You are on page 1of 10

TOME A SUA CRUZ

JESUS disse em Marcos 8.34, 35: “E chamando a si a


multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém
quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua
cruz, e siga-me. Porque qualquer que quiser salvar a sua
vida, perdê-la-á, mas, qualquer que perder a sua vida por
amor de mim e do evangelho, esse a salvará.”
Quando o Império Romano crucificava um criminoso
ou preso, a vítima frequentemente era forçada a carregar
sua cruz durante parte do caminho para o lugar da sua
crucificação, carregando sua cruz pelo centro da cidade.
E JESUS dizia em Lucas 9.23 – 24: “E dizia a todos:
Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e
tome cada dia a sua cruz, e siga-me. Porque, qualquer que
quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas qualquer que, por
amor de mim, perder a sua vida, a salvará.”
Este é o quadro de um homem já condenado, que
carrega a viga da sua própria cruz ao lugar de sua
execução. Os discípulos da Galiléia sabiam o que isso
significava, pois centenas de homens haviam sido
executados desta forma naquela região.
Mateus 10.38 “E quem não toma a sua cruz, e não
segue após mim, não é digno de mim”.
Lucas 14.25 – 33: “Ora, ia com ele uma grande
multidão; e, voltando-se, disse-lhe: Se alguém vier a mim, e
não aborrecer a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e
irmãos, e irmãs, e ainda também a sua própria vida, não
pode ser meu discípulo. E qualquer que não levar a sua
cruz, e não vier após mim, não pode ser meu discípulo.
Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se
assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se
tem com que a acabar? Para que não aconteça que, depois
de haver posto os alicerces, e não a podendo acabar, todos
os que a virem comecem a escarnecer dele, dizendo: Este
1
homem começou a edificar e não pôde acabar. Ou qual é o
rei que, indo à guerra a pelejar contra outro rei, não se
assenta primeiro a tomar conselho sobre se com dez mil
pode sair ao encontro do que vem contra ele com vinte mil?
De outra maneira, estando o outro ainda longe, manda
embaixadores, e pede condições de paz. Assim, pois,
qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não
pode ser meu discípulo.”
Dentre os ‘santos’ de nossos dias, Jesus tem que
proporcionar o morrer.
Em outras palavras, as pessoas não querem se
comprometer com o evangelho. Elas não querem negar a si
mesmas, tomar a sua cruz, e viver o que nos é ordenado.
Gostamos muito de ouvir sermões sobre a morte de Jesus,
mas não queremos nos considerar mortos para o pecado
(Romanos 6.11).

A SENTENÇA DE MORTE

Não podeis pertencer a Cristo Jesus a não ser que


crucificais todas as suas paixões e desejos.
Gálatas 5.24: “E os que são de Cristo crucificaram a
carne com as suas paixões e concupiscências.”
I Pedro 2.24: “Levando ele mesmo em seu corpo os
nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os
pecados, pudéssemos viver para a justiça;...”

CONSIDERE-SE MORTO

Nós não temos que morrer: nós estamos ‘mortos’. O


que temos que fazer e aceitar a nossa morte...
[No] batismo... nós vamos lá e dizemos: "A posição
que Deus estabeleceu para mim é a que estou aceitando
agora, e eu testifico aqui, desta forma, que aceito a posição
de Deus para mim, a saber, que na Cruz eu fui morto".
2
Colossenses 3.3 – 7: “Porque já estais mortos, e a
vossa vida está escondida com Cristo em Deus. Quando
Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então também
vós vos manifestareis com ele em glória. Mortificai, pois, os
vossos membros, que estão sobre a terra: a prostituição, a
impureza, a afeição desordenada, a vil concupiscência, e a
avareza, que é idolatria; Pelas quais coisas vem a ira de
Deus sobre os filhos da desobediência; Nas quais,
também, em outro tempo andastes, quando vivíeis nelas.”
Pois, o que diz respeito a este mundo, vocês já estão
mortos e sua verdadeira vida está oculta em Deus, através
de Cristo.
Um dia, Cristo que é a sua vida, se revelará
abertamente, e todos vocês compartilharão desta magnífica
revelação.
Considerem-se mortos aos contatos deste mundo: não
se associe com imoralidade sexual, impureza mental,
paixões descontroladas, desejos maus, e a cobiça das
coisas dos outros, que é o mesmo que idolatria.
É exatamente por causa destas coisas que a ira de
Deus vem sobre aqueles que se recusam a obedecê-lo. E
nunca esqueçam que vocês faziam parte destas coisas
terríveis quando viviam naquela ‘velha vida’.
Romanos 6.11 “Assim também vós considerai-vos
como mortos para o pecado, mas vivos para Deus
em Cristo Jesus nosso Senhor.”

Da mesma forma, considerai-vos como mortos:

 Vejam vocês mesmos como mortos para o pecado.


 Considerem-se mortos para o pecado, mas vivos para
Deus.

