You are on page 1of 45

SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

TENDÊNCIAS
PARA PEQUENOS NEGÓCIOS

2018/19
SEBRAE-PR

1
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

As cores utilizadas neste material foram publicadas como


tendências para 2018:
www.pantone.com/color-of-the-year-2018

2
Neste caderno, cada tendência está classificada com ícones que
representam a aplicabilidade dela no contexto do negócio. Assim você pode
consultar as tendências mais adequadas de acordo com os seus objetivos:

Inovação: tendências que devem ajudar na inspiração


de novas ideias para o negócio.

Crescimento: tendências para pensar a expansão do


negócio dentro da sua própria cartela de clientes e
mercados.

Gestão da empresa: tendências para aplicação


dentro da própria empresa, relacionamento com os
colaboradores.

Interação com o cliente: tendências para buscar uma


maior e melhor aproximação com o cliente

Novos modelos de negócios: tendências que tratam


de maneiras novas de desenvolver, organizar, e
gerenciar um negócio.

Durante a leitura, não esqueça de marcar


o nível de cada tendência (nas escalas
disponibilizadas na página 37) de acordo
com a aplicabilidade ao seu negócio. Estas marcações
são fundamentais para que você possa, utilizar as
ferramentas de aplicação de tendências que estão no fim
do caderno.

3
SEBRAETENDÊNCIAS 2018/19

Já não é novidade que o mundo está mudando cada vez mais


rápido. Novas tecnologias surgem a cada ano, e com elas novas
formas de interações humanas e possibilidades mercadológicas
dão ao mundo novas noções de vida em sociedade. Com isto,
porém, formatos de negócios relativamente novos ficam
obsoletos rapidamente, e renovar-se para atender a novos
desejos e necessidades das pessoas torna-se fundamental para
a sobrevivência no mercado.

Mas como sobreviver a todas estas


transformações nos anseios e
hábitos dos consumidores?

4
É onde nos deparamos com a inevitabilidade em adequar os
produtos, os serviços, o marketing e até mesmo as estruturas
mais internas da empresa. O primeiro passo nesta direção é
entender quais são os mais novos contextos da sociedade.

O estudo de tendência surge para identificar estes novos


contextos, esclarecer as visões sobre o futuro do mercado e
simplificar os possíveis direcionamentos que podem ser usados
pelas empresas. Dos conhecimentos mais antropológicos até os
mais comerciais, esses estudos podem auxiliar a sua empresa
a compreender as novas demandas do público consumidor,
identificar novos nichos e oportunidades de posicionamento para
a empresa perante estas novas demandas, e também fornecer
novas ideias de negócios.

Este Caderno apresenta uma seleção de tendências levantadas


de vários estudos disponíveis no mercado, pensando na
aplicabilidade das tendências ao contexto dos pequenos
negócios.

Ao todo são 37 tendências divididas em quatro


macrotendências, que são movimentos importantes que
devem influenciar o mercado nos próximos anos e, portanto, o
empresário deve estar atento a eles.

Boa leitura!

5
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

As MACROTENDÊNCIAS tratam de mentalidades globais,


originadas por novas necessidades e comportamentos em
comum na sociedade, especialmente na cultura ocidental.
Nas macrotendências, essas mentalidades tomam
proporções tão grandes que passam a afetar efetiva e
simultaneamente uma vasta gama de setores da indústria,
como a moda, a música, a gastronomia, a educação, os
negócios etc.

As TENDÊNCIAS, ou MICROTENDÊNCIAS, são padrões de


comportamento e consumo mais específicos, que surgem
devido às mentalidades globais das macrotendências.
Através dessas manifestações em menor escala, ou em
menor variação de setores, pode-se compreender com mais
precisão, ou na prática, quais são os tais novos anseios e
desejos da sociedade.

6
CENÁRIO: a internet e a consequente globalização
transformaram definitivamente os antigos formatos da
sociedade e da economia. A rede de informações que a internet
produz leva conhecimento aos consumidores e faz com que eles
se tornem mais conscientes sobre questões globais e atentos à
responsabilidade social das organizações em que consomem. A
relação das pessoas com o dinheiro está cada vez mais invisível.
A moeda bitcoin aliada à tecnologia de blockchain e bancos
totalmente digitais ganham força. A economia tradicional abre
espaço para o compartilhamento e a proposta de cidades
inteligentes inicia uma nova discussão de desenvolvimento do
ecossistema urbano, integrando as tecnologias emergentes para
impulsionar de forma eficiente os processos sociais, econômicos
e ambientais das cidades. Aliás, as cidades já abrigam mais
de 50% da população mundial, com previsão de crescimento
exponencial para os próximos anos. É necessário preparar nossos
negócios para este cenário!

SOCIEDADE E
ECONOMIA
INTELIGENTES
#macrotendência 1
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

#tendência 1.1 NEGÓCIOS RESPONSÁVEIS

Com as mudanças climáticas e os problemas ambientais em


evidência, surge uma maior cobrança do consumidor quanto
à responsabilidade social das empresas em que ele consome.
Neste cenário nota-se uma busca crescente por um consumismo
mais responsável, sustentável e significativo. Portanto, para
o consumidor de hoje, as escolhas de consumo definem sua
identidade e posicionamento, comunicando a si mesmo e ao mundo
se é ético, saudável, conectado e inteligente. As expectativas de
um consumismo sustentável, saudável e mais relevante estão
surgindo a partir de uma onda de novos negócios e startups.
Dentro do cenário de responsabilidade social, negócios responsáveis
oferecem produtos e serviços relevantes e transparentes a seus
clientes.

Como adaptar o negócio para entregar apenas produtos/serviços sustentáveis


e relevantes?
Como trabalhar a comunicação da minha empresa de forma transparente?

 
8
#tendência 1.2 ECONOMIA CIRCULAR

Independente de crises em vários países isolados, a economia mundial


continua com projeção de crescimento econômico. Em uma nova
perspectiva, a economia circular demanda menos foco no processamento
de materiais físicos e mais atenção na minimização do desperdício no
consumo e uso de produtos. Para países economicamente instáveis, a
economia de compartilhamento – que contribui com a economia circular
– será uma fonte de renda segura, uma demanda referente à crescente
classe média global. A busca pela sustentabilidade nestes modelos
econômicos emergentes destaca que os novos produtos e serviços devem
ser desenvolvidos de maneira inteligente e com modelos de negócios
adaptáveis. A previsão para os próximos anos é de que os negócios terão
um crescimento comercial alinhado com a economia social. O impacto
destes novos modelos trará efeitos a longo prazo nas regulamentações
governamentais, no planejamento cívico, no futuro do trabalho e no
desenvolvimento regional.

Como minimizar desperdícios nos processos da empresa?


Como introduzir a economia compartilhada no modelo de negócio?

