You are on page 1of 11

A evolução do Cérebro

Humano

Grupo: Lemily, Ívyna,


Dennise, Ingridy e
Camila.
• Como nossos outros órgãos, o cérebro
evoluiu aumentando através de milhões
de anos em complexidade e tamanho
informacional.

400 cc 750 cc 900 cc 1500 cc 1400 cc


“Novas tarefas estimulam o
cérebro e permitem a sua
evolução, enquanto um
cérebro melhor estimulado e
consequentemente
desenvolvido, permite a
realização de novas tarefas.”
A parte mais
antiga do
cérebro
compreende a
medula
espinhal, a
ponte, o bulbo
eo
mesencéfalo,
conjunto este
denominado
por MacLean de
"chassi neural".
Este é o
mecanismo
neural básico
para a
reprodução e
autopreservaçã
o.
Etapas evolutivas
cerebrais
Cérebro reptelial:
É formado pelo tronco
cerebral, além de
diversas partes do
sistema nervoso
central. É responsável
pelo controle de
comportamentos
involuntários, tais
como batimentos
cardíacos e
funcionamento
pulmonar.
Etapas evolutivas
cerebrais
sistema límbico
Está definitivamente
ligado às emoções,
além de atuar no
controlo do sistema
endócrino humano.
Etapas evolutivas
cerebrais
Neocortéx
Esta é a camada que
nos proporciona todas
as recordações,
conhecimentos,
habilidades e
experiências
acumuladas graças a
seus 30 bilhões de
neurônios.
O que nos distingue dos demais animais é
o fato de apresentarmos consciência,
saber reflexivo. Tal capacidade nos
tornou capazes de criar e descobrir.
Aliando trabalho à criatividade, criamos o
nosso mundo, produzindo bens materiais
(vestimentas, moradias) e não-materiais
(costumes, arte, ciência). Além disso,
desenvolvemos uma linguagem
eficiente, o que nos possibilita transmitir,
acumular e transformar conhecimentos
adquiridos ao longo das gerações.
Quando observamos a vida de outros animais,
vemos que, de certa maneira, eles também
executam muitas atividades. As abelhas fazem
colméias e produzem mel, os castores
constroem diques e aranhas tecem teias. E
essas habilidades são transmitidas aos seus
descendentes. Mas o ser humano faz tudo isso
num grau muito mais abrangente porque
desenvolveu a consciência do seu saber.
Assim, somos capazes de nos debruçarmos
sobre nós mesmos para tomar posse de nosso
próprio conhecimento, avaliando sua
consistência, seu limite, seu valor.
A produção de bens materiais e não-
materiais é dinâmica, ou seja, ela
modifica a história das sociedades. O
ser humano foi capaz de trazer
melhorias extraordinárias se usarmos
os abrigos pré-históricos em
comparação aos edifícios atuais, por
exemplo. Já em relação aos outros
animais, o mesmo não acontece. As
abelhas fazem colméias, os pássaros
constroem ninhos e aranhas tecem
teias como sempre o fazem.
Como seres humanos, podemos realizar
grandes mudanças em nossa forma de viver.
Por sermos capazes de construir um saber
reflexivo, observamos, refletimos, analisamos
e julgamos o que nos cerca. Temos a
capacidade de questionar o passado,
modificar o presente e planejar o futuro.
Somos criatura e criador do mundo em que
vivemos. Não nascemos prontos pelas “mãos
da natureza”. Nossa vida é, em grande
medida, um processo de “renascer” contínuo,
com a expressão de novas idéias, novas
habilidades, novas formas de pensar.