóxico
x=z
s) anexo anexo
f) exato exato
t) fixo fixo
g) executar executar

141

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl09_131a143.indd 141 3/25/13 3:00 PM


3. Dê outros exemplos de palavras em PRÁTICA DE PRODUÇÃO
que o x tem o mesmo som apre- DE TEXTO
sentado na palavra exploração.
Na página 131, você leu uma histó-
a) Respostas pessoais. Sugestão: expressão ria em quadrinhos que tem como tema
um problema ambiental: o desmata-
b) Sugestão: texto mento. Escreva um texto que trate de
um problema brasileiro atual que, em
c) Sugestão: experiência sua opinião, precisa ser solucionado
prioritariamente.
d) Sugestão: explicar

e) Sugestão: exposição

4. Escreva os substantivos corres-


pondentes aos verbos.

confeccionar confecção

a) infeccionar infecção

b) friccionar fricção

c) convencer convicção

d) sugar sucção

e) cozer cocção

f) seccionar (ou secionar) secção ou


seção
142

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl09_131a143.indd 142 3/25/13 3:00 PM


ANOTAÇÕES

143

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl09_131a143.indd 143 3/25/13 3:00 PM


18. Estrutura das palavras consoante entre os elementos que
formam certas palavras. São a
vogal e a consoante de ligação.
Radical é a parte invariável de uma
café + cultura → cafeicultura
palavra, ou seja, é a parte comum a
diversas palavras da mesma família. gás + metro → gasômetro
pau + ada → paulada
terra – aterro – térreo – enterrar

Prefixos são elementos que se


antepõem ao radical para formar
novas palavras. 1. Sublinhe os radicais das seguintes
feliz – infeliz famílias de palavras.
ver – rever a) cruz
leal – desleal
cruzeiro
Sufixos são elementos que se cruzada
pospõem ao radical para formar
novas palavras. cruzamento
rico – ricaço encruzilhada
lugar – lugarejo cruzar
Vogal temática é a que indica a b) dente
conjugação a que pertencem os
dentição
verbos.
arrastar dentista
fazer dentadura
abrir desdentado
Desinência é a terminação dentuço
das palavras. Pela desinência,
descobrimos o gênero, o número e
a pessoa verbal das palavras.
menino – masculino singular País quer reduzir
menina – feminino singular
meninos – masculino plural
emigração diminuindo
meninas – feminino plural desemprego
amamos – 1a pessoa do plural
Vogal e consoante de ligação
Para facilitar a pronúncia e também 2. Que prefixo está indicando falta de
por motivos de eufonia (bom som),
introduzimos uma vogal ou uma emprego no país?
des-(emprego)
144

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 144 3/25/13 3:00 PM


3. “País quer reduzir emigração”. Se o k) estrutura infraestrutura
país quisesse reduzir a entrada de
pessoas, que palavra usaria? l) muscular intramuscular
Imigração (imigrar: vir para).
m) diretor vice-diretor, subdiretor
4. Forme novas palavras empregando
os prefixos do quadro. n) Atlântico transatlântico

ante- co- i- multi- o) alimentado subalimentado


bi- con- in- sub-
bis- des- infra- trans-
p) cidadão concidadão
circum- extra- intra- vice-

a) campeão bicampeão 5. Forme palavras usando os sufixos


do quadro, fazendo as adaptações
b) pôr antepor necessárias. Veja o modelo.

c) avô bisavô cruel crueldade / rico ricaço

d) navegação circum-navegação -eza -udo -ista -dade -mento


-ense -ança -oso -ura -aço

e) fazer desfazer
a) real realista, realeza
f) ordinário extraordinário b) barba barbudo
c) rico riqueza
g) autor coautor d) lembrar lembrança
e) doce doçura
h) legível ilegível f) pensar pensamento
g) Paraná paranaense
i) felicidade infelicidade h) veneno venenoso
i) cansar cansaço
j) nacional multinacional
145

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 145 3/25/13 3:00 PM


6. Associe os prefixos às ideias que 8. Observe o modelo e indique os ele-
eles transmitem. mentos que compõem a forma ver-
I. movimento para a frente bal.
II. movimento para trás
III. movimento para além de I – cantavas
IV. oposição
cant a va s
V. movimento para fora
r v s d
VI. movimento para dentro
a) radical (responsável pelo sentido bá-
VII. em grau superior
sico da palavra) r
b) vogal temática (indica 1a conjugação) v
( II ) regresso c) sufixo (indica tempo pretérito im-
( I ) progresso perfeito e modo indicativo) s
d) desinência (indica 2a pessoa do sin-
( IV ) contradizer
gular) d
( V ) exportar
( III ) ultrapassar
( VII ) arqui-inimigo II – cantávamos
( VI ) introduzir
cant á va mos
r v s d
7. Ligue os sufixos às ideias que eles
transmitem. a) radical (responsável pelo sentido básico da
palavra) r
temporada pequenez
cãozinho profissão b) vogal temática (indica 1a conjugação) v
barbeiro duração prolongada
pianista abundância
sergipano praticante de uma c) sufixo (indica tempo pretérito imperfeito e
atividade modo indicativo) s
barbudo origem
d) desinência (indica 1a pessoa do plural) d