9
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

#tendência 1.3 ATIVISMO GENUÍNO

O ativismo tem ganhado voz nos últimos anos e tornou-se marca


registrada das novas gerações. Os consumidores estão mais atentos e
questionam a conduta das empresas. Levando em conta a velocidade
das informações, ser transparente como organização já não é uma
escolha, mas uma exigência do mercado. A opinião do consumidor pode
se transformar em viral no simples “criar” ou “compartilhar” de uma
hashtag. O consumidor – hoje mais politizado – deseja que as empresas
participem de causas com um posicionamento ético, responsável e de
ativismo genuíno.

Quais são as causas congruentes com os valores da empresa?


Como alinhar os propósitos do negócio a projetos sociais?

 

#tendência 1.4 BLOCKCHAIN DE OPORTUNIDADES

Blockchain é um sistema criado para propor mais transparência e


descentralização na distribuição de dados em rede. Como um grande
livro contábil essa tecnologia possibilitou o surgimento do bitcoin, a
moeda digital que promete ser a revolução do mercado financeiro. Para
além deste contexto, a blockchain está sendo inserida tanto na esfera
privada quanto nos setores de governo. Além de permitir transferências
e transações internacionais mais rápidas, a tecnologia já pode ser vista,
no cenário mundial, em outros contextos como rastreamento de fontes
de notícia confiáveis, registro de votos, processos licitatórios e registros
atualmente realizados em cartórios.

Como utilizar os bancos digitais e blockchain em prol da empresa?


Como aplicar a tecnologia da blockchain na segurança do negócio?

  

10
#tendência 1.5 CRESCIMENTO DA CLASSE MÉDIA

Segundo previsão da ONU, 90% do crescimento urbano acontecerá


em países de baixa e média renda. O crescimento populacional e a
urbanização apontam a necessidade de buscar soluções sustentáveis
para a construção de novos produtos e serviços. A economia circular
e compartilhamento podem prover soluções direcionadas para este
em grupo em ascensão. As empresas deverão buscar uma maior
compreensão das necessidades e requisitos individuais deste público e
dos novos estilos de vida. Embora a sustentabilidade seja relevante para
este grupo de consumidores, o mais importante é que os produtos e
serviços sejam acessíveis e inclusivos e que se destaquem de propostas
comuns já vistas no mercado.

Como desenvolver propostas irreverentes, mas acessíveis a este público?


Como otimizar e diminuir os custos do meu produto/serviço?

#tendência 1.6 CAÇA AO DESCONTO

A recessão de 2008 trouxe uma política de austeridade para diversos


países, resultando em um grande impacto na economia mundial. Em
resposta, a procura dos consumidores por ofertas baseadas em preços
baixos aumentou e refletiu no crescimento de distintos formatos de
negócio baseados em desconto. Embora o barato muitas vezes seja
relacionado à qualidade inferior, empreendimentos sustentáveis e
socialmente inovadores surgem deste modelo. Alguns exemplos que
seguem essa tendência são: mercados que passaram a vender parte
de suas mercadorias a granel ou mercadorias com prazo de validade
reduzido, compras coletivas, descontos em academias para quem atinge
metas fitness e brechós.

Como aplicar a prática de descontos no modelo de negócio?


Como propor inovação social a partir de uma política de descontos?

  

11
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

#tendência 1.7 ECOSSISTEMA DE MARKETPLACE

A necessidade de informatização nas empresas já é praticamente


uma obrigatoriedade de mercado. Para acomodar mudanças rápidas,
empresas se conectam a marketplaces e adotam a economia da
plataforma digital, baseada em ecossistemas em rede. As plataformas
compartilhadas de compra (marketplaces), já com uma grande base de
acesso e investimento em publicidade, permitem que pequenas empresas
levem seus produtos e/ou serviços a nichos até então difíceis de atingir.

Como introduzir o negócio no universo digital?


Como integrar o negócio com marketplaces?

   

12
#tendência 1.8 CONSUMO ON-THE-GO

Os consumidores, cada vez mais ocupados, buscam soluções e


experiências que incorporem seus deslocamentos diários a outras
atividades simultaneamente. Hoje, a otimização de tempo e energia pode
estar na palma da mão na forma de aplicativos, por exemplo. Da entrega
das compras de supermercado a domicílio à marcação de consultas
online, o caminho para auxiliar a rotina agitada dos consumidores é
pensar em entregas cada vez mais rápidas e serviços cada vez mais
convenientes, que possam ser acessados a qualquer momento e lugar.

Como o produto/serviço pode ser integrado ao trajeto do consumidor?


Como posso promover a facilidade de acesso ao serviço neste trajeto?

  

13
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

#tendência 1.9 SEM FRONTEIRAS: TRANSMISSÃO


AO VIVO

Se sua empresa está na internet, o mundo pode estar de olho nela. As


redes sociais hoje são importantes veículos de venda e engajamento, e a
transmissão ao vivo – é uma das ferramentas que oferece uma relação
emocional como experiência social para muitas pessoas simultaneamente
em parte das redes sociais oferecidas hoje. A transmissão ao vivo introduz
empresas a novos grupos demográficos de clientes, que até então
poderiam desconhecer a existência de determinada empresa. Um estudo
recente aponta que 62% da geração Millennial segue perfis de marcas nas
redes sociais e as utiliza como ferramentas de avaliação de compra.

Como utilizar as redes sociais como canais de venda para o meu negócio?
Como atrair novos clientes para as minhas redes sociais?
O que posso contar sobre minha empresa para engajar consumidores através da
transmissão ao vivo nas redes sociais?

 

#tendência 1.10 CO-LIVING: ESPAÇOS INTEGRADOS


E SOCIAIS

A propriedade e aquisição de bens está em questionamento: modelos


de vida mais flexíveis e minimalistas ganham popularidade entre os
consumidores. Há previsão de que para 2020 o mercado de trabalho
autônomo nos Estados Unidos, denominado de “Gig Economy”,
compreenderá 40% dos trabalhadores. Com isso, a demanda pelos
espaços de coworking, e de convivência em condomínios residenciais
devem aumentar, como também, a flexibilização dos espaços de trabalho
para colaboradores. Neste cenário futuro, os espaços sociais de residência
para aposentados também passam a ser ofertados com a intenção de
trazer uma maior experiência de lar e hospitalidade, evitando a imagem
institucionalizada criada em torno das casas de idosos.

Como criar espaços de convivência compartilhados para os consumidores e


colaboradores?
Como promover produtos e serviços nestes espaços?

  

14
CENÁRIO:: os consumidores começam a questionar seus valores,
prioridades e decisões de compra, optando por um consumo
que reduza os danos a si mesmos, aos outros e ao mundo. Para
engajar este novo consumidor é preciso compreender seus
problemas e as causas em que acreditam, e perceber como eles
reagem aos constantes estímulos da modernidade. Na era da
informação digital com a demanda dos consumidores por melhor
representatividade — ou representação justa — as empresas
devem pensar menos em segmentação demográfica com base
em fatores limitantes como idade, sexo, status econômico,
sexualidade ou raça. Captar as mudanças e aproximar-se do
consumidor de forma empática é imprescindível para gerar
estratégias de negócio melhor direcionadas e eficazes.