Romanos 6.11 – 14: “Assim também vós considerai-


vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus em
3
Cristo Jesus nosso Senhor. Não reine, portanto, o pecado
em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas
concupiscências; Nem tampouco apresenteis os vossos
membros ao pecado por instrumentos de iniqüidade; mas
apresentai-vos a Deus, como vivos dentre mortos, e os
vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça.
Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não
estais debaixo da lei, mas debaixo da graça.”
Da mesma forma, vejam-se como mortos para o
sedução e poder do pecado, mas vivos para Deus, através
de Cristo Jesus nosso Senhor.
Não permita, então, que o pecado estabeleça
qualquer tipo de poder sobre o corpo mortal de vocês para
que não se deixem levar por suas concupiscências.
E nem entreguem os membros de seu corpo como
armas do mal, utilizadas para os propósitos do diabo, como
outrora costumavam fazer.
Mas, como homens resgatados da morte certa,
coloquem-se nas mãos de Deus, como armas de bondade
para Seus propósitos. Pois o pecado não pode nunca ser o
mestre de vocês: Vocês não vivem mais sob a lei, mas sob
a graça.
Romanos 7.4 – 6: “Assim, meus irmãos, também vós
estais mortos para a lei pelo corpo de Cristo, para que
sejais de outro, daquele que ressuscitou dentre os mortos,
a fim de que demos fruto para Deus. Porque, quando
estávamos na carne, as paixões dos pecados, que são pela
lei, operavam em nossos membros para darem fruto para a
morte. Mas agora temos sido libertados da lei, tendo
morrido para aquilo em que estávamos retidos; para que
sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da
letra.”
Portanto, meus irmãos, a morte de Cristo na cruz os
fez "mortos": aos requerimentos da Lei, e vocês estão livres
para entregar-se a si mesmos a outro, Àquele que foi
4
ressuscitado dentre os mortos [Cristo], para que sejamos
frutíferos para Deus.
Enquanto estávamos "na carne", a Lei estimulou
nossas paixões pecaminosas e operaram na nossa
natureza a ponto de nos tornarmos frutíferos – para a
morte!
Mas agora que estamos livres da lei, os requerimentos
que existiam foram dissolvidos pela nossa "morte", e
estamos livres para servir a Deus, não segundo a
obediência a letra da lei, mas de um jeito novo, no Espírito.
Romanos 8.12, 13: “De maneira que, irmãos, somos
devedores, não à carne para viver segundo a carne.
Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se
pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis.”
Como consequência, meus amigos, nossa natureza
degradável não tem mais poder sobre nós; nós não somos
mais obrigados a viver naquele nível. Se vocês assim o
fizerem, terão que morrer. Mas, se pelo Espírito, vocês
mortificarem todas as paixões do corpo, vocês viverão.
João 12.24, 25: “Na verdade, na verdade vos digo
que, se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele
só; mas se morrer, dá muito fruto. Quem ama a sua vida
perdê-la-á, e quem neste mundo odeia a sua vida, guardá-
la-á para a vida eterna.”
Romanos 12.1 – 2: “ROGO-VOS, pois, irmãos, pela
compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em
sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso
culto racional. E não sede conformados com este mundo,
mas sede transformados pela renovação do vosso
entendimento, para que experimenteis qual seja a boa,
agradável, e perfeita vontade de Deus.”
Com nossos olhos completamente abertos para as
misericórdias de Deus, eu suplico a vocês, meus irmãos,
para que num ato de adoração inteligente, vocês

5
apresentem seus corpos como sacrifício vivo, consagrado a
Deus e aceitável por Ele.
Não deixe o mundo ao seu redor colocar vocês em um
molde, mas deixem Deus refazer vocês, para que toda a
sua atitude mental sejam mudada.
A única maneira de encontrarmos o céu aberto, é
através da morte, e de uma crise que nos leva ao fim da
nossa própria vida: a crise da identificação através da
experiência com Cristo em Sua morte".
Romanos 6.2 – 4: “De modo nenhum. Nós, que
estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda
nele? Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados
em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte? De sorte
que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para
que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela
glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de
vida.”
Nós que morremos para o pecado! Como podemos
viver um momento sequer em pecado?
Vocês esqueceram-se que todos nós que fomos
batizados com Jesus Cristo, compartilhamos sua morte
através de sua crucificação?
Nós morremos e fomos sepultados com ele no
batismo, para que, assim como Ele foi levantado da morte
pela esplêndida revelação do poder de Deus, – assim
também nós fomos ressuscitados para a vida em um nível
totalmente novo.
Gálatas 6.14: “Mas longe esteja de mim gloriar-me, a
não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o
mundo está crucificado para mim e eu para o mundo.”