146

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 146 3/25/13 3:00 PM


9. Observe as palavras: pedra, pe- c) marca, marcador, marcar, des-
dreiro, pedreira, pedroso, pedraria, marcar, remarcar, desmarcado,
pedregulho, pedrisco, empedrado, remarcação...
apedrejar, pedrada...
PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE
PALAVRAS COMPOSTAS
a) Na lista acima, qual é a palavra
Há dois processos de formação de
primitiva? pedra palavras: a composição e a derivação.
Na composição, temos duas ou mais
b) E as outras palavras, como se palavras que se unem para formar
uma nova palavra, com novo sentido.
chamam? derivadas
A composição pode ocorrer por
justaposição ou por aglutinação.
c) Qual é o elemento invariável, co- a) Justaposição – duas ou mais
palavras se unem sem qualquer
mum a todas elas? pedr modificação na forma:
pica-pau, televisão, luso-brasileiro,
couve-flor.
d) Como se chama o elemento
b) Aglutinação – as palavras se
invariável, comum a todas as fundem com a queda de um ou
palavras de uma mesma família? mais elementos:
aguardente (água + ardente),
radical planalto (plano + alto).
Na derivação, acrescentam-se
10. Sublinhe o radical destas palavras prefixos e sufixos a uma palavra
para formar outras palavras.
cognatas.
lugarejo → lugar + ejo

Palavras cognatas são palavras que


possuem a mesma origem, o mesmo
radical. ONOMATOPEIA
É um outro processo de formação de
palavras. É a representação aproximada
– por meio de palavras – dos sons e
a) escola, escolar, escolaridade, ruídos da natureza, de objetos e dos
escolarizar, escolarização, esco- sons que os animais emitem.
tique-taque (do relógio)
lástico, escolinha...
bi-bi (da buzina)
b) frio, friorento, friagem, esfriar, au-au (voz do cão)
frialdade, resfriar, resfriado, fria...
147

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 147 3/25/13 3:00 PM


11. Observe o quadro e responda às 12. Complete as definições a seguir.
questões. • Quando as palavras se juntam
sem nenhuma modificação, te-
GRUPO A mos a justaposição .
passatempo (passa + tempo) • Quando as palavras se juntam e
televisão (tele + visão)
sofrem modificação, temos a aglu-
vaivém (vai + vem)
sempre-viva (sempre + viva) tinação .
guarda-roupa (guarda + roupa)
13. Escreva nas respostas:
GRUPO B
aguardente (água + ardente)
embora (em + boa + hora) justaposição, se não houve perda de
pernalta (perna + alta) elementos.
pernilongo (perna + longo) aglutinação, se houve modificação dos
planalto (plano + alto) elementos.

a) Em que grupo as palavras se a) fidalgo (filho de algo)


juntaram sem perda de letras? aglutinação
Grupo A.
b) arco-íris (arco + íris)
b) Como se chama o tipo de for- justaposição
mação de palavras do grupo
A, em que as palavras simples- c) automóvel (auto + móvel)
mente se juntam, sem perda de justaposição
letras? Justaposição.
d) monocultura (mono + cultura)
c) Em que grupo as palavras se justaposição
juntam, mas perdem ou mudam
as letras? Grupo B. e) girassol (gira + sol)
justaposição
d) Como se chama o tipo de for-
mação de palavras do grupo B? f) hidrelétrica (hidro + elétrica)
Aglutinação. aglutinação
148

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 148 3/25/13 3:00 PM


g) extraordinário (extra + ordinário) anormal internacional
justaposição antebraço ingerir
cisplatino intramuscular
h) santelmo (santo + Elmo) compor intrometer
aglutinação conter justapor
contradizer opor
14. Escreva no plural. decair percorrer
desfazer perfurar
a) girassol girassóis desviar pospor
embarcar refazer
b) painel painéis enterrar retroceder
entreabrir sobrepor
c) carretel carretéis escorrer subdelegado
exportar superpovoado
d) pincel pincéis extrair transpor
extraoficial ultrapassar
e) caracol caracóis extraviar vice-reitor

f) lençol lençóis 16. Use os sufixos do quadro para for-


mar palavras no grau diminutivo.
g) coronel coronéis
-inha -ino -eta -ola
-inho -eco -ote -acho
h) anzol anzóis -icha -im -ejo -cula
-ucho -ebre -ela -ico

i) rouxinol rouxinóis a) lugar lugarejo

j) hotel hotéis b) barba barbicha

15. Sublinhe o prefixo das palavras. c) rua ruela


abster ilegal
adjunto impermeável d) gordo gorducho
149

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 149 3/25/13 3:00 PM


e) rapaz rapazola SUFIXO -EZA
Estou certo de que venceremos.
Tenho certeza da vitória.
f) casa casebre
certo certeza
↓ ↓
g) velho velhote adjetivo substantivo

h) burro burrico 1. Escreva substantivos abstratos


derivados dos adjetivos.
i) voz vozinha
a) firme firmeza
j) sala saleta
b) leve leveza
k) cão cãozinho
c) grande grandeza
l) gota gotícula
d) pobre pobreza
m) pequeno pequenino
e) nobre nobreza
n) espada espadim
f) duro dureza
o) rio riacho
g) belo beleza
p) jornal jornaleco
h) baixo baixeza

ORTOGRAFIA – VAMOS i) lerdo lerdeza


ESCREVER CERTO?
j) esperto esperteza

150

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 150 3/25/13 3:00 PM


2. A que conclusão você chega a res- h) abuso abusar
peito da grafia dos substantivos
abstratos derivados de adjetivos i) pesquisa pesquisar
terminados em -e e -o?
Esses substantivos terminam pelo sufixo j) improviso improvisar
-eza.