OS NOVOS
COMPORTAMENTOS
DE CONSUMO
#macrotendência 2
15
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

#tendência 2.1 EMPODERAMENTO COLETIVO

A cultura do compartilhamento está direcionando o empoderamento


individual para o coletivo. Mais empoderadas do que nunca, vozes
de grupos menos favorecidos e pouco representados anteriormente
aparecem para falar sobre suas diferenças. Estes consumidores tendem a
seguir e consumir produtos e serviços de empresas que os compreendam
e que comuniquem suas mensagens de forma a celebrar as identidades
únicas destes grupos. A direção para a comunicação correta a estes
consumidores muda da segmentação demográfica limitante (idade,
gênero, status, etc.) para o olhar a representatividade, que hoje está
sendo guiada pelo empoderamento, igualdade de gênero e sororidade.
Este conceito sugere mudanças sistêmicas a uma sociedade livre de
preconceitos e fala em igualdade de forma verdadeira.

Qual é a linguagem do meu consumidor e em quais causas ele acredita?


Como criar uma comunicação segmentada que represente melhor os meus
consumidores?

 

16
#tendência 2.2 COMPRADORES IMEDIATISTAS

Os tipos de serviço criados para facilitar e agilizar a entrega de produtos


e serviços para o consumidor – como conveniências, delivery e comércio
abertos 24h por dia – fizeram com que eles se acostumassem ao ritmo
imediato e à “pronta-entrega”. Já habituados ao mundo digital, os
consumidores se tornam cada vez mais impacientes, seguindo em direção
à máxima do “eu quero o que eu quero quando eu quero”. As empresas
começam responder a essa demanda criando uma série de modelos de
negócios distintos; um exemplo é a aplicação do beacon, usado pelos
varejistas para transmitir suas mensagens aos consumidores próximos
por meio dos seus smartphones, atraindo-os em tempo real. Para inovar
nesta demanda, produtos, serviços e conteúdo informativo já estão sendo
pensados para que sejam entregues da forma mais ágil possível.

Como entregar o produto/serviço com mais agilidade ao meu cliente?


Quais tecnologias posso agregar ao meu serviço para que a entrega seja mais ágil?

    

#tendência 2.3 EMPREENDEDORISMO PARALELO

A qualidade de vida está cada vez mais relacionada à ideia de uma


carreira profissional satisfatória. Em busca de renda extra e realização,
as pessoas estão investindo em seus próprios negócios paralelamente
aos seus empregos fixos. A mudança de prioridades está cada vez mais
relacionada à mudança de valores destes empreendedores adaptáveis.
Além dos ganhos financeiros, eles buscam experiências alinhadas aos
seus interesses pessoais. Espaços de trabalho compartilhado com acesso
à internet – como coworkings e cafés – permitem que este público tenha
a oportunidade de trabalhar em seus empreendimentos em tempo parcial
de forma eficiente e flexível.

Quais benefícios podem ser oferecidos ao colaborador que é (ou gostaria de ser)
empreendedor como atividade paralela ao emprego?
Quais produtos/serviços este novo público de empreendedores em tempo parcial
precisa?

  

17
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

#tendência 2.4 CONSUMIDORES INVESTIGATIVOS

Os consumidores estão mais investigativos: estudos recentes indicam


que 70% deles procuram saber sobre as empresas que consomem. Se as
instituições não fornecem dados, certamente o consumidor irá até fontes
independentes na internet para obter tais informações. Além de abranger
as empresas de quem o cliente consome, vale também para o ambiente
onde trabalham. Neste cenário, qualquer organização pode ser julgada
como amigável ou não, dependendo das causas que apoiam. Para que a
empresa crie uma relação de confiança com sua clientela é necessário
mostrar-se transparente e apresentar suas boas práticas. Exemplos
de ações adotadas por empresas para evidenciar transparência são:
apresentar evidência detalhada sobre a cadeia de suprimento, mostrar
bom relacionamento interno com funcionários, obter certificações
ambientais, apoio a movimentos sociais específicos.

Quais são os valores da empresa e como atrair um nicho de clientela a partir deles?
Quais práticas de transparência podem ser aplicadas ao modelo de negócio?

 

18
#tendência 2.5 GLOCALismo

Na concorrência com grandes empresas, negócios locais ganham força


quando evidenciam suas identidades locais, e os consumidores as
procuram pela entrega exclusiva que essas empresas oferecem. Na era
da informação, o sentimento de exclusividade deixa de ser relacionado
às grandes corporações e dá espaço às pequenas empresas. Os
consumidores céticos às práticas da produção em massa, optam por
produtos e serviços hiper-locais que comunicam narrativas familiares.
Com a valorização da cultura local e sentimento de comunidade se
destacando em um mundo globalizado, conectar-se com pessoas, lugares
e patrimônios reais pode proporcionar experiências autênticas aos
consumidores.

Como integrar a identidade local na promoção da empresa?


Quais aspectos do negócio podem ser reforçados para que a empresa seja valorizada
como local?

  

19
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

#tendência 2.6 SEDE POR INFORMAÇÃO

Para além da carreira e do status de possuir um diploma, as pessoas


estão em busca de uma aprendizagem constante em que possam
desenvolver a si mesmas. O trajeto entre casa e trabalho pode ser um
momento ocioso em que as pessoas podem aproveitar para aprender
e adquirir informações sobre assuntos que as interessam. Para este
contexto, as empresas podem gerar conteúdo que seja relevante aos
seus clientes e, ao mesmo tempo atrair novos consumidores para seus
produtos e serviços. Alternativas como e-books, áudio livros e podcasts
são formatos emergentes para a disseminação deste tipo de informação.
Através do download destes documentos, as empresas podem reter o
cadastro de possíveis clientes ou manter os que já são fidelizados.

Que tipo de informação/conteúdo posso transmitir aos clientes?


O que os clientes já fidelizados gostariam de saber?

  

#tendência 2.7 BEM-ESTAR SEMPRE

De um lado temos a hiperconectividade, onde a busca pela conexão


digital é uma necessidade, e por outro lado a fuga do excesso de conexão.
A falta de tempo ocasionada pelo modo de vida agitado, tem levado as
pessoas a buscar soluções que as façam resolver assuntos cotidianos de
forma facilitada, além de procurar atividades prazerosas em todos os
momentos possíveis. Deste modo, os consumidores começam a buscar
o bem-estar emocional e priorizam cada vez mais o relaxamento e o
cuidado consigo mesmos. Em instalações temporárias e de fácil acesso,
por exemplo, as marcas podem criar espaços com uma variedade de
atividades disponíveis abertas ao público, desde momentos individuais de
cuidado e bem-estar a momentos de interações familiares ou com grupos
de amigos.

Como ofertar um produto/serviço que proporcione bem-estar ao cliente em momentos


e tarefas do cotidiano?
Como propor atividades de bem-estar dentro da empresa?

