You are on page 1of 33

Paris Cinco roteiros

em quatro dias

Lina Hauteville
Mariana Berutto

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com


Introdução
Agradecemos e
Este guia é o resultado da ótima interação que temos com os
dedicamos este guia aos leitores do blog Conexão Paris. De suas dúvidas e demandas,
leitores do Conexão Paris. entendemos que faltava para o público leitor um guia com roteiros
práticos da cidade, que fosse além dos cartões-postais e oferecesse
passeios mais charmosos, fugindo dos clichês turísticos.
Sabemos que o brasileiro costuma passar em média quatro
dias na cidade. Por isso, tínhamos que pensar em algo que
abrangesse esse período.
Assim, surgiu a primeira versão deste pequeno guia, lançada em
2009. Era uma versão caseira, escrita, editada e revisada por nós.
Começamos a vendê-la no blog, sem grandes pretensões.
Rapidamente, tivemos que imprimir uma segunda edição e logo
uma terceira. Em três anos, foram 8 mil guias vendidos.
Agora, chegou o momento de dar o próximo passo. Esta nova
versão traz atualização dos roteiros, mapas redesenhados, projeto
gráfico caprichado.
Esperamos que gostem. E não deixem de passar lá no blog —
www.conexaoparis.com.br/guias-roteiros — para deixar sua
opinião sobre o guia, dar dicas e sugestões. É essa interação
que nos faz ir em frente.

Abraços,
Lina e Mariana

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


Sobre o guia

___ Este guia pretende ajudar brasileiros que desembarcam ___ sim, se chover ou se você se cansar, há alternativas.
em Paris a descobrir os encantos da cidade, indo além dos Você pode, por exemplo, pegar o metrô do ponto em que
cartões-postais tradicionais. Sim, você vai subir na Torre Eiffel, estiver até a próxima atração que queira ver. Basta consultar
visitar a Notre-Dame e conhecer todos os pontos turísticos o mapa do roteiro e o mapa do metrô.
essenciais. Mas vai também conhecer os segredos dos
parisienses, os cantinhos da cidade menos turísticos e igualmente ___ você pode também fazer os roteiros de bicicleta.
imperdíveis. Nosso objetivo é que você consiga viver um pouco da Mas atenção: os mapas do guia foram desenhados para
vida do parisiense, mesmo que tenha poucos dias na cidade. percursos a pé. Se quiser seguir os circuitos de bicicleta, terá
de adaptá-los em função da mão das vias. Respeite a
___ de quanto tempo você precisa? É possível percorrer os cinco sinalização e ande nas faixas destinadas às bicicletas.
roteiros deste guia em quatro dias. Mas, se tiver mais tempo,
será mais prazeroso. São muitos detalhes para ver, lojas charmosas
para visitar, guloseimas para experimentar, museus que vão
O que você precisa saber sobre Paris
deixá-lo boquiaberto, muita história a aprender. Você pode fazer
tudo em quatro dias, passando por todos os pontos essenciais.
antes de desembarcar na cidade
Mas pode também diminuir o passo e passar muito tempo andando ___ paris é pequena — são apenas 105 km2. Para você ter uma
por esses circuitos. O prazer da descoberta será sempre o mesmo. ideia, Berlim tem 889 km2; Londres, 1.579 km2. De qualquer
Isso é o que nos encanta em Paris! ponto da cidade, você estará a menos de 5 km da pirâmide
do Louvre.
___ qual deve ser a ordem dos roteiros? Não importa a ordem.
Faça como achar melhor. O importante é verificar se os museus, ___ paris é composta por vinte bairros ou arrondissements.
os monumentos, as lojas e os restaurantes estarão abertos Cada arrondissement corresponde a um número.
no dia do passeio. Por exemplo, a região conhecida como Marais abrange
o 3ème e o 4ème arrondissements. O Quartier Latin, o 5ème
___ é preciso fazer tudo a pé? e se chover? Sim, pode chover. e o 6ème arrondissements.
E tem aqueles que não gostam de andar... Mas preste bem
atenção: caminhar é a maneira mais prazerosa de conhecer Paris. ___ passear por paris é como visitar várias cidades numa só.
Calce sapatos confortáveis e prepare o coração (e a câmera Cada bairro tem sua própria personalidade, moldada pelos
fotográfica) porque, em cada esquina, você vai encontrar um moradores. O parisiense vive uma vida intensa de bairro — é lá
detalhe maravilhoso. Pode ser um monumento, uma igreja, um que ele faz suas compras, vai ao cinema e ao restaurante,
edifício, uma porta, uma loja, uma padaria ou simplesmente passeia no parque e que as crianças estudam. Ao longo dos
um parisiense que passa diante de você. roteiros, você poderá experimentar um pouco do charme de
cada região.

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


Sumário
5 3
Paris boêmia Paris
___ o rio sena corta a cidade, dividindo-a ao meio. A margem e bucólica histórica e
esquerda do rio é a famosa rive gauche, onde fica o Quartier Latin,
famoso por abrigar a Sorbonne e seus estudantes, os cafés 1 Montmartre
e Pigalle
descolada
literários históricos e as livrarias. É aqui também que fica o lindo Paris do luxo As ilhas e o
página 54 Marais
Jardin de Luxembourg e a região de Montparnasse. Já a rive droite e da moda
(margem direita), além de maior, é mais heterogênea e abriga Champs-Élysées, página 34
bairros muito distintos. Aqui estão os bairros mais luxuosos, Saint-Honoré
que concentram a alta-costura, os bancos, as joalherias e os hotéis e Palais Royal
5 estrelas; a região mais alternativa onde estão as novas galerias página 8
de arte; a pitoresca Montmartre; a boêmia Pigalle; e os bairros 18
dos imigrantes ao norte da cidade. 17
19
___ existe ainda outra divisão imaginária. A Paris de leste e a 9 10
8
Paris de oeste. A região leste é popular, multirracial, jovem,
revolucionária. A região oeste é onde vive o parisiense abastado. 2
bois de 1 3
É também a Paris dos cartões-postais, das grandes avenidas boulogne 20
16 11
arborizadas, da bela arquitetura clássica do século 19. 7
4

6
___ o metrô é o melhor meio de transporte da cidade. 5
São 300 estações distribuídas em 14 linhas. Isso faz com 15
12
que em nenhum ponto da cidade você esteja a mais
14
de 500 metros de uma estação. 13 bois de
vincènnes

Agora, escolha seu roteiro e bon voyage! 4


Paris dos
museus e a 2
Torre Eiffel Paris da lendária
7ème arrondissement rive gauche
página 46 Saint-Germain
página 22

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


1
park

R. Bla
M
monceau

R.

R. de
M

du
M

nche
Ro

R. d

Clich
R. d
Av. Mac-M

c he
e Lo

e
r
ndr

y
Rom
Av. es
Paris do luxo R. Saint-Lazare
d

e
eW

M
e da moda
ah

M
agr
on

am

e Champs-Élysées, M
och
.H Bd. Haussmann
Av Saint-Honoré M
d M
arco do Av. de F
riedlan e Palais Royal Rue Provence
te
triunfo yet
6,5 km M printemps galerias a Fa
M M lafayette R. l

Bd.
place
charles M

Ma
de gaulle

t
che

y
le
M

alév
she
M

ron
publicis M Av.

R. H
opéra

rbe

R. T
M drugstore de sC garnier
Av.

s
ham
Av. George V

ps-
Ma
Av. d’Iena
r

Ély
be

sée M
rce

s R. es
Kle

on du place de pucin R. du
arr es Ca 4 Sep
au

Fa
Bd. d
la madeleine temb
Ch
Av.

ub re
re ou M
ier rg S

Rue D
eP rond point des ain
Ru champs-élysées t- Ho
nor

Av. d
é

uphot
place
Av. Franklin D. Roosevelt

vendôme

le

e l’O
R. S

oya
ain

ono arché
e t-H

R. R
ign o

péra
Av. W. Churchill
nor
ta R. é


n

Saince du M
o Fr M

e
hotel
.M an

on
costes
Av ço

t-H
gli
i grand R. d
s1 petit eR
jardin du

sti
er palais

Pla
palais ivo palais royal

Ca
place place de li M
de l’alma

R.
er la concorde
M Cours Albert 1 jeu de R.
M musée de paume M Sa
l’orangerie colette int
-H palais
pont on
oré
na

jardin des royal


pont de l’alma

alexandre iii
rk
’Ie

w Yo
tuileries
e Ne
.d

place
Av. d Vo
Av

M Qu ie colette
ai d Ge comédie
’Or org française M
Quai d’Orsay say es
Pom arco do
R. d
triunfo do eR
pid carrossel ivo
ou li
M pyramide
y

pp

M
nl

Bd
ra

Av. Ra

louvre
iB

. Sa
ua

Av.

int
Q

museu Quai d
es Tuil
-G
Bo

d’orsay Qu eries
erm

ai V
squ

invalides
olta
ain

ire
et

M
M
Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938
10 | roteiro 1 paris do luxo e da moda | 11

desde a metade do século 19 O 1er arrondissement, também uma chama eterna que lembra » Não deixe de entrar na
até os anos 1960, a Avenue des descrito neste roteiro, é mais os soldados mortos em Ladurée para experimentar os
Champs-Élysées foi o endereço- jovem e dinâmico. É o centro combate. Diante do monumento, famosos macarons, que são
-símbolo do luxo parisiense. da moda de Paris, e abriga observe as quatro grandes suspiros recheados com
Aqui estavam as marcas da lojas ícones como a Colette. esculturas; elas simbolizam creme de amêndoas.
alta-costura e a sede das Você finalizará este passeio momentos da história da França. No nº 133, está o Publicis
grandes empresas nacionais e no exclusivo parque no Palais O Arco do Triunfo mede 50 Drugstore b. É uma
internacionais. Com a chegada do Royal, um oásis de tranquilidade metros de altura. Vale a pena construção contemporânea
RER, o trem que liga Paris à em meio ao burburinho fashion. subir para apreciar a vista da que reúne uma brasserie, bar,
periferia, isso começou a mudar. cidade e a geometria das farmácia, cave de vinhos,
Os moradores dos bairros mais avenidas que partem da praça. banca com jornais de todo
O ponto de partida deste roteiro é
afastados e das cidades vizinhas o mundo, livraria, sala de
o Arco do Triunfo*A, que fica Ao sair do Arco do Triunfo,
de Paris passaram a ter fácil cinema. O L’Atelier*,
na Place Charles de Gaulle, no caminhe pela Avenue des
acesso à região. Nos anos 1970 restaurante de Joël Robuchon,
alto da Avenue des Champs- Champs-Élysées e observe
as marcas populares então um dos chefs mais
-Élysées. Desça na estação de as vitrines; a opulência está
substituíram as luxuosas, levando prestigiados da França,
metrô Charles de Gaulle- em tudo:
embora o glamour da avenida. também funciona aí. E tudo
-Étoile (linhas 1, 2 e 6; RER A). • joias e relógios: Cartier, nº 154;
Em 1994 teve início um longo O acesso ao Arco do Triunfo • alta-costura: Louis Vuitton, fica aberto das 8h da
e caro trabalho de renovação, se dá por dentro da estação, nº 101; manhã às 2h da madrugada.
trazendo de volta as marcas de basta seguir as placas. A • carros: Mercedes Benz, nº 118; Entre os inúmeros restaurantes
luxo e o prestígio perdido. Até praça é uma grande rotatória Peugeot, 136; Renault, 53; e cafés que você verá em sua
os parisienses abastados, que em forma de estrela, de onde Citroën, 42; Toyota, 79; caminhada, está o Fouquet’s*,
deixaram de frequentar a avenida partem 12 avenidas. • cosméticos e perfumes: ponto de encontro da elite
por causa da chegada do público Guerlain, nº 68; francesa que trabalha na
O Arco do Triunfo foi
mais popular, acabaram • lazer e cultura: Virgin, nº 56; região. Lugar para se comer
construído entre 1806 e 1836,
se rendendo ao novo charme Disney Store, 46; bem, ver e ser visto.
por ordem de Napoleão
desse símbolo francês. • gastronomia: Nespresso, Este foi o restaurante
Bonaparte, como uma
Ainda mais elitista que a homenagem às Forças nº 119; Ladurée, 75. escolhido pelo ex-presidente
Champs-Élysées, a Avenue Armadas Francesas. Aos pés Nicolas Sarkozy para festejar
Montaigne concentra o maior do arco, se encontra o túmulo sua vitória nas eleições
número de marcas de luxo por do soldado desconhecido da
metro quadrado em Paris, e Primeira Guerra Mundial.
ambas se localizam no 16ème uma curiosidade sobre a avenida
O monumento também abriga
arrondissement. Morador do nº 114 da Avenue des Champs-Élysées, Santos Dumont
aterrissou seu dirigível diante do nº 9 dessa avenida.
* Confira endereços e horários nas páginas 18-21.