PRÁTICA DE PRODUÇÃO
DE TEXTO
análise → analisar
↓ ↓
substantivo verbo
Crie um texto sobre o tema: Os
Quando o substantivo ou o adjetivo prós e os contras do uso da internet.
tem s no seu radical, o verbo derivado
também o terá.

3. Escreva os verbos que derivam dos


substantivos e adjetivos a seguir.

a) represa represar

b) piso pisar

c) aviso avisar

d) peso pesar

e) liso alisar

f) preciso precisar

g) friso frisar
151

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 151 3/25/13 3:00 PM


ANOTAÇÕES

152

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 152 3/25/13 3:00 PM


Apêndice Vega. Às vezes, um galo canta. Às vezes,
um avião passa. Tudo está certo, no seu
lugar, cumprindo o seu destino. E eu me
Textos para interpretação e sinto completamente feliz.
atividades complementares Mas, quando falo dessas pequenas
felicidades certas, que estão diante de
cada janela, uns dizem que essas coisas
ARTE DE SER FELIZ não existem, outros que só existem
diante das minhas janelas, e outros,
Houve um tempo em que minha janela se
finalmente, que é preciso aprender a
abria sobre uma cidade que parecia feita
olhar, para poder vê-las assim.
de giz. Perto da janela havia um pequeno
jardim quase seco. Era numa época de Cecília Meireles. Escolha o seu sonho. 3. ed.
Rio de Janeiro: Record, 1968.
estiagem, de terra esfarelada, e o jardim
parecia morto. Mas todas as manhãs vinha
um pobre homem com um balde, e, em
silêncio, ia atirando com a mão umas 1. De onde a autora contempla os ce-
gotas de água sobre as plantas. Não era
uma regra: era uma espécie de aspersão nários descritos no texto?
ritual, para que o jardim não morresse. E De sua janela.
eu olhava para as plantas, para o homem,
para as gotas de água que caíam de
seus dedos magros, e meu coração ficava 2. Todos pensam como a autora e
completamente feliz.
acreditam que existe felicidade nas
Às vezes abro a janela e encontro o
jasmineiro em flor. Outras vezes encontro pequenas coisas?
nuvens espessas. Avisto crianças que Nem todos pensam como a autora do texto.
vão para a escola. Pardais que pulam
pelo muro. Gatos que abrem e fecham os
olhos, sonhando com pardais. Borboletas
brancas, duas a duas, como refletidas no
espelho do ar. Marimbondos que sempre 3. E você, com qual das opiniões do
me parecem personagens de Lope de final do texto você concorda?
Resposta pessoal.
Gaiola Estúdio

4. O que significa “aprender a olhar”?


Resposta pessoal. (Sugestão: saber observar
detalhes, ter sensibilidade, descobrir o lado
bom das coisas.)

153

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 153 3/25/13 3:00 PM


5. Assinale a alternativa que traz uma Como cidadã, quero convidar você a
das mensagens do texto. acreditar neste sonho. A contribuir para
torná-lo realidade, apoiando os muitos
a) ( ) Todas as pessoas são felizes. movimentos sociais que trabalham pela
b) ( ) A felicidade não existe nas paz e pela superação das desigualdades.
E, em especial, agindo pelas garantias e
pequenas coisas. direitos previstos no Estatuto da Criança
c) ( X ) Podemos encontrar a felici- e do Adolescente.
Como artista, ofereço a linguagem
dade nas pequenas coisas,
universal da música como plataforma
e isso só depende de nós. para a formação de uma consciência
mundial capaz de respeitar a vida em
todas as suas formas de existência e
POR UM FUTURO CHEIO DE VIDA manifestação, e em todo o planeta. O
Sou embaixadora do Unicef no maior legado que podemos deixar para
Brasil há mais de dez anos. Um as próximas gerações.
reconhecimento que me enche de Como mulher, espero que cada ser
orgulho, mas que apenas reitera o humano possa exercer sua maternidade
compromisso que sempre me levou a em relação ao futuro, doando ao outro
trabalhar em defesa de uma nação mais seu respeito, seu conhecimento, sua
justa, mais solidária, mais livre e mais inspiração e seu afeto.
partícipe na sua cultura. Vamos cuidar dessa criança que é o
O Unicef continua a se destacar pela presente e o futuro que nos espera – e
atuação mundial em benefício das que espera todas as gerações à frente –
crianças menos favorecidas, vítimas de e tratá-la com todo o respeito que ela
guerra, desastres e extrema pobreza. merece. Vamos deixar essa como a nossa
No Brasil, o Unicef trabalha para marca às futuras gerações – a de um
que cada criança e cada adolescente povo que realmente fez a diferença para
tenham garantidos seus direitos de o planeta.
sobreviver e desenvolver-se, aprender, Conto com você.
proteger-se da aids, crescer sem Muito obrigada.
violência e ser prioridade absoluta nas Um forte abraço, com muito axé!
políticas públicas. E eu me sinto feliz e
Daniela Mercury, embaixadora do Unicef no Brasil.
honrada por colaborar nessa missão. In: O Estado de S. Paulo, 13 maio 2006.
O Brasil dos meus sonhos é aquele
que garante um futuro aos seus filhos.
Este país será viável quando todas as
nossas crianças tiverem educação de 6. Como você entende o título “Por
qualidade, pleno atendimento de saúde, um futuro cheio de vida”?
acesso a boas condições ambientais e
de saneamento e – sobretudo – proteção Resposta pessoal.
contra todas as formas de violência e
exploração.