"HOMENS MORTOS"

Deixe a sedução do pecado te atingir como se estivesse


atingindo um cadáver.
6
Romanos 6.5 – 7: “Porque, se fomos plantados
juntamente com ele na semelhança da sua morte, também
o seremos na da sua ressurreição; Sabendo isto, que o
nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o
corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais
ao pecado. Porque aquele que está morto está justificado
do pecado.”
Se nós compartilhamos de sua morte, como de fato
compartilhamos, também compartilharemos em sua
ressurreição. Nunca nos esqueçamos que nosso velho
homem morreu com ele na cruz para que a tirania que o
pecado tem sobre nós seja quebrada – pois homens que
morreram certamente estão livres do poder do pecado.
Romanos 6.8 – 10: “Ora, se já morremos com Cristo,
cremos que também com ele viveremos; Sabendo que,
tendo sido Cristo ressuscitado dentre os mortos, já não
morre; a morte não mais tem domínio sobre ele. Pois,
quanto a ter morrido, de uma vez morreu para o pecado;
mas, quanto a viver, vive para Deus.”
E se somos homens mortos com Cristo, podemos crer
que, da mesma forma, seremos homens que vivem com
Ele.
Temos certeza que o Cristo ressurreto nunca morrerá
novamente – o poder da morte para dominá-lo acabou. Ele
morreu uma vez por causa do pecado; mas ele vive para
Deus eternamente.
Portanto, olhem para a sua velha natureza
pecaminosa como morta e apática ao pecado ; em
contraste, vivam para Deus, atentos a ele, através de Jesus
Cristo nosso Senhor.

7
VIDA APÓS A MORTE

Colossenses 2.12, 14, 20: “12 Sepultados com ele no


batismo, nele também ressuscitastes pela fé no poder de
Deus, que o ressuscitou dentre os mortos. 14 Havendo
riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças,
a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do
meio de nós, cravando-a na cruz. 20 Se, pois, estais
mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por
que vos carregam ainda de ordenanças, como se vivêsseis
no mundo,...”
Se [realmente] morrestes com Cristo para os
rudimentos do mundo, por que, como se vivêsseis no
mundo, vos sujeitais a ordenanças?
II Timóteo 2.11: “Palavra fiel é esta: que, se
morrermos com ele, também com ele viveremos”.
II Coríntios 5.15, 17: “15 E ele morreu por todos, para
que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele
que por eles morreu e ressuscitou.” 17 Assim que, se
alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já
passaram; eis que tudo se fez novo.”
Nós vemos dessa forma: se um homem morreu por
todos os homens, então, em certo sentido, todos eles
morreram, e seu propósito em morrer por eles é que eles
não devem viver suas vidas para si mesmos, mas para
aquele que morreu por eles... Pois se um homem está em
Cristo ele se torna uma pessoa totalmente nova – o
passado já não mais existe, tudo se torna fresco e novo.
Tito 2.11, 12: “Porque a graça de Deus se há
manifestado, trazendo salvação a todos os homens,
Ensinando-nos que, renunciando à impiedade e às
concupiscências mundanas, vivamos neste presente século
sóbria, e justa, e piamente,”

8
Porque a graça de Deus se manifestou salvadora a
todos os homens. Ela nos ensina a renunciar à impiedade e
às paixões mundanas e a viver de maneira sensata, justa e
piedosa nesta era presente.
Efésios 4.22 – 25: “Que, quanto ao trato passado, vos
despojeis do velho homem, que se corrompe pelas
concupiscências do engano; E vos renoveis no espírito da
vossa mente; E vos revistais do novo homem, que segundo
Deus é criado em verdadeira justiça e santidade. Por isso
deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu
próximo; porque somos membros uns dos outros.”
E, quanto a antiga maneira de viver, abandonem a
velha natureza de vocês, que está sendo destruída pelos
seus maus desejos. Os seus corações e as suas mentes
devem ser completamente renovados. Vistam-se com essa
nova natureza, que Deus criou de acordo com a sua própria
natureza e que se mostra na vida verdadeira, que é correta
e dedicada a ele. Por isso não mintam mais. Cada um fale
a verdade com seu irmão...
Gal. 2.19 – 20: “Porque eu, pela lei, estou morto para
a lei, para viver para Deus. Já estou crucificado com Cristo;
e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que
agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual
me amou, e se entregou a si mesmo por mim.”
Porque mediante a Lei eu "morri", e estou morto para
as exigências da Lei, para que eu possa viver para Deus.
Eu morri na cruz com Cristo. E o meu presente viver não é
mais o mesmo do velho "eu", mas o Cristo vivo dentro de
mim. A vida que vivo presentemente no meu corpo, vivo-a
crendo no Filho de Deus, que me amou e se sacrificou por
mim.
Colossenses 3.1: “PORTANTO, se já ressuscitastes
com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo
está assentado à destra de Deus.”

9
Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo,
procurem as coisas que são do alto...

LEVANDO O PREÇO EM CONSIDERAÇÃO

A coisa mais terrível, quase impossível, é entregar o


seu ser totalmente: todas as suas vontades e precauções a
Cristo.
O alvo para o qual Ele está nos guiando é a perfeição
absoluta; e nenhum poder em todo o universo, pode
impedi-lo de nos levar àquele alvo, a não ser nós mesmos!
Este é o propósito da caminhada, e é muito importante
que compreendamos isso.
Se não entendermos, provavelmente iremos resisti-lo
após andarmos com Ele por um período.
A questão não é o que nós queremos ser, mas ser o
que Ele pretendeu que fôssemos quando Ele nos fez...

10