You are on page 1of 30

A Ditadura Salazarista

O Estado Novo
O Estado Novo ou a Ditadura Salazarista é um
regime político autoritário, em que o poder
legislativo, executivo e judicial estão
concentrados no chefe de governo.

É também chamado de Salazarismo devido ao


período que Salazar governou Portugal (1933-
1968).

Este regime autoritário permaneceu durante 41


anos em Portugal, que foi desde que Salazar
subiu ao poder (1933) até a sua saída (1968).
Constituição do Estado Novo
Constituição de 1933

Poder legislativo Poder judicial

Assembleia Nacional Exercido pelos tribunais

Poder executivo

Exercido pelo governo

Sufrágio Universal
Organismos de Defesa do
Estado
 Como organismos de Defesa do
Estado temos:

 A PIDE
 A Legião Portuguesa
 A Mocidade Portuguesa
 A Censura
A PIDE
A PIDE (Polícia Internacional e de
Defesa do Estado) , foi criada em
Portugal em 22 de Outubro de 1946.
A PIDE era uma polícia política que
teve como principal função a
repressão de qualquer forma de
oposição ao Estado Novo.
A Legião Portuguesa
A Legião Portuguesa foi uma
organização paramilitar, criada em
Portugal em 1936, era conhecida
como o grupo paramilitar dos
camisas castanhas e foi fundamental
na sua subida ao poder em 1933
pelo partido de Salazar, o Partido
Único.
A Mocidade Portuguesa
 A Mocidade Portuguesa foi fundada
em 1936 e idealizada de acordo com
os exemplos fascistas italianos e
alemães, esta preparava a juventude
para o “engrandecimento da Nação”.

A Mocidade Portuguesa foi uma das


instituições novas tipicamente
caracterizadoras do Estado.
A Censura
A Censura era um serviço prévio às
publicações periódicas, emissões de
rádio e de televisão, e de fiscalização
de publicações não periódicas
nacionais e estrangeiras, protegendo
permanentemente a doutrina e
ideologia do Estado Novo e
defendendo a moral e os bons
costumes.
Os Ideais
 Os ideais da política salazaristas são:

- O Proteccionismo (visava a protecção dos


produtos portugueses evitando importar produtos
estrangeiros)

- O Corporativismo (Sistema político ou


económico no qual o poder legislativo é atribuído
a corporações que representam grupos
económicos, industriais ou profissionais.)

- O Colonialismo (defendia que Portugal não tinha


colónias mas províncias ultramarinas)
A oposição ao Regime
Eleições presidenciais
 1949– General Norton de Matos via-
se obrigado a desistir devido a
repressão violenta

 1958 – Humberto Delgado concorre


mas devido as fraudes o candidato o
regime, Américo Tomás vence as
eleições.

Abalo ao Regime que estava perto do fim


Marcelismo - Continuação do
Regime
 Em 1968 Salazar adoeceu e é
substituído por Marcello Caetano
renovando a esperança aos
portugueses para uma abertura do
regime

 A sua politica era definida pelo lema


“renovação na continuidade” que
apesar de algumas melhorias acabo
por agravar a instabilidade do Estado
Primavera Marcelista
 Marcelo Caetano:
 Concede alguma liberdade de
expressão aos jornais,
Permite a vinda de alguns exilados
Incentiva a industrialização
Alarga o regime da providência as
populações
 Procura reformar o ensino com vista a
democratização da educação
A repressão continuou pois mudaram
as designações mas as instituições
mantiveram-se as mesmas

 Com a reeleição de Américo Tomás


as esperança de liberalização
desapareceu generalizando-se a
insatisfação popular que a
repressão e a censura já não
calavam.
O ESTADO NOVO
A Ascensão de Salazar

15
O ESTADO NOVO
A Constituição de 1933
Art.º 2.º - Leis especiais regularão o
exercício de liberdade de expressão, de
pensamento, de ensino, de reunião e de
associação (...)
Art.º 72.º, 1.º - O Presidente [da
República] é eleito por sete anos [pelos
cidadãos]
Art.º 106.º - O governo é constituído
pelo Presidente do Conselho, que
poderá gerir os negócios de um ou mais
ministérios (...)
Art.º 107.º - O Presidente do Conselho
responde perante o Presidente da
República pela política geral do
Governo (...)
16
O ESTADO NOVO
As Lições de Salazar

17
O ESTADO NOVO
Suportes

18
O ESTADO NOVO
A Oposição

19
O ESTADO NOVO
A Oposição

Grândola Vila Morena


Terra da Fraternidade
O Povo é quem mais
ordena
Dentro de ti ó cidade

20
O ESTADO NOVO
A Guerra Colonial

21
A REVOLUÇÃO DE 25 DE ABRIL

22
PORTUGAL DEMOCRÁTICO
O 25 de Abril de 1974

23
O REGRESSO DA LIBERDADE

24
O REGRESSO DA LIBERDADE

25
O REGRESSO DA LIBERDADE

26
O REGRESSO DA LIBERDADE

27
A DESCOLONIZAÇÃO

28
PODER CENTRAL E PODER LOCAL

29
A NOVA CONSTITUIÇÃO

30