You are on page 1of 8

O Altar do Holocausto

Antonio Vitor
O Altar do Holocausto
Comentário da lição 04

É impossivel alcançar a graça de Deus sem passar pelo Altar de Sacrifícios


com a sua oferta pelos seus pecados. Em nossos tempos do NT, Cristo é a
nossa oferta pelos nossos pecados. Ele ofereceu a sí mesmo em sacrifício
para expiar a nossa culpa. (CABRAL, 2019, p. 53)

Ao olhar para o altar dos holocaustos, o povo era levado ao pensamento de


que um preço deveria ser pago em substituição dos seus pecados, e que
este preço deveria ser a vida de um inocente, em seu lugar de culpado.

Esta lição nos conduz ao signi cado do elemento de entrada que


encontramos dentro do tabernáculo, o altar dos holocaustos.
Aprenderemos neste domingo sobre seu simbolismo, e sobre a sua
magnitude ao apontar para um sacrifício maior e perfeito.

Neste comentário traremos um auxílio dentro do texto proposto em cada


tópico, seguindo os objetivos especí cos dados pela lição, com o objetivo de
contribuir para o preparo de sua aula. Que Deus nos ajude no decorrer
desta maravilhosa lição.

O ALTAR DO HOLOCAUSTO

www.ebdemfoco.com
O Altar do Holocausto
Da mesma maneira comoDeus pretendia, no tabernáculo, manifestar a sua
presença em meio ao seu povo, também ali eles deveriam prestar suas
devoções a Ele, não no tabernáculo propriamente dito (onde somente os
sacerdotes entravam, como servos domésticos de Deus), mas no pátio
diante do tabernáculo, onde, como súditos comuns, serviam. Ali foi
ordenado que se zessem um altar, ao qual deveriam trazer os seus
sacrifícios, e em que os seus sacerdotes deveriam oferecer tais sacrifícios a
Deus. E este altar deveria santi car as suas ofertas. (HENRY, 2008, p. 315)

Como primeiro elemento que encontramos no pátio temos o “Altar de


Bronze” ou “Altar dos Holocaustos”. Com características especí cas, nele
eram realizados os sacrifícios diários conduzidos pelos sacerdotes.

O altar dos holocaustos [...] cava na metade oriental do átrio. Era feito de
madeira de acácia recoberta de bronze. Suas dimensões eram 2,5 x 2,5 x 1,5
m. Tinha chifres que se projetavam nas pontas, bem como argolas e varas
que lhe facilitavam o transporte. (CHAMPLIN, 2001, p. 424)

No altar, os animais eram imolados e oferecidos em sacrifício. O altar era


coberto de bronze em simbolismo a justiça de Deus, tendo em vista que
nele eram feitos sacrifícios para aplacar a ira de Deus para com o seu povo,
fazendo a expiação através de um animal.

Colocar o altar como primeiro elemento de encontro do Tabernáculo, é


deixar implícito que antes de o homem tentar chegar-se a Deus, primeiro
necessitaria resolver a sua pendência de pecado para com Ele, pois os
sacrifícios apontavam para isto.

www.ebdemfoco.com
O Altar do Holocausto
O “altar”, também chamado “o altar dos holocaustos”, era o lugar onde os
animais eram imolados em sacrifício para fazer expiação (i.e., cobrir o
pecado e alcançar o perdão de Deus) O sangue vicário do sacrifício era posto
nas pontas do altar e derramado à sua base. Esse ato salientava que o
pecado é digno de morte, mas que Deus aceitava sangue inocente em lugar
do culpado. (STAMPS, 1995, p. 161,162)

No altar encontramos algumas simbologias acerca da obra redentora de


Cristo, onde próprio altar representa a Cristo cruci cado, onde é a
propiciação dos nossos pecados e o nosso acesso até Deus, por meio do seu
sacrifício, e temos também nos chifres a representação de proteção, como
veremos mais adiante.

AS QUATRO PONTAS (CHIFRES) DO ALTAR E O SENTIDO DE

REDENÇÃO

Como parte integrante do altar, as quatro pontas ressaltavam em seus


cantos. Elas representavam a proteção e o poder do sacrifício. Se algumas
dessas pontas viessem a quebrar, então todo o altar perderia a sua validade.