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


12 | roteiro 1 paris do luxo e da moda | 13

presidenciais de 2007. Vale a túnel que passa sob a grande De volta ao roteiro, entre à esquerda des Beaux-Arts de la Ville de
pena entrar, ao menos para escultura dourada — Chama na Avenue W. Churchill onde Paris, cujo acesso ao acervo
tomar um café. da Liberdade —, Lady Di ficam, à esquerda, o Grand permanente — obras de
A Champs-Elysées é também o morreu no trágico acidente Palais*, e à direita o Petit Palais*. Delacroix, Rodin, Maillol,
endereço de um grande nome automobilístico. Esta escultura, Construído em 1900, o Grand Vuillard, Courbet, Toulouse-
da noite parisiense, o Cabaret réplica da chama da Estátua da Palais mescla a arquitetura art -Lautrec, entre outros — tem
Lido*. No mais elegante dos liberdade (oferecida aos nouveau com o estilo clássico entrada gratuita. Além da
cabarés parisienses, você pode Estados Unidos pela França de revestimento com pedras. beleza arquitetônica, o Petit
assistir a espetáculos variados, em 1886), tornou-se ponto de Classificado como monumento Palais tem um restaurante
sempre com belas mulheres homenagem à princesa. histórico, pode ser reconhecido delicioso, o Le Jardin du Petit
Até hoje é possível encontrar de longe, graças ao gigantesco Palais, ótima alternativa para
(nada de vulgaridades), e ainda
comer muito bem. flores deixadas por seus teto de vidro. Hoje é um museu seu almoço. Nas mesas do
admiradores. com excelentes exposições jardim, encontre a tranquilidade
Continue a descida até a pequena em pleno Champs-Élysées.
Na Place de l’Alma, se estiver temporárias.
praça florida — o Rond Point
des Champs-Élysées c. cansado ou com fome, Diante do Grand Palais, encontra- Dobre à direita na Avenue des
A prefeitura de Paris troca as aproveite para se sentar no -se o Petit Palais, construído na Champs-Élysées e caminhe
flores dessa praça a cada três Chez Francis*, a brasserie que mesma época, abriga o Musée até a Place de la Concorde f,
ou quatro meses. Dobre à tem uma das mais lindas
direita na Avenue Montaigne. vistas da cidade.
É aqui, e não na Champs- Em seguida, caminhe e dobre à algumas curiosidades sobre a place de la concorde
-Élysées, que a elite faz suas esquerda na Cours Albert 1er, Durante a Revolução Francesa, no Período do Terror, aí esteve instalada
compras. Suas lojas imponentes margeando o Sena, sob as a guilhotina onde foram executados o rei Luís XVI, a rainha Maria
costumam intimidar, mas não árvores. No nº 34 da Cours Antonieta, Danton e Robespierre, entre outros. O nome Place de la
se engane: a entrada é livre. Albert 1er — um dos pontos Concorde (Praça da Concórdia) surgiu depois da retirada da guilhotina,
Com apenas quatro quadras, mais caros de Paris —, está a num gesto de reconciliação e paz. No centro encontra-se o Obelisque,
a Montaigne é uma sucessão Embaixada Brasileira. Prossiga oferecido à França pelo vice-rei do Egito, Mohamed Ali, em 1829.
de lojas das marcas da até a Pont Alexandre III e, a Ao norte da praça, há dois lindos edifícios idênticos. O da esquerda
alta-costura francesa e ponte mais bonita da cidade. foi a residência da família do conde de Crillon, até 1907. Após essa data,
internacional: Louis Vuitton, Repare na riqueza de seus o prédio passou a abrigar o famoso e luxuoso Hotel Crillon, que serviu
Fendi, Dior, Dolce & Gabbana, detalhes. Esqueça um pouco de quartel general ao alto-comando alemão na ocupação da cidade na
Roberto Cavalli, Armani etc. o restante do mundo e apenas Segunda Guerra Mundial.
Seguindo adiante, chega-se à admire as esculturas, o Sena, Ocasionalmente, é montada ali uma roda-gigante que encanta crianças
Place de l’Alma d. Esta praça a Torre Eiffel... Este é um dos e turistas (e irrita os parisienses — bem na frente do Obelisque, ela
tornou-se famosa porque, no lugares mais belos. atrapalha a vista que se tem desde a pirâmide do Louvre até o Arco de
La Défense, passando pelo Arco do Triunfo dos Champs-Élysées).

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


14 | roteiro 1 paris do luxo e da moda | 15

a maior praça de Paris, que mestre impressionista retratou redor é o centro da alta deliciosos vinagres, como
mede 8,6 hectares. os Jardins de Giverny durante gastronomia de Paris. o de framboesa, ideal para
Da praça, você consegue ver os 30 últimos anos de sua vida. À direita, encontra-se a loja temperar saladas. Também
alguns dos mais bonitos » Se tiver de optar entre os Fauchon*, templo dos artigos está aí a Caviar House &
monumentos de Paris: dois museus para uma visita, gastronômicos de luxo. Se você Prunier*: como seu nome
• o Arco do Triunfo e a avenida escolha o Musée de gosta de comer bem, a parada indica, a casa é especializada
Champs-Elysées; l’Orangerie. é obrigatória, nem que seja em caviar, que você pode
• a Torre Eiffel e o Rio Sena; para tomar um café. Bem em degustar ali mesmo.
No final do Jardin des Tuileries,
• a igreja da Madeleine; frente da Fauchon, do outro Mas é também um excelente
você verá o pequeno Arco do
• o Jardin des Tuileries e, aos lado da praça, está o Hédiard*, endereço para comprar
Triunfo do Carrossel e logo
fundos, o Museu do Louvre. espaço de gastronomia que salmão defumado e outras
adiante o Museu do Louvre.
tem os mesmos artigos gourmandises. No nº 9 fica
O Jardin des Tuileries g é o mais Como este roteiro é muito
da Fauchon. o restaurante gastronômico
bonito de Paris. Vale conhecê- longo, aconselhamos a visita
do famoso chef francês
-lo. Passeie sob as árvores, ao Louvre no final do roteiro 2. Além desses dois concorrentes,
Alain Senderens*.
visite o antigo carrossel, Da Place de la Concorde, a praça ainda abriga as famosas
sente-se às margens do lago, pegue a Rue Royale até a mostardas Maille*.
admire as esculturas. Place de la Madeleine j. Além de mostardas, há
O jardim abriga dois museus, No centro da praça, fica a
o Jeu de Paume* h, com igreja da Madeleine*. fora do roteiro, mas pode interessar...
exposições temporárias de arte Originalmente construído Ao caminhar pela Rue Royale, você vai cruzar a Rue du Faubourg
contemporânea, e o Musée como um templo à glória de Saint-Honoré. Antigo endereço da aristocracia francesa, essa rua
de l’Orangerie* i, que tem Napoleão, o edifício acabou se ainda abriga marcas que simbolizam o luxo francês, como Hermès,
como acervo as Ninfeias, um transformando em uma igreja Lanvin, Lancôme e Dalloyau. Aqui também está o centro do poder
conjunto de aproximadamente em 1842. A praça a seu político francês: além do Palais de l’Élysée (no número 55), sede e
250 obras de Monet, em que o residência do presidente da República, esta rua abriga diversas
embaixadas e a residência oficial do embaixador dos Estados Unidos.

A Place de la Madeleine fica próxima do centro de consumo em


passeio impressionista e impressionante Paris. Ao entrar na Rue Tronchet, chega-se ao Boulevard
Se você visitou o Musée de l’Orangerie e se impressionou com a série Haussmann. Aqui se encontram duas das maiores lojas de
Ninfeias, considere visitar a casa e os jardins de Claude Monet, em departamentos da cidade: as Galerias Lafayette* (a principal
Giverny. Além de conhecer a casa onde o pintor morou de 1883 a 1926, loja de departamentos francesa, muito conhecida por turistas de
você poderá ver “ao vivo” as pinturas do mestre, pois o jardim se todo o mundo) e a Printemps* (concorrente das Galerias Lafayette,
encontra intacto, exatamente como foram retratados em seus quadros. é voltada para marcas de luxo). Outras gigantes do fast-fashion
Para se informar sobre essa visita, acesse o blog: http://bit.ly/TuaTr0 também estão aqui: H&M*, Zara* e Uniqlo*.

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


16 | roteiro 1 paris do luxo e da moda | 17

Ao continuar nosso roteiro, pegue de Napoleão, vestido como um Ande até encontrar a Avenue de colunas pintadas com faixas
a Rue Duphot até chegar na imperador romano. l’Opéra*. No final da avenida está brancas e pretas, do artista
Rue Saint-Honoré. Prima pobre Retorne à Rue Saint-Honoré e a famosa Opéra Garnier, francês Daniel Buren. Junte-se
da Rue du Faubourg Saint- siga em frente. um dos monumentos mais às crianças e divirta-se neste
-Honoré, essa rua sempre imponentes da capital. grande espaço lúdico.
No nº 213, está a Colette,
acolheu um comércio simples Inaugurado em 1875, este grande Em seguida, passeie pelo
grande estrela da região. A loja
e popular até a inauguração palácio de mármore decorado jardim, um oásis de
conceito dita as tendências da
da loja Colette* K em 1998 com ouro oferece uma excelente tranquilidade do Centro de
moda, do design, da arte e de
(falaremos dela adiante). programação de óperas, Paris, e sob as arcadas, onde
tudo mais em Paris.
A partir de então, tudo concertos e balés. Se não puder estão instalados grandes nomes
Styledesignartfood — é assim
mudou. No rastro da Colette, assistir a um espetáculo, da moda. Para finalizar este dia,
que a Colette se autodenomina.
vieram outras marcas aconselhamos a visita ao interior sente-se em um dos cafés ou
São três andares onde objetos,
e a Rue Saint-Honoré se do edifício ao final do roteiro. restaurantes que
gadgets, roupas, tênis, música,
transformou no novo espaço Atravesse a Avenue de l’Opéra, e ficam sob as arcadas e faça
livros e mais uma porção de
fashion da cidade. estará na pequena Place Colette um brinde a esta bela cidade,
coisas ultrasselecionadas estão
Caminhe pela Rue Saint- à venda. Entre e olhe bem. — esta Colette é outra, a famosa Paris. Se quiser jantar muito
-Honoré e namore as vitrines. Desça ao subsolo para escritora francesa que viveu bem (e pagar caro!), opte pelo
Você vai passar diante do conhecer o famoso Water Bar*, entre 1873 e 1954. restaurante Le Grand Véfour*.
famoso Hotel Costes (nº 239), onde você pode comer na hora Esta pequena praça abriga a Mas, atenção, faça reserva com
ponto de encontro da moda. do almoço ou tomar um café Comédie Française m, o teatro antecedência.
Entre e tome um aperitivo (e uma água dos Pireneus!) público criado em 1680, parte
no bar. a qualquer momento. do conjunto do Palais Royal,
Na esquina da Rue Castiglione, Você vai passar ainda diante de antigo palácio que serviu de
vire à esquerda e chegará na dois símbolos do alto luxo moradia à família real em
sofisticada Place Vendôme l, francês: as casas Goyard* diferentes momentos da história.
a praça das joalherias e do (nº 233) e Moynat* (nº 348), Hoje, a Comédie Française é um
Hotel Ritz, um dos mais de bolsas e malas. No nº 231, dos principais teatros da cidade,
bonitos de Paris. Admire a entre na loja do mestre de onde são representadas peças dos
uniformidade arquitetural, chocolate Jean-Paul Hévin*. grandes dramaturgos franceses.
a elegância e a simplicidade Suba as escadas e você estará O Jardin du Palais Royal n é uma
desta praça. A coluna central no Bar à Chocolat*, onde pérola “oculta” em meio ao Palais
foi construída com o metal dos poderá tomar um delicioso Royal. A entrada fica ao lado da
canhões inimigos confiscados chocolate quente Comédie Française. Primeiro,
na Batalha de Austerlitz. No acompanhado de macarons. você verá a obra Les Colonnes,
alto da coluna, há uma estátua