154

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 154 3/25/13 3:00 PM


7. Qual é o Brasil dos sonhos da auto- 10. Como artista, que contribuição ela
ra do texto? traz a essa causa?
Um Brasil que garanta o futuro de seus Ela oferece a linguagem universal da música
filhos. para a formação de uma consciência mundial
de respeito pela vida.
8. O que é necessário para que esse
sonho se realize? 11. Do tempo em que o texto foi publica-
É necessário que todas as crianças tenham do até o momento, você acha que:
educação de qualidade, pleno atendimento
de saúde, acesso a boas condições ambien- a) As condições necessárias para
tais e de saneamento e, sobretudo, prote- que o sonho se realizasse foram
ção contra todas as formas de violência e sendo alcançadas?
exploração. Respostas pessoais.

9. Como cidadã, a autora do texto faz b) Em que medida?


um convite ao leitor. Responda:

a) Que convite é esse?


Ela convida o leitor a acreditar no sonho QUANDO
descrito por ela, a contribuir para torná- Quando você me clica,
quando você me conecta, me liga,
-lo realidade.
quando entra nos meus programas, nas
minhas janelas,
b) Que tipo de contribuição ela es- quando você me acende, me printa, me
encompassa,
pera das pessoas?
me sublinha, me funde e me tria:
Ela espera que as pessoas apoiem os
muitos movimentos sociais que traba- Meus caracteres esvoaçam,
meus parágrafos se acendem,
lham pela paz e pela superação das
meus capítulos se reagrupam,
desigualdades; e, em especial, que as meus títulos se põem maiúsculos,
pessoas atuem pelas garantias e direitos e meu coração troveja!
previstos no Estatuto da Criança e do Sérgio Caparelli. 33 poemas cibernéticos e
1 fábula virtual. Porto Alegre: L&PM, 1996.
Adolescente.
155

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 155 3/25/13 3:00 PM


Gaiola Estúdio
Resposta pessoal.

12. Identifique no poema as palavras


do universo da computação e in-
formática.
Clica, conecta, liga, programas, janelas, COMPETIÇÃO
printa, caracteres. O mar é belo.
Muito mais belo é ver um barco
no mar.
13. Que outro título você daria para o
O pássaro é belo.
texto? Muito mais belo é hoje o homem
Resposta pessoal. voar.
A Lua é bela.
Muito mais bela é uma viagem
lunar.
14. Pesquise e organize, em ordem al-
Belo é o abismo
fabética, uma lista de termos pró- Muito mais belo o arco da ponte
prios do mundo da informática, no ar.

acompanhados de suas explica- A onda é bela.


Muito mais belo é uma mulher
ções. Para facilitar a tarefa, junte-se nadar.
a um colega.
156

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 156 3/25/13 3:00 PM


Bela é a montanha. 17. Ele usou esse recurso para:
Mais belo é o túnel para alguém
passar. a) ( X ) Chamar a atenção para as
belezas naturais e as artificiais
Bela é uma nuvem.
Mais belo é vê-la de um último da criatividade humana.
andar. b) ( ) Destacar os elementos da
Belo é o azul. natureza.
Mais belo o que Cézanne soube
pintar.
18. Em que grau o adjetivo foi usado
Porém mais belo
que o de Cézanne, o azul do teu para evidenciar positivamente a
olhar. ação humana e a tecnologia nessa
O mar é belo. competição de belezas?
Muito mais belo é ver um barco
Grau comparativo de superioridade.
no mar.
Cassiano Ricardo. Antologia poética.
Rio de Janeiro: Ed. do Autor, 1964.

19. Quem o poeta destaca: os elemen-


15. Explique o sentido do título “Com- tos da natureza ou a ação do ser
petição”. Quem está competindo humano? Explique.
com quem? Mesmo evidenciando as belezas naturais,
O poeta estabelece uma competição entre o poeta coloca a ação do ser humano em
a natureza e as interferências humanas destaque ao evidenciá-la com o grau com-
positivas. parativo de superioridade com relação aos
elementos da natureza.

20. E para você, há um ganhador nes-


sa competição? Justifique.
Resposta pessoal.
16. Que adjetivo o poeta repete em
todo o poema?
Belo.