  

20
#tendência 2.8 CLIENTE PARTICIPATIVO

O consumidor de hoje é mais consciente e, aos poucos, vem


demonstrando mais interesse em “experienciar” do que em possuir. Com
isto, nasce nele o anseio por uma autenticidade de si mesmo e do que
consome, o que o faz buscar constantemente por autonomia e auto
capacitação. Esta nova configuração de “desejos de posse” torna-se,
portanto, uma oportunidade para integrar consumidores nos processos
de criação, design e construção dos produtos. Com a disposição dos
clientes para participação, é possível aproximar-se de suas necessidades
e problemas reais, e consequentemente oferecer mais significado à sua
aquisição material. Esta prática pode ser vista, por exemplo, oferecendo
possibilidades de personalização em ações temporárias (tipo pop-ups, as
“micro lojas” que podem ser modulares e itinerantes), que exploram sua
integração no processo de criação e atribuem-lhe poder, sintonizando
assim a marca ao anseio do consumidor por autenticidade.

Como reforçar a relação com o cliente no desenvolvimento de produtos e serviços?


Como permitir a customização do produto ou serviço pelo consumidor?

   

#tendência 2.9 MINIMALISMO

O minimalismo bem conhecido em produtos e decoração pode ser


aplicado também à comunicação e promoção da marca de uma empresa.
Atualmente o minimalismo é considerado um estilo de vida onde as
pessoas optam pelo consumo consciente com foco em produtos duráveis
e no consumo apenas de produtos e serviços essenciais. Esta linha vai em
direção oposta ao consumismo de oportunidade e modismos, exigindo
coerência entre a oferta de produtos/serviços, comunicação com os
clientes e atitudes da empresa.

Seria coerente posicionar o negócio atual da empresa nesta tendência?


Como alinhar produtos, serviços e comunicação com o cliente dentro do minimalismo?

  

21
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

#tendência 2.10 ESCAPISMO

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem a maior


taxa de transtorno de ansiedade do mundo. O excesso de informação
e a rotina acelerada da vida contemporânea estão fazendo com que
a população atinja níveis críticos de ansiedade e estresse. Como uma
forma de adaptação, pessoas recorrem à apatia seletiva para lidar com
este estado emocional constante. Este cenário traz oportunidade para
empresas que ofereçam experiências antiestresse e se preocupem com
a saúde mental de seus clientes, colaboradores e também da sociedade
como um todo. Atividades introspectivas, neuro-spas, comunidades de
bem-estar em centros urbanos estão entre propostas de novos modelos
de negócios que focam nesta tendência.

Que produtos e serviços poderiam proporcionar o anonimato ou a fuga da rotina


diária para os clientes?
Como oferecer experiências de alívio de estresse para a rotina de meus clientes e
colaboradores?

  

22
CENÁRIO: a Gestão Para o Futuro abre um leque de
possibilidades de inovação para negócios através de
oportunidades como desenvolvimento humano, consciência
da finitude de recursos e simplicidade. Neste contexto, se faz
necessário buscar a adaptação do negócio a novos estilos de
vida das pessoas, seja através de tecnologias ou abordagens
em produtos, serviços e mesmo no marketing. Partindo de uma
liderança empática, é importante focar na “economia para o ser
humano”, o que significa a predominância de uma mentalidade
livre dos velhos modelos fechados, e que, de fato, visa melhorias
para as vidas das pessoas. Preocupar-se com a sustentabilidade
do negócio, seja em relação ao meio-ambiente ou formas de
excessos da sociedade, também fortalece a gestão humanizada
do futuro. E, por fim, a simplificação com agilidade é outro ponto
chave que merece atenção, principalmente em terrenos digitais:
de que modo a empresa atua no mundo digital e se conecta ao
público? As empresas capazes de acompanhar estas mudanças
no cenário da gestão empresarial, certamente estarão melhor
preparadas para o ambiente de negócios de amanhã.

GESTÃO PARA O
FUTURO
#macrotendência 3
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

#tendência 3.1 O ESPAÇO PARA A INOVAÇÃO

Os avanços da tecnologia transformaram o modo como produtos e


serviços são criados, distribuídos e consumidos, trazendo novas relações
entre empresas e consumidores. Com a internet e os smartphones,
as rotas de mercado foram reinventadas, atualmente vivemos em um
mundo com acesso instantâneo para o que necessitamos na palma das
mãos. No entanto, esta alta velocidade e a dificuldade de acompanhar
tantas mudanças tem gerado uma crise de inovação nas empresas.
Implementar novas metodologias e ferramentas – como o design
thinking, por exemplo – é de grande importância, mas não o suficiente.
Mais do que isso, é necessário incorporar a inovação nas estratégias
organizacionais, por exemplo, através da implementação de equipes
multidisciplinares especializadas em inovação ou de departamentos
internos dedicados à pesquisa e à inovação. Nesta tendência torna-se
fundamental fomentar a inovação através do potencial criativo originado
da própria inteligência humana.

Como dedicar um espaço que conduza as pessoas a inovar?


Como integrar este espaço – e esta equipe – na empresa?

  

#tendência 3.2 BETAPRENEURS: MODO


EXPERIMENTAÇÃO

Na tendência “Betapreneurs”, ativa-se o “modo beta” nas empresas,


tornando a experimentação o grande motor de inovação. Neste contexto,
as equipes são incentivadas a buscar e testar ideias e soluções alternativas.
Para tanto, deve-se capacitar pessoas e negócios para permitir que
mudanças aconteçam, incentivando a colaboração em torno de uma nova
cultura de “redesign e repensar”. Publicar, testar, iterar, simular, usar dados,
ganhar ou falhar: são etapas essenciais do processo, e só a partir disso é
possível compreender as mais diversas dinâmicas do mercado, bem como
obter insights sobre novas soluções para o mundo. Importante ressaltar
este processo deve sempre ocorrer com foco em melhorias para a vida
prática das pessoas, sejam elas o público direto do negócio ou não.

Em termos práticos, onde, como e quando aplicar a experimentação como processo


criativo para a inovação?
De que modo a empresa oferece espaço para erros e tentativas?

  
24
#tendência 3.3 CULTURA DE APRENDIZAGEM

As diversas mudanças no século XXI também resultaram no surgimento


de uma preocupação quanto à construção de uma cultura de
aprendizagem, inclusive no campo corporativo. Pesquisas apontam que
empresas que exercem uma mentalidade de crescimento ao estimularem
a educação e a capacitação de seus funcionários, acabam por criar um
“desenvolvimento planejado”, ganhando assim a chance de tornarem-se
até três vezes mais lucrativas se comparadas às que não o fazem. Estes
processos podem ocorrer através de ferramentas de aprendizagem auto-
direcionadas, como programas internos projetados pela própria empresa
(plataformas online com cursos e compartilhamento de informações,
propostas de eventos, workshops e atividades diversas) ou mesmo
incentivando e investindo em cursos externos para seus funcionários.
Entre os maiores benefícios, está a construção de uma equipe que
se sente confiante para assumir papéis exigentes, entusiasmada por
enfrentar novos desafios e expandir suas capacidades de liderança.