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


18 | roteiro 1 paris do luxo e da moda | 19

[ Onde e quando ] Opéra Garnier 8 Rue Scribe | 75009 • Entrada paga • Aberto diariamente,
das 10h às 17h • De 16 de jul. a 2 de set., aberto até às 18h
• Fechado em 1º de jan., 1º de maio, 15 e 25 de dez. • Em dias de
espetáculos de matinê, o horário de visita se encerra às 13h
• Último acesso: meia hora antes do horário de encerramento
Museus e monumentos • Consulte o site para ver a programação e comprar ingressos:
www.operadeparis.fr/en/calendrier/ M Opéra (3, 7 e 8)
Arco do Triunfo Place Charles de Gaulle | 75008 • A subida ao topo
do monumento é paga • Aberto diariamente, exceto 1º de jan., 1º de (Musée des Beaux-Arts de la Ville de Paris) Avenue
Petit Palais

maio e 25 de dez.; e nas manhãs dos dias 8 de maio, 14 de jul. e 11 Winston Churchill | 75008 • Coleção permanente: entrada gratuita
de nov. • 1º de abr. a 30 de set.: aberto das 10h às 23h • 1º de out. e • Exposições temporárias: entrada paga • Aberto de ter. a dom., das
31 de mar.: aberto das 10h às 22h30 • Último acesso: 45 min. antes 10h às 18h • Às qui., as exposições temporárias ficam abertas até
do horário de encerramento • arc-de-triomphe.monuments- às 20h • Último acesso: 1 hora antes do horário de encerramento •
nationaux.fr M Charles de Gaulle-Étoile (1, 2 e 6; RER A) www.petitpalais.paris.fr M Champs-Elysées-Clemenceau (1 e 13)
Grand Palais As exposições acontecem na Nef, espaço principal, e nas
galerias anexas • Entrada paga • Nef: entrada pela Avenue Winston Pâtisseries e chocolateiros
Churchill | 75008 • Galerias: entrada pela Place Clemenceau, Avenue du Jean-Paul Hévin 231 Rue Saint-Honoré | 75001 • Aberto de seg.
Général Eisenhower e pela Avenue Winston Churchill • a sáb., das 10h às 19h30 Bar à chocolat Aberto das 12h
Os horários variam de acordo com as exposições • Acesse o site às 18h30 • Almoço, das 12h às 15h • Tel.: 01 55 35 35 96
para consultar a programação e seus respectivos horários: • www.jeanpaulhevin.com M Tuileries (1)
www.grandpalais.fr M Champs-Elysées-Clemenceau (1 e 13)
Igreja da MadeleinePlace de la Madeleine | 75008 • Aberto Restaurantes, cafés e bares
diariamente, das 9h30 às 19h • www.eglise-lamadeleine.com
Café Prunier15 Place de la Madeleine | 75008 • Aberto de seg. a sáb., das
M Madeleine (8, 12 e 14)
12h às 14h30 e das 19h às 23h • Tel.: 01 47 42 98 91 • www.
Jeu de Paume 1 Place de la Concorde | 75008 • Entrada paga • Aberto de caviarhouse-prunier.com/paris-bars M Madeleine (linhas 8, 12 e 14)
ter. a dom., das 11h às 19h. Às ter., até às 21h • Fechado às seg., e em
Chez Francis7 Place de l’Alma | 75008 • Aberto diariamente até
1º de jan., 1º de maio e 25 de dez. • Último acesso: meia hora antes
meia-noite • Tel.: 01 82 28 77 39 • www.chezfrancis-restaurant.com
do horário de encerramento • www.jeudepaume.org
M Alma-Marceau (9)
M Concorde (1, 8 e 12)
Fouquet’s99 Avenue des Champs-Elysées | 75008 • Aberto
Musée de l’Orangerie Jardin des Tuileries | 75001 • Entrada paga • Aberto
diariamente, das 8h às 2h • Tel.: 01 40 69 60 50 M George V (1)
de qua. a seg., de 9h às 18h • Fechado às ter. e em 1º de maio, 14 de
jul. e 25 de dez. • Último acesso: meia hora antes do horário de L’Atelier Étoile, de Joël Robuchon 133 Avenue des Champs-Elyseés |
encerramento • www.musee-orangerie.fr M Concorde (1, 8 e 12) 75008 • Aberto diariamente, das 11h30 às 15h30 e das 18h30 à
meia-noite • Tel.: 01 47 23 75 75 • www.joel-robuchon.net
M Charles de Gaulle-Étoile (1, 2 e 6; RER A)

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


20 | roteiro 1 paris do luxo e da moda | 21

Le Grand Véfour 17 Rue de Beaujolais | 75001 • Aberto de seg. a sex., H&M 54 Boulevard Haussmann | 75009 • Aberto de seg. a sáb., das
das 12h às 14h e das 20h às 23h • Tel.: 01 42 96 56 27 • 9h30 às 20h30. Às qui., aberto até às 21h • Tel.: 01 55 31 92 50 •
www.grand-vefour.com M Palais Royal-Musée du Louvre (1 e 7) www.hm.com/fr M Chaussée d’Antin-La Fayette (linhas 7 e 9) ou
Senderens 9 Place de la Madeleine | 75008 • Aberto diariamente, das 12h Havre-Caumartin (3 e 9)
às 14h45 e das 19h às 23h. Fechado 1º de jan., 1º de maio, 14 de jul., Hédiard21 Place de la Madeleine | 75008 • Aberto de seg. a sáb.,
nas três primeiras semanas de ago. e 25 de dez. • Tel.: 01 42 65 22 90 das 9h às 20h • Tel.: 01 43 12 88 88 • www.hediard.fr
• www.senderens.fr M Madeleine (8, 12 e 14) M Madeleine (8, 12 e 14)
Water Bar da Colette 213 Rue Saint-Honoré | 75001 • Aberto de seg. a sáb. Maille6 Place de la Madeleine | 75008 • Aberto de seg. a sáb.,
das 11h às 19h • Tel.: 01 55 35 33 90 • www.colette.fr M Tuileries (1) das 10h às 19h • Tel.: 01 40 15 06 00 • www.maille.com
M Madeleine (8, 12 e 14)
Lojas Moynat 348 Rue Saint-Honoré | 75001 • Aberto de seg. a sáb., das 10h
às 19h30 • Tel.: 01 47 03 83 90 • www.moynat.com M Tuileries (1)
Caviar House & Prunier 15 Place de la Madeleine | 75008
• Aberto de seg. a sáb., das 10h às 23h • Tel.: 01 47 42 98 98 Printemps64 Boulevard Haussmann | 75009 • Aberto de seg. a sáb.,
• www.caviarhouse-prunier.com M Madeleine (8, 12 e 14) das 9h35 às 20h • Às qui., aberto até às 22h • Tel.: 01 42 82 50 50
• www.printemps.com M Havre-Caumartin (3 e 9)
Colette 213 Rue Saint-Honoré | 75001 • Aberto de seg. a sáb., das 11h às
19h • Tel.: 01 55 35 33 90 • www.colette.fr M Tuileries (1) Uniqlo17 Rue Scribe | 75009 • Aberto de seg. a sáb., das 10h às 20h.
Às qui., até às 21h • Tel.:01 58 18 30 55 • www.uniqlo.com/fr
Fauchon 24/26 Place de La Madeleine | 75008 • Há duas entradas. M Chaussée d’Antin-La Fayette (7 e 9) ou Havre-Caumartin (3 e 9)
Na primeira, fica uma épicerie fina com espaços de degustação
abertos das 9h às 23h • No subsolo, fica o Comptoir, um bar para Zara 39-41 Boulevard Haussmann | 75009 • Aberto de seg. a sáb., das
degustação de vinhos • Aberto de seg. a sáb., das 11h às 17h • No 10h às 20h • Tel.: 01 40 98 01 46 • www.zara.com M Chaussée
almoço, para acompanhar o vinho, são servidos tábuas de presunto, d’Antin-La Fayette (linhas 7 e 9) ou Havre-Caumartin (3 e 9)
saladas e sanduíches • Na segunda entrada, encontra-se a pâtisserie
(bolos, éclairs), a padaria e a viennoiserie (croissants, brioches), Casas noturnas
onde são vendidos sanduíches e saladas • Aberto de seg. a sex.,
Cabaret Lido 116 bis Avenue des Champs-Élysées | 75008
das 8h às 20h. No sáb., de 8h às 18h. Fechado aos dom.
• Tel.: 01 40 76 56 10 • www.lido.fr M George V (1)
• www.fauchon.com M Madeleine (8, 12 e 14)
Galerias Lafayette 40 Boulevard Haussmann | 75009 • Aberto de seg. a
sáb., das 9h30 às 20h • Às qui., aberto até às 21h • Tel.: 01 42 82 34 56
• www.galerieslafayette.com M Chaussée d’Antin-La Fayette (7 e 9)
Goyard 233 Rue Saint-Honoré | 75001 • Aberto de seg. a sáb., das 10h às
19h • Tel.: 01 42 60 57 04 • www.goyard.com M Tuileries (1)

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


jardin des tuileries

Tui
le

e
ries Rue

ouvr
Pal de Rue les
a ce café Riv Sain
t-Ho
halles
oli

du L
marly n oré

Rue
entrada
do museu

al
Paris da do louvre

Roy

Ru
e
lendária

t du

des
sel
Qua
i Fra

u
Pon
rive gauche nçois

Ha
arro

f
Rue

eu
museu Mite

lles
rran de

tN
d’orsay d Riv

du C
oli
Saint-Germain

on

ol
Qu
ai V

stop
uP
olta

t
Pon

ed
ire Quai

éba
4,6 km du Lo

Ru
c
uvre

de S
du B
Qu
ai M
ala

Bd.
Rue
qua
is Qua
i de théâtre
la M du châtelet
Qua égis
seri place
Bd

id e Co e châtelet théâtre
.S

Ru nt
ed
ain

i de la vile
e l’
t-G

Un
ac t ive

res
r
er

embe rsi

te
uB

f
o nt a l
ma

eu
-Pè

apar
ed .M

Rue de Seine
in

tN
Ru

Rue d
R

s
int

n
Bon

Po
la

Sa
conciergerie

eM
es

Rue
ed
R.

azarin
de Bd

ine
Ru

t
Gr . Sa igreja

noî
en

ph
ell int Ru sainte-
-G eJ Qu -chapelle

au
e erm aco

t-B

is
ai

eD
ain b


ala
de

ain

a Ci
sG

Ru

uP
R. S
ra

.d

de l
n ds île de

Bd
Rue Au la cité
café de

Rue
R. d de l’
Abb g
e Va flore les deux
ères

renn aye us
e
magots tin
Rue de s
ts-P

Buci
Ru
ise

brasserie igreja
Sain
Bd. Ra

e lipp e place
la Cha

on

de
s

saint- Rue Saint-A


ne

Rue cdiè
l’An édie
notre-

Com
rag

Gr ndré-des-A
des

-germain- Cour du
en

en rts -dame
spail

-des-prés Commerce
uD

Bd. S
eR

el
Rue
Rue de

Saint-André

e e
le aint-
ed

ed

nn
r Germ
u Fou
camier

ain
Rue d
Ru

Ru
Rue du Bac

Rue de Seine
s
e Sèvre
Rue Ré

rte

Rue d Bd.
Rue Bonapa

Sain
t-G
e

el
Rue de Babylone rma
in

Mich
chapelle

Rue de l’Odeon
square e
Rue Saint-Sulpic
di

notre-dame

aint-
boucicaut
Mi

de la
e-
s

médaille la grande s
vre
ne

épicerie ch

Bd. S
miraculeuse
Sè er
en

de paris
Rue de Con

e Ch
ed
eR

Ru u
ed
ed

Ru
Ru
Bd. Ra

i

id théatre de l'odéon Rue


R. Rotrou

des
e -M jardin du Éco
ch luxembourg les
spail

er
Ch R. de Vaugirard
e du
Ru
Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938
24 | roteiro 2 paris da lendária rive gauche | 25

saint-germain tornou-se famoso a Maison Dior, a Louis Vuitton e roteiro dobrando à direita Ao seguir pela Rue du Bac à
no início na década de 1920, os artistas-ícones da França (neste caso, veja a continuação direita, há algumas lojas de
quando escritores e artistas como Catherine Deneuve e Jean-Paul do roteiro ao lado). decoração e de moda infantil.
Picasso, Hemingway, James Joyce, Belmondo, entre outros. Ao virar à esquerda na Rue du Bac, No nº 93, está uma das
Man Ray, Fitzgerald, Dalí, entre Apesar de ter perdido seu brilho você encontrará diversas lojas melhores pâtisseries de Paris,
outros, fizeram dos cafés e e parte de sua originalidade, esta de design italiano, além a La Pâtisserie des Rêves*.
livrarias do bairro pontos de região é ainda uma das mais da famosa e histórica loja Prove os bolos e as tortas,
encontro lendários. A boêmia e a bonitas e agradáveis de Paris. Deyrolle*, um dos vale a pena!
intensa vida cultural e intelectual Seus três maiores símbolos — estabelecimentos mais Logo adiante, no nº 140, está a
da região foram responsáveis por a Brasserie Lipp e os cafés Flore surpreendentes de Paris. famosa Chapelle Notre-Dame
tornar Saint-Germain um símbolo e Les Deux Magots — foram Trata-se de uma loja, livraria, de la Médaille Miraculeuse*,
da Paris artística, de vanguarda, tombados pelo patrimônio museu de zoologia e botânica. endereço de peregrinação
romântica e livre. Seus cafés histórico e sobreviveram com Criada em 1831, a Deyrolle muito conhecido dos católicos
se tornaram mundialmente dignidade e encanto. Algumas tornou-se mundialmente brasileiros. Segundo a tradição,
conhecidos e suas livrarias e livrarias tradicionais resistem e famosa por ser insólita. O as medalhas vendidas nesta
galerias de arte eram as mais editores ainda fazem parte dos espaço expõe animais capela proporcionam cura e
dinâmicas da cidade. Clubes de habitantes do bairro. A elegância empalhados, borboletas, proteção.
jazz e casas noturnas ficavam discreta é a maior característica passarinhos etc. Em 2008, Caminhe até a esquina da Rue
abertos até a madrugada, e os de seus moradores. um incêndio de grandes de Sèvres. Nesse ponto,
grandes músicos tocavam ali. proporções destruiu 90% do encontram-se dois grandes
“Hoje, a noite de Saint-Germain acervo. A loja reabriu um ano símbolos parisienses: à
Nosso roteiro se inicia na
está mais curta”, escreveu depois, com parte do acervo esquerda, La Grande Épicerie
estação de metrô Rue du Bac
Umberto Eco. Embora Saint- recuperado. Vale a pena de Paris*, à direita, uma das
a (linha 12). A estação fica na
-Germain tenha mudado muito, conhecer. melhores lojas de departamen-
esquina de três grandes ruas:
a fama do bairro persiste. As casas Entre à direita na Rue de tos, o Le Bon Marché* b.
a Rue du Bac e os Bulevares
de jazz fecharam e as boates l’Université e novamente à
Saint-Germain e Raspail. La Grande Épicerie é o melhor
trocaram de endereço, bandeando- direita na pequena Rue de
A Rue du Bac é muito endereço para apreciar,
-se para a rive droite, assim como Montalembert. No nº 5,
charmosa, tem muitas lojas de degustar e comprar as delícias
inúmeros bares e livrarias. encontra-se um dos maiores
decoração, e caso você goste da gastronomia francesa. Pães,
Comitês foram criados para ícones da gastronomia francesa, embutidos, chocolates, frutas,
de objetos de interiores, vale a
tentar salvar o caráter único de o L’Atelier*, do chef Joël tudo ali é primoroso. E, na hora
pena segui-la à esquerda do
Saint-Germain, e fazem parte Robuchon. Volte à Rue du Bac, do almoço, à direita da entrada
Boulevard Saint-Germain.
deles os proprietários da caminhe agora na direção principal, são servidos pratos
Se não tiver tempo ou quiser
Brasserie Lipp e do Café de Flore, contrária, e chegará novamente do dia, sopas e saladas. Fora
poupar a caminhada, inicie o
à estação de metrô Rue du Bac. do horário da refeição, este
* Confira endereços e horários nas páginas 30-32.