157

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 157 3/25/13 3:00 PM


21. Quem foi Cézanne? Pesquise e – Estamos só arejando a cuca, né?
responda. Semana inteira no escritório, lidando
com problemas.
Paul Cézanne (1839-1906) foi um pintor
– Ótimo. Assim é que todos deviam
francês, adepto da escola impressionista. fazer. Trocar a poluição pela natureza,
a vida ao ar livre. Somos da televisão,
Seus temas preferidos são paisagens, ba-
estamos filmando aspectos do domingo
nhistas e naturezas-mortas. carioca. Podem colaborar?
– Que programa é esse?
– “Aprenda a viver no Rio”. Programa
novo, cheio de bossas. Vai ser lançado
semana que vem. Gostaríamos que vocês
fossem filmados como exemplo do que se
pode curtir num dia de lazer, em benefício
PESCADORES do corpo e da mente.
Domingo Pé-de-Cachimbo, todo – Pois não. O grilo é que não pescamos
domingo aquele esquema: praia, bar, nada ainda.
soneca, futebol, jantar em restaurante. – Não seja por isso. Tem peixe na
Acaba em chatura. Os quatro jovens kombi, que a gente comprou para uma
executivos sonhavam com um programa caldeirada logo mais.
diferente. Desceram os aparelhos e os peixes,
– Se a gente desse uma de pescador? e tudo foi feito com técnica e
– Falou. verossimilhança, na manhã cristalina.
Os quatro retiravam do mar, em ritual
Muniram-se do necessário, desde o
de pescadores experientes, os peixes já
caniço até o sanduíche incrementado, e
pescados. O pessoal da TV ficou radiante.
saíram rumo à praia mais deserta, mais
piscosa, mais sensacional. – Um barato. Vocês estavam ótimos.
Lá estavam felizes da vida, à espera – Quando é que passa o programa?
de peixe. Mas os peixes, talvez por ser – Quinta-feira, horário nobre. Já está
domingo, e todos os domingos serem sendo anunciado.
iguais, também tinham variado de Quinta-feira, os quatro e suas jovens
programa – e não se deixavam fisgar. mulheres e seus encantadores filhos
– Tem importância não. Daqui a pouco reuniram-se no apartamento de um
aparecem. De qualquer modo, estamos deles – o que tivera a ideia da pescaria.
curtindo. – Vocês vão ver os maiores pescadores
– É. da paróquia em plena ação.
Peixe não vinha. Veio pela estrada, foi O programa, badaladíssimo, começou.
a kombi, lentamente. Parou, saltaram Eram cenas do despertar e da manhã
uns barbudos: carioca, trens superlotados da Linha
– Pescando, hem? Beleza de lugar. Fazem Auxiliar, filas no elevador, escritórios
muito bem aproveitando a folga num em atividade, balconistas, telefonistas,
programa legal. Saúde. Esporte. Alegria. enfermeiras, bancários, tudo no batente

158

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 158 3/25/13 3:00 PM


ou correndo para. O apresentador fez religiosa, epigrama, farsa, comédia e
uma pausa, mudou de tom: pensamentos humorísticos.
– Agora, o contraste. Em pleno “É possível fazer graça sem apelação
dia de trabalho, com a cidade ou preconceito.” (Renato Aragão)
funcionando a mil por cento para • Parlendas são versos infantis, com
produzir riqueza e desenvolvimento, rimas ou bem sonoros, de cinco ou
os inocentes do Leblon dedicam-se seis sílabas, que têm por finalidade
à pescaria sem finalidade. Aí estão divertir e ajudar a memorizar.
esses quatro folgados, esquecidos de
que a Guanabara enfrenta problemas
seríssimos, e cada hora desperdiçada
reduz o produto nacional bruto... • Releia a crônica “Pescadores” e res-
– Canalhas! ponda às questões.
– Pai, você é um barato!
– E eu que não sabia que você, em vez
de ir para o escritório, vai pescar com 22. O texto “Pescadores” faz alusão a
a patota, Roberto. uma parlenda. Identifique, no texto,
– Se eu pego aqueles safados, mato eles.
que palavras fazem referência a uma
– E peixe, pai, você não trouxe o peixe
pra casa! parlenda. Você saberia escrevê-la?
– Não admito gozação! Hoje é domingo pé-de-cachimbo / Cachimbo é
– Que é que vão dizer amanhã no
de barro bate no jarro / O jarro é de ouro
escritório!
– Desliga! Desliga logo essa porcaria! bate no touro / O touro é valente bate na
Para aliviar a tensão, serviu-se uísque gente / A gente é fraca cai no buraco / O
aos adultos, refrigerante aos garotos.
buraco é fundo acabou-se o mundo!
Carlos Drummond de Andrade. Os dias lindos –
crônicas. Rio de Janeiro: Record, 1990.

• O texto cômico possui as 23. Que estratégia a equipe de tele-


mais variadas finalidades e visão usou para cativar os jovens
diferentes modos de apresentação
da “realidade”. Entre outras executivos?
modalidades podemos citar a Elogiou os jovens executivos pela escolha do
anedota, que é um fato engraçado
narrado, na maioria dos casos, por programa de domingo: trocaram a poluição
alguém que não participa dele. da cidade para ficar em contato com a
Existe ainda: ironia sutil, humor
negro, paródia, sátira política, sátira natureza.