Qual a maneira mais adequada de investir na aprendizagem dos colaboradores?


Como direcionar os novos conhecimentos e capacitações de modo que a empresa e o
colaborador possam crescer juntos?

 

#tendência 3.4 BEM-ESTAR PARA PRODUZIR BEM

Já é de conhecimento da ciência que diversos aspectos em ambientes


internos (inclusive empresariais) exercem grande impacto sobre o humor
das pessoas, com potencial de influenciar seus níveis de ansiedade,
atenção e desempenho mental. Com isto, agora se torna imprescindível
compreender a importância de estimular a saúde física, mental, financeira
e espiritual dos colaboradores. Além disso, prezar por alternativas de
alimentação saudável e um ambiente funcional e visualmente agradável
são outras maneiras de incentivar a satisfação e o bem-estar dos que
vivenciam o espaço diariamente. Alternativas de trabalho mais flexíveis
também passam a ser esperadas, como home office e horário de trabalho
flexível. Neste sentido, os investimentos das organizações surgem como
responsabilidade social em programas de bem-estar e também como uma
estratégia para retenção e atração de talentos.

Quais são as remodelações mais essenciais para os colaboradores no momento?


Como implementar as novas políticas definidas de bem-estar, de modo a beneficiar
colaboradores e empresa mutuamente?

 
25
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

#tendência 3.5 COCRIAÇÃO: O CLIENTE


NO PROCESSO

À medida em que o estilo de vida do consumidor se torna mais relevante


para as segmentações do que as condições demográficas (como
localização ou renda), as antigas definições de segmentação ficam cada
vez mais obsoletas. Atualmente, sabe-se que, ao inserir o cliente no
processo de criação, é possível obter insights sobre o seu comportamento
e os seus anseios mais velados. Em possibilidades de personalização,
por exemplo, explora-se a integração do cliente no processo de criação
e, a partir de suas interações e criações, é possível notar como ele se
relaciona com a marca/produto e quais são as suas expectativas em
geral. Seja através de recursos físicos ou digitais, as marcas agora tem a
possibilidade tornar suas relações com os clientes cada vez mais íntimas,
informais e, consequentemente, reveladoras.

Que ações da empresa estão atribuindo valor de poder (capacitação) ao consumidor?


Como utilizar o estilo de vida do público à favor da criação de estratégias que
estimulem a conexão entre ele e a marca?

   

26
#tendência 3.6 BEM-VINDOS, (RO)BOTS!

Sabe-se que o campo da robótica tem como principal objetivo reduzir a


necessidade do trabalho humano. Atualmente, isto pode variar entre os
robôs mecânicos/físicos (já conhecidos pelo imaginário popular), até os
robôs digitais (os famosos “bots”). Utilizar estes recursos pode ser um
facilitador para as empresas, pois deixam a encargo das “máquinas” as
funções mais árduas, básicas ou repetitivas, redirecionando a energia e
atenção de seus funcionários para tarefas que exigem a complexidade da
sabedoria humana (como aspectos cognitivos e criativos, por exemplo).
Contudo, mesmo em algumas das funções mais complexas, já é possível
implementar processos automatizados também — cabe à empresa
decidir quem é mais adequado e para quê.

Quais são os processos automatizados que melhor se encaixam nas atuais


necessidades da empresa?
Como viabilizar a implementação destes processos de modo a resultar em um
investimento efetivo e eficiente?

   

27
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

#tendência 3.7 CULTURA DO COMPARTILHAMENTO

Uma vez que vivemos um momento de ascensão tecnológica da


conectividade, o “compartilhamento 24h por dia” está no seu auge.
As pessoas estão documentando cada vez mais momentos de suas
rotinas; inevitavelmente, seus ambientes de trabalho acabam estando
presentes nesses compartilhamentos. Assim, ocorre uma espécie de
extensão em pontos de contato com as empresas, transformando suas
culturas (vivências) internas em mais um atributo de marca que também
passa a merecer atenção. Ao mesmo tempo em que isso pode ser uma
ameaça para as empresas que não se adequaram aos padrões de ética
e sustentabilidade exigidos pelos consumidores de hoje, pode também
ser uma oportunidade de demonstrar ao público que o seu negócio está
compactuando com a busca pela construção de um futuro melhor.

Como é o dia-a-dia dos colaboradores dentro do ambiente empresarial?


Como inspirá-los a ponto de exibirem seu orgulho para esferas muito além das salas
de trabalho?

 

#tendência 3.8 STORYTELLING GENUÍNO

Neste contexto da ascensão tecnológica de conectividade, negócios estão


cada vez mais sujeitos a avaliações públicas por parte de clientes – tanto
positivas como negativas. Ao mesmo tempo, consumidores se preocu-
pam cada vez mais com os propósitos e valores éticos das marcas que
consomem, pois sabem que os valores atribuídos a elas farão parte da
construção da sua identidade social (isto é, se os consumidores ago-
ra cobram posicionamentos, transparência e respostas das empresas,
também fazem o mesmo entre si). Eventualmente estes consumidores se
transformam em comunidades e, para uma marca, ter uma comunidade
não significa apenas possuir uma audiência, mas cuidar dela. Viabilizar
que o público construa suas próprias histórias incluindo uma empresa é
a maneira mais genuína de storytelling. O storytelling deve ser, portanto,
mais do que uma mera estratégia de vendas: deve ser um momento de
cultivo e consideração com o público do negócio.

Como a empresa está inspirando e se comprometendo com seus clientes?


Que histórias esses clientes vivenciam com a marca e querem compartilhar com o
resto do mundo? (É válido lembrar que experiências negativas também podem ser
compartilhadas, transformando-se em storytellings negativos)

 
28
CENÁRIO: não há mais como evitar: a experiência proporcionada
ao cliente é vital para o sucesso de um negócio. Falar sobre
sustentabilidade e responsabilidade social ainda é valioso, mas já
não é mais suficiente. Em 2018, o consumidor se encontra ainda
mais exigente e desconfiado, demandando transparência acima
de tudo. Isso já começa nas primeiras percepções da marca,
quando o consumidor começa a construir suas impressões sobre
aquela empresa e imediatamente começa também a avaliar
sua coerência de discurso. Importante também é considerar que
atualmente, os três pilares de gastos dos consumidores estão em
serviços e produtos pautados em experiências, bem-estar e auto
aperfeiçoamento. Se pararmos para pensar que “bem-estar” e
“auto aperfeiçoamento”, na verdade, se encaixam dentro da esfera
da experiência, podemos compreender ainda melhor a dimensão
da importância desta macrotendência. Se antes vivíamos em
um mundo de culto ao material, hoje vivemos num lugar onde a
experiência é a grande moeda de troca. E por fim, não se pode
esquecer que contemplar a conectividade e manter-se atento às
mais novas formas de tecnologia inteligente são a única forma
de atender às expectativas deste consumidor em sua constante
busca por novas experiências.