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


26 | roteiro 2 paris da lendária rive gauche | 27

espaço é dedicado ao Siga adiante, dobre à esquerda E não se esqueça da taça de Continue até chegar à Place
piquenique. Compre o que na Rue des Saints-Pères e vai champanhe para brindar esse Saint-Sulpice f, onde fica a
quiser: sanduíches, entradas adentrar o perímetro das momento parisiense. igreja de Saint-Sulpice. Dobre
frias, presuntos, frutas, pães, belas lojas de luxo. Caminhe A Brasserie Lipp*, que fica em à esquerda na simpática Rue
e coma ali mesmo. Se preferir, até o Boulevard Saint-Germain frente do Café de Flore, é a Saint-Sulpice, e verá lojas
leve para comer depois, ao d e vire à direita. terceira grande “instituição” pequenas e interessantes. No
longo desse roteiro. Logo estará diante das duas dessa esquina. Além de ponto nº 23, encontra-se a famosa
A mais parisiense de todas as grandes “instituições” de de encontro artístico da cidade, chapeleira Marie Mercié*.
lojas de departamentos, o Saint-Germain: o Café de Flore* a brasserie é conhecida por Siga em frente até o final da rua
Le Bon Marché é menos e o Café Les Deux Magots*, atrair a elite política de Paris. e dobre à esquerda na Rue de
conhecido pelos turistas. Tem dois “rivais” que se Ainda muito popular, o Condé. Caminhe até chegar
uma seleção das melhores completam. Antigos pontos restaurante continua idêntico ao Carrefour de L’Odéon g,
grifes masculinas, femininas e de encontro de artistas, ao que era há 50 anos — um pequeno largo onde
infantis, e oferece também um escritores e intelectuais, eles inclusive o cardápio! há uma estátua de Danton,
andar dedicado à casa, com entraram para o imaginário de Na Place Saint-Germain-des-Prés o famoso personagem da
objetos de decoração, turistas de todo o mundo, que e, você vai encontrar a igreja Revolução Francesa.
acessórios para cozinha, frequentam suas mesas em mais antiga de Paris, a Aqui se encontra o Le
roupas de cama e mesa. estado de graça. Saint-Germain-des-Prés*— Comptoir du Relais*, bistrô do
Vire à esquerda na Rue de Sèvres Alguns preferem o Flore; outros, única construção premiado chef Yves
até chegar na esquina do o Deux Magots. O terraço do remanescente da grande Camdeborde. No almoço os
Boulevard Raspail. Nessa Deux Magots é delicioso em Abadia de Saint-Germain-des- preços são camaradas e não é
esquina, encontra-se o lindo dias quentes. No inverno, o -Prés, fundada no século 6. necessário fazer reservas. Se
Hotel Lutetia* c, um endereço Flore pode ser mais agradável. A partir da Place Saint-Germain- chegar após o meio-dia,
histórico. Ali o brunch de Em ambos, o ideal é pedir um -des-Prés, dobre à direita na Rue a solução é ficar na calçada
domingo é delicioso, e café ou um aperitivo e deixar Bonaparte e caminhe lenta- e enfrentar a fila. Para evitar
músicos tocam jazz. o tempo passar, observando mente por esta rua, repleta de isso, chegue antes desse
Continue caminhando pela Rue de tudo: os clientes, os garçons, boas lojas. No nº 72, encontra- horário ou depois das 15h.
Sèvres. À esquerda, você os turistas que entram -se uma das lojas Pierre Hermé*, Uma opção rápida é comer
passará diante da Rue Récamier. e saem. Não são centros um dos melhores chocolateiros apenas petiscos em pé no bar
Nessa charmosa ruazinha sem gastronômicos. As pessoas da cidade. Seus chocolates são ao lado do restaurante: peça
saída, encontra-se o melhor não chegam ali atraídas pela sublimes, seus bolos, inesquecí- os excelentes tapas ou os
restaurante de suflês de Paris, cozinha, mas sim pela fama veis, e seus macarons, conside- crepes do chef. Se quiser
o La Cigale Récamier*. do lugar e de seus antigos rados os melhores de Paris. jantar, faça a reserva com pelo
Recomendamos! clientes. No máximo, peça Este é um endereço obrigatório. menos dois meses de
uma salada ou um sanduíche. antecedência.

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


28 | roteiro 2 paris da lendária rive gauche | 29

Continuando o roteiro, vire à Ao final dessa ruazinha, vire à pintores, com seu charme Dessa ponte você tem uma
direita no Boulevard Saint- esquerda na Rue Saint-André- discreto, rodeada por lojas e vista deslumbrante do Sena e
-Germain, caminhe por alguns -des-Arts e siga em frente na prédios residenciais. da Île de la Cité. Esta é
metros e dobre à esquerda Rue de Buci. Exclusiva para Siga até a Rue Jacob e observe os também a famosa ponte dos
na discreta Cour du Commerce pedestres, é uma rua sempre hotéis, as lojas, os escritórios, cadeados, em que turistas do
Saint-André, uma pequena muito animada. Muitos cafés, os apartamentos... Tudo aqui é mundo todo seguem o ritual
rua com acesso somente restaurantes, turistas e a síntese do charme dessa do amor eterno prendendo
para pedestres. Além do músicos nos fins de semana. região: simples, mas muito um cadeado às grades de
charme desta passagem, Uma festa! requintada; luxuosa, mas sem proteção.
aí se encontra um excelente Ao terminar a parte exclusiva ostentação. Depois de atravessar a ponte,
chocolateiro. Entre na para pedestres, continue à você estará diante do Museu
Ao chegar à Rue Bonaparte,
Un Dimanche à Paris* esquerda na própria Rue de do Louvre*. Atravesse a
dobre à direita. Esse pedaço
e, no balcão, peça um Buci. Em seguida, dobre à avenida e entre na Cour Carré
é repleto de bons antiquários e
chocolate quente. Sublime... direita na Rue de L’Abbaye e do Louvre j. Sente-se em um
galerias de arte. No nº 14,
Outra dica: aos domingos, siga até a Place Furstemberg h. dos bancos desse pátio
encontra-se a famosa e linda
prove o brunch. É inesquecível. É uma praça minúscula, interno e descanse um pouco
Escola de Belas-Artes de Paris.
retratada por inúmeros apreciando a mais bonita vista
No final da rua entre à direita e
do museu. Em seguida, dobre
estará às margens do Sena,
à esquerda e caminhe até
no Quai de Conti. Caminhe até
chegar à pirâmide k, a
fora do roteiro, mas pode interessar... o Institut de France, no número
entrada do Museu do Louvre*.
A alguns quarteirões do Carrefour de l’Odéon encontra-se o Jardin du 23, prédio construído em 1635
e onde se encontram, entre Se estiver muito cansado,
Luxembourg, o maior e um dos mais bonitos de Paris. Do tamanho sente-se no Café Marly*, que
aproximado de 25 campos de futebol, esse parque é um dos principais outras, a Academie Française,
a Académie des Sciences, a se encontra nas arcadas ao
pontos de lazer da cidade: mães trazem os filhos para brincar, jovens se lado da pirâmide. Peça uma
encontram, conversam e passam o tempo, outros trazem livros para ler, Académie des Beaux-Arts.
Atravesse a avenida para pegar taça de champanhe para
idosos vêm tomar sol e se exercitar e a vizinhança corre ou caminha em
a ponte de pedestres chamada acompanhar a linda vista que
suas alamedas.
Pont des Arts i. se tem desse café.
» Se o tempo estiver bom, um piquenique no parque é um programa Então, nosso roteiro termina
superparisiense.
aqui. Mas se tiver ainda
Para chegar ao Jardin du Luxembourg a partir do Carrefour de l’Odéon, energia pode iniciar sua visita
pegue a Rue de l’Odéon até o Théatre de l’Odéon. Contorne o teatro ao Louvre.
pela direita e pegue a Rue Rotrou. Você estará então diante do parque.
Dobre à esquerda na Rue de Vaugirard e verá uma entrada para o jardim
a alguns metros.

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


30 | roteiro 2 paris da lendária rive gauche | 31

[ Onde e quando ] Restaurantes, cafés e bares


151 Boulevard Saint-Germain | 75006 • Aberto
Brasserie Lipp
diariamente, das 9h à 1h • Tel.: 01 45 48 53 91
• www.brasserie-lipp.com m Saint-Germain-des-Prés (4)
Museus e monumentos Café de Flore172 Boulevard Saint-Germain | 75006
Chapelle Notre-Dame de la Médaille Miraculeuse 140 Rue du Bac • Aberto diariamente, das 7h às 2h • Tel.: 01 45 48 55 26
| 75007 • Entrada gratuita • Aberto diariamente, das 7h45 às 13h e • www.cafedeflore.fr m Saint-Germain-des-Prés (4)
das 14h30 às 19h. Às ter., aberto sem interrupção. Nos feriados, Café Marly Cour Napoléon du Musée du Louvre • Aberto diariamente,
aberto das 8h15 às 12h30 e das 14h30 às 19h • www.chapellenotre- das 8h às 2h • Tel.: 01 49 26 06 60 • www.louvre.fr/en/
damedelamedaillemiraculeuse.com m Sèvres-Babylone (10 e 12) le-cafe-marly m Palais Royal-Musée du Louvre (1 e 7)
igreja Saint-Germain-des-Prés 3 Place Saint-Germain-des-Prés | 75006 • Hotel Lutetia 45 Boulevard Raspail | 75006 • Aberto dom.
Aberta de seg. a dom., das 8h às 19h45 • www.eglise-sgp.org para o brunch, das 12h às 15h • Fechado de 10 de jun. a 9 de set.
m Saint-Germain-des-Prés (linha 4) • Tel.: 01 49 54 46 76 • www.lutetia-paris.com
Museu do Louvre Entrada pela pirâmide do Louvre • Entrada paga • m Sèvres-Babylone (10 e 12)
Aberto diariamente, exceto às ter., 1º de jan., 1º de maio e L’Atelier5 Rue de Montalembert | 75007 • O restaurante aceita
25 de dez., das 9h às 18h. Às qua. e sex., aberto até às 21h45. reservas apenas para os horários menos procurados — das 11h30
Último acesso: 30 min. antes do horário de encerramento às 12h30 e das 14h às 15h15 para o almoço; ou às 18h30 para o
• www.louvre.fr m Palais Royal-Musée du Louvre (1 e 7) jantar • Tel.: 01 42 22 56 56 • www.joel-robuchon.net
m Rue du Bac (12) • Leia o post sobre o restaurante em nosso blog:
Pâtisseries e chocolateiros tinyurl.com/cwcxprb
La Cigale Récamier 4 Rue Récamier | 75007 • Tel.: 01 45 48 86 58 •
93 Rue du Bac | 75007 • Aberto de ter. a sáb.,
La Pâtisserie des Rêves Aberto de seg. a sáb., de meio-dia às 23h. m Saint-Sulpice (4)
das 9h às 20h. Aos dom., das 9h às 18h • Tel.: 01 42 84 00 82 •
www.lapatisseriedesreves.com m Rue du Bac (12) Le Comptoir du Relais 9 Carrefour de l’Odéon | 75006 • Aberto
de seg. a sex., das 12h às 18h. E, para o jantar, às 20h30 (com
Pierre Hermé 72 Rue Bonaparte | 75006 • Aberto diariamente, das 10h reservas antecipadas). Sáb. e dom., aberto até das 12h às 23h •
às 19h • Às qui. e sex., aberto até às 19h30. Aos sáb., até às 20h • Tel.: 01 44 27 07 97 • www.hotel-paris-relais-saint-germain.com
Tel.: 01 43 54 47 77 • www.pierreherme.com m Saint-Sulpice (4) m Odéon (4 e 10)
Un Dimanche à Paris 4-6-8 Cour du Commerce Saint-André | 75006 • Les Deux Magots 6 Place Saint-Germain-des-Prés | 75006
Aberto de qua. a sáb., das 12h às 22h; às ter., das 19h às 22h, e aos • Aberto diariamente, das 7h30 às 2h • Tel.: 01 45 48 55 25
dom., das 12h às 18h • www.un-dimanche-a-paris.com • www.lesdeuxmagots.fr m Saint-Germain-des-Prés (4)
m Odéon (4 e 10)