159

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 159 3/25/13 3:00 PM


24. Na sua opinião, a equipe de tevê expressa frustração; “Não admito gozação!”
fez uso responsável da mídia? Por expressa desaprovação; “Que é que vão
quê? dizer no escritório!” expressa apreensão;
Resposta pessoal. (Professor, ressalte a ma- “Desliga! Desliga logo essa porcaria!” ex-
nipulação da mídia e o falso argumento que pressa ordem.
a equipe usou com os “pescadores”.)

27. Você achou o texto cômico? Justi-


25. Identifique no texto a pontuação fique a sua resposta.
usada com frequência nos diálo- Resposta pessoal.
gos. Transcreva algumas frases
com exemplos desses sinais de
pontuação.
Travessão, dois-pontos, ponto de exclama-
ção, de interrogação, reticências. EXCURSÃO
Algumas repostas possíveis: O ônibus roncava na subida
– Se a gente desse uma de pescador?/–
e como era difícil o amor de Mariana,
de blusa rala e jeans apertado!
Canalhas!/– Não admito gozação!
A viagem nem tinha começado
e eu ali, em meio ao vozerio, cantava
batendo nos bancos,
e a professora pedia um pouco de
silêncio,
pelo amor de Deus, vou ficar surda,
26. Nas 15 últimas linhas do texto, e a turma batucava e batucava
aparece muitas vezes o ponto de e batucava no meu peito
exclamação. Ele expressa senti- um coração pedindo estrada
e tu, nem te ligo,
mentos iguais ou diferentes dos
conversavas com Luísa, ajeitando uma
personagens? Explique. rosa branca
“Canalhas!” expressa revolta; “Pai, você é nos teus cabelos lisos,
ô Mariana, vê se me vê, pô, estou aqui,
um barato!” expressa admiração, aprovação;
louco de você, e me calava,
“E peixe, pai, você não trouxe o peixe!”
160

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 160 3/25/13 3:00 PM


ouvindo o ônibus cheio de amor pela 30. Que expressão da professora indi-
estrada
ca que a barulheira era grande?
que diante dele se torcia
machucada. A expressão: “pelo amor de Deus, vou ficar
Sérgio Caparelli. Restos de arco-íris. surda”.
Porto Alegre: L&PM, 1985.

Gaiola Estúdio
31. “... a turma batucava e batucava”.
O que indica a repetição do verbo?
A insistência, a continuidade, o batucar sem
parar.

32. De quem é o amor citado no tre-


cho: “... o ônibus cheio de amor”?
Do personagem apaixonado.
28. “O ônibus roncava na subida”.
A forma verbal “roncava” indica: 33. Ao registrar a fala da professora, o
a) ( ) A velocidade do ônibus. autor do texto não fez uso da pon-
b) ( X ) A dificuldade com que o tuação normalmente utilizada. Re-
ônibus subia. escreva o trecho usando a forma
c) ( ) O motor estava falhando. comum de pontuar.
E a professora pedia um pouco de silêncio:
29. O que o personagem quis dizer com – Pelo amor de Deus, vou ficar surda!
“era difícil o amor de Mariana”?
Mariana não lhe dava atenção, estava difícil
aproximar-se dela e se declarar. 34. Dê outro título para o poema.
Resposta pessoal.

161

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 161 3/25/13 3:00 PM


APELO 36. O poeta quer uma geração com
Eu quero no meu canto, “ideais a toda prova”. O que você
a juventude ativa, entende por ideal?
a geração roupa-nova Ideal é uma ideia elevada, um sonho, algo
de ideais a toda prova,
que faz com que lutemos até conseguir o
contestadora!
Juventude que questiona, que pretendemos.
mas também se posiciona.

Eu quero no meu canto


a juventude exigente,
que cria, se aperfeiçoa 37. Por juventude contestadora enten-
interior e exteriormente,
de-se uma juventude:
inovadora!
Geração que busca o crédito
pelo verdadeiro mérito. a) Que aceita tudo o que lhe é im-
Eu quero no meu canto, posto sem prévio exame. ( )
a juventude potente,
saudável de corpo e mente, b) Que não aceita nenhuma imposi-
de pés no chão!
ção. ( )
A juventude forte,
que ao álcool diz não,
que ao fumo diz não, c) Que aceita somente aquilo que
e à droga, mil vezes NÃO! lhe interessa. ( )
Eu quero a juventude
no meu canto. d) Que contesta, isto é, que se opõe
Dorival Coutinho da Silva, especialmente
àquilo que não está certo. ( X )
para este caderno.

38. O que se entende por “juventude


35. A que o poeta refere-se ao usar a que questiona”?
expressão “juventude ativa”? Juventude que discute, que não aceita o
Ele se refere à juventude que estuda, tra- que lhe é imposto sem antes saber o por-
balha, participa da vida política e social do quê, o motivo do que lhe é proposto.
país.

162

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 162 3/25/13 3:00 PM


39. O que o poeta quis dizer com: “Eu 40. Podemos separar o texto em duas
quero a juventude de pés no chão”? partes. Qual é o fato que motiva a
Que quer uma juventude realista, conscien- mudança do estado de espírito das
te, que enfrenta os problemas e melhora o meninas e marca a segunda parte
meio e a sociedade em que vive. do texto?
É a morte de uma delas.