EXPERIÊNCIAS

REAIS
#macrotendência 4
29
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

30
#tendência 4.1 IMERSÕES FLUIDAS

Partindo dos novos padrões de exigência do consumidor, bem como da


nova era da hiperconectividade, é essencial que as marcas se adaptem
às novas possibilidades de desdobramento de negócios. Integrar todos
os seus canais (do online ao offline — uma estratégia mais conhecida
como “omnichannel”), por exemplo, é uma maneira de otimizar as
experiências de compra do consumidor, tornando-as mais completas ao
remover barreiras e trazer mais possibilidade para o cliente “navegar”
dentro da empresa. Outra maneira de viabilizar uma vivência fluida
com a sua marca é criar ações que ofereçam experiências lúdicas ou
de interação, inserindo-as em momentos ou locais do cotidiano do
consumidor. Elas devem favorecer o desejo de “auto documentação” do
coletivo contemporâneo (registro de fotos, vídeos, e compartilhamento)
e, se puderem ser capazes de integrar/atrair uma maior variedade de
públicos, podem ser ainda mais “mágicas”. No fim, o importante é dar ao
consumidor a possibilidade de imergir na marca de maneira orgânica, isto
é, sem grandes obstáculos, sutil e efetivamente.

Como detectar os momentos/locais mais adequados na rotina dos consumidores para


criar intervenções imersivas?
Como transformar estas imersões em experiências compartilháveis?

  

31
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

#tendência 4.2 MARKETING SENSORIAL

No marketing sensorial, exploram-se ferramentas e estratégias de


marketing que atinjam o consumidor a um nível (como o próprio
nome diz) sensorial. Isto é, deve-se oferecer experiências que mesclem
diferentes formas de estímulos/sentidos e consumo. Estratégias que
combinem variados recursos, como por exemplo, aplicação de perfumes
específicos em lojas físicas, utilização de mobiliários exóticos (por forma,
textura ou tamanho), intervenções criativas etc., podem ser a chave para
produzir experiências memoráveis, capazes de surpreender o consumidor
e cativá-lo através de suas emoções.

Quais são os recursos que a empresa dispõe para investir em estratégias de


marketing sensorial?
Como construir um momento memorável para o consumidor de maneira efetiva?

   

#tendência 4.3 PISCOU, PASSOU: PROMOVA O BREVE!

Outra maneira de explorar experiências é recorrer às estratégias que


cultuam o temporário. Trata-se de agregar valor à aquisição do produto ou
acesso do serviço através de promoções por períodos limitados. Duas das
principais estratégias que estão em ascensão no mercado são incorporar
ações exclusivas referentes a datas “festivo-comerciais” (como promoções
para Black Friday, Dia dos Namorados, Dia dos Solteiros etc.) ou considerar
desdobramentos de varejo móvel (conhecidos como “pop-ups”, que nada
mais são que quiosques itinerantes). Nas datas “festivo-comerciais”, ocorre
uma mistura de comércio e entretenimento, onde consumidores com os
mais diversos estilos de vida desfrutam da compra em uma experiência
coletiva e quase que comemorativa. Já nos pop-ups, funde-se uma
variedade menor de produtos (ou serviços) ofertados com disponibilidade
limitada, que resulta um valor de raridade associado à experiência da
compra. Em ambos os casos, transforma-se a compra em um ritual de
apreciação ao efêmero e passageiro.

Quais estratégias melhor conectam-se à personalidade da empresa: participação/


criação de datas festivo-comerciais, soluções criativas diferenciadas ou ambas?
Como alinhá-las às necessidades e expectativas do público?

   

32
#tendência 4.4 O CLIENTE NO CONTROLE

Sabe-se atualmente que o jovem consumidor contemporâneo vê a


publicidade como uma inconveniência, mas ao mesmo tempo gosta de
consumir. Embora isso possa soar contraditório, na verdade revela que
ele prefere ter controle de quem, o quê e quando consome. Uma evidência
disso em dados: 66% de usuários entre 13 e 25 anos utilizam bloqueadores
de anúncio em, ao menos, um dispositivo; mas 62% deles seguem perfis
de marcas nas redes sociais. Isto é um alto indicativo de que compreender
o público, direcionando a criação de conteúdo ou ações a ele, torna-se
essencial para o êxito do negócio. Mais importante que se preocupar em
conquistar uma larga variedade de público, é encontrar uma comunidade
nicho e focar-se em estreitar os laços com ela. Aqui, a chave para possuir
um público ativo, engajado e apaixonado é conhecer este grupo a fundo e
manter-se conectado a ele.

Quais esforços a empresa tem feito para conectar-se profundamente com o seu
público?
De que modo a empresa prospecta a si mesma respeitando os anseios de “ir e vir” do
consumidor?

  

#tendência 4.5 HUMANIZAÇÃO TECNOLÓGICA

Se um dia a comunicação das marcas era através de uma interação


unidirecional (rádio, por exemplo), atualmente ela é muito mais diversa.
Diferentes canais e recursos tecnológicos, como a internet e as redes
sociais por exemplo, dão agora às marcas diferentes possibilidades de
tons e abordagens. Estes recursos podem tanto estar presentes em
formato digital como no interior físico das lojas, variando de chatbots, por
exemplo, a máquinas de assistência personalizada durante o momento
de compras dos clientes. No entanto, é válido lembrar que já vivemos um
período de saturação tecnológica onde a tecnologia não é mais novidade
e portanto, estes incrementos devem ser sutis. A conectividade já deixou
de ser um recurso de status para o consumidor e passou a ser uma
expectativa inerente.

Quais âmbitos são mais viáveis e pertinentes para implementar recursos tecnológicos
de ajuda personalizada ao consumidor?
Que tom será utilizado para abordar o consumidor através desses recursos?

  
33
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

#tendência 4.6 HACKING DE DADOS

Para o mundo dos negócios, as redes sociais são mais que plataformas
de interação com o consumidor: são também geradoras de dados e
viabilizadoras de grandes insights. À medida em que cresce o uso e a
autonomia dos usuários nas redes, aumentam-se as possibilidades de
exercer influência individualizada. Encontra-se, na cultura da Computação
em Nuvem e da Internet das Coisas, uma vasta gama de alternativas de
compartilhamento de dados, promovendo a possibilidade de novos modelos
de negócios e serviços hiper personalizados. Apesar da segurança de dados
ser uma preocupação constante em 2018, graças ao seu processamento
inteligente os usuários poderão utilizar e se beneficiar cada vez mais de
serviços personalizados.

Como utilizar dados coletados para oferecer experiências cada vez mais
personalizadas/úteis aos clientes?
Como aumentar a confiança e proteção em torno dos dados que a empresa utiliza, de
modo a passar segurança para os clientes?