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


32 | roteiro 2

Lojas
Deyrolle 46 Rue du Bac | 75007 • Às seg., aberto das 10h às 13h
e das 14h às 19h. De ter. a sáb., aberto das 10h às 19h •
Tel.: 01 42 22 30 07 • www.deyrolle.com m Rue du Bac (12)
La Grande Épicerie de Paris38 Rue de Sèvres | 75007 • Aberto de seg. a
sáb., das 8h30 às 21h • www.lagrandeepicerie.com
m Sèvres-Babylone (10 e 12)
Le Bon Marché 24 Rue de Sèvres | 75007 • Aberto de seg. a sáb., das 10h
às 20h. Às qui. e sex., aberto até às 21h •
www.lebonmarche.com m Sèvres-Babylone (10 e 12)
Marie Mercié 23 Rue Saint-Sulpice | 75006 • Aberto de seg. a sáb.
• Tel.: 01 43 26 45 83 • www.mariemercie.com m Odéon (4 e 10)

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


n Rue de
3
marché des
enfants rouges

Ru Br
eP et
ag
as ne
to Bd. des Filles
ed les u re du Calvaire
ll
eR
ivo
li
Paris halles e

histórica e

t
rlo
atelier R. du Po
nt aux C
descolada

ha
brancusi houx
Ru

eC
louvre ed

R. ou int-
rivoli Rue

Ru
centre

C a
p es

de tur Ge
As ilhas e Ram

ive
pompidou

S
4F

s es rva
but

rg

ch
ils merci
o Marais eau

Rue de Turenne
Rue

bou
e

Ar
Sai pl

ple
nt- m Rue Saint-Claude

es
y

eau
Rue Me Te museu ign

Tem

ed
6 km
m

is
rri or

Rue deebusiers
de du

Arqu
picasso

R. B
Th

Ru
Riv place igor
o R. ille
R
la . de

du
oli stravinsky de ie

de
Pe

pol
sB

Bd. Bea
Rue
V rle

d
e

s
lan

R.
u

enar
asto
R. S cs R
ain Ma Ru
metrô te- ed

Séb
nte uP

du R
pont neuf châtelet Cro

umarch
ix d au arc
e la x Roy

e
square du

Bd. d

nn
al

Rue
vert galant Bre Rue S
ton

aye
Qua R aint-G
Rue ner H ue

ais
i de
euf

estátua do illes
c Sa osp de

vign
de ie

R. P
rei henry iv la M Rivo int ita s museu

g urg
tn

égis -G liè carnavalet


li

our Bo

e Sé
seri R. d er re
pon

e el R. vais s
k Rue d

Tibue du
Ru es Min

Tem ille
Av. aV d d
b

ple
Tré e du es

R. d
imes Rue

duue Vie
place Vic err sor Ro Rue d

R
tori R. d u Foin

e
Qua e ri sie


dauphine a es F
i de e rs

R
ran

Pa
l’Ho R. d
rlay

cs B

Béarun
l’hôtel
d u

Duvrdinan

R.
rlog Roi our Rue

R. d
Fe e
de ville
de ladu Pas

Ru
e Rue de geo

é
Ha

Sici

vign
de is

Rue Malher
al d
Rivo le Mule
conciergerie
e
de

li

u
Cité

e Sé
Loba
Rue

nne
place
Qu
e

R. d
f l
e la

des
g
is

sainte-
hin

e
a

ure
e
ala

hili nt
vosges

R. d
-chapelle
id

pp
metro
R. Fra
R. d
aup

is P Po
es

eT
saint-paul
uP

mercado maison européenne nçois

Louue du
Gr

de flores Miro n
eD

R. d
.d

ds de la photographie
an

Qu
Bd

Au
Ru

ai

R
gu de île de la cité Qu Ru
sti sO ais Rue d R. C eS
ain
de
ns l‘H e l‘Hô har

yèr ins
rfe

R. du Figuier
lem t-A

es
N . des
vre

d’Honna
ôte t agn n
s l de el de e toi

l
n

u
Vill Ville e

Pa
R. d e
j hotel de sens

-
int
u Clo pont
ître

Sa

c
saint- Qu

us
Not

R.
re-D -louis ai d

e
Qu

M
ie

de

Ru
eB ais

r
am Rue

tit
our

ma

l’A
e
i bon des

Pe
Sai

ve
nt- Cé

nt
les

u
M
h Lou
Q. d

ed
tins

po
catedral

R
ar
de notre- is e

Ru
ia
n l’
’Or

-dame Qu
Île ai d
lea

tier

on
’An
ri IV
ns

jou

ourd
rat

Hen
Reg. le
ichel

ts

Bd.
R

Pon

île saint-louis

Bd. B
int-M

ux
De

lle
Qu ly
sul

Basti
ai d
Bd. Sa

Bd.
des

Sain e Bét t de
pon

e la
t-Ge hun
Rue

rma e ri IV

Bd. d
in Hen
Bd.

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


36 | roteiro 3 paris histórica e descolada | 37

nas águas do sena há duas ilhas moradias dos aristocratas no A ponte une as margens direita de la Cité, a primeira residência
interligadas, bem no centro de século 17, convivem com e esquerda do rio Sena, tendo real da cidade (séculos 10 a
Paris: a Île Saint-Louis e a Île de la tradicionais artesãos e velhos ao meio a Île de la Cité. 14), posteriormente
Cité. Muito distintas entre si, comerciantes que se instalaram Caminhe sobre ela até chegar transformada em prisão.
ambas são visita obrigatória para no Marais na época em que os diante da estátua do rei Henry Foi na Conciergerie que Maria
quem está na cidade. prédios estavam em ruínas. Cafés IV b. Neste ponto você está na Antonieta permaneceu
A Île de la Cité é pouco literários e hotéis design dividem Île de la Cité. Na ponta final da enclausurada enquanto
residencial e muito turística. A parede com antigos bistrôs e ilha, ao descer as escadas, você aguardava a guilhotina. Se
ilha abriga dois dos monumentos bares que servem uma cozinha chegará ao Square du Vert quiser, pode visitar seu interior.
mais importantes da arquitetura francesa popular. Acompanhando Galant c, uma pequena praça Além da bela arquitetura
gótica da cidade, a Catedral de essa renovação, a comunidade verde que fica no nível do Sena, medieval, poderá ver como era
Notre-Dame e a igreja Sainte- gay chegou com suas bandeiras de onde se tem uma vista a prisão. Mas se essa é a
-Chapelle, e um dos poucos coloridas. diferente da cidade. Se o tempo primeira vez que vem a Paris,
monumentos medievais Você vai conhecer uma região estiver quente, você verá os deixe para uma próxima.
remanescentes: a Conciergerie. jovem, multifacetada e nada parisienses tomando sol ou Na esquina, repare no relógio
Essencialmente residencial, a Île convencional. Repleta de história fazendo piquenique nesse local. mais antigo da cidade,
Saint-Louis não tem monumentos e culturalmente muito dinâmica, Suba de volta até a estátua do rei inaugurado em 1371.
históricos. Os turistas, atraídos é ideal para se conhecer aos Henry IV e caminhe na direção Além da Conciergerie, o Palais
pelo charme de suas pequenas domingos ou em um feriado, oposta até chegar à pequena e de Justice também abriga a
ruas, se misturam a seus quando quase tudo fica aberto, charmosa Place Dauphine d. Sainte-Chapelle* f, uma
privilegiados moradores. sobretudo em torno da Rue des Essencialmente residencial, com pérola da arquitetura gótica
Ao lado, se encontra o Marais, Rosiers e na Île Saint-Louis. alguns restaurantes e cafés, construída no século 13.
região que engloba os 3ème e 4ème essa praça é um oásis de O que mais chama a atenção
arrondissements. Centro histórico tranquilidade no meio da nessa capela é grandiosidade
Para começar este passeio, desça
de Paris, essa área se renovou nos movimentada Île de la Cité. e a extensão de seus vitrais,
na estação de metrô Pont Neuf
anos 1980 e 1990, tornando-se Atravesse a praça e dobre à o que a faz ser considerada,
a (linha 7). Você estará às
uma região jovem e cosmopolita. esquerda na Rue de Harlay até por muitos, mais bonita do
margens do Sena, diante
A nova população se misturou aos chegar novamente às margens que a Catedral de Notre-
da Pont Neuf, ponto de partida
antigos moradores, criando sua do Sena. Entre à direita e -Dame. Portanto, vale visitá-la.
deste roteiro.
caminhe pelo cais até a esquina
característica mais simpática: a
Paradoxalmente, Pont Neuf, do Boulevard du Palais. Nesse
» Se quiser visitar a
heterogeneidade. Jovens e antigos Conciergerie e a Sainte-
que significa Ponte Nova, é a ponto, repare as três torres
habitantes do gueto judeu, assim -Chapelle, economize
mais antiga de Paris, e foi redondas: você está diante da
como famílias abastadas, atraídas comprando apenas uma
inaugurada em 1607. Conciergerie* e, parte
pela arquitetura das antigas entrada para ambas.
remanescente do antigo Palais
* Confira endereços e horários nas páginas 44-45.

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


38 | roteiro 3 paris histórica e descolada | 39

Prossiga caminhando pelas assustadoras esculturas que por aqui, visite as lojinhas, séculos 17 e 18 em Paris,
margens do Sena até o ficam no topo da fachada, as namore os restaurantes. chamadas de hotels particuliers.
pequeno Mercado de flores g. famosas gárgulas — além da Dobre à esquerda na Rue des Ao caminhar por essa rua,
Ande entre as barracas até linda vista da cidade. Deux Ponts e atravesse observe o Hotel Carnavalet,
chegar à Rue de la Cité. Dobre à Ao sair da Catedral de Notre- novamente o Sena. Agora, você prédio onde funciona o Museu
direita, e você alcançará a -Dame, pegue a Rue du Cloître está na rive droite, chegando ao Carnavalet* K, que conta a
praça onde fica a Catedral de Notre-Dame até encontrar o rio Marais. Observe, à direita, um história da cidade.
Notre-Dame* h. Sena novamente. Atravesse a pequeno jardim com um belo » Apesar de lindo, não
Notre-Dame é a catedral de Pont Saint-Louis i, que une as prédio aos fundos. Trata-se do recomendamos ir a esse
Paris. Preste atenção na duas ilhas. Com acesso fechado Hotel de Sens j, onde hoje museu caso esta seja a sua
grandiosidade desta obra, que aos carros, aos domingos essa funciona uma biblioteca. primeira visita à cidade.
mede 70 metros de altura. ponte se transforma em um O prédio, construído entre os Siga em frente na Rue des Francs
Repare na riqueza dos detalhes grande palco para artistas e séculos 15 e 16, é um dos raros Bourgeois até chegar à Place
da fachada e na rosácea, o músicos de rua. exemplos da arquitetura des Vosges l, a mais antiga
vitral redondo que há sobre as Ao atravessá-la, você chega à medieval civil em Paris. praça planejada de Paris,
portas, que mede 13 metros de segunda ilha — a Île Saint- Atravesse o jardim, passando construída em 1612. Observe
diâmetro. Iniciada em 1163, sua -Louis. Se estiver cansado, ao lado do edifício, até chegar sua unidade arquitetural.
construção se estendeu por sente-se em um dos cafés em à Rue du Figuier, uma ruazinha Todos os prédios são idênticos,
mais de dois séculos. frente da ponte; são bem charmosa, tranquila e construídos com tijolos
Geralmente (quer dizer, turísticos e podem estar residencial. Ao final dela, dobre vermelhos e pedra. Caminhe
sempre!), uma longa fila lotados se o tempo estiver à esquerda e, em seguida, à sob as arcadas e, se o tempo
aguarda os turistas para a visita bom. Mas esse é o preço que direita na Rue des Nonnains estiver bom, sente-se em um
ao interior da catedral, mas a se paga para tomar um café d’Hyères, e siga adiante até de seus bancos. Se for um
espera não costuma ser com vista para a Notre-Dame. chegar ao início da Rue de domingo de sol, você
demorada, e vale muito a pena! Rivoli. Atravesse e pegue a participará de um programa
Continue pelas margens do Sena,
Rue Pavée. típico dos parisienses.
Se tiver ânimo (e fôlego), suba no Quai D’Orléans, e vire à
os 387 degraus que levam ao esquerda na Rue le Regrattier, Agora, você está entrando no Prossiga no roteiro, saindo da
alto da torre sul para ver de até chegar na Rue Saint-Louis coração do fervilhante Marais. Place des Vosges pela Rue
perto as impressionantes e en l’Île. Passeie calmamente Repare no clima do bairro: du Béarn. Vire à esquerda
as lojas, as pessoas nas ruas, na Rue du Foin e à direita na
os pequenos restaurantes. Siga Rue de Turenne e, em seguida,
fora do roteiro, mas pode interessar... em frente e vire à direita na à esquerda na Rue du Parc
Nos números 29-31 da Rue Saint-Louis en l’Île, depois da Rue des Rue des Francs Bourgeois, onde Royal. Esta rua é estritamente
Deux Ponts, se encontra a sorveteria Maison Berthillon*, considerada você verá uma das maiores residencial, com um simpático
por muitos (e por nós) a melhor de Paris. concentrações de mansões dos parquinho onde as crianças

