You are on page 1of 3

COMO VIVER LIBERTO DO PECADO

INTRODUÇÃO

Quando Adão e Eva desobedeceram a Deus comendo do fruto proibido, a Bíblia


diz que a natureza, isto é, os desejos, as emoções, e os pensamentos de
Satanás passaram a viver em nós, criando no ser humano aquilo que
chamamos de natureza pecaminosa.

A partir desse momento o homem começou a ter desejo de pecar, de


satisfazer desejos pecaminosos. Isso afectou a própria natureza do
homem, natureza esta que fora criada perfeita e semelhante a de
Deus.

Um exemplo desta transformação que ocorreu no homem depois do pecado é a


corrupção dos instintos que Deus deu ao homem:

1) O instinto de defesa passou a ser um instinto de violência.

2) O instinto de reprodução passou a ser um instinto de prostituição.

3) O instinto de sobrevivência passou a ser o instinto da glutonaria e


ganância.

A partir de então o homem passou a ser escravo desta natureza pecaminosa.

Mas na cruz, o Senhor Jesus Cristo, foi em tudo o nosso substituto. Ele tomou
sobre Si as nossas dores e pecados, morrendo em nosso lugar. Cumprindo
nele mesmo a condenação eterna que estava sobre o homem, restaurando de
novo o relacionamento entre Deus e o Homem.

Assim, a Cruz opera em nós o Novo Nascimento (a Vida depois da Cruz), ela
não nos melhora ou reforma, ela nos cria de novo – Efésios 2:10

Mas a obra da Cruz é tão rica que para além da Salvação ela também nos dá a
vitória sobre o pecado, a vitória sobre esta natureza pecaminosa que vive em
cada ser humano, vivendo dia a dia em novidade de vida.

Vamos então ver como podemos ser livres do poder do pecado!

1) A GRANDE PARTE DOS CRENTES FRACASSA NESTE ASPECTO

A experiência normal dos crentes é que na Salvação toda a acusação dos


Pecados é substituída pela paz do perdão de Deus.

1
Mas com o tempo o crente repara que existem desejos dentro dele que o
atraem para o pecado.

Então o crente entra num conflito interior:

• Por um lado o crente não quer pecar, pois já Nasceu de Novo e deseja
servir e obedecer a Deus.

• Por outro lado o crente deseja pecar pois dentro dele ainda existe essa
tendência.

Este facto é nos revelado por Paulo em Romanos 7:15 a 25.

Nesta passagem vemos claramente que dentro do crente existem 2 naturezas:

A 1ª é chamada de homem interior e é a nova natureza e a 2 ª é


chamada de carne que é o nosso velho homem.

A reacção do crente é lutar contra os desejos pecaminosos, tentando com a


sua própria carne e força vencer o pecado.

Então temos a carne bem intencionada (Esforço humano) tentando vencer a


carne mal intencionada.

O resultado é a derrota, pois o esforço humano fortalece e estimula ainda


mais a carne a qual tende para o pecado. O desejo em pecar não vem do
exterior mas sim do interior da natureza velha, do velho homem o qual é
escravo do pecado.

Todo este conflito e consequente derrota só acontece devido a ignorância, à


falta de conhecimento como está escrito em Oséias 4:6, pois o crente tenta
matar o velho homem com regras e leis mas a realidade que ele desconhece é
que a Cruz já destruiu o velho homem.

2) A VITÓRIA JÁ FOI REALIZADA – ROMANOS 6: 3 –7, 11 E 14

a) “Sabendo isto !” v.6

O crente então deverá:

1. Saber no Espírito – ter revelação.

2. Crer na Palavra – Eu tenho o que a Bíblia diz que eu tenho e eu sou


o que a Bíblia diz que eu sou.

3. Considerar-se Morto – tomar posse arrancando das paginas da


Bíblia este facto.

2
O crente não deve ficar desesperado tentando lutar contra estes desejos
pecaminosos, mas deve desistir, crer naquilo que já foi feito e descansar*,
tomando posse da vitória! (canalizar a nossa força para o espirito através da adoração)

b) “Quem morreu, livre está do pecado” v.7

O Baptismo tem um sentido legal diante do mundo Espiritual – Morremos e


Ressuscitamos em Cristo. v.3 e 4 (Ilustração do baptismo e da fabrica de
pão: Os pecados são os pães, o velho homem o padeiro, e a natureza pecaminosa a
padaria)

c) “Considerar-vos” v.11

Considerar = tomar posse, vivendo cada dia como morto para o pecado.

Por fim o resultado será:

d) “O Pecado não terá domínio sobre vós” v.14

Não permitas que o inimigo te acuse e que o pecado te domine. Tu és livre. (A


acusação fortalece o domínio do pecado)

A arma de Deus conta a acusação é:

“Portanto, agora, nenhuma condenação há para aqueles que estão em Cristo


Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o espírito. Romanos
8:1

Se Deus não me condena então também não me condenarei!

CONCLUSÃO

Para viveres uma vida livre do poder do pecado tu tens que saber que Jesus na
Cruz já perdoou os teus pecados, mas mais que isso, saber que Ele crucificou o
velho homem, a natureza pecaminosa, e aquilo que só precisas fazer é crer na
obra da Cruz e louvar a Deus agradecendo por já seres livre, por o
pecado já não tem domínio sobre ti e considerares-te morto para o
pecado!

A vitória é sempre pela fé e nunca pelas obras! Ef. 2:8

* Ilustração do combate de Box: 1. estamos a perder; 2. Lutamos com toda a força; 3. o


adversário já está KO, mas continuamos compulsivamente a bater sem parar; 4. Mas para
vencermos, basta apenas parar e receber a vitória.