You are on page 1of 2

UNINDU 2008

Clean Energy for the World: Ethanol, Biodiesel and Natural Gas

1) Full name: Viviane Roberto da Silva Romeiro viviromeiro@fem.unicamp.br


André Felipe Simões afsimoes@fem.unicamp.br
Gilberto Martino Januzzi januzzi@fem.unicamp.br
Nivaldo dos Santos nivaldo@ucg.br
Charlene Ávila Plaza charlene_Plaza@hotmail.com

2) Institution: Departamento de Energia – FEM/UNICAMP

3) Complete address: Depto de Energia/ Pós-Graduação -Sala 313 Unicamp/Campinas - SP

4) Contact phone: 019 - 3521-3285

5) Major topic: Environment

Estratégias regulatórias no contexto da produção de biocombustíveis:


análise multicriterial dos impactos ambientais no setor sucroalcooleiro

A problemática das mudanças climáticas globais suscita novos modelos de


produção e consumo substitutivos dos atuais vigentes. A questão não está
diretamente relacionada ao efeito estufa em si, mas sua intensificação pela
utilização de combustíveis fósseis bem como os impactos ao meio ambiente
provenientes das ações antrópicas ditadas especialmente após a Revolução
Industrial. O caso do setor sucroalcooleiro, que embora contribua para o progresso
e desenvolvimento econômico do país através da produção de biocombustíveis ou
mesmo na geração de empregos, não vislumbra adequadamente os aspectos
ambientais e sociais em sua cadeia produtiva. Atualmente, o novo ambiente
competitivo deste setor tem conduzido as indústrias canavieiras a adotarem
estratégias “benéficas” para o desenvolvimento econômico do país face à
desregulamentação de suas atividades produtivas; em contrapartida denota-se
que os aspectos relativos a sustentabilidade sócio-ambiental não são exercidos
concomitantemente ao desenvolvimento econômico do setor. Ao lado dos grandes
benéficos econômicos gerados pela implantação e implementação tanto a níveis
nacionais como internacionais dos biocombustíveis, há o lado obscuro deste
desenvolvimento. Haveria custos sociais, políticos e financeiros para o governo
brasileiro incentivar a redução do desmatamento? Quais os responsáveis por
esses custos e como valorizar ou medir estes serviços ambientais? Nesse
contexto, o presente trabalho discute a produção dos biocombustíveis sob um
enfoque sócio-jurídico e suas conseqüências relativas ao meio ambiente
especificamente. Através de pesquisa bibliográfica e documental, intenta-se
realizar uma análise crítica que possa corroborar na viabilização de termos de
referências para implementação de políticas públicas consistentes que promovam
sustentabilidade da produção aliada ao comprometimento empresarial e
governamental.

Palavras-chave: Mudanças Climáticas Globais; Biocombustíveis; Setor Sucroalcooleiro;


Impactos ambientais; Políticas Públicas