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


40 | roteiro 3 paris histórica e descolada | 41

vêm brincar depois da saída da Siga em frente até chegar à Rue » Na Rue Vieille du Temple, Vire à esquerda na Rue des
escola. Ao andar por essas de Thorigny, onde fica o há grande concentração de Francs Bourgeois e, em
ruas tranquilas do Marais, você Museu Picasso* M. Nele, excelentes restaurantes. seguida, à direita na pequena
consegue ter ideia de como é a reúne-se parte do acervo do Vale a pena almoçar ou jantar aí. Rue des Hospitalières
vida dos moradores do bairro. artista, doado pela família ao E nessa rua recomeçam os Saint-Gervais. Siga em frente
Nesse ponto, você está no Estado francês. desfiles de lojas e vitrines. até chegar à Rue des Rosiers.
Haut Marais (Alto Marais), Continue seu passeio e dobre à Alguns restaurantes na Agora você começa a entrar no
área do 3ème arrondissement esquerda na Rue des Coutures Vieille du Temple: antigo gueto judeu do Marais,
em que o processo de Saint-Gervais até chegar à • Breizh Café*: uma das onde se encontram estabeleci-
renovação ocorreu somente Rue Vieille du Temple, uma melhores creperias da cidade. mentos lendários da região,
após o ano 2000. Com grande das mais movimentadas do Pequena e sempre lotada. Não como a pâtisserie Sacha
concentração de galerias de Marais. deixe de reservar. Finkelsztajn* e o restaurante
arte, restaurantes e cafés, esta • Glou*: restaurante simpático e L’As do Fallafel*, onde se pode
Vire à esquerda e caminhe
parte do Marais começa agora descontraído, com uma boa comer um inesquecível fallafel.
até a Rue des Francs
a receber grandes marcas do carta de vinhos e produtos de Gostamos muito do ambiente
Bourgeois. Você está agora
mundo da moda, antes restritas excelente qualidade. da Rue des Rosiers, sobretudo
saindo do Haut Marais e
ao 4ème arrondissement. • La Perle*: aberto o dia todo, aos domingos. Siga em frente
voltando para o 4ème
atrai diversos públicos à medida até a Rue Ferdinand Duval,
arrondissement — o Marais.
que as horas vão passando. No dobre à direita na Rue du Roi
almoço, você pode comer uma de Sicile e, em seguida, à
fora do roteiro, mas pode interessar... boa omelete com salada ao lado direita novamente na Vieille
A Place de la Bastille fica muito perto da Place des Vosges. Não a das pessoas que trabalham na du Temple. Essas ruas fazem
inserimos neste roteiro porque a praça está longe de ser um lugar região. À noite, se transforma parte do coração do 4ème
charmoso e agradável para um passeio, apesar de sua fama e importância em um bar animado que reúne o arrondissement.
(é o símbolo da liberdade e, por isso, é sempre o ponto de partida ou de público heterogêneo e diverso
chegada das inúmeras manifestações que ocorrem na cidade). Se quiser do Marais.
visitá-la, saia da Place des Vosges pela Rue de Pas de la Mule, vire à
direita no Boulevard Beaumarchais e siga em frente.
fora do roteiro, mas pode interessar...
A Merci*, loja filantrópica mais famosa e trendy do mundo, também fica Se tiver tempo, vale a pena conhecer o Marché des Enfants Rouges n,
pertinho da Place des Vosges. Instalada em um imenso loft, se tornou o mais antigo mercado coberto da cidade. Em meio às barracas de
passagem obrigatória para quem gosta de moda e de design. Com 100% de frutas, queijos e frutos do mar, vários pequenos restaurantes estão
seu lucro revertido para crianças e mulheres carentes de Madagascar, abertos para almoço. Sábado é o dia mais animado; se chegar depois
a loja trabalha com jovens designers, mas também tem a participação de de 12h30, terá dificuldade de encontrar uma mesa. A informalidade e
nomes de peso como Annick Goutal, Stella McCartney e Yves Saint Laurent. a descontração são o charme do lugar. 39 Rue de Bretagne | 75003

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


42 | roteiro 3 paris histórica e descolada | 43

Na Vieille du Temple, caminhe sem nenhuma forma de diante da Place Igor Stravinsky Quando enfim estiver no
até a Rue du Trésor. Essa seleção para a consulta ao O, projetada pelo artista Jean interior do Beaubourg, antes
pequena e charmosa rua sem acervo; Tinguely, em 1983, para ou depois de iniciar a visita,
saída fica lotada quando o • espaços dedicados à música receber as esculturas e os não deixe de ir ao último
tempo está bom, devido a seus e ao cinema. móbiles de Niki de Saint Phalle. andar do prédio.
cafés e restaurantes. Considerado um dos Se tiver sorte, chegará quando » Se você não quiser visitar
Se quiser descansar, sente-se monumentos mais todos os móbiles (movidos a as exposições, compre o
e tome um café. democráticos de Paris, o água) estiverem em ingresso apenas para o acesso
Em seguida, volte à Rue Vieille Beaubourg constituiu uma movimento. ao topo, que é mais barato.
du Temple e vire à esquerda revolução, a começar por sua Antes de entrar no Beaubourg, Você vai concluir o roteiro
na Rue Sainte-Croix de la arquitetura. Criado por Renzo observe ao redor. A grande diante de uma bela vista da
Bretonnerie. Agora você está Piano, Richard Rogers e esplanada que fica diante da cidade e da Torre Eiffel.
entrando no Marais colorido Gianfranco Franchini, o prédio entrada principal se tornou Para descansar, sente-se
e alegre dos gays. apresenta uma concepção uma espécie de grande circo no Georges*, situado
Siga a Rue Sainte-Croix de la original do espaço: toda a popular: músicos tocam também no último andar,
Bretonnerie até encontrar o tubulação é externa e visível. instrumentos, atores fazem e peça uma taça de
Centre Pompidou* P. Os condutores de água são suas representações, pintores champanhe para finalizar
O Beaubourg (como os verdes; os da climatização, propõem retratos e os turistas o dia em grande estilo.
parisienses o chamam) é um azuis; os elétricos, amarelos; se divertem...
espaço polivalente e abriga: os elevadores e o sistema de Ainda do lado de fora do
• um museu, que tem uma das proteção contra incêndios, Beaubourg, à esquerda da
maiores coleções de arte vermelhos. O resultado é que fachada principal, encontra-se
moderna e contemporânea o espaço interno fica a reprodução do Atelier de
do mundo; totalmente livre e aproveitado. Constantin Brancusi.
• uma das primeiras Antes de chegar à entrada do O escultor romeno viveu e
bibliotecas abertas ao público Beaubourg, você passará trabalhou em Paris, no 15ème
arrondissement. Antes de sua
morte, ele doou ao Estado
francês o ateliê e suas obras.
fora do roteiro, mas pode interessar... É muito interessante vê-las
Mariage Frères*: a mais simpática casa de chás da cidade. Entrar inseridas no espaço e no
aqui é como mergulhar num ambiente de aromas e de tranquilidade. ambiente em que foram
criadas.
Hôtel de Ville: prédio onde funciona a prefeitura de Paris, eternizado
pela famosa foto de Robert Doisneau (O Beijo do Hôtel de Ville).

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


44 | roteiro 3 paris histórica e descolada | 45

[ Onde e quando ] Pâtisseries e chocolateiros


Maison Berthillon 29-31 Rue Saint-Louis en L’Île | 75004 • Aberto de qua.
a dom., das 10h às 20h • Tel.: 01 43 54 31 61 • www.berthillon.fr
M Pont Marie (7)
Museus e monumentos Sacha Finkelsztajn 27 Rue des Rosiers | 75004 • Aberto diariamente,
Atelier BrancusiPlace Georges Pompidou | 75004 • Entrada gratuita • exceto às ter., das 10h às 19h. Fechado de meados de jul. a meados de
Aberto diariamente, exceto às ter. das 14h às 18h M Rambuteau (11) ago. • Tel.: 01 42 72 78 91 • www.finkelsztajn.com M Saint-Paul (1)
Catedral de Notre-Dame Aberto diariamente, das 8h às 18h45. Aos sáb. e
dom., até às 19h15 • A visita ao interior da catedral é gratuita, entrada Restaurantes, cafés e bares
pela porta principal • A visita às torres é paga, acesso pelo exterior da Breizh Café109 Rue Vieille du Temple | 75003 • Aberto de qua. a dom.,
catedral, pela Rue du Cloître Notre-Dame • Diariamente, exceto 1º jan., das 11h30 às 23h. Dom., até às 22h • Tel.: 01 42 72 13 77
1º maio e 25 dez. De 1º abr. a 30 set., das 10h às 18h30. Jun.-ago., aos • www.breizhcafe.com M Saint-Sébastien-Froissard (8)
sáb. e dom., até às 23h. De 1º out. a 31 mar., das 10h às 17h30.
Georges Último andar do Centre Georges Pompidou | 75004 • Aberto
Último acesso: 45 min. antes do horário de encerramento
diariamente, exceto às ter., das 12h às 15h30 e das 19h às 23h • Tel.:
• www.notredamedeparis.fr M Cité (4)
01 44 78 47 99 • www.beaumarly.com/georges M Rambuteau (11)
Centre Pompidou Place Georges Pompidou | 75004 • Entrada paga • Aberto
Glou 101 Rue Vieille du Temple | 75003 • Aberto diariamente, das 12h às
diariamente, exceto às ter. e 1º de maio, das 11h às 21h. Às qui., aberto
14h30 e das 20h às 23h. Aos dom., aberto até às 22h30 • Tel.:
até às 23h • Último acesso: 1 hora antes do horário de encerramento
01 42 74 44 32 • www.glou-resto.com M Saint-Sébastien-Froissard (8)
• www.centrepompidou.fr M Rambuteau (11)
L’As du Fallafel 34 Rue des Rosiers | 75004 • Aberto diariamente,
Conciergerie 2 Boulevard du Palais (interior do Palais de Justice) | 75001 •
das 11h às 24h. Às sex., aberto somente até às 17h. Fechado aos sáb.
Entrada paga • Aberto diariamente, exceto em 1º de jan., 1º de maio e
• Tel.: 01 48 87 63 60 • www.cacher-restaurant.com
25 nov., das 9h30 às 18h • Último acesso: 30 min. antes do horário de
M Saint-Paul (linha 1)
encerramento • www.conciergerie.monuments-nationaux.fr M Cité (4)
La Perle78 Rue Vieille du Temple | 75003 • Aberto diariamente. De seg.
Museu Carnavalet 23 Rue de Sévigné | 75003 • Entrada gratuita para o
a sex., das 6h às 2h. Sáb. e dom., das 8h às 2h • Tel.: 01 42 72 69 93
acervo permanente do museu e paga para as exposições temporárias
M Saint-Sébastien-Froissard (8)
• Aberto diariamente, exceto às seg., feriados e aos dom. de páscoa e
pentecostes, das 10h às 18h • Último acesso: 45 min. antes do horário Mariage Frères30 Rue du Bourg Tibourg | 75004 • Aberto diariamente,
de encerramento • www.carnavalet.paris.fr M Saint-Paul (1) das 10h30 às 19h30 • www.mariagefreres.com M Saint-Paul (1)
Sainte-Chapelle 8 Boulevard du Palais | 75001 • Entrada paga •
Aberto diariamente, exceto 1º de jan., 1º de maio e 25 de nov. De 1º de Lojas
mar. a 31 de out., aberto das 9h30 às 18h. De 1º de fev. a 28 de out., das
MERCI111 Boulevard Beaumarchais | 75003 • Aberto de seg. a sáb., das
9h às 17h. De 15 de mar. a 15 de set., aberto até às 21h. Último acesso:
10h às 19h • Tel.: 01 42 77 00 33 • www.merci-merci.com
30 min. antes do horário de encerramento • www.sainte-chapelle.
M Saint-Sébastien-Froissard (8)
monuments-nationaux.fr M Cité (4)

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


M
R. de Provanc
Av. Foch M M M

B d.
Ma
go

t
che
Hu M

lesh
or M A
ict

ron
.V v. d

erb
Av e sC

R. T
M ham
Paris dos

Av.

es
ps- R.
Ély

Av. George V
M
du
museus eM a

Av. d’Iena
r
sée

be

arc
s Fa
u s
ucine

Kle
b.
Torre Eiffel

eau
M S s Cap
ain Bd. de

Av.
Rue Co rond point des t-H
pernic champs elysées ono
Ru ré 7ème arrondissement
eB M
oi
ss 3,3 km

Av. Franklin D. Roosevelt


iè bie
Av. Ray

re er
S
er de
1
re
mond P

k
c ier
M be .P e M
Lü Av ign
de ta le grand petit
on
o

palais palais
ue
incaré

R .M jeu de R. d R.
Av place paume eR Sa
r

palais place concorde in


ivo
be

galliera de l’alma li
Klé

M Cours Albert 1er pont


Av.

