You are on page 1of 3

X JORNADA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO – JEPEX 2010 – UFRPE: Recife, 18 a 22 de outubro.

ENSINO DE QUÍMICA: UMA ABORDAGEM CONTEXTUALIZADA


DA FUNÇÃO ÁLCOOL
Flávia Cristiane Vieira da Silva1

Introdução 1º Momento: Apresentação da sequência didática para


os alunos. Nesse primeiro momento foi proposto aos
Um dos maiores desafios do ensino de Ciências alunos que desenvolvesse um trabalho envolvendo teatro,
especialmente a Química é ligar o conhecimento música ou vídeo que falasse sobre o problema do uso de
escolar e o mundo cotidiano dos alunos. bebidas alcoólicas.
Freqüentemente, a ausência deste vínculo é 2º Momento: Aula expositiva abordando o tema função
responsável por apatia e distanciamento entre alunos e álcool. Nesta aula foi desenvolvido o conceito de função
professores [1]. A educação em Ciências deve álcool, propriedades e tipos.
proporcionar a todos os estudantes a oportunidade de
desenvolver capacidades que neles despertem a 3º Momento: Aula expositiva abordando o tema
inquietação diante do desconhecido, buscando produção do Etanol. Nesta aula foi discutido o processo de
explicações lógicas e razoáveis, levando os alunos a produção de álcool, as etapas, reações, utilização dos
desenvolverem posturas críticas, realizar julgamentos resíduos e aplicação do álcool produzido.
e tomar decisões fundamentadas em critérios objetivos, 4º Momento: Atividade Experimental no laboratório do
baseados em conhecimentos compartilhados por uma
Espaço Ciência. Os alunos participaram de atividades de
comunidade escolarizada [2].
laboratório realizando experiências para compreensão das
O ensino-aprendizagem de Química apresenta
propriedades dos diferentes tipos de álcool (Etanol).
limitações devido a ser muitas vezes disciplinar, é
ensinado a Química pela Química, o que leva a 5º Momento: Apresentação dos trabalhos sobre os
desmotivação e desvincula o “mundo da escola” do problemas do uso de bebidas alcoólicas.
“mundo dos alunos”. Para que isso não ocorra é
6º Momento: Atividades em grupo para resolução de
preciso que os temas trabalhados na escola deixem de
questões contextualizadas retiradas de provas do Enem
ter um fim por si e/ou apenas uma finalidade futura,
que abordasse o tema Álcool.
passando a ser ferramentas socialmente relevantes e de
situações do mundo vivido [3].
A contextualização no ensino de Química pode ser
Resultados e Discussão
utilizada para construir significados, incorporando
vivencias concretas e diversificadas, assumindo que
todo conhecimento envolve uma relação sujeito e A sequência didática foi desenvolvida durante a 3ª
objeto [4]. Portanto, a contextualização tem como unidade de ensino, abordava-se o conteúdo de funções
objetivo possibilitar a formação integral dos alunos, a oxigenadas. Os alunos desenvolveram a atividade
fim de que possam exercer criticamente a cidadania, proposta sobre os problemas do uso de bebidas alcoólicas
mediante uma visão global de mundo e serem capazes através de vídeo, paródia, apresentação teatral e folhetos
de enfrentar os problemas complexos, amplos e globais informativos (Figura 1). Observou-se um envolvimento
da realidade atual [5] muito grande por parte deles na pesquisa e no
Nesse contexto, a sequencia didática foi desenvolvimento do material possibilitando a relação dos
desenvolvida através da contextualização no ensino de conteúdos vivenciados nas aulas teóricas, como por
da função álcool e produção do etanol com o objetivo exemplo, reações com álcool, bem como os aspectos
de proporcionar aos alunos um ensino de química sociais da temática em questão.
onde o conhecimento passa a ter para eles um Durante as atividades experimentais no Espaço
significado. Ciência os alunos entraram em contato com experimentos
que possibilitaram a compreensão das propriedades do
Material e métodos álcool e perceberam que através da produção do álcool
(Etanol) podem-se obter vários tipos de álcool e que eles
diferem em suas características e propriedades (Figura 2).
A sequência didática foi desenvolvida com 25
A avaliação dos alunos se deu através da resolução em
alunos do 3º ano do Ensino Médio de uma Escola da grupo de questões retiradas do Enem, dessa forma
Rede Estadual do Estado de Pernambuco localizada no puderam aplicar e desenvolver os conhecimentos
bairro do Ibura na cidade do Recife. A sequência foi adquiridos durante a sequência didática. A
desenvolvida em 6 momentos: contextualização mostrou-se uma ferramenta

1. A autora é Graduada em Licenciatura em Química pela Universidade Federal Rural de Pernambuco e Professora de Química de uma Escola Estadual
do Ensino Médio. E-mail: flacvieiras@hotmail.com.br
X JORNADA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO – JEPEX 2010 – UFRPE: Recife, 18 a 22 de outubro.

importantíssima para que os alunos compreendessem


que a Química é apenas um dos caminhos para se
Agradecimentos
compreender os fenômenos e processos que ocorrem
diariamente em suas vidas, assim puderam relacionar
os conteúdos vivenciados nas aulas teóricas com seu Agradecemos a Escola de Referência em Ensino Médio
dia a dia. Professor Jordão Emerenciano por fornecer o transporte
para logística dos alunos ao Espaço Ciência.
Conclusão
Referências

A contextualização se mostrou uma ótima [1] VALADARES, E. C.: “Propostas de experimentos de baixo custo
ferramenta para resolver problemas de ensino- centradas no aluno e na comunidade”, in: Química Nova na Escola, n.º
aprendizagem na disciplina de Química bem como 13, pp. 38-40, 2001.
[2] BIZZO, N. Ciências: fácil ou difícil. Ed. Ática, São Paulo, SP,
para relacionar e integrar os conteúdos científicos com 1998.144p.
o cotidiano do aluno. Observou-se que os alunos se [3] MUENCHEN, C.; AULER, D. Abordagem temática: desafios na
integram mais com o conteúdo, com o professor e educação de jovens e adultos. Revista Brasileira de Pesquisa em
Educação em Ciências, Santa Catarina, v. 3, n. 7, 2007.
entre si, quando desenvolvem sua criatividade e são [4] WARTHA, E. J.; FALJONI-ALÁRIO, A. : “A contextualização no
bem mais participativos à medida que eles são Ensino de Química Através do Livro Didático”, in: Química Nova na
envolvidos no processo ensino-aprendizagem. Escola, n.º 22, pp. 42-47, 2005.
[5] LÜCK, H. Pedagogia Interdisciplinar: Fundamentos Teórico-
Metodológicos. 12ª ed. Petrópolis: Vozes, 2004.
X JORNADA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO – JEPEX 2010 – UFRPE: Recife, 18 a 22 de outubro.

A B

Figura 1. A. Alunos apresentando peça teatral. B. Alunos apresentando paródia sobre os problemas do consumo de bebidas
alcoólicas.

Figura 2. Alunos participando de atividade experimental no laboratório do Espaço Ciência.