41. Qual é o estado de espírito das me-


ninas:
a) antes do crime?
ESSAS MENINAS
Elas estão alegres, risonhas, despreocupa-
As alegres meninas que passam
na rua, com suas pastas escolares, das.
às vezes com seus namorados. As
alegres meninas que estão sempre
rindo, comentando o besouro que
entrou na classe e pousou no vestido b) depois do crime?
da professora; essas meninas; essas
coisas sem importância. Elas ficam tristes, sérias, amadurecidas.
O uniforme as despersonaliza, mas o
riso de cada uma as diferencia. Riem
alto, riem musical, riem desafinado,
riem sem motivo; riem.
Hoje de manhã estavam sérias, era 42. Observe este trecho e assinale a al-
como se nunca mais voltassem a rir e
falar coisas sem importância. Faltava ternativa que corresponde a ele.
uma delas. O jornal dera notícia do
crime. O corpo da menina encontrado
“... essas meninas; essas coisas sem
naquelas condições, em lugar ermo. A
selvageria de um tempo que não deixa importância.”
mais rir.
As alegres meninas, agora sérias,
tornaram-se adultas de uma hora para a) As meninas são coisas sem im-
outra; essas mulheres. portância. ( )
Carlos Drummond de Andrade. Contos plausíveis.
7 ed. Rio de Janeiro: Record, 2006.
b) As meninas despreocupadas
adoram falar sobre coisas corri-
queiras, comuns. ( X )
163

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 163 3/25/13 3:00 PM


43. Como o autor diz que se pode dife-
renciar cada menina despersonali-
zada pelo uniforme?
Pelo modo como elas riem.

b) Em sua opinião, o autor revela


44. Que frase denota a profunda tristeza um pessimismo? Por quê?
das meninas pela morte da colega?
“Hoje de manhã estavam sérias, era como
se nunca mais voltassem a rir.”

45. O sofrimento faz as pessoas ama-


durecerem rapidamente na vida. 48. Que outro título você daria ao texto?
Que frase do texto nos transmite Resposta pessoal.
essa ideia?
“As alegres meninas, agora sérias, torna-
ram-se adultas de uma hora para outra.” DANÇA DO DESEMPREGADO
Essa é a dança do desempregado
Quem ainda não dançou tá na hora de
46. Qual é o tema desse texto? aprender
A violência. A nova dança do desempregado
Amanhã o dançarino pode ser você

47. O autor diz no texto: “A selvageria E vai levando um pé na bunda vai


Vai pro olho da rua e não volta nunca
de um tempo que não deixa mais
mais
rir”. Responda: E vai saindo vai saindo sai
Com uma mão na frente e a outra atrás
a) Você considera que está num E bota a mão no bolsinho
(Não tem nada)
tempo semelhante ou diferente
E bota a mão na carteira
desse? Explique. (Não tem nada)
Respostas pessoais.
164

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 164 3/25/13 3:00 PM


E vai abrindo a geladeira E não tem nada a perder
(Não tem nada) E bota a mão no trinta e oito e vai
Vai procurar mais um emprego devagarinho
(Não tem nada) E bota ferro na cintura e vai no
E olha nos classificados sapatinho
(Não tem nada) E vai roubar só uma vez, pra comprar
E vai batendo o desespero feijão
(Não tem nada) E vai roubando e vai roubando e vai
virar ladrão
E vai ficar desempregado
E bota a mão na cabeça!
E vai descendo vai descendo vai (É a polícia!)
E vai descendo até o Paraguai E joga a arma no chão
E vai voltando vai voltando vai E bota as mãos nas algemas
“Muamba de primeira olhaí quem vai?” E vai parar no camburão
E vai vendendo vai vendendo vai E vai contando a sua história lá pro
Sobrevivendo feito camelô delegado
E vai correndo vai correndo vai “E cala a boca, vagabundo, malandro,
safado”
O rapa tá chegando olhaí sujô!... E vai entrando e olhando o sol nascer
E vai rodando a bolsinha quadrado
(Vai, vai!) E vai dançando nessa dança do
(...) desempregado
E vai ganhando uma graninha
Gabriel o Pensador. Dança do desempregado.
E vai vendendo o corpinho
In: Quebra-cabeça (CD). Rio de Janeiro: Sony, 1997.
(Vai, vai!)
E vai ganhando o leitinho
(Vai, vai!)
É o leitinho das crianças
(Vai, vai!) 49. Assinale as alternativas que estão
E vai entrando nessa dança de acordo com o texto.
Refrão O tipo de desempregado apresen-

E bota a mão no bolsinho tado:


(Não tem nada) a) Tem capacidade de trabalho. ( X )
E bota a mão na carteira b) É violento. ( )
(Não tem nada) c) Tem iniciativa. ( X )
E não tem nada pra comer
d) É malandro. ( )
(Não tem nada)

165

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 165 3/25/13 3:00 PM


• Explique a(s) alternativa(s) que você 52. Que adjetivos o delegado usou
escolheu. para se referir ao desempregado?
Resposta pessoal. Você acha que o representante da
lei agiu corretamente? Por quê?
Vagabundo, malandro, safado.
Resposta pessoal.