M palais musée d’art alexandre iii


so n de tokyo moderne
Wil M

pont de l’alma
metrô
nt
trocadéro
du P
ré side
w Yo
rk g jardin des
tuileries
Av lbe Mu

Georges M
Av. e Ne
A e
. rt n

andel
Av. d Vo
d

cité de ie
M A l’archicteture

palais de
cinéaqua
c r f Quai Branly
M
Quai d’Orsay
Ge
org
es
Pom

musée
chaillot
esplanade
Bra
nly
musée des
égouts de paris
palais
bourbon i Qua
pid
ou

Bd. de la Tour-Maubourg
r national du trocadéro i i An
me ua
l Do
u de la marine
B Q R. de l’Université atol
e Fr r
lin

Pau musée du M anc


e
k

quai branly
Av. Rapp

musée de
ran

Bd
l’homme po
Av. B
in F

nt
j

. Sa
nies museu
ons U
d’ d’orsay
ien esplanade
jam

int
os

a des invalides
i

-G
at

Qu
rk

quet

Ru
Ben

sN

ai V
d ed
Yo

erm
de
Av. e l’
ew
Rue

Un

ain
ive Rue

Bac
eN

torre eiffel M rsit de


é
.d

Rue

du
M
Av

h musée de
Ver

Rue
M

t
de l’armée
ue
cq Rue
de G
Pi
ren
-

e
te

lle
ot

M M
M
la
e

Bd. Raspa
.d

Rue
Av

parc du de V
champ-de-mars aren
M ne Bd. S
aint

il
Av. de Tourville
M

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938 Rue de Ba
48 | roteiro 4 paris dos museus e a torre eiffel | 49

a torre eiffel fica no 7ème A esplanada fica em meio a mundo — são 7 milhões de encontrará diversos museus.
arrondissement, um dos bairros um enorme edifício, dividido visitas anualmente. Composta A seguir, elencamos uma
mais sofisticados da cidade, em duas partes idênticas, de três andares, a torre tem ao série deles, bem
com bela arquitetura e o preço chamado Palais de Chaillot. todo 324 metros de altura. interessantes. Provavelmente,
do metro quadrado mais caro de Construído para a exposição Subir na torre não é tarefa fácil. você não terá tempo de
Paris. Os apartamentos que universal de 1937, cada “asa” Para evitar horas de espera nas visitar todos. Se tiver que
estão situados nos jardins da dessa edificação abriga filas, é recomendável comprar escolher apenas um, nossa
Torre Eiffel, em torno da diferentes museus: seus ingressos pela internet, sugestão é o Museu D’Orsay
Esplanade des Invalides ou • à direita, estão o Musée de com bastante antecedência. (ver pág. 50), cujo famoso
mesmo nas elegantes avenidas l’Homme (fechado até 2014) Caso não consiga, o jeito é acervo reúne pinturas e
que cortam o bairro concentram e o Musée National de la chegar cedo, assim a fila será esculturas do final do século
o maior número de parisienses Marine*; menor. Outra alternativa pode 19 e início do século 20 (você
abastados. Além da torre, essa • à esquerda, a Cité de ser subir pelas escadas (se as encontrará, por exemplo, os
região abriga diversos e l’Archicteture et du pernas e o fôlego aguentarem). Impressionistas).
excelentes museus. Patrimoine*. Mas esse acesso só é » Para ir da Torre Eiffel ao
» Visite esses museus apenas permitido até o segundo andar. Museu d’Orsay diretamente,
Na Place du Trocadéro se inicia o se você se interessa muito A torre abriga dois ótimos uma opção rápida é o Batobus.
nosso roteiro, onde fica a por esses assuntos. restaurantes: É possível pegar esta barca no
estação de metrô do Trocadéro Desça a esplanada em direção • Jules Vernes*: situado no cais do Sena, em frente da
A (linhas 6 e 9). Ao descer do à Torre Eiffel pelos jardins segundo andar, o Jules Verne torre, e descer diretamente
metrô você estará diante da do Trocadéro e atravesse a tem a direção do famoso chef na estação Orsay.
Torre Eiffel*d. Atravesse a Pont d’Iéna até chegar Alain Ducasse. O acesso se dá A partir da Torre Eiffel, dobre à
avenida e caminhe até a sob a torre. pelo elevador privativo do direita no Quai Branly e logo
Esplanade du Trocadéro b, A Torre Eiffel, construída em restaurante. estará diante do Musée du
de onde se tem a vista mais 1889, é o monumento com • 58*: o nome tem como Quai Branly* e. Situado às
bonita da torre. entrada paga mais visitado do origem a altura em que está o margens do Sena, esse museu
restaurante, a 58 metros é dedicado às artes e
do chão, no primeiro andar da às civilizações da Oceania,
fora do roteiro, mas pode interessar... torre. Menos formal, o África e Américas. Projetado
Se estiver viajando com crianças, o grande L’Aquarium de restaurante tem preços pelo famoso arquiteto francês
Paris-Cinéaqua* c, que fica ao lado do Trocadéro, pode ser bem mais módicos que Jean Nouvel, o prédio foi
um passeio divertido. Com 3.500 m2 e 10 mil espécies, os o Jules Vernes. construído em meio a um
principais atrativos do aquário são os tubarões e a Piscina do jardim concebido para
Saindo da torre, vire à direita
Carinho. Nela, as crianças podem tocar nos peixes. respeitar a vista da Torre Eiffel.
nas margens do Sena. Ao
longo do caminho você
* Confira endereços e horários nas páginas 52-53.

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


50 | roteiro 4 paris dos museus e a torre eiffel | 51

Chama a atenção o muro veteranos de guerra. às belas-artes”. Oitenta anos


vegetal, à direita do museu — Hoje, é o Museu das Forças depois, a profecia tornou-se
uma composição floral que Armadas, que encanta realidade. O museu apresenta
reveste inteiramente uma das crianças e adultos. Armas, obras criadas entre 1848 e
paredes do prédio. Em seus armaduras, uniformes, 1914, como quadros de Manet,
jardins, o Café Branly constitui propagandas de guerra e até Monet e Renoir. Ali está o
uma boa pausa para um mesmo o cavalo branco famoso quadro maldito de
lanche ou almoço rápido. (empalhado) de Napoleão Courbet, Les Origines du Monde
Localizado no último andar do estão expostos. O túmulo de (As Origens do Mundo), no
museu, o restaurante Les Napoleão e de outros heróis qual, pela primeira vez, um
Ombres* tem uma vista de guerra também estão grande artista ousou pintar o
inesquecível da Torre Eiffel e abrigados ali. sexo feminino em primeiro
do Sena. Adiante, encontra-se o Palais plano. Esse quadro causou
Prossiga na margem do Sena, Bourbon* i, onde funciona escândalo na época e até hoje
caminhe alguns metros e a sede da Assembleia provoca constrangimento nos
estará diante do insólito Nacional da França com seus mais pudicos. A ala das
Musée des Égouts de Paris* f, 577 deputados. A visita ao esculturas possui ainda obras
mais uma opção divertida para interior deste belo edifício é de Rodin e de Degas.
quem viaja com crianças. aberta ao público. Não deixe de visitar o Café
A visita, que dura cerca de Siga em frente e logo estará Campana*, que fica no
uma hora, leva os visitantes diante do Museu d’Orsay* j, museu, na saída da Galeria
para os subterrâneos de Paris que está entre os três grandes Impressionista. Projetado pelos
para conhecer a incrível museus parisienses designers brasileiros, os irmãos
história dos esgotos da cidade. essenciais, ao lado do Louvre Campana, o café tem uma das
Continue caminhando até chegar e do Centre Pompidou. vistas mais bonitas da cidade.
diante da Pont Alexandre III g Instalado na antiga estação
e da grande Esplanade des ferroviária Orsay, datada
Invalides. No fundo, você de 1900, o edifício é em si a
verá o Hotel des Invalides, primeira obra de arte do
que hospeda o Musée de museu. Durante a
l’Armée* h. Antigamente, inauguração da estação, o
o Hotel des Invalides pintor Edouard Detaille disse:
funcionava como hospital “a estação é maravilhosa e
para os combatentes e parece um palácio dedicado

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


52 | roteiro 4 paris dos museus e a torre eiffel | 53

[ Onde e quando ] Museu D’Orsay 1 Rue de la Légion d’Honneur | 75007 • Entrada paga •
Aberto diariamente, exceto às seg., 1º maio e 25 dez., das 9h30
às 18h. Às qui., aberto até às 21h45 • Último acesso: 1 hora antes
do horário de encerramento • www.musee-orsay.fr
m Musée d’Orsay (RER C) ou Assemblée Nationale (12)
Museus e monumentos Palais Bourbon 33 Quai d’Orsay | 75007 • Visitas guiadas em
Cité de l’Archicteture et du Patrimoine 1 Place du Trocadéro | 75016 francês ou com audioguias (em inglês, espanhol ou alemão) aos
• Entrada paga • Aberto diariamente, exceto às ter., 1º jan., 1º maio, sáb., às 9h30, 10h30, 14h e 15h. Durante o recesso da
14 jul. e 25 dez., das 11h às 19h. Qui., até às 21h • Último acesso: Assembleia, visitas de seg. a sáb., nos mesmos horários •
45 min. antes do horário de encerramento • www.citechaillot.fr Informações: www.assemblee-nationale.fr • Reserve sua visita
m Trocadéro (6 e 9) pelo site www.assemblee-nationale.fr/visites/index.php
m Assemblée Nationale (12)
L’Aquarium de Paris–Cinéaqua 5 Avenue Albert De Mun | 75016
• Entrada paga • Aberto diariamente, das 10h às 19h, exceto em Torre Eiffel Entrada paga • Aberto diariamente, de 15 de jun. a
14 jul. • Último acesso: 1 hora antes do horário de encerramento 1º set., das 9h à meia-noite • Demais dias, das 9h30 às 23h •
• www.cineaqua.com m Iéna (9) Os ingressos para o último andar são vendidos até às 21h30. Para
os dois primeiros andares, até às 22h • Compra de ingressos e
Musée de l’Armée (Hotel National des Invalides) 129 Rue de Grenelle |
mais informações pelo site www.tour-eiffel.fr m Trocadéro (6 e 9)
75007 • Entrada paga • Aberto diariamente, exceto 1º jan., 1º maio
e 25 dez. e na 1a seg. de cada mês (exceto jul., ago. e set.) • De 1º
nov. a 31 mar., das 10h às 17h • De 1º abr. a 31 out., das 10h às 18h • Restaurantes, cafés e bares
Último acesso: 30 min. antes do horário de encerramento • 58 Primeiro andar da Torre Eiffel • Aberto diariamente, das 11h30 às
www.musee-armee.fr m Invalides (8, 13; RER C) 16h30 (último pedido às 15h45) e das 18h30 às 23h30 • Reservas
Musée des Égouts de Paris Pont de l’Alma, entrada em frente do nº 93 pelo site www.restaurants-toureiffel.com m Trocadéro (6 e 9)
do Quai d’Orsay | 75007 • Entrada paga • Fechado às qui. e sex. • Café Campana Museu D’Orsay • Aberto de ter. a dom., das 10h às
De 1º out. a 30 abr., das 11h às 16h. De 1º maio a 30 set., das 11h às 17h. Às qui., aberto até às 21h • www.musee-orsay.fr
17h • www.paris.fr/loisirs/musees-expos/musee-des-egouts/ m Musée d’Orsay (RER C) ou Assemblée Nationale (2)
p9691 m Pont de l’Alma (RER C) ou Alma-Marceau (linha 9)
Jules Vernes Segundo andar da Torre Eiffel • Aberto diariamente,
Musée du Quai Branly 37 Quai Branly | 75007 • Entrada paga • Aberto
das 12h30 às 14h e das 19h às 21h30. Durante a semana,
diariamente, exceto às seg. • Ter., qua. e dom., das 11h às 19h • Qui., o menor preço do almoço é de ¤ 85. No final de semana e
sex. e sáb., das 11h às 21h • Último acesso: 1 hora antes horário de nos feriados, o preço aumenta para ¤ 200. Já o jantar fica por
encerramento • www.quaibranly.fr m Pont de l’Alma (RER C) ¤ 380 por pessoa • Reservas só podem ser feitas pela internet
Musée National de la Marine 17 Place du Trocadéro | 75016 • • www.lejulesverne-paris.com m Trocadéro (6 e 9)
Entrada paga • Aberto diariamente, exceto ter., 1º jan., 1º maio e 25 Les Ombres 27 Quai Branly | 75007 • Aberto diariamente, das 12h às
dez. • Seg., qua., qui. e sex., das 11h às 18h. Sáb. e dom., das 11h às 14h30 e das 19h às 22h30 • Tel.: 01 47 53 68 00
17h • Último acesso: 45 min. antes do horário de encerramento • www.lesombres-restaurant.com m Pont de l’Alma (RER C)
• www.musee-marine.fr m Trocadéro (6 e 9)

