You are on page 1of 19

BEM-VINDO À DISCIPLINA

ASPECTOS ANTROPOLÓGICOS E SOCIOLÓGICOS DA EDUCAÇÃO


Aula 8
Prof. Mauro Leão
As Contribuições de Bourdieu,
Gramsci e Mannheim para a
Sociologia da Educação

Aula 9
ANTONIO GRAMSCI

Antonio Gramsci
(1891-1937)

Aula 9
Antonio Gramsci foi uma das referências essenciais do
pensamento marxista no século XX. Foi um dos
fundadores do partido comunista italiano em 1921, sendo
preso em 1926 sob o regime fascista de Mussolini.
Escreveu vários artigos durante a sua prisão, que ficaram
conhecidos como Cadernos do Cárcere. Em sua reflexões
atribuía grande importância a sociedade civil e ao papel
dos intelectuais na processo de mudança histórica.

Aula 9
AS DIFERENÇAS ENTRE O
ORIENTE E O OCIDENTE

Para Gramsci a distinção entre Oriente e Ocidente não se


restringia a uma mera diferenciação geográfica. Para o
autor o mundo ocidental compreenderia aqueles países
em que a sociedade civil é estruturada, múltipla,
organizada, e compartilha com o Estado a administração
da vida social.

Aula 9
A ATUALIZAÇÃO DO
PENSAMENTO MARXISTA
Gramsci promove uma atualização do pensamento
marxista afirmando que não bastava eliminar a
propriedade privada dos meios de produção, uma vez que
esta medida isoladamente, não seria suficiente. Ele
afirmava que os trabalhadores precisariam lutar também
contra a “apropriação privada, ou elitista, do saber e da
cultura”.

Aula 9
O PAPEL DOS INTELECTUAIS

No processo da hegemonia pelo poder político, os


intelectuais têm um papel muito importante, pois são eles
que organizam a cultura.

Aula 9
INTELECTUAIS ORGÂNICOS E TRADICIONAIS

Segundo Gramsci, existem dois tipos de intelectuais: o


orgânico e o tradicional.
Os intelectuais orgânicos seriam aqueles que
representariam os interesses das classes dominantes,
enquanto os segundo tipo, os intelectuais tradicionais,
representariam os interesses de outras classes no interior
da sociedade.

Aula 9
GRAMSCI E O SISTEMA ESCOLAR

• A Escola Unitária

• A Escola Profissionalizante.

Aula 9
A ESCOLA UNITÁRIA
“[Seria a] escola única inicial de cultura geral, humanista,
formativa, que equilibre equanimente o desenvolvimento
da capacidade de trabalhar manualmente
(tecnicamente, industrialmente) e o desenvolvimento
das capacidades de trabalho intelectual."
(GRAMSCI, A . (1978c). Cartas do Cárcere. Rio de
Janeiro, Civilização Brasileira., p. 118)

Aula 9
PIERRE BOURDIEU

Aula 9
O sociólogo francês Pierre Bourdieu baseou-se nas
concepções de Émile Durkheim e no Estruturalismo para
fazer a sua análise sobre a educação contemporânea. É
importante saber que, para Bourdieu, os sujeitos sociais
são vistos como marionetes das estruturas dominantes.

Aula 9
A VIOLÊNCIA SIMBÓLICA
Para Bourdieu as sociedades se estruturam a partir de um
sistema de relações de força material entre grupos e
classes. Sobre a sua visão para a sociologia da educação,
sua tese central é a de que “toda ação pedagógica é,
objetivamente, uma violência simbólica”.

Aula 9
Bourdieu parte do princípio de que a classe que possui o
capital econômico produz e reproduz o capital cultural e o
faz escondendo, ou dissimulando, o seu caráter de
violência simbólica (dominação cultural). Neste sentido a
educação acabaria por reproduzir desigualdades sociais.

Aula 9
KARL MANNHEIM

Karl Mannheim
(1893-1947)

Aula 9
Karl Mannheim também recebeu influências dos
clássicos, em particular de Max Weber. Eles retoma os
princípios da sociologia weberiana da pedagogia do cultivo
e da pedagogia do treinamento, a partir de uma
perspectiva de mudança para a sociedade e para as
próprias práticas de educação.

Aula 9
UMA EDUCAÇÃO
SAUDÁVEL E INTEGRAL

Na sua concepção, era necessário regenerar a sociedade


e o homem através de uma educação sadia. Para tanto,
era preciso criar uma pedagogia, a partir da compreensão
dos diferentes tipos históricos de educação (construídos
por Weber), que educasse o homem moderno sem tirar
dele as possibilidades oferecidas por uma educação mais
integral.

Aula 9
EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
De acordo com Mannheim, a sociedade regenerada estava
ligada ao advento da democracia moderna. A
modernidade, para ele, não tinha apenas custos ou
ameaças à liberdade, mas trazia também esperanças e
valores sociais solidários, abertos. A principal ajuda que a
moderna democracia era capaz de oferecer consistia na
possibilidade de que todas as camadas sociais viessem a
contribuir com o processo educacional. Nesse sentido,
duas ciências são fundamentais: a sociologia e a
psicanálise.

Aula 9
ACESSEM:
Nascimento, Maria I.M. e Sbardelotto, Denise K. A
escola unitária: trabalho e educação para Gramsci,
disponível em
http://www.histedbr.fae.unicamp.br/revista/edicoes/3
0/art17_30.pdf

Vasconcelos, Maria Drosila: Pierre Bourdieu: a


herança socilógica, disponível em
http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101-
73302002000200006&script=sci_arttext