53. Que outro título você daria à músi-


ca de Gabriel o Pensador?
Resposta pessoal.

50. Assinale os versos que denotam a UM SONHO ECOLÓGICO


situação financeira do desempre- Eu via o pôr do sol e meu lado criança
gado e o caracterizam como uma entendia que o sol era uma pipa que
estava sendo recolhida do céu por
pessoa de algum poder aquisitivo. alguém que havia brincado o dia
a) “Com uma mão na frente e outra inteiro.
atrás” ( ) Minha imaginação permitiu que
eu fosse uma gaivota e tentasse
b) “E vai abrindo a geladeira” ( X ) acompanhar o espetáculo, de cima.
c) “Muamba de primeira olhaí quem Então, me senti de asas abertas,
desafiando o vento e ganhando altura.
vai?” ( X ) Quando escureceu de vez fui coruja e
pela primeira vez pude ver na escuridão.
De manhã, eu, andorinha em voos
51. No verso: “Vai procurar mais um rasantes, passei a centímetros de
emprego”, que expressão demons- prédios, antenas, telhados...
tra a insistência do desempregado Uma chuva me surpreendeu e,
encharcado, mergulhei no oceano. Fui
em conseguir trabalho? Justifique golfinho, polvo, fiz parte de cardumes,
sua resposta. pesquisei as profundezas do mar,
descobri cavernas, montanhas. Desafiei
A expressão “mais um” indica que ele já
meus limites como baleia e fiquei
procurou outros empregos e ainda está encalhado na praia.
procurando um emprego. Sendo tartaruga me libertei da areia e
fui lentamente caminhando em direção

166

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 166 3/25/13 3:00 PM


à mata, tomei banho de sol como Por segurança, fui me levantando como
crocodilo, fui ganhando patas ágeis, ser humano e meu lado realista me
corpos flexíveis. Fui leopardo, tigre, disse:
antílope. Acho que tive o pescoço mais – Muito cuidado com os homens!
comprido do mundo, depois brinquei com João Justino Leite Filho, especialmente
a minha tromba, pensei em me ver no para este caderno.
espelho e fiz muitas macaquices.
Dancei nos desertos como avestruz e,
porque a sede bateu, fui camelo e me
saciei no meu próprio reservatório. 54. O que o lado criança do narrador
Dei sustos, quando fui hipopótamo, lhe permitia?
brinquei bastante como foca, vivi bons Imaginar que o sol era uma pipa que estava
momentos como rinoceronte e fico
emocionado quando me recordo da minha sendo recolhida do céu por alguém que
vida de chinchila nas montanhas do Peru havia brincado o dia inteiro e que ele fosse
e do Chile.
uma gaivota, uma coruja etc.
Migrei como cegonha, vi Deus nos
nascimentos.
O frio e o cansaço fizeram de mim um
urso sonolento se preparando para
hibernar. 55. De que forma o narrador consegue
Dormi o mais longo dos sonos e acordei se transformar em tantos animais?
pensando em continuar experimentando
Por meio da imaginação.
vidas irracionais. Só que meu lado
racional me mostrou os riscos que
eu havia corrido. Os homens podiam
ter acabado com a minha vida de
hipopótamo, interessados na minha 56. O autor do texto cita o nome da
pele e no marfim dos incisivos. Podiam maioria dos animais em que se
ter me fuzilado em plena dança de
avestruz, visando minhas longas penas transformou, porém não de todos.
brancas para fazerem enfeites. Se Pelos trechos seguintes, identifique
me encontrassem como foca, ou me
matariam para confeccionar roupas a que animais ele se referiu.
esportivas com a minha pele, ou me
levariam para fazer gracinhas que dão
dinheiro. Minha preciosa vida podia ter a) “... Fiz parte de cardumes...”
sido abreviada por um arpão. peixe
Pobre de mim se tivessem me visto como
chinchila, como leopardo, como irracional.
Corri sérios riscos de ser enjaulado, b) “... Acho que tive o pescoço
engaiolado, castrado, embalsamado. Como mais comprido do mundo...”
cegonha, eu estaria migrando para o fim.
girafa
167

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 167 3/25/13 3:00 PM


c) “... depois brinquei com minha
DITADO
tromba...”
elefante (A critério do professor.)

57. Segundo o texto, por que os ho-


mens abatem tantos animais selva-
gens?
a) Por esporte. ( )
b) Pelo prazer de matar. ( )
c) Movidos pela ganância. ( X )
d) Para saciar a fome. ( )
e) Para obter lucros. ( X )

58. No final do texto, que conselho o


lado racional do narrador dá para
si mesmo?
“– Muito cuidado com os homens!”

59. O texto é um alerta. Para o que o


autor consegue chamar a nossa
atenção?
Para o perigo de extinção de animais.

60. O que você entende por “respeito à


natureza”? Até que ponto temos o di-
reito de utilizar os recursos naturais?
Resposta pessoal.

168

me2013_miolo_cadfuturo_LP8_bl10_144a168.indd 168 3/25/13 3:00 PM