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


nc
eD oe

m
Ru ur

ar
t
Rue Marcadet

Bd Barbès
Rue D Rue du Baigneur
arwin
Rue L

5
amar
ck ourt
Rue Caulainc
M Rue
Cus
t ine
ot
. Jun vinhas de
Av place montmartre
Paris
dalida R. Sa
int-V

Rue
Rue Simon Dereu
i R. incen
h boêmia e

en i s
re de t
bucólica

Bach
L’a

Rue
square b

nt C
suzanne reu
vo

elet
Montmartre

Rue de
buisson

La
on
ir
Rue Nicolet

Mo
place

Rue
rt

marc
ard
cou marcel
e Pigalle

R. des Saules
aymé

Ram
Gir

R. d
j
ain

la Bonn

k
3,3 km
aul

Rue

ey
Rue Paul Albert
eC

ic

R. N place du
Lep
Ru

e
Ru or v tertre M
eL ins
Rue

ep
ic
g saint-pierre
ule
t

R.
er o

d’O
de montmartre
Mull eP
square de
f basílica de
Rue Ru
ozé

rc
la rue burq sacré-coeur

urt
ha
hol

m
bateau lavoir R. Az

lignanco
pt
ais
eT

Rue Ru
Ga eC
Ru

rre
au k place R.Sa
int- Eleu
thère hri
sti

rd
Ru émile-goudeau an

sa
ed R. G i

Rue de C
ic

es

on
abr
ep

an
Ab iell

eR
eL

n
bes e
ses avig

Ru
Ru

Ru
eV estação
e d place saint-pierre
R
éro place do funicular Rue
Rue

n des abbesses de

R. d
moulin Rue Pierre Sof
R. la Vieuville Picard ia
c

es 3
rouge
ardieu
B

Frèr
M Rue T
Bd.

e
de C
A
s

Ru
Rue S
lich
ilon
idi

eS
y
uM

place
ain P

eve
R. D’Ors

teinke
M blanche el
d

ste
theatre M
Rue des Martyrs
Cité

erm

de l’atelier
udo

rq
Rue B

R. G

ue
Ho

Bd.
Rue

do
de C rt
houa

n
Rue

lich chec

ra
M
lanch

Pie

y e Ro


lM place
Bd. d
rre

pigalle

e
Ru
e

Fon
aint

rétet
e

Rue C
Rue
des M

rud aine
artyr

Av. T
s

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


56 | roteiro 5 paris boêmia e bucólica | 57

a região conhecida como O bairro fica numa colina, e Enquanto espera o almoço ou um Pegue a Rue Tardieu à direita,
montmartre abrange o 18ème é a região mais alta da cidade aperitivo, instale-se e aprecie o e preste atenção nas
arrondissement e fica ao norte (o que significa uma bela vista!). vaivém dos turistas e dos pequenas e charmosas lojas.
da cidade. Os turistas do mundo todo se moradores do bairro. Ande um quarteirão e você
Montmartre é um bairro limitam a subir até a Basílica de Chegando à Rue des Abbesses, estará aos pés da Basílica de
heterogêneo. Existe o Sacré-Coeur e depois andar até dobre à direita. Preste atenção Sacré-Coeur* f, na Place
Montmartre das ruazinhas e das a Place du Tertre. no charme desse cantinho de Saint-Pierre* D.
casas com ar de cidade do Mas nosso roteiro vai além, para Paris. Na Place des Abbesses Para subir até a basílica, há
interior que, para alguns, é a que você possa conhecer o c veja a bela estação do duas opções: pegar o
região mais charmosa e charme irresistível desse bairro. metrô, típico exemplo do art funicular, um bondinho que
romântica da cidade. Há também nouveau francês. Caminhe até vai até o nível da igreja,
o Montmartre da Basílica de chegar na Rue des Martyrs e ou subir as escadas a pé
A Place Blanche a é o início do
Sacré-Coeur e da Place du Tertre dobre à esquerda na Rue (são 220 degraus).
nosso passeio. A praça fica no
dominada pelos turistas (e pelos d’Orsel. Em seguida, vire à
Boulevard de Clichy. Para A Estação do funicular e fica à
pintores). Há o Montmartre esquerda na Rue des 3 Frères,
chegar, desça na estação de esquerda da praça e funciona
boêmio, com os bares que rua simpática com dois
metrô Blanche (linha 2). das 6h à meia-noite. Para ter
servem vinho, e outros menos restaurantes também
Você estará diante do acesso, você precisa de um
frequentáveis. E, mais ao sul, simpáticos: Le Progrès*
Moulin Rouge* b, um dos bilhete de metrô.
temos o cabaré Moulin Rouge, os e La Famille*.
mais famosos e tradicionais
sex shops e as históricas
cabarés de Paris.
prostitutas de Pigalle.
Siga pela Rue Lepic, que fica ao
Diferente de todos os outros
lado do Moulin Rouge, e suba fora do roteiro, mas pode interessar...
bairros parisienses, a soma de
até à Rue des Abbesses. A A Rue Steinkerque, que começa bem em frente da Place
todas as suas particularidades
Lepic é uma rua de comércio Saint-Pierre, tem um comércio de roupas baratíssimas.
gera o caráter único e especial
de alimentos, tipicamente Estas lojas estão misturadas com as lojas de souvenirs para
dessa região. Montmartre é uma
parisiense. No nº 15, se turistas. Desça a rua até o Boulevard de Rochechouart.
mistura de boêmia pseudoperi-
encontra o Café des Deux Na esquina encontra-se a Sympa*, uma grande loja com preços
gosa com o charme à la Amélie
Moulins* (Sim, ele mesmo! O inacreditáveis. Se você tiver força de vontade e sorte, pode
Poulin. Mesmo o parisiense é
café do filme Amélie Poulain!). encontrar excelentes artigos a preços inacreditáveis.
sensível às atrações desse lugar e,
Se quiser se sentir a própria
por vezes, deixa o Centro de Paris
personagem do filme por Ao lado da Place Saint-Pierre, encontra-se o Marché Saint-Pierre*,
para se sentir um turista aqui.
alguns minutos, entre, a um grande mercado de tecidos e acabamentos, distribuídos em um
cozinha é razoável. prédio de três andares. Além do mercado, há várias lojas em
Montmartre que vendem fitas, botões, linhas, lantejoulas, rendas e
tecidos. Uma festa para quem gosta disso!
* Confira endereços e horários na página 60.

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


58 | roteiro 5 paris boêmia e bucólica | 59

Construída entre 1875 e 1919, da prefeitura. O dinheiro da Dobre à direita na Rue Ravignan e
a Basílica de Sacré-Coeur é o venda, ¤ 40 por garrafa, é caminhe até chegar novamente
segundo monumento com revertido para os projetos à Rue des Abbesses. Em
entrada gratuita mais visitado sociais do bairro. seguida, desça a Rue Germain
de Paris (o primeiro é a Depois de ver as vinhas, volte Pilon e vire à esquerda no
Catedral de Notre-Dame) — pela Rue des Saules, dobre à Boulevard de Clichy. Em poucos
são 10 milhões de visitas ao direita na Rue de l’Abreuvoir e metros, você chegará à famosa
ano. Além de apreciar o conheça, no fim da rua, a Place Pigalle l, a área boêmia
interior da basílica, aproveite pequenina Place Dalida i. do bairro, com seus bares e
para curtir a vista da cidade sex shops.
Vire na Rue Girardon. Ao chegar
daqui de cima. É maravilhosa! Continue caminhando e dobre à
na esquina da Rue Norvins,
Ao sair da basílica, vire à direita olhe para a esquerda e verá a direita na Rue des Martyrs,
na Rue Azais (ou na Rue Place Marcel Aymé j. Repare animada, simpática e muito
Saint-Eleuthère). Ao final da na escultura que há ali: é uma movimentada à noite, devido a
rua, dobre à direita e, em homenagem ao personagem seus ótimos bares e
seguida, à esquerda na Rue mais conhecido do escritor restaurantes. Desça devagar,
Norvins. Caminhe até chegar Marcel Aymé (que morava escolha um dos restaurantes e
na Place du Tertre g, a famosa nessa rua), Le Passe Muraille, termine esse dia de passeio
praça dos pintores. o homem que passava através por aqui, apreciando o vaivém
Ao sair da praça, continue pela dos muros. dos parisienses.
Rue Norvins. Vire à direita na Continue caminhando pela Rue
Rue des Saules e caminhe até Girardon até chegar à Rue
chegar na Rue Saint-Vincent. d’Orchampt. Continue
Nestas duas últimas ruas, descendo até a Place
localizam-se as vinhas de Émile-Goudeau, famosa
Montmartre h, que dão graças ao Bateau Lavoir k,
origem ao vinho Clos de prédio do início do século 20 o pequeno trem de montmartre
Montmartre. As vinhas são que serviu de moradia e ateliê Como Montmartre fica no alto de uma colina, este roteiro tem
de propriedade da prefeitura. para Picasso, Brancusi, algumas subidas que podem ser cansativas. Se tiver
A colheita, ou seja, les Modigliani e outros artistas da dificuldade de locomoção ou se não gosta de caminhar,
vendanges, acontece no mês de época. Este imóvel sofreu um o trenzinho de Montmartre pode ser uma boa alternativa para
outubro com uma festa muito incêndio em 1970. Hoje, em conhecer o bairro. O trajeto dura 35 minutos. O ponto de
simpática; se estiver em Paris, seu lugar, existe uma vitrine partida e de chegada do trem fica na Place Blanche.
não perca. Após a colheita, o que conta sua história e de Funciona diariamente, das 10h às 18h. Partidas a cada meia
vinho é produzido nas caves seus ilustres moradores. hora no verão, e a cada 35 minutos no inverno.

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


60 | roteiro 5

[ Onde e quando ]

Museus e monumentos
Basílica de Sacré-Coeur 35 Rue du Chevalier-de-la-Barre | 75018
• Entrada gratuita • Aberto diariamente, das 6h às 23h • Último
acesso: 45 min. antes do encerramento • Tel.: 01 53 41 89 00
• www.sacre-coeur-montmartre.com M Anvers (2) ou Abbesses (12)

Restaurante, cafés e bares


Café des Deux Moulins 15 Rue Lepic | 75018 • Aberto diariamente,
das 7h à 1h30 • Tel.: 01 42 54 90 50 M Anvers (2)
41 Rue des 3 Frères | 75018 • Aberto de ter. a sáb.,
La Famille
das 20h às 24h • Tel.:  01 42 52 11 12 • www.restaurantlafamille.fr
M Anvers (2) ou Abbesses (12)
Le Progrès 7 Rue des 3 Frères | 75018 • Aberto diariamente, das 9h às 14h
• Almoço servido até às 15h. Após esse horário, a degustação de vinho
acompanha pratos como saladas e sanduíches, queijos e embutidos •
Tel.: 01 42 64 07 37 M Anvers (2) ou Abbesses (12)

Lojas
Marché Saint-Pierre2 Rue Charles Nodier | 75018 • Aberto de seg. a sex.,
das 10h às 18h30. Aos sáb., das 10h às 19h • Tel.: 01 46 06 92 25
• www.marchesaintpierre.com M Anvers (2) ou Barbès-Rochechouart (2)
Sympa 66 Boulevard de Rochechouard | 75018 • Aberto de seg. a sáb.,
das 10h às 18h M Anvers (2)

Casas noturnas
Moulin Rouge 82 Boulevard de Clichy | 75018 • Aberto diariamente
• Tel.: 01 53 09 82 82 • www.moulinrouge.fr M Blanche (2)

Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938


Licenciado para Caroline Leonardi Martins, E-mail: carouzinhamartins@hotmail.com, CPF: 06701091938
Edição: Mariana Berutto
Editora assistente: Sandra Brazil
Preparação de textos e revisão: Cleïs Editorial
Design gráfico e mapas: Elisa von Randow
Assistência de design: Paula Juchem
Produção gráfica: Lilia Góes

Este guia segue as regras do Novo Acordo


Ortográfico da Língua Portuguesa.
Os mapas foram elaborados especialmente para
este guia, com o objetivo de ilustrar os roteiros.

Paris – cinco roteiros em quatro dias foi composto no


outono brasileiro (primavera em Paris) com a
tipografia Whitney e impresso na Gráfica Corprint,
com tiragem de 3 mil exemplares.

Related Interests