As pontas nos quatro cantos superiores do altar deveriam fazer parte do


mesmo, como uma só peça. Os materiais eram madeira e bronze. O bronze
é o metal que simboliza julgamento. O sangue das ofertas pelo pecado era
aplicado a essas pontas ou chifres. (CHAMPLIN, 2001, p. 425)

Elas possuíam utilidades também no momento sacri cial, onde os sacrifícios


eram presos a elas, e como símbolo, representavam refúgio para aqueles
que fugissem a ela e segurassem nelas.

www.ebdemfoco.com
O Altar do Holocausto
Às pontas deste altar, os pobres pecadores fogem em busca de refúgio,
quando a justiça os persegue, e ali estão a salvo, em virtude do sacrifício ali
oferecido. (HENRY, 2008, p. 316)

Podemos encontrar na Bíblia dois eventos que representam essa proteção


dispensada pelas quatro pontas do altar. O primeiro se dá quando Adonias,
lho de Davi, que não queria que Salomão assumisse o trono de seu pai,
correu em direção do altar e segurou em uma das pontas, pois temia ser
morto por traição (1 Rs 1.50-53). O segundo evento, se dá quando Joabe, que
estava apoiando e encorajando a Adonias em seu ato, também fugiu para o
tabernáculo, e segurou em uma das pontas em busca de proteção e uma
futura misericórdia de Salomão.

As pontas do altar simbolizavam a misericórdia, perdão e proteção de Deus


(STAMPS, 1995, p. 520), por isso que Adonias e Joabe correram e sua
direção.

Em toda sua composição o altar nos remete ao pensamento de redenção,


pois nele eram feitos os sacrifícios expiatórios como simbolismo da entrega
de um inocente por nossos pecados, e não é diferente quando olhamos
para as pontas, pois são únicas com o altar, sendo parte integrante de seu
simbolismo.

O ALTAR DO HOLOCAUSTO É UMA IMAGEM DO CALVÁRIO

O altar dos holocaustos simbolizava e apontava para a cruz do calvário,


lugar onde Cristo fora cruci cado, como substituto pelos nossos pecados. A
sua essência tinha como objetivo nos lembrar que um preço deveria ser
pago pelos nossos pecados, e que somente com esse preço pago é que
poderemos seguir adiante para o encontro com Deus.

www.ebdemfoco.com
O Altar do Holocausto
O altar de bronze tipi cava a cruz de Cristo, onde Jesus se ofereceu como
holocausto a Deus, sem mancha e nem defeito, como expiação pelo pecado.
(CHAMPLIN, 2001, p. 424)

A mensagem pregada por meio de sua tipologia, expressa que um grande


preço iria ser pago no futuro, e que foi quando Cristo deu a Si mesmo em
favor da humanidade. Ele fazia com que o povo lembrasse que sem a dívida
do pecado paga, existiria uma grande impossibilidade humana de a si
mesmo justi car e aplacar a ira de Deus para com os homens.

Não podemos olhar para o altar, se memorar a obra de Cristo na cruz, muito
mesnos desprezar a sua grandeza, muito embora sabemos que seus
sacrifícios eram transitórios, eles apontavam para um eterno e perfeito que
estava por vir.

Este altar de cobre era um tipo de Cristo, morrendo para expiar nossos
pecados. A madeira teria sido consumida pelo fogo do céu, se não tivesse
sido protegida pelo cobre. E a natureza humana de Cristo não teria
suportado a ira de Deus, se não fosse sustentada por um poder divino.
Cristo santi cou-se pela sua igreja, assim como seu altar. E pela sua
mediação Ele santi ca seus serviços diários do seu povo, que também têm o
direito de comer deste altar, pois ali servem como sacerdotes espirituais.
(HENRY, 2008, p. 316)

Esperando Jesus voltar hoje!

Dc. Antonio Vitor de Lima Borba

www.ebdemfoco.com
O Altar do Holocausto
Referências:

- STAMPS, Donald C. Bíblia de Estudo Pentecostal. CPAD, 1995;

- CHAMPLIN, Russell Norman. O Antigo Testamento Interpretado, versículo


por versículo, volume 01. Hagnos, 2001;

- CABRAL, Elienai. O Tabernáculo. Símbolos da Obra Redentora de Cristo.


CPAD, 2019;

- HENRY, Matthew. Comentário Bíblico do Antigo Testamento, Gênesis a


Deuteronômio. CPAD, 2008

www.ebdemfoco.com
O Altar do Holocausto

EBD EM FOCO
EBD em Foco é uma plataforma de slides e cursos para
professores da EBD que querem ministrar uma aula de
excelência e transformar a vida de seus alunos. Faça agora
seu cadastro e tenha acesso a um conteúdo exclusivo: slides
das lições em PowerPoint, subsídios em PDF, comentários
das lições, cursos bíblicos e cursos de educação cristã.

ACESSAR AGORA

Para falar com o EBD em Foco, enviei um e-mail para


contato@ebdemfoco.com

www.ebdemfoco.com