    

34
#tendência 4.7 VAREJO “AUMENTADO”

A realidade virtual e a realidade aumentada estão avançando no gosto


do consumidor. Atualmente, as pessoas já compreendem existir uma
nova camada de realidade ao seu redor e estão, mais do que preparadas,
entusiasmadas para experimentá-la. Estas tecnologias estão evoluindo
a cada dia, aumentando as possibilidades de desenvolvimento de
plataformas experienciais singulares, integradas e coerentes para o
público. Com isto, surgem novas alternativas de modelos de negócio,
dinâmicas de compra e expansão de marketing. Acompanhar estes
movimentos é uma ótima oportunidade para incrementar experiências
marcantes ao seu público, demonstrando inovação e sintonia com as
mais recentes novidades do mundo.

Como a empresa está se preparando para adaptar-se às novas possibilidades de


extensão digital de varejo?
De que forma implementar essas extensões pode contribuir para a facilitação do
processo de compra, além de deixar o consumidor confiante de que a empresa está
comprometida em oferecê-lo recursos de última geração?

    

35
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

#tendência 4.8 PRODUTOS INTELIGENTES

Para além de temas como redes sociais, omnichannel ou realidade


aumentada, há ainda mais uma forma do mercado usufruir das últimas
novidades tecnológicas e criar experiências inovadoras para os seus
consumidores. A Internet das Coisas está revolucionando o modo de
compartilhamento de dados e informações, de forma a abrir diversas
oportunidades para o mundo dos negócios. Autonomia e conectividade
entre os objetos está se tornando cada vez mais uma realidade, e agora
entregam alternativas mais práticas e mais inteligentes para o dia-a-
dia dos consumidores. Embora seja de extrema importância manter-se
atento a questões de segurança e privacidade de dados desses objetos,
utilizar estes recursos para desenvolver novas soluções para o seu público
pode acabar por oferecê-lo experiências muito instigantes e efetivamente
úteis.

Onde a internet das coisas (objetos inteligentes) pode se aplicar para facilitar a vida
dos consumidores ou colaboradores da empresa?
Como garantir sigilo e segurança dos dados retidos por esses objetos? E como
transmitir essa segurança ao público?

    

#tendência 4.9 GAMIFICAÇÃO

Para as pessoas, um certo grau de competitividade e desafio sempre


pode ser um estímulo. Criar narrativas, inserir etapas, dar a possibilidade
de evolução ou vitória e oferecer recompensas, são algumas das
dinâmicas típicas de jogos que também podem ser adotadas nos
negócios. Na gamificação, os impulsos psicológicos mais básicos do
consumidor são explorados de modo a estender e estreitar suas relações
com os produtos, serviços ou marcas, conquistando ainda mais espaço
e importância no cotidiano da pessoa. Os negócios que tem utilizado
essas estratégias de maneira inteligente estão se beneficiando de uma
comunidade de consumidores ainda mais engajada e ativa.

Onde e como implementar processos de gamificação de modo a estender a relação


entre a empresa e o consumidor?
Como manter esta experiência estimulante sem se tornar frustrante ou entediante?

    

36
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

Qual a aplicabilidade de cada tendência ao seu negócio?


Ao ler cada tendência, marque aqui a sua aplicabilidade. Como neste exemplo:

POUCA MUITA

AQUI SIGNIFICA QUE A TENDÊNCIA MAS SE MARCAR AQUI, SIGNIFICA


NÃO SE APLICA MUITO AO NEGÓCIO APLICABILIDADE ALTA!

1.1 Negócios Responsáveis 2.1 Empoderamento Coletivo


POUCA MUITA POUCA MUITA

1.2 Economia Circular 2.2 Compradores Imediatistas


POUCA MUITA POUCA MUITA

1.3 Ativismo Genuíno 2.3 Empreendedorismo Paralelo


SOCIEDADE E ECONOMIA INTELIGENTES

POUCA MUITA POUCA MUITA

1.4 Blockchain de Oportunidades 2.4 Consumidores Investigativos

CONSUMO EMERGENTE
POUCA MUITA POUCA MUITA

1.5 Crescimento da Classe Média 2.5 Glocalismo


POUCA MUITA POUCA MUITA

1.6 Caça ao Desconto 2.6 Sede por Informação


POUCA MUITA POUCA MUITA

1.7 Ecossistema de Marketplace 2.7 Bem-Estar Sempre


POUCA MUITA POUCA MUITA

1.8 Consumo On-The-Go 2.8 Cliente Participativo


POUCA MUITA POUCA MUITA

1.9 Sem Fronteiras: Transmissão ao Vivo 2.9 Minimalismo


POUCA MUITA POUCA MUITA

1.10 Co-Living: Espaços Integrados e Sociais 2.10 Escapismo


POUCA MUITA POUCA MUITA

3.1 O Espaço para a Inovação 4.1 Imersões Fluidas


POUCA MUITA POUCA MUITA

3.2 Betapreneurs: Modo Experimentação 4.2 Marketing Sensorial


POUCA MUITA POUCA MUITA

3.3 Cultura de Aprendizagem 4.3 Piscou, Passou: Promova o Breve!


GESTÃO PARA O FUTURO

POUCA MUITA POUCA MUITA

3.4 Bem-Estar para Produzir Bem


EXPERIÊNCIAS REAIS

4.4 O Cliente no Controle


POUCA MUITA POUCA MUITA

3.5 Cocriação: o Cliente no Processo 4.5 Humanização Tecnológica


POUCA MUITA POUCA MUITA

3.6 Bem-Vindos, (Ro)Bots! 4.6 Hacking de Dados


POUCA MUITA POUCA MUITA

3.7 Cultura do Compartilhamento 4.7 Varejo “Aumentado”


POUCA MUITA POUCA MUITA

3.8 Storytelling Genuíno 4.8 Produtos Inteligentes


POUCA MUITA POUCA MUITA

4.9 Gamificação
POUCA MUITA

37
Agora que você já leu todas as
tendências e analisou a aplicabilidade
de cada uma, escolha cinco tendências
Em seguida, siga os passos descritos
da ferramenta 1, na página anterior, na primeira tendência selecionada, para
que foram classificadas como sendo poder analisar a implementação de cada
de muita aplicabilidade ao seu negócio uma no seu negócio.
e transfira para os quadros de
TENDÊNCIAS SELECIONADAS (1 a 5).

TENDÊNCIA SELECIONADA 1

EM UMA ANÁLISE INICIAL BREVE, COMO VOCÊ ACHA QUE


ESTA TENDÊNCIA PODE SER APLICADA AO SEU NEGÓCIO?

Pense nesta tendência… BAIXO ALTO


· Que tipo de investimento seria necessário para aplicá-la ao INVESTIMENTO
seu negócio? Investimento alto ou baixo?
· E isso seria uma mudança a curto ou longo prazo? CURTO LONGO

· O impacto da adoção da tendência no negócio seria interno PRAZO


(impactando os colaboradores da empresa) ou externo
(impactando os clientes)? INTERNO EXTERNO

· Esta tendência proporcionaria uma pequena melhoria em IMPACTO


seu negócio ou produto/serviço oferecido aos seus clientes?
Ou seria uma mudança radical em seu negócio? INCREMENTAL DISRUPTIVA

Analise estas questões e marque as respostas nas réguas INOVAÇÃO


ao lado.

TENDÊNCIA SELECIONADA 2

EM UMA ANÁLISE INICIAL BREVE, COMO VOCÊ ACHA QUE BAIXO ALTO
ESTA TENDÊNCIA PODE SER APLICADA AO SEU NEGÓCIO?
INVESTIMENTO

CURTO LONGO

PRAZO

INTERNO EXTERNO

IMPACTO

INCREMENTAL DISRUPTIVA

INOVAÇÃO

38
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

TENDÊNCIA SELECIONADA 3

EM UMA ANÁLISE INICIAL BREVE, COMO VOCÊ ACHA QUE BAIXO ALTO
ESTA TENDÊNCIA PODE SER APLICADA AO SEU NEGÓCIO?
INVESTIMENTO

CURTO LONGO

PRAZO

INTERNO EXTERNO

IMPACTO

INCREMENTAL DISRUPTIVA

INOVAÇÃO

TENDÊNCIA SELECIONADA 4

EM UMA ANÁLISE INICIAL BREVE, COMO VOCÊ ACHA QUE BAIXO ALTO
ESTA TENDÊNCIA PODE SER APLICADA AO SEU NEGÓCIO?
INVESTIMENTO

CURTO LONGO

PRAZO

INTERNO EXTERNO

IMPACTO

INCREMENTAL DISRUPTIVA

INOVAÇÃO

TENDÊNCIA SELECIONADA 5

EM UMA ANÁLISE INICIAL BREVE, COMO VOCÊ ACHA QUE BAIXO ALTO
ESTA TENDÊNCIA PODE SER APLICADA AO SEU NEGÓCIO?
INVESTIMENTO

CURTO LONGO

PRAZO

INTERNO EXTERNO

IMPACTO

INCREMENTAL DISRUPTIVA

INOVAÇÃO

39
E agora você pode utilizar os canvas seguintes para
planejar a implementação das tendências mais
atraentes para o seu negócio.

Selecione três tendências entre as selecionadas nas folhas anteriores. Baseie


sua escolha nos aspectos analisados:
· Investimento: qual o seu orçamento para custear a implementação destas
tendências?
· Prazo: você tem pressa?
· Impacto: você busca resultados dentro da empresa, com seus colaboradores,
ou fora dela, com seus clientes?
· Inovação: você está preparado para buscar uma inovação disruptiva, que
impactará o mercado ou o seu segmento? Ou seria melhor investir em
inovação incremental, com melhoria contínua e progressiva no seu negócio?

40
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

TENDÊNCIA:

DENTRO DO NEGÓCIO, DENTRO DA EMPRESA,


QUAIS SÃO AS FORÇAS QUAIS FRAQUEZAS PODEM
PARA IMPLEMENTAR IMPEDIR A IMPLEMENTAÇÃO
ESTA TENDÊNCIA? DESTA TENDÊNCIA?

QUAIS OPORTUNIDADES CASO ESTA TENDÊNCIA


ESTA TENDÊNCIA TRAZ NÃO SEJA IMPLEMENTADA,
PARA O NEGÓCIO? O QUE PODERÁ ACONTECER
COM O NEGÓCIO?

PLANO: três ações necessárias para implementação da tendência

41
TENDÊNCIA:

DENTRO DO NEGÓCIO, DENTRO DA EMPRESA,


QUAIS SÃO AS FORÇAS QUAIS FRAQUEZAS PODEM
PARA IMPLEMENTAR IMPEDIR A IMPLEMENTAÇÃO
ESTA TENDÊNCIA? DESTA TENDÊNCIA?

QUAIS OPORTUNIDADES CASO ESTA TENDÊNCIA


ESTA TENDÊNCIA TRAZ NÃO SEJA IMPLEMENTADA,
PARA O NEGÓCIO? O QUE PODERÁ ACONTECER
COM O NEGÓCIO?

PLANO: três ações necessárias para implementação da tendência

42
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

TENDÊNCIA:

DENTRO DO NEGÓCIO, DENTRO DA EMPRESA,


QUAIS SÃO AS FORÇAS QUAIS FRAQUEZAS PODEM
PARA IMPLEMENTAR IMPEDIR A IMPLEMENTAÇÃO
ESTA TENDÊNCIA? DESTA TENDÊNCIA?

QUAIS OPORTUNIDADES CASO ESTA TENDÊNCIA


ESTA TENDÊNCIA TRAZ NÃO SEJA IMPLEMENTADA,
PARA O NEGÓCIO? O QUE PODERÁ ACONTECER
COM O NEGÓCIO?

PLANO: três ações necessárias para implementação da tendência

43
Referências
Bruel & Kjaer. Scenarios 2030: Beyond Tomorrow - The Future of product
development (2017)

Deloitte. The rise of the social enterprise: Deloitte human capital trends 2018
(2017)

Deloitte. Tendências globais de capital humano 2017 (2017)

Euromonitor International. Global Overview of homes (2018)

Euromonitor International. Top 10 global consumer trends for 2018: Emerging


forces shaping consumer behaviour (2018)

Euromonitor International. Top 10 global consumer trends for 2017 (2017)

Engine. Service design the big 6: The six trends shaping the design of services
and customer experiences in 2018 (2018)

Friburgo. Macrotendências para 2017-2018 (2016)

Future Forecast. The future laboratory (2018)

Google. A peek to your consumer's future (2018)

Innovation Group JWT. Amazon Everything: Charting the rise of Amazon (2018)

Innovation Group JWT. Gender bias in advertising: Research, trends and new
visual language (2018)

Innovation Group JWT. The future of money (2018)

Innovation Group JWT. The future 100 Trends and Change to Watch in 2017
(2017)

Innovation Group JWT. The future 100 trends and change to watch in 2018
(2017)

Innovation Group JWT. Understanding transgender inclusivity in advertising


(2017)

Kjaer Global. 8 key trends 2015 – 2020 (2015)

Kjaer Global. The liquid society 2025+ (2017)

Mintel. Tendências de Consumo - Brasil 17 (2017)

Observatório de sinais. Você cidadão (2018)

PWC. The Long View How will the Global Economic change by 2050 (2017)

Trend Watching. Glass Box Brands (2017)

Trend Watching. The Future of Customer Experience (2017)

Trend Hunter. Trend Report 2018 (2018)

Trend Hunter. Pop-up shops - sample report (2017)

Tribo 51. Tendências de negócios para 2018 (2018)

Youpix. Study tour Los Angeles (2017)

WGSN. O Consumidor do Futuro 2020 (2018)


44
SEBRAE-PR TENDÊNCIAS PARA PEQUENOS NEGÓCIOS 